Page 1


“O VINHO É UM MOMENTO... DESFRUTE-O COM QUALIDADE.”


O PROJECTO GARCIAS GOURMET FILIPA GARCIA 5

6

10

36

38

42

46

68

72

80

84


12

16

22

30

50

54

56

60

MERCHANDISING GARCIAS GOURMET 86

88

90

92


GOURMET O SIGNIFICADO ORIGINAL DA PALAVRA GOURMET DESIGNAVA OS BONS APRECIADORES DE VINHO, OS VERDADEIROS CONHECEDORES. ACTUALMENTE JÁ FAZ PARTE DO VOCABULÁRIO PORTUGUÊS E ALARGOU O SEU ÂMBITO A TUDO O QUE SEJAM PRODUTOS DE QUALIDADE, AUTÊNTICOS E ORIGINAIS, E SE RELACIONE COM OS PRAZERES DA BOA MESA. O PROJECTO GARCIAS GOURMET NASCEU DO SONHO E VONTADE DE QUEM TEVE OPORTUNIDADE DE CRIAR ALGO NOVO E DIFERENTE DENTRO DE UMA ESTRUTURA ORGANIZADA E COM COBERTURA NACIONAL. COM ESFORÇO, DEDICAÇÃO E TRABALHO, ESTE PROJECTO TEM COMO VISÃO AMBICIONAR TER A PREFERÊNCIA DE ESCOLHA DOS SEUS CLIENTES QUER PELA QUALIDADE DOS SEUS PRODUTOS QUER PELA DIFERENCIAÇÃO DE SERVIÇO QUE OFERECE. THE ORIGINAL MEANING OF THE WORD GOURMET REFERRED TO THE WINE ENTHUSIASTS AND TRUE CONNOISSEURS. CURRENTLY IT IS ALREADY PART OF THE PORTUGUESE VOCABULARY, HAVING A BROADER SCOPE TO EVERYTHING THAT REPRESENTS QUALITY, AUTHENTICITY AND ORIGINALITY, BEING EASILY RELATED WITH THE PLEASURES OF A GOOD TABLE. THE GARCIAS GOURMET PROJECT WAS BORN DUE TO THE DREAM AND WILL OF SOMEONE WHO HAD THE OPPORTUNITY TO CREATE SOMETHING NEW AND DIFFERENT INSIDE AN ORGANIZED AND NATIONAL STRUCTURE. WITH EFFORT, DEDICATION AND WORK, THE VISION OF THIS PROJECT IS TO HAVE THE PREFERENCE OF CHOICE OF THEIR CUSTOMERS BOTH FOR THE QUALITY OF THEIR PRODUCTS AND THE SPECIALISED SERVICE THEY OFFER. FILIPA GARCIA


MOMENTO OUSADO MOMENTO OUSADO ALVARINHO

PRODUTOR / ENÓLOGO: ANSELMO MENDES

DISTINTA ENTRE AS GRANDES CASTAS BRANCAS DO MUNDO, O ALVARINHO É UM VINHO INTENSO E SINGULAR.

REGIÃO: VINHOS VERDES

6

DISTINGUISHED BETWEEN THE MAJOR WHITE GRAPE VARIETIES IN THE WORD, ALVARINHO WINE IS INTENSE AND SINGULAR.

MOMENTO OUSADO LOUREIRO ESTE VINHO DEMONSTRA A ESSÊNCIA DA CASTA LOUREIRO, EXUBERANTE, ELEGANTE E FLORAL. THIS WINE DEMONSTRATES THE ESSENCE OF LOUREIRO GRAPE, MAGNIFICENT, ELEGANT AND FLORAL.


MOMENTO OUSADO ALVARINHO

REGIÃO: Vinhos Verdes CLASSIFICAÇÃO: DOC SOLO: Origem Granítica CASTAS: Alvarinho PRODUÇÃO: 6.000 garrafas VINIFICAÇÃO: Elaborado a partir de uvas provenientes de vinhas seleccionadas por Anselmo Mendes, é um vinho moderno com forte carácter varietal, obtido pela prensagem suave, sem desengace, de uva inteiras numa prensa vertical clássica. Fermentação em pequenas cubas de inox a velocidade constante durante 15 dias. ESTÁGIO: 4 meses sobre as borras finas em cuba, com removimento semanal. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13% ACIDEZ TOTAL: 6.0 g/L PH: 3.28 AÇÚCARES REDUTORES: 3.0 g/L NOTAS DE PROVA: Trata-se de um vinho com um aroma muito intenso, com nuances de fruto tropical, distinto e elegante onde as qualidades da casta estão bem vincadas. Um vinho macio na boca, frutado à casta com um final fresco e longo com nuances minerais. ENÓLOGO: Anselmo Mendes

7


MOMENTO OUSADO LOUREIRO

REGIÃO: Vinhos Verdes CLASSIFICAÇÃO: DOC SOLO: Origem Granítica CASTAS: Loureiro PRODUÇÃO: 6.000 garrafas VINIFICAÇÃO: Curta maceração, segue-se uma prensagem suave. Decantação durante 48 horas. Fermentação em pequenas cubas de inox a temperatura controlada entre 12 e 20ºC. ESTÁGIO: 4 meses sobre as borras finas em cuba, com removimento semanal. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 12% ACIDEZ TOTAL: 6.5 g/L PH: 3.2 AÇÚCARES REDUTORES: 3.0 g/L NOTAS DE PROVA: É um vinho internacional e elegante onde as qualidades da casta Loureiro estão bem presentes. Vasta intensidade aromática, frutado e floral, combinado com uma suave acidez. ENÓLOGO: Anselmo Mendes

8


9


REGIÃO: VINHOS VERDES

PRODUTOR / ENÓLOGO: ANSELMO MENDES

AUTÊNTICO COM FERMENTAÇÃO E ESTÁGIO EM BARRICAS DE CARVALHO FRANCÊS DURANTE 6 MESES, ESTE VINHO MOSTRA O CARÁCTER E PERSONALIDADE DO ALVARINHO. WITH FERMENTATION AND AGING IN FRENCH OAK BARRELS FOR 6 MONTHS, THIS WINE SHOWS THE CHARACTER AND PERSONALITY OF ALVARINHO 10 WINE.


AUTÊNTICO ALVARINHO

REGIÃO: Vinhos Verdes CLASSIFICAÇÃO: DOC SOLO: Origem Granítica CASTAS: Alvarinho VINIFICAÇÃO: Sem desengace, segue-se prensagem suave em prensa vertical e decantação durante 48 horas. Fermentação em barricas novas e usadas de carvalho francês. ESTÁGIO: Durante 6 meses sobre as borras totais com batonnage semanal. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13% ACIDEZ TOTAL: 6.0 g/L PH: 3.25 AÇÚCARES REDUTORES: 3.0 g/L NOTAS DE PROVA: Colheita bem equilibrada, aromas de madeira conjugadas com fruto cítrico, floral e mineral. ENÓLOGO: Anselmo Mendes

11


PRODUTOR: PEDRO GARCIAS REGIÃO: DOURO

12

MAPA VINHOS LIGADOS À TERRA. O PROJECTO MAPA COMEÇOU A SER DESENHADO HÁ CERCA DE UMA DÉCADA, COM A COMPRA DAS PRIMEIRAS TERRAS EM MUXAGATA, VILA NOVA DE FOZ CÔA. HOJE, A EXPLORAÇÃO AGRICOLA É COMPOSTA DE DUAS QUINTAS, COM UMA ÁREA DE VINHA DE CERCA DE 30 HECTARES. O OBJECTIVO É PRODUZIR VINHOS DE QUALIDADE LIGADOS À TERRA E QUE REFLICTAM A DIVERSIDADE E A RIQUEZA DO LUGAR. POR ESSA RAZÃO, EM CADA COLHEITA, O NÚMERO DE GARRAFAS PRODUZIDAS SERÁ SEMPRE REDUZIDO. O PRIMEIRO VINHO, UM TINTO VINIFICADO EM LAGAR, COM PISA A PÉ, FOI FEITO EM 2009. O MAPA BRANCO NASCEU NA COLHEITA SEGUINTE. WINES CONNECTED TO THE EXPRESSION OF TERROIR. THE MAPA PROJECT BEGAN TO BE DRAWN ABOUT A DECADE AGO, WITH THE PURCHASE OF THE FIRST LANDS IN MUXAGATA, VILA NOVA DE FOZ CÔA. TODAY IT CONSISTS ON TWO FARMS WITH A VINEYARD AREA OF ABOUT 30 HECTARES. THE AIM IS TO PRODUCE QUALITY WINES LINKED TO THE TERROIR AND REFLECT THE DIVERSITY AND RICHNESS OF THE PLACE. THEREFORE, FOR EACH CROP, THE NUMBER OF BOTTLES WILL ALWAYS BE REDUCED. THE FIRST WINE, A RED WINE VINIFIED IN MILL, WITH FOOT TREADING, WAS MADE IN 2009. THE FIRST WHITE MAPA WAS BORN THE FOLLOWING HARVEST.


MAPA BRANCO

REGIÃO: Douro CLASSIFICAÇÃO: Douro DOC SOLO: Xistoso CASTAS: Várias, com predomínio de Rabigato e Viosinho. PRODUÇÃO: 3.000 garrafas VINIFICAÇÃO: Fermentação em inox com batonnage regular. ESTÁGIO: Estágio em inox. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13.5% ACIDEZ TOTAL: 5.5 g/L PH: 3.35 AÇÚCARES REDUTORES: 1.6 g/L NOTAS DE PROVA: Evoca no aroma de forma elegante e vibrante fruta citrina e de polpa branca, como alperce. Na boca é muito rico e volumoso, revelando boa sapidez e mineralidade e terminando de forma muito viva e fresca. Um branco que reflecte o melhor das terras altas do Douro. ENÓLOGO: Francisco Batista

13


MAPA RESERVA TINTO

REGIÃO: Douro CLASSIFICAÇÃO: Douro DOC SOLO: Xistoso CASTAS: Touriga Nacional, Touriga Franca, Sousão e Tinto Cão. PRODUÇÃO: 3.400 garrafas VINIFICAÇÃO: Em inox com maceração prolongada. ESTÁGIO: 12 meses em barricas de carvalho francês. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 14.3% ACIDEZ TOTAL: 5.2 g/L PH: 3.7 AÇÚCARES REDUTORES: 2 g/L NOTAS DE PROVA: Um vinho de grande intensidade aromática, onde predomina a fruta do bosque e do pomar, algum vegetal e notas apimentadas do estágio em barricas novas de carvalho francês. É muito volumoso e saboroso na boca, demonstrando um grande equilíbrio entre o álcool e a acidez. Possui uma excelente acidez natural e grande estrutura, com taninos pungentes, o que lhe augura muitos anos de vida. ENÓLOGO: Francisco Batista

Também disponível em formato Magnum (1.5L) e Double Magnum (3L)

14


15


PRODUTOR: NIEPOORT

REGIÃO: DOURO

MORGADIO DA CALÇADA DEPOIS DE TER INICIADO EM 1980 E ATÉ AOS ANOS 90 A RECONVERSÃO DE PARTES DAS VINHAS, PERMITINDO ATINGIR UMA PRODUÇÃO DE EXCELÊNCIA, A CASA DA CALÇADA FEZ UMA PARCERIA COM A FIRMA NIEPOORT, LEVANDO À CRIAÇÃO DA MARCA DE VINHOS MORGADIO DA CALÇADA COM A ASSINATURA DE DIRK VAN DER NIEPOORT. OS VINHOS MORGADIO DA CALÇADA DISTINGUEM-SE POR ALIAREM A TRADIÇÃO À MODERNIDADE. ESTE COMPROMISSO RESULTA DA CRIAÇÃO DOS VINHOS POR DIRK VAN DER NIEPOORT E DOS RÓTULOS DOS VINHOS DE MESA COM UM ESQUIÇO DA ADEGA DA CASA DA CALÇADA PELO ARQ. SIZA VIEIRA E DOS RÓTULOS DOS VINHOS DO PORTO DA AUTORIA DO ARQ. MICHEL TOUSSAINT.

