Page 146

O que ele quer dizer? Mas ele estava tão sonolento. . . Ele se afastado mais uma vez.

Capítulo 15 Já era tarde quando Kara acordou. Ela poderia dizer pelo ângulo do sol do lado de fora das janelas. Ela ainda estava meio entorpecido todo, seu corpo zumbindo. Seu cérebro. Ela virou-se para encontrar Dante olhando para ela. "Hey". Sua voz era baixa, enfumaçado. "Hey". Ela não tinha certeza de como ela deve se sentir. Sobre o que tinha acontecido na noite anterior. Sobre como ele havia deixado seu sentimento. Algo tinha acontecido entre eles. Novamente. As coisas tinham ido a um nível totalmente novo. Não só no clube, mas não há, em sua cama, no meio da noite. Ela lembrou que como uma espécie de sonho encantador. Só que ele realmente tinha acontecido. Ela sentiu. Sentiu a mais profunda mudança nele. Na maneira como ele a havia tocado. Ele tinha sido tão, tão gentil. Tão suave. Houve emoção real lá, e ela sabia que não era o apenas um sentindo isso. Ele havia sentido. . . que se abre para ela, para a primeira vez. Mas agora, a maioria estava. . . incerto. Sobre como ele realmente sentia. Se ela pudesse acreditar no que ela sentiu nele. Se ela pudesse confiar nela. "Kara, você está bem?", Perguntou. "Ah, eu sou. . . Sim, eu estou bem. " Ele se apoiou em um cotovelo. Ela não pôde deixar de notar como despenteado seu cabelo escuro estava. Ele o fez parecer um pouco infantil. "Você não parece bem." Ela encolheu os ombros, puxando o lençol até maior sobre o peito. "Eu sou. . . " Ela parou, mordeu o lábio e olhou em seus olhos. "Dante, eu sinto que algo mudou de novo." "Sim", ele disse calmamente. "Sim?" "Para mim, também." "Então, o que isso quer dizer?"

2 no limiar do desejo