Page 1

0


Índice ....................................................................................................................................................... 0 INTRODUÇÃO ............................................................................................................................ 2

ERA UMA VEZ………… ........................................................................................................... 3 NINTENDO .................................................................................................................................. 8 MASTER SYSTEM..................................................................................................................... 9 GAME BOY ............................................................................................................................... 10 GAME GEAR............................................................................................................................. 10 MEGA DRIVE ............................................................................................................................ 11 SUPER NINTENDO ................................................................................................................. 12 SEGA SATURN ........................................................................................................................ 14 PLAYSTATION ......................................................................................................................... 15 NINTENDO 64 .......................................................................................................................... 16 PLAYSTATION 2 ...................................................................................................................... 17 MICROSOFT XBOX................................................................................................................. 18 XBOX 360 .................................................................................................................................. 19 NINTENDO Wii ......................................................................................................................... 20 PLAYSTATION 3 ...................................................................................................................... 21 PRO EVOLUTION SOCCER ...................................................... Erro! Marcador não definido. GOAL STORM e ISS PRO...................................................................................................... 22 PES 1 e PES 2.......................................................................................................................... 23 PES 3 e PES 4.......................................................................................................................... 24 PES 5 e PES 6.......................................................................................................................... 25 PES 8 e PES 9.......................................................................................................................... 26 PES 10 ....................................................................................................................................... 27 PES 11 ....................................................................................................................................... 28 PES 12 ....................................................................................................................................... 29 CONCLUSÃO ........................................................................................................................... 30 WEBGRAFIA :........................................................................................................................... 31

1


INTRODUÇÃO Ainda me lembro do tempo em que jogar num computador ou numa consola era

uma

coisa

tão

simples

como

tirar

macacos

do

nariz.

Os computadores eram potentes o suficiente para a época, os jogos eram básicos, mas entretiam bastante, sempre que saia um jogo novo não era preciso comprar uma placa gráfica nova de mais de 500 euros nem meter mais 515684432 gigas de ram no computador. Nas consolas era a mesma coisa. Os jogos entretiam durante tempos a fio, davam para jogar sozinho ou com os amigos e se os cartuchos não entravam à primeira, era só tirá-los, dar uma assopradela e voltar a enfiá-los nas consolas. Quer os computadores, quer as consolas, duravam anos, sempre a funcionar e sem problemas. Hoje em dia, os computadores e as consolas sofreram uma evolução tremenda. Já não servem apenas para jogar, mas também para ver filmes, navegar na internet, fazer trabalhos quase profissionais ao nivel da programação, etc... Mas os problemas também se agravaram. Os computadores avariam com mais frequência, qualquer subida de temperatura é uma dor de cabeça para os informáticos, as placas gráficas e as memórias estão num constante vai-e-vem entre o cliente e a garantia e sempre que sai um jogo novo quase que temos que trocar de computador para o mais recente e poderoso. As consolas também viram os seus problemas aumentarem exponencialmente. Encravam mais, brekam mais, não se pode tê-las em funcionamento dias a fio senão aquecem demasiado e morrem, dois dias depois de as tirarem da caixa já estão com problemas e os jogos ou acabam depressa demais ou ficam na prateleira a apanhar pó porque já não divertem tanto como antigamente. Terá sido esta evolução boa para o público em geral? Será que não estávamos melhor no tempo da Megadrive e do Sonic 2 do que agora no tempo das PS3 e dos GTAIV?

2


ERA UMA VEZ………… Em 1958, um senhor chamado Willy Higinbotham teve uma ideia fantástica. Ele era chefe da divisão instrumental do laboratório de Brookhaven, um centro de investigação nuclear, patrocinado pelo governo americano, na época em que a guerra fria estava no seu auge. Ajudado por Rovert Dvorak, resolveram inventar um sistema capaz de distrair os visitantes durante as visitas às instalações de modo a

que

pudessem

comprovar

que

tudo

era

perfeitamente seguro e estável. A população tinha medo

Willy Higinbotham

de que como faziam experiencias com materiais radioactivos que pudesse acontecer algum problema, para mais que também era um receio alimentado por muitos filmes de ficção científica com muitas imagens de mutações provocadas pela radiação. O sistema pensado foi uma simulação simples de um jogo de ténis. Pensaram em ligar um computador analógico fabricado especialmente para o efeito a um osciloscópio com comandos feitos de blocos de madeira e interruptores simples. O sistema físico era bastante realista, porque conseguiu simular o vento, gravidade, e mesmo as colisões da bola com o chão, tal como as raquetes e rede. Peças fundamentais para a conclusão deste projecto foi a invenção recente dos transístores e de válvulas. Este processo demorou desde do design até á implementação cerca de 3

