Page 1

NotiPAZ

Boletim Informativo da Inspetoria Nossa Senhora da Paz Cuiabá-MT ANO XXVI EDIÇÃO 219 - JANEIRO E FEVEREIRO DE 2019

‘‘Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua Palavra’’ Lc. 1,38 PARTICIPANTES da INSPAZ

ENCONTRO DE MISSIONÁRIAS/OS - FMA - SDB e voluntárias com a IR. ALAÍDE DERETTI,fma.


2

ANO XXVI Edição 219 - Janeiro e Fevereiro de 2019 INSPAZ

EDITORIAL Queridas/os leitoras/res Expediente Informativo InsPAZ - Ed N° 219 Janeiro e Fevereiro de 2019 Inspetoria Nossa Senhora da Paz Av. Fernando Corrêa da Costa, 3250 Cóxipó - Cuiabá/MT @inspetorianossasenhoradapazcuiaba Provincial Ir. Antonia Brioschi Coordenadora de Comunicação Ir. Maria de Nazaré Lima CORRESPONDENTES: Colégio Coração de Jesus - Cuiabá-MT Casa Mª Auxiliadora - Cuiabá-MT Casa N. Sra. da Paz - Cuiabá-MT Casa Sagrada Família - Ouro P. do Oeste-RO Instituto Mª Auxiliadora - A. Araguaia Instituto Madre Marta - Barra do Garças Instituto Sta Terezinha - Guiratinga Externato São José - Poxoréo Educandário Sto Antônio Rondonópolis MSMT São Marcos - São Marcos

Secretária Ir. Darcy Dantas de Almeida

Diagramação DOC PRINT - 3653-1598/3642-2688 DESIGNER - JEIVISON GOMIDE

Iniciamos com muita esperança o novo ano e acreditamos, que pela graça de Deus, será um ano rico de Bênçãos. O novo ano que já estamos vivenciando, nos lembra que sempre é tempo de recomeçar, de percorrer o mesmo caminho de maneira nova, com mais experiência e com a novidade de cada dia. Recomeçar é preciso, confiantes na presença amorosa e contínua de DeusPai em nossas vidas. Recomeçar com Fé em união com todos os que o Senhor vai colocando em nossa caminhada. A vida é um contínuo recomeçar rumo a uma meta definitiva que é para nós , o triunfo da Paz e da Felicidade plena. No mês de janeiro realizamos na Casa de Cultura Eusébia Palomino, Chapada dos Guimarães mais um retiro espiritual que culminou com a alegre Celebração das Bodas de Prata da Ir. Maria Imelda Velasco e as Bodas de Diamante da Ir. Josefa da R. Melo. ...Com elas agradecemos a Deus o DOM da Fidelidade. Encerramos o mês de Fevereiro acolhendo Ir. Alaíde Derette, conselheira geral para as missões e a reflexão sobre Itinerância Missionária em Terra Indígena em parceria com os nossos irmão SDB. Ao celebrarmos os 300 anos de Cuiabá, queremos agradecer ao Senhor, a dedicação de muitas FMA, que por muitos anos e ainda hoje, colaboram com o tesouro da educação Cristã, preparando crianças e jovens para viver intensamente, a cidadania e a filiação divina. Convidamos todos os leitores e leitoras para, juntos, agradecermos ao Pai, pelas maravilhas de amor, realizadas através das FMA e de toda a Família Salesiana. Boa leitura e que N.S. Auxiliadora nos Abençoe a todos a todas/os. Abraços e preces, Ir. Antonia Brioschi

Família Salesiana Associação dos Salesianos Cooperadores tem nova Coordenação Provincial No dia 02 de Fevereiro, realizou-se em Campo Grande a posse da nova Coordenação dos SSCC da Província de Campo Grande envolvendo as Inspetorias: Missão Salesiana de Mato Grosso, Inspetoria Imaculada Auxiliadora/MS e Inspetoria Nossa Senhora da Paz/MT. Com a presença dos três Delegados Inspetoriais, Pe. Lima, Ir. Othilia e Ir. Nazaré, foram apresentados os agradecimentos ao Sr. Zoroastro e equipe como também as Boa Vindas a Sra. Caroline B. Q. Ferreira e nova equipe. Com a Proteção de Deus, Dom Bosco, Madre Mazzarello e a Mãe Auxiliadora: Frutuoso Trabalho.

9 1 0 2 CF ATENÇÃO PRÓXIMA EDIÇÃO SOLICITAMOS: FOTOS COM RESOLUÇÃO PARA CAPA. A MELHOR FOTO SERÁ ESCOLHIDA.


3

ANO XXVI Edição 219 - Janeiro e Fevereiro de 2019 INSPAZ

RETIRO ESPIRITUAL 2019 As Filhas de Maria Auxiliadora juntamente com as Irmãs Missionárias consagradas vivenciaram de 17 a 24 de janeiro o Retiro Espiritual, dinamizado pelo Pe Carlos Viana,SJ .O tema foi a Exortação apostólica do Papa Francisco, sobre o chamado à santidade Gaudete ET Exultate ou seja "Alegrai-vos e exultai" (Mt5,12). O Papa Francisco muito nos ajudou a contemplar a perfeição de Deus na Criação bem como o seu infinito amor e sua misericórdia e alegria. ...Encerrando o Retiro celebramos as Bodas de Prata da Ir. Maria Imelda Velasco e Bodas de Diamante da Ir. Josefa de Melo Rocha. ...Louvamos e agradecemos a DEUS pela Fidelidade de cada uma e generosa Doação, ao Seu Reino através das Juventudes.

Ir. Maria Imelda e sua comunidade.

Ir. Josefa M. Rocha - C.M. Auxiliadora

Pe Carlos e RETIRANDAS.

Ir. Rosangela Clemente,fma comunidade formadora e noviças do NOVICIADO INTERINSPETORIAL-FMA

hor n e O S hamou c me i Aqu . u Esto

Nov iciad o São Pau lo


4

ANO XXVI Edição 219 - Janeiro e Fevereiro de 2019 INSPAZ

Religiosas Educadoras/FMA que serão Homenageadas na Comemoração dos 300 anos de Cuiabá Por Solicitação do Núcleo Psicossocial Forense/ Juizado Especial de Várzea Grande, a Inspetoria Nossa Senhora da Paz apresentou o resumo histórico das seguintes Irmãs: As Irmãs Salesianas são membros do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, com sede central em Roma, Itália. Seu Fundador é São João Bosco e Cofundadora Santa Maria Domingas Mazzarello. A primeira Comunidade vinda para Mato Grosso chegou a Cuiabá em 1895. É grande o número de Irmãs que trabalharam em Cuiabá ao longo desses 124 anos. Dentre elas estamos apresentando quatro, que, com suas contemporâneas, contribuiram para o crescimento de Cuiabá, na formação de pessoas responsáveis, engajadas socialmente e realizadoras de empreendimentos importantes para o bem estar do povo e destaque de Mato Grosso no cenário nacional. Três fortes contribuições das Irmãs Salesianas

aconteceram e acontecem no campo da Educação, da Saúde e das Missões com povos Indígenas. Na Educação formal as Irmãs atuaram no Asilo Santa Rita, na Escola N.Sra. Auxiliadora de Coxipó da Ponte, hoje Escola Estadual Souza Bandeira, de ensino fundamental, dirigida por Salesianas e no Colégio Coração de Jesus, de ensino pré-escolar, fundamental e médio. Em campo de educação informal destaca-se a obra social Instituto de Promoção Humana João XXIII, além de grupos de iniciação artística, grupos de jovens, Pastoral da Criança. Quanto à saúde, as Irmãs Salesianas trabalharam por longos anos na Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, com uma atenção especial à população pobre. E nas Missões Indígenas, começadas com a Colônia Teresa Cristina, continuada com Meruri, Sangradouro e São Marcos, com o povo Bororo e o povo Xavante, atuação na Educação e na Saúde.

comunidade fundadora da Escola Madre Irmã Joaquina nasceu em uma família cristã, Marta Cerutti de Barra do Garças. Trabalhou cheia de fé e de abertura para com o bem de em várias comunidades de Mato Grosso: Alto todas as pessoas, com atenção especial para Araguaia, Guiratinga, Coxipó da Ponte, com os mais pobres. Cuiabá, Colégio Coração de Jesus. De 1970 Distinguia-se por grande disponibilidade e a 1975 foi Diretora da Casa Maria Auxiliadora dinamismo, buscando sempre responder às de Coxipó da Ponte e mais tarde voltou a essa solicitações do trabalho educacional, Casa como Procuradora da Inspetoria. infundindo nas alunas atitudes de Também passou um período de dez anos em responsabilidade, de criatividade, de amor ao família, prestando os serviços necessários ao estudo, ao conhecimento e muita próprio pai, viúvo e doente. Tudo com Ir. solidariedade. Sua alegria e proximidade Joaquina era rápido. Até mesmo sua doença quebrava o receio próprio dos alunos para com o Professor ou Professora de IRMÃ JOAQUINA MARIA DE FIGUEIREDO final. Sentiu-se mal em setembro e faleceu no dia 24 de outubro de Matemática. Nascimento: 12/09/1931 em Cuiabá 2001, com 70 anos. Em 1956, jovem Irmã, fez parte da Falecimento: 24/10/2001 em Cuiabá

