__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

BOLETIM PETMAT

Edição nº 01

Boletim

Atividades desenvolvidas em 2016/1

PETMAT: formação docente e a emancipação dos sujeitos Nesta Edição Nesta edição discorreremos

sobre os 5 projetos que foram desenvolvidos no primeiro semestre do ano de 2016, sendo estes o Projeto “Vivenciando o Cálculo no curso de Matemática”, Seminários e Oficinas, Matemática Básica em Matemática no Circo: Ludicidade e Conhecimento

O Clube de Matemática como um espaço de aprendizagem docente nos Anos Iniciais

Perspectiva, Matemática no Circo e

Matemática Básica em Perspectiva: o conhecimento matemático e a educação de jovens e adultos

Clube de Matemática..

Primeira edição do projeto Vivenciando o cálculo para alunos de outros cursos

Seminários e Oficinas: conectando saberes

1


BOLETIM PETMAT

Edição nº 01

O Clube de Matemática como um espaço de aprendizagem docente nos Anos Iniciais O Clube de Matemática da Universidade Federal de Goiás é um projeto vinculado ao Programa de Educação Tutorial da Licenciatura em Matemática (PETMAT) realizado em escolas públicas, atualmente na rede Municipal. O intuito é desenvolver atividades lúdicas com embasamento na teoria Históricocultural e estimular as crianças à apropriação dos conhecimentos matemáticos de forma mais agradável e desmistifica-

dora. O projeto constitui-se como um espaço de aprendizagem propício para os estudantes das séries iniciais e, ao mesmo tempo, de formação docente. No decorrer da organização das atividades, nos dedicamos para que o ensino se desenvolva de forma em que os alunos sejam motivados a realizá-las e percebam a importância do

Fonte: acervo PETMAT

trabalho colaborativo. Neste semestre, tivemos o envolvimento de oito professores/professores em formação, onde desenvolvemos as atividades do bloco de Números, as quais são: ATIVIDADE Teia e Tubarão Tanteira

Conquista de territórios

OBJETIVO

CONTEÚDO

Trabalho colaborativo

Apresentação

Registrar e comparar quantidades, estabelecer relações quantitativas entre elementos de mesmo grupo e de grupos distintos.

Relação biunívoca, registro quantidade e raciocínio lógico.

Utilizar as cartas do jogo fazendo combinações usando o sistema de

Valor posicional, leitura numérica, combinações.

numeração.

de

Junta pedras

Sistema de numeração por agrupamento, princípio aditivo, multiplicativo.

Registrar quantidades utilizando sistemas de numeração por agrupamento.

Caldeirão das emoções

Contagem com o corpo, combinação, agrupamento e composição e decomposição.

Representação e contagem de 1 à 5.

compreender a base decimal e o valor posicional dos algarismos.

Sistema posicional dos números.

Trabalhar representação de símbolos e agrupamentos, perceber a im-

Agrupamento e representação simbólica

Boliche

Baralho dos símbolos Torre Encantada

2

portância do surgimento das bases para representação numérica.

Representação numérica, princípio aditivo e/ou multiplicativo.


BOLETIM PETMAT

Edição nº 01

Atividade da Teia

A atividade foi desenvolvida no pátio da es- O projeto possibilita a prática de atividades

cola, em círculo, os alunos, com um barbante lúdicas em sala de aula, aos professores enem mãos, apresentavam dizendo o nome, a volvidos experiências ímpares, no qual traz idade e quais suas expectativas em relação ao ganhos imensuráveis, no campo profissional projeto. Em seguida, repassavam o barbante e pessoal. A organização das atividades aconpara um colega a sua escolha com o intuito tece por meio do estudo do movimento lógide formarem uma “teia” em que a professora co-histórico acerca dos números, possibiliiria colocar um balão no meio e este não po- tando selecionar os conteúdos a serem trabaderia cair. Fonte: acervo PETMAT