Exposição do dia do visitante à divisão de instrumentação do BNL de 1958 mostra o osciloscópio onde era exibido o jogo "Tennis for two"

Parte do blueprint do jogo de ténis original projectado em 1958 por Willy Higinbotham

3


semanas que para a altura foi um feito extraordinário. Pouco tempo mais tarde, Willy aperfeiçoou o jogo que tinha recebido como nome tennis programing e foi alterado para o mais conhecido tennis for two. Qual era o espanto dos responsaveis das instalações nucleares, que os visitantes passavam mais tempo a ver e a jogar o jogo de tenis do que efectivamente comprovar a segurança grande

das

instalações.

maioria

das

A

visitas

escolares, os estudantes tinham de ser retirados do recinto pelo meio da força. E assim nasceu o 1º jogo de consolas.

Willy Higinbotham acabou por falecer em novembro

Jogo “Tennis for two”

de 1995.

Em

1962 Stephen

Russell,

Peter

Samson, Dan Edwards, Martin Graetz, Alan Kotok, Steve Piner e Robert A. Saunders, programaram Assembly,

estudantes o para

no

MIT

jogo Spacewar em mostrar

as

potencialidades do computador PDP-1,um dos mais potentes da altura. O jogo revelou-se um estrondoso sucesso que os estudantes das faculdades preferiam passar os intervalos a jogar aquele jogo, preterindo as famosas mesas de pinball.

EM 1968, Ralph Baer, patenteia um protótipo de consola de nome BROWN BOX e que permitia correr jogos de ping-pong, futebol, voleibol e tiros.

1968 – 1ª consola chamada BROWN BOX

4


O próximo passo claro está era o início da comercialização. Em Maio de 1972 e inspirada no modelo BROWN BOX, surgiu o modelo MAGNAVOX ODYSSEY. A experiencia de jogo era agora possível na própria televisão de casa, sendo que o inconveniente, devido ao baixo processamento gráfico, era a necessidade de colocação de cartões plásticos coloridos de modo a simular as cores de fundo necessários a cada jogo, por exemplo num jogo de ténis era necessário colocar uma plástico verde para simular o campo. Inicialmente foram lançados 12 títulos sendo que também era possível a utilização de uma espingarda em alguns jogos. O único jogo que não necessitava de plástico de fundo era o TÉNIS de MESA.

Embalagem da Magnavox Odyssey

Comando Consola fora da caixa

Cartuchos de jogo. Não contém qualquer jogo, apenas fazem diferentes ligações entre os pinos do cartão a fim de programar o Odyssey para jogar vários jogos

Tennis de Mesa – Ping - Pong

Espingarda para jogos de tiro

Tennis

5


O factor económico começa a ter um papel fundamental nesta industria tão grande que é lançada também a primeira máquina de videojogos a moedas. Nessa altura entra em acção a ATARI, fundada por Nolan Bushnell e Ted Dabney. Juntos constroem a versão árcade do ténis de mesa da ODYSSEY ao qual dão o nome de PONG. Este é um sucesso brutal que fez com que Nolan enriquecesse a olhos vistos.

Nolen Bushnell

Apesar de anteriormente existirem consolas que usavam cartuchos ou os cartuchos não tinham qualquer informação e tinham a mesma função que interruptores (como na Odyssey para mudar de jogo) ou a consola estava vazia e o cartucho continha todos os componentes do jogo. A Fairchild Video Entertainment System contudo continha um micro processador programável e por isso os cartuchos necessitavam apenas de uma ROM para armazenar instruções do microprocessador. Em 1976, introduz uma novidade no mundo das consolas ao permitir ao utilizador trocar de jogos armazenados em cartuchos, em vez das operações complicadas até então necessárias para trocar os jogos apenas existiam embutidas nas consolas. Passou assim a ser possível comprar apenas os jogos, economizando-se no Hardware e gastar mais no Software, teoria que ainda hoje é a base da indústria dos videojogos. A empresa RCA a mesma que recusou o projecto Brown Box de Ralph Baer que deu origem à Magnavox Odyssey, tenta entrar no mercado das consolas lançando em Janeiro de 1977 a Studio II, uma consola com jogos em cartucho tal como a Fairchild Channel F. A Studio II para além dos jogos em cartucho trazia já 4 jogos embutidos. A consola não foi bem sucedida devido aos seus gráficos monocromáticos e pouca resolução.

