Issuu on Google+

6 jornal do commercio

Recife I 17 de maio de 2014 I sábado

esportes

www.jconline.com.br

Blatter critica o Brasil Michael Buholzer/AFP

DURO Presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse que as manifestações seriam culpa do governo, que não cumpriu promessas

Da Redação, com agências

E

m entrevista à RTS, TV pública da Suíça, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse que as manifestações no Brasil seriam culpa do governo, por não ter cumprido promessas feitas à população. “Os brasileiros estão um pouco insatisfeitos. Muita coisa foi prometida a eles”, afirmou Blatter. Segundo o cartola, porém, a sociedade brasileira também tem sua parcela de responsabilidade. “Para mudar o Brasil, a sociedade terá de ter vontade de trabalhar.” Apesar das duras críticas, o presidente da Fifa foi otimista ao afirmar que acredita no esvaziamento das manifestações quando a Copa do Mundo começar. “Estou certo de que, quando

EXPECTATIVA Mandatário acredita que os protestos vão parar assim que a Copa do Mundo começar, em junho

o primeiro chute for dado, o Brasil vai viver um ambiente de futebol, samba, música e ritmos.” O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi citado algumas vezes na entrevista. Blatter disse que os projetos de Lula para o Brasil não foram adiante. “O Brasil é a sexta maior economia do mundo. Lula, quando era presidente, prometeu a melhoria do país. Mas, para isso, é preciso a vontade de todos, a vontade do povo para trabalhar”, disse Blatter. O cartola também falou da Copa de 2022, no Catar. Segundo ele, foi um erro realizar a Copa do Mundo no verão do Catar, com um calor escaldante. O país do Golfo Pérsico foi escolhido em dezembro de 2010, através de votação, para ser a sede do Mundial de 2022. “Você sabe que se comete muitos erros na vida. O relatório técnico sobre o Catar indicava claramente que seria muito quente no verão. Mas o Comitê Executivo (da Fifa) decidiu, com uma grande maioria que vamos jogar no Catar”. Blatter também disse ser mais do que provável que o torneio de 2022 tenha sua data mudada para o inverno, para evitar o calor extremo de junho e julho no país do Golfo Pérsico. Diante das declarações de Blatter, a Fifa divulgou um comunicado insistindo que seu presidente não estava questionando a escolha do Catar, apenas a data do torneio.

CURIOSIDADES

Atual campeão europeu, mundial e alemão, o Bayern de Munique é o clube que vai liberar o maior número de jogadores para a Copa do Mundo. Ao todo, são 17 atletas citados

BAYERN O francês Ribéry foi um dos 17 atletas cedidos pelo clube alemão nas listas de convocados das seleções. Dos 30 convocados pela seleção alemã, o técnico Joachim Löw levará sete jogadores do Bayern: Manuel Neuer, Philipp Lahm, Mario Götze, Jérôme Boateng, Bastian Schweinsteiger, Thomas Müller e Toni Kroos. Além deles, dois espanhóis (Javi Martínez e Thiago Alcântara, que ficará fora por contusão), um croata (Mario Mandzukic), um belga (Daniel Van Buyten), um suíço (Xherdan Shaqiri), um norte-americano (Julian Green), um holandês

(Arjen Robben) e um francês (Franck Ribéry) foram listados para representar seus países no Mundial. O segundo colocado na lista com times que cederam mais jogadores é o Manchester United. Mesmo em uma temporada conturbada, em que ficou apenas na sétima posição do Campeonato Inglês, o time possui 16 atletas de seu elenco entre os préconvocados para a Copa. Ao todo, são seis ingleses, dois belgas, dois espanhóis, além de um francês, um holandês, um equatoriano, um mexicano, um português e um japonês.

presidente do TCU

R

IO – Menos de um dia após o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, declarar que o Brasil irá “passar vergonha” na Copa do Mundo, em função de atrasos em obras para o evento, o ministério do Esporte rebateu as declarações. Na manhã de ontem, o ministro Aldo Rebelo manteve seu tradicional discurso otimista. Já o secretário-executivo da pasta, Luís Fernandes, preferiu outro tom. “Me parece que a função do TCU é acompanhar tecnicamente a condução das obras relativas à Copa do Mundo. O que saiu na mídia foi uma espécie de apreciação política que não compete ao TCU fazer”, declarou Luís Fernandes, em entrevista coletiva realizada no Palácio da Cidade, na zona sul do Rio, onde ocorre reunião sobre o plano operacional para a Copa do Mundo. Luís Fernandes afirmou que todas as intervenções necessárias para o Mundial serão entregues a tempo. “O que posso garantir é que, do ponto de vista de operação do evento Copa do Mundo, todas as obras essenciais estão ou estarão finalizadas para a operação da Copa do Mundo. Isso nos dá absoluta confiança do sucesso do evento”, disse. O secretário-executivo rebateu ainda a declaração de Nardes de que Cuiabá está “uma praça de guerra”, usando o mesmo argumento de que algumas das obras não são necessá-

Elza Fiúza/Agência Brasil

A Fifa divulgou em seu site oficial o nome dos 30 jogadores incluídos nas listas prévias de convocados das 32 seleções para a Copa do Mundo no Brasil. A partir da relação inicial, sete atletas precisarão ser cortados até o dia 2 de junho para que as relações finais com 23 atletas sejam definidas. Em alguns casos, como no da seleção brasileira, os treinadores optaram por já anunciar a lista final antes do prazo. Só depois da convocação dos 23 nomes, Luiz Felipe Scolari divulgou os sete nomes que estão em um grupo de eventuais “suplentes” para o Mundial. São eles: o goleiro Diego Cavalieri, o lateral-direito Rafinha, o zagueiro Miranda, o lateral-esquerdo Filipe Luís, o volante Lucas Leiva, o meia Lucas e o atacante Alan Kardec. A lista final de cada uma das 32 seleções será divulgada pela Fifa no dia 5 de junho. A entidade explicou que, depois disso, um jogador só poderá ser substituído se sofrer uma lesão até 24 horas antes do primeiro jogo da fase de grupos da sua equipe. A contusão, porém, precisará ser confirmada pelo Comitê Médico da Fifa. Nesse caso, o jogador substituto não precisará estar necessariamente na lista provisória, que foi publicada no site da entidade ontem.

Odd Andersen/AFP

Fifa divulga convocados Ministério rebate

VISÃO Aldo Rebelo segue otimista rias para o Mundial. “Cuiabá tem mais de 50 obras de mobilidade urbana sendo conduzidas aproveitando a oportunidade da Copa do Mundo, mas apenas uma parte delas está na Matriz de Responsabilidades. A maior parte não é essencial para a realização da Copa do Mundo”, apontou. O ministro Aldo Rebelo, por sua vez, preferiu não polemizar. “Vocês acreditam nisso?”, questionou aos jornalistas presentes, ao comentar a declaração de que o Brasil irá “passar vergonha”. “Não vai ter nada disso. O Brasil vai fazer o seu papel e vai fazer a melhor Copa possível”, resumiu.


Jc 17052014 foz111