Issuu on Google+

Projeto cativa milhares de espectadores O Ponto de Cultura Vozes de Taubaté realizou diversos trabalhos em 2010, ganhando destaque em cada evento que participou. Em 2011, foram realizadas 22 apresentações. No total, mais de 13.500 espectadores prestigiaram os eventos. Página 4

Atuação voluntária promoveu consolidação do Ibrapem A história do Instituto Brasileiro de Apoio à Pesquisa e Estudo da Música (Ibrapem) soma mais de 20 anos de ações voluntárias, que motivaram a fundação do instituto, em 2005. O objetivo é proporcionar às crianças e adolescentes o acesso ao lazer cultural e a possível profissionalização na área musical, além de levar ao público em geral ensinamentos que propiciem um melhor equilíbrio emocional, social e cognitivo, utilizando a prática coral e instrumental. O instituto busca também parceiros para laborar, desenvolver e gerir de forma multidisciplinar as ações que visem promover os direitos das crianças e adolescentes no âmbito do enriquecimento cultural, conforme orienta o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Como instituição e na forma da lei, o Ibrapem pode participar de editais. Página 3

Maestro americano participa de concerto em São Paulo

Em 2012, o Gran Finale chega a sua 10ª edição, tendo como protagonista o maestro norte-americano Henry Leck . Página 2

Tia D e o compromisso humanitário com a música A coordenadora do Ponto de Cultura Vozes de Taubaté é a Maestrina Denise Dias Marques de Andrade, carinhosamente chamada pelos seus alunos de Tia D. Ela participa ativamente das reuniões das equipes de trabalho, das atividades didáticas e artísticas. Tia D tem se dedicado a essa proposta humanitária, altruísta, social e artística como voluntária. Página 4

Linguagem musical forma cidadãos

O Projeto Orquestra nasceu em 1978 e promove a inserção social dos jovens a partir da música. Página 4


Ano I - nº01

Editorial Sustentabilidade

Maestro americano reúne 400 vozes em concerto em São Paulo

O Instituto Brasileiro de Apoio à Pesquisa e Estudo da Música (Ibrapem) busca recursos para as atividades com base na demanda observada no requerimento de vaga. A sustentabilidade é feita em conjunto por aqueles que procuram o instituto. O poder público municipal já foi grande parceiro, mas com o fim da parceria, buscamos novos ares e, no momento, temos como apoiador o Ministério da Cultura. Por meio de convênio com a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, dentro do Programa Cultura Viva, nasceu o Ponto de Cultura Vozes de Taubaté. Esse Ponto de Cultura é administrado pelo Ibrapem, que disponibiliza os recursos para o desenvolvimento dos eventos. Os amigos da Orquestra também disponibilizam instrumentos musicais, equipamentos de som e locais para a realização das atividades propostas.Aumentar a rede de

Espetáculo Gran Finale chega a 10ª edição com regente de destaque internacional

parcerias é o desejo de todos, porém falta a figura de um captador de recursos ou de um relações publicas. O que limita bastante esta ação é a falta de uma verba regular para contratação de um profissional que cuide exclusivamente da questão da sustentabilidade. Até mesmo a participação em editais é uma tarefa difícil pois o instituto não possui funcionários. Todos que aqui trabalham são voluntários e têm seus empregos. Preparar o material para um edital demanda tempo e posterior acompanhamento e prestação de contas. Buscamos a parceria com uma fundação ou um patrocínio, pois o trabalho realizado com as crianças e adolescentes não gera um produto artesanal que possa ser comercializado em função das atividades desenvolvidas e da metodologia utilizada. O resultado esperado é o desenvolvimento emocional, social, cognitivo e, como não poderia deixar de ser, cultural.

Expediente Pontão de Cultura Jornal do Ponto

Editoração e Arte Final: Natália Balladas

Coordenador Cultural: Murilo Oliveira Articuladora: Eliana Silveira Estagiários: Karina Koch, Marina Schmidt, Eduardo Kaze, Bruno Praun Coelho e Nilton Faria de Carvalho. Oficina de Design Gráfico: Natália Balladas

Ponto de Cultura: Vozes de Taubaté Participantes: Marcos André dos Santos Filho; Amanda de Oliveira Leite; Tayná Fernanda dos Santos Monteiro; Bruno Alex Lobo de Oliveira Emmerich; Denise Marques; Yoran Edson Vieira de Paula

Este periódico é produto das oficinas de jornal promovidas pelo Pontão de Cultura Jornal do Ponto, projeto da Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo (ADJORI-SP) em convênio com o Ministério da Cultura sob o nº 748226/2010.