6


Em 1976 a Atari é comprada pela Warner Communications e em Novembro de 1977 lança a Atari 2600 VCS (Video Computer System) que se torna na consola doméstica mais popular daqueles tempos. Os seus 128 bytes de memória e 1.19 Mhz de velocidade do processador, e a placa de vídeo, marcavam uma nova geração das consolas domésticas. Empresas produtoras de jogos como a Sega, Konami entre outras viram na Atari 2600 VCS uma oportunidade e desenvolveram alguns títulos para a mesma. Outros títulos populares no mercado americano foram as conversões arcade

como Defender de Jeff Minter, Ms.

Pac

Man licenciado

da Namco, Moon Patrol da Irem, Zaxxon a medíocre conversão do sofisticado arcade em 3D, Space Invaders o clássico jogo de tiro de 1979. Sete anos depois do lançamento a consola Atari 2600 VCS naufragou, arrastando todo o mercado de consolas, acontecimento histórico que ficou conhecido como o crash dos videojogos de 1984.

RCA Studio II

Consola Atari 2600VCS

Sensivelmente em 1983, dá-se o inicio da 3ª geração de consolas com a Nintendo e Sega. As consolas de 8 bits formaram a terceira geração de consolas de videojogos. Embora a geração precedente usassem também processadores de 8 bits foi nesta altura que as consolas domésticas foram rotuladas pelos seus bits. Foi nesta geração que se deu a primeira “guerra” entre a Nintendo com a Nintendo Entertainment System (NES) conhecida no Japão como Nintendo Famicom e a Sega com a Master System. Na América do norte e Japão a Nintendo levou a melhor enquanto que na Europa e Brasil a consola da Sega era a mais popular.

7


NINTENDO Contudo o aparecimento da Nintendo faz renascer os videojogos. Com receio da concorrencia a Atari, lança diversos titulos para o mercado mas a critica não foi nada favoravel o que espantou os diversos consumidores nos estados unidos, o que deu origem ao crash. Antes disso a Nintendo lança no japão em 83, a consola Famicom, começando assim o domínio japonês da indústria dos videojogos. Quando se deu o crash em 1984, a Nintendo já tinha vendido 2.5 mihões de consolas. Em 1985, a Nintendo inicia pelos seus proprios meios a comercialização da consola nos estados unidos com o nome de NES (Nintendo entertainment system) e com um design mais elaborado do que a Famicom que era muito parecido a um brinquedo. Mas não foi facil entrar no mercado americano por causa do crash de 184 porque a Nintendo era uma empresa ainda desconhecida. Para facilitar o inicio da comercialização, a Nintendo lança em conjunto dois acessorios revolucionarios. A Power Glove que permitia ao jogador controlar o jogo movendo o braço e os dedos, e tambem o Robotic Operating Buddy que era um robô que jogava. A NES saiu de mercado em 1995, cerca de 10 anos após o lançamento.

8


MASTER SYSTEM A rival da NES, a Sega Master System, só entrou no mercado americano em 1986, numa altura em 90% do mercado pertencia á consola da Nintendo e 10% pela Atari e Intellivision. Mas com uma consola visualmente atractiva, poderosa no seu interior, e com comando parecido com a NES, tenta conquistar algum mercado dominado pela Nintendo fazendo um acordo de licenciamento com a empresa americana Tonka Toys com o intuito de uma boa distribuição da consola mas foi um esforço inglório porque a escassez de títulos por parte da Sega eram insuficientes para combater contra os nomes fortes da Nintendo tais como Super Mário, Zelda, Castlevania, Megaman entre outros. E um factor essencial para contribuir para esse insucesso era que a NES tinha um contracto de desenvolvimento exclusivo por parte das maiores produtoras de videojogos. Levando assim a Sega a ter de dividir os restantes 10% de mercado com as outras 2 marcas.

9


GAME BOY Em 1989, a Nintendo lança mais uma excelente novidade no mercado. A consola portátil Game Boy. Gumpei Yokoi foi o grande mentor desta nova consola. De dimensões reduzidas, ecrã LCD a preto e branco, alimentada por pilhas e com uma autonomia de sensivelmente de 20 horas. Foram inúmeros jogos que foram lançados para esta consola que foi um tremendo sucesso com bastante qualidade que fizeram manter-se no mercado durante variados anos. E só veio reforçar a teoria que “ O hardware não é pré-requisito para o sucesso de uma plataforma”.

