Page 1

natรกlia sartini portfรณlio


NATALIA SARTINI FONSECA

São Paulo, Brasil + 55 (11) 968185128 natalia.fonseca@usp.br


CURRÍCULO ACADÊMICO

2012- 2018

FORMAÇÃO PROFISSIONAL Universidade de São Paulo Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

2013- 2014

EXPERIÊNCIAS ACADÊMICAS Iniciação científica da FAUUSP com o projeto de pesquisa próprio: “Estudo de algumas praças brasileiras no século XXI” (orientador: Hugo Massaki Segawa)

2015

Monitoria em disciplina da FAUUSP de linguagem visual ambiental (orientadora: Daniela Hanns)

2016

Intercâmbio de 6 meses na Escuela Técnica Superior de Arquitectura de Madrid

2016

fev. 2017jun. 2017

EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS Participação no concurso “ Arte y prestaciones da empresa ANDECE (Asociación Nacional de la Industria del Prefabricado de Hormigón) e ganhadora do prêmio Diseño Estructural com o título: “ La celosía: el filtrado de la luz y sus variaciones”. Estágio no escritório Projeto Sendo SOFTWARES Auto cad, Photoshop, Illustrator, Indesign, Sketchup, Vray, Office, Revit, Vectorworks IDIOMAS Inglês: avançado Espanhol: avançado


Ă?NDICE

novo Parque Global 2015 / fauusp

02

campus Unifesp 2014 / fauusp

04


aeroporto BXS 2016 / fauusp

01

HIS + Vila Itororรณ 2015 / fauusp

03

pavilhรฃo temporรกrio 2014 / fauusp

05


01

aeroporto BXS

Orientador: Antonio Carlos Barossi Aluna: Natália Sartini Ano: 2016

Projeto realizado na disciplina Ateliê livre, no quinto ano de faculdade. O projeto tratava-se da criação de um aeroporto, com a criação de um terminal de passageiros para o novo aeroporto da baixada santista. O aeroporto se localiza próximo à cidade do Guarujá no litoral paulista; no local atualmente existe uma base aérea militar e sua localização privilegiada está muito próxima ao porto de Santos e da balsa que faz a interligação entre as cidades de Santos e Guarujá, as maiores e mais movimentas da baixada santista. A implantação de um aeroporto no local, possibilitaria a interligação entre os modais aéreo, náutico e viário, melhorando a distribuição de cargas a partir do porto de Santos. Além disso, serviria para auxiliar na atual situação de sobrecarga dos aeroportos de Congonhas, na cidade de São Paulo, e Cumbica, em Guarulhos, desviando os vôos nacionais deste último e transformando-o em uma aeroporto exclusivamento internacional. Também foi indicada uma localização genérica dos edifícios auxiliares do complexo do aeroporto BXS


são paulo

6

2

5 1

3

4

1- Possíveis entradas (Uma via balsa para passageiros; uma a partir da rodovia que liga São Paulo à baixada santista; uma via balsa para cargas) 2- Edifício do terminal de passageiros 3- Edifício garagem 4- Área para o difício do terminal de cargas 5 - Áreas de apoio para tráfego aéreo, adminisitração e segurança 6- Área de apoio de abastecimento de aeronaves


Piso +1 : acesso ed. garagem / terra + ar

1

Piso +2 : embarque / terra + ar

4

Piso +3 : mezanino / ar

1 0 50 100

200

aeroporto BXS

Piso tĂŠrreo : desembarque / terra + ar


A 1234-

1 2

3

4

Cafés e bares Lojas Sanitários Restaurantes

3

4

4° nível (+ 16.00 m ) 0 25

50

A

A 7

6 6 3

3

8

5

8

4

9

7 3

3

1- Guichês de check-in 2- Cafés e lojas 3- Sanitários 4- Porta de entrada para embarque 5- Segurança 6- Portões de embarque ala A 7- Portões de embarque ala B 8- Cafés e bares 9- Lojas 10- Descarte de resíduos lado ar

