Page 1

Página

1

Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-Escolar do Porto Moniz


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

“Se o poder de ler está longe de se reduzir a uma simples aquisição instrumental sendo fruto de toda uma educação, então o caminho do leitor é comparável ao percurso de um rio que, da nascente à foz, se vai alimentando de vários afluentes, conquistando, gradualmente, a sua voz.”

Página

2

José Gomes


MISSÃO

Ambicionamos uma educação de qualidade, promovendo o desenvolvimento de competências cognitivas e sociais, melhorando os resultados escolares.

PRINCÍPIOS

VALORES

“Ser uma referência na promoção da Literacia e na formação global do “Promover

o gosto pela aprendizagem e desenvolver comportamentos, valores, atitudes essenciais ao seu bem-estar educando, através do desenvolvimento da personalidade orientada para o pessoal, às suas relações interpessoais e à sua intervenção exercício da plena Cidadania”. cívica”.

O Porto Moniz é um município localizado a noroeste da ilha da Madeira, Região Autónoma da Madeira, com sede na freguesia homónima. O município é limitado a leste pelo município de São Vicente, a sul pela Ponta do Sol, a sudoeste pela Calheta e a norte tem litoral no oceano Atlântico A escola está inserida num meio predominantemente rural A população pertence, maioritariamente, ao sector Primário.

3

CARATERIZAÇÃO MEIO/ESCOLA

Página

2011 / 2015

Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-Escolar do Porto Moniz 2011/2015 Projeto Educativo


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

Índice Índice ________________________________________________________________________________ 4 1. Introdução __________________________________________________________________________ 6 2. Enquadramento legal __________________________________________________________________ 7 3. Tempo de duração ____________________________________________________________________ 7 4. Caraterização do meio _________________________________________________________________ 7 4.1. Localização geográfica ______________________________________________________________ 7 4.2. Densidade populacional (demografia) _________________________________________________ 8 4.3. Contextualização Histórica (antiga e contemporânea) _____________________________________ 9 4.4. Património da Humanidade (levadas e veredas) pela UNESCO _____________________________ 11 4.5. Património Arquitetónico e serviços sociais ____________________________________________ 12 4.6. Atividades Económicas ____________________________________________________________ 13 4.7. Gastronomia ____________________________________________________________________ 14 4.8. Eventos Culturais _________________________________________________________________ 14 4.9. Feriado Municipal ________________________________________________________________ 15 4.10 Festas Religiosas _________________________________________________________________ 16 4.11. Datas importantes _______________________________________________________________ 16 5. Caraterização da instituição ____________________________________________________________ 17 6. Tema do Projeto _____________________________________________________________________ 18 6.1. Subtemas do Projeto ______________________________________________________________ 18 7. Fundamentação _____________________________________________________________________ 18 8. Constrangimentos ___________________________________________________________________ 20 9. Prioridades _________________________________________________________________________ 21 10. Finalidades educativas _______________________________________________________________ 21 11. Objetivos/Metas ____________________________________________________________________ 22 Pré-Escolar _________________________________________________________________________ 22 1.º Ciclo____________________________________________________________________________ 22 12. Estratégias ________________________________________________________________________ 23 Pré-Escolar _________________________________________________________________________ 23 1.º Ciclo____________________________________________________________________________ 24 2011/2012 _____________________________________________________________________ 24 2012/2013 _____________________________________________________________________ 25 2013/2014 _____________________________________________________________________ 25 2014/2015 _____________________________________________________________________ 26

Humanos___________________________________________________________________________ 27

Página

13. Recursos educativos _________________________________________________________________ 27

4

Educação Especial (2011/2015) _________________________________________________________ 27


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

Materiais ___________________________________________________________________________ 28 Físicos _____________________________________________________________________________ 28 Outros recursos _____________________________________________________________________ 29 14. Intervenientes _____________________________________________________________________ 29 15. Formas de divulgação ________________________________________________________________ 29 16. Avaliação__________________________________________________________________________ 29 16.1. Critérios de avaliação ____________________________________________________________ 30 Pré-Escolar: _______________________________________________________________________ 30 1.º Ciclo: _________________________________________________________________________ 30 16.2. Instrumentos de avaliação ________________________________________________________ 30 16.3. Formas de avaliação _____________________________________________________________ 30 17. Conclusão _________________________________________________________________________ 32

Página

5

18. BIBLIOGRAFIA ______________________________________________________________________ 33


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

1. Introdução O Projeto Educativo é o ponto de partida do planeamento da ação educativa da escola, devendo por isso, servir de orientação na atuação de todos os elementos da Comunidade Educativa em que a escola se insere, a fim de formar cidadãos cada vez mais autónomos, responsáveis, solidários e preparados para o futuro. Este Projeto apoia-se na legislação vigente, na avaliação do projeto educativo dos últimos quatro anos, na avaliação dos alunos, nas alterações/sugestões que surgiram nas diversas áreas disciplinares e nas opiniões/sugestões fornecidas pelos diferentes intervenientes da comunidade educativa. Os docentes deste estabelecimento de ensino, no decorrer das atividades em contexto de sala de aula, constataram que as crianças continuam a manifestar pouco interesse pela leitura, chegando ao ponto de, algumas vezes, mostrarem alguma relutância na execução de atividades propostas pelo professor, facto que prejudicava a sua aprendizagem, no que se refere à interpretação e compreensão de textos. Assim sendo, o corpo docente, após contacto com alguns encarregados de educação, considerou ser oportuno dedicar-se à resolução deste problema, dando especial atenção ao mesmo aquando da elaboração do Projeto Educativo de Escola. Com o presente projeto, pretendemos definir estratégias para colmatar e desenvolver o pretendido, as quais traçam as nossas linhas de atuação e servem de referência e garantia da

Página

6

coerência e eficiência do nosso plano de ação


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

2. Enquadramento legal “Projeto Educativo – o documento que consagra a orientação educativa da escola, elaborado e aprovado pelos seus órgãos de administração e gestão para um horizonte de quatro anos, no qual se explicitam os princípios, os valores, as metas e as estratégias segundo os quais a escola se propõe cumprir a sua função educativa.”.

DLR n.o 21/2006/M de 21 de Junho

3. Tempo de duração

O presente Projeto Educativo tem a duração de quatro anos 2011/ 2015, admitindo-se ajustamentos anuais, com vista à melhoria dos seus níveis de eficácia.

4. Caraterização do meio 4.1. Localização geográfica O Concelho do Porto Moniz está situado no litoral na vertente norte da Ilha da Madeira, ocupando uma área de 82,93 Km2 (Censos 2011, INE). É constituído por quatro freguesias: Porto Moniz, Achadas da Cruz, Ribeira da Janela e Seixal.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Porto_Moniz

Página

7

Mapa físico da Ilha da Madeira


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

Mapa das freguesias do Concelho do Porto Moniz

Fonte: http://www.portomoniz.pt/Mapas

4.2. Densidade populacional (demografia) Atualmente, o concelho do Porto Moniz tem uma população de cerca de 2711 habitantes segundo os Censos 2011, INE.

População do concelho do Porto Moniz (1864 – 2011)

1864

1900

1930

1960

1981

1991

2001

2004 2011

5948

4206

5068

5917

3963

3432

2927

2762 2711

População

Área (Km2)

Porto Moniz

1667

20,2

Achadas da Cruz

161

7,9

Ribeira da Janela

229

18,5

Seixal

654

36,4

Página

Freguesias

8

A população está distribuída pelas quatro freguesias da seguinte forma:


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

4.3. Contextualização Histórica (antiga e contemporânea) O Porto Moniz é uma das freguesias mais antigas do norte da ilha, constituindo a carta régia de 12 de Março de 1574, um dos mais arcaicos diplomas em que a mesma é citada. Após a descoberta do arquipélago da Madeira, a ilha foi dividida em duas Capitanias (Capitania do Norte e Capitania do Sul), uma entregue a Tristão Vaz Teixeira e outra a João Gonçalves Zarco. A divisão administrativa foi confirmada pelo Infante D. Henrique, que assinou uma carta de doação na qual registou em pormenor os direitos e os deveres dos capitães. A capitania do Norte integrava grande parte do atual concelho do Porto Moniz. Assim como aconteceu com as outras freguesias do norte da ilha, o Porto Moniz pertenceu de início ao Município de Machico. Posteriormente, com a elevação da freguesia de S. Vicente a concelho, ocorrida por volta do ano de 1744, passou a fazer parte da recém- criada jurisdição administrativa. O concelho inicialmente composto por cinco freguesias, ficou mais tarde, a partir 1871, reduzido às quatro freguesias, na sequência da anexação da Ponta do Pargo ao Concelho da Calheta. Porto Moniz teve como primeiro administrador o capitão Tomás João Perestrelo da Câmara e como primeiro presidente da comissão administrativa da Câmara Municipal, o capitão da marinha Teodoro Moniz de Bettencourt, no entanto, o concelho sofreu algumas adversidades relativamente à sua existência. Foi extinto em 1849 e reinstaurado em 1855. Em 1867 foi anulada a sua jurisdição enquanto concelho, juntamente com os concelhos de Câmara de Lobos e Santana, sendo novamente restabelecida em 1871. Sofreu pela última vez a extinção da sua jurisdição em 1895 e foi reinstaurada definitivamente a 13 de Fevereiro de 1898. A freguesia do Porto Moniz foi elevada à categoria de concelho a 31 de outubro de 1835 em pleno reinado de D. Maria II. O concelho contempla175 anos de História. O seu nome atual está associado a um dos mais ancestrais povoadores, Francisco Moniz, nobre algarvio, casado com D. Filipa da Câmara, neta de João Gonçalves Zarco, grande impulsionador do povoamento que se instalou em torno da capela de Nossa Senhora da Conceição, pelo mesmo erigido. Segundo os registos históricos conhecidos, Francisco Moniz terá sido um dos primitivos moradores daquela povoação a usufruir de terras em regime de sesmaria, herdadas do seu pai João Lourenço. Numa primeira fase, o povoamento, ali surgido, dedicou-se à criação de gado, à plantação de cereais e à extração de madeiras. Numa segunda fase, por volta do século XVIII, a atividade principal passou a estar mais relacionada com a vitivinicultura, seguindo-se a cultura da batata, que no século XIX constituía a base produtiva e de alimentação.

Página

sendo somente após a segunda Guerra Mundial, mais propriamente em 1914, com a construção da

9

O Porto Moniz esteve durante muitos séculos isolado das restantes localidades da Ilha,


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

Estrada Regional 101 que liga o concelho de Porto Moniz a de São Vicente e consequente ao Funchal. Nos últimos tempos tem sido notório o desenvolvimento sentido aos vários níveis a que não é alheio o esforço realizado no domínio das acessibilidades e de outras infraestruturas em áreas tão importantes como a educação, a cultura, a saúde, a defesa e a preservação do ambiente, o saneamento básico (…), que proporcionaram aos seus habitantes uma melhor qualidade de vida e aos visitantes uma sensação de bem-estar. Nos dias de hoje, o concelho do Porto Moniz tem uma economia muito mais diversificada, onde se destaca, para além das atividades do sector primário, um forte incremento no sector turístico, particularmente na área da restauração e da hotelaria. O Porto Moniz é um Concelho de características predominantemente rural, tendo como principais atividades económicas a Agricultura, os serviços de restauração e as lojas de venda de artigos regionais para apoio ao turismo. Têm, também, alguma relevância as empresas de construção civil e os empregos institucionais (Juntas de Freguesia, Câmara Municipal e Governo Regional). O comércio limita-se ao essencial, praticando preços elevados, não existindo um mercado, peixaria ou talho, o que obriga a deslocações a outras localidades que possuem estes produtos. O abastecimento de legumes, frutos frescos e peixe é feito em minimercados ou através de carros que se deslocam semanalmente ao Concelho, vendendo “porta a porta” ou através do mercado abastecedor, localizado nas Portas da Vila. Aos jovens são oferecidas poucas possibilidades de ocupação dos seus tempos livres: Clube Desportivo e Cultural do Porto Moniz (Futebol, Pesca, Todo o Terreno, Passeios Pedestres), Associação Cultural e Recreativa do Porto Moniz (Grupo Coral), Casa do Povo do Porto Moniz (Grupo de Folclore do Porto Moniz), Centro de Juventude e as Piscinas Naturais. A nível de escolaridade na Escola Básica e Secundária do Porto Moniz funcionam os cursos: «Científico Humanístico Ciência e Tecnologia, Científico Humanístico Línguas e Humanidade». Os jovens que querem concluir o Ensino Secundário noutras áreas têm de abandonar o Concelho, desde muito cedo, para irem estudar para o Funchal. Quando terminam os seus estudos poucos são os que regressam para se fixarem, devido à pouca oferta do mercado de trabalho. O sector primário ocupa a maior parte da população ativa do concelho. Neste sector inclui-se a maioria dos pais e encarregados de educação dos nossos alunos. Os nossos alunos proveem de famílias tão diferentes que vão desde as classes mais baixas às

funcionários públicos (que vão da recolha do lixo, varredores a professores). Resumindo a escola acolhe alunos com diferentes níveis sócio- económicos.

