Page 1

os resultados de hoje definirão onde você estará amanhã

ter entendido e valorizado a minha necessidade de aprimoramento

é tão importante sermos um time e confiar no trabalho do outro

garantir longevidade

dependemos da natureza e por isso temos que mantê-la viva

reunia os amigos em uma pracinha e ficávamos ouvindo discos na vitrola

sempre tento ver o lado bom de tudo

tendo vontade, a gente consegue tudo nessa vida

basta um novo olhar que tudo se transforma

valorizamos a educação e desejamos realizar nossos sonhos

NAÍNTEGRA

EMPRESAS NOVAMÉRICA | DEZEMBRO DE 2012 • ANO XII • Nº 4


Para isso, contamos com a sua colaboração para vermos além do que nos é mostrado e valorizarmos todos aqueles que conseguem fazer a empresa seguir em frente. Basta nos chamar, pois sempre estaremos prontos para atender.

ver além do que nos é mostrado

Agradecemos por mais um ano e desejamos que 2013 chegue com muita força, muita disposição e com pessoas que acreditam e lutam por um ideal.

não buscamos pensar de outra forma. Ele disse que era fácil falar quando estamos vendo o problema alheio do lado de fora e só quem passa por algo ruim é que sente como realmente é.

Ele me dizia que estava passando por muitos problemas pessoais, reclamava do emprego e de como sua vida vinha se tornando um terrível pesadelo.

Tudo bem, mas eis meu pensamento: devemos ver as coisas por outra perspectiva! Pense fora do mundo onde você e seus problemas se encontram, é aí que está a solução – aliás, já escrevi isso em um texto anterior.

Tentei dizer algumas coisas positivas e não pude deixar de avaliar seu ponto de vista. De fato nada é fácil, mas, por outro lado, nós conseguimos piorar cem por cento quando

Equipe de Comunicação.

NAÍNTEGRA O JORNAL NA ÍNTEGRA É UMA PUBLICAÇÃO BIMESTRAL DAS EMPRESAS NOVAMÉRICA AGRÍCOLA LTDA., NOVAMÉRICA AGRÍCOLA CAARAPÓ LTDA. E RRB EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES.

Projeto editorial Base__ Redação Duda Siqueira Jornalista responsável Jaqueline Bueno • MTB 59.942

www.novamerica.com.br

Certo dia estava conversando com um amigo sobre como o tempo passa depressa e como as coisas mudam de uma hora para outra. Como num passe de mágica, os anos se vão, as rugas chegam e os problemas aumentam.

Fazenda NovAmérica, s/nº • Bairro Água da Aldeia Tarumã • SP • CEP 19820-000 comunicacao@novamerica.com.br

começar a exercitar esse pensamento. Digo exercitar porque essa é uma das mais difíceis mudanças que podemos agregar a nós mesmos, e o exercício tem que ser diário. Temos o dever de buscar a felicidade, mas nem sempre ela vem repleta de flores. Os problemas servem para nos mostrar como podemos melhorar como pessoas, e nosso amadurecimento resulta em coisas boas. Se você já é positivo, parabéns, mas se for daqueles que precisam de um “empurrãozinho”, apenas tente pensar de outra forma.

Não que eu queira ser repetitivo, mas esta é a melhor época do ano para

Não podemos nem devemos nos fazer de vítimas das circunstâncias! As coisas tomam a forma daquilo que as deixamos tomar, ou seja, você é quem faz seu futuro, suas oportunidades, suas alegrias e principalmente seus problemas. É claro que algumas coisas fogem do controle, mas mesmo assim temos que procurar pensar positivo. Quando menos você esperar, vai entender o porquê de tudo isso. Então é hora de aproveitar o clima de fim de ano: faça planos de melhoria, cultive suas esperanças, plante amor, crie metas, busque

Forte abraço e até a próxima!

SEJA FELIZ SEMPRE!

Neste ano, aprendemos a diferença de cada atitude, das novas ideias e buscaremos fazer sempre o melhor para que todos os nossos leitores possam se ver por aqui e se identificar com cada imagem e palavra impressas neste espaço.

Você só tem a ganhar, e mesmo que não viva num mar de rosas, sua vida pode se tornar uma piscina de chocolate, de doce de coco, de goiabada ou de qualquer outro doce de sua preferência!

Buscamos nesta edição encontrar colaboradores, parceiros e pessoas que fazem parte da história da NovAmérica. Também procuramos representar a importância de cada um no crescimento da empresa.

ser feliz hoje mais do que foi ontem, cerque-se de coisas e pessoas que te façam bem, esqueça o mal que te fizeram e perdoe-se pelo ruim que já tenha causado aos outros!

FORA DA CAIXINHA

plante amor, crie metas, busque ser feliz hoje

Alexandre Carmo Assistente Adminstrativo RI Unidade Tarumã/SP 9 anos de NovAmérica

3


PAIXÃO PELA TERRA

São 65 anos de história, determinação, muito trabalho e boas colheitas. Neste ano, a NovAmérica completou seu 65ºaniversário, e essa paixão pela terra não poderia ser esquecida, porque as boas lembranças devem ficar registradas para sempre.

“Nas minhas veias corre sangue NovAmérica”

UNIDADE TARUMÃ/SP 1946 • MISSA DE AÇÃO DE GRAÇAS 2011 • ENTREGA DO CERTIFICADO AGROAMBIENTAL EM 2007 • LANÇAMENTO CD PROJETO FUTURO

Comecei a trabalhar na NovAmérica como trabalhador rural em 1996, com 15 anos. Durante quatro anos executei tarefas como corte de cana e catação de bituca (canas que caem da carregadeira), mas logo depois fui dispensado, pois suspenderam o ônibus da minha cidade, Florínea/SP. Dois anos depois retornei como auxiliar de queima, função em que permaneci por três safras. Embora já tivesse um histórico na empresa, concorri a essa vaga de igual para igual com todos os 63 candidatos. Eram apenas duas vagas. Até conseguir essa nova chance confesso que cheguei a ir toda semana para a empresa em busca de uma oportunidade, nunca desisti de voltar. Quando consegui, o próximo passo foi entrar na escolinha de trator reboque, pois meu objetivo era me tornar colaborador fixo, o que eu só alcancei dois anos depois como colhedor.

MEMÓRIA VIVA

Em 2004 foