Issuu on Google+

portfรณlio | natรกlia sartini fonseca Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Universidade de Sรฃo Paulo FAUUSP


natalia sartini fonseca

São Paulo, Brasil + 55 (11) 968185128 natalia.fonseca@usp.br

2012-2017

2013-2014

formação profissional Universidade de São Paulo Faculdade de Arquitetura e Urbanismo experiências acadêmicas Participação em programa de Iniciação científica da FAUUSP com o projeto de pesquisa próprio: “Estudo de algumas praças brasileiras no século XXI” (orientador: Hugo Massaki Segawa)

2015

Participação em programa de monitoria da FAUUSP em linguagem visual ambiental (orientadora: Daniela Hanns)

2016

Intercâmbio de 6 meses na Escuela Técnica Superior de Arquitectura de Madrid

2016

experiência profissional Participação no concurso “ Arte y prestaciones da empresa ANDECE (Asociación Macional de la Industria del Prefabricado de Hormigón) e ganhou o prêmio Diseño Estructural com o título: “ La celosía: el filtrado de la luz y sus variaciones”. softwares Auto cad, Photoshop, Illustrator, Indesign, Sketchup, Vray idiomas Inglês: avançado (overall 6,5 em IELTS feito em agosto de 2014) Espanhol: avançado


Índice

01

aeroporto Baixada Santista (BXS) 2° semestre/2016 FAUUSP

02

campus Unifesp 2° semestre/2014 FAUUSP

03

novo Parque Global 1° semestre/2015 FAUUSP

04

pavilhão temporário

Perspectiv

1° semestre/2014 FAUUSP

05

prêmio ANDECE 1° semestre/2016 ETSAM - Madrid


aeroporto BXS

01

aeroporto Baixada Santista (BXS)

Orientador Alunos Ano

Antonio Carlos Barossi Natália Sartini 2016

Projeto realizado na disciplina Ateliê vertical, no quinto ano de faculdade. O projeto tratava-se da criação de um aeroporto. O projeto visa a criação de um terminal de passageiros para o novo aeroporto da baixada santista. O aeroporto de localiza próximo à cidade do Guarujá no litoral paulista; no local atualmente existe uma base aérea militar e sua localização privilegiada está muito próxima ao porto de Santos e da balsa que faz a interligação entre a cidade de Santos e Guarujá, as maiores e mais movimentas da baixada santista. A implantação de um aeroporto no local, possibilitaria a interligação entre os modais aéreo e náutico e viário, melhorando a distribuição de cargas a partir do porto de Santos, além disso, serviria para ajudar na atual situação de sobrecarga do aeroporto de Congonhas na cidade de São Paulo e para desviar os vôos nacionais do aeroporto de Cumbica em Guarulhos, transformando este último em exclusivamente internacional.


são paulo

6

2

5 1

3 4

1- Possíveis entradas (Uma via balsa para passageiros; uma a partir da rodovia que liga São Paulo à baixada santista; uma via balsa para cargas) 2- Edifício do terminal de passageiros 3- Edifício garagem 4- Área para o difício do terminal de cargas 5 - Áreas de apoio para tráfego aéreo, adminisitração e segurança 6- Área de apoio de abastecimento de aeronaves


Piso +1 : acesso ed. garagem / terra + ar

1

Piso +2 : embarque / terra + ar

Piso +3 : mezanino / ar

1 0 50 100

200

aeroporto BXS

Piso tĂŠrreo : desembarque / terra + ar


A 1- Cafés e bares 2- Lojas 3- Sanitários 4- Restaurantes

1 2

3

4

3

4

4° nível (+ 16.00 m ) 0 25

50

A

A 7

6 6 3

3

8

5

8

4

9

7 3

3

9

10

1- Guichês de check-in 2- Cafés e lojas 3- Sanitários 4- Porta de entrada para embarque 5- Segurança 6- Portões de embarque ala A 7- Portões de embarque ala B 8- Cafés de bares 9- Lojas 10- Descarte de resíduos lado ar

10 1

2

2

3° nível (+ 10.00 m ) 0 25

A

^ : Corte AA transversal

50


1- Distribuição das bagagens 2- Máquinas 3- Delegacia 4- Áreas de serviço 5- Copa 6- Vestiários 7- Sanitários feminino e masculino 8- Descarte de resíduos lado ar 9- Polícia Federal 10- Salas para tripulação 11- Direção 12- Centro de controle 13- Enfermaria + sala de segurança

1

7

54 76

3

9

2

3 4 5

aeroporto BXS

A

67 7 8

8 10

11 12 13

10

2° nível (+ 5.00 m ) 0 25

50

A 1- Distribuição das bagagens 2- Inspeção de bagagens 3- Máquinas 4- Dormitórios 5- Copa 6- Área dos funcionários 7- Armazéns 8- Sanitários feminino e masculino 9- Bagagens especiais 10- Reclamações 11- Descarte de resíduos lado ar 12- Sala de controle e manutenção 13- Esteiras 14- Polícia Federal 15- Receita Federal 16- Escritórios + sala de limpeza 17- Aluguel de carros, serviço de taxi, hotelaria 18- Cafés e bares