Página

a trabalhadores por conta de outro (no comércio, no turismo, na construção civil, sector bancário) e

10

classes mais altas. As profissões dos pais variam de sectores indo de empresários por conta própria,


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

O Concelho do Porto Moniz pela sua localização geográfica e pela sua história é detentor de um vasto, variado e rico património natural (Floresta Laurissilva, à qual foi já atribuído o galardão de Património da Humanidade) e arquitectónico (levadas e veredas). A beleza natural deste Concelho confere-lhe uma particular importância no panorama turístico da ilha, trazendo a esta localidade muitos turistas; alguns limitam-se apenas a almoçar e a tirar fotografias, mas outros acabam por aqui permanecer durante alguns dias (principalmente após a construção de algumas unidades hoteleiras). Alguns exploram as belíssimas veredas e paisagens que o Concelho possui. Ao nível cultural, o Porto Moniz destaca-se pelo considerável número de arraiais, associados a festividades de caráter religioso e realizados, na sua maioria, na época de Verão: Para além destas festividades religiosas ocorrem alguns eventos que assumem uma preponderância relevante a nível cultural e económico, destacando-se o Carnaval, a Semana do Mar e a Feira do Gado. Para finalizar o Porto Moniz é hoje, um paraíso abençoado pela mãe natureza, onde o mar e a terra se fundem numa paisagem ímpar e verdadeiramente deslumbrante.

Brasão

Bandeira

4.4. Património da Humanidade (levadas e veredas) pela UNESCO

Freguesias Porto Moniz

Reservas e Parques Naturais: - Piscinas; - Ilhéu Mole;

- Calhau das Achadas, Levada do Moinho, Vereda do Calhau das Achadas, Quebrada do Negro e Quebrada Nova (com miradouro natural) e Levadas do Moinho (quedas de água).

Página

Achadas da Cruz

11

- Miradouros espalhados pela freguesia.


Projeto Educativo 2011/2015

Ribeira da Janela

“Histórias com Valor”

- Ilhéus da Foz da Ribeira; - Fanal (zona verde e de lazer com árvores milenares); - Lagoa da serra do Fanal (cratera de vulcão); - Veredas, Levada dos Cedros (Património Mundial); - Parte da ribeira que liga o Paul da Serra à Central Hidroelétrica da Ribeira da Janela; - Planalto do Paul da Serra; - Pico dos Bodes.

Seixal

- Chão da Ribeira (vale florestal de Laurissilva); - Fanal (zona verde com árvores milenares); - Piscinas Naturais; - Cascata do Véu da Noiva.

4.5. Património Arquitetónico e serviços sociais

- Igreja matriz -Nossa Senhora da Conceição (Vila) – Orago; - Igreja de Santa Maria Madalena (Santa); - Capela de Nossa Senhora do Monte (Lamaceiros); - Forte de São João Baptista (atual Aquário da Madeira); - Centro de Ciência Viva; - Fontenário (junto ao porto); - Vigias das Baleias; - Heliporto; - Infantário “Estrela- do- Mar”; - Escola Básica do 1.ºCiclo com Pré-Escolar do Porto Moniz; - Escola Básica e Secundária do Porto Moniz; - Piscina do IDRAM; - Pavilhão gimnodesportivo; - Esquadra da PSP; - Correios; - Bancos; - Segurança Social; - Finanças; - Biblioteca Municipal; - Câmara Municipal; - Farmácia; - Lar de Idosos; - Centro de Juventude; - Posto de Turismo;

12

Porto Moniz

Património (igrejas/monumentos e outros):

Página

Freguesias


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

- Grupo Folclórico da Casa do Povo do Porto Moniz; - Grupo Coral; - Centro de Dia; - Casa do Povo; - Clube Desportivo do Porto Moniz; - Serviço de Urgências e Centro de Saúde.

Achadas da Cruz

Ribeira da Janela

Seixal

- Capela de Nossa Senhora do Livramento (Orago); - Jardim Padre Câmara; - Teleférico; - Centro de Saúde. - Capela de Nossa Senhora da Encarnação (Orago); - Ponte da Ribeira da Janela; - Parque de Campismo; - Associação Cultural e Desportiva da Ribeira da Janela; - Centro de Saúde; - Centro de Dia; - Central hidroelétrica da Ribeira da Janela. - Capela de Santo Antão (Orago); - Cais de Pesca do Seixal; - Clube Naval do Seixal; - Miradouro e percurso rodoviário entre Seixal e São Vicente; - Centro de Dia; - Centro de Saúde; - Escola Básica do 1.ºCiclo com Pré-Escolar do Seixal.

4.6. Atividades Económicas Freguesias

Atividades/Artesanato:

Porto Moniz

- Agricultura, viticultura, agropecuária, serviços, comércio,

- Agricultura, agropecuária e comércio.

Ribeira da Janela

- Agricultura, viticultura, comércio, indústria (energia elétrica).

Página

Achadas da Cruz

13

indústria hoteleira, turismo, panificação e construção civil.


Projeto Educativo 2011/2015

Seixal

“Histórias com Valor”

- Agricultura, viticultura, comércio, indústrias de hotelaria e da construção civil, turismo e fruticultura.