A Teia foi desenvolvida no primeiro encontro com as crianças juntamente com a atividade do Tubarão e a produção de crachás. Os objetivos com este momento, foram além das apresentações dos alunos e professoras, como também desenvolver a ideia do trabalho colaborativo que faria parte de todos os encontros

lhados nas atividades. Desta forma o desen-

A turma foi bastante receptiva e participativa,

a atividade foi dinâmica e as crianças conseguiram perceber os objetivos contidos naquele espaço. Notaram que não poderiam esco-

volvimento das atividades se dá pela cooperação dos alunos e o interesse que, é desper-

tado por meio das atividades lúdicas, em aprender matemática.

lher o colega com maior afinidade apenas, mas que teriam que formular uma estratégia de modo que ao final, o balão não caísse, logo, a teia teria que ser compacta .

do Clube de Matemática e a socialização entre os alunos.

Fonte: acervo PETMAT

Matemática no Circo: Ludicidade e Conhecimento O projeto Matemática no Circo é desenvolvido na escola de circo Laheto desde 2009, e é vinculado ao Programa de

Educação

Tutorial

da

Licenciatura

em

Matemática

(PETMAT). O intuito do mesmo é desenvolver a matemática de forma lúdica em um ambiente totalmente diferente da sala de aula, possibilitando, assim, uma aprendizagem significativa do conteúdo matemático. O projeto é desenvolvido, atualmente, por três bolsistas e um estagiário, com a supervisão do tutor do PETMAT, e são realizadas às manhãs de terça-feira. As atividades são planejadas e adaptadas de forma a contemplar crianças entre

Fonte: acervo PETMAT

a faixa etária de 6 a 9 anos. Durante o período 2016/1 foram

planejadas 12 atividades que serão apresentadas a seguir:

3


BOLETIM PETMAT Atividade

Edição nº 01

Apresentação Dinâmica

Procedimentos Ocorreu uma apresentação com a utilização de fantoches, e foi aplicado um questionário

Objetivos Iniciar o projeto Matemática no Circo através de uma apresentação lúdica.

Maratona Matemática

Foi realizada uma maratona com a utilização do tangram e ábaco.

Desenvolver o raciocínio lógico e o conhecimento matemático através de materiais lúdi-

Foi realizado o passo a passo da montagem de figuras. A caça ao tesouro foi realizada nas seguintes etapas: caça palavras, tabela numerológica, folha com apresentação de figuras geométricas com perguntas. Assim, cada etapa realizada apresentava uma dica sobre o tesouro. Cada grupo recebeu um dominó que foi montado através de operações matemáticas

Conhecer as figuras geométricas e desenvolver o raciocínio lógico e a criatividade. Estimular a agilidade, atenção, concentração e estratégia.

Foram formadas figuras geométricas com o uso de palitos e massa de modelar, representando as arestas e os vértices, respectivamente. Cada integrante do grupo, em sua vez, deveria retirar uma carta e fazer uma mímica sobre o que está na carta para que o restante do grupo adivinhe. Foi apresentado o material dourado, e dois dados, sendo um com números e outro com símbolos de operações. Cada integrante lançou os dois dados e realizou a operação com o material dourado. Ganhou quem teve mai-

Construir figuras geométricas planas e espaciais com uso de material manipulável.

Cada criança recebeu um número, e foram faladas operações matemáticas. Quando o resultado da operação fosse o número do participante, ele deveria realizar um percurso e no fim estourar um balão, que continha

Possibilitar que os alunos realizem operações básicas e apresentar curiosidades matemáticas.

A turma foi dividida em dois grupos, e cada integrante tentou atingir a maior quantidade de pinos, sendo que cada pino tinha um valor específico. Cada aluno fez a soma de seus próprios pontos, e venceu o grupo que

Desenvolver o raciocínio lógico e desencadear o extinto competitivo nos alunos.

Foi apresentado um relógio analógico maleável, e em seguida cada aluno representou

Ensinar as crianças a trabalhar como relógio analógico.