A

88

7 9

11

7 6

6 66

5

4

1

3

2

2

8

13 15 17

14

12

4

56 6

16 8

7 7 10

10 18

66

18

9

88

11

térreo 0 25

50

A

5° nível (+ 22.00 m ) 4° nível (+ 16.00 m ) 3° nível (+ 10.00 m ) 2° nível (+ 5.00 m ) térreo 0

10

20


aeroporto BXS < : Vista mostrando a รกrea de embarque da ala A <<: Vista da entrada principal no piso do embarque


campus Unifesp

Orientador Alunos Ano

Milton Braga Natália Sartini, Liliane Hayashi, Marina Mrques 2014

Projeto realizado na disciplina Projeto IV, durante o terceiro ano da faculdade. Este consiste na criação de um campus universitário para a Unifesp na cidade de Embu das Artes, em São Paulo. O projeto se consistiu em um edifício arquibancada que abrigava os programas da biblioteca e teaatro experimental e na criação de um plano de massas para todos os cursos e necessidadesdo campus. O plano de massas foi planejado a partir da criação de patamares, criando eixos de circulação horizontal sobre as lajes de alguns dos edifícios. O edifício arquibancada foi baseado na

criação de 6 arquibancadas de uso livre implantadas dentro e fora do edifício que servem tanto como espaço de leitura e relaxamento para a bilbioteca, como de platéia no teatro experimental.

Campus Unifesp

02


0

10

20

50


Campus Unifesp


> : esquema de uso dos pisos do edifĂ­cio >> : corte transversal


Campus Unifesp

20

10

0


0

10

20


Campus Unifesp

20 10 0


Campus Unifesp < : Vista interna da biblioteca << : Vista da arquibancada externa em frente ao edifĂ­cio


Parque Global

03

novo Parque Global

Orientador Alunos Ano

Eugênio Queiroga Natália Sartini, Chiara Scotoni, Elisa Bloch, Fernanda Pitombo 2015

Projeto realizado na disciplina de Paisagismo III, no quarto ano de faculdade. O projeto tratava-se da criação de um bairro a partir do programa e da volumetria proposta para uma área às margens do rio Pinheiros em São Paulo, onde há um projeto para a construção de um empreendimento denominado Parque Global. O projeto deveria ser baseado no programa presente neste, de forma que fosse seja feita uma revisão de seu papel na cidade e de sua inserção no entorno imediato, devendo ser dada especial atenção à configuração e projeto dos espaços livres. Foram projetos espaços com diferentes finalidades como: habitação, comércio, restaurantes, hotéis e coorporativo. Além disso, a área de estudo abrigava uma estação de monotrilho, ciclovia e corredor ônibus.


MOBILIDADE MOBILIDADE

CICLOVIA DE ESTAÇÃO DO CORREDOR ESTAÇÃO DO DECORREDOR MONOTRILHO ÔNIBUS

MONOTRILHO

USOS

HOTEL

CORPORATIVO

COMÉRCIO RESTAURANTE ESTAÇÃO DO CORREDOR DE MONOTRILHO ÔNIBUS

HOTEL

USOS

ESTAÇÃO DO MONOTRILHO

PRAÇA

CICLOVIA

CORREDOR DE ÔNIBUS

CICLOVIA

COMÉRCIO

HOTEL

CORPORATIVO

PARQUE

INTRAQUADRA

PRAÇA

CICLOVIA

USOS

ESPAÇOS LIVRES CORREDOR DE ÔNIBUS

CICLOVIA

COMÉRCIO RESTAURANTE ESTAÇÃO DO CORREDOR DE MONOTRILHO ÔNIBUS

USOS

ESPAÇOS LIVRES

MOBILIDADE

USOS HABITAÇÃO

MOBILIDADE

CORPORATIVO

HABITAÇÃO

ESTAÇÃO DO MONOTRILHO

MOBILIDADE

USOS

HABITAÇÃO

MOBILIDADE

CICLOVIA

ÔNIBUS

PARQUE

HABITAÇÃO

CORPORATIVO

ESPAÇOS LIVRES INTRAQUADRA

RESTAURANTE

PRAÇA

COMÉRCIO

HOTEL

HABITAÇÃO

CORPORATIVO

RESTAURANTE

HOTEL

ESPAÇOS LIVRES INTRAQUADRA PARQUE

ESPAÇOS LIVRES

HABITAÇÃO

PRAÇA

CORPORATIVO

PARQUE

HOTEL

INTRAQUADRA

ESPAÇOS LIVRES

PRAÇA

PARQUE

INTRAQUADRA

COMÉRCIO

RESTAURANTE

PRAÇA

PARQUE

INTRAQUADRA


Parque Global

1 Gramado com alternância de luz e sombra 2 Equipamentos de ginástica 3 Área de descanço / espreguiçadeiras 4 Área de Pic Nic 5 Área de vegetação densa 6 Platôs junto ao córrego represado e área pavimentada 7 Pista de cooper dentro do bosque 8 Anfiteatro a céu aberto 9 Quadras poliesportivas 10 Playground e skate parque 11 Monotrilho 12 Ciclovia 13 Praça da escultura 14 Praça das águas