Realização

Realização

2

Equipe reunida e preparada para a apresentação

O Festival Nacional de Corais Infantis - Gran Finale - é um evento em parceria com a Associação de Regentes Corais Infantis (ARCI), Associações Paulista e Brasileira de Regentes Corais e Brasileira de Música (APARC, ABRC e Abemúsica), que conta com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura, por meio da Fundação Memorial, e do Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Em 2012, o Gran Finale chega a sua 10ª edição, tendo como protagonista o maestro norte-americano Henry Leck - regente titular do tradicional festival anual de Nova Iorque, levado ao Carnegie Hall há 19 anos. O evento, na verdade, é um encontro entre os melhores corais infantis do país - uma vez que não tem como fim competir, nem premiar. O diferencial do evento está na pré-seleção de grupos para a montagem de um único repertório a ser interpretado por um grande coro. “Depois de selecionados, cada coral ensaia,

sob a batuta de seu próprio regente, um programa pré-definido pelo maestro convidado”, explica Lilia Valente, regente e produtora musical, que responde pela organização e direção geral do evento no Brasil. São três dias de enriquecimento cultural, artístico e técnico, pois cada idioma requer um trabalho

fonético diferenciado, além de troca de experiências e vivências. “Trata-se de experiência única, pois o Coral Vozes de Taubaté foi selecionado por estar tecnicamente preparado, tendo participado de nove edições do Gran Finale, sendo que cada criança ganhou bolsa integral”, comenta Tia D, maestrina do Coral.

Concerto de encerramento do Granfinale na Sala São Paulo – alunos do Projeto Orquestra – turma de 2004


Ano I - nº01

Trabalhos voluntários abrem espaço para uma nova instituição Em 1989, sem uma constituição formal, mas sim por meio de trabalhos voluntários em comunidades, escolas e igrejas, foram iniciadas as atividades com crianças, pré-adolescentes e adolescentes em risco social, no município de Taubaté. Os colaboradores desse trabalho ficaram satisfeitos com os resultados alcançados, diante das carências sociais e, investidos de uma grande consciência coletiva, resolveram fundar uma instituição sem fins lucrativos, o Instituto Brasileiro de Apoio à Pesquisa e Estudo da Música (Ibrapem). O instituto iniciou suas atividades em 15 de setembro de 2005, formado por uma equipe de voluntários e supervisionado por um conselho fiscal e consultivo. O objetivo é proporcionar às crianças e adolescentes o acesso ao lazer cultural e a possível profissionalização na área musical, além de levar ao público em geral ensinamentos que propiciem um melhor equilíbrio emocional, social e cognitivo, utilizando a prática coral e instrumental. O instituto busca também parceiros em rede para laborar, desenvolver e gerir de forma multidisciplinar as ações que visem promover os direitos das crianças e adolescentes no âmbito do enriquecimento cultural, conforme orienta o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Como instituição e na forma da lei, o Ibrabem pode participar de editais e seleções públicas de projetos como os da Petrobrás, entre outros. Em 2009, a instituição foi selecionada pelo edital realizado por meio de uma parceria, inédita, entre a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e o Ministério da Cultura (MinC). O objetivo do convênio é apoiar entidades e incentivar ações da sociedade civil que desenvolvam papel relevante na comunidade por meio do fomento, difusão, produção e formação cultural. Taubaté foi contemplada com três Pontos de Cultura sendo um deles o Vozes de Taubaté do Ibrapem. Em um período de três anos, as entidades selecionadas passaram a funcionar como um instrumento de articulação de ações e projetos já existentes nas comunidades da cidade e da região, desenvolvendo atividades conti-