4.7. Gastronomia Freguesias Porto Moniz

Achadas da Cruz Ribeira da Janela

Seixal

Pratos típicos: - Semilha “murcha” com peixe frito; - Maçarocas e feijão; - Arroz de lapas; - Sopa de couve. - Semilha murcha com peixe frito; - Sopa de couve. - Semilha murcha com peixe-espada frito; - Semilha cortada com feijão e maçarocas; - Sopa de couve. - Semilha ou batata murcha, bolo de mel, arroz de lapas e trutas à Justiniano.

4.8. Eventos Culturais O concelho do Porto Moniz promove ao longo do ano algumas iniciativas que mobilizam milhares de pessoas. Assim sendo, passamos a citar alguns eventos mais marcantes: 

Festa do Panelo – Chão da Ribeira do Seixal (3º domingo de janeiro).

Esta é uma festa que começou com uma tradição de jovens do Seixal. Depois do Natal, levavam de casa carne de porco salgado e apanhavam, nos terrenos do Chão da Ribeira, couves que coziam com semilhas, proporcionado, uma refeição em ambiente de festa. Assim nasceu o Panelo. 

Carnaval - Vila do Porto Moniz (fevereiro/março).

A Câmara Municipal organiza o cortejo alegórico de Carnaval que terá lugar no domingo,

Página

participarem no mesmo, havendo bonificação para as trupes participantes.

14

dia que antecede a terça-feira de Carnaval. As escolas do Concelho são convidadas todos os anos a


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

Vozes do Porto Moniz - Santa (maio).

Este concurso visa apurar os talentos vocais do concelho. O jovem Carlos Costa que após ter ganho um concurso de Vozes no seu concelho foi mais longe e participou no programa “Ídolos”, ficando no terceiro lugar e recentemente no Festival da Canção conquistando o 6.ºlugar. 

Semana do Mar – Vila (julho).

É considerado um dos eventos mais importantes do Porto Moniz, uma vez que traz milhares de visitantes ao concelho. Ao longo da semana há diversidade de atividades culturais e desportivas, denominadas de “Jogos do Mar”, com equipas de todos os concelhos da Região. Na Semana do Mar há o hastear da Bandeira Azul nas piscinas municipais, símbolo da qualidade da água, no âmbito no projeto Eco Escolas. 

Feira Agropecuária (do gado) do Porto Moniz (meados de julho).

A feira agropecuária do Porto Moniz é o principal evento Regional, no qual se apresenta os melhores produtos das atividades agrícolas, bem como a criação de gado. Esta feira conta com a presença de milhares de pessoas e é um arraial típico, onde não falta a espetada e muita animação.

Iluminação de Natal em todo o concelho – (1ª semana de dezembro).

Na época de Natal, as ruas e estradas dos principais núcleos populacionais do concelho são iluminadas. Na primeira semana de dezembro acendem-se as lâmpadas, com motivos alusivos à época e à tradição do concelho. 

Passagem de ano na vila do Porto Moniz (31 de dezembro).

Na noite de 31 de dezembro pela meia- noite ocorre o festival pirotécnico no cais. Este evento para além de concentrar as pessoas do município atrai os turistas e visitantes de outros concelhos.

4.9. Feriado Municipal O Feriado Municipal tem lugar no dia 22 de julho. A data coincide com os festejos em honra

Página

15

de Santa Maria Madalena, padroeira do Porto Moniz.


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

4.10 Festas Religiosas O Porto Moniz, tal como o resto da Região Autónoma da Madeira é um concelho com uma forte tradição religiosa. Para além dos padroeiros do concelho e das diferentes freguesias, também são assinaladas as principais festividades típicas da tradição católica, festas às quais foi dada uma identidade própria em cada freguesia. Assim sendo, passamos a citar algumas festas religiosas mais marcantes: 

Festa do Senhor Santo Antão – Seixal (19 e 20 de janeiro);

Festa de Nossa Senhora da Encarnação – Ribeira da Janela (25 de março);

Festa de São Pedro Lamaceiros – Porto Moniz (28 e 29 de junho);

Festa de Santa Maria Madalena - Santa (21 e 22 de julho);

Festa do Santíssimo Sacramento - Ribeira da Janela (11 e 12 de agosto);

Festa de Nossa Senhora do Monte – Lamaceiros (14 e 15 de agosto);

Festa do Santíssimo Sacramento – Seixal (22, 23 e 24 de agosto);

Nossa Senhora da Encarnação - Ribeira da Janela (30 e 31 de agosto);

Festa de Nossa Senhora da Conceição - Vila (7 e 8 de dezembro).

4.11. Datas importantes A história do Porto Moniz assenta sobre um conjunto de datas importantes. A maior parte das quais ainda hoje é assinalada. São os dias do concelho e das freguesias que o compõem, permitindo manter “viva” a tradição.

Dia da Freguesia da Ribeira da Janela (25 de março);

Dia da Freguesia do Seixal (20 de junho);

Dia da Freguesia do Concelho (22 de julho);

Dia da Freguesia das Achadas da Cruz (28 de setembro);

Dia da Freguesia do Porto Moniz (8 de dezembro).

Página

16

Assim sendo, passamos a citar algumas datas relevantes:


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

5. Caraterização da instituição A Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar do Porto Moniz está situada no centro da Vila do Porto Moniz. Lecciona a tempo inteiro desde o ano lectivo 1999/2000, integrando os alunos das freguesias do Porto Moniz, da Ribeira da Janela e Achadas da Cruz. O edifício possui dois pisos com o total de treze salas, que se apresentam em bom estado de conservação e são ocupadas da seguinte forma:  2 salas de Pré-Escolar;  4 salas de 1.º Ciclo;  1 sala de Informática;  1 sala de Expressão Musical e Dramática/ Biblioteca;  1 sala de Direção;  1 sala de Centro de Apoio Psicopedagógico;  1 sala de professores;  1 sala de Delegação Escolar. Todas as salas têm boas condições de luminosidade natural e artificial. O edifício dispõe de instalações sanitárias para professores/funcionários e alunos, estando duas das casas de banho inseridas nas salas de Pré-Escolar e de utilização comum para as duas salas, possuindo um duche, desprovido de água quente.