GAME GEAR Só em 1991 é que a Sega introduz também

no

mercado

uma

consola

portátil com intuito de destronar o Game Boy. Dava pelo nome de Game Gear e tinha argumentos de peso para as intenções que a sua marca pretendia. Tinha monitor a cores capaz de utilizar cerca de 4096 cores, um processador muito mais rápido. Com estas inovações facilmente destronaria o seu concorrente mas a falta de jogos, marketing deficiente e a constante guerra entre as consolas de 16 bits de ambas as marcas fizeram com que a Game Gear nunca conseguisse sair do 2º posto das vendas do mercado. Mesmo com acessórios como o Tv Tuner que possibilitava que a consola fosse uma televisão portátil, ou o Master Gear Converter que possibilitava de jogar os jogos da Master System não foram suficientes para destronar o Game Boy.

10


As consolas de 16 bits formaram a quarta geração de consolas de videojogos. Começando em 1987 com o lançamento do PC Engine no Japão, esta era foi dominada pela rivalidade entre a Nintendo e a Sega com as suas consolas, a Super Nintendo Entertainment System e a Sega Mega Drive.

MEGA DRIVE

Em 1988, a Sega consegue ser pioneira no lançamento de uma consola

de

16

bits.

Com

um

aspecto renovado e futurista, com o processador mais rápido da altura e com

uma

capacidade

de

simultaneamente exibir 64 cores conseguiu surpreender os jogadores com o grafismo e conversões dos arcades Sega. Nos estados unidos foi lançada com o nome Genesis e no mercado europeu com o nome de Mega Drive. Incrivelmente não conseguiu sucesso no mercado asiatico devido à falta de jogos RPG´s (Jogo onde o jogador encarna uma personagem num universo, e tem de controlar as suas acções/opções nesse mesmo universo, sendo estas determinantes no desenrolar da história). Mas

nos

outros

mercados

foi

um

enorme

sucesso e ainda para mais depois do lançamento do fenómeno do Sonic e Street Fighter. Foram produzidos mais de 1000 jogos agora com o apoio dos maiores produtores

como

Konami,

Capcom,

11


Tecnosoft, Interplay, Sunsoft, Hudson e Electronic Arts. Esta ultima para

foi o

crucial sucesso

desta consola. Em 1991 lança o Mega CD, um dispositivo que ligado à Mega Drive permitia ao utilizador poder jogos em CD-Rom. Com isso também dava oportunidade ao fabricantes produzir jogos com maior qualidade e capacidades gráficas tal como sonoras. O jogadores já começavam a ter maiores experiencias de jogo com a nova fluidez que os jogos proporcionavam. Nos EUA, foi um tremendo sucesso vendendo mais de 6 milhões e unidades, impulsionadas pelo sucesso da Genesis.

SUPER NINTENDO A Nintendo não podia deixar de ser líder de mercado, e em 1991, trata de lançar a Super Nintendo

Entertainment

System (SNES). Como era mais recente do que a Mega Drive, já trazia melhoramentos tecnológicos

de

modo

a

suplantar a sua rival. Com capacidade para exibir até 256 cores em simultâneo, com uma paleta de com mais de 32000 cores, gráficos e sons mais evoluídos. Este modelo foi um estrondoso

12


sucesso desde logo a data de lançamento. Mas no mercado americano a Genesis, em 1993, continuava como nº1. A Nintendo não virou a cara à luta e lança um chip Super FX e o jogo Star Fox o primeiro a utilizar a tecnologia FX capaz de criar gráficos poligonais. Em 1994 é lançado o Donkey Kong. Em 1995 e já com a Playstation e a Sega Saturn à venda, é lançado o jogo Yoshi Island, que nada mais, nada menos era a sequela de Super Mario World, que foi um dos maiores e mais jogados títulos de sempre, e utilizava uma versão muito mais poderosa do chip FX capaz de produzir gráficos em 3D. A Nintendo tinha contratado a Sony para o início da produção do SNES CD mas cancelou o contrato e a Sony utilizou essa tecnologia para o começo da produção da Playstation. Com vendas superiores a 50 milhões de unidades foi um sucesso mundial e que foi oficialmente descontinuado em 1997.