Objetivo das iniciativas propostas pelo Ibrapem é ampliar o acesso às atividades artísticas para crianças e adolescentes

nuadas que propaguem a cultura, podendo ser ligado à formação, preservação, criação e a qualquer outra forma de manifestação. O convênio encerra-se em 2012. Novas ações O projeto pretende, por meio de espaços e de atividades adequadas às faixas etárias atendidas, criar um ambiente onde aconteçam atividades de desenvolvimento pessoal e coletivo abrindo possibilidades futuras aos atendidos. Na sua diversidade, as ações propostas são desenvolvidas de forma lúdica e prazerosa, e complementam as lacunas que, por vezes, existem na família, na escola e no ambiente social em sentido mais amplo. Essa ação pretende, de maneira prioritária, oferecer espaço cultural diferenciado, propiciando às crianças, jovens e educadores com afinidades artísticas a troca de experiências, assistir concertos didáticos, participar de imersões culturais regionais, festivais, workshops, além de variadas oficinas culturais (vocal, instrumental e cênica). A intenção dos laboratórios é aumentar o interesse das crianças e adolescentes pelos estudos. “Porque

todos nós amamos fazer algo em que nos saímos bem. É essa sensação que intencionamos passar para os inscritos. O prazer de aprender, o prazer de construir, o prazer de conquistar”, afirma Denise Dias Marques de Andrade, coordenadora do Ponto de Cultura Vozes de Taubaté. Por fim, a instituição visa minimizar a carência de atividades artísticas existente na região, fazendo com que o participante sinta-se desafiado e consiga preencher a ansiedade de reconhecimento do seu potencial, suas habilidades perante si mesmo, seus amigos, familiares e professores, capacitando-os para o êxito. Ponto de Cultura Os Amigos da Orquestra atendem gratuitamente crianças e adolescentes de maneira itinerante há mais de 20 anos. O trabalho é solicitado por escolas públicas, associações de moradores, igrejas e projetos sociais. A ação é feita sempre por meio de parcerias, formando uma rede - quando ninguém usava ostensivamente o termo “redes sociais”. Oferecendo no contra turno escolar atividades de enriquecimento cultural, com qualidade técnica

e comprometimentos elevados, conquistando o respeito e reconhecimento da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo e o do Ministério da Cultura (MinC), sendo considerado um Ponto de Cultura. As produções sem fins lucrativos se propõem a oportunizar o aces-

so à cultura e ao treinamento de jovens para as profissões ligadas à produção cultural. Apesar das atividades usarem a música e o trabalho ser realizado com crianças, adolescentes e jovens, um grande legado é deixado para a vida daqueles que se envolvem nas atividades, aprimorando a concentração e o esforço continuado, favorecendo a aquisição de habilidades, como a socialização e a integração entre equipes de trabalho, a desinibição e a comunicação em público, visando facilitar uma futura empregabilidade. Os conceitos, embora musicais, são facilmente superadas por meio da arte e da cultura, e finalmente a inclusão de pessoas com deficiências é perfeitamente viável na quase totalidade dos trabalhos desenvolvidos. Os problemas da sociedade moderna possuem raízes profundas e múltiplas. Entre elas está a falta de uma identidade cultural. Os principais ambientes de vivência e de convivência das crianças e adolescentes encontram-se degradados: família, escola e as mídias de uma maneira geral. Crescer, amadurecer, fazer escolhas, por si só já é difícil, quanto mais em um ambiente árido como o do cenário urbano de hoje.

Exemplo de dedicação e envolvimento A coordenadora do Ponto de Cultura Vozes de Taubaté é a Maestrina Denise Dias Marques de Andrade, carinhosamente chamada pelos seus alunos de Tia D. Ela participa ativamente das reuniões das equipes de trabalho, das atividades didáticas e artísticas. Tia D tem se dedicado a essa proposta humanitária, altruísta, social e artística como voluntária. Sempre preparou as apostilas, as aulas, os arranjos, e participou em todas as apresentações. A única remuneração recebida foi ver realizado o sonho dos alunos envolvidos e a comunidade.