9

10

10 1

2

2

3° nível (+ 10.00 m ) 0 25

A

^ : Corte AA transversal

50


aeroporto BXS

A 1- Distribuição das bagagens 2- Máquinas 3- Delegacia 4- Áreas de serviço 5- Copa 6- Vestiários 7- Sanitários feminino e masculino 8- Descarte de resíduos lado ar 9- Polícia Federal 10- Salas para tripulação 11- Direção 12- Centro de controle 13- Enfermaria + sala de segurança

1

7

54 76

3

9

2

3 4 5

67 7 8

8 10

11 12 13

10

2° nível (+ 5.00 0 25

50

A

1- Distribuição das bagagens 2- Inspeção de bagagens 3- Máquinas 4- Dormitórios 5- Copa 6- Área dos funcionários 7- Armazéns 8- Sanitários feminino e masculino 9- Bagagens especiais 10- Reclamações 11- Descarte de resíduos lado ar 12- Sala de controle e manutenção 13- Esteiras 14- Polícia Federal 15- Receita Federal 16- Escritórios + sala de limpeza 17- Aluguel de carros, serviço de taxi, hotelaria 18- Cafés e bares

A

88

7 9

11

7 6

6 66

5

4

1

3

2

2

8

13 15 17

14

12

4

56 6

7 7

16 8

10

10 18

66

18

9

88

11

térreo 0 25

50

A

5° nível (+ 22.00 m ) 4° nível (+ 16.00 m ) 3° nível (+ 10.00 m ) 2° nível (+ 5.00 m ) térreo 0

10

20


^: Vista da รกrea de check in


aeroporto BXS


02

novo Parque Global

Orientador: Eugênio Queiroga Alunas: Natália Sartini, Chiara Scotoni, Elisa Bloch, Fernanda Pitombo Ano: 2015

Projeto realizado na disciplina de Paisagismo III, no quarto ano de faculdade. O projeto tratava-se da criação de um bairro a partir do programa e a volumetria propostos no já existente projeto do empreendimento Parque Global para uma área às margens do rio Pinheiros em São Paulo. O programa a ser seguido deveria ser tipologica e quantitativamente igual ao presente no do Parque Global, mas devendo ser dada especial atenção à configuração e projeto dos espaços livres. Fez parte do plano, o desenho urbano das vias e quadras, nos quais nossa premissa foi propôr inúmeros espaços intra-quadras de forma a instigar a integração dos usuários. Também foram pensados edifícios com diferentes finalidades como: habitação, comércio, restaurantes, hotéis e coorporativo; além do projeto de 3 praças secas (uma delas que abriga uma estação do monotrilho), ciclovia, corredor ônibus e a determinação dos programas existente no parque principal do terreno.


MOBILIDADE

MOBILIDADE

ESTAÇÃO DO MONOTRILHO

ESTAÇÃO DO MONOTRILHO CORREDOR DE ÔNIBUS

CICLOVIA

USOS

USOS

CORPORATIVO

HOTEL

COMÉRCIO

RESTAURANTE

ESTAÇÃO DO CORREDOR DE HABITAÇÃO CORPORATIVO MONOTRILHO ÔNIBUS

HOTEL

CICLOVIA

PRAÇA

PARQUE

USOS

INTRAQUADRA

HABITAÇÃO

HOTEL

CORPORATIVO

COMÉRCIO

100

RESTAURANTE

ESPAÇOS LIVRES

PRAÇA ESTAÇÃO DO CORREDOR DE CICLOVIA Coorporativo +PARQUE COMÉRCIO RESTAURANTE MONOTRILHO ÔNIBUS HOTEL HABITAÇÃO CORPORATIVO PRAÇA PARQUE

térreo comercial

INTRAQUADRA

HABITAÇÃO

CORPORATIVO

HOTEL

INTRAQUADRA

USOS

ESPAÇOS LIVRES

ESPAÇOS LIVRES

Parque

INTRAQUADRA

PARQUE

HABITAÇÃO

CORPORATIVO

HOTEL

COMÉRCIO

RESTAURANTE

PRAÇA

Hotel PARQUE

Estação monotrilho ESPAÇOS LIVRES

PRAÇA

CICLOVIA

0

USOS

ESPAÇOS LIVRES

CORREDOR DE ÔNIBUS

PRAÇA

COMÉRCIO RESTAURANTE ESTAÇÃO DO CORREDOR DE MONOTRILHO ÔNIBUS

CICLOVIA

USOS

ESPAÇOS LIVRES

MOBILIDADE ESTAÇÃO DO MONOTRILHO

MOBILIDADE MOBILIDADE

HABITAÇÃO

MOBILIDADE

CICLOVIA

CORREDOR DE ÔNIBUS

Praça

PARQUE

INTRAQUADRA

INTRAQUADRA


novo Parque Global

1 Gramado com alternância de luz e sombra 2 Equipamentos de ginástica 3 Área de descanço / espreguiçadeiras 4 Área de Pic Nic 5 Área de vegetação densa 6 Platôs junto ao córrego represado e área pavimentada 7 Pista de cooper dentro do bosque 8 Anfiteatro a céu aberto 9 Quadras poliesportivas 10 Playground e skate parque 11 Monotrilho 12 Ciclovia 13 Praça da escultura 14 Praça das águas

0 100

0

0 COMÉRCIO

250

100

100om

Planta específica

100

250 250m

RESTAURANTE

Planta de uso - térreos

Residencial + térreo comercial

Coorporativo + térreo comercial Praça + desaterrar córrego


1234567-

Gramado Equipamentos de ginástica Área de descanso Área de Pic Nic Área de vegetação densa Platôs junto ao córrego Pista de cooper

8- Anfiteatro aberto 0 100 9- Quadras poliesportivas 10- Playground e skate parque 11- Monotrilho 12- Ciclovia 13- Praça da escultura 14- Praça das águas

1 Gramado com alternância de luz e sombra 2 Equipamentos de ginástica 3 Área de descanço / espreguiçadeiras 4 Área de Pic Nic 5 Área de vegetação densa 6 Platôs junto ao córrego represado e área pavimentada 7 Pista de cooper dentro do bosque 8 Anfiteatro a céu aberto 9 Quadras poliesportivas 10 Playground e skate parque 11 Monotrilho 12 Ciclovia 13 Praça da escultura 14 Praça das águas

250

0

100

1000

250

100om

Planta específica


áreas de estacionamento na rua

iluminação com menor altura que arborização

térreos comerciais

novo Parque Global

< : planta geral do projeto do parque principal e áreas livres ao redor v : premissas do projeto das calçadas v : premissas do projeto das quadras v