13


As consolas de 32 bits e 64 bits formaram a quinta geração de consolas de videojogos. Esta era começou com os lançamentos em Outubro de 1993, Sega Saturn, Sony Playstation e Nintendo 64, terminando por ser a Playstation a consola de maior sucesso e a Nintendo 64 de menor.

SEGA SATURN Em 1993, com o anúncio por parte da Sony da consola Playstation, com tecnologia de 32

bits,

a

Sega

decide

prolongar mais um pouco o desenvolvimento

da

sua

consola de 32 bits de nome Saturn e só a lança em 1994. Mas mais uma vez a marca não tem o sucesso esperado devido á

complexidade

da

sua

arquitectura interna e isso faz com que os produtores procurem outras marcas/modelos para o lançamento dos seus jogos. Mesmo assim teve grandes títulos como o Virtual Fighter e o Sega Rally isto em 2D, porque em 3D a Playstation oferecia maior facilidade na construção dos jogos. Como é logico a Playstation ganhou e muito com essa facilidade de programar.

14


Com lançamentos em simultâneo destas 2 consolas era muito imprevisível qual se iria destacar na popularidade, mas com o passar dos tempos a Playstation começou a ganhar o seu espaço. A Saturn foi descontinuada pela Sega nos finais de 1998 e o ultimo jogo produzido em Dezembro de 2000.

PLAYSTATION Com lançamento no japão em finais de 1994 e Setembro de 1995 nos EUA e europa, a Playstation

rapidamente

se

tornou

um

sucesso imediato com os títulos Tekken e Ridge Racer, com uma conversão perfeita das arcadas. Com um processador capaz de gerar mais de 500 mil superfícies triangulares planas por segundo, bastante crucial em jogos em 3D, a Sony adquire a produtora inglesa Psygnosis, que na altura foi conhecida pela sua produção do jogo Lemmings, e exibe com sucesso as capacidades da consola aos produtores de todo o mundo que ficam deveras agradados com as potencialidades da consola. Facilmente com este apoio se torna líder de mercado em 1996, o que origina um maior apoio da parte das produtoras de jogos e com muitas

delas

garantir

exclusividade.

O

resultado disso foi os milhares de jogos produzidos para a Playstation. Exemplo disso foi os sucessos das series Gran Turismo, Resident Evil e o Winning Eleven que na europa é conhecido por PRO EVOLUTION SOCCER. A sony consegue assim um feito notável que foi destronar logo com a sua 1ª consola os colossos Sega e Nintendo.

15


NINTENDO 64 A Nintendo como é logico dificilmente conseguiria manter a sua consola de 16 bits SNES que tinha ficado desactualizada para acrescente evolução das suas concorrentes. Por isso em parceria com a Silicon Graphics, prevendo lançar uma consola em 1995 recua nessa intenção e opta por lançar uma consola de 64 bits. A Nintendo 64 é lançada entre 1996 e 1997.

Com

desta

a

vinda

consola

foi

produzido um jogo que por muitos foi intitulado o melhor jogo da historia dos videojogos, Mário 64,

devido

grafismo

em

ao

seu

3D

e

jogabilidade característica dos jogos em plataformas 2D. as suas

concorrentes

utilizavam o formato CD mas a Nintendo apostou no formato de cartucho, só que com um custo de produção capacidade

superior

e de

armazenamento inferior afastou

muitas

produtoras porque alem disso cobrava direitos (royalties). Produtoras sempre fiéis á Nintendo foram por isso “obrigadas” a apostar na Playstation. E mesmo as mais importantes como Electronis Arts, Capcom e Konami, apostaram mais na Saturn e Playstation do que na Nintendo.

16


A sexta era, referida algumas vezes a era dos 128 bits, iniciou-se em 1998 e inclui as consolas Sony Playstation 2, e a Microsoft XBOX.

PLAYSTATION 2 Com lançamento no ano 2000, a Sony dá a conhecer a sua 2ª consola. Com o continuo apoio das grandes produtoras conseguindo até contratos de exclusividade absoluta e exclusidade de titulos de jogos deveras importantes para a marca Sony. Com esta consola que tinha a capacidade de lêr os jogos da irmã mais velha e tambem capacidade de ler cd´s de musica e filmes de dvd´s. A playstation 2 foi um sucesso enorme, com diversos titulos que fizeram as delícias de todos os utilizadores. E a grande variedade de estilos de jogos fizeram com a Playstation ainda ganhasse tambem mais consumidores. Com a introdução de um adaptador de Ethernet, possibilita aos utilizadores jogar diversos jogos contra jogadores de diferentes zonas do mundo. E lança tambem diversos acessorios como microfones utilizados na saga do Singstar, guitarras e baterias para os jogos da saga Guitar Hero ou ainda de uma camara para jogos como o Eye Toy que possibilitava aos jogadores interagir fisicamente nos proprios jogos. Aumentou exponecialmente as experiencias e expectativas de todos os consumidores e com isso aumenta tambem o grau de exigencia para os seus concorrentes. Em 2004 a Sony lança o novo modelo da Playstation 2 com um design mais ergonomico e pequeno ao qual chama PS2 Slim.