Por meio do exemplo, motivou outros voluntários a se unirem nesta causa. Porém, depois da infraestrutura oferecida pelo Ponto de Cultura, as oportunidades e o número de crianças atendidas aumentaram significativamente. Isso a levou a busca de um novo impulso para manter e aprimorar o nível de excelência conquistado e expandir mais ainda o trabalho. A Maestrina Denise é musicista profissional registrada na Ordem dos Músicos do Brasil desde 1980 nas categorias de pianista, organista, tecladista, violonista, baterista, contrabaixista e xilofonista. 3


Ano I - nº01

Projeto utiliza linguagem musical para capacitar os cidadãos Os Amigos da Orquestra deste 1978 tem incentivado a realização de ações para o enriquecimento cultural. O objetivo da iniciativa é levar aos jovens a música como forma de inserção social. Os participantes são crianças e adolescentes que, fora do horário escolar, ficavam expostos à criminalidade e a situações constrangedoras de vulnerabilidade social (bullying). A partir dessa percepção uma equipe multidisciplinar decidiu usar uma proposta divertida para se aproximar dessas crianças e, a partir daí, apresentar-lhes o trabalho de responsabilidade técnica e pedagógica de forma acolhedora. As aulas, oficinas, laboratórios e ensaios capacitam tecnicamente cada participante, a partir do acesso a educação musical. Os participantes do projeto têm à disposição os cursos preparatórios para ingresso no Coral Infantil Vozes de Taub até, que eng lob am as seguintes atividades: labor atór i o s d e té c n i c a vo c a l, expressão cênica e musicalização. O repertório aguça o paladar cultural com canções educativas, clássicos da mú s i c a p opu l ar br a s i l e i r a e internacional e temas do folclore brasileiro e suas as-

cendências. Já na Orquestra Infanto-Juvenil as atividades são: laboratórios de flauta, (s oprano, cont ra lto, tenor e baixo), violão, contrabaixo, bateria, teclado, piano, violino, sax, teoria musical, p e rc e p ç ã o mu s i c a l , pr át i ca de conjunto, auxiliar de produção, auxiliar de classe, digitalização de partituras, sonorização e arquivista. Os laboratórios são organizados em grupos de um a qua-

A mesma criança pode participar de mais de uma atividade se assim desejar

tro alunos, de acordo com o instrumento. Os participantes são orientados por uma equipe multidisciplinar formada por maestrina, psicólogo, psicopedagogo, pedagogo, monitores, auxiliares de produção e por auxiliares de classe.

Curso preparatório As vagas nos cursos preparatórios para ingresso na Orquestra são oferecidas com base na demanda constatada por meio de pesquisa e requerimento de vaga. Todas as atividades são oferecidas com um planejamento estratégico para a faixa etária e sua maturação técnica, visto que as crianças podem permanecer dos 5 aos 15 anos no grupo infantil e nada motiva mais essa turminha do que o desafio e a certeza de que se tentar de novo, consegue. “Ele também passa de fase”, afirma Denise Dias Marques de Andrade (Tia D), maestrina coordenadora do Ponto de Cultura Vozes de Taubaté. Dessa forma, temos apostilas exclusivas e específicas para cada momento da criança, com o cuidado na progressão do conteúdo, com uma diagramação atraente que estimula a busca do resultado prazeroso, que faz com que exista satisfação em conquistar a habilidade sensório-motora capaz de executar uma sequência de movimentos com intensidade e agilidade específicas, que aos nossos ouvidos soa apenas como música. “Ressaltamos que a mesma criança pode participar de mais de uma atividade se assim desejar”, conclui Tia D.

Atividades realizadas em 2010 e 2011 O Ponto de Cultura Vozes de Taubaté realizou desde 2010 diversas ações de fomento à cultura e a cidadania, entre elas: Atividades de Integração – articuladas para fortalecer o relacionamento amistoso e o companheirismo entre as crianças, seus pais e professores. Short Concert´s – são apresentações feitas na abertura de eventos culturais, seminários, simpósios, congressos, etc. Concertos Didáticos – eventos com duração de 1 a 2 horas onde existe um comentário das peças apresentadas e o público é estimulado a interagir. Intercâmbios Culturais – eventos com duração de 2 a 10 horas, onde o grupo se apresenta e participa de oficinas, palestras, etc. Mensagens Sonoras – apresenta4