arborização

alargamento das esquinas

áreas de permanência

térreos com permeabilidade de fluxos


DE

O HO

O

CORREDOR DE ÔNIBUS

CORPORATIVO

CICLOVIA

HOTEL

MOBILIDADE

COMÉRCIO RESTAURANTE ESTAÇÃO DO CORREDOR DE MONOTRILHO ÔNIBUS

CICLOVIA

>: Corte rua do monotrilho

>: Corte parque topográfico

>: Corte geral do projeto


novo Parque Global

0 Residencial

Galeria

10

Monotrilho

Parque

0

Skate parque

Playground topogrรกfico

0

10

Playground tradicional

0

Corte Playground - Skate Parque

0 Praรงa da escultura

Hotel

Residencial

Praรงa das รกguas

10

20 Residencial


^ : Vista da praça da estação do monotrilho


novo Parque Global


^ : Vista da avenida do monotrilho

^ : Vista da rua do parque principal


novo Parque Global


03

HIS + Vila Itororó

Orientador: Nabil Bonduki Alunas: Natália Sartini, Claudia Kim Kim Ano: 2015

Este trabalho foi realizado durante a disciplina optativa de habitação social no 4° ano da universidade. O objetivo era a criação de espaços de moradia com alto adensamento, já que se situa em uma área central da cidade de São Paulo, Bela Vista, além da remodelação dos usos do espaço tombado da Vila Itororó. O projeto aqui proposto pretende destinar os espaço já existentes da Vila Itororó a atividades de comércio e serviços da comunidade que iria habitar na envoltoria, já que a comunidade dos antigos moradores possuia diversos coletivos artísticos e musicais. Nos terrenos arredores, se propõem a desapropriação dos galpões existentes e a construção de dois tipos de moradia: edifício habitacional em lâmina e residências unifamiliares. Estas últimas, apesar de não contribuirem para o adensamento na região cumprem o proposto de dialogar com a memória da maioria das edificações da Vila Itororó que são em sua maioria de até 2 pavimentos.


habitação interesse social

habitação interesse social residência unifamiliar de interesse social

residência unifamiliar de interesse social

habita


HIS + Vila Itororó

fablab

ação interesse social

edifícios pré existentes - Vila Itororó propostas de HIS entradas


0 10

a br m da so ta en ze m s lu vi ra de ei pa d ia ea nc ica iça ár nâ st gu e er ná re o alt gi sp ad m de / e a res ue co os ço ns ep sq t n o de o r o bo ad en ca m m es ic ão eg d ra ipa e d ic N taç órr tro 1 G Equ a d e P ege o c den erto e 2 Áre a d e v to a er ab vas rqu 3 Áre a d jun op éu rti pa 4 re ôs e co a c spo ate 5 Á Plat a d tro olie e sk 6 Pist tea s p nd 7 Anfi dra rou o ra tu 8 Qua ayg trilh ul l o sc as 9 P u a n e i 10 Mo lov da s ág 11 Cic aça da 0 12 Pr aça 25 13 Pr 14

0

m 0o

ca cífi pe es

10

ta an Pl

3

0

1

3

0 10

a br m da so ta en ze m s lu vi ra de ei pa d ia ea nc ica iça ár nâ st gu e er ná re o alt gi sp ad m de / e a res ue co os ço ns ep sq t n o de o r o bo ad en ca m m es ic ão eg d ra ipa e d ic N taç órr tro 1 G Equ a d e P ege o c den erto e 2 Áre a d e v to a er ab vas rqu 3 Áre a d jun op éu rti pa 4 re ôs e co a c spo ate 5 Á Plat a d tro olie e sk 6 Pist tea s p nd 7 Anfi dra rou o ra tu 8 Qua ayg trilh ul l o sc as 9 P u a n e i 10 Mo lov da s ág 11 Cic aça da 0 12 Pr aça 25 13 Pr 14

0

m

0o

ca ífi

c pe

es

10

ta an Pl

^ : Corte longitudinal do projeto

^ : Planta tipo dos apartamentos

1

20

10

0

^ : Planta térreo + 1° pav. unifamiliar 0


RUA MAESTRO CARDIM

^ : Implantação 13

14

0

0 10

a br m da so ta en ze m s lu vi ira de pa de ia ea nc ica iça ár nâ st gu e er ná re do alt gi sp sa e m de / e sa pre squ co tos ço en re o n o d o ob ad en ca m m es ic ão eg d ra ipa e d ic N taç órr tro 1 G Equ a d e P ege o c den erto e 2 Áre a d e v to a er ab vas rqu 3 Áre a d jun oop céu orti pa c a p te 4 re s s a ô e 5 Á lat d ro lie sk t o a P e 6 Pist tea s p nd 7 Anfi dra rou o ra tu 8 Qua ayg trilh ul sc uas 9 Pl no a e i o v a ág 10 o M d l 11 Cic aça das 0 12 Pr aça 25 Pr

20 10 0

RUA PEDROSO

HIS + Vila Itororó

RUA MARTINIANO DE CARVALHO

m 0o

ca ífi

c pe es

10

ta an Pl


Janelas de Maxim-ar em alumínio

Montante vertical em alumínio

3° PAV.