A atividade se iniciou com a divisão de dois grupos. Cada aluno teve um número desenhado em seu rosto, e se posicionaram de lados opostos. Cada integrante lançou um balão contra a equipe oposta, no fim foram contados os pontos no rosto dos participantes que não foram atingidos. Venceu o grupo que obteve mais pontos.

Trabalhar com a soma e subtração de forma lúdica

Oficina de Origami

Caça ao Tesouro

Dominó Matemático

Formando figuras geométricas

Jogo Imagem e Ação

Nunca Dez

Estourando Balões

Boliche

Relógio

Guerra de Balão

4

Trabalhar as quatro operações básicas por meio lúdico e incentivar o raciocínio lógico.

Trabalhar a matemática num contexto que aprimore as habilidades cognitivas.

Trabalhar a união de blocos (agrupamento) com soma e subtração.


BOLETIM PETMAT

Edição nº 01

O projeto tem ampliado cada vez mais as

visões

do

processo

de

ensino-

aprendizagem de todos os envolvidos. Em

Aprender pode ser algo inovador e divertido e nem sempre precisa obedecer aos padrões pré-estabelecidos pelas “políticas”

relação aos acadêmicos que atuaram nesse tradicionais de sala de aula. O lúdico aliasemestre, essas atividades permitiram vi- do a um planejamento bem elaborado e venciar uma experiência que proporcionou conciso pode resultar em grande sucesso, e crescimento significativo nas práxis educa- esse crescimento significativo é o que pertivas reflexiva.

cebemos a cada encontro. Portanto, o Pro-

Com relação às crianças, tivemos a preo- jeto Matemática no Circo é de grande imcupação de trabalhar atividades de ensino portância para todos, modifica e inova a

Fonte: acervo PETMAT

de matemática, marcadas principalmente forma de aprendizagem, além de mediar pela ludicidade que permitiu o desenvolvi- conhecimento e colaborar para a nossa mento de atitudes mais críticas em relação formação. à disciplina, aumentando assim o interesse e relacionando-a ao cotidiano de suas vidas. Fonte: acervo PETMAT

Primeira edição do projeto Vivenciando o cálculo para alunos de outros cursos

alunos/tutorados, de maneira que possa levá- de Cálculo 1. los a uma reflexão sobre os conhecimentos A experiência deste semestre, em desenvolver matemáticos estudados.

a proposta com alunos de cursos além da Ma-

No primeiro semestre deste ano estendeu-se temática, motivou a equipe do “Vivenciando o seu público, pela primeira vez para alunos de Cálculo” a continuar ofertando vagas para Cálculo I não só do curso de Matemática, mas esse público. Durante a realização do projeto alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo, neste semestre foi perceptível o trabalho cooFísica-Médica, Estatística, Biotecnologia e perativo entre os alunos/tutorados na realizaFísica.

ção das atividades propostas.

O projeto foi desenvolvido as quartas-feiras das 10:00 h às 12:00 h, no Laboratório de Educação Matemática (LEMAT) do Instituto de Matemática e Estatística, por 3 bolsistas do Fonte: acervo PETMAT

Programa de Educação Tutorial da Licenciatura em Matemática (PETMAT), um estagiário

O Projeto “Vivenciando o Cálculo” tem por e uma voluntária. Dos 31 inscritos no projeto, objetivo, promover a melhoria da qualidade 22 frequentaram efetivamente, dos outros nodo curso e a efetivação de uma aprendizagem ve, cinco frequentaram pelo menos dois dos significativa da disciplina de Cálculo Diferen- 12 encontros que ocorreram no total. Mais de

Fonte: acervo PETMAT

cial e Integral I (CDI I). Visando assim redu- 50% dos alunos que participaram ativamente zir o índice de desistência e reprovação dos do projeto obtiveram aprovação na disciplina

5


BOLETIM PETMAT

Edição nº 01

Os tutores dão direcionamento aos alunos de Cálculo I optando por não utilizar a metodolo-

gia do quadro e giz, mas, adotam o diálogo para trocar experiências referentes aos conceitos desta área do conhecimento. Segundo participantes do “Vivenciando o Cálculo”, o diferencial do projeto se dá pelos seus encontros, que não visam ser monitorias de Cálculo. Trazemos ainda um pouco da história do Cálculo ao início de cada encontro, no sentin-

Fonte: acervo PETMAT

Fonte: acervo PETMAT

do de tentar lhes mostrarem as motivações que consolidaram o Cálculo que hoje conhecemos.