16

THE MORGADIO DA CALÇADA WAS ESTABLISHED IN THE LATE 17TH CENTURY, BY JERÓNIMO DA CUNHA PIMENTEL, IN THE HISTORICAL VILLAGE OF PROVEZENDE, DEEP IN THE HEART OF THE ALTO DOURO VINHATEIRO. DIRK VAN DER NIEPOORT, TOGETHER WITH THE PROPRIETORS, SAW IN CASA DA CALÇADA´S VINEYARD A UNIQUE OPPORTUNITY OF EXPLOITING AND PRODUCING TABLE AND PORTO WINES, UNDER THE NAME MORGADIO DA CALÇADA. IN ADDITION TO THIS PROJECT, MORGADIO DA CALÇADA HAS LAUNCHED A WINE TOURISM PROJECT, WITH EIGHT GUEST-ROOMS, SWIMMING POOL AND SEVERAL AREAS TO PROVIDE HIS GUESTS AND VISITORS GREAT WINE AND GASTRONOMIC EXPERIENCES.


MORGADIO DA CALÇADA BRANCO

REGIÃO: Douro CLASSIFICAÇÃO: DOC SOLO: Xistoso CASTAS: Codega, Rabigato, Viosinho, Arinto, Malvasia fina e outras. PRODUÇÃO: 15.500 garrafas VINIFICAÇÃO: Barricas de carvalho francês e pequenas cubas de inox. ESTÁGIO: 9 meses em barricas de carvalho francês e cuba de inox. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13.0% ACIDEZ TOTAL: 4.37 g/dm3 PH: 3.37 AÇÚCARES REDUTORES: 2.8 g/dm3 NOTAS DE PROVA: Apresenta um intenso carácter mineral, com aroma cítrico e notas de pêssego e amêndoa. Trata-se de um vinho de grande complexidade mas elegante, com uma acidez firme. Neste branco, o fumado característico do estágio em barrica integra-se perfeitamente com os aromas e a frescura do vinho. Termina longo e com grande persistência. ENÓLOGO: Dirk Niepoort Também disponível em formato Magnum (1.5L)

17


MORGADIO DA CALÇADA RESERVA BRANCO

REGIÃO: Douro CLASSIFICAÇÃO: DOC SOLO: Xistoso CASTAS: Codega, Rabigato, Viosinho, Arinto e outras. PRODUÇÃO: 3.500 garrafas VINIFICAÇÃO: Barricas de carvalho francês. ESTÁGIO: 9 meses em barricas de carvalho francês. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13.0% ACIDEZ TOTAL: 4.57 g/dm3 PH: 3.37 AÇÚCARES REDUTORES: 2.3 g/dm3 NOTAS DE PROVA: O Morgadio branco reserva demonstra um intenso carácter mineral, com notas cítricas e de flores brancas. Na boca é vivo e muito cheio de complexidade, apresentado ao mesmo tempo uma extrema frescura. As notas fumadas da madeira encontram-se bem presentes estando no entanto muito bem integradas com o vinho e os restantes aromas. ENÓLOGO: Dirk Niepoort

18


MORGADIO DA CALÇADA TINTO

REGIÃO: Douro CLASSIFICAÇÃO: DOC SOLO: Xistoso CASTAS: Tinta Roriz, Touriga Franca, Touriga Nacional e outras. PRODUÇÃO: 14.000 garrafas VINIFICAÇÃO: Lagares e inox. ESTÁGIO: 16 meses em barricas de carvalho francês. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13.5% ACIDEZ TOTAL: 4.95 g/dm3 PH: 3.64 AÇÚCARES REDUTORES: 1.9 g/dm3 NOTAS DE PROVA: O Morgadio Tinto é fresco e elegante, muito equilibrado, marcado no aroma, por fruta vermelha e notas de especiarias intensas. Na boca é longo e fresco, com bom volume e uma estrutura de taninos suaves, mostrando-se amplo e complexo com um longo final, marcado pela frescura. ENÓLOGO: Dirk Niepoort

19


MORGADIO DA CALÇADA RESERVA TINTO

REGIÃO: Douro CLASSIFICAÇÃO: DOC SOLO: Xistoso CASTAS: Tinta Roriz, Touriga Franca, Touriga Nacional e outras. PRODUÇÃO: 5.300 garrafas VINIFICAÇÃO: Lagares e inox. ESTÁGIO: 18 meses em barricas de carvalho francês. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13.72% ACIDEZ TOTAL: 5.33 g/dm3 PH: 3.64 AÇÚCARES REDUTORES: 2.2 g/dm3 NOTAS DE PROVA: O Morgadio Reserva Tinto é elegante e equilibrado, com aromas fruta madura, notas de pimenta e ligeiro fumado, que contribui com elegância para a complexidade do aroma. No paladar é concentrado mas fresco, mineral e com grande comprimento de boca. Bom potencial de envelhecimento. ENÓLOGO: Dirk Niepoort

20


21


PRODUTOR: NIEPOORT

REGIÃO: DOURO

MORGADIO DA CALÇADA DEPOIS DE TER INICIADO EM 1980 E ATÉ AOS ANOS 90 A RECONVERSÃO DE PARTES DAS VINHAS, PERMITINDO ATINGIR UMA PRODUÇÃO DE EXCELÊNCIA, A CASA DA CALÇADA FEZ UMA PARCERIA COM A FIRMA NIEPOORT, LEVANDO À CRIAÇÃO DA MARCA DE VINHOS MORGADIO DA CALÇADA COM A ASSINATURA DE DIRK VAN DER NIEPOORT. OS VINHOS MORGADIO DA CALÇADA DISTINGUEM-SE POR ALIAREM A TRADIÇÃO À MODERNIDADE. ESTE COMPROMISSO RESULTA DA CRIAÇÃO DOS VINHOS POR DIRK VAN DER NIEPOORT E DOS RÓTULOS DOS VINHOS DE MESA COM UM ESQUIÇO DA ADEGA DA CASA DA CALÇADA PELO ARQ. SIZA VIEIRA E DOS RÓTULOS DOS VINHOS DO PORTO DA AUTORIA DO ARQ. MICHEL TOUSSAINT.

22

THE MORGADIO DA CALÇADA WAS ESTABLISHED IN THE LATE 17TH CENTURY, BY JERÓNIMO DA CUNHA PIMENTEL, IN THE HISTORICAL VILLAGE OF PROVEZENDE, DEEP IN THE HEART OF THE ALTO DOURO VINHATEIRO. DIRK VAN DER NIEPOORT, TOGETHER WITH THE PROPRIETORS, SAW IN CASA DA CALÇADA´S VINEYARD A UNIQUE OPPORTUNITY OF EXPLOITING AND PRODUCING TABLE AND PORTO WINES, UNDER THE NAME MORGADIO DA CALÇADA. IN ADDITION TO THIS PROJECT, MORGADIO DA CALÇADA HAS LAUNCHED A WINE TOURISM PROJECT, WITH EIGHT GUEST-ROOMS, SWIMMING POOL AND SEVERAL AREAS TO PROVIDE HIS GUESTS AND VISITORS GREAT WINE AND GASTRONOMIC EXPERIENCES.


VINHO DO PORTO MORGADIO DA CALÇADA RUBY RESERVA

REGIÃO: Douro CLASSIFICAÇÃO: Porto SOLO: Xistoso CASTAS: Tinta Roriz, Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinto Cão, Tinta Francisca, Tinta Amarela, Sousão e outras. VINIFICAÇÃO: Lagares ESTÁGIO: 3 anos em grandes cascos velhos. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 20.0% ACIDEZ TOTAL: 3.73 g/L PH: 3.72 AÇÚCARES REDUTORES: 102.0 g/L NOTAS DE PROVA: De cor vermelha viva, apresenta um aroma muito atractivo, onde sobressaem notas de fruta vermelha madura como ameixa e cereja e também algumas notas de chocolate preto e cacau. Na boca mostra-se um vinho suave, com presença de taninos, mas muito redondos e macios. Tudo isto equilibrado por uma boa acidez que torna o vinho muito fácil de beber, acompanhando sobremesas à base de chocolate. ENÓLOGO: Nick Delaforce

23


VINHO DO PORTO MORGADIO DA CALÇADA TAWNY RESERVA

REGIÃO: Douro CLASSIFICAÇÃO: Porto SOLO: Xistoso CASTAS: Tinta Roriz, Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinto Cão, Tinta Francisca, Tinta Amarela, Sousão e outras. VINIFICAÇÃO: Lagares ESTÁGIO: 6 anos em pipas velhas de 550-600 litros. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 20.0% ACIDEZ TOTAL: 3.93 g/L PH: 3.58 AÇÚCARES REDUTORES: 101.2 g/L NOTAS DE PROVA: De cor alaranjada, com reflexos aloirados, apresenta um aroma muito rico, onde se encontram notas de fruta muito madura, como uvas e figo em passa, mas também frutos secos, caramelo e café. Na boca tem um perfil muito fresco e elegante com boa acidez. No longo final de boca sobressaem os frutos secos. ENÓLOGO: Nick Delaforce

24


VINHO DO PORTO MORGADIO DA CALÇADA DRY WHITE

REGIÃO: Douro CLASSIFICAÇÃO: Porto SOLO: Xistoso CASTAS: Côdega, Rabigato, Viosinho, Arinto e Gouveio. VINIFICAÇÃO: Lagares ESTÁGIO: 3-4 anos em pipas velhas de 550-600 litros. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 20.0% ACIDEZ TOTAL: 3.99 g/L PH: 3.52 AÇÚCARES REDUTORES: 43.4 g/L NOTAS DE PROVA: De cor aloirada, com um delicioso aroma de fruta fresca com notas limonadas e alperce, apresenta também aromas de frutos secos, nozes e amêndoas, resultante do prolongado estágio em madeira a que foi sujeito. Estes aromas prolongam-se na boca e o vinho apresenta um final concentrado e fresco, com uma bela acidez. ENÓLOGO: Nick Delaforce

25


VINHO DO PORTO MORGADIO DA CALÇADA LBV 2007

REGIÃO: Douro CLASSIFICAÇÃO: Porto SOLO: Xistoso CASTAS: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinto Cão, Tinta Francisca, Tinta Amarela, Sousão, Tinta Roriz e outras. VINIFICAÇÃO: Lagares ESTÁGIO: Balseiros e Tóneis. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 20.0% ACIDEZ TOTAL: 4.40 g/L PH: 3.54 AÇÚCARES REDUTORES: 101.6 g/L NOTAS DE PROVA: De cor rubi escura, apresenta um aroma fresco com notas de frutos negros, cerejas e um toque de chocolate amargo, muito delicado. Na boca é extraído e espesso mas elegante, apresentando notas de frutos pretos frescos e um fim longo e suave. Agradável para beber agora, este LBV tornar-se-á mais complexo prolongando o envelhecimento por duas décadas. Para apreciar as suas qualidades em pleno, recomendamos decantar antes de servir. Acompanha muito bem queijos amanteigados, queijo azul suave, sobremesas de chocolate amargo ou bife pimenta. ENÓLOGO: Nick Delaforce

26


VINHO DO PORTO MORGADIO DA CALÇADA VINTAGE 2007

REGIÃO: Douro CLASSIFICAÇÃO: Porto SOLO: Xistoso CASTAS: Touriga Franca, Tinta Roriz, Tinto Cão, Tinta Francisca, Tinta Amarela, Sousão e outras, incluindo a Touriga Nacional. VINIFICAÇÃO: Lagares / Pisa a pé ESTÁGIO: 2 anos em tonéis de grandes dimensões. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 20.5% ACIDEZ TOTAL: 4.64 g/L PH: 3.65 AÇÚCARES REDUTORES: 92.4 g/L NOTAS DE PROVA: O Vintage Morgadio da Calçada 2007 beneficiou do segundo inverno para fechar ainda mais a cor intensa. No aroma, os frutos silvestres e frutos escuros são bem evidentes enquanto no palato apresenta-se com uma textura aveludada, contrastando de forma maravilhosa com um final em que os taninos se apresentam deliciosamente rústicos. ENÓLOGO: Nick Delaforce