17


MICROSOFT XBOX Em 2001, a grande empresa Microsoft inicia-se no mercado das consolas nos EUA, enquanto que na europa e japão o lançamento é no 1º trimestre de 2002. Os jogos eram produzidos em formato DVD e tambem possibilita a leitura e CD´s de música e DVD de filmes. Mas com um atrativo que a concorrente da Sony ainda não possuia. O comando de jogo era por radio frequencia, ou seja não necessitava de ter um fio ligado directamente á consola para que os jogadores o pudessem utilizar. Ao contrario da PS2, a XBOX utiliza como meio de armazenamento de informações um disco rigido. Possibilitava guardar qualquer informação dos jogos e ainda guardar na consola as musicas que os utilizadores pretendem podendo-as ouvir em qualquer altura mesmo durante os jogos. Com a XBOX tambem existe a possibilidade de jogar online, e tambem conversar durante os jogos para isso aderindo ao XBOX Live.

18


XBOX 360 Em novembro de 2005 a microsoft lança a sua 2ª consola. O lançamento foi quase em simultaneo por todo o mundo, sendo novidade no mundo das consolas. A XBOX 360 vem da cooperaão entre a IBM, ATI, SAMSUNG e SiS e marca o início da sétima geração de consolas, jntamente com a Nintendo Wii e Playstation 3. O formato de leitura continua a ser por DVD´s, e tambem os outros suportes da anterior versão. Um dos grandes avanços era a possiblidade de ligação com computadores com Windows XP atrabes de ligação via USB.

19


NINTENDO Wii A Nintendo devido ás fracas antecesoras e fracas politicas de marketing, decide no final 2006, lançar mais uma consola de modo a tentar conquistar de novo o mercado de que já tinha sido lider. Apesar de a Nintendo afirmar que o publico alvo ser um pouco diferente das suas rivais, obviamente que tambem iria competir com a XBOX 360 e Playstation 3. Uma das caracteristicas mais fortes é o seu comando que utiliza a tecnologia bluetooth, com capacidade de captar movimentos e rotações em 3D. E ainda capacidade de vibração de prduzir efeitos sonoros. O tamanho é muito reduzido mas admite a ligação para 4 comandos. E tambem oferece a possibilidade de ligação á internet para se jogar online.

20


PLAYSTATION 3 Em novembro de 2006 a Sony lança no japão e EUA o ultimo modelo da sua consola com o nome de Playstation3 mais correntemente conhecida por PS3. Com uma elevada capacidade de processamento, com armazenamento de informação em disco rigido, 6 entradas de USB 2.0 que permite a ligações variadas de dispositivos mas tambem entradas para cartões de memoria. Utilizando o sistema de BLU-RAY consegue oferecer uma superior capacidade para a produção de jogos. Melhor grafismo, som, jogabilidade e tambem possibilita a leitura dos outros formatos de cd´s. Utiliza tambem a tecnologia em BLUETOOTH para a ligação do comando ou outros perifericos necessarios ao funcionamento da consola ou dos jogos. A PS3 permite aos utiizadores poderem-se conectar até 7 jogadores para jgos multiplayer sem o incomodo dos cabos. Um dos produtores mais fortes da PS3 é a KONAMI que é a responsavel por uma das melhores sagas feitas até hoje. Intitula-se PRO EVOLUTION SOCCER.

21


GOAL STORM e ISS PRO Foi em 1996, que se deu início a esta grande saga. Originalmente surgiu com o nome de Goal Storm na europa e américa e no japão conhecido até aos dias de hoje como Winning Eleven. Já na altura o jogo entusiasmava os seus utilizadores pela diversão como pela qualidade gráfica e claro pela sua jogabilidade. Nos 3 jogos seguintes da serie, teve também o cognome de International Superstar Soccer (ISS PRO).

