Issuu on Google+

WTH! Ano 01 . Edição 01 WTH! . R$7,90

Draco Portfólio desse incrivel ilustrador chamado Edno Pereira Jr. E muito

+

WTH! | Tema

1


2

WTH! | Tema


SUMÁRIO Tipografia Tipografia de embalagens

WTH!

TRIPULAÇÂO

6

ilustração llustration Now - Portraits

Eco design A importância do Ecodesign nas empresas

Editor: Nayara Oliveira

Design e Diagramação: Nayara Oliveira Projeto Gráfico: Nayara Oliveira

10

Identidade visual

Coordenação: Ramgel Salles

Nike + FuelBand

14

5 erros comuns ao aprender a fotografar

Draco

20

12

fotografia

portfolio

WWW.REVISTAWTH!.COM.BR

8

design

tecnologia

Tiragem: 15.000 exemplares

4

16

processos de impressão Rotogravura

WTH! | Tema

3


Design de embalagens e Tipografia Aplicação de tipografia nas embalagens Design de embalagens mantém uma relação bem próxima com a tipografia, que existem em uma variedade enorme.

tipografia

Por ser dentre as diversas ferramentas uma das mais importantes na comunicação da embalagem x consumidor, a tipografia sempre tem que ser bem estudada e escolhida antes de ser posta nas embalagens que irão ao mercado, pois as mesmas ajudam a identificar a empresa, juntamente com a logo. Não só a tipografia, mas todo o processo projetual de concepção da embalagem requer estudo e metodologia.

4

WTH! | Tipografia


Para a obtenção de resultados satisfatórios e fatores qualitativos na embalagem, aplica-se itens como, contraste, formas diferenciadas, cores, estrutura (algumas diferenciadas), diversos tamanhos de fontes, repetição, e o alinhamento (ou não), afim de trazer uma personalidade à embalagem, juntamente com a escolha do material correto. O projeto requer e envolve a multidisciplinaridade visando um resultado que venha a atingir o público alvo desejado.

WTH! | Tipografia

5


Ilustração

Illustration Now - Portraits

6

WTH! | Ilustração


Livro traz retratos ilustrados de celebridades e político O livro Illustration Now Portraits, da editora alemã Taschen, reúne retratos de celebridades e ícones da cultura feitos por ilustradores de todo o mundo. As imagens, feitas com técnicas variadas como pintura, colagem e programas de computador, incluem representações do músico Bob Dylan, do físico Stephen Hawking, da cantora Lady Gaga e do presidente americano, Barack Obama.

países, mas um terço dos trabalhos nunca havia sido publicado ou feito parte de exposições. Trabalhos de 80 ilustradores, com estilos muito diferentes entre si, foram selecionados para o livro.

A maioria dos retratos foi feita para revistas e jornais ou para anúncios publicitários em diversos

WTH! | Ilustração

7


Eco design

A importância do Ecodesign nas empresas

O Eco design deu os seus primeiros passos por volta da década de 90, nos Estados Unidos da América. O contínuo desenvolvimento industrial e o aumento da poluição levou empresas e cientistas a tomarem medidas de prevenção, e na tentativa de criarem produtos com o mínimo impacto ambiental possível, foi criada a tendência Eco design. Está, associada ao conceito de sustentabilidade e reciclagem, tenta travar o índice de emissões poluentes para o ambiente e a redução da de matériaprima utilizada. O Eco design ainda é pouco conhecido e muitos nem sabem bem do que se trata. Afinal, no que consiste o seu conceito? O aspecto mais marcante desta tendência é o fato de considerar todo o ciclo de vida do produto – desde a sua criação, ate ao seu

8

WTH! | Eco Design


E perante a nossa sociedade atual e responsabilidade social, estão as empresas dispostas a investir e lançar produtos respeitando os critérios do Eco design? E os consumidores estarão prontos a aceitar estes serviços e produtos? fim de vida e reciclagem. Ou seja, todas as emissões e utilizações de matériasprimas são consideradas desde o início, tanto no que se refere à escolha do material a utilizar no objeto, como a própria fabricação do mesmo. Atua nos campos da Arquitetura, Engenharia e Design e os objetos originados são eficientes e ecológicos. O design para a desmontagem, a qualidade e a durabilidade são fatores essenciais para que um objeto seja bem sucedido neste campo. No entanto, não são objetos meramente decorativos, mas também utilitários, que podem ir deste uma peça de mobiliário a materiais de construção inovadores. E já no seu fim do ciclo de vida, são todos reaproveitados e reutilizados, tendo em consideração todo o impacto ambiental.