0

100

00

100

250

250m

100

100om 250

E

0

Planta de uso - térreos COMÉRCIO

100

Planta específica

250m

RESTAURANTE

Planta de uso - térreos

^: Planta de implantação e usos do térreo


v : premissas do projeto das calçadas v : premissas do projeto das quadras

v > : planta geral do projeto do parque principal e áreas livres ao redor

áreas de estacionamento na rua

iluminação com maior altura que arborização

térreos comerciais

arborização

alargamento das esquinas

áreas de permanência

térreos com permeabilidade de fluxos


Parque Global

1- Gramado 2- Equipamentos de ginástica 3- Área de descanso 4- Área de Pic Nic 5- Área de vegetação densa 6- Platôs junto ao córrego 7- Pista de cooper

8- Anfiteatro aberto 9- Quadras poliesportivas 10- Playground e skate parque 11- Monotrilho 12- Ciclovia 13- Praça da escultura 14- Praça das águas

0 100

1 Gramado com alternância de luz e sombra 2 Equipamentos de ginástica 3 Área de descanço / espreguiçadeiras 4 Área de Pic Nic 5 Área de vegetação densa 6 Platôs junto ao córrego represado e área pavim 7 Pista de cooper dentro do bosque 8 Anfiteatro a céu aberto 9 Quadras poliesportivas 10 Playground e skate parque 11 Monotrilho 12 Ciclovia 13 Praça da escultura 14 Praça das águas

250 0

1000

100

250

Planta es


v : corte geral v : corte playground v

Skate parque Skate parque


Parque Global

0

10

25

Playground topogrรกfico

Playground tradicional

Playground topogrรกfico

Playground tradicional

0

0 0

50

10

10 m

10 m Corte CC Playground - Skate Parque


Parque Global < : Vista mostrando a relação da rua e do monotrilho <<: Vista dos platôs projetados junto ao lago do parque principal


pavilhão temporário

Orientador Alunos Ano

Lara Barbosa Natália Sartini, Liliane Hayashi, Marco Aurélio, Gabriel Guerreiro 2014

Projeto realizado na disciplina Arquitetura e Indústria, durante o terceiro ano da faculdade, trata-se de um pavilhão temporário para a realização de exposições temporárias dos trabalhos realizados pelos alunos da FAUUSP ao final de cada semestre. Este deve ser um espaço propício para esse tipo de exposição, um local onde todos tenham acesso aos trabalhos de diferentes anos, e que também garanta uma mostra adequada sem causar danos aos materiais. Sua implantação foi planejada para o gramado localizado entre a FAU e o IME na Cidade Universitária de São Paulo. A estrutura principal do pavilhão é a reprodução do módulo de uma treliça espacial com perfis metálicosuem uma rosca e roldana em uma de suas extremidades, que foram adaptadas ao sistema patenteado MERO.

Pavilhão temporário

04


sistema de rosca tubo central Ø 1oomm base metal Ø 180mm

bloco concreto 400x400x200 PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT 125.00

35.00

100.00

35.00

17.00

9.00

20.00

9.00

55.00

7.50

17.00

5.00

18.00

17.00

41.50

15.00

Escala 1:2

11.50

botão de travamento Ø 17 mm

Escala 1:2

Escala 1:2

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

sistema de mola comp. 58,50 mm

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

5.00


Pavilhão temporário

> : Vista externa do pavilhão >> : Vista interna do pavilhão


Prêmio ANDECE

05

prêmio ANDECE

Orientador Alunos Ano

Raúl Fraga Natália Sartini 2016

Projeto realizado em disciplina de produção de maquetes na Escuela Técnica Superior de Arquitectura de Madrid. A proposta foi a criação de módulos que quando replicados formam uma estrutura modular única. Os módulos criados consistem na transformação do quadrado vazado na segunda dimensão, passando ao plano, resultado da criação do primeiro quadrado, também na segunda dimensão, até o cubo, na terceira dimensão. A malha produzida pelos vazios e cheios dos elementos modulares permite a infiltração de uma série de raios de luzes que se adaptam e penetram na estrutura criada. O trabalho produzido participou do Concurso “Arte y prestaciones” da empresa ANDECE (Asociación Nacional de la Industria del Prefabricado de Hormigón) e ganhou o prêmio Diseño Estructural com o título: “La celosía: el filtrado de la luz y sus variaciones”.


Prêmio ANDECE

A-

n la siel

V: Imagens gerais do modelo produzido <: Imagem em aproximação do modelo produzido <: Imagem em aproximação do modelo produzido


Portfolio natalia sartini fonseca