27


VINHO DO PORTO MORGADIO DA CALÇADA COLHEITA 1998

REGIÃO: Douro CLASSIFICAÇÃO: Porto SOLO: Xistoso CASTAS: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinto Cão, Tinta Francisca, Tinta Amarela, Sousão, Tinta Roriz e outras. VINIFICAÇÃO: Lagares / Pisa a pé ESTÁGIO: Pipas (550L) de carvalho velho. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 20.0% ACIDEZ TOTAL: 4.08 g/L PH: 3.65 AÇÚCARES REDUTORES: 104.1 g/L NOTAS DE PROVA: Cor viva, brilhante e profunda, com reflexos castanhos alaranjados. Delicioso aroma vínico, bem integrado com aroma de frutos secos. No paladar mostra grande frescura, juntamente com notas suaves de alperce e figos secos, levando a um final longo e complexo. ENÓLOGO: Nick Delaforce

28


29


PRODUTOR / ENÓLOGO: NUNO CANCELA DE ABREU

QUINTA DA FONTE DO OURO

REGIÃO: DÃO

30

A SOCIEDADE AGRÍCOLA BOAS QUINTAS, NASCEU EM 1991 COMO UM PROJECTO PRÓPRIO DE PRODUÇÃO DE VINHOS DE QUINTA DE NUNO CANCELA DE ABREU, REESTRUTURANDO O NEGÓCIO DA FAMÍLIA, REPRESENTANDO JÁ A 5ª GERAÇÃO. A PRODUÇÃO DESTES VINHOS DE ALTA QUALIDADE, NA REGIÃO DO DÃO, TÊM UM CARÁCTER ACENTUADAMENTE PORTUGUÊS COM BASE NAS MELHORES CASTAS REGIONAIS ENTRE ELAS O ENCRUZADO E A MALVASIA FINA NOS BRANCOS E A TOURIGA NACIONAL E A TINTA RORIZ NOS TINTOS. A QUINTA DA FONTE DO OURO, ESTÁ LOCALIZADA NO CENTRO GEOGRÁFICO DA REGIÃO DO DÃO, PRÓXIMO DA VILA DE NELAS. AQUI O SOLO É PREDOMINANTEMENTE GRANÍTICO, ÁCIDO, POBRE EM NUTRIENTES E COM POUCA RETENÇÃO DE ÁGUA. A NÍVEL CLIMÁTICO, A QUINTA DA FONTE DO OURO TEM, NORMALMENTE, UM VERÃO QUENTE E SECO. THE “SOCIEDADE AGRICOLA” BOAS QUINTAS WAS BORN IN 1991, AS A VERY SMALL AND EXCLUSIVE WINE PRODUCTION FROM NUNO CANCELA DE ABREU, RESTRUCTURING THE FAMILY BUSINESS, REPRESENTING THE FIFTH GENERATION. THE PRODUCTION OF THESE HIGH QUALITY WINES, FROM THE DÃO REGION, HAVE A MARKEDLY PORTUGUESE CHARACTER BASED ON THE BEST REGIONAL GRAPE VARIETIES, SUCH AS THE ENCRUZADO AND MALVASIA FINA FOR WHITE WINES AND TOURIGA NACIONAL AND TINTA RORIZ FOR RED WINES. QUINTA DA FONTE DO OURO IS LOCATED IN THE GEOGRAPHIC CENTER OF THE REGION OF DÃO, NEAR THE VILLAGE OF NELAS. HERE, THE SOIL IS PREDOMINANTLY GRANITE, ACID, POOR IN NUTRIENTS AND LOW IN WATER RETENTION.


QUINTA DA FONTE DO OURO BRANCO

REGIÃO: Dão CLASSIFICAÇÃO: DOC CLIMA: Mediterrânico SOLO: Granítico, ligeiramente ácido, pobre em nutrientes. CASTAS: Encruzado, Malvasia Fina e Cerceal. VINIFICAÇÃO: Após contacto pelicular e prensagem, o mosto limpo fermentou a 14ºC. ESTÁGIO: Após a fermentação, o vinho estagiou nas cubas durante 2 meses com batonage. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 12.5% ACIDEZ TOTAL: 5.9 gr/l em ácido tartárico PH: 3.35 COR: Amarelo citrino brilhante. AROMA: Muito aromático, onde sobressaem os frutos de árvore como a maçã, a pera e o pêssego. PROVA: Fresco, mineral, frutos brancos e amarelos, com boa estrutura de boca. FINAL DE BOCA: Boa persistência e frescura. CONSUMO: Servir a 12ºC. Acompanha bem entradas, mariscos e peixes. ENÓLOGO: Nuno Cancela de Abreu

31


QUINTA DA FONTE DO OURO TINTO

REGIÃO: Dão CLASSIFICAÇÃO: DOC CLIMA: Mediterrânico SOLO: Granítico, ligeiramente ácido e pobre em nutrientes. CASTAS: Touriga Nacional, Alfrocheiro e Jaen. VINIFICAÇÃO: Fermentação com suave maceração. ESTÁGIO: Após a fermentação malo-láctica este vinho estagiou 6 meses em barricas usadas de carvalho francês - Allier. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13% ACIDEZ TOTAL: 5,5 gr/l em ácido tartárico PH: 3.77 COR: Rubi AROMA: Frutos vermelhos, notas de “earl grey”, ligeira nota de tosta. PROVA: Na boca revela uma frescura e um corpo suave, taninos elegantes característicos dos vinhos do Dão. FINAL DE BOCA: Muito suave, agradável e longo. CONSUMO: Servir entre 18 e 20ºC. Acompanha bem carnes vermelhas, assados de forno e queijos. ENÓLOGO: Nuno Cancela de Abreu

32


QUINTA DA FONTE DO OURO ENCRUZADO

REGIÃO: Dão CLASSIFICAÇÃO: DOC SOLO: Granítico, ligeiramente ácido e pobre em nutrientes. CASTAS: Encruzado PRODUÇÃO: 6.700 garrafas VINIFICAÇÃO: Após contacto peculiar a frio e prensagem, o mosto limpo fermentou em barricas de carvalho francês. ESTÁGIO: Após a fermentação, o vinho estagiou nas barricas 4 meses com batonage. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13% ACIDEZ TOTAL: 6.10 g/L PH: 3.35 NOTAS DE PROVA COR: Amarelo citrino brilhante. AROMA: Frutos verdes, com grande mineralidade bem casada com a madeira. PALADAR: Na boca sobressai essa mineralidade e frescura. Mostra volume e persistência notável. FINAL DE PROVA: Muito suave, agradável e muito longo. GASTRONOMIA: Servir entre os 10 e os 12ºC. Acompanha bem peixes gordos, assados ou grelhados, charcutaria e queijos de cabra. ENÓLOGO: Nuno Cancela de Abreu

33


QUINTA DA FONTE DO OURO RESERVA TINTO

REGIÃO: Dão CLASSIFICAÇÃO: DOC SOLO: Granítico, ligeiramente ácido e pobre em nutrientes. CASTAS: Touriga Nacional, Jaen, Tinta Roriz e Trincadeira. PRODUÇÃO: 7.500 garrafas VINIFICAÇÃO: Fermentação com uma longa e suave maceração para extrair o máximo potencial destas castas. ESTÁGIO: Após a fermentação malo-láctica, 50% deste vinho estagiou 9 meses em barricas de carvalho francês – Allier e os restantes 50% em inox. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13% ACIDEZ TOTAL: 5.8 g/L PH: 3.6 NOTAS DE PROVA: Na boca sente-se o sabor suave dos bons taninos, os frutos silvestres e uma complexidade e persistência muito agradável. ENÓLOGO: Nuno Cancela de Abreu

Também disponível em formato Magnum (1.5L) e Double Magnum (3L)

34


QUINTA DA FONTE DO OURO TOURIGA NACIONAL

REGIÃO: Dão CLASSIFICAÇÃO: DOC SOLO: Granítico, ligeiramente ácido e pobre em nutrientes. CASTAS: Touriga Nacional PRODUÇÃO: 4.100 garrafas VINIFICAÇÃO: Fermentação com uma longa e suave maceração para extrair o máximo potencial desta casta. ESTÁGIO: A fermentação malo-láctica decorreu em barricas de carvalho francês – Allier onde estagiou 12 meses. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13.5% ACIDEZ TOTAL: 5.70 g/L PH: 3.75 NOTAS DE PROVA: COR: Ruby Carregado. AROMA: Floral a violetas e bergamota próprios da casta, groselha madura, bem casados com a madeira. PALADAR: Sentem-se os taninos robustos mas suaves e os frutos silvestres com um grande equilíbrio e complexidade. FINAL DE PROVA: Muito suave, agradável e muito persistente. GASTRONOMIA: Servir entre os 18 e os 20ºC, de preferência decantado 2 horas antes de ser consumido. Acompanha bem caça de pêlo (Veado, Javali, Lebre…), carnes vermelhas, assados e queijos de massa fermentada. ENÓLOGO: Nuno Cancela de Abreu

35


PRODUTOR / ENÓLOGO: RUI REGUINGA REGIÃO: TEJO

QUINTA DE VALE VEADOS ESTA PEQUENA QUINTA RIBATEJANA, QUE EM TEMPOS REMOTOS FOI PALCO DE CAÇADAS REAIS, PERTENCE À MINHA FAMÍLIA HÁ VÁRIAS GERAÇÕES, E, DESDE MUITO PEQUENO, ME RECORDO DE BRINCAR NAS VINHAS QUE PERTENCIAM AO MEU AVÔ. COM A PROFISSÃO DE ENÓLOGO, DESEJEI UM DIA RECONVERTER ESTAS VINHAS, O QUE ACONTECEU EM 2005, COM AS CASTAS TOURIGA NACIONAL, TINTA RORIZ, TRINCADEIRA E SYRAH. NA COLHEITA DE 2010, APÓS UM ESTÁGIO EM BARRICA DE 8 MESES, PRODUZI O PRIMEIRO VINHO DESTA QUINTA, ELABORADO COM TOURIGA NACIONAL E SYRAH.

36

THIS VINEYARDS FARM IN RIBATEJO, THAT IN ANCIENT TIMES WERE PLACE OF ROYAL HUNTINGS, BELONG TO MY FAMILY MANY GENERATIONS AGO. AS A WINEMAKER, I ALWAYS WISHED RECONVERTING THESE VINEYARDS, IN WHICH I PLAYED WHEN I WAS YOUNG. IN 2005, THAT HAPPENED, WITH MANY GRAPE VARIETIES, SUCH AS TOURIGA NACIONAL, TINTA RORIZ, TRINCADEIRA AND SYRAH. IN THE HARVEST OF 2010, AFTER A REST IN BARRELS OF 8 MONTHS, I PRODUCED THE FIRST WINE OF THIS VINEYARD WITH TOURIGA NACIONAL AND SYRAH VARIETIES, GIVING BIRTH TO QUINTA DE VEADOS 2010.


