Page 1

Cultura e meio ambiente no mesmo Ponto A Associação Cultural e Ambiental Chico Me n d e s , f u n d a d a e m fevereiro de 2005 por mulheres moradoras do entorno da Capela Santa Cruz, localizada no Morro do Sabão, bairro Cabuçu, em Guarulhos, tem como objetivos o resgate das manifestações e tradições culturais da região do Cabuçu e o fomento da educação ambiental, como ferramenta de preservação e conscientização da população, em relação à flora e fauna local, bem como sua missão e atuar na for m a ç ã o t r ip ol ar d o s er humano (autoformação, heteroformação e a ecofor mação), al-

cançando uma comunidade mais humana. A i nst itu i ç ã o é re s ponsável pelos seguintes projetos: Ponto de Cultura Chico Mendes/ Cabuçu, Telecentro Cabuçu, Biblioteca, MOVA – Guarulhos e Viveiro E c o l ó g i c o C a bu ç u . A associação foi premiada em 2006 com o prêmio Selo Ambiental, concedido pela Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Guarulhos; Prêmio História de Pontos, conce dido pelo Ministério da Cultura; e selecionada para compor o documentário Meu País Meu Mundo, juntamente com 150 países escolhidos pela UNESCO. Página 3

Ponto para o cinema O cinema é pura magia e tem espaço garantido no Ponto de Cultura Arte: Vida em Movimento e Ação, que trabalha o tema com as crianças e adolescentes atendidos pelo projeto, mantido pela ONG Ação Vida, no Jardim Paulista, em Guarulhos. Entre outras atividades realizadas no local, a sétima arte tem levado a turma a desenvolver vídeos, trabalho que pode ser conferido por todos pela internet, no canal PCArteMovimento no Youtube. Página 2

O resgate da história Com o Ponto de Cultura Projeto Meninos e Meninas de Rua: Contos e Lendas, as comunidades do Hatsuta, no Parque São Roque, e do 15, no Jardim Maia, são duas regiões de Guarulhos que estão resgatando suas origens. A ação é desenvolvida por adolescentes que residem nessas comunidades e vivenciaram a experiência de trabalhar, esmolar ou transitar nas ruas da região central do município como estratégia de sobrevivência e que, atualmente, já superaram essa condição peculiar. Página 4


Ano I - nº01

Editorial Três pontos unidos em prol da criança e do adolescente Com os Pontos de Cultura agregamos ferramentas que fortalecem espaços, conhecimentos e comunidades estratégicas que promovam o protagonismo e a autonomia. Nesta perspectiva, é emblemático o trabalho com crianças e adolescentes visando minimizar a problemática social relativa às conquistas dos direitos das crianças e dos adolescentes, baseados no Esta-

tuto da Criança e do Adolescente (ECA) que completou, em 13 de julho, 21 anos. Desta forma, os Pontos Arte: Vida em Movimento e Ação, Projeto Meninos e Meninas de Rua e Chico Mendes, desenvolvem ações culturais que visam promover e garantir os direitos das crianças e adolescente, entre outras ações. Conheçam estas iniciativas.

Expediente Pontão de Cultura Jornal do Ponto

Editoração e Arte Final: Natália Balladas

Coordenador Cultural: Murilo Oliveira Articuladora: Eliana Silveira Estagiários: Karina Koch, Eduardo Kaze, Bruno Praun Coelho e Nilton Faria de Carvalho. Oficina de Jornalismo: Marina Schmidt - MTB: 66 882 Oficina de Design Gráfico: Natália Balladas

Pontos de Cultura: Chico Mendes, Meninos e Meninas de Rua e Arte Movimento Participantes: Anselmo Paulo Florentino; Brenda Victor da Silva; Carla Shuenck Ramos; Jailton Evangelista; Márcia Cristina I. de Oliveira; Susana Barbosa; Weber Lopes Góes

Este periódico é produto das oficinas de jornal promovidas pelo Pontão de Cultura Jornal do Ponto, projeto da Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo (ADJORI-SP) em convênio com o Ministério da Cultura sob o nº 748226/2010.

Realização

Realização

2

Ponto de Cultura e a 7ª Arte O cinema é pura magia e tem espaço garantido no Ponto de Cultura Arte: Vida em Movimento e Ação, que trabalha o tema com as crianças e adolescentes atendidos pelo projeto, mantido pela ONG Ação Vida, no Jardim Paulista, em Guarulhos. Entre outras atividades realizadas no local, a sétima arte tem levado a turma a desenvolver vídeos, trabalho que pode ser conferido por todos pela internet, no canal PCArteMovimento no Youtube. “Iniciamos as crianças na arte de contar histórias, como forma de incentivo a leitura e de criar histórias para produção de videos, em seguida passando pelas artes

plásticas e oficina de animação stop motion”, conta Jailton Evangelista, um dos responsáveis pelo projeto. “Trabalhamos animação stop motion com as crianças e adolescentes como forma lúdica de entenderem e conhecerem as técnicas e como funciona o cinema”, explica. Os participantes também aprendem sobre fotografia e realizam um ensaio fotográfico no bairro. As fotos são selecionadas e nomeadas pelas crianças e, posteriormente, são expostas para toda comunidade. Depois de oito meses de atividades, que abrangem todas as áreas artísticas, o projeto é concluído com a realização de um filme digital, momento em que as crianças

Oficina de Cinema

trabalham com as artes cênicas voltadas para o cinema. Tudo isso conta sempre com uma boa pitada de diversão e ludicidade. Ponto de Cultura Arte: Vida em Movimento e Ação Rua Humaitá, 15B, Casa 2, Jd. Paulista Tel.: (11) 2452-7116 E-mail: pcartemovimento@ gmail.com Segunda a sexta-feira, das 8h às 17 h Atividades: Noções básicas de canto, dança, teatro, inclusão digital, artes plásticas, judô, educação física, fotografia, artes plásticas, animação stop motion e cinema.


Ano I - nº01

Cultura verde é o lema da Associação Chico Mendes Instituição acumula prêmios e conquistas na área de educação ambiental A Associação Cultural e Ambiental Chico Mendes, fundada em fevereiro de 2005 por mulheres moradoras do entorno da Capela Santa Cruz, localizada no Morro do Sabão, bairro Cabuçu, em Guarulhos, tem como objetivos o resgate das manifestações e tradições culturais da região do Cabuçu e o fomento da educação ambiental, como ferramenta de preservação e conscientização da população, em relação à flora e fauna local, bem como sua missão e atuar na formação tripolar do ser humano (autoformação, heteroformação e a ecoformação), alcançando uma comunidade mais humana. A instituição é responsável pelos seguintes projetos: Ponto de Cultura Chico Mendes/Cabuçu, Telecentro Cabuçu, Biblioteca, MOVA – Guarulhos e Viveiro Ecológico Cabuçu. A associação é premiada desde 2006 com o prêmio Selo Ambiental, concedido pela Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Guarulhos; Prêmio História de Pontos, concedido pelo Ministério da Cultura; e selecionada para compor o documentário Meu País Meu Mundo, juntamente com 150 países escolhidos pela UNESCO. Ponto de Cultura Desde 2006, a Associação Cultural e Ambiental Chico Mendes é responsável pelo Ponto de Cultura

sibilitam a manutenção de quatro salas espalhadas em Guarulhos e o atendimento a 60 alunos. O Viveiro Ecológico Cabuçu tem capacidade para produzir 50 mil mudas nativas da Mata Atlântica, para paisagismo e uso medicinal, e conta com infraestrutura de ponta. Esse espaço recebe visitas e ensina jovens da comunidade a serem viveiristas em parceria com a Empresa Higie Topp. Todo este trabalho foi possível devido ao sonho e a ousadia da fundadora da instituição, a Sra. Ivone C. Felix Pires, que inconformada com os crimes ambientais que estavam acontecendo na região sensibilizou e mobilizou um grupo de mulheres para criação da ONG. Em 2010 teve sua história de vida e seu trabalho eco-socio-cultual publicado no livro História de Pontos, editado pelo Ministério da Cultura como forma de premiar os 25 melhores Pontos de Cultura do Brasil. Já em 2011 foi outorgada com o Selo Ambiental na categoria Cidadã Amiga do Meio Ambiente.

Grupo participa de projetos ambientais, como o Viva a Mata

Chico Mendes/Cabuçu. Participou da primeira Rede de Pontos de Cultura de Guarulhos, mantendo convênio com a Secretaria Municipal de Cultura e Ministério da Cultura até 2009. Em 2010 teve seu projeto aprovado e passou a fazer parte da Rede de 301 Pontos de Cultura da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e Ministério da Cultura. Oferecendo a população do Cabuçu diversas