ambiental, não só a nível de produção química, mas também no consumo excessivo de recursos. Basicamente, esta é a principal da crise ambiental em que vivemos hoje e que nos afeta cada vez mais. E por isso mesmo a implementação de medidas sustentáveis como é o caso do Eco design, é urgente e necessário.

Vivemos numa época em que são criadas cada vez mais necessidades de consumo, o que origina um aumento acelerado do mercado para conseguir satisfazer todas as necessidades consumistas, o que inevitavelmente contribui para altos consumos de energia e para um aumento do impacto

WTH! | Eco Design

9


Identidade Visual O que uma assinatura precisa para ser considerada funcional?

design

Existem alguns conceitos que podem ajudar e muito na criação de uma identidade visual pregnante para uma empresa. Independente do público ou do briefing recebido, a criação de uma identidade pode ser tecnicamente correta, de acordo com algumas “leis” do Design. Vamos ver aqui 6 delas.

Exclusiva

A ideia do seu logo não precisa ser a mais original e exclusiva do mundo, mas precisa ser “única” dentro do nicho de mercado para o qual se propõe.

Legível

Ela precisa ser pensada de forma que se mantenha legível na tela ou no papel, grande ou pequeno, em cores ou em uma só cor, inclusive em negativo. Aliás, preste bem atenção neste último item.

10

WTH! | Design


Gráfica

Simples

A assinatura deve ter uma só ideia gráfica, seja ela na tipografia ou no símbolo. Se existe um símbolo, o nome que o acompanha deve ser poupado de adornos. Se for um logotipo tipográfico, um detalhe faz dele especial como as listras da IBM ou a seta entre os caracteres da FEDEX. Lembrando que quanto mais único o nome da empresa, mais simples este detalhe gráfico pode ser.

Uma boa ID precisa ser puramente gráfica, objetiva para o processamente rápido no cérebro, sem trocadilhos que interfiram na sua interpretação. Imagina se Faber Castell tivesse dois lápis desenhados no lugar das letras L? Qual seria o nome da empresa interpretado pelo público: Faber Castell ou “Faber Caste” acompanhado de 2 símbolos? Agora pense no logo da Coca Cola e reflita sobre quanto tempo o seu cérebro gastou para reconhecê-lo.

Concisa ao transmitir uma mensagem

Apropriada

Como dito acima, não adianta a empresa querer passar na sua identidade uma característica que de fato não pertença a ela. Uma marca recente não vai conseguir comunicar tradição, por mais que seu logo seja em letras góticas. A identidade é um resumo da empresa na forma gráfica. Então pesquise bem com seu cliente se o que ele quer de fato se adequa ao que a empresa é.

O símbolo / logotipo deve expressar um conceito. Se for uma marca de esportes, que seja dinamismo. Se for um escritório de advocacia, sobriedade, por exemplo. O que não pode é deixar com o logo a tarefa de comunicar vários atributos ao mesmo tempo. No fim ele não vai dizer nada a ninguém.

WTH! | Design

11


Tecnologia

Nike+ FuelBand

12

WTH! | Tecnologia


pelos 20 leds na pulseira, que vão do vermelho ao verde, de acordo com sua meta diária.

Talvez esta seja uma das iniciativas mais legais que marcarão a história da Nike na esfera da tecnologia, social marketing e posicionamento de marca. Tudo por causa de uma coisa chamada: Nike Fuel.

Além de organizar suas metas e objetivos através do site NikePlus.com, a Nike disponibiliza também um aplicativo para smartphones e pode ser sincronizado no computador via cabo ou bluetooth. Preço? 149 dólares (em prévenda nos Estados Unidos).

