Issuu on Google+

ME

NSA

GE

M Ser mãe… É a missão de maior responsabilidade. É amar de forma mais completa. É dar o melhor de si e não esperar nada em troca. À ela devemos nossa vida, pois é merecedora de todo nosso respeito e digna de todo nosso afeto. Mãe é sinônimo de amor e bondade. Feliz Dia das Mães!

E

O GOSTOSO DESAFIO DE AMAMENTAR O FILHO ADOTADO Isto mesmo que você está Mesmo sem o estímulo prévio dos pensando, uma mãe que acaba de hormônios da gestação, uma adotar um recém-nascido pode tentar mulher pode chegar a produzir amamentá-lo, caso deseje, leite através do método para a esteja disponível e tenha reindução da lactação. Este apoio de profissional de processo exige grande motivação saúde capacitado na técnica por parte da recém mãe e apoio de “lactação adotiva” ou profissional constante. Este de “indução ao esforço é amplamente aleitamento recompensado ao oferecer à mãe materno”. adotiva a grata experiência de amamentar seu filho, não sendo mesmo difícil chegar ao aleitamento exclusivo. Vale a pena tentar!

R CU

DIC

AS

Suas crianças têm apenas uma infância. Faça-a inesquecível!

Sorria!

Procure sempre o lado positivo das coisas e das pessoas

Ame e viva!

Fonte: http://www.aleitamento.com/amamentacao/conteudo.asp?cod=987

IO

AD SI D

PÃO DE LIQUIDIFICADOR Ingredientes 1 colher (sobremesa) de sal 1 lata de leite condensado a mesma medida da lata de água morna a mesma lata - ½ lata de óleo 4 tabletes de fermento para pão 1 quilo de farinha de trigo 4 ovos Modo de Preparo Colocar todos os ingredientes no liquidificador (menos o trigo), depois de bem batido, colocar numa vasilha e acrescentar o trigo até soltar das mãos. Caso necessário acrescentar mais farinha. Enrolar, deixar crescer por cerca de 15min e depois assar em forno médio.

RE C

E I TA

Fale com a Vereadora! 4184 8922 gabinete@gilmara.com.br


Informativo Especial – Ser Mãe – ano 5 – nº13

Ser Mãe! Quando penso em Ser Mãe, logo me vem a mente tantas mães tão maravilhosas que tenho conhecido em todos os anos. Em especial, quero pensar um pouco na minha mãe, Dona Maria Almeida Gonçalves, uma mulher de garra, nordestina determinada, que criou com grande sabedoria 6 filhos em épocas tão difíceis. Pouca gente sabe disto, mas minha mãe só descobriu que estava grávida de mim, quando chegou o 6º mês da gravidez, pois, na época, cuidava de meu avô doente e só notou que eu estava em seu ventre, após a morte dele. Diz minha mãe que naquele momento, a morte passou a ser vida. Meu nascimento foi marcado por uma anemia profunda e permanecemos no hospital por mais de 40 dias. Minha mãe conta que foram dias de ansiedade, fé, angústia, esperança e, no final, alegria. Sentimentos compartilhados por milhares de mães na criação de seus filhos da infância à fase adulta. Ser mãe é amar incondicionalmente. É ser capaz de abrir mão da própria vida em defesa da vida de nossos filhos. Ser mãe é algo tão divino que se torna, humanamente, inexplicável. Hoje com 40 anos, mãe de um casal de filhos, de 13 anos e 8 anos, a cada dia compreendo a graça dada por Deus às mulheres e reconheço a importância de sempre admirarmos e respeitarmos nossas Mães. Parabéns Mamães!


Informativo Dia das Mães