Page 1

Biomedia

Edição nº 2 Novembro 2013

Com esta newsletter pretendemos informar-vos no que diz respeito a inovações na área da Biomédica, dar-vos a conhecer experiências de outros alunos e profissionais e claro, dar-vos voz! Esperemos que gostem! Secção de Informação

NEBM Um Núcleo feito por ti e para ti! Há quase 10 anos atrás, um grupo de alunos de Engenharia Biomédica que sentiam necessidade de expressar a sua opinião e corrigir algumas falhas do curso ainda recente organizou-se e formou o nosso actual núcleo. O Núcleo de Engenharia Biomédica, NEBM, foi fundado a 28 de Outubro de 2004 por 22 alunos (agora tem 288 sócios!). Desde aí tem sofrido várias alterações, registando uma evolução positiva com as suas novas secções e um dinamismo jovem e empreendedor. Hoje, o núcleo conta com seis secções (Informação, Informática, Relações Externas, Académica e Cultural, Lúdica e Desportiva e Imagem), integradas na Direcção, uma Assembleia fiscal e um Conselho Fiscal. Sofreu recentemente uma mudança de sede: fomos transferidos do pavilhão de Matemática para o último piso de Minas. O NEBM é uma associação sem fins lucrativos que incentiva a participação dos alunos na família biomédica. Em http://nebm.ist.utl.pt/news não só encontras os próximos workshops,

eventos e seminários, como também acedes a uma agenda cultural e ao tão indispensável repositório. No passado dia 9 de Setembro de 2013, ocorreu a Tomada de Posse pela nova direcção do núcleo (Lista B), uma cerimónia em que estiveram presentes o Prof. João Conde, coordenador do curso, o Prof. Luís Caldas de Oliveira, representante do Conselho de Gestão, Pedro Afonso, o antigo presidente do NEBM, Rafael Gonçalves, o actual, a Dr.ª Carlota Silva, Representante do Núcleo de Parcerias Empresariais, Pedro Sereno, o Presidente da AEIST e, como mediador, Miguel Amador, ex-Presidente da Assembleia Geral. Durante este ano lectivo 2013/2014 o NEBM estará responsável, entre outros eventos, pelas III Jornadas de Engenharia Biomédica do IST. Não esquecendo a participação que todos os anos tem no Arraial do Técnico através da “Barraca da Tua Mãe” e na preparação do inesquecível Fim-DeSemana Radical em Constância. Do que estás à espera? Junta-te a nós! Raquel Calçada


Biomedia Eventos Recepcão aos caloiros Com o começo de um novo ano lectivo, chegou também uma nova geração de alunos de Engenharia Biomédica. No dia das matrículas e com o apoio do NEBM os caloiros tiveram a oportunidade de subir a Torre de Química para contemplar a vista sobre a cidade de Lisboa. Os dias que se seguiam reservavam-lhes uma calorosa recepção ao Técnico e ao curso de Engenharia Biomédica. Nessas duas semanas, os caloiros que frequentaram a Praxe foram surpreendidos por uma panóplia de actividades e de brincadeiras que serviram de base para a sua integração no curso com os colegas caloiros, Doutores e Veteranos. Para começar a semana em grande foram distribuídos os famosos e tradicionais fatos dos caloiros. Este ano fomos surpreendidos por uma praga amarela de Pikachus! No segundo dia os caloiros puderam conhecer melhor o Técnico através de um Peddy-Paper organizado pelos Doutores. No final do dia, em conjunto com outros cursos, Biomédica fez a sua saudação ao Magnum Consilium Praxis, oficializando a sua chegada como caloiros ao IST.