Num edifício independente funciona a cantina, que integra:  Cozinha;  Refeitório. Os edifícios são rodeados por:  Espaços verdes, árvores e flores;  Recinto desportivo pavimentado e equipado com balizas e cestos de basquetebol;  Parque infantil. A escola possui ainda um anexo, para o material de limpeza e uma pequena lavandaria que serve também de vestiário para as funcionárias. O portão de entrada na escola dá acesso a uma rampa até ao pátio. Para além dos espaços do recinto escolar os alunos usufruem do Pavilhão Gimnodesportivo e da Piscina do IDRAM, junto à Escola Básica e Secundária de Porto Moniz.

Página

17

O edifício escolar foi remodelado no final do ano letivo 2010


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

6. Tema do Projeto Após terem sido feitas pesquisas de informação junto das famílias, debates/diálogos entre os membros da comunidade educativa, reuniões em pequenos grupos e em conselho escolar chegou-se à conclusão que seria importante dar continuidade ao tema do Projeto Educativo anterior, e, simultaneamente, trabalhar o comportamento dos alunos. Dos diversos temas sugeridos, chegamos a consenso do lema do nosso Projeto Educativo “Histórias com valor”. Acreditamos no presente Projeto Educativo como instrumento orientador das aprendizagens.

6.1. Subtemas do Projeto Para a consecução dos objetivos do nosso projeto definimos os seguintes subtemas a abordar no Pré-Escolar e 1.º Ciclo. Estes subtemas serão operacionalizados no Plano Anual de Escola, Projeto Curricular de Escola, Projeto Curricular de Turma, e Projeto Curricular de Grupo, ao longo de quatro anos. No Pré-Escolar será desenvolvido no Projeto Curricular de Grupo: “Era Uma vez”. No 1.º Ciclo cada Projeto Curricular de Turma abordará os seguintes subtemas: 1.º Ano: “Duas mãos cheias de histórias” 2.º Ano: “Valorizar as histórias” (Histórias de encantar, histórias para educar) 3.º Ano: “Ler e ser” 4.º Ano: “Uma história…”

7. Fundamentação Os nossos alunos provêm de vários estratos sociais, alguns, de famílias que têm pouco contacto com livros e, como tal, estas não colaboram porque simplesmente não sabem o que fazer, como fazer e em que altura precisam intervir na aproximação entre a criança e o livro, certamente

na leitura.

Página

forma de acompanhar a criança que começa a interessar-se pelos livros e a dar os primeiros passos

18

porque não tiveram o hábito de leitura. Torna-se pois necessário, aconselhar os pais sobre a melhor


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

As crianças que provêm desses ambientes familiares, alheias à leitura e à escrita, por vezes, apresentam pouca motivação para os livros, sendo fundamental incentivá-las para o contacto e manuseamento dos mesmos. Compete à escola estimular as crianças para hábitos de leitura desde a pré-escolar, criando atividades e adotando diferentes estratégias para despertar o gosto e o prazer de ler. Desta forma, fazer viver a leitura é ligar o livro à vida da criança, sem o limitar à aprendizagem e ao espaço escolar. É fazer com que, em qualquer lugar, a qualquer momento, o livro e o jogo da leitura possam estar presentes, sujeitos ao capricho de cada aluno, para um breve encontro ou para uma longa conversa. Como a leitura é um instrumento fundamental para outras aprendizagens, é necessário despertar nos alunos a consciência de que, ler, além de ser um prazer, é indispensável para o seu desenvolvimento cognitivo, social, cultural… Devemos ter sempre presente que, os contos e as histórias garantem uma aprendizagem intrínseca, motivadora, significativa e construtiva (quer sejam lidos, narrados, escutados de um CD ou dramatizados). Assim, estes devem ocupar na vida das crianças um lugar privilegiado, uma vez que, são uma forma importante de divertimento e desempenham um papel fundamental no crescimento psicológico, intelectual, cognitivo e afetivo pela riqueza que oferecem. A sua magia, fantasia, surpresas, respostas, perguntas, alegria, cor, ilustrações, abrem novos caminhos ao mundo da palavra oral e escrita e aos seus significados. Atendendo à diversidade das histórias, ao seu caráter lúdico, cultural, didático, moral, motivador…, achamos por bem partir das mesmas para desencadear nos nossos alunos comportamentos, valores e atitudes essenciais ao seu bem-estar pessoal, às suas relações interpessoais e à sua intervenção cívica, numa sociedade que se deseja cada vez mais solidária, justa, fraterna… Ao mesmo tempo pretendemos incutir nos alunos o viver com responsabilidade e respeito pelos outros, ou seja, viver em cidadania. A aquisição desta competência básica é imperiosa para que todos os indivíduos possam aprender a trabalhar e a realizar-se no mundo contemporâneo de forma livre, consciente e contribuindo para um futuro melhor. Estamos de facto cientes de que, o sucesso dos nossos alunos depende de muitos factores. Compete à escola criar atividades que proporcionem situações que permitam o progresso dos alunos, de uma forma gradual e adaptada às suas próprias necessidades e ritmos diferenciados,

perspectivar o futuro dos nossos alunos, no que confere às suas competências a nível da leitura,

Página

Para finalizar, conscientes da necessidade de melhorar os resultados obtidos e de

19

responsabilizando-os pelas suas aprendizagens.


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

interpretação, escrita criativa, que se repercutirá nas diversas áreas do saber e nas suas atitudes, comportamento e valores, elaboramos o atual documento. Este documento estabelece metas, prevendo parcerias e tendo em conta os recursos disponíveis (físicos, materiais e humanos), expressa uma resposta educativa global da escola e estabelece as suas políticas educativas. É o “modelo” dos princípios, orientações e metas a atingir por esta Instituição, clarifica os aspetos de gestão e administração que permitem o bom funcionamento da escola. Tendo como base o lema do Projeto Educativo de Escola elaboramos o Plano Anual de Escola, o Projeto Curricular de Escola, os Projetos Curriculares de Grupo e os Projetos Curriculares de Turma. Deste “tronco” também surgiram outros projetos que estão em desenvolvimento nesta escola. Entre eles destacam-se: o projeto Eco- Escolas, Clube do Ambiente, Clube de Leitura, Clube de Informática, para além de formação do pessoal docente e não docente, orientações administrativas e organização curricular.

8. Constrangimentos Literacia 

Défice de atenção e de concentração;

Falta de interesse e motivação;

Dificuldade na expressão oral: - linguagem pobre, incorreta e pouco articulada nos primeiros anos de escolaridade;

Baixo nível cultural das famílias;

Falta de hábitos e de metodologias de estudo;

Dificuldades de comunicação oral e escrita (compreensão/interpretação e criação de frases e textos);

Resultados de avaliação pouco satisfatórios, nomeadamente no que se refere à aquisição de competências na Língua Portuguesa e em todos os saberes que dela derivam.

Dificuldade em cumprir as regras elementares de comportamento;

Dificuldade na gestão de conflitos interpessoais;

Baixo nível de perceção, de que o exercício ativo da cidadania decorre da capacidade de mobilização dos saberes e das competências pessoais e sociais adquiridas;

Défice de valores, atitudes, tolerância e respeito para com os outros.

Página

20

Cidadania


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

9. Prioridades Literacia 

Estimular o gosto pelo domínio da Língua Portuguesa;

Promover uma oralidade fluente e coerente;

Desenvolver a produção de diversos tipos de textos escritos;

Treinar a interpretação e a compreensão de textos orais e escritos;

Melhorar as competências dos alunos em todas as áreas curriculares disciplinares, particularmente nas Áreas da Língua Portuguesa e da Matemática;

Incentivar a participação das famílias no processo educativo, estabelecendo relações de efetiva colaboração, nomeadamente em relação a hábitos regulares de leitura diversificada.

Cidadania 

Incutir o cumprimento das regras elementares de comportamento;

Sensibilizar para os valores, atitudes, tolerância e respeito para com os outros;

Estimular uma atuação refletida perante situações de conflito;

Desenvolver aprendizagens de participação na vida cívica de modo responsável e crítico.

10. Finalidades educativas Conscientes da escola que ambicionamos e de acordo com as prioridades estipuladas em reuniões e corroboradas no conselho escolar, estabelecemos as finalidades a concretizar no próximo quadriénio (2011/2015): 

Promover o sucesso escolar;

Melhorar o domínio da língua portuguesa, enquanto suporte fundamental de comunicação e expressão, do acesso ao conhecimento, da criação e função da cultura e

Ter hábitos quotidianos de leitura;

Promover o desenvolvimento de valores, atitudes e padrões de comportamento que contribuam para a formação de cidadãos, críticos, ativos, respeitadores dos outros e participativos numa sociedade democrática.

Página

21

da participação na vida social;


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

11. Objetivos/Metas Tendo em conta o lema do nosso projeto e com o intuito de promover o sucesso escolar, delineamos os seguintes objetivos para os níveis de ensino desde o Pré- Escolar ao 1.º Ciclo.

Pré-Escolar 

Desenvolver as capacidades de expressão e comunicação;

Estimular a imaginação e a criatividade da criança;

Incentivar a criança a contar, a inventar, recriar histórias improvisando situações do seu quotidiano, através do jogo do “faz de conta”;

Incentivar a criança a folhear os livros infantis corretamente;

Proporcionar à criança momentos agradáveis de leitura;

Fomentar a socialização e a cooperação da criança;

Proporcionar momentos de interação social em grande e pequeno grupo;

Promover a utilização de métodos e estratégias diversificadas;

Promover a integração e inclusão dos alunos;

Apoiar e acompanhar as famílias no processo educativo dos seus filhos, promovendo a sua participação ativa.

1.º Ciclo Literacia 

Melhorar as competências dos alunos em todas as áreas curriculares disciplinares;

Proporcionar o uso correto da língua portuguesa para comunicar de forma adequada e para estruturar o pensamento próprio;

Tornar o ensino das disciplinas curriculares mais aliciante;

Adaptar as prioridades nas áreas curriculares às necessidades e estilos de aprendizagem dos alunos;

Pesquisar, selecionar e organizar a informação para a transformar em conhecimento

Sensibilizar os alunos e toda a comunidade para a valorização do livro;

Motivar para a aquisição de livros com diversas temáticas;

Facultar às crianças o acesso a outras realidades e à expansão de conhecimentos;

Desenvolver a capacidade criativa de modo autónomo e responsável.

Página

22

mobilizável;


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

Cidadania 

Promover a integração e inclusão dos alunos;

Conhecer e aplicar valores, regras, deveres e direitos individuais e dos outros;

Proporcionar a formação de cidadãos civicamente responsáveis e democraticamente intervenientes na vida quotidiana;

Adotar estratégias adequadas à resolução de problemas e à tomada de decisões;

Cooperar com outros em tarefas e projetos comuns;

Apoiar e acompanhar as famílias no processo educativo dos seus filhos, promovendo a sua participação ativa.

12. Estratégias Pré-Escolar Área de Formação Pessoal e Social 

Brincar livremente nas áreas de atividade da sala;

Dialogar com o adulto e com os colegas;

Promover brincadeiras ao ar livre, no recreio;

Promover várias sessões cinematográficas (projetar DVDs infantis através do data show e computador portátil, na nossa sala ou na sala TIC);

Utilizar o quadro interativo como forma de proporcionar novas experiências às crianças;

Promover saídas lúdico-pedagógicas como forma de contactar com as pessoas e o meio envolvente.

Área de Expressão e Comunicação 

Contar histórias infantis recorrendo a vários suportes: livros, computador, fantoches, adereços (trajes, acessórios e pintura facial) e sombras chinesas;

Recontar histórias, fábulas, poemas, adivinhas, trava-línguas e lengalengas;

Repetir lengalengas e poemas com várias expressões emotivas;

Promover dramatizações com adereços, fantoches e sombras chinesas (sombras corporais,

Manipular qualquer tipo de fantoches, recriando situações do seu quotidiano através do jogo “fazer de conta”;

Representar personagens e cenário “vivo” através dos jogos dramáticos.

Página

23

silhuetas opacas e coloridas);


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

1.º Ciclo 2011/2012

Literacia

Ler e interpretar textos diariamente;

Criar na sala e na biblioteca espaços atrativos à leitura;

Promover diariamente, momentos propícios à participação oral (explicações, discussões, comentários, debates...);

Trabalhar textos escritos de diversos tipos;

Realizar atividades indicadas no Plano Nacional / Regional de Leitura;

Divulgar os trabalhos de literatura infantil, através de atividades realizadas por cada turma;

Realizar várias atividades sobre os livros em estudo;

Colocar os livros à disposição dos alunos;

Recolher histórias da tradição oral;

Consciencializar a família para a necessidade de partilhar responsabilidades, com a escola, na formação dos jovens leitores;

Participar em projetos (Clube de Leitura…);

Realizar visitas de estudo.

Cidadania •

Registar/afixar, no início do ano letivo, as regras estabelecidas, para as salas de aula e espaços comuns, de forma bem visível e apelativa;

Incutir regularmente regras de conduta nas salas de aula e áreas comuns (cantina, corredores, pátios, casas de banho / balneários e recreios a partir do primeiro mês de aulas);

Estimular a participação ativa, ao longo do ano, nas salas de aula, através de diálogos sobre temáticas diversas, valorizando o respeito pelos “outros”;

Participar em projetos (Eco-Escolas; Clube do Ambiente…);

Promover eventos direcionados à comunidade escolar, apelando à participação dos pais/

Realizar atividades festivas relacionadas com tradições e costumes.

Página

24

encarregados de educação;


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

2012/2013

Literacia •

Ler e interpretar textos diariamente;

Criar na sala e na biblioteca espaços atrativos à leitura;

Promover diariamente, momentos propícios à participação oral (explicações, discussões, comentários, debates...);

Trabalhar textos escritos de diversos tipos;

Realizar atividades indicadas no Plano Nacional / Regional de Leitura;

Divulgar, mensalmente, a literatura infantil, uma obra por cada ano de escolaridade;

Realizar, na biblioteca, atividades variadas sobre os livros em estudo;

Desenvolver, no 2.º, 3.º e 4.º anos de escolaridade, intercâmbios de produções escritas (1.º período - cartas; 2.º período - histórias; 3.º período - poesia) entre turmas;

Participar em projetos (Intercâmbios literários, Clube de Leitura, Olimpíadas da leitura…);

Realizar visitas de estudo;

Realizar uma exposição no final do ano letivo, com os trabalhos realizadas pelos alunos.

Cidadania •

Registar/afixar, no início do ano letivo, as regras estabelecidas, para as salas de aula e espaços comuns, de forma bem visível e apelativa;

Incutir regularmente as regras de conduta nas salas de aula e áreas comuns (cantina, corredores, pátios, casas de banho / balneários e recreios, a partir do primeiro mês de aulas);

Estimular a participação ativa, ao longo do ano, nas salas de aula, através de diálogos sobre temáticas diversas valorizando o respeito pelos “outros”;

Participar em projetos (Eco-Escolas; Clube do Ambiente…);

Promover eventos direcionados à comunidade escolar, apelando à participação dos pais/ encarregados de educação;

Realizar atividades festivas relacionadas com tradições e costumes.

2013/2014

Ler e interpretar textos diariamente;

Criar na sala e na biblioteca espaços atrativos à leitura;

Promover, diariamente, momentos propícios à participação oral (explicações, discussões, comentários, debates...);

Página

25

Literacia


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

Trabalhar textos escritos de diversos tipos;

Realizar as atividades indicadas no Plano Nacional / Regional de Leitura;

Divulgar, mensalmente, a literatura infantil, expondo trabalhos relativos a uma obra, por cada ano de escolaridade;

Realizar, na biblioteca, atividades variadas sobre os livros em estudo;

Criar histórias;

Participar em projetos (Eco-Escolas, Clube do Ambiente, Clube de Leitura…);

Realizar visitas de estudo.

Cidadania •

Registar/afixar, no início do ano letivo, as regras estabelecidas, para as salas de aula e espaços comuns, de forma bem visível e apelativa;

Incutir regularmente regras de conduta nas salas de aula e áreas comuns (cantina, corredores, pátios, casas de banho / balneários e recreios, a partir do primeiro mês de aulas);

Estimular a participação ativa, ao longo do ano, nas salas de aula, através de diálogos sobre temáticas diversas, valorizando o respeito pelos “outros”;

Organizar uma exposição, no final do ano letivo, com alguns trabalhos realizados pelos alunos;

Realizar atividades festivas relacionadas com tradições e costumes.

2014/2015

Literacia •

Ler e interpretar textos diariamente;

Criar na sala e na biblioteca espaços atrativos à leitura;

Promover, diariamente, momentos propícios à participação oral (explicações, discussões,

Trabalhar textos escritos de diversos tipos;

Realizar as atividades indicadas no Plano Nacional / Regional de Leitura;

Realizar, na biblioteca, atividades variadas sobre o livro em estudo;

Criar histórias;

Divulgar as histórias criadas pelos alunos;

Dramatizar histórias;

Participar em projetos (Intercâmbios literários, Clube de Leitura, Olimpíadas da leitura…);

Realizar visitas de estudo;

Página

26

comentários, debates...);


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

Realizar atividades festivas relacionadas com tradições e costumes.

Cidadania •

Registar/afixar, no início do ano letivo, as regras estabelecidas, para as salas de aula e espaços comuns, de forma bem visível e apelativa;

Incutir regularmente as regras de conduta nas salas de aula e áreas comuns (cantina, corredores, pátios, casas de banho / balneários e recreios, a partir do primeiro mês de aulas);

Estimular a participação ativa, ao longo do ano, nas salas de aula, através de diálogos sobre temáticas diversas valorizando o respeito pelos “outros”;

Participar em projetos (Eco-Escolas; Clube do Ambiente…);

Promover eventos direcionados à comunidade escolar, apelando à participação dos pais/ encarregados de educação;

Realizar atividades festivas relacionadas com tradições e costumes.

Educação Especial (2011/2015) - Apoio especializado adequado ao aluno, recorrendo às medidas educativas que constam do decreto legislativo nº 33/2009/M, devidamente estabelecidas no PEI de cada aluno; - Privilegiar a diferenciação pedagógica nas diversas atividades; - Assegurar a participação nas atividades; - Apoio pedagógico personalizado; - Adequações curriculares individuais; - Adequações no processo de avaliação; - Participação nas atividades propostas no Plano Anual de Escola; - Dar ênfase a atividades que favoreçam a autonomia pessoal e social.

