Issuu on Google+

O RENASCIMENTO EUCLIDES GRINÉ

Versão de demonstração


O Renascimento

O que foi? Onde surgiu?


-V ...

I

II

III

IV

V

VI

VII

VIII

IDADE ANTIGA

IX

X

XI

XII

XIII

XIV

IDADE MÉDIA

ANTIGUIDADE GRECO-ROMANA

XV

XVI

XVII

IDADE MODERNA RENASCIMENT O

O RENASCIMENTO FOI... •Movimento cultural e artístico. •Desinteresse pela Idade Média. •Preferência pela Antiguidade (Civilização Greco-Romana): a sua Arte a sua Cultura

O Renascimento surgiu em Itália. Porquê?


Porquê em Itália?

• Vestígios da Antiguidade Clássica: monumentos, ruínas, obras de arte, livros… O Coliseu de Roma, uma fonte de inspiração para os artistas do Renascimento.


Porquê em Itália?

• Algumas cidades italianas eram muito ricas; • Os seus governantes, laicos e eclesiásticos, apoiavam as artes (mecenas).

O Papa Júlio II foi um grande mecenas em Roma.


O Renascimento O que trouxe de novo? Uma nova vis達o do Homem e do Mundo Uma arte nova: pintura, escultura, arquitectura...


Classicismo

Classicismo – Os Homens do Renascimento ficaram fascinados com os autores

clássicos greco-romanos. Por isso, leram, interpretaram, traduziram, pintaram, imitaram tudo o que eles fizeram. Tendo aprendido nesta «escola», tornaram-se grandes pensadores e artistas e ultrapassaram os mestres. Essa é a lição do Renascimento: aprende com os melhores e torna-te melhor do que eles.


Humanismo • Leitura e análise dos textos dos autores antigos; • Valorização das capacidades humanas; • Crença do Homem em si mesmo; • Recurso à crítica para corrigir e mudar a sociedade, a religião e a política. Erasmo de Roterdão, um dos maiores humanistas do Renascimento.


Antropocentrismo

• O Homem coloca-se no centro do Mundo; • O antropocentrismo substitui o teocentrismo da Idade Média. O Homem de Vitrúvio, de Leonardo Da Vinci.


Ciência • Medicina – dissecação de cadáveres (André Vesálio). • Geografia – a representação do mundo em mapas tornase mais completa e exacta. • Ciências da Natureza – conhecimento de novas plantas, novos animais, etc. Página da obra de André Vesálio, De Humani Corporis Fabrica.


Arquitectura • Recurso a elementos clássicos: colunas, frontões triangulares, arcos de volta perfeita, abóbadas e cúpulas; • Predomínio das linhas horizontais; • Equilíbrio e simetria das formas e volumes; • Decoração das paredes com pilastras e elementos naturalistas e mitológicos.

Bramante, Tempietto.


Escultura • Inspiração na escultura clássica; • Representação realista do corpo humano; • Composição (frequente) em forma geométrica; • Temas: religiosos, mitológicos, figuras laicas e equestres.

Miguel Ângelo, Pietà.


Pintura • Aplicação da noção de perspectiva; • Contrastes de luz e cor, claro/escuro, luz/sombra; • Sfumato (passagem da luz para a sombra); • Representação realista do corpo humano; • Temas religiosos, mitológicos, retratos humanos.

Leonardo, Mona Lisa (1503-1507).


O Renascimento