QUINTA DE VALE VEADOS TINTO

REGIÃO: Tejo SOLO: Condução em cordão unilateral. Franco - arenoso com muito calhau rolado. CASTAS: Touriga Nacional (70%), Syrah (30%). PRODUÇÃO: 8.000 garrafas VINIFICAÇÃO: Vindima manual. Fermentação em cubas “tronco-cónicas”, com controlo de temperatura. ESTÁGIO: Em barricas de carvalho francês durante 8 meses. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13.5% ACIDEZ TOTAL: 5.3 g/L PH: 3.76 AÇÚCARES REDUTORES: 0.3 g/L NOTAS DE PROVA: Boa complexidade aromática, notas de fruto vermelho maduro e especiarias; paladar suave, frutado e final macio e equilibrado. ENÓLOGO: Rui Reguinga

37


ENÓLOGO: TIAGO BELLEGARDE MACHADO REGIÃO: LISBOA

TERRAS DO ANJO A QUINTA DO PINTO, OUTRORA CONHECIDA COMO QUINTA DO ANJO, SITUA-SE NA ALDEIA GALEGA DA MERCEANA, ALENQUER, E INCLUI-SE NA RENOVADA E REVITALIZADA REGIÃO VITIVINÍCOLA DE LISBOA. ESTE PROJECTO FAMILIAR DISTINGUE-SE PELA APOSTA NA DIVERSIDADE DE CASTAS, SENDO AS TERRAS DO ANJO, PALCO DE UMA ENORME PALETA DE CASTAS QUE SE ESTENDEM DE FORMA HARMONIOSA PELA SUA FOLHA CONTÍNUA DE VINHA, E QUE VÃO DANDO ORIGEM A VINHOS DE QUALIDADE SUPERIOR. A SINGULAR COMBINAÇÃO DA TERRA COM A EXCLUSIVIDADE DAS CASTAS FRANCESAS AQUI PLANTADAS, EM CONJUGAÇÃO COM A TRADIÇÃO E A BUSCA CONTÍNUA PELA OBTENÇÃO DE VINHOS DE EXCELÊNCIA, CULMINAM NESTES DOIS VINHOS QUE REPRESENTAM FIELMENTE ESTE PROJECTO. THE QUINTA DO PINTO, ONCE KNOWN AS QUINTA DO ANJO, IS LOCATED IN THE VILLAGE OF MERCEANA, NEAR ALENQUER, AND IS INCLUDED IN THE REVITALIZED AND REFRESHED WINE REGION OF LISBON. THE FAMILY PROJECT IS DISTINGUISHED BY THE VARIETIES OF GRAPES, BEING THE TERRAS DO ANJO WINE A RESULT OF THE THREE MOST SUCCESSFUL FRENCH GRAPE VARIETIES. THE COMBINATION OF THE TERROIR´S SINGULARITY AND THE EXCLUSIVITY OF FRENCH GRAPE VARIETIES, CULMINATE IN THESE TWO WINES, REPRESENTING FAITHFULLY THIS PROJECT.

38


TERRAS DO ANJO BRANCO

REGIÃO: Lisboa CLASSIFICAÇÃO: Regional Lisboa SOLO: Solos Argilo-calcáricos, originários do período Jurássico, com textura argilosa e franca. Encostas suaves com exposição a sul. CASTAS: Viognier, Sauvignon Blanc e Chardonnay. PRODUÇÃO: 3.200 garrafas VINIFICAÇÃO: Vindima manual, com posterior seleção dos melhores cachos à entrada na adega. Fermentação autóctone com temperatura controlada de 16 a 18ºC. Final de fermentação parcial em barricas de carvalho francês. ESTÁGIO: 6 meses em barricas de carvalho francês. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13.9% ACIDEZ TOTAL: 5.3 g/L PH: 3.43 AÇÚCARES REDUTORES: 2.8 g/L NOTAS DE PROVA: Cor citrina, aroma exuberante a frutos exóticos que predominam sobre as especiarias conferidas pelo estágio em madeira. Vinho com volume e complexidade intermináveis. Final equilibrado e persistente. ENÓLOGO: Tiago Bellegarde Machado

Também disponível em formato Magnum (1.5L)

39


TERRAS DO ANJO TINTO

REGIÃO: Lisboa CLASSIFICAÇÃO: Regional Lisboa SOLO: Solos Argilo-calcáricos, originários do período Jurássico, com textura argilosa e franca. Encostas suaves com exposição a sul. CASTAS: Syrah, Cabernet Sauvignon e Merlot. PRODUÇÃO: 5.300 garrafas VINIFICAÇÃO: Cuidada gestão da vegetação para otimização do potencial aromático da uva. Vindima manual em caixa e posterior seleção dos melhores cachos à entrada na adega. Fermentação alcoólica levada a cabo por leveduras indígenas com temperatura controlada durante 14 dias. Fermentação maloláctica em barricas de carvalho francês. ESTÁGIO: 9 meses em barricas de carvalho francês de 2º ano. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 14.2% ACIDEZ TOTAL: 5.6 g/L PH: 3.55 AÇÚCARES REDUTORES: 3.2 g/L NOTAS DE PROVA: Cor Granada opaca com laivos violetas. Aroma a Groselha preta, amora e ameixa madura em perfeita harmonia com notas de pimenta preta e chocolate preto. No paladar apresenta fruta intensa, encorpado e com taninos firmes e acetinados. Final elegante e persistente. ENÓLOGO: Tiago Bellegarde Machado

Também disponível em formato Magnum (1.5L), Double Magnum (3L) e 5L

40


41


PRODUTOR / ENÓLOGO: RUI REGUINGA

INTENSUS

REGIÃO: ALENTEJO

42

ESTE VINHO PRODUZIDO EM EXCLUSIVO PARA A GARCIAS GOURMET, RESULTA DE VINHAS IMPLANTADAS NO ALTO ALENTEJO, NA REGIÃO DOC PORTALEGRE, COM AS CASTAS ARAGONEZ, TRINCADEIRA E ALICANTE BOUCHET. APÓS UM ESTÁGIO DE 12 MESES EM BARRICAS DE CARVALHO FRANCÊS, O INTENSUS DEMONSTRA O POTENCIAL DESTA REGIÃO EM PRODUZIR VINHOS ELEGANTES, FRUTADOS E FRESCOS. THIS IS A WINE PRODUCED EXCLUSIVELY FOR GARCIAS GOURMET, RESULTING FROM VINEYARDS PLANTED IN THE REGION OF PORTALEGRE, WITH THE GRAPE VARIETIES OF ARAGONEZ, TRINCADEIRA AND ALICANTE BOUCHET. AFTER 12 MONTHS IN FRENCH OAK BARRELS, INTENSUS PROVES THE POTENTIAL OF THIS REGION IN SHOWING ELEGANT, FRUITY AND FRESH WINES.


INTENSUS BRANCO

REGIÃO: Alentejo CLASSIFICAÇÃO: DOC Portalegre SOLO: Solos com alguns afloramentos graníticos. Pequenas parcelas. Vinhas em condução bilateral. CASTAS: Arinto, Fernão Pires, Roupeiro. PRODUÇÃO: 1.200 garrafas VINIFICAÇÃO: Vindima manual. Fermentação em inox com temperatura controlada a 16ºC. ESTÁGIO: Sem estágio VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13.2% ACIDEZ TOTAL: 5.8 g/L PH: 3.30 AÇÚCARES REDUTORES: 1.0 g/L NOTAS DE PROVA: Aroma frutado, paladar harmonioso. Final fresco e mineral. ENÓLOGO: Rui Reguinga

43


INTENSUS TINTO

REGIÃO: Alentejo CLASSIFICAÇÃO: DOC Portalegre SOLO: Solos com alguns afloramentos graníticos. Pequenas parcelas. Vinhas em condução bilateral. CASTAS: Aragonês, Trincadeira e Alicante Bouschet. PRODUÇÃO: 6.000 garrafas VINIFICAÇÃO: Vindima manual. Fermentação em cubas tronco-cónicas com temperatura controlada a 26ª C. ENVELHECIMENTO: Estágio de 12 meses em barricas de carvalho francês. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 14.0% ACIDEZ TOTAL: 4.8 g/L PH: 3.75 AÇÚCARES REDUTORES: 0.50 g/L NOTAS DE PROVA: Aroma a frutos vermelhos, boa complexidade. No paladar tem bom equilíbrio, taninos suaves; final longo e persistente. ENÓLOGO: Rui Reguinga

44


45


PRODUTORES / ENÓLOGOS: FREDERICO, JORGE E VASCO REGIÃO: ALENTEJO

EXPLICIT O MONTE DO MATA MOUROS É UM PEQUENO TALHÃO DE TERRA SITUADO NA ENCOSTA ROCHOSA DUM CONTRAFORTE DA SERRA D’OSSA. COM GRANDE PAIXÃO A FAMÍLIA ROSA SANTOS CRIOU ESTA VINHA COM A VISÃO DE PRODUZIR VINHOS DE PEQUENOS LOTES, EXCEPCIONAIS E VERDADEIROS, QUE POSSAM TRANSMITIR AQUILO EM QUE ACREDITAMOS. DA VINDIMA DE 2008 RESULTARAM APENAS 2.314 GARRAFAS A QUE DEMOS O NOME EXPLICIT. DESTE MODO, DELIBERADAMENTE, CADA COLHEITA APRESENTA CARACTERÍSTICAS SINGULARES, REFLEXO DA RESPOSTA DAS PLANTAS ÀS VARIAÇÕES AMBIENTAIS DE CADA ANO. CADA COLHEITA É IRREPETÍVEL E INIMITÁVEL. O EXPLICIT É, MUITO SIMPLESMENTE, A NOSSA VINHA 46 NUMA GARRAFA DE VINHO.

MONTE DO MATA MOUROS IS A SMALL PLOT OF LAND SITUATED ON THE ROCKY SLOPE OF THE SERRA D’OSSA FORT. IT IS WITH GREAT PASSION THAT THE ROSA SANTOS FAMILY PLANTED THIS VINEYARD WITH THE VISION OF CREATING LOW PRODUCTION BUT TRUE AND EXCEPTIONAL WINES. FROM THE 2008 HARVEST ONLY 2314 BOTTLES WERE MADE, WHICH WERE NAMED EXPLICIT. THANKS TO THIS, EACH CROP PRESENTS UNIQUE CHARACTERISTICS, DUE TO THE ENVIRONMENTAL CHANGES THROUGHOUT THE YEAR. EXPLICIT IS SIMPLY OUR VINEYARD IN A BOTTLE OF WINE.


EXPLICIT BRANCO

REGIÃO: Alentejo CLASSIFICAÇÃO: DOC Alentejo SOLO: Granítico com pouca espessura, baixo índice de fertilidade e com deficiências hídricas. CASTAS: Autóctones portuguesas PRODUÇÃO: 3.800 garrafas VINIFICAÇÃO: 100% de fermentação em barrica nova de carvalho. ESTÁGIO: Estágio de 4 meses em barrica nova de carvalho acompanhado de battonage. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 13.5% ACIDEZ TOTAL: 6.3 g/L ac. tartárico PH: 3.29 AÇÚCARES REDUTORES: 1.5 g NOTAS DE PROVA: Tons esverdeados. Nariz elegante e mineral com notas florais cítricas. No paladar é rico e encorpado com notas de musgo e bergamota. Final longo e persistente acompanhado de acidez leve e vibrante. ENÓLOGOS: Frederico, Jorge e Vasco

47


EXPLICIT TINTO

REGIÃO: Alentejo CLASSIFICAÇÃO: Regional Alentejano SOLO: Muito xistoso, com pouca espessura, baixo índice de fertilidade e com deficiências hídricas. CASTAS: Shiraz e Alicante Bouschet PRODUÇÃO: 6.000 garrafas VINIFICAÇÃO: Lagares de 1.000 Kg ESTÁGIO: Estágio de 18 meses em barricas de carvalho americano e francês. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 15.5% ACIDEZ TOTAL: 5.8 g/L de ac. tartárico PH: 3.60 AÇÚCARES REDUTORES: 2.5 g/L NOTAS DE PROVA: Cor vermelha intensa e atraente, de aspecto límpido e com centro muito denso. Aroma intenso e expressivo com notas de fruta madura, fruta preta, especiarias e madeira muito bem integrada. Ataque enérgico e vigoroso, reflexo da sua natural e equilibrada acidez, seguido de sabores de fruta preta madura e algumas notas balsâmicas. Grande extensão de sabor, muito rico e estruturado, com taninos finos bem presentes. Enorme corpo e carácter com final harmonioso e muito persistente. ENÓLOGOS: Frederico, Jorge e Vasco

Também disponível em formato Magnum (1.5L) e Double Magnum (3L)

48


49


ENÓLOGO: HUMBERTO JARDIM REGIÃO: MADEIRA

HENRIQUES & HENRIQUES A FAMÍLIA HENRIQUES ESTABELECEU-SE NA ZONA DE CÂMARA DE LOBOS NO SÉCULO XV, TORNANDO-SE A MAIOR PROPRIETÁRIA VINÍCOLA DA ILHA. AS PRIMEIRAS VINHAS FORAM CULTIVADAS, NESTA ZONA, POR ORDEM DO INFANTE D. HENRIQUE, POR VOLTA DE 1425. INICIALMENTE FIZERAM-SE PLANTAÇÕES NOS SOCALCOS DO PICO DA TORRE, PROPRIEDADE DA FAMÍLIA HENRIQUES E NAS ENCOSTAS DOS VALES DO ESTREITO DE CÂMARA DE LOBOS E QUINTA GRANDE, REGIÕES TRADICIONALMENTE CONHECIDAS POR SEREM AS MELHORES PRODUTORAS DO VINHO MADEIRA. THE HENRIQUES FAMILY ESTABLISH THEMSELVES IN THE REGION OF CÂMARA DOS LOBOS, MADEIRA, IN THE XV CENTURY, BECOMING THE BIGGEST LAND OWNER OF VINEYARDS OF THE ISLAND. THE FIRST HARVESTS OF THE REGION WERE MADE BY ORDERS OF INFANTE D´HENRIQUE, AROUND 1425. INITIALLY THE VINEYARDS WERE MADE AT THE HIGHEST POINT OF THE MOUNTAIN AND AT THE HILLS AND VALLEYS NEAR CÂMARA DOS LOBOS, KNOWN TO BE THE BEST PLACE TO PRODUCE MADEIRA WINE.

50


HENRIQUES & HENRIQUES BOAL 2000 SINGLE HARVEST

REGIÃO: Madeira CASTAS: Boal PRODUÇÃO: 2.000 garrafas ESTÁGIO: 10 anos em cascos de carvalho branco americano. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 20º ACIDEZ TOTAL: 5.9 g/L PH: 3.50 AÇÚCARES REDUTORES: 96.1 g/L NOTAS DE PROVA: Um vinho de cor ouro escuro, com nuances esverdeadas. Bem desenvolvido e complexo, com aroma intenso a frutos secos, especialmente passas e nozes, mas também de mel e baunilha. Meio doce ao paladar com sabores complexos, que incluem o caramelo e um toque de madeira velha. Final de boca maravilhosamente longo. ENÓLOGO: Humberto Jardim

51


HENRIQUES & HENRIQUES MALVASIA 20 ANOS

REGIÃO: Madeira CASTAS: Malvasia PRODUÇÃO: 3.000 garrafas ESTÁGIO: 20 anos em cascos de carvalho branco americano. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 20º ACIDEZ TOTAL: 6.4 g/L PH: 3.42 AÇÚCARES REDUTORES: 113.6 g/L NOTAS DE PROVA: Vinho brilhante de cor escura com nuances douradas. Aroma complexo a frutos secos, caramelo, mel e alguma madeira, subtil. Paladar doce e aveludado a frutos secos, nomeadamente passas e mel. Uma boa acidez e um excelente fim de boca. ENÓLOGO: Humberto Jardim

52


HENRIQUES & HENRIQUES TERRANTEZ 20 ANOS

REGIÃO: Madeira CASTAS: Terrantez PRODUÇÃO: 2.000 garrafas ESTÁGIO: 20 anos em cascos de carvalho branco americano. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 20º ACIDEZ TOTAL: 7.1 g/L PH: 3.45 AÇÚCARES REDUTORES: 74.7 g/L NOTAS DE PROVA: Aspecto brilhante, cor ouro velho com nuances esverdeadas. Aroma a frutos secos nomeadamente passas, avelãs e nozes, alguma madeira muito bem equilibrada. Paladar meio seco, complexo, a amêndoa amarga, frutos secos, especiarias, pimenta verde e alguma madeira. Taninos e acidez equilibrados. Fim de boca longo realçando-se ligeiro travo da própria casta. ENÓLOGO: Humberto Jardim

53


REGIÃO: VALPAÇOS

ROSMANINHO TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO É UMA REGIÃO DE FORTES CONTRASTES: A MONTANHA INÓSPITA INTERCALADA COM VALES FÉRTEIS, REGISTANDO-SE BRUSCAS MUDANÇAS DE FLORA E DE ALTITUDE. OS CONCELHOS DE VALPAÇOS E MIRANDELA NÃO FOGEM À REGRA, DAÍ QUE O OLIVAL SE ENCONTRE PLANTADO EM SOCALCOS, DE FORMA A GANHAR TERRENO NOS DECLIVES MAIS VERTIGINOSOS. MAS A TERRA QUE SE ESPRAIA PELOS VALES PITORESCOS DOS RIOS TORTO E RABAÇAL É BASTANTE FÉRTIL, TANTO ASSIM QUE, ALÉM DAS OLIVEIRAS, VICEJAM POR ALI POMARES E VINHAS. É NESTA PAISAGEM TÃO MONUMENTAL QUANTO FECUNDA QUE NASCE O AZEITE ROSMANINHO.

54

TRÁS-OS-MONTES AND ALTO DOURO REGION IS A STRONG CONTRAST: THE INHOSPITABLE MOUNTAIN MERGES WITH FERTILE VALLEYS, REGISTERING SUDDEN CHANGES IN ALTITUDE AND FLORA. THE COUNTIES OF VALPAÇOS AND MIRANDELA NO EXCEPTION, HENCE TO FIND THAT THE OLIVE GROVE PLANTED IN TERRACES IN ORDER TO GAIN GROUND IN THE MOST VERTIGINOUS SLOPES. BUT THE LAND THAT SPREADS THROUGH THE VALLEYS AND THE RIVERS TORTO AND RABAÇAL IS VERY FERTILE, SO MUCH SO THAT, APART FROM OLIVE TREES THERE THRIVES ORCHARDS AND VINEYARDS. IT IS IN THIS LANDSCAPE AS MONUMENTAL AS FRUITFUL THAT ROSEMARY OIL IS BORN.


ROSMANINHO AZEITE VIRGEM EXTRA PREMIUM

REGIÃO: Valpaços, inserida na área geográfica de produção do “Azeite Trás-os-Montes”, que permite certificar o azeite como Denominação de Origem Protegida (D.O.P.). VARIEDADE DE AZEITONAS UTILIZADAS: Madural (mínimo 70%) e Cobrançosa (mínimo 30%). CARACTERÍSTICAS DO PROCESSO: Azeite de categoria superior obtido directamente de azeitonas, unicamente por processos mecânicos. CARACTERÍSTICAS QUIMICAS: ACIDEZ (% de ácido oleico): AZEITE VIRGEM EXTRA: max. 0.1% ÍNDICE DE PERÓXIDO (meq O2/KG): max. 15 ABSORVÊNCIA: K232: max. 2.40 K270: max. 0.20 DELTA K: max. 0.00 COR: Esverdeada ANÁLISE SENSORIAL: Aroma frutado maduro, de azeitona e outros frutos, sensação verde e de frescura, tons de maçã, amargo e picante médios, percepção de frutos secos, amendoado e muito equilibrado.

55


REGIÃO: RIBERA DEL DUERO

56

ENÓLOGO: FRANCISCO JOSÉ CASAS FERNÁNDEZ

PAGO DE LOS CAPELLANES NO CORAÇÃO DA RIBERA DEL DUERO, A UM QUILÓMETRO DA VILA DE PEDROSA DE DUERO ENCONTRAMOS O PAGO DE LOS CAPELLANES. NO SÉCULO XIV, A ACTUAL ALDEIA DE PEDROSA DE DUERO ABRIGAVA UMA PARÓQUIA. NELA, OS CAPELÃES OFERECIAM MISSAS E ORAÇÕES EM TROCA DE PEQUENAS PARCELAS DE TERRA. COM O PASSAR DO TEMPO, A CAPELANIA REUNIU UM EXTENSO TERRITÓRIO. EM 1885, COM A CHEGADA DO CONFISCO DE MENDIZÁBAL, AS PROPRIEDADES DA IGREJA E DO CLERO VOLTARAM PARA AS MÃOS DO CONSELHO. CONTUDO, O POVO DE PEDROSA CONTINUOU A CHAMAR O TERRITÓRIO DE “TERRA DOS CAPELÃES”. ESTA TERRA TINHA VINHAS E INICIOU-SE, NESTA ALTURA, O DESENVOLVIMENTO DAS MESMAS POR VÁRIAS GERAÇÕES. HOJE, ESTAS VINHAS CONVERTERAM-SE NUMA DAS ADEGAS FAMILIARES MAIS CONHECIDAS E PRESTIGIADAS DA RIBERA DEL DUERO – AS BODEGAS RODERO VILLA. OS SEUS VINHOS DENOMINAM-SE “PAGO DE LOS CAPELLANES”. RIGHT IN THE MIDDLE OF RIBERA DEL DUERO, ONE KILOMETER AWAY FROM PEDROSA DE DUERO VILLAGE, WE FIND PAGO DE LOS CAPELLANES. IN THE XIV CENTURY, THERE WAS A CHAPEL IN THE STILL LIVING PEDROSA DE DUERO VILLAGE. HERE, THE PRIESTS OFFERED PRAYERS IN EXCHANGE OF SMALL PIECES OF LAND, RESULTING IN THE PLANTATION OF VINEYARDS WHERE “PAGO DE LOS CAPELLANES” WAS BORN. IN 1855, WITH THE ARRIVAL OF MENDIZÁBAL, ALL CHURCH AND CHAPEL LANDS RETURNED TO GOVERNMENT HANDS. NEVERTHELESS, PEDROSA PEOPLE CONTINUED TO CALL THAT TERRITORY “PAGO DE LOS CAPELLANES”. THIS LAND HAD VINEYARDS AND THE DEVELOPMENT PROCEDURES FOR THE VINEYARDS BEGAN STILL AROUND 1860. TODAY, THIS GROUP OF VINEYARDS CONVERTED IN ONE OF THE MOST PRESTIGIOUS FAMILY WINE CELLARS FROM RIBERA DEL DUERO. THEIR WINES ARE KNOWN AS PAGO DE LOS CAPELLANES.


PAGO DE LOS CAPELLANES “PARCELA EL NOGAL” TINTO

REGIÃO: Ribera del Duero, Espanha CLASSIFICAÇÃO: DO Ribera del Duero SOLO: Argilo-Calcário CASTAS: 100% Tinto Fino PRODUÇÃO: 25.000 Garrafas VINIFICAÇÃO: 100% de fermentação em barrica de carvalho françês. ESTÁGIO: Estágio de 22 meses em barrica de carvalho francês e estágio em garrafa. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 14% ACIDEZ TOTAL: 4.57 g/l PH: 3.61 AÇÚCARES REDUTORES: 1.3 g/l NOTAS DE PROVA: Apresenta uma cor roxa intensa com granadas violeta. Os aromas de flores e frutas frescas enchem os nossos sentidos, aparecendo posteriormente notas de baunilha, cacau e couro confirmando a ligação certa da madeira com a uva. Tons de madeira de sândalo, especiarias e alcaçuz rapé deixam uma lembrança agradável e persistente no nariz. Na boca é elegante, carnuda e fresca. É definitivamente um vinho sério e complexo agora, mas com uma vida longa pela frente. ENÓLOGO: Francisco José Casas Fernández

57


PAGO DE LOS CAPELLANES “PARCELA EL PICÓN” TINTO

REGIÃO: Ribera del Duero, Espanha CLASSIFICAÇÃO: DO Ribera del Duero SOLO: Argilo-Calcário CASTAS: 100% Tinto Fino PRODUÇÃO: 2.600 garrafas VINIFICAÇÃO: 100% de fermentação em barrica de carvalho francês. ESTÁGIO: Estágio de 26 meses em barrica de carvalho francês e estágio em garrafa. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 14.5% ACIDEZ TOTAL: 6.3 g/l PH: 3.5 AÇÚCARES REDUTORES: 1.4 g/l NOTAS DE PROVA: De cor cereja, mostra uma intensidade ampla que nos permite prever a vida longa que promete. No nariz, aromas balsâmicos, amoras e arbustos característicos da região, com notas picantes (tradicionais do carvalho francês), como canela, couro, tabaco, trufas e alcaçuz. A entrada de boca é complexa, com taninos doces que envolvem o palato e demarcam a boca redonda. Longo e persistente, é um vinho que se vai revelando à medida que se degusta. ENÓLOGO: Francisco José Casas Fernández Também disponível em formato Magnum (1.5L)

58


59


REGIÃO: CAVA ENÓLOGO: TONI CANTOS

JUVÉ Y CAMPS FUNDADA EM 1796, A ADEGA FAMILIAR JUVÉ TEM VINDO A CRIAR VINHOS DE QUALIDADE DESDE AS SUAS ORIGENS. EM 1921, INICIARAM-SE NO MUNDO CAVA, E HOJE, JUVÉ & CAMPS, É LÍDER DO SEGMENTO PREMIUM DE ESPUMANTE EM ESPANHA. A PRODUÇÃO DE POUCO MAIS DE 3,5 MILHÕES DE GARRAFAS POR ANO, CONCENTRA-SE EM CAVAS “RESERVA” E “GRAN RESERVA”, COM UMA MÉDIA DE 3 ANOS. A EMPRESA, ADMINISTRADA PELA SEXTA GERAÇÃO, MANTÉM-SE FIEL AOS PRINCÍPIOS E MÉTODOS TRADICIONAIS DE CRIAÇÃO DE VINHOS E CHAMPANHES. TODOS OS PROCESSOS SÃO CONTROLADOS PELOS PRÓPRIOS, DESDE O CULTIVO DE UVAS, COLHEITA, VINIFICAÇÃO E ENGARRAFAMENTO,

60

FOUNDED IN 1796, THE WINERY HAS BEEN PRODUCING QUALITY WINES SINCE THE BEGINING. IN 1921 THE FIRST CAVA WAS PRODUCED AND NOWADAYS JUVÉ & CAMPS IS THE LEADER IN THE HIGH END MARKET IN SPAIN. OUR 3.5 MILLION BOTLLE PRODUCTION PER YEAR IS FULLY CONCENTRATED IN “RESERVA” AND “GRAN RESERVA” CAVAS. THE ESTATE IS CURRENTLY MANAGED BY THE SIXTH JUVÉ WINEMARKER’S GENERATION, CARRYING ON WITH THE FAMILIAR STATEMENTS AND THE TRADITIONAL METHOD OF MAKING CAVA. ALSO, ALL THE PRODUCTION PROCESS IS CONTROLLED BY US, GROWING OF GRAPES, HARVESTING, WINEMAKING AND BOTTLING.


JUVÉ Y CAMPS CINTA PURPURA

REGIÃO: Cava, Espanha CASTAS: Macabeu, Xarel-lo e Parellada. TIPO: Brut PRODUÇÃO: 760.000 garrafas ESTÁGIO: No mínimo, 24 meses em garrafa. TEMPERATURA DE SERVIÇO: 7º / 8ºC NOTAS DE PROVA: De cor amarela dourada e aroma intenso lembra-nos de imediato aromas florais aparecendo mais tarde um aroma de pão torrado e baunilha. Na boca mostra-se rapidamente agradável com uma efervescência vibrante e amável, o que unida à sua acidez equilibrada resulta numa Cava extremamente cremosa e fresca. ENÓLOGO: Toni Cantos

61


JUVÉ Y CAMPS ROSÉ

REGIÃO: Cava, Espanha CASTAS: 100% Pinot Noir TIPO: Brut PRODUÇÃO: 140.000 garrafas TEMPERATURA DE SERVIÇO: 7º / 8ºC NOTAS DE PROVA: Esta Cava é dotada de uma preciosa cor rosada que faz lembrar a cor da cereja. Com aroma delicado e intenso podemos assinalar notas de cerejas e morangos rodeadas de mel, torrada e delicados aromas florais. O seu paladar é exuberante acariciando-nos o céu-da-boca sem mostrar a mínima agressividade e libertando toda a riqueza aromática que contém. ENÓLOGO: Toni Cantos

62


JUVÉ Y CAMPS RESERVA FAMILIA

REGIÃO: Cava, Espanha CASTAS: Macabeu, Xarel-lo, Parellada e Chardonnay TIPO: Brut Nature PRODUÇÃO: 1.700.000 garrafas ESTÁGIO: No mínimo, 36 meses em garrafa. TEMPERATURA DE SERVIÇO: 7º / 8ºC NOTAS DE PROVA: Esta cava é dotada de uma cor dourada brilhante e pálida e de uns aromas profundos, intensos e elegantes que nos evocam notas de fruta branca madura. Pouco a pouco a sua complexidade aparece recordando pão torrado e cítrico. Na boca a espuma integra-se na perfeição com o paladar originando uma sensação de leveza muito agradável. ENÓLOGO: Toni Cantos

63


JUVÉ Y CAMPS MILESIMÉ

REGIÃO: Cava, Espanha CASTAS: 100% Chardonnay TIPO: Brut PRODUÇÃO: 50.000 garrafas TEMPERATURA DE SERVIÇO: 7º / 8ºC NOTAS DE PROVA: A Cava Milesimé é uma cava reserva brut elaborada a partir do “mosto flor” das uvas da casta Chardonnay, produzidas nos vinhedos de Espiells. Cava dotada de uma bela cor dourada e de uma espuma soberba, apresenta um aroma completo, elegante e intenso. Ao provar notamos de imediato notas de frutas carnosas (pêssego e melão) assim como aroma de mel e pão tostado. No paladar mostra-se exuberante com uma efervescência intensa e amável resultando numa cremosidade surpreendente. Esta cava despede-se com uma grande intensidade aromática. ENÓLOGO: Toni Cantos

64


JUVÉ Y CAMPS BLANC DES NOIRS

REGIÃO: Cava, Espanha CASTAS: 90% Pinot Noir e 10% Xare-lo TIPO: Brut PRODUÇÃO: 20.000 garrafas TEMPERATURA DE SERVIÇO: 7º / 8ºC NOTAS DE PROVA: Cava produzida com a melhor selecção de uvas Pinot Noir da região e repousa 25 meses nas caves ganhando uma cor dourada com bolhas finas e aroma surpreendente. Na boca oferece uma estrutura e frescura admirável com uma efervescência que acaricia o paladar dotado de uma cremosidade impressionante. Untuoso, fresco, intenso e persistente, esta Cava convida-nos a desfrutar de uma riqueza de sensações extraordinárias. ENÓLOGO: Toni Cantos

65


JUVÉ Y CAMPS GRAN JUVÉ

REGIÃO: Cava, Espanha CASTAS: Macabeu, Xarel-lo, Parellada e Chardonnay TIPO: Brut PRODUÇÃO: 75.000 garrafas ESTÁGIO: No mínimo, 42 meses em garrafa. TEMPERATURA DE SERVIÇO: 7º / 8ºC NOTAS DE PROVA: Cava de cor dourada expressiva com aroma penetrante, complexo, alegre e muito fresco. Apesar de ser uma Grande Reserva, esta Cava conserva uma enorme frescura onde se distinguem notas de flores brancas e frutas carnosas. A sua complexidade cresce gradualmente e rapidamente se notam aromas tostados e mel. Na boca mostra-se intensa e extremamente agradável, acariciando suavemente o paladar mostrando toda a sua cremosidade. ENÓLOGO: Toni Cantos

66


67


PRODUTOR: FRANÇOIS MOUTARD REGIÃO: CHABLIS - FRANÇA

68

MOUTARD DILIGENT O DOMAINE MOUTARD-DILIGENT PERTENCE À FAMÍLIA MOUTARD, INTERNACIONALMENTE RECONHECIDA PELOS CHAMPANHES DE EXCELENTE QUALIDADE QUE PRODUZ. ESTA CASA TRADICIONAL DECIDIU EXPANDIR-SE PARA A REGIÃO DE CHABLIS, PRODUZINDO TRÊS VINHOS CHABLIS, VARIANDO O SEU GRAU DE QUALIDADE INICIANDO NUM PETIT CHABLIS E TERMINANDO NUM CHABLIS PREMIER CRU. A GARCIAS GOURMET DECIDIU TRAZER PARA PORTUGAL ESTA GAMA COLOCANDO À DISPOSIÇÃO DOS SEUS CLIENTES OS VINHOS CHABLIS 2010 E CHABLIS PREMIER CRU 2010. CONSIDERED TO BE THE GOLDEN GATEWAY TO BURGUNDY, THE CHABLIS VINEYARD IS ALSO ONE OF THE CLOSEST TO CHAMPAGNE, BOTH GEOGRAPHICALLY AND IN TERMS OF THE TYPICALITY OF THE WINES. IN A NARROW TERROIR WHERE THE RIVER EROSION HAS PRODUCED A SUITABLY SOIL AND WHERE HIGH QUALITY VINEYARDS HAVE DEVELOPED, CHABLIS (THE CHABLISIEN), AUXERRE (THE AUXERROIS) AND TONNERRE (THE TONNEROIS) IN THE ARMANÇON VALLEY. A LAND OF CRUS AND OF CLIMATE, THE BURGUNDY REGION IS DISTINGUISHED BY THE VARIETY OF ITS VERY SPECIFIC APPELLATIONS WHICH ARE ATTACKED TO EACH COMMUNE. THE MOUTARD-DILIGENT DOMAIN IS LOCATED IN THE TONNERRE APPELLATION CONTRÔLÉE COMMUNE. HERE, WE PRODUCE OUR DIFFERENT CUVÉES, BOURGOGNE CHARDONNAY, PINOT NOIR, ROSÉ, ALIGOTÉ, TONNERRE, ST BRIS, AND A COMPLETE RANGE OF CHABLIS WINES REPUTED FOR THEIR FINESSE AND CHARACTER.


MOUTARD DILIGENT CHABLIS

PRODUTOR: Domaine MOUTARD-DILIGENT - MOLOSMES REGIÃO: Chablis, França SOLO: Argilo-calcário situados na margem Kimmeridgian da Côte des Bar, França. CASTAS: 100% Chardonnay. Vinhas de 8 a 15 anos de idade. PRODUÇÃO: 30.000 garrafas ORIENTAÇÃO: Este – Oeste VINDIMA: Colheita Manual – Prensa Pneumática VINIFICAÇÃO: Fermentação alcoólica e maloláctica sob temperatura controlada em depósitos de aço inoxidável. ESTÁGIO: Após fermentação de 4-6 meses, estágio sobre borras finas em depósitos de inox. ENGARRAFAMENTO: Filtragem mínima para preservar o máximo do carácter natural do vinho. Engarrafamento a baixa pressão mínima 8 meses após a colheita. NOTAS DE PROVA: Cor de palha. Aromas surpreendentes que incluem maçãs verdes, groselha, casca de limão e notas minerais. Vinho equilibrado e fresco, amplo e elegante com nuances de noz no final. ENÓLOGO: François Moutard

69


MOUTARD DILIGENT CHABLIS PREMIER CRU

PRODUTOR: Domaine MOUTARD-DILIGENT - MOLOSMES REGIÃO: Borgonha, França CASTAS: 100% Chardonnay. Vinhas de 15 anos de idade. PRODUÇÃO: 15.000 garrafas ORIENTAÇÃO: Este – Oeste VINDIMA: Colheita Manual – Prensa Pneumática VINIFICAÇÃO: Fermentação alcoólica e maloláctica sob temperatura controlada em depósitos de aço inoxidável. ESTÁGIO: Após fermentação de 4-6 meses, estágio sobre borras finas em depósitos de inox. ENGARRAFAMENTO: Filtragem mínima para preservar o máximo do carácter natural do vinho. Engarrafamento a baixa pressão para protecção da qualidade do vinho. Engarrafamento, no mínimo, 8 meses após a colheita. NOTAS DE PROVA: Delicado e atrevido, com aromas florais típicos de acácia e mel. Mostra grande elegância e finesse no palato. ENÓLOGO: François Moutard

