Page 11

No exato momento em que a Oprah está gritando “Freedoooooooooooooooooom”, um cara que eu conheço de algum lugar, sem recordar precisamente qual, surge do nada e desconecta o fone de ouvido do laptop e o saguão inteiro de Guarulhos ouve Oprah gritando “Freedoooooooooooooooooom”. Eu olho para este conhecido, olho para o saguão lotado, olho para meus pés. “Que merda, tchê.” “Rá! Tu tá assistindo Oprah?” “É uma entrevista com o Jonathan Franzen.” “É Oprah.” “É uma entrevista com o Jonathan Franzen.” “É Oprah.” Eu aperto os olhos, ele rindo. “Cara,” ele diz, “que merda.” “É uma entrevista com o Jonathan Franzen.”

I L U S T RAÇÕES

ALEXANDRE COPÊS

11

Cadernos de Não Ficção #3  

Terceiro volume da revista de crítica literária da Não Editora

Cadernos de Não Ficção #3  

Terceiro volume da revista de crítica literária da Não Editora

Advertisement