Quase no final da semana os Pikachus munidos das suas bananas personalizadas participaram no conhecido “Assalto das Bananas”, onde aproveitaram também para conhecer melhor a cidade de Lisboa. Para acabar a semana em cheio, os caloiros foram até à “Aula de Substituição de IEB”, onde os esperava a professora Martina que conduziu a aula em inglês durante uma hora, apresentando-lhes circuitos horrendos e equações labirínticas. No começo de uma nova semana juntaram-se aos Pikachus cinco fantásticos Ash’s, os fiéis treinadores de Pokémons. O evento seguinte foi Tribunal de Praxe, onde os caloiros tiveram a oportunidade de reflectir sobre a sua postura na Praxe e sobre o quanto aprenderam e retiraram desta experiência. Imediatamente depois aconteceu o Baptismo, um momento marcante no percurso de qualquer caloiro, onde os seus padrinhos e madrinhas asseguraram fielmente apoiar os seus afilhados ao longo do seu percurso académico. Para rematar estas intensas duas semanas, doutores e veteranos desfilaram no Cortejo do Técnico até ao Rossio, cantando bem alto por Biomédica. No final desde grande Cortejo, aconteceu o primeiro Jantar de Curso, onde todos os alunos se puderam divertir e descansar das agitadas semanas anteriores, brindando à vida académica e a este novo ano que se inicia.


Biomedia Cansaço à parte, assim se resumem os primeiros dias destes caloiros no Técnico, duas semanas marcantes e inesquecíveis para qualquer um dos Pikachus que agora iniciam esta nova fase das suas vidas que será, com certeza, repleta de momentos felizes como os destas duas semanas. Daniela Burrinha

Entrevista

ERASMUS – Tiago Malaquias Tiago Malaquias é um estudante de Engenharia Biomédica, que se encontra neste momento a realizar a sua tese de mestrado. Desde que entrou na Universidade, um dos seus principais objectivos era participar no programa ERASMUS e foi no 1º semestre do 5ºano que ingressou na UT Eindhoven. Apesar de Eindhoven não ter sido a sua primeira opção, Holanda foi escolhida pela “qualidade de ensino e diferença cultural. O facto de poder ir para uma universidade cotada no top 50 a nível mundial, para além de desafiante é sem dúvida uma enorme mais valia no meu currículo académico. E o tipo de vida experienciado num país com bases culturais tão diferentes das nossas foi algo que me atraiu bastante.” Quanto à experiência de viver no estrangeiro sentiu-se “extremamente bem acolhido tanto pelos alunos em ERASMUS como por alunos holandeses.

Habituei-me rapidamente ao tipo de vida em Eindhoven, excepto jantar às 18h da tarde!”. Em relação ao ensino de mestrado considera que há vários pontos em que a universidade onde esteve supera o IST, tais como, a estrutura dos semestres em que cada ”é dividido em 2 quartis, permitindo ao aluno ter uma maior diversidade de conteúdos leccionados”. A organização do tempo, uma vez que “O ensino holandês está construído de maneira a que o aluno não tenha de estudar depois das 18h” havendo espaço para “as actividades extra-curriculares que são muito valorizadas”. Refere ainda que “um aluno no mestrado tem a liberdade de fazer projectos que contam à volta de 18 ECT’s cada e têm geralmente a duração de um semestre.”


Biomedia Se tivesse a possibilidade, Tiago admite que gostaria de repetir a experiência, aconselhando-a a qualquer aluno que tenha a oportunidade. “ERASMUS é uma experiência única. Se tiverem interesse em saber um pouco mais sobre esta aventura na Holanda, deixo aqui o blog que escrevi durante os 6 meses que lá passei:” http://conquistadalaranja.blogspot.pt/ Joana Chim

Informação Reestruturação do curso O nosso curso foi recentemente alvo de uma reestruturação do plano curricular, entrando em vigor o novo currículo já neste ano lectivo. As alterações fazem-se sentir ao nível do 2º ciclo, dando aos estudantes de 4º ano a oportunidade de optar por um perfil no final do 1º semestre. Cada um destes apresenta requisitos distintos, com opções restritas e livres diferentes. É possível escolher uma de quatro áreas, sendo elas: Imagiologia, Biossinais e Instrumentação Biomédica; Bioengenharia Molecular e Celular, Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa; Biomecânica e Dispositivos Médicos e Engenharia Clínica.

Estas são mudanças já esperadas, pois dada a interdisciplinaridade do curso existia a necessidade de proporcionar aos alunos, até então com formação geral, um estudo mais aprofundado de uma das vertentes da Engenharia Biomédica, de acordo com as aptidões e o ramo profissional pretendido por cada um. A abordagem, já utilizada em vários cursos do Técnico, é semelhante à aplicada actualmente ao Mestrado Integrado em Engenharia Biomédica tanto na Universidade do Minho como na Universidade de Coimbra, ainda que as especializações sejam diferentes em cada instituição. Nesta fase inicial, a adaptação não tem sido fácil para os alunos que se vêem obrigados a escolher e para os que já se encontram no 5ºano, aos quais agora, inesperadamente, sobram e faltam unidades curriculares. No entanto, espera-se que a médio prazo a entrada do novo currículo dê frutos para que, após o período de transição, satisfaça plenamente o interesse dos alunos. Inês Esteves


Biomedia Notícia Perna Biónica

A Força do Pensamento Zac Vawter, engenheiro informático de Seattle, sofreu um acidente de mota em 2009 que levou à amputação da sua perna direita. Devido à impossibilidade de salvar a perna, “recriou-se” uma. Vawter tornou-se cobaia das pernas biónicas, do método que controla a prótese através da mente (já usado para braços). Consegue mover-se, sentar-se, levantar-se, subir escadas e encostas… tudo isto graças a sensores, ao reaproveitamento das terminações nervosas e aos $8 milhões doados pela U.S. Army’s Telemedicine and Advanced Technology Research Center. Depois de se ter recreado o processo natural de sinais para o movimento desde o cérebro até ao local de amputação, o cirurgião Douglas Smith redirecionou dois dos nervos lesados para o tendão dos músculos isquiotibiais (ou do Jarrete), contraídos por três músculos posteriores. Assim, quando o paciente pensa em mover o joelho ou o tornozelo, os nervos ainda respondem. Seguiu-se a reinervação muscular direcionada, a inovação nas próteses que faz com que Vawter não pareça ter problemas na locomoção (isto é, se não se ouvisse o motor!).

Este produto ainda precisa de afinações antes de ir para o mercado (previsto para daqui a 3 anos), a Freedom Innovations LLC está a torná-lo mais pequeno, silencioso e robusto. O seu preço será certamente superior aos $100.000 do membro prostético com dispositivos robóticos. “It’s just walk like I would normally walk. It’s not special training or buttons or tricks.” Mais informações em: http://www.bloomberg.com/archive/ne ws/2013-09-25/ no artigo de Michelle Cortez intitulado de “First Bionic Leg Allows Mind to Control Movement in Study”. Raquel Calçada


Biomedia Calendário

“Põe essa mente a trabalhar…”

Novembro 22, 23 e 24 - TFIST vai ao III Luzias, Festival de Tunas Femininas organizado pela Tunice em Viana do Castelo 28 - Estreia de Hunger Games: catching fire Última semana - ciNEBMa

Dezembro 2 a 6 - Exposição de Prémios e Lançamento do DVD da TFIST 6/7 - TUIST participa no XX Celta - Certame Lusitano de Tunas Académicas, no Theatro Circo, Braga 13 - Estreia de The Hobbit: The Desolation of Smaug 20 - Fim das aulas do 1º Semestre 31 - Início da época de preparação de Exames

Janeiro

1. Luciana Abreu: “Nossa que...” 2. Capital da Albânia. 3. Único mamífero ovíparo. 4. Inclinação penosa a caminho do Técnico. 5. Curso cujos caloiros usam fatos. 6. Pintor surrealista espanhol. 7. 17+34+25+16-42+4-6-18= ... 8. Nono algarismo do Pi. 9. «Põe essa mente, a ...»

4 a 18 - Época normal de exames 25 a 1 - Início da época de recurso

Destaques

Fevereiro 2 - Interrupção lectiva (Férias) 17 - Início das aulas do 2º Semestre

4 e 5 de Outubro: O núcleo participou no Arraial do técnico com a Barraca da tua Mãe.

19 e 20 de Outubro: Alunos do nosso curso participaram no Fim de semana radical organizado pela secção lúdica do NEBM. (no facebook do NEBM estão disponíveis algumas fotos deste evento)

Secção de Informação (NEBM): Mariana Costa (responsável), Daniela Burrinha, Inês Esteves, Joana Chim, Raquel Calçada seccaoinformacaonebmist@googlegroups.com * Esta newsletter não segue o novo acordo ortográfico

Newsletter Nov2013  

A tua Newsletter!

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you