70


71


PRODUTOR: FRANÇOIS MOUTARD

CHAMPAGNE MOUTARD

REGIÃO: CHAMPAGNE - FRANÇA

72

A FAMÍLIA MOUTARD ESTÁ PRESENTE NO NEGÓCIO DO VINHO HÁ VÁRIAS GERAÇÕES, PRODUZINDO UMA VARIEDADE MAGNÍFICA DE CHAMPANHES, TANTO DE UVAS PRÓPRIAS COMO COMPRADAS A PARCEIROS VITÍCOLAS. O SOLO DA REGIÃO CÔTE DES BAR, COMPOSTO POR ARGILAS E CALCÁRIOS, OFERECE AS CASTAS TRADICIONAIS DE CHAMPANHE - PINOT NOIR E CHARDONNAY - COM OS SEUS AROMAS RICOS, FRUTADOS E ESPECIAIS, QUE PERMITEM A ESTA CASA OFERECER UMA VARIEDADE DE CHAMPANHES DE EXCELENTE QUALIDADE. PARA QUE POSSA PRODUZIR CHAMPANHES NUM ESTADO PERFEITO DE MATURAÇÃO, PRONTOS PARA BEBER, A SUA PRODUÇÃO REPOUSA NA ADEGA, PELO MENOS TRÊS ANOS, OU ENTRE DEZ A QUINZE ANOS PARA OS VINHOS VINTAGE. DESDE O INÍCIO DO PROCESSO DE VINIFICAÇÃO ATÉ AO PRIMEIRO SINAL DE BOLHA DE CHAMPANHE, OS MÉTODOS UTILIZADOS PELA MOUTARD PERMANECEM CLÁSSICOS E TRADICIONAIS, TENDO SIDO ENRIQUECIDOS PELAS ÚLTIMAS TÉCNICAS NO CONTROLE DE QUALIDADE DOS PRODUTOS. SINCE 1980, VÉRONIQUE, FRANÇOIS AND AGNÉS MOUTARD HAVE BEEN CONTINUING THEIR WORK, BRINGING A TOUCH OF MODERNITY AND PRIDE AT ENABLING THEIR FABULOUS WINES TO BE DISCOVERED. REGULARLY PRAISED BY PROFESSIONALS, THE PRESS, CATERERS, OENOLOGISTS, WINE MERCHANTS… THROUGH THEIR ATTACHMENT TO THE CHAMPAGNE TERROIR, THEIR DRIVE AND THEIR CONTINUOUS INVOLVEMENT IN THE SERVICE OF THE KING OF WINES, THE MOUTARD FAMILY HAS BECOME AN EMBLEMATIC CHAMPAGNE FAMILY. TRADITION DURING CREATION WITH STRICT RESPECT FOR THE CHAMPAGNE METHOD, ALLIED WITH MODERN PRODUCTION METHODS USING TECHNOLOGIES WHICH BRING A REAL BENEFITS AND A GUARANTEE THAT THE TASTE OF A SUPERIOR CHAMPAGNE WILL BE ENJOYED FROM ONE YEAR TO THE NEXT, REGULARLY REWARDED BY PROFESSIONALS AND GASTRONOMY.


CHAMPAGNE MOUTARD BRUT GRANDE CUVÉE

REGIÃO: Champagne, França VINDIMA: Colheita Manual SOLO: Argilo-calcários situados na margem Kimmeridgian da Côte des Bar. Vinhas velhas de 10 a 20 anos de idade. CASTAS: 100% Pinot Noir PRODUÇÃO: 500.000 garrafas VINIFICAÇÃO: Prensagem ligeira com recurso a prensa pneumática. Fermentação em cubas de aço inoxidável com temperatura controlada de 7º. ENGARRAFAMENTO: Maio NOTAS DE PROVA: Nariz refinado e rico sugerindo notas de manteiga, amêndoas e brioche. Palato elegante e equilibrado com bom final de boca. Servir a 10°. ENÓLOGO: François Moutard

Também disponível em formato 20cl, 37.5cl e Magnum (1.5L)

73


CHAMPAGNE MOUTARD BRUT ROSÉ DE CUVAISON

REGIÃO: Champagne, França VINDIMA: Colheita Manual SOLO: Argilo-calcários situados na margem Kimmeridgian da Côte des Bar. Vinhas velhas de 10 a 20 anos de idade. CASTAS: 100% Pinot Noir PRODUÇÃO: 50.000 garrafas VINIFICAÇÃO: Prensagem pneumática. Cuvaison: A uvas são depositadas em balseiros de madeira, fermentando o mosto até à densidade de 1040 no sentido de proteger e preservar o carácter da fruta. ENGARRAFAMENTO: Maio seguido de estágio de 18 meses antes do dégorgement. NOTAS DE PROVA: Apresenta nariz amplo com notas de frutas vermelhas, Bom volume de boca, encorpado, com boa persistência e equilíbrio final. Servir a 12 ° com salmão, salmonete ou carne grelhada. ENÓLOGO: François Moutard

74


CHAMPAGNE MOUTARD CUVÉE DES 2 SOEURS “BRUT NATURE” REGIÃO: Champagne, França VINDIMA: Colheita Manual – Pressão Pneumática SOLO: Argilo-calcários situados na margem Kimmeridgian da Côte des Bar, mais precisamente na aldeia de Buxeuil & Polisy. CASTAS: 50% Pinot Noir e 50% Chardonnay PRODUÇÃO: 4.500 garrafas VINIFICAÇÃO: Em depósitos de inox com temperatura controlada. Estagiou nas barricas previamente utilizadas para o estágio do vinho “Cuvée 6 Cépages”. LOTEAMENTO: O método SOLERA consiste na mistura de dois Vintages completando-se o restante com 60% de vinhos novos provenientes da colheita anterior. ENÓLOGO: François Moutard

75


CHAMPAGNE MOUTARD CUVÉE 6 CÉPAGES

REGIÃO: Champagne, França VINDIMA: Colheita Manual – Utilização cuidada de prensa automática. SOLO: Solos de Argila e Calcário situados na margem Kimmeridgian da Côte des Bar, mais precisamente na aldeia de Buxeuil & Polisy. CASTAS: 1/6 Pinot Noir, Pinot Blanc, Pinot Meunier, Chardonnay, Petit Meslier & Arbane. PRODUÇÃO: 18.000 garrafas VINIFICAÇÃO: Fermentação e vinificação em barris de carvalho. Cada casta é vinificada e envelhecida separadamente antes do blending final. ENGARRAFAMENTO: Junho NOTAS DE PROVA: Ouro pálido. Fina pérola. Fruto expressivo com maçã madura e limão. Final longo e animado com acidez e crocante evidenciado. É o único cuvée no mundo que mistura delicadamente 6 variedades de uva utilizando um método secular. ENÓLOGO: François Moutard

76


CHAMPAGNE MOUTARD CUVÉE ARBANE “VIEILLES VIGNES” REGIÃO: Champagne, França VINDIMA: Colheita Manual SOLO: Argilo-calcário situados na margem Kimmeridgian da Côte des Bar, mais precisamente em Polisy. CASTAS: 100% Arbane PRODUÇÃO: 2.400 garrafas VINIFICAÇÃO: Prensagem tradicional. Fermentação em cubas de Inox com temperatura controlada, fixando-se em 7 °C. ENGARRAFAMENTO: Maio NOTAS DE PROVA: O fio delicado de bolhas revela um elegante Champagne. Nariz delicado alerta para notas de brioche e frutas (pêssego, marmelo ou maçãs) Palato delicado, bom ataque de boca, com notas de pêssego branco. Servir a 12°C. ENÓLOGO: François Moutard

77


OS NOSSOS VINTAGES...

VINTAGE: 1993

78

VINTAGE: 1998

VINTAGE: 2003


79


REGIÃO: TOKAJ - HUNGRIA

PRODUTORES: ANDRÁS BRUHÁCS, MARTIN SCHNEIDER E CARL GUSTAV SETTELMEIER

TOKAJ CLASSIC ANDRÁS BRUHÁCS, UM VIOLONCELISTA HÚNGARO A TRABALHAR NA ALEMANHA, REDESCOBRIU, HÁ ALGUNS ANOS ATRÁS, OS VINHEDOS DA SUA FAMÍLIA NA HUNGRIA, ENCONTRANDO STOCKS RESTANTES DE VINHO TOKAJI COM UM EXCELENTE POTENCIAL. AO PARTILHAR ESTA DESCOBERTA COM OS SEUS COMPANHEIROS MÚSICOS, MARTIN SCHNEIDER E CARL GUSTAV SETTELMEIER, OS TRÊS AMIGOS CHEGARAM À CONCLUSÃO DE QUE ESTA VINÍCOLA ERA UM DIAMANTE EM BRUTO E DECIDIRAM RECUPERAR ESTE PROJECTO. OS VINHOS TOKAJI ASZÚ SÃO TRATADOS COM METODOLOGIA TRADICIONAL, SENDO PRODUZIDOS COM UVAS BOTRYTIZADAS COLHIDAS À MÃO, REPOUSANDO DURANTE POUCOS ANOS PARA DAR ORIGEM A UM VINHO DE EXCELÊNCIA. ANDRÁS BRUHÁCS, A HUNGARIAN CELLIST WORKING IN GERMANY, REDISCOVERED A FEW YEARS AGO HIS FAMILIES VINEYARD, FINDING STOCKS OF TOKAJI WINE WITH AN EXCELLENT POTENTIAL. BY SHARING THIS DISCOVERY WITH HIS FELLOW MUSICIANS, MARTIN SCHNEIDER AND CARL GUSTAV SETTELMEIER, THE 3 FRIENDS CAME TO THE CONCLUSION THAT THIS VINEYARD HAD A GREAT POTENTIAL AND DECIDED TO EXPLORE THE PROJECT. FOR THE MUSICIANS WINE MAKING BECOMES A PASSION. TREATING AND HANDLING GRAPES AS WELL AS WINE IS COMPARABLE TO TEACHING MUSIC STUDENTS. AS IN A DUET, THE PARTNERSHIP OF THE GRAPE VARIETALS IS FINELY HARMONIZED. EACH VINTAGE IS ITS OWN COMPOSITION, MAINTAINING ITS INDIVIDUAL CHARACTER. AS FOR TOKAJI ASZÚ, THE “CLASSIC”, ITS UNMISTAKABLE COMPOSITION IS HANDLED WITH TRADITIONAL METHODOLOGY. THE BOTRYTIS-AFFECTED, HAND-PICKED GRAPES ARE ADDED AS “PUTTONYIOS” TO THE FURMINT WINE.

80


TOKAJ CLASSIC TOKAJI ASZÚ 2008 5 PUTTONYOS REGIÃO: Tokaj, Mád, Kings peak e Betsek (“Grand Cru”), Hungria VINDIMA: Fim de outubro e início de novembro. CASTAS: 65% Furmint, 30% Hárslevelü, 5% Muskotály VINIFICAÇÃO: As castas Furmint, Hárslevelü e Muskotály são usadas como “vinho base”. A primeira fermentação ocorre em barris de carvalho. Após a colheita manual das uvas botrytizadas, inicia-se a maceração juntamente com o vinho base, ocorrendo, posteriormente, a fermentação secundária, que dura dois anos. ENGARRAFAMENTO: Manteve-se a uma temperatura constante de 12,8°C e 80% de humidade, descansando em 136 litros de barris de carvalho Tokaj usados. Nove meses depois e após a purificação com bentonite ocorreu, finalmente, a filtragem e engarrafamento em dezembro de 2010. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 11.13% / vol EXTRACTO DE AÇÚCAR: 44.6 g/l AÇÚCAR RESIDUAL: 140 g/l ACIDEZ: 7.9 g/l NOTAS DE PROVA: Estrutura complexa e viva, devido à elevada acidez, doce de damasco e notas de laranja e limão secos. Excelente com tortas de frutas frescas, queijos ou foie gras.