Matemática Básica em Perspectiva: o conhecimento matemático e a educação de jovens e adultos

do curso; realização de uma avaliação do questionário final para analisar os resultados obtidos durante as atividades; análise de todo o processo. Pesquisas apontam que apenas 11% dos adolescentes que terminam a educação básica no Brasil tem domínio sobre conteúdos aprendi-

O projeto Matemática Básica em Perspectiva, desenvolvido pelo Programa de Educação Tutorial em Matemática (PETMAT/UFG), iniciou-se a partir de inquietações do grupo ao se deparar com as dificuldades e a falta de domínio com os conteúdos referentes à matemática apresentadas pelos estudantes que concluíram a Educação Básica. Os integrantes do projeto têm o intuito de desenvolver atividades de ensino que busquem proporcionar uma nova oportunidade de reaprender ou até mesmo aprender esses conteúdos Um dos principais objetivos do projeto Matemática Básica em Perspectiva é diagnosticar e propor ações formativas acerca do conhecimento matemático para pessoas que concluíram a Educação Básica no intuito de complementá-lo; identificar e buscar analisar as consequências e motivos dos possíveis obstáculos observados no processo

de ensino e de aprendizagem dos participantes do projeto frente à disciplina de matemática; oportunizar aos sujeitos, um contato diferenciado com o conhecimento matemático, constituir relações dialó-

dos até o nono ano do ensino fundamental. Nesta perspectiva, nós do projeto, analisando o questionário-diagnóstico, vimos que, essa dificuldade não é ocasionada apenas por desinteresse dos alunos, é

também dada pela má estrutura no espaço físico das instituições de ensino, desinteresse do próprio professor, da administração escolar, enfim, são muitas as causas que contribuem para essa dificuldade do aluno. Neste contexto, por meio do Projeto Matemática Básica em Perspectiva buscamos contribuir em prol de alcançar uma melhor assimilação dos alunos nos conteúdos de matemática a fim de modificar essa realidade. No presente momento temos percebido que alguns elementos sinalizam para resultados positivos na direção de estar alcançando os objetivos propostos. Neste sentido, a equipe executo-

ra do projeto está sempre revisando o material didático utilizado para uma melhora a cada nova edição. O próximo é a divulgação e realização do curso que será realizada no próximo semestre.

gicas por meio de um espaço de reflexão crítica sobre as atividades e materiais produzidos para o curso. A realização do projeto, que se consolidou no curso, consistiu nas seguintes etapas: leituras e discussões de textos, levantamento dos conteúdos referentes à Matemática na Educação Básica; elaboração, aplicação e análise do questionário-diagnóstico; planejamento e produção do material didático que é utilizado no curso; realização

6

Fonte: acervo PETMAT


BOLETIM PETMAT

Edição nº 01

Seminários e Oficinas: conectando saberes Neste projeto o PETMAT oferece a toda a comunidade Oficinas, Seminários e Palestras dos mais diversos temas ministrados pelos petianos e por professores convidados. Este projeto é realizado quinzenalmente, geralmente são realizados no Auditório do Instituto de Matemática e Estatística e também no Laboratório de Educação Matemática da UFG. O projeto é caracterizado por atividades de ensino e extensão,

promovendo seminários e oficinas ministrados por convidados Fonte: acervo PETMAT

pelo PETMAT/UFG, podendo ser alunos da graduação, bolsistas egressos, professores ou pessoas da comunidade externa. Assim, os temas dos seminários e oficinas não se restringem a assuntos relacionados com a matemática.