Ir. Romana veio de uma família simples do interior de Mato Grosso, mas trouxe a bela herança da família: honestidade, amor ao trabalho, respeito, grande coragem e fortaleza para vencer as dificuldades da vida, fé profunda, amor a Nossa Senhora e paixão por Jesus Cristo. Desde o início de sua vida religiosa fez curso de enfermagem. Trabalhou sempre em Hospitais e nas Missões entre Bororo e Xavante. Seus cuidados com a saúde das pessoas, brancos ou indígenas, eram sempre sustentados pela fé e confiança em Nossa Senhora. Nas Missões os recursos para com a saúde eram poucos, mas Ir. Romana encontrava como fazer para atender à situação mais difícil. Não poucas vezes foi além da eficácia dos recursos, fazendo curas que as pessoas consideravam "milagres". Um Xavante de Sangradou depôs: "Irmã Romana foi nossa enfermeira. Era boa. Salvou os "Tsadaro" (grupo de faixa etária) quando tiveram varicela. Ela ria para as crianças IRMÃ ROMANA OJEDA que choravam, atendia dia e noite. Quando tinha índio doente, ela pegava o colchão e Nasc:18/11/1913 R. Oeste, MT Fal.:11/02/2002 - Cuiabá, MT deitava junto até o índio sarar". Há vários fatos extraordinários contados pelas pessoas e por ela, de como ela alcançou a cura para várias pessoas. Quando já não tinha forças para continuar o trabalho missionário, ela passou a ser recepcionista das crianças no Colégio Coração de Jesus, conversava com as crianças, contava histórias, ensinava a rezar. Deu presença entre as crianças e adolescentes da Pastoral do Menor no CEPETRA (Centro do Pequeno Trabalhador) por vários anos. Também acompanhou a Irmã que ia para a "Agro Vila de Palmeiras", ensinando trabalhos manuais, dando catequese, visitando as famílias, por três anos. Festejou 60 anos de vida religiosa. Teve um período um tanto longo hospitalizada e faleceu no dia 11/02/2002, Dia do Doente e Festa de Nossa Senhora de Lourdes.


5

ANO XXVI Edição 219 - Janeiro e Fevereiro de 2019 INSPAZ

Irmã Ana Malpici nasceu em uma família simples e numerosa, que se distinguia pela vivência dos valores cristãos. Quando adolescente, a família mudou-se para Cuiabá e Ana contraiu uma doença que a acompanhou pela vida, a asma, mas que não lhe impediu de ser uma pessoa ativa, empreendedora, de trato gentil e respeitoso para com todos. Prestou relevantes serviços na Congregação, como enfermeira, ecônoma, diretora, em várias comunidades de Mato Grosso. Sua presença foi marcante nos Hospitais de Três Lagoas, MS e em Cuiabá (Santa Casa de Misericórdia). Com sua bondade conquistava médicos, enfermeiros, funcionários e especialmente os doentes, vendo, em cada um, o rosto sofredor e desfigurado de Cristo. Conseguia sempre um lugar para os mais pobres, ajeitando os espaços e os recursos. Na direção da Santa Casa, sempre em comum acordo com a Provedoria, procedia à atualização exigida pela saúde e um atendimento humano e animador. Desprendida e doada, nunca exigia para si algo que não fosse o estritamente necessário. Na comunidade sabia amenizar os acontecimentos angustiantes com uma palavra de esperança e um toque de humor. Prudente e delicada, conseguia irradiar a paz interior com seu jeito calmo, oferecendo a todos uma tonalidade de voz doce, suave e tranquila. Sabia trabalhar com as crianças e encontrar modalidades de diversão que mantinha o clima alegre e festivo. Preparava pequenas surpresas nas festas, dando um toque de ternura e alegria. Passou seus dez últimos anos na Comunidade da Casa Maria IRMÃ ANA MALPICI MONTEIRO DA SILVA Auxiliadora de Coxipó da Ponte, sendo que nos dois últimos já não tinha Nascimento: 24/08/1925 - N. Sra. do condições de trabalhar. Sofreu com a paciência habitual e faleceu no dia 4 de Livramento, MT julho de 1997, com 49 anos de vida consagrada e 72 de vida. Falecimento: 04/07/1997 - Cuiabá, MT De família cuiabana, Ir. Marieta desde adolescente engajou-se como voluntária nas obras do Tabernáculo e no grupo de Catequistas que acompanhavam Dom Aquino nas desobrigas, fora da cidade. Após o período de formação no Instituto das FMA, como Irmã, trabalhou em algumas Comunidades de Mato Grosso e, em Cuiabá, no Colégio Coração de Jesus por muitos anos. Como responsável pelo grupo de Ex-Alunas, e com o grupo, fundou o Instituto de Promoção Humana Papa João XXIII. Com muito trabalho e colaborações, conseguiu construir o prédio e abri-lo para funcionamento. Ali acollhia os oratorianos das periferias oferecendo-lhes gabinete dentário e, mais tarde, também atendimento médico. Realizou convênios com instituições de fora, recebendo remédios da Alemanha. Em convênio com a LBA ofereceu cursos de Corte e Costura, Bordado, Pintura e montou uma marcenaria para iniciação profissional dos meninos. Crescendo o atendimento, as autoridades o instituiram como Posto de Saúde. No Instituto Papa João XXIII se fez, em Cuiabá, a primeira experiência do Projeto de Liberdade Assistida, realizado pelas Ex-Alunas, mesmo após a morte de Ir. Marieta. Hoje, o antigo Posto de Saúde se tornou a Unidade Básica de Saúde João XXIII. IRMÃ MARIETA FIGUEIREDO Ir. Marieta deu presença ali enquanto a saúde lhe permitiu. Passou a residir Nascimento: 11/09/1918 - Cuiabá - MT na Casa Maria Auxiliadora de Coxipó da Ponte, onde faleceu em maio de 1987. Falecimento: 12/05/1987 - Cuiabá, MT Colaboração: Ir. Maria de Lourdes Barreto e Ir. Darcy de Almeida

Cuiabá 300 anos Igreja do Rosário e São Benedito


6

ANO XXVI Edição 219 - Janeiro e Fevereiro de 2019 INSPAZ

CELEBRAÇÃO DE ENTRADA NO NOVICIADO, INICIAÇÃO À VIDA RELIGIOSA Ir. Rosangela Clemente,fma

. O itinerário de Iniciação do Noviciado no Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora é marcado por uma profunda experiência com Deus, realimentação da vida no Espírito e êxodo que possibilita o encontro com o transcendente, por meio do retiro.O pregador, Padre Sílvio César da Silva (sdb), ressaltou questões relativas à vida comunitária, a santidade feita no cotidiano, o deixar-se fascinar pela vida e missão de Jesus Cristo e a vivência do silêncio fecundo.Retiro Anual, realizado no Centro de Espiritualidade FlosCarmeli, localizado em Mairiporã-SP Ir. Helena Gesser, provincial da Inspetoria Santa Catarina de Sena que acolheu as Noviças na Casa do Noviciado Interinspetorial Nossa Senhora das Graças-SP, evidenciou que "A etapa é vivenciada na lógica dos pequenos passos, por isso faz-se necessário uma abertura de coração e de mente para deixarmo-nos conduzir pelas mãos do Divino Oleiro, e dos grandes formadores explicitados nas Constituições: O Espírito Santo e Maria Santíssima".

Relatos das Noviças 1° ANO "O momento do retiro foi muito tranquilo, bem dirigido por Pe. Sílvio (sdb)... ...Estava muito feliz por estar ali, junto às nossas Irmãs da Inspetoria Santa Catarina de Sena e minhas colegas de formação. Foi alegre o momento e por isso sou grata a Deus, às Irmãs e formandas daqui e as Irmãs da Inspetoria Santa Teresinha, por suas orações e voto de confiança. Que Maria nos acompanhe... Amém."[Adriana Soares Dantas (BMT)] "Para dar continuidade à etapa formativa do noviciado, eu pude vivenciar um tempo forte de experiência com Deus. Momento de graça e tempo de conversão... ...Com muita alegria, participei do momento mais significativo, a iniciação à Vida Religiosa, colocando minha vida nas mãos do "Mestre Oleiro" e de Maria Auxiliadora."[Maria Diana Aguiar Azevedo (BMT)]

"Quão profunda e inesquecível foi vivenciar a experiência do retiro anual pela primeira vez... ...Ele foi de fato graça de Deus, especialmente neste início de caminhada à Vida religiosa, a qual ponho-me a disposição como " barro nas mãos do Oleiro"." [Denise Menezes Alencar (BMT)] ... quando recebi a medalha senti pulsar em meu coração o chamado a uma mudança de vida e percorrer um novo caminho, com abertura e gratidão e manifestar essa alegria imensa em meio aos jovens, que são o centro da nossa missão."[Olívia Maria Matas (BRE)]

"Gratidão é o que brotou em meu coração ao receber a medalha de noviça. ...Este momento marca mais um passo em minha caminhada formativa no Instituto, fazendo-me sentir impelida a doar-me generosamente à missão à qual sou chamada, como a argila nas mãos do Oleiro que é moldada conforme seus desígnios e gestos singelos de amor". [Thaísa Mara de Souza (BBH)]

Madre Mazzarello: Vida que gera VIDA.

JMJ - PANAMÁ

"A celebração de iniciação à vida religiosa foi um momento significativo, cheio de alegria e gratidão a Deus, no qual "como a argila nas mãos do oleiro", o Senhor vai me conduzindo na concretização do seu projeto em minha vida. " [Giselle Ferreira dos Santos (BRE)]

CONEX ÃO GRATI DÃO

‘‘E do seio de quem crê, em mim, hão de brotar torrentes de água viva’’ (João 7,38)


7

ANO XXVI Edição 219 - Janeiro e Fevereiro de 2019 INSPAZ

Intinerância Missionária Na manhã do dia 1º de março com a presença do Inspetor Pe. Gildasio Santos, sdb, a Inspetora Ir. Antonia Brioschi, fma, vários Missionários/as fma e sdb juntamente com outros Voluntários em Terra Indígena realizouse na Casa Nossa Senhora da Paz o Encontro tão esperado sobre Itinerância Missionária. Foi uma manhã muito proveitosa, iluminada pela presença da Ir. Alaide Derette,fma que após muitas trocas de experiências, agradeceu a todos pela participação. De suas reflexões podemos colher: ‘‘Queridas Irmãs e Irmãos, convido-os a acompanharem com interesse e comprometimento este evento eclesial que não se refere somente a uma região do planeta ou à proteção da criação e das minorias que vivem na Amazônia. Este evento de Igreja pede a atenção e a ação concreta de todos nós e de todas as pessoas, nos cinco continentes, em defesa da vida, tanto da ecologia quanto da dignidade do ser humano.’’

Contribuição ao Sínodo: Resposta ao questionário realizado com o Povo Bororo de Meruri TRIBUIÇÃO APELO & CON avante x das mulheres : de Sangradouro

1 - Quais são os problemas mais importantes em sua comunidade: as ameaças e dificuldades para a vida, o território e a cultura? R = - A perda dos Chefes da cultura - O alcoolismo - O despreparo diante das novas tecnologias. 2 - Em sua opinião, o que é que os Povos tradicionais e Povos indígenas da Amazônia podem ensinar ao resto da população e a nosso país? R= A preservação do meio ambiente, Que a terra é nossa mãe, Cuidar do cerrado porque muitos rios estão secando. 3 - Se esses povos amazônicos pudessem mudar alguma coisa de nossa Igreja, o que é que mudariam, em sua opinião? R = - Todos os povos estão buscando a viver o que são: - Inculturação da liturgia, do nosso jeito. - Ajudar os missionários a celebrar do nosso jeito 4 - Que esperança oferece a presença da Igreja às comunidades amazônicas em relação à vida, ao território e à cultura? R= Estando do lado dos pobres - Rodolfo e Simão deram sua vida . Se os missionários saírem do nosso meio, sentiremos ameaçados 5 - Que Igreja sonhamos para a Amazônia? R = Desejamos uma Igreja Santa com retrato e jeito nosso de celebrar, com paz, tranqüilidade e praticando o Bem Viver. 6 - Que características devem ter os missionários e missionárias que levam o anuncio da Boa Nova na Amazônia? R= Uma capacidade de se inculturar: - aprender a língua, - viver o evangelho, viver entregue ao povo.

Para os nossos filhos e filhas, queremos que tenham paz e sejam felizes. Que terminem as ameaças e dificuldades para a VIDA como: destruição das matas, poluição do ar e da água... o agrotóxico... a venda de bebida alcoólica nas Aldeias... Nós podemos ensinar a população e o país como se relacionar com a natureza, queremos que a Igreja nos dê esclarecimento da realidade não indígena, social, política, religiosa e da globalização.

