Page 87

Evidencia-se, assim, o MST como movimento fundamental para a luta por educação das populações do campo. Porém, esse processo se deu depois de algumas discussões, pois as ações iniciais do movimento centralizavam exclusivamente na luta pela Reforma Agrária, a luta por escolas era secundária. Todavia o MST iniciou a tomada de consciência da Educação como aspecto essencial para a consolidação do movimento e para formar atores sociais do campo autônomos e críticos, com base em conhecimentos sólidos para atuarem na luta pela terra, constituindo uma nova perspectiva de projeto de campo. Nesse percurso, o MST entrou no processo de ocupação da escola, em três perspectivas: inicialmente na década de 1980, as famílias iniciaram movimentos pelo direito à escola, mas uma escola que contemplasse questões sociais e históricas dessa população, e que realmente tivesse poder emancipador e transformador; em seguida o MST começou colocar a escola na organização e articulação das ações do movimento, propondo formas pedagógicas específicas para escolas inseridas nas comunidades rurais, e pensando na formação dos educadores para trabalharem dentro dessa lógica, o que se intensificou com a criação do Setor de Educação, em 1987; por fim, a escola começou a se inserir na dinâmica, cotidiano e preocupações do movimento. Então, assim se instituiu de forma marcada a necessidade da escola e educação, como princípio político fundamental para a luta pela Reforma Agrária e a formação dos sujeitos que ali lutam e se constituem. A partir daí, o movimento consolidou a consciência de que “não há como implementar um projeto popular de desenvolvimento do campo sem um projeto de educação, e sem expandir radicalmente a escolarização para todos os povos do campo” (CALDART, 2003b, p. 64). Além disso, Lima e Silva (2015) afirmam que a expulsão e devastação do campesinato brasileiro, com o êxodo rural, também se davam pela ausência de políticas públicas (de saúde,

79

Profile for Carlos Lucena

Princípios de movimento de educação do campo: análise dos projetos político-pedagógicos das LEDCs do  

Princípios de movimento de educação do campo: análise dos projetos político-pedagógicos das LEDCs do  

Advertisement