22


PES 1 e PES 2

O Pro Evolution Soccer, vulgarmente conhecido pelos seus fans por PES, teve o seu início de reinado como líder de mercado em 2001, e foi lançado para as plataformas de PC e Playstation. A qualidade era sempre uma meta a atingir e de jogo para jogo isso era evidente. Um ano depois sai o 2º jogo com poucas diferenças em relação ao 1º mas a jogabilidade, grafismo e profundidade que o jogo oferecia continua a ser um título bastante jogado e procurado. Para altura era o que melhor caracterizava o desporto-rei.

23


PES 3 e PES 4 Em 2003, sai o 3º jogo da saga PES. Desta feita agora é lançado para as plataformas PC e Playstation 2. Com isso levou a uma pequena revolução. Com um novo motor gráfico, melhoraram o aspecto gráfico do jogo, quer na física da bola, quer inclusive na aparência dos bonecos do jogo. Este titulo ganha também modos de jogo novos, aumentando assim a experiencia para os seus utilizadores. Esta versão foi a 1ª da saga a conseguir a licença FIFPro tornando dessa forma muitos jogadores licenciados. 2004 era a altura do lançamento dos Pro Evolution Soccer 4 e para as plataformas PC, Playstation 2 e XBOX. Neste jogo já inclui licenças de 3 ligas europeias, a espanhola (La Liga), italiana (Serie A) e a holandesa (Eredivisie), jogadores mais realistas, as caras dos mesmos mais parecidas com a realidade, emblemas, patrocínios e emblemas. O jogo conta também com outras ligas mas com nomes alterados por não serem licenciadas.

24


PES 5 e PES 6 Outubro de 2005 é a vez do lançamento do PES 5. Com presença nas plataformas PC, XBOX, Playstation 2 e para também a Playstation Portable (PSP) que como o nome indica era uma consola portátil que a Sony lançou no mercado em 2004. A Konami continua a surpreender os seus utilizadores e insere mais novidades. A inclusão de posições especificas como o lateral e 2º avançado, como mais animações, fintas, e movimentos. A meteorologia também começa a estar incluída nos modos de jogo possibilitando os seus jogadores a poderem escolher entre jogar com sol ou chuva ou neve, e claro está podendo também escolher a parte do dia. Mas a verdadeira aposta foi a inclusão do modo on-line, que o tornou no verdadeiro simulador de futebol. Em 2006 foi lançado, o que para muitos fans desta saga, o melhor PES alguma vez feito em jogabilidade. Melhor controlo dos jogadores, ficando com mais realismo, novos modos de jogo e a possibilidade de jogar em rede tornaram este título o melhor simulador de futebol do seu tempo, e ultimo com estas características, porque nos próximos títulos o motor de jogo viria a ser totalmente reformulado. Este título foi lançado para PC, Playstation 2, XBOX 360, Nintendo DS e PSP.

25


PES 8 e PES 9 PES 8 de 2007 contava com a presença de Cristiano Ronaldo na capa. Com gráficos melhorados e maior número de licenças aumenta a experiencia para os seus utilizadores cada vez mais exigentes. Novo sistema de inteligência artificial em que faz com que os jogadores controlados pelo CPU tivessem movimentos mais realista. Novos estádios foram adicionados, maior controlo da bola, e simulação de faltas. Apesar destas novas adições, é considerado pelos seguidores da saga como o pior PES de sempre. Foi lançado para as plataformas de PC, Playstation 2, PSP, Playstation 3, Nintendo DS, Nintendo Wii e XBOX 360. A oitava edição da serie dá pelo nome de PRO EVOLUTION SOCCER 2009, que poderia ser jogado nas seguintes plataformas, PC, Playstation 2, Playstation 3, PSP e XBOX 360 contava com as seguintes melhorias: gráficos, jogadores mais “inteligentes”, ângulos de camaras realísticos, estádios, jogadores e equipas, novos modos de jogo como o rumo ao estrelato, melhorias no modo de jogo Liga Master, maior controlo da bola e movimentações mais fluidas. Data de lançamento foi em 2008.

