Page 1

|1

Novembro de 2012 3.ª Edição

DESTAQUES

DIA MUNDIAL DO CORAÇÃO

ENTREVISTA COM O DR. ANTÓNIO ALVES (DIGNÍSSIMO PRESIDENTE CM PENELA)

Pág. 2

DIA MUNDIAL DOS AVÓS CRÓNICAS DA NATURIDADE Pág. 4

CONVÍVIO MATA BUÇACO

Pág. 6

PÁG. 6 Pág. 7

VISITA FEIRA SÃO MIGUEL

DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA

Pág. 7

A AGENDA DA NATURIDADE Pág. 10

PÁG. 8


“A FOLHA” ENTREVISTA…

2|

EXMO. SR. ANTÓNIO ALVES – DIGNÍSSIMO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PENELA Como está a ser a experiência como Presidente da Câmara Municipal de Penela

FICHA TÉCNICA Direção: Salim T.I.V. Ossman

Direção Executiva: Enf. João Neves Dra. Mónica Isidoro Animadora Sara Correia Animadora Sara Lopes Enf. Vera Rodrigues

Redação: Colaboradores da Naturidade

Propriedade: “Naturidade” – Gestão de Alojamentos Geriátricos, SA.

Tiragem: 30 Exemplares em papel Newsletter digital

Nesta 3ª Edição d’ “A Folha” a Naturidade entrevistou o Dignissimo Presidente da Câmara Municipal de Penela, Sr. António Alves, que assumiu as funções de Presidente desta autarquia em 2009. Passados 3 anos fomos tentar perceber qual a avaliação que faz do seu mandato, os principais problemas sentidos no Municipio e as principais potencialidades do mesmo. Fale-nos um pouco acerca da sua carreira. Sr. António Alves: Eu sou natural do Espinhal, em termos profissionais sou colaborador da Caixa Geral de Depósitos desde 1987. Em relação à minha carreira política, durante 8 anos fiz parte da Assembleia de Freguesia do Espinhal, depois fui tesoureiro da Junta de Freguesia e mais tarde, deputado da Assembleia Municipal de 1997 e 2001. Entre 2001 e 2005 fui Presidente de Junta do Espinhal. Em 2005 assumi verdadeiramente um cargo político, a tempo inteiro, na altura com o Eng. Paulo Júlio que é hoje Secretário de Estado. Tivemos depois mais um mandato em 2009, fui vereador e depois vicepresidente, e entretanto com as alterações no governo acabei por ficar como Presidente da Câmara Municipal. Faço também parte da Filarmónica há muitos anos, tenho-me mantido ligado, mas neste momento não exerço qualquer atividade musical por falta de tempo, mas mantenho-me ainda hoje na direção.

Sr. António Alves: Está a ser uma experiência extremamente positiva, porque na verdade são-nos colocados desafios diários e sentimo-nos realizados se os conseguimos ultrapassar, independentemente de, por vezes, sentirmos dificuldades e momentos menos bons e de desânimo, como acontece em qualquer profissão. Quem exerce cargos deste tipo sabe que tentamos sempre fazer o que está certo, eventualmente erramos, mas também só não erra quem não faz nada. Mas é uma experiência muito enriquecedora que nos dá algum traquejo de vida porque um Presidente de Câmara, hoje em dia, tem de estar por dentro de diversos assuntos. Quais são as principais dificuldades/problemas do concelho? Sr. António Alves: As dificuldades hoje em dia são as de Penela e as de quase todos os municípios, que é a crise que está instalada e que nos traz problemas. Com a necessidade do estado cortar na despesa, as câmaras estão na linha da frente do que é o corte na despesa. Nós hoje estamos sujeitos a regras muito apertadas que têm a ver com os fundos disponíveis, os limites de endividamento, que eu acho que está correto e que essas regras devem existir, mas são regras que foram impostas de repente, de um dia para o outro, e passou-se do 80 para o 8, e essas regras é obvio que nos causam dificuldades ao nível da gestão. Outra das dificuldades é ao nível da cobertura do saneamento no município, outra ainda, está relacionado com a gestão das comunidades intermunicipais, e um dos grandes desafios é a boa gestão das comunidades intermunicipais. E ainda, dificuldades ao nível da perda da população - é incontrolável a natalidade versus mortalidade.


“A FOLHA” ENTREVISTA…

E quais são as principais potencialidades/mais-valias deste Concelho?