Nike Fuel é uma métrica criada para medir seu nível de atividade física. O sistema funciona através de um acelerômetro na pulseira que capta e monitora os seus movimentos ao longo do dia. Através da medição é possível verificar o tempo, quantidade de passos, calorias gastas, e é claro, quantidade de Fuels, indicados

WTH! | Tema

13


Os 5 erros mais comuns ao aprender a fotografar Cada dia a fotografia fica mais acessível. Mais pessoas podem se apaixonar e usar a fotografia como método de relaxamento, como hobbie ou como trabalho. Porém o processo de aprendizado é cheio de erros (que eu prefiro chamar de equívocos.) E não pense que esses equívocos são cometidos somente por quem está “começando” – nananica não! O primeiro erro é justamente esse:

por Claudia Regina

fotografia

1. Achar que o aprendizado tem data para terminar Vejo muitos fotógrafos achando que ao completar um curso eles já não precisam mais estudar… ah, se fosse fácil desse jeito! Não existe nada nesse mundo de aprendizado finito. Todo conhecimento é elástico, muda, cresce… e é vasto. Tão vasto que, como diz o ditado, “tudo que você vai aprender na vida toda ainda não vai chegar aos pés de tudo que existe para aprender.” E a fotografia não é exceção.

2. Achar que a fotografia depende só do equipamento… Esse é o erro mais clássico (e, como dá para perceber, gosto de bater nesta mesma tecla) mas que mais se repete. Ter uma câmera foda não faz de ninguém um fotógrafo foda. Assim como ter uma cozinha com as tecnologias e marcas mais incríveis não faz de ninguém um Chef.

14

WTH! | Fotografia


3. …ou achar que a fotografia só depende do olhar. Sabe quando ninguém sabe o que culpar e culpa o “sistema”? Na fotografia esse “objeto” subjetivo chama-se olhar. Esqueça a palavra “olhar.” Estamos criando imagens que, dependendo do uso final, precisam de técnicas, estudos, embasamentos e lógicas específicos. Até a arte, que a princípio parece ser puro caos, tem lógica. E isso também vale para a questão do equipamento: é claro que tendo como objetivo ser um profissional você precisará de equipamentos que permitam a velocidade e qualidade que o mercado necessita. Então lembre-se: não são somente aqueles com dom ou sorte que possuem o tal “olhar fotográfico”, e sim aqueles que estudam e correm atrás disso. O olhar tem lógica e pode (deve) ser aprendido .

4. Querer saber de tudo um pouco Eu notei uma evolução tremenda quando desisti de fotografar tudo para focar nos retratos. Ainda fotografo um pouco de paisagens, ainda fotografo um pouco de produtos, ainda fotografo um pouco disso e daquilo em viagens ou até ensaios de retratos (“técnica mista”.) Mas parei de tentar ser uma especialista naquilo que não preciso. O que eu mais gosto é de retratos. Então quanto mais tempo eu puder dedicar ao estudo na minha área de maior interesse melhores serão minhas fotos! Eu não preciso de fotos com qualidade de National Geographic das minhas viagens. E isso leva ao último ponto…

5. Fotografar ao invés de aproveitar a vida Toda lista de “coisas a fazer para aprender a fotografar” diz que você deve levar sua câmera para todos os lugares. Eu mesma já falei sobre isso aqui. Mas, por favor, tome cuidado com isso. Quando menos percebemos estamos fotografando tudo e não estamos aproveitando nada. Ao viajar, por exemplo, tire algumas fotos bonitas e depois guarde a câmera bem guardadinha para ir aproveitar sua viagem! Aliás, ouso dizer: tire fotos feias! Use sua compacta, use seu celular… guarde suas recordações como “uma pessoa comum” – e você vai ver que, emocionalmente, elas terão o mesmo valor de uma foto toda pomposa.

WTH! | Fotografia

15


portf贸lio 16

WTH! | Tema


Draco “

Desenho desde a infância e como a maioria das crianças, comecei pelos quadrinhos, copiando os traços dos ilustradores e fui evoluindo naturalmente até começar a ilustrar sem a necessidade de cópias. Sou autodidata e parte do que sei vem da observação trabalhos que me inspiram. Acredito que isto, de alguma forma, favoreceu o que hoje é a maior característica do meu trabalho que é a diversidade, gosto de trabalhar com técnicas e estilos diferentes, não consigo ficar muito tempo preso a apenas uma forma de expressão, é entediante.