Lajes nervuradas em concreto armado

Rebaixo em gesso acartonado Apartamento tipo

2° PAV.

1° PAV.

TÉRREO


Corte de detalhe do edifício lâmina com fachada para Rua Pedroso

V: Planta perspectivada do apartamento tipo do edifício lâmina

HIS + Vila Itororó

<:


^ : Vista da entrada do conjunto pela Rua Pedroso


HIS + Vila Itororรณ


04

campus Unifesp

Orientador: Milton Braga Alunas: Natália Sartini, Liliane Hayashi, Marina Marques Anos: 2014

Projeto realizado na disciplina Projeto IV, durante o terceiro ano da faculdade. Este consiste na criação de um campus universitário para a Unifesp na cidade de Embu das Artes, próximo a São Paulo. A etapa inicial do projeto se constituia na criação de um plano de massas para todos os edifícios do campus. O princípio do projeto foi a criação de dois eixos de circulação: um horizontal sobre as lajes de alguns dos edifícios e o outro vertical através de um funicular e elevadores. Este último foi fundamental para vencer o desafio de alojar os edifícios em um terreno de topografia super acidentada. A segunda etapa foi a elaboração de um edifício arquibancada que abrigava os programas de biblioteca e teatro experimental. Este foi baseado na criação de 6 arquibancadas de uso livre implantadas dentro e fora do edifício que serviam tanto como espaço de leitura e relaxamento para os usuários a bilbioteca, como de platéia no teatro experimental e no cinema externo de projeção na empena cega da entrada do edifício.


0 10

^ : Implantação

20

50


Biblioteca

Curso cinema

Curso mĂşsica

Curso artes Curso gastronomia


Terreno super acidentado

Programa

Circu


Campus Unifesp

ulação horizontal pelas lajes livres dos edifícios

+

Circulação vertical por funicular e elevadores internos

0

10

20

^ : Corte do edifício biblioteca


^ : Corte perspectivado do edifício biblioteca ^: ^ Plantas do 1° e 2° pavimento


^ : Vista interna da biblioteca


Campus Unifesp


05

pavilhão temporário

Orientadora: Lara Barbosa Alunos: Natália Sartini, Liliane Hayashi, Marco Aurélio, Gabriel Guerreiro Ano: 2014

Projeto realizado na disciplina Arquitetura e Indústria, durante o terceiro ano da faculdade. Trata-se de um pavilhão temporário para a realização de exposições dos trabalhos realizados pelos alunos da FAUUSP ao final de cada semestre. A premissa de criação foi a de se criar um local onde todos teriam acesso aos trabalhos de diferentes anos, visando o intercâmbio de informações, e que também garantisse uma mostra adequada sem causar danos aos materiais para que os respectivos donos pudessem buscá-los ao final das exposições. Para isso, a implantação foi planejada para ser no gramado localizado entre a FAU e o IME na Cidade Universitária de São Paulo. A estrutura principal do pavilhão é a reprodução do módulo de uma treliça espacial com perfis metálicos que convergem em roscas do sistema patenteado MERO. A vedação é de compensado de madeira com articulações que permitam sua abertura transformando-a em mobiliário de exposição.


sistema de rosca tubo central Ø 1oomm base metal Ø 180mm

bloco concreto 400x400x200 PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT 125.00

35.00

100.00

35.00

17.00

9.00

20.00

9.00

55.00

7.50

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

18.00

17.00

41.50

15.00

sistema de mola comp. 58,50 mm

Escala 1:2

11.50

botão de travamento Ø 17 mm

Escala 1:2

roldana MERO

Escala 1:2

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

5.00

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

17.00

5.00


pavilhão temporário

^ : Vista interna do pavilhão


natalia.fonseca@usp.br +55 11 968185128

Portfolio natalia sartini fonseca  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you