oficina culturais (em parceira com Educação, FNDE/MEC, que poso Programa Oficinas Culturais da Secretaria Municipal de Cultura) e ambientais, dispõe neste ano das oficinas de Educação Ambiental; Projeto Soldados do Meio Ambiente (SOMA), em parceira com a Ecoficina; Turismo de Base Local Comunitário, em parceira com a Cabuçu Turismo; Percussão; Violão; Pintura em Tecido; Crochê e História em Quadrinho. O Telecentro Cabuçu oferece inclusão digital para todos com sistema de software livre, em parceria com Ministério das Comunicações, GESAC, SERPRO e EMBRATEL, Projeto também ministra oficinas de percussão e violão e atende em média 400 usuários mensais. A biblioteca, com um acervo de 4 mil livros de temas O Ponto de Cultura Chico Violão: Sábado, das 11h às 12h variados, trabalha no sistema de Mendes/Cabuçu está localizaPintura em tecido e crochê: empréstimo por 15 dias com reno- do na Rua B particular, 27, Jd. das 14h às 16h vação, e possui 250 associados. O Cardoso – Cabuçu e funciona As aulas de educação amPrograma de Alfabetização de Jo- de terça a sábado das 9h às 17h. biental acontecem no Viveiro vens e Adultos MOVA Guarulhos Horário das oficinas: Ecológico Cabuçu localizado tem como objetivo reunir esforços História em Quadrinhos: sex- na Rua Monte Azul Paulista, conjuntos para o desenvolvimen- ta-feira das 10h às 12h 200, Chácaras Cabuçu, sempre to do ensino público, sendo que Percussão: sexta-feira, das 15h às terças-feiras das 14h às 17h. a instituição mantém convênios às 17h Informações pelo telefone (11) com a Secretária Municipal de Turismo: sábado, das 9h ás 12h 2405-3630

Venha conhecer

Participantes das oficinas culturais do Chico Mendes

3


Ano I - nº01

Projeto Meninos e Meninos e Meninas de Rua Meninas de Rua resgata história comunitária Ação propõe resgatar a origem das comunidades do Hatsuta e do 15

Exposição sobre a história de Guarulhos no Museu do Lago dos Patos - Vila Galvão

O Ponto de Cultura Projeto Meninos e Meninas de Rua: Contos e Lendas tem como objetivo resgatar o processo de origem da comunidades do Hatsuta, no Parque São Roque, e da Comunidade do 15, no Jardim Maia, no contexto geral da história do município de Guarulhos. É desenvolvido por adolescentes que residem nessas comunidades e vivenciaram a experiência de trabalhar, esmolar ou transitar nas ruas da região central do município como estratégia de sobrevivência e que, atualmente, já superaram essa condição peculiar. O Projeto do Ponto visa, portanto, contribuir para a re-significação da vivência desses adolescentes por meio do resgate da história das suas comunidades; propiciar a reflexão sobre o cotidiano no contexto

dos conflitos sociais; estimular ações e reflexões coletivas sobre a vivência da adolescência em comunidades precarizadas; desenvolver ações que fortaleçam a autoestima e o sentimento de pertencimento às suas famílias, escolas, comunidades; estimular e promover acesso dos adolescentes a espaços de conservação da cultura e memória do município; estimular o interesse dos adolescentes quanto à origem histórica e social das comunidades em que residem. Desta forma, o projeto busca desenvolver ações para a aquisição de novas habilidades e de atitudes que potencializem os adolescentes frente à vida pública e privada, explorando e enriquecendo a sua história de vida para o exercício da curiosidade, investigação sobre a herança cultural da comunidade na qual vivem.

execução do Serviço de Abordagem Social Especializada com crianças e adolescentes, e seus familiares, que se encontram em situação de rua na região central do município de Guarulhos.

Informação na luta contra discriminação

Segunda mostra de educação em Guarulhos - Centro de Educação Adamastor

Atividade Externa ao Museu do Parque Ecológico do Tietê

Horário

Quarta-feira

Dinâmica de grupos, jogos teatrais, contação de história Cultura Digital

09h30 as 11h30

Sexta-feira

Oficina de comunicação e expressão.

09h30 as 11h30

Visitas em Museus, feiras culturais, arquivos e patrimônios históricos

9h30 às 11h30

Atividades Externas (planejado quinzenalmente) 4

Atividades

Atividade externa: segunda mostra de educação no Centro de Educação Adamastor Guarulhos

políticas públicas relativas às crianças e adolescentes, com atuação nos municípios de Guarulhos, Diadema e São Bernardo do Campo. Também é responsável pela

Crianças no encontro de novas famílias

Ponto de Cultura Projeto Meninos e Meninas de Rua:Contos e Lendas Dia da semana

O Projeto Meninos e Meninas de Rua é uma Organização não governamental, que tem como finalidade a sensibilização, mobilização, defesa e garantia e fortalecimento das

Atividade de dinâmica de grupo

Atividade de contação de comunicação e expressão - Conhecendo a sua comunidade

Jornal 3 Pontos  

Jornal 3 Pontos de Guarulhos

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you