(Irmãs da Comunidadede Intinerante e Mestre Teixeira)


8

ANO XXVI Edição 219 - Janeiro e Fevereiro de 2019 INSPAZ

Celebrando Santa Bakhita O núcleo local da “Rede UM GRITO PELA VIDA” – CRB/Cuiabá e Entidades Solidárias realizaram no dia (08/02) a celebração em honra a Santa Bakhita na Paróquia Nossa Senhora do Rosário e São Benedito. A data também propôs uma Jornada Mundial de Oração e Reflexão contra o Tráfico Humano – Uma Luz contra o Tráfico: Juntos contra o Tráfico de Pessoas e Vigília de Oração. O Núcleo da “Rede Um Grito Pela Vida” de Cuiabá/MT foi criado em 2018 com o compromisso de enfrentar e erradicar o tráfico humano. Estiveram presentes vários parceiros da caminhada como as Comunidades Eclesiais de Base da arquidiocese de Cuiabá, Centro de Estudos Bíblicos de Mato Grosso (CEBI) e Economia Solidária, além das congregações religiosas Irmãzinhas da Imaculada Conceição, Filhas de Maria Auxiliadora (Salesianas) e as Irmãs da Divina Providência. (Por Rosenil Conceição, equipe de comunicação CEBs Arquidiocesana de Cuiabá)

Ressonância do NOTIPAZ 217/2018 Carissima Sr. Maria de Nazaré, ringrazio te e tutta l'équipe della comunicazione per avermi inviato il Bollettino Informativo e resa partecipe della "nascita" di Rede "Um Grito pela VIDA" in collaborazione con altri Istituti Religiosi. È una bellissima notizia che mi rallegra molto e la ritengo importante e urgente per l'obiettivo che si propone. Ho letto con molto interesse la pagina 3 dove viene esplicitato il vostro impegno a "combattere" il traffico umano e a dare visibilità a questo dramma che colpisce i più indifesi e poveri: bambini, donne, uomini soggetti a sfruttamento di ogni genere. Purtroppo quello sessuale è il più increscioso, perché offende profondamente la dignità della persona, rendendola oggetto di piacere, segnando così tristemente e per sempre la sua storia. Sì, io vi sono vicina con la preghiera e vi incoraggio a continuare questo prezioso impegno con speranza evangelica nella certezza che, in sinergia con quanti si fanno carico di questi problemi, è possibile mettersi in gioco, prendersi a cuore ogni persona senza distinzione, come frequentemente ci sollecita Papa Francesco. Cara Sr. Maria de Nazaré, lo scopo dell'ultima circolare sui Diritti Umani aveva proprio l'intento di ridestare in tutte noi e nelle comunità educanti la "vocazione" a promuovere e a difendere i diritti di tutti. Voleva essere un chiaro appello, anche come Famiglia salesiana, a collaborare nella Chiesa e con le Istituzioni civili per formare le nuove generazioni ad essere sensibili a questi grandi problemi e fornire loro strumenti per edificare una società secondo il disegno di Dio e, perciò, più rispondente alle attese della persona umana. La grazia del Signore e la presenza di Maria Ausiliatrice ci accompagnino e ci sostengano in questo cammino. Ti ringrazio della preghiera per il mio viaggio in Cile, mi è tanto preziosa. Un abbraccio con affetto grande a te e a tutte le persone che insieme con te, anche attraverso "Um Grito pela Vida", siete missionarie di speranza e di gioia. Dio ti benedica. Sr. Yvonne Reungoat, fma

VEM AI!! Visita do Reitor Mor Pe. Ángel Férnadez Artime, sdb em MT/MS Encontro dos Conselhos FMA: RJ, MG, MT.

Acompanhemos com as Orações! VOLTOU A CASA DO PAI: Sr. Arlindo Almeida Rosa - 07/01/2019 Alta Floresta - Irmão da Ir. Elicia e Conceição Almeida Rosa

Profile for Nazaré de Lima

Boletim Informativo da Inspetoria Nossa Senhora da Paz - Cuiabá/MT  

"Somos todas e todos Missionários!" Pelo Batismo o Pai nos ACOLHE como FILHAS e FILHOS e nos envia em Missão. Sejamos solidários e mantenham...

Boletim Informativo da Inspetoria Nossa Senhora da Paz - Cuiabá/MT  

"Somos todas e todos Missionários!" Pelo Batismo o Pai nos ACOLHE como FILHAS e FILHOS e nos envia em Missão. Sejamos solidários e mantenham...

Advertisement