Page 157

colocar-se como protagonista, juntamente com outras instituições, na construção/problematização permanente de um projeto societário justo, com a sociedade e não para a sociedade (Ibidem, p.104).

Acredita-se então, que a Universidade no século XXI tem a missão de resistir às expressões e tensionamentos onde o mercado é colocado como eixo principal para o seu desenvolvimento. Deve olhar com mais criticidade a realidade concreta que envolve um movimento de globalização que “se fortalece cada vez mais em torno do eixo estritamente econômico e de mercado, não dando sinais de enfraquecimento e causando profundas inquietações regionais e, às vezes, até turbulências sociais” (SILVA, 1999, p.20). Assim, começa a alicerçar, sob novas emergências, conciliando a projetos mais solidários, que perpassa a valorização da cultura e das produções de conhecimento locais, e assim, o diálogo com culturas e produções marginalizadas, olhando para a diversidade de sujeitos e formas de conceber o mundo, olhando para as relações de contradições pautadas na subordinação e dominação e rompendo-as. Essas novas perspectivas abrem as seguintes possibilidades para a Universidade: 1- A recepção crítica da ciência e da tecnologia produzida nos países centrais; 2- A reversão tecnológica, ou seja, a desmontagem, transformação ou adaptação das tecnologias em função de nossas carências e realidades; 3- A orientação de nossos esforços de ensino e de pesquisa para as necessidades sociais, sentidas ou não sentidas, o que implica sensibilidade e antena para problemas de pobreza ou de carência material, espiritual, intelectual e ética; 4- Diversificação de visões, interpretações e instrumentos de intervenção, por meio de enfoques comparativos, de estudos internacionais e interculturais, de projetos interinstitucionais e inter-regionais, enfim, por meio da recusa à homogeneização (SILVA, 1999, p. 21).

Santos (2004) demarca a necessidade de se realizar um movimento de globalização contra-hegemônico

149

Profile for Carlos Lucena

Princípios de movimento de educação do campo: análise dos projetos político-pedagógicos das LEDCs do  

Princípios de movimento de educação do campo: análise dos projetos político-pedagógicos das LEDCs do  

Advertisement