Ações 2012 Este ano começou agitado para o Ponto de Cultura Vozes de Taubaté. Palestras, oficinas e apresentações, realizadas entre janeiro e maio, têm for-

talecido o trabalho da equipe e destacado o desenvolvimento dos participantes. Confira as atividades que concretizamos até agora:

Janeiro

pela defesa das crianças e dos adolescentes Local: Auditório da Faculdade de Engenharia Civil da UNITAU

30 e 31 – Oficina – Intensivão de Flauta para iniciantes Local: núcleo Ebenézer

06/04 – Short Concert - Evento -Homenagem á Professora Regina Célia Local: Unitau de Letras

29/01 – Short Concert - Comemoração das Bodas de Prata Local: núcleo Ebenézer

01 e 02 - Oficina – intensivão de Flauta para iniciados Local: núcleo Ebenézer

14/04 - Short Concert - Evento comemorativo dos 42 anos da Escola Jardim das Nações Local: Espaço Cultural da Instituição

03/02 – Atividade de Integração Local: Sistema Educacional de Desenvolvimento Social - SEDES

14/04 - Atividades de Integração - Atividades Recreativas Local: Chácara do JAJA

11/02 – Short Concert - Grupo de Flautas na abertura da comemoração ao dia da Mulher Presbiteriana Local: núcleo Ebenézer

29/04 – Short Concert - Evento Cultural no dia do Pastor Local: Serviço Paroquial de Assistência

Fevereiro

20/02 – Oficina – Processo seletivo para ingresso no Granfinale Festival Local: núcleo Ebenézer

Março

13/03 - Short Concert - IV Conferência Regional dos Direitos das Crianças e do Adolescente Local: Sistema Educacional de Desenvolvimento Social – SEDES 17/03 - Oficina – Curso de Jornalismo (história) Local: núcleo SUD 18/03 – Oficina – Curso de Jornalismo (Fotografia e Diagramação) Local: TV Cidade 21/03 - Intercâmbios Culturais - Festival do Minuto Local: núcleo Bom Pastor 23/03 – Oficinas: Palestra “ A Destinação do imposto de renda ao fundo Municipal do CMDCA” Local: Departamento de Comunicação Social UNITAU

Apresentação do Coral dos alunos do Ponto de Cultura

ções artísticas e compartilhamento de mensagens de incentivo a paz, fraternidade, esperança e cidadania. Em 2011, foram realizadas 22 apresentações nas cidades de: São Paulo, Campinas, Vinhedo, Campos do Jordão, Piracicaba, Itatiaia, São José dos Campos, Mogi, e Penedo. Outras 28 em

Taubaté e Região. No total, mais de 13.500 espectadores prestigiaram as apresentações. De janeiro a maio de 2012, foram realizadas 26 atividades de enriquecimento cultural e estão programadas mais uma dezenas delas serão concretizadas até o fim do ano.

28/03 - Short Concerts - Conferencia Intermunicipal de Sustentabilidade Local: Faculdade de Engenharia Civil 31/03 - Intercâmbios Culturais Festival do Minuto Local: núcleo SUD

Abril

04/04 – Short Concert - Curso da Defensoria Publica: Unidos

Maio

03/05 - Short Concert - Teia Regional dos Pontos de Cultura e Capacitação do Ministério da Cultura Local: Centro Cultural em Taubaté 03/05 - Short Concert - Unitau CONVIDA Local: Patrimônio Histórico da UNITAU 08/05 - Short Concert - Curso de fortalecimento do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente Local: Sistema Educacional de Desenvolvimento Social. (Defensoria Pública) 15/05 - Short Concert - Curso de fortalecimento do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente Local: Sistema Educacional de Desenvolvimento Social. (Defensoria Pública) 19/05 – Short Concert - ESPECIAL - Dia das Mães Local: Horto da Independência à convite da Escola Cultural 25/05 - Oficina – Master Class com o Maestro Henry Leck Local: Teatro da TV Gazeta 25/05 - Oficina – Master Class com o Maestro Henry Leck Local: Memorial da América Latina 27/05 – Concerto Didático – Granfinale Local: Memorial da América Latina


Jornal Vozes de Taubaté