Edno Pereira Jr., mais conhecido como Draco é de Nova Iguaçu no Rio de Janeiro e trabalha como Ilustrador e Designer. Começou a desenhar como passatempo, e a transição de passatempo para trabalho aconteceu naturalmente. Draco é um ilustrador que usa principalmente a arte digital para criar suas obras de arte incríveis. Sua linha de trabalho é fluido e incrivelmente detalhado com cores fantásticas que realmente trazem a ousadia de seu trabalho. Para chegar a ate digital passou por uma evolução natural, indo do grafite para

as telas de óleo e depois foi para o computador. Sua inspiração e criatividade vem do dia a dia, trabalha por hobbie de forma que as idéia surjam naturalmente e nos momentos mais inusitado, seja ouvindo musica, conversando com os amigos e etc. Na rotina profissional a inspiração nasce do trabalho árduo.

WTH! | Portfólio

17


Draco é conhecido como um dos melhores designers de camisetas no mercado com modelos de suas peças disponíveis em quase todos os sites de venda online de T-shirts. Ele dá um sabor brasileiro aos closets das pessoas. Além de tudo ele tem um grande projeto que libera templates de camisetas para que você coloque o seu design nelas!

portfólio

A transição de ilustrador para designer de camisetas começou quando estava navegando na web e conheceu um site sobre camitas. Se interessou bastante e começou a postar suas

18

WTH! | Portfólio

ilustrações em formato de designs para camisetas, assim começou a gostar e suas peças começaram a ser aprovadas. No começo o maior desafio era tentar entender qual o tipo de design que era mais procurado, mas depois de um tempo percebeu que tinha que fazer o que gostava e não o que os outros queriam. A partir desse ponto seu trabalho começou a crescer e a melhorar, com isso seu designs começaram a ser aceitos em muitos lugares.


WTH! | Tema

19


processos de impressão

Rotogravura O princípio da impressão de rotogravura consiste na gravação de pequenos alvéolos na superfície de um cilindro metálico revestido com cromo. Esse cilindro gira dentro de uma banheira com tinta líquida. A tinta então é raspada da superfície do cilindro deixando uma quantidade suficiente dentro

20

desses minúsculos furos ou alvéolos. O substrato a ser impresso (papel, alumínio ou plásticos) é pressionado por um rolo de borracha contra a superfício do cilindro. Então a tinta sai de dentro dos alvéolos e é transferida para a superfície do material que está sendo impresso. A secagem é quase que instantânea da tinta.

WTH! | Processos de Impressão


Fôrma cilíndrica metálica com gravação em baixo relevo; Impressão direta; Tinta líquida de secagem rápida por evaporação dos solventes; Fôrma durável para altas tiragens (cerca de 10 milhões de cópias); Imprime sobre qualquer tipo de substrato desde que seja flexível (papel/ cartão, alumínio e toda tipo de plástico flexível) Campo de aplicação: Embalagens em geral e Editoria (revistas e alguns livros)

WTH! | Processos de Impressão

21


processos de impressão 22

Rotogravura é o processo escolhido para longas tiragens e de elevada qualidade de impressão. Cerca de 3 bilhões de cópias de revistas feitas em rotogravura são produzidas em um ano. Os suplementos de domingo de muitos jornais e revistas também são impressos com rotogravura. Muitos catálogos são impressos com rotogravura.

Mas tem mais: é utilizada para imprimir envoltórios, vinil, plásticos diversos, papel de parede, cortinas, toalhas de mesa, azulejos, laminados decorativos, revestimento de pisos e papel-toalha. Impressoras à folha de rotogravura, com chapas em vez de cilindros, são utilizadas para imprimir selos, moedas, notas bancárias e de valores mobiliários.

A Rotogravura é amplamente utilizada no setor das embalagens como cartonagens dobráveis, embalagens flexíveis, papel, alumínio, películas diversas, folhas de rótulos e embalagens.

No Brasil, há grandes empresas dedicadas à Rotogravura para embalagens como: Dixie-Toga, Inapel, Empax, Converplast, Embalagens Diadema, Santa Rosa, Felinto e Zaraplast para se mencionar apenas algumas.

WTH! | Processos de Impressão


WTH! | Tema

23


24

WTH! | Tema


Revista WTH!