13. Recursos educativos Humanos Em relação aos Recursos Humanos a Escola conta com uma média de 16 docentes (oito

Educadora pertencem ao Quadro de Escola, três professores e duas educadoras ao Quadro de Zona Pedagógica e as restantes são contratadas.

Página

Física, uma professora de Educação Musical e uma Diretora de escola). Cinco professores e uma

27

professores, quatro educadoras, uma professora do Ensino Especial, um professor de Educação


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

Nos últimos anos, devido à renovação de contratos, temos conseguido manter o corpo docente estável. O pessoal não docente é constituído por 11 funcionários (seis Assistentes Operacionais, três Ajudantes de Ação Sócio Educativa da Pré-escolar, uma Assistente Técnica de Administração Escolar e uma Técnica Superior de Biblioteca). A população discente é constituída em média por 115 a 120 alunos e está distribuída da seguinte forma: Duas turmas do pré-escolar e quatro turmas de 1.ºCiclo. A maioria dos nossos alunos beneficia de transporte escolar (70% a 80%).

Materiais A Escola dispõe de recursos materiais adequados para a prática pedagógica, tais como: •

13 Computadores com ligação à internet

2 Impressoras

1 Fotocopiadora

1 Quadro interativo

Livros didáticos, obras de referência, obras infantis, livros escolares

Xilofones, metalofones, jogos de sinos e outros instrumentos direcionados para a vertente musical, DVDs, CDS – lendas, contos)

2 Leitores de DVDs

Jogos didáticos

Televisões

3 Aparelhagens

1 Rádio

Bolas de futebol, andebol, basquetebol, voleibol, ringues, arcos, cordas, colchões entre outros

Material de desgaste.

Salas

Cantina

Pavilhão

Piscina do IDRAM

Página

28

Físicos


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

Outros recursos Instituições Públicas (Câmara Municipal de Porto Moniz, Junta de Freguesia de Porto Moniz, Casa do Povo de Porto Moniz, Clube Desportivo e Cultural do Porto Moniz, Associações Culturais).

14. Intervenientes 

Docentes

Não Docentes

Discentes

Preletores

Encarregados de Educação

Comunidade Educativa

Instituições Públicas (Biblioteca Municipal, Câmara Municipal, Juntas de Freguesia, Casa do Povo de Porto Moniz).

15. Formas de divulgação A divulgação deste projeto ocorrerá através de: Internet Festas

(Página de Web);

convívio;

Exposição

de trabalhos.

Tencionamos que o nosso projeto abranja toda a comunidade escolar (Alunos, Encarregados de Educação, Professores, Auxiliares de Ação Educativa) e toda a comunidade em geral.

16. Avaliação A avaliação é um ato importante em qualquer projeto, pois é através dela que se pode repensar os rumos traçados, apontar novos horizontes, tendo sempre presente o espírito dinâmico de que qualquer projeto se reveste.

Projeto é o guião.

Página

simultâneo com a do Projeto Curricular de Escola e a do Plano Anual de Escola, do qual este

29

A avaliação do projeto será realizada no final de cada ano letivo. Esta efetuar-se-á em


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

16.1. Critérios de avaliação Pré-Escolar: 

Sentido de sociabilidade /responsabilidade;

Aquisição do saber: fazer, ser e estar;

Comportamento (aceitação e cumprimento de regras, relação com os outros).

Comunicação oral: leitura, resposta adequada a questões;

Expressão escrita;

Aplicação contextualizada de saberes;

Cooperação;

Civismo/cumprimento de regras;

Responsabilidade e empenho.

1.º Ciclo:

16.2. Instrumentos de avaliação Para a operacionalização do processo de avaliação, serão utilizados os seguintes instrumentos de avaliação: 

Análise das observações contínuas (diretas e indiretas);

Análise documental (livro de requisições da Biblioteca);

Troca de informação em debates conjuntos entre a comunidade educativa;

Preenchimento de grelhas de avaliação;

Registo dos resultados académicos dos alunos;

Relatórios das atividades desenvolvidas.

No final de cada ano letivo, realizar-se-á uma avaliação, tendo em consideração os pareceres do Conselho Escolar, Discentes, Pessoal Não Docente e Encarregados de Educação, sendo a mesma registada em ata.

Autoavaliação;

Heteroavaliação dos alunos;

Página

30

16.3. Formas de avaliação


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

Avaliação do trabalho final. Após a análise dos resultados obtidos dos dados anteriores, será feito um parecer global

(Relatório Final) no qual constarão as recomendações para futuras retificações, tanto em termos de

Página

31

reflexão do nosso trabalho, como em termos de propostas e mudanças a realizar.


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

17. Conclusão

«No fundo, o dever de educar consiste em ensinar as crianças a ler, iniciandoas na Literatura, em dar-lhes os meios de julgarem corretamente se sentem ou não a necessidade de livros. Porque se se pode perfeitamente admitir que alguém rejeite a leitura, intolerável que seja – ou julgue ser rejeitado por ela. Ser excluído dos livros – mesmo daqueles que não fazem falta – é uma enorme tristeza, uma solidão dentro da solidão». Danniel Pennac

Para concluir, consideramos que é através da leitura e da escrita que as crianças e jovens podem (re) descobrir, adquirir e desenvolver esses hábitos para a vida, não descorando o sentido de responsabilidade e respeito para com os outros. Contudo, não podemos descurar o papel do professor que é fundamental no

Página

32

desenvolvimento de todo este processo.


Projeto Educativo 2011/2015

“Histórias com Valor”

18. BIBLIOGRAFIA • Decreto Legislativo Regional Nº 4/2000/M Adaptado à RAM o Regime de Autonomia Administração e Gestão dos estabelecimentos de Educação e de ensino público da Região Autónoma da Madeira definidos no decreto-lei Nº115 A/98, de 4 de Maio. • Decreto Legislativo Regional Nº 26/2001/M Adaptado à RAM a reorganização curricular do

Página

33

ensino básico definida no decreto-lei Nº 6/2001, de 18 de Janeiro.

Projeto Educativo 2011_2015 EB1/PE Porto Moniz  

Projeto Educativo 2011_2015 da EB1/PE de Porto Moniz

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you