Sr. António Alves: O aspecto mais visível do Município de Penela é a qualidade de vida que se tem nestes territórios, não só pelo ar puro que temos, como também pelo património, desde o património construído, o património histórico, a gastronomia e os produtos endógenos, uma série de coisas que nós temos e que são diferenciadoras até no panorama nacional. E ainda, os equipamentos que temos, sendo o município pequeno, temos hoje escolas com excelentes condições, temos piscina coberta, uma biblioteca bem equipada, um campo de futebol muito bem concebido e um cinema, e todos estes equipamentos oferecem uma qualidade de vida acima da média. Projetos para o futuro? Sr. António Alves: Além das questões de ação social, há projetos para o futuro com certeza, mas tudo irá depender do financiamento no futuro. Temos um projeto aprovado para a Quinta do Vale do Espinhal que é o Habitat de Inovação Empresarial nos Sectores Estratégicos (HIESE), e que pretende recuperar o edifício da Quinta e fazer gabinetes, este projeto está adjudicado desde o dia 04/04/2011. Outro projeto, mas este já privado, será transformar as aldeias do Esquio e do Pessegueiro num espaço de lazer, especificamente para o desporto, tornálas num ponto de atração aos turistas e será bastante importante na medida em vai oferecer bastantes postos de trabalho.

|3

vão para estas Unidades e depois existe uma grande dificuldade dessas Unidades em conseguirem dar alta as essas pessoas, muitas vezes por carência familiar, outras por Sr. António Alves: A reforma dificuldades económicas e outros administrativa seria necessária, o factores. modo como está a ser feita é que penso não ser o mais correto, E o que tem a dizer sobre a especialmente pelo tempo que há para Naturidade? fazer as coisas, o tempo é escasso para fazer o que é realmente necessário. Aliás nem sabemos ainda o que vai Sr. António Alves: Foi com bons acontecer em Penela no que diz respeito às freguesias. Foram criadas olhos que vimos a Naturidade, foi determinadas regras e todos os mais uma empresa que se instalou no municípios teriam que reduzir no nosso conselho, criou muitos postos mínimo 2 freguesias, e as Assembleias de trabalho, só na perspetiva Municipais tinham que se pronunciar, económica foi bastante importante quem não se pronunciasse era para nós, mas para além disso, é a aplicada a lei. A Assembleia instituição em si e os serviços e Municipal de Penela pronunciou-se e fez uma proposta que seria juntar S. cuidados que presta. É bastante Miguel e Santa Eufémia pois são positivo as parcerias que temos feitto aquelas que menos alterações trazem em conjunto, pois embora a nos hábitos das pessoas. Aguardamos Naturidade não seja uma IPSS, é uma agora a decisão mas sabemos que a lei empresa com quem nós temos feito obriga a uma redução de 2 freguesias. algumas coisas, com quem colaboramos sempre que é possível e Qual a sua opinião relativamente à vice-versa. criação da RNCCI? Na perspetiva da Câmara consideramos muito interessante que uma empresa se disponha tantas vezes Sr. António Alves: Este é um projecto a fazer parcerias connosco, o que é interessante e bem pensado e muito positivo, é de salientar que há considero que era necessário, mas na verdade, vejo que sofre de alguns uma proximidade entre o poder local males, e a minha perspetiva é que e própria instituição. muitas Unidades de Cuidados Continuados estão a servir de lar. Este projeto foi pensado com o objetivo de criar infrastruturas que evitassem internamentos prolongados em hospital e criou-se então estas Unidades onde os doentes podem dar continuidade ao seu processo de tratamento. Mas o que assistimos é que as pessoas Qual a sua opinião sobre a reforma administrativa?

A Naturidade agradece ao Sr. António Alves a forma como nos recebeu, a atenção e tempo disponibilizado para a realização desta entrevista


CRÓNICAS DA NATURIDADE…

4|

DOENÇAS CARDIOVASCULARES As doenças cardiovasculares (DCV) estão associadas a um conjunto de fatores de risco. Alguns não podem ser modificados, como a hereditariedade, o sexo e a idade. Mas outros, pelo contrário, podem ser geridos, modificados e corrigidos com a adoção de estilos de vida saudáveis e/ou com recurso a medicamentos. Atualmente as DCV são causa de morte de 17,3 MILHÕES de Os principais fatores de risco das pessoas/ano, número muito superior a doenças cardiovasculares, sobre os outras doenças causadoras de morte quais pode agir a prevenção, são: como Malária, HIV/SIDA ou Sedentarismo, Hipertensão, Tuberculose. Mas o ponto mais Tabagismo, Stress, Obesidade, importante a salientar é que a maioria Diabetes e Dislipidémia. destas mortes pode ser prevenida minimizando assim as suas Uma particularidade dos fatores de consequências socioeconómicas. Para risco é que, pior do que se isso, o rastreio e o diagnóstico médico adicionarem, eles potenciam-se, ou são fundamentais para avaliar o risco seja, agravam-se mutuamente e aumentam significativamente o risco de desenvolver DCV.

que se corre de vir a ter uma doença cardiovascular. Quanto mais precoce é o diagnóstico, maiores são as possibilidades de impedir o aparecimento ou o agravamento de doença cardiovascular. Para a prevenção cultive três pilares fundamentais. Pratique

exercício físico regularmente, escolha uma dieta saudável, evite fumar. A Equipa de Enfermagem

EQUIPA DE FISIOTERAPIA Seguiu-se o início dos jogos, com voleibol adaptado, com grande entusiasmo e adesão por parte de No passado dia 10 de Setembro de todos os utentes. 2012 comemorou-se na Naturidade o Dia Internacional da Fisioterapia (implementado pela World

DIA INTERNACIONAL DA FISIOTERAPIA

Confederation of Physical Therapy (WCPT) a 8 de Setembro). Na sequência das comemorações do Ano Olímpico optou-se por associar o tema lançado pela WCPT “Movement for Health” - a estas celebrações. Neste contexto, o Departamento de Fisioterapia selecionou alguns dos desportos conhecidos nestes jogos e adaptou-os à realidade da nossa instituição e realizámos os Jogos Olímpicos da Naturidade. As festividades tiveram início logo pela manhã, com a cerimónia de abertura no jardim da Unidade, na qual se acendeu a “tocha olímpica”.

O dia decorreu com bastante entusiasmo, animação e movimento por parte dos utentes, dos quais obtivemos um feedback muito positivo, e apelos para a repetição deste tipo de jogos com maior frequência, nomeadamente o boccia adaptado.

Para o período da tarde foram selecionados os jogos boccia adaptado e corrida de estafetas dinamizando os espaços comuns da unidade. Na cerimónia de encerramento foram entregues, a todos os utentes, medalhas de participação e panfletos sobre o Departamento de Fisioterapia. Agradecemos o empenho e disponibilidade de todos os colaboradores na realização desta atividade. A Equipa de Fisioterapia


CRÓNICAS DA NATURIDADE…

|5

EQUIPA DE PSICOLOGIA 21 SETEMBRO – DIA MUNDIAL DA PESSOA COM DOENÇA DE ALZHEIMER A Doença de Alzheimer é um tipo de demência que provoca uma perda de capacidades global, progressiva e irreversível ao nível da memória, atenção, concentração, linguagem, pensamento, entre outras. Esta perda tem como consequências alterações no comportamento, na personalidade e na capacidade de realização das suas actividades de vida diária. Primeiros sinais:  Perda de memória recente;  Alterações de comportamento: colocar objetos num local errado, agressividade, perda inibição;  Sentido de orientação comprometido: a pessoa perde-se;  Dificuldade em executar tarefas familiares e resolver problemas;  Teimosia – A pessoa insiste em dizer que não há nada de errado com ela.

Agravamento dos sintomas:

 Agravamento da perda de memória;  Repetição constante da mesma informação;  Dificuldade em reconhecer familiares e objetos pessoais;  Alternância entre momentos de lucidez e confusão mental;  Sintomas psicológicos: ansiedade, tristeza, choro fácil, isolamento, culpabilidade, perda de interesse, desconfiança;  Agressividade quando é contrariado;  Dependência física;  Vocabulário: a pessoa esquece palavras simples.

Como lidar coma pessoa com Alzheimer?  Usar gestos e um tom de voz tranquilizadores;  Explicar com cuidado o que está a fazer;  Entrar na realidade da pessoa;  Usar palavras e frases simples;  Fazer tudo com calma;  Aproximar-se da pessoa sempre pela frente, para não a assustar;  Manter a pessoa sempre confortável em cada momento – é importante criar rotinas;  Ajudar e incentivar a usar as capacidades que ainda possuem.

Departamento de Psicologia

NATURIDADE EM AÇÃO (SOCIAL) O departamento de Serviço Social da Naturidade estreia nesta edição d' “A Folha” uma nova rubrica, cujo objetivo é conhecimento à população em geral de alguns apoios e politicas sociais existentes de uma forma simples e resumida. Vamos abordar nesta edição o Complemento por Dependência. O Complemento por Dependência consiste num apoio mensal em dinheiro atribuído a pensionistas que se encontram em situação de dependência, necessitando de ajuda de terceiros. Têm direito a este apoio os pensionistas de invalidez, velhice, sobrevivência dos regimes geral e especial das actividades agrícolas ou beneficiários de pensão social de invalidez, velhice, orfandade ou de viuvez do regime não contributivo ou equiparado. O complemento por Dependência pode ser também atribuído aos beneficiários que não sejam pensionistas, nos casos de dependên-

cia originados por esclerose múltipla, doença oncológica, doença de Parkinson, doença de Alzheimer, entre outras. Requerimento: O requerimento é efetuado na Segurança Social da área de residência através da entrega de 2 formulários (disponíveis nos Serviços Locais de Segurança Social): - Formulário do requerimento de Complemento por Dependência; - Formulário de Informação Médica (avaliação da incapacidade), que deverá ser passado pelo médico assistente ou médico de família. Após a entrada dos formulários de requerimento e análise inicial do processo, o beneficiário é, mais tarde, contactado pela Segurança Social para ir a Junta Médica para verificação da incapacidade para atribuição de grau de dependência, podendo ser atribuídos 2 graus.

1º Grau – para as pessoas que não conseguem, por exemplo, vestir-se, cuidar da sua higiene pessoal, alimentar-se; 2º Grau – para pessoas que se encontram acamadas e totalmente dependentes. Valor do Complemento por Dependência: O valor a receber depende do grau de dependência atribuído: 1º Grau – o valor para os pensionistas

do regime geral é de 97,70€ e para os pensionistas dos restantes regimes é de 87,93€; 2º Grau – para os pensionistas do regime geral o valor do complemento por dependência é de 175,86€ e para os restantes regimes é de 166,09€. O complemento por Dependência é pago juntamente com a pensão. Para mais informações quanto a este e outros apoios, dirija-se ao Serviço Local de Segurança Social da sua área de residência, onde lhe poderão prestar informações adicionais. Departamento de Serviço Social


O QUE TEM ACONTECIDO NA NATURIDADE

6|

DIA MUNDIAL DO CORAÇÃO Comemora-se a 29 de Setembro o Dia Mundial do Coração. Este ano a Naturidade associou-se a esta comemoração com a realização de um Flash Mob, apresentado durante a feira anual de São Miguel em Penela que decorria por esta altura em Penela. Flash Mob “é uma aglomeração

A atividade teve como tema: “Afaste os fantasmas do seu coração” e teve como objetivo sensibilizar para a gravidade dos fatores de risco, como o Sedentarismo, a Hipertensão, o Tabagismo, o Stress, a Obesidade, a Diabetes e Dislipidémia, e o impacto que t no desenvolvimento das doenças cardiovasculares.

instantânea de pessoas num certo lugar para realizar determinada ação inusitada previamente combinada, estas dispersam-se tão rapidamente quanto se reuniram.”

A par da sensibilização para o controlo destes fatores, esteve a apresentação do principal pilar para a prevenção dos mesmos – a adoção de hábitos de vida saudáveis, nomeadamente a prática de exercício físico regularmente, a escolha de uma

dieta saudável, evitar fumar e o acompanhamento clínico. No Flash Mob que foi realizado, alguns “fantasmas” (fatores de risco) perseguiram o coração pelos espaços da Feira de São Miguel e foram afectando progressivamente o mesmo. Quando este já padecia e agudizava surgiam os hábitos de vida saudável que progressivamente afastaram os fatores de risco e recuperaram o coração.

Foram também actividade distribuídos panfletos com informações importantes e conselhos úteis para a prevenção das Doenças Cardiovasculares. “A Folha”

CONVÍVIO NA MATA DO BUÇACO Como já vem sendo hábito, no passado dia 14 de Julho de 2012, a Naturidade organizou mais uma atividade extra-laboral. Desta vez, colaboradores da Naturidade e Casa Minha – Residência Geriátrica, uniram-se num convívio na Mata do Buçaco.

Lago, local escolhido para um pequeno-almoço com produtos da região. Ao final da manhã, o grupo despediu-se da Vila do Luso, rumando desta feita, à vizinha Mata do Buçaco. Chegados ao destino principal, foi tempo de organizar o tão esperado almoço convívio, cuja “estrela da companhia” foi, sem sombra de dúvida, o grandioso Leitão da Bairrada. Depois do saboroso almoço e soberba conversa iniciámos o passeio pela bela Mata do Buçaco, seguindo o “Trilho da Água”, que nos revelou locais lindíssimos que serviram como O grupo de cerca de 25 elementos, pretexto para as inúmeras fotografias. constituído por colaboradores e seus familiares, partiu por volta das 10h de Coimbra, rumo à Vila do Luso. Chegados a esta Vila, o grupo aproveitou para visitar alguns locais tradicionalmente conhecidos, tais como a Fonte das Águas do Luso, as barraquinhas de comércio local e o

Em ambiente tão descontraído e divertido, não poderia faltar um momento dedicado aos jogos tradicionais, neste caso, o Jogo do Lenço, que se revelou fonte de união entre os elementos do grupo.

O passeio terminou com um lanche partilhado em que já se combinavam novas iniciativas deste género. “A Folha”


AS ATIVIDADES REALIZADAS DA NATURIDADE…

VISITA PRAIA FLUVIAL LOUÇAINHA No dia 10 de Julho, a Naturidade promoveu mais um passeio com alguns utentes da Unidade, desta vez o destino foi Praia Fluvial da Louçainha, porque o Verão chegou e o tempo convidava a uma visita à praia. Chegados ao destino, os utentes passearam pelo espaço envolvente, com muita sombra e com um ar puro bastante característico da altitude a que a praia se localiza, de seguida houve um lanche e por fim, porque o calor a isso convidava, todos comeram um delicioso gelado.

|7

Proporcionámos um momento diferente aos utentes e segundo as opiniões dos mesmos, os que não conheciam gostaram de gostaram conhecer a praia fluvial e para alguns que já conheciam foi agradável revisitar este espaço onde já não iam “há muitos anos”, como nos referiu uma utente. Foi mais uma oportunidade de diversão para todos, de descontração fora da Unidade e momentos destes são também importantes no processo de reabilitação dos nossos utentes, funcionando como uma motivação acrescida.

“A Folha”

DIA MUNDIAL DOS AVÓS No dia 26 de Julho comemorámos o Dia Mundial dos Avós, com a organização de dois períodos de atividades, com o objetivo de promover mais um dia diferente para os nossos utentes. Assim começámos o dia com uma surpresa para um grupo de utentes que foram visitar alguns monumentos em Penela, nomeadamente, a Igreja da Santa Casa da Esta atividade foi promovida pela Câmara Municipal de Penela, à qual não podíamos deixar de participar.

Misericórdia de Penela, o Convento de Santo António e por fim a ida ao Castelo de Penela para almoço conjunto com outros “avós” do Concelho de Penela.

O segundo período de actividades decorreu já na Naturidade e desta vez a surpresa foi para todos e pudemos contar com a presença de um grupo de crianças do CADI (Centro de Atendimento e Desenvolvimento Integrado) da Anadia, que nos presentearam com uma atuação com vários instrumentos de percussão.

Desta forma, conseguimos proporcionar um dia repleto de atividades e momentos de interesse e diversão, valorizando assim este dia muito especial para os nossos utentes e promovendo de igual forma o intercâmbio geracional. “A Folha”


AS ATIVIDADES REALIZADAS DA NATURIDADE…

8|

DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA No dia 19 de Agosto celebrámos na Naturidade o Dia Mundial da Fotografia. Para tal, alguns dias antes, foi realizada por um fotógrafo profissional uma sessão fotográfica com utentes e colaboradores. Os utentes foram neste dia verdadeiros modelos fotográficos, e nada foi deixado ao acaso, tendo os modelos direito a sessão de maquilhagem e cabeleireiro.

O resultado desta sessão, que foi um verdadeiro sucesso, transformou-se numa bela exposição fotográfica realizada na Unidade a 19 de Agosto.

“A Folha”

DESFOLHADA O departamento de animação realizou mais uma atividade cujo objetivo principal levar os nossos utentes a uma viagem ao passado.

A par desta Exposição Fotográfica foi organizado um concurso de Fotografia aberto a familiares e colaboradores da unidade, com o tema: “Um olhar diferente”. Depois de analisadas todas as fotografias a concurso esta foi a vencedora.

Foi no dia 18 de Setembro que recreámos na Naturidade a desfolhada com os nossos utentes. E porque o ambiente tem que ser o mais próximo da realidade, as animadoras

encarregaram-se de trazer as espigas de milho, os cestos, a manta para colocar as espigas depois de escamizadas e lá fomos para o jardim lembrar tempos passados. Era vê-los, aos nossos utentes claro está, alegramente a escamizar e cantar cânticos da altura.Foi sem dúvida uma atividade que todos adoraram, pois foi uma forma de recordarem tradições antigas vividas intensamente. “A Folha”

VISITA À FEIRA DO MEL NO ESPINHAL A Vila do Espinhal recebeu de 31 de Agosto a 2 de Setembro a XXIII edição da Feira do Mel, este que é o principal evento de promoção e valorização do Mel produzido na Região Demarcada do Mel da Serra da Lousã. A Naturidade não podia deixar passar a oportunidade de visitar esta Feira, pelo que no dia 2 de Setembro levámos um grupo de utentes a visitar este certame.

Chegados ao destino, realizou-se uma visita pela Feira onde vimos diversas exposições onde eram mostradas diversas actividades dos tempos de antigamente, para além do rei da festa, o delicioso mel.

Houve ainda oportunidade para assistirmos à belíssima atuação da Filarmónica do Espinhal. “A Folha”


AS ATIVIDADES REALIZADAS DA NATURIDADE…

|9 “A Folha”

VISITA À FEIRA DE SÃO MIGUEL Pela terceira vez consecutiva que a Naturidade, faz marcar a sua presença na Feira de S. Miguel em Penela, que docorreu este ano entre os dias 27 e 30 de Setembro.

expomos os vários trabalhos realizados Conseguimos assim proporcionar um pelos utentes no âmbito das atividades momento de convívio aliado a uma de animação sociocultural. saída ao exterior que é fundamental para o bem-estar dos utentes. Como não podia deixar de acontecer, Os nossos utentes e os nossos utentes marcaram também acompanhantes, gostaram imenso de presença neste evento, pois para além visitar a feira, pois foi uma atividade de apresentarmos os seus trabalhos, diferente e conseguimos também tivemos um grupo a visitar a Feira no valorizar a sua auto-estima dos utentes dia 30 de Setembro. da exposição dos seus trabalhos.

Estivemos então uma vez mais na Feira de S. Miguel com um stand onde damos a conhecer a Unidade, o trabalho desenvolvido pela Unidade e

“A Folha”

ANIVERSÁRIOS DOS UTENTES Na Naturidade a valência de Animação Sociocultural trabalha diariamente no sentido de promover o bem-estar dos utentes através de diversas atividades, entre elas a celebração dos aniversários dos nossos utentes:

UMDR - 6 De Julho – Georgina Gonçalves - 12 De Julho – MªIsabel Brito - 2 De Setembro – Lurdes Correia - 14 De Setembro – Elvira Carvalho - 19 De Setembro – António Freire

ULDM - 13 De Julho – Lucinda Jesus - 18 De Julho – Alípio Amaral - 3 De Agosto – Alice Santos - 7 De Agosto – José Clemente - 22 De Agosto – Mª Conceição M. - 1 De Setembro – Mª Silva - 2 De Setembro – Augusto Simões - 6 De Setembro – Mª Martins - 10 De Setembro – Mª Neves M. - 11 De Setembro – António Silva - 25 De Setembro – Jesuíno Jordão - 29 De Setembro – Alice Coimbra “Departamento de Animação Sociocultural”


AGENDA DA NATURIDADE…

10 |

PRÓXIMAS DATAS COMEMORATIVAS NOVEMBRO Como é tradição, a Naturidade celebra  Dia 1: Dia de Todos os Santos; os mais diversos dias comemorativos.  Dia 11: Dia de São Martinho/Festa Assim, fica a agenda para as próximas São Martinho; datas a festejar:  Dia 14: Dia Mundial do Doente com Diabetes; OUTUBRO  Dia 1: Dia Internacional da Música;  Dia 4: Dia Mundial do Animal;  Dia 5: Dia da Implantação da República;  Dia 10: Dia Mundial da Saúde Mental;  Dia 16: Dia Mundial da Alimentação;  Dia 28: Dia Mundial da Terceira Idade;

DEZEMBRO Dia 8: Dia Imaculada Conceição; Dia 10: Dia dos Direitos Humanos; Dia 21: Dia de Início do Inverno; Dia 23: Festa de Natal; Dia 25: Dia de Natal;

“A Folha”


“A FOLHA” CONVIDA-O PARA A CULINÁRIA SOPA DE CAMARÃO E AMÊIJOAS

COSTELETAS DE PORCO COM QUEIJO

|11

LEITE CONDENSADO E PÊSSEGO

Ingredientes:

Ingredientes:

Ingredientes:

- 1,5 l de água; - 2 postas de pescada; - 2 cebolas; - 1 raminha de aneto; - 4 dentes de alho; - 1 pimento vermelho pequeno; - 700g de camarão; - 700g de amêijoas; - 2 dl de espumante; - 2 fatias de pão de forma sem côdea; - azeite, sal, pimenta e folhas de coentros q.b.

- 8 costeletas finas de porco; - 8 fatias finas de queijo; - 1 raminho de salsa; - 6 dentes de alho; - 1,5 dl de vinho branco; - 1 c. (de sopa) de manteiga; - 2 cebolas; - 1 pimento vermelho; - 1 pimento verde; - 12 tomates-cereja; - 1 lata pequena de milho; - Sal, pimenta e azeite q.b.

- 1 rolo de massa folhada; - 1 lata de leite condensado; - 1 c (de sopa) de farinha; - 5 gemas; 1 lata (medida) de leite; - 1 lata de pêssego em calda; - manteiga, farinha e açúcar em pó q.b.

Modo de fazer: Ferva a água com o peixe, uma cebola e o aneto e deixe cozer 20 minutos. Coe o caldo, leve novamente ao lume para reduzir para metade e reserve. Corte a restante cebola em gomos, lamine os alhos e refogue-os lentamente em azeite. Corte os pimentos em juliana, junte-os ao refogado e tempere com sal e pimenta. Descasque os camarões, deixando ficar a cauda e lave as amêijoas. Adicione ambos ao preparado anterior e deixe corar. Refresque com o espumante, deixe ferver por dois minutos e regue com o caldo de peixe já reduzido até cobrir os ingredientes. Tape e cozinhe em lume brando. Espalme o pão com o rolo para ficar mais fino. Torre-o e corte-o ao meio na transversal. Polvilhe a sopa com coentros e sirva-a com pão torrado.

Modo de fazer: Tempere as costeletas com uma pitada de sal e pimenta. Agrupe-as, duas a duas, recheando-as com uma fatia de queijo, salsa e outra fatia de queijo e prenda-as. Leve uma frigideira ao lume com dois alhos esmagados e um fio de azeite. Core a carne lentamente dos dois lados. Retire e refresque o molho com o vinho. Deixe apurar e avelude com a manteiga. Reserve. Lamine o restante alho, corte as cebolas em gomos e os pimentos em rodelas. Leve uma frigideira ao lume com um pouco de azeite e salteie os ingredientes anteriores. No final, acrescente o tomate e o milho. Tempere com sal e pimenta. Sirva as costeletas com o molho e os legumes.

Modo de fazer: Ligue o forno a 180 ºC. Unte uma forma de tarte de 22 cm com manteiga e polvilhe-a com farinha. Forre-a com a massa folhada e corte o excesso com uma faca. Coloque o leite condensado num tacho com a farinha e as gemas e mexa bem. Verta o leite e leve ao lume mexendo sempre, até ferver. Retire do lume e deixe arrefecer. Reserve uma metade de pêssego em calda e corte as restantes metades em quartos. Coloque-as na tarteira e espalhe o creme por cima. Leve a meio do forno a cozer, durante 40 minutos. Retire, deixe arrefecer e desenforme. Polvilhe com açúcar em pó e decore com a metade de pêssego fatiada.

Departamento da Cozinha


12 |

NATURIDADE GESTÃO DE ALOJAMENTOS GERIÁTRICOS, SA

Tel.: 239 550 000 Fax.: 239 550 009 Email.: geral@naturidade.pt www.naturidade.pt Serradas da Freixiosa 3230-221 PENELA

Jornal 3ª edição newsletter  

Publicação periódica do Grupo Naturidade

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you