Issuu on Google+

INEXISTÊNCIA DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE TURISMO PARA SANTA TERESA Se qualquer cidadão consultar o site da Câmara Legislativa (www.camarasantateresa.es.gov.br) ou o Portal de Transparência do governo municipal (http://www.santateresa.es.gov.br/category/portal-detransparencia/) não irá encontrar qualquer orientação para a atividade turística de Santa Teresa. Isto significa que a Secretaria de Turismo e Cultura pode fazer o que quiser. O povo paga através da dotação orçamentária que lhe é destinada. A população teresense não tem qualquer forma de interferir para dizer que quer isto ou aquilo ou que acha certo ou errado. O Conselho Municipal de Turismo, que é o órgão adequado para a participação da população, não existe. Ou seja, tiramos dinheiro que poderia ir para a saúde ou educação e alocamos para o turismo. De que forma a população teresenses se beneficia em troca deste dinheiro que foi alocado para o turismo? Somente o comércio tem direito a se beneficiar? A atividade turística está trazendo algum benefício no sentido de termos ruas e calçadas melhores? O paisagismo que alegra e dá orgulho aos habitantes está sendo melhorado devido à arrecadação de impostos com o turismo? A confusão do tráfego foi melhorada para facilitar a vida dos habitantes e o trânsito dos turistas? Ou então, os recursos obtidos com o turismo foram utilizados para adquirir algum equipamento de hemodiálise para aliviar o sofrimento daqueles que têm que ir a Vitória várias vezes por mês? Etc., etc. Por mais competente que seja a equipe de turismo, ela não pode fazer o que quiser. Não existem leis municipais, atos normativos, planejamento estratégico do turismo, não existe o Conselho Municipal de Turismo que orientem a atuação da Secretaria de Turismo e Cultura. Ou seja, não existem políticas públicas de turismo para Santa Teresa.


Políticas Públicas