Issuu on Google+


Jornal Nosso Bairro de Caieiras CNPJ: 02.103.329/0001-03 Jornalista responsável: Prof. Marcelo V. Bruggemann - Mtb/SP 52.882 Prof. Quitéria A. R. Bruggemann Mtb/SP 52.888 Diagramação e Projeto gráfico: Claudio Miranda Representante Comercial: João Pereira / José Pedro Tel: 6409-7940 (Fco. Morato) Colaboradores: Fernando Cesar Wanderley. Arte: Renildo Calheiros / Vanderlei dos Santos Silva Circulação: Caieiras, Franco da Rocha, Fco. Morato, Cajamar, Mairiporã, Campo Limpo Paulista, Perus, Pirituba e Lapa. - Os artigos assinados são única e exclusivamente de responsabilidade de seus autores Distribuição gratuita Fone: 4605 6401 // 7404 0640 // 9758 1456 e-mail: jornal@nbcaieiras.com.br www.nbcaieiras.com.br Rua João Rosolen, nº 125, Vila Rosina, Caieiras - SP

A reprodução total ou parcial das matérias, anúncios e fotos publicadas sem prévia autorização é expressamente proíbida


Zona Azul Explicada Por Meio da Geografia de Caieiras

C

aieiras é um município completamente diferente de seus vizinhos, esse detalhe pode ser facilmente observado pela área central da cidade, a qual permanece distante a um quilômetro da estação ferroviária. Este fator geográfico e histórico, somado ao transporte público caro e precário, ditado e controlado por uma única empresa, força os munícipes proprietários de automóveis, dependentes dos transportes sobre trilhos para chegar a seus locais de trabalho, em São Paulo, deixarem seus veículos na área central e principalmente próximos a estação ferroviária. Enquanto isso, os munícipes que dependem do aparelhamento da cidade para resolver problemas cotidianos em bancos, cartório, hospitais etc, nem sequer conseguem uma vaga para estacionar seus veículos, contribuindo diretamente para o caótico trânsito que vem travando a cidade. A Zona Azul é, portanto, a ousadia de um governo, que pensa na locomoção, circulação, democratização do espaço público e no direito da cidade como um todo. Nesse momento, cabe a colaboração de todos, para que o espaço público seja efetivamente democrático.

Q

uando se observa cuidadosamente o mapa de Caieiras percebe-se que o centro comercial não é um lugar atrativo para os caieirenses que residem em bairros como Vera Tereza, Pinheiros, Serpa, Vila Rosina, Santa Inês, Laranjeiras e Sítio Aparecida, por exemplo. Isso porque, os grandes centros comerciais localizados em municípios vizinhos como São Paulo, Franco da Rocha e até Francisco Morato por uma questão geográfica simples, acaba tornando esses centros comerciais muito mais atrativos que o pequeno centro comercial

A Área Expandida

A

lguns moradores reclamam da abrangência do serviço Zona Azul. No entanto, esquecem da quantidade de serviços que são oferecidos nessas localidades. Só para se ter uma ideia, na Avenida dos Estudantes há dois grandes colégios, três grandes restaurantes, duas grandes academias, além de vários consultórios (clínicos, odontológicos, de advocacia etc).Na Avenida14 de Dezembro, Av. Guadalajara, Av. Dr. Armando Pinto e na rua Ambrosina do Carmo Buonaguide e adjacências, há uma infinidade de clínicas e comércios, somado ainda com academias, agência de correio, bancos, restaurantes, vários colégios e escolas que oferecem cursos em franca expansão, tudo num raio de 500 metros. Neste cenário, como democratizar o espaço público, onde todos possam ter direito ao aparelhamento que a cidade oferece, sem ter que ficar travado em um caótico trânsito na área central? O fato é que o serviço Zona Azul existe nas melhores cidades do país e do mundo, obviamente mudando apenas o nome. Em Caieiras, a democratização do espaço público já era para ter sido praticada em outros governos, no entanto, a mentalidade tacanha de governantes passados, tratou essa cidade como se fosse um pequeno município do interior, distante de tudo e de todos, ou seja, Caieiras nunca foi preparada para assumir sua verdadeira vocação: Uma cidade que pertence à Região Metropolitana de São Paulo.

de Caieiras. Somado ao fator geográfico, está o trânsito caótico principalmente na área central da cidade, herança do governo passado que tratou o município como uma ‘cidadezinha do interior’, ilhado em uma enorme plantação de eucaliptos, portanto, Caieiras jamais foi planejada para sua verdadeira vocação: uma cidade da Região Metropolitana

de São Paulo, limítrofe com a maior metrópole da América do Sul, e passagem para Jundiaí e Campinas. Nesse cenário é comum os moradores que residem em bairros que vão do Serpa até Vera Tereza, terem suas vidas mais relacionadas a Franco da Rocha, até porque, o centro comercial e de serviços deste município está

mais próximo destes bairros do que o pequeno centro de Caieiras. O mesmo acontece com os moradores de Vila Rosina, que preferem o bairro paulistano de Perus, já os moradores do bairro Santa Inês preferem transitar 20 km sentido ao bairro de Santana, em São Paulo, do que percorrer outros 20 km até o centro de

Caieiras. (observe o mapa, 1) Somado a este fato, a estação ferroviária, distante da área central, abastecida por um transporte público caro, precário, e lento, leva os moradores que vivem nos bairros, a deixarem seus veículos próximos à estação, para irem ao trabalho, contribuindo diretamente para o caos no trânsito da cidade

deixando ainda menos atrativo o centro de Caieiras. (observe o mapa 2) Diante de todo este contexto, a Zona Azul é acima de tudo a democratização do espaço público e a efetiva contribuição para o destravamento do trânsito, consequentemente, beneficiando comércio e serviços do próprio município.


Números da Segurança Impressionam Os números da segurança é simplesmente impressionantes. Em nenhum momento da historia desse município se investiu tanto na segurança publica. Para se ter uma ideia, do tamanho do investimento, somente 30% de tudo que já foi investido estava previsto no plano do atual governo. O reaparelhamento e modernização da segurança publica do município, chegou a ser elogiado na grande mídia. Grandes emissoras como TV Record, Rede TV, e Band já estiveram em Caieiras. O próprio apresentador do Primeiro Jornal da Band, Luciano Faccioli, chegou a fazer reportagem no município, em março deste ano, onde não economizou elogios ao eficiente sistema de segurança implantado em Caieiras com câmeras de monitoramento.


Números comprovam, Caieiras é referência em Educação Não é difícil encontrar pessoas e oposicionistas reclamando de tudo, não gostam de nada e insistem na tese que “Caieiras está abandonada”. No entanto, os números mostram o contrário. Em todos os setores do governo há muito que comparar, inclusive na Educação. Os números abaixo mostram o impressionante avanço na área da educação.


Números da Saúde em Caieiras esta muito acima do esperado Em Caieiras Saúde é prioridade, até porque o prefeito de Caieiras é médico. Assumiu uma cidade onde o sistema de saúde estava carregado de funcionários na frente do trabalho. As falas perniciosas e destrutivas que são disparadas a administração, são apenas falas desesperadas.

A Secretaria da Promoção Social Apresentou Números Impressionantes.


A Cultura em Caieiras foi outro setor que recebeu grande investimento



NB Caieiras - Edição 127