Na tabela abaixo você confere o cronograma dos Seminários e Oficinas que ocorreu no primeiro semestre de 2016.

No primeiro semestre de 2016 ocorreram 1 palestra e 4 oficinas. Uma das oficinas foi ministrada por dois alunos da graduação intitulada Etnomatemática dos Bora: a construção de uma mariposa. A oficina teve duração de aproximadamente uma hora, com ca-

Data

Seminário/Oficina

Ministrantes

pacidade de 15 (em média) participantes. Primeiramente, os ministrantes iniciaram por meio de linguagem oral, o que é etnomatemática e onde ela está presente no Brasil.

Mayline Regina e 13/04/2016

Oficina Caleidociclo Nayra Thayne

Num segundo momento, foi distribuído aos participantes 25 “fitas” de largura 1 cm de papel cartaz. O objetivo foi realizar um trançado conhecido como “mariposa”, que é construído pelo grupo indígena Bora da Amazônia peruana, que por sua vez uti-

18/05/2016

lizam bastante a mariposa em suas construções e criações de

A Matemática da prova dos

Profº Dra. Karly

nove, que não é uma prova

Barbosa Alvarenga

cestos. Foi mostrado em slide, como é feita a construção de uma mariposa.

27/06/2016

30/06/2016

22/07/2016

Profº Dra. Karly

O 9 misterioso

Barbosa Alvarenga

Etnomatemática dos Bora: a construção de uma mariposa

Variabilidade e mudanças climáticas

Fonte: acervo PETMAT

7

Lucas Noronha e Rodrigo Damasceno

PET Geografia


BOLETIM PETMAT

Edição nº 01

Instituto de Matemática e Estatística Boletim PETMAT Edição nº 01 Diretor do IME: Mauricio Donizetti Pieterzack

Coordenador do Curso de Licenciatura em Matemática: José Pedro Machado Ribeiro Bolsistas: Ana Carolina de Paula Gonçalves Ana Karoliny do Carmo Xavier Edson Ferreira da Costa Junior Euler José de Assis Garcia

Quem Somos

Ian Domingos dos Santos

Iniciado em 1979, o Programa de Educação Tutorial (PET) é desenvolvido 

cursos de graduação das Instituições

cípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, nos moldes da Educação Tutorial.

O programa tem como objetivo: 

Desenvolver atividades acadêmicas em padrões de qualidade de excelência, mediante grupos de aprendizagem tutorial de natureza coletiva e interdisciplinar;

Contribuir para a elevação da qualidade da formação acadêmica dos alunos de graduação;

Estimular a formação de profissio-

cação técnica, científica, tecnoló-

Kamila Ribeiro Batista

Luan De Souza Bezerra

Formular novas estratégias de de-

Mayline Regina Silva

senvolvimento e modernização do

Nayra Thayne Cena de Oliveira

ensino superior no país;

de Ensino Superior do país, sendo um grupo por curso, orientados pelo prin-

Izabela Jakeline Lopes de Paiva

gica e acadêmica;

por grupos de estudantes, com tutoria de um docente, organizados a partir de

nais e docentes de elevada qualifi-

Rafael Kaluzny de Mendonça Rayane Antunes de Morais

Estimular o espírito crítico, bem

Tayssa Tiene Vieira de Souza

como a atuação profissional pautada pela ética, pela cidadania e pela função social da educação superi-

Tutor: Prof. Dr. Wellington Lima Cedro

or. O Programa PETMAT da Univer-

PETMAT

sidade Federal de Goiás teve iní-

IME/UFG - Câmpus Samambaia

cio no ano de 2007, e de lá para

Telefone: (62) 352 11743

cá vem desenvolvendo projetos

petmat.ufg@gmail.com

de ensino, pesquisa e extensão. O mesmo é composto por 12 bolsistas, um tutor, professores colaboradores de projetos e estagiários do curso de Licenciatura em Matemática.

8

Profile for Nayra Thayne

Publicação boletim 2016 1  

Publicação boletim 2016 1  

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded