Page 49

Lyle continuou. "Dante tem um histórico surpreendente para um homem da sua idade e experiência. Tivemos sorte de convencê-lo a se juntar a nós aqui. Tenho certeza que todos vão fazer o seu melhor para recebê-lo, ajudá-lo aclimatar para a nossa empresa. E eu tenho certeza que você vai ter tudo e ser tão satisfeito com a sua presença entre nós, como eu sou. Nós esperaramos grandes coisas deste jovem. As coisas grandes. "Lyle sorriu com indulgência. Ah, sim, as coisas grandes, onde Dante foi causa. . . Deus, ela não deve pensar dessa maneira no trabalho! Mas ela não se conteve. Mesmo que o ressentimento sobre a posição vai para alguém que não seja Theresa ou Gary filtrada através de seu sistema, bem como o choque de ver Dante em seu escritório, o desejo correu grossa em suas veias. Ele estava maravilhoso em seu terno cinza escuro. Sua camisa era de um branco absoluto, a gravata de um âmbar, rica brilhante,tornando seus olhos um ouro quase líquido. O homem se veste bem. Melhor do que bom. Ela cruzou as pernas, tentando ignorar a dor de súbito entre eles. Isto não era aceitável. Ela não podia ter luxúria sobre um homem com quem ela trabalha. Ela certamente não podia ver mais ele. Essa foi uma receita para o desastre. E ela era um parceira menor, o que significa, basicamente, que ela estava trabalhando pra ele. Merda de novo. Ela tinha que se acalmar. Descobrir isso. Quando ela tivesse que voltar para o seu escritório iria chamar Lucie para falar isso com ela. Ela não era o tipo de mulher que habitualmente dizia à melhor amiga todos os detalhes de sua vida sexual, mas isto era mais do que ela poderia lidar com ela própria. Um desastre. Isso foi o que era aquilo. Lyle terminou seu discurso e, depois, os outros parceiros, Edward Tate e Charles Landers, cada um se levantou e exaltava as virtudes de Dante, até que a reunião terminou e todos se levantaram para se apresentar e apertar sua mão. Kara ficou para trás, cerrando os punhos em seus lados para não torcer os dedos juntos, ansiosa. Ruby veio ao seu lado. "Eu sei que você está irritada por Gary e Theresa não esta na promoção", disse ela, mantendo a fala baixa ", mas você parece muito chateada, Kara." "O quê? Eu estou bem. É só. . . Sim, eu estou chateada. Por eles. " Rubi assentiu simpatia, seus cachos marrons escovando suas bochechas. "Talvez ele vai bater e queimar-se e os patrões vão ver o seu erro. " Kara balançou a cabeça, seu olhar sobre Dante, que estava conversando com o pessoal de confiança. "Nao. Eu não acho que acontecerá assim. " "Você está bem?" Ruby perguntou.

2 no limiar do desejo