81


TOKAJ CLASSIC TOKAJI ASZÚ 2002 6 PUTTONYOS

REGIÃO: Tokaj, Mád, Kings peak e Betsek (“Grand Cru”), Hungria VINDIMA: Fim de outubro / Início de novembro CASTAS: 65% Furmint,30% Hárslevelü e 5% Muskotály VINIFICAÇÃO: As castas Furmint, Hárslevelü e Muskotály são usadas como “vinho base”. A primeira fermentação ocorre em barris de carvalho de 600L. Após a colheita manual das uvas botrytizadas, inicia-se a maceração juntamente com o vinho base, ocorrendo, posteriormente, a fermentação secundária, que dura dois anos. ENGARRAFAMENTO: Manteve-se a uma temperatura constante de 12,8°C e 80% de humidade, descansando em 136 litros de barris de carvalho Tokaj usados. Nove meses depois e após a purificação com bentonite ocorreu, finalmente, a filtragem e engarrafamento em Outubro de 2005. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 12% / vol EXTRACTO DE AÇÚCAR: 63.6 g/l AÇÚCAR RESIDUAL: 161 g/l ACIDEZ: 9.6 g/l NOTAS DE PROVA: Estrutura complexa e viva, devido à elevada acidez, doce de damasco e notas de laranja e limão secos. Excelente com tortas de frutas frescas ou foie gras.

82


TOKAJ CLASSIC 2006 TOKAJI ASZÚ NATUR-ESSENCIA REGIÃO: Tokaj, Mád, Kings Peak (“Grand Cru”), Hungria VINDIMA: De início de outubro a fim de novembro. CASTAS: 80% Furmint e 20% Hárslevelü VINIFICAÇÃO: O sumo das bagas Aszú vindimadas manualmente desde o início de Outubro até o final de Novembro é armazenado em cubas grandes. Por acção do seu peso e pressão, resulta o sumo natural que se acumula na parte inferior da barrica. O sumo é transferido mais tarde para um “barril gönci” onde se inicia uma fermentação lenta e gradual. Inicialmente, o açúcar residual deste sumo era de mais de 600 g/l. VALORES ANALÍTICOS TEOR ALCOÓLICO: 8.29 % / vol EXTRACTO DE AÇÚCAR: 67.1 g/l AÇÚCAR RESIDUAL: 227.10 g/l ACIDEZ: 10.1 g/l NOTAS DE PROVA: Este produto sempre foi muito estimado por Reis e Czares ganhando a reputação de trazer a garantia de “vida eterna” a quem o consumia Este vintage de 2006 representa verdadeiramente a “lenda” Essencia.

83


REGIÃO: CHAMPAGNE - FRANÇA

PRODUTOR: FRANÇOIS MOUTARD

DISTILLERIE ARTISANALE MOUTARD DILIGENTE DERRIÈRE-LES-MURS A DESTILARIA MOUTARD DILIGENT SURGE NO SEGUIMENTO DA EXPANSÃO DO PORTÓLIO DA CASA MOUTARD. ESTE MARC DE CHAMPAGNE É UM PRODUTO EXTRAORDINÁRIO, PRODUZIDO A PARTIR DAS MELHORES CASTAS DA REGIÃO DE CHAMPAGNE E ENVELHECIDO EM BARRIS DE CARVALHO DURANTE MAIS DE 10 ANOS.

84

RETAINING TRADITIONAL ANCESTRAL DISTILLING METHODS, RED COPPER STILLS, OAK BARRELS, TODAY DERRIÈRE LES MURS IS A DISTILLERY WHICH HAS PRESERVED THE AUTHENTICITY AND CHARACTER OF SPIRITS WHICH ARE STRONG, INTENSE AND COMPLEX. THEY ALWAYS LEAVE AN IMPRESSION…. DERRIÈRE LES MURS, ONE OF THE LAST REMAINING DISTILLERIES IN FRANCE, BRINGS THE FULL EMOTION OF A PAST LADEN WITH HISTORY TO THE PRESENT DAY. MARC DE CHAMPAGNE, POIRE WILIAM, SLOE AND RASPBERRY EAU DE VIES ARE ALL PRODUCED IN THE TRADITIONAL MANNER ONCE USED BY THE WANDERING “BRANDEVINIERS” WHO USED TO TRAVEL ACROSS OUR COUNTRYSIDE… THE PRODUCTS ARE STORED IN OAK BARRELS IN OUR SHADY, COOL CELLARS, IMPROVING AS THE YEARS GO BY.


MOUTARD DILIGENT VIEUX MARC DE CHAMPAGNE

PRODUTOR: Destilaria Derrière les Murs MOUTARD-DILIGENT/ BUXEUIL ORIGEM: Esta bebida espirituosa é obtida através da destilação de uvas fermentadas provenientes do nosso vinhedo na região de Champagne. DESTILAÇÃO: O calor de quatro alambiques de cobre desde Novembro a Fevereiro traduz uma destilação perfeita para a produção total da destilaria. Este Vieux Marc de Champagne foi destilado a 40% de álcool. ESTÁGIO: Envelhecido em barris de carvalho durante mais de 10 anos nas caves da destilaria. NOTAS DE PROVA: Este Vieux Marc de Champagne é marcado pelo aroma do bagaço reforçado por notas finas de madeira Rancio. Uma boca redonda, com notas de baunilha e uma amargura ligeira de cacau que contribui para o equilíbrio do todo. Textura aveludada, densidade opulenta, dando um suave superior. Final rico e persistente. ENÓLOGO: François Moutard

85


FEDERICA FEDERICA É UM ARANCELLO DE VALÊNCIA, UM LICOR DE LARANJA TRADICIONAL FEITO EM VALÊNCIA A PARTIR DE PRODUTOS NATURAIS. EVA ARMISÉN, A PINTORA QUE DEU ORIGEM À IMAGEM DO ARANCELLO, DIZ QUE O OBJECTIVO DO SEU TRABALHO É AJUDAR AS PESSOAS A VER O QUE TEMOS DIANTE DE NÓS COM NOVOS OLHOS. FEDERICA VAI AJUDÁ-LO, NO MÍNIMO, A REFLECTIR. ESTE ARANCELLO É CARACTERIZADO COMO A ALEGRIA DO MEDITERRÂNEO NA SUA BOCA, A VISÃO DE UM RAIO DE LARANJAS AO PÔR-DO-SOL, O AROMA DA LARANJA DAS TERRAS VALENCIANAS NO NARIZ; UM LÍQUIDO QUE PERMANECE NA SUA MEMÓRIA… VALÊNCIA - ESPANHA

FEDERICA IS AN ARANCELLO, A PREMIUM ORANGE LIQUEUR TRADITIONALLY MADE IN VALENCIA FROM NATURAL PRODUCTS. EVA ARMISEN, THE PAINTER WHO PAINTED THE LABEL OF FEDERICA, SAYS THAT THE AIM OF HER WORK IS TO HELP PEOPLE SEEING WHAT THEY HAVE BEFORE THEM WITH DIFFERENT EYES. FEDERICA WILL HELP YOU, AT LEAST, TO REFLECT. THIS ARANCELLO IS CHARACTERIZED AS THE JOY OF THE MEDITERRANEAN IN YOUR MOUTH, THE SIGHT OF A RAY OF ORANGES AT SUNSET, THE AROMA OF THE VALENCIAN LANDS IN YOUR NOSE; A LIQUID THAT REMAINS IN YOUR MEMORY….

86


FEDERICA É UM ARANCELLO DE VALÊNCIA, UM LICOR DE LARANJA TRADICIONAL FEITO EM VALÊNCIA A PARTIR DE PRODUTOS NATURAIS.

87


REPÚBLICA DOMINICANA

RON BARCELÓ RESULTADO DA MELHOR SELECÇÃO DE CANA-DE - AÇÚCAR DO CARIBE, É A RESERVA DA MAIS NOBRE FAMÍLIA QUE NASCE A PARTIR DE UM RESPEITO RIGOROSO DO TEMPO. O RUM BARCELÓ IMPERIAL É CARACTERIZADO PELA SUA COLORAÇÃO ÂMBAR, COM GUARNIÇÕES ATRAENTES DE COBRE VERMELHAS, BRILHANTES, CRISTALINAS E CHEIAS DE VIVACIDADE. O SEU ACABAMENTO É LONGO, MACIO E AROMÁTICO, DENOTANDO UM SABOR AGRADÁVEL E DELICADO.

88

RISING FROM THE BEST SUGARCANE SELECTION IN THE CARIBBEAN REGION, THIS RUM REPRESENTS THE FINEST RESERVE FROM THE NOBLEST AND MOST RESPECTED FAMILY OF DOMINICAN REPUBLIC. RON BARCELÓ IMPERIAL IS CHARACTERIZED BY ITS AMBER COLOR, HIS FRESH AND ATTRACTIVE TASTE AND A LONG, SOFT AND AROMATIC FINISH, RESULTING FROM THE COMBINATION OF THE BEST 10/12 YEARS OLD RUMS.


PREMIADO COMO O MELHOR RUM DO MUNDO EM 1999 E 2000 PELO BEVERAGE TESTING INSTITUTE DE CHICAGO, O RUM IMPERIAL RECEBEU 97 PONTOS EM 100.

89


CHRISTIANIA BEAUTIFUL TO LOOK AT, BEAUTIFUL TO TOUCH, BEAUTIFUL TO TASTE.

NORUEGA

90

ELABORADA A PARTIR DE DOIS INGREDIENTES CHAVE, AS BATATAS ORGÂNICAS “TRONDELAG” E A ÁGUA PURA DA NORUEGA, A VODKA CHRISTIANIA É DESTILADA SEIS VEZES, SENDO SEGUIDAMENTE FILTRADA EM CARVÃO VEGETAL E GASEIFICADA, ELIMINANDO AS ÚLTIMAS IMPUREZAS E DANDO LUGAR A UMA SUAVIDADE SURPREENDENTE NA BOCA. TUDO ISTO DE ACORDO COM UMA RECEITA ORIGINÁRIA NO TRIBUNAL DA NORUEGA, NOS TEMPOS DO BOÉMIO REI CHRISTIAN IV, HÁ MAIS DE 400 ANOS ATRÁS. O NARIZ É SUBTIL, A BOCA É REDONDA E O ACABAMENTO É DISTINTAMENTE PREMIUM. É AQUI QUE A LENDA DA VODKA MAIS SUAVE DO MUNDO COMEÇA… CHRISTIANIA VODKA, NORWAY´S SIGNATURE ULTRAPREMIUM VODKA, HAS A RICH HISTORY THAT SPANS MANY CENTURIES. WHEN KING CHRISTIAN CONQUERED NORWAY IN 1596, HE BROUGHT THE FRUITS OF THE RENAISSANCE-ART, CULTURE, MUSIC, FOOD, WINETO THE NORWEGIAN PEOPLE. HE ALSO BROUGHT AN APPRECIATION FOR A NEW SPIRIT THAT WAS BECOMING ALL THE RAGE AMONG THE NORTHERN EUROPEAN ARISTOCRATS - “VODKA”. TODAY, CHRISTIANIA VODKA IS MADE FROM NORWAY´S ORGANIC TRONDELAG POTATOES AND PURE NORWEGIAN ARCTIC SPRING WATER ACCORDING TO THE ORIGINAL RECIPE. THESE UNIQUE INGREDIENTS ALLOW FOR UNRIVALED SMOOTHNESS AND A FAINT SWEETNESS THAT PROMPTS MANY TO SAY THAT CHRISTIANIA IS IN FACT THE WORLD´S FIRST SIPPING VODKA. THE NOSE IS SUBTLE, THE VODKA IS ROUND IN THE MOUTH, AND THE FINISH IS DISTINCTLY COOL.


TambĂŠm disponĂ­vel nos formatos 10cl e 175cl

91


MERCHANDISING GARCIAS GOURMET

CHAMPANHEIRA

92

CHAMPANHEIRA MOUTARD

FLUTES


ROLHAS HERMÉTICAS

FRAPPÉ

FRAPPÉ MOMENTO OUSADO


MERCHANDISING GARCIAS GOURMET

FAIXA DECORATIVA

AVENTAL

CANETA DROP STOP

94


PARQUE LOGÍSTICO DO PASSIL, LT. 2 | 2890-182 ALCOCHETE - PORTUGAL TEL.: +351 219 571 825 | FAX: +351 219 571 713 EMAIL: garcias.gourmet@garcias.pt

www.garcias.pt/gourmet


Catalogo Garcias Gourmet  

Catalogo Garcias Gourmet

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you