26


PES 10 PES 10 surgiu em Outubro de 2009 para a Playstation 2, 3, PC, XBOX 360, Wii e PSP. Revisão e melhoramento na inteligência artificial do jogo, reformulação do aspecto visual dos gráficos, com personagens mais idênticos á realidade e a possibilidade de download de pack´s de actualizações tais como as transferências de inverno dos clubes reais. Outra nota é o fortalecimento da reacção de parceria entre a Konami e a UEFA que assegura os direitos de utilização da competição da UEFA Champions League e também da Europe League. A produção do jogo começou a utilizar o feedback dos seus utilizadores ao qual um produtor de nome Noya Hatsumi afirma “Temos seguido todos os comentários e feedback sobre a evolução da saga PES desde algum tempo, e o PES 2010 vai contar com muitas dessas ideias que os próprios jogadores nos têm feito chegar. O nosso objetivo é fazer um PES 2010 mais intuitivo, com uma experiência de jogo imediata que agrade os utilizadores desde o princípio, algo pelo qual já é famoso o jogo. PES 2010 vai ser melhor, terá melhor jogabilidade e recriará o futebol real de uma forma tão próxima quanto possível.”

27


PES 11 O meu predilecto até hoje, lançado em 2010 para PS2, PS3, PC, XBOX 360, Nintendo DS, Wii, PSP e também para telemóvel. Novas movimentações e dribles são adicionados, controlo total oferecendo um nível bastante elevado na elaboração das jogadas. Os guarda-redes são melhorados na “inteligência” melhorando as suas aptidões. Este titulo conta com novos modos de jogo que é a Master League Online, que é um verdadeiro vicio, falo por mim claro, eheheheheheh, e também o modo Become a Legend, que consiste em jogar só com um jogador a modo de evoluir numa carreira desportiva virtual. Tem também a adição de novas licenças e a inclusão da Taça Santander Libertadores. A mecânica de jogo é muito parecida com o futebol real porque a progressão em jogo é feita com base construídas em equipa e com isso produzindo um futebol colectivo e não depender só de 1 jogador.

28


PES 12 O ultimo jogo da saga até aos dias de hoje é o PES 12 lançado em Outubro do ano passado e para as mesmas plataformas que o titulo anterior. Cristiano Ronaldo volta a ser capa de jogo. Este jogo contou com a ajuda na produção da equipa SKY BLUE para que a experiencia gráfica estivesse o mais real possível. Conta também com a exclusividade por parte da UEFA e também pela CONMEBOL para a utilização da Taça dos Libertadores do brasil. Conta também com a inclusão pela 1ª vez da liga portuguesa, em que os 3 “grandes” estão

licenciados

e

por

isso

completamente

iguais

em

termos

de

equipamentos, nomes de jogadores e símbolos. A jogabilidade foi uma matéria em que os produtores do jogo fizeram questão em regenerar. Uma inteligência artificial super desenvolvida de modo a dificultar ao máximo a vida aos adversários. E não só. As arbitragens mais realistas, com movimentações e actuações mais coerentes e com a implementação da lei da vantagem em que o arbitro só intervém depois da bola estar parada. A possibilidade de controlar um 2º jogador quer com o jogo parado ou a decorrer. E também o jogador sem bola procura abrir espaços de modo a puder receber a bola automaticamente.

29


CONCLUSÃO Com a continuação de evolução das capacidades das consolas e dos próprios jogos pode-se dizer que não há limites para a inovação. O mercado dos videojogos é o mais lucrativo do mundo e que inclusive ultrapassou e muito a milionária industria dos filmes. Como seguidor assíduo da saga PES, o que desejo é sempre que o próximo lançamento seja sempre superior, mas acima de tudo sem esquecendo a verdadeira essência que atrai tantos fans. Falta seis meses para o próximo lançamento do PES2013 que certamente vai voltar a ser um estrondoso sucesso e atrair ainda mais jogadores a esta “família”. Quero deixar uma nota de apreço a todos os membros pertencentes á maior e melhor comunidade de PES em Portugal pelo apoio prestado. Um grande abraço www.pesfanportugal.com/forum

30


WEBGRAFIA :

http://pt.wikipedia.org/wiki/Pro_Evolution_Soccer

http://www.psantos.com.pt/files/trabalhos-academicos/2006-2007-tmulteorico/historia_consolas_inicio.htm#_Toc156459120

http://historiadovideojogo.no.sapo.pt/historia.htm

http://www.pesfanportugal.com/forum/showthread.php?tid=25&highlight=soccer

http://thechive.com/2011/04/15/evolution-of-home-video-game-consoles-1967%E2%80%93-2011-70-photos/#

http://www.metododinheiro.pt/forum/index.php?topic=28330.0

31

A Evolução das Consolas e do PES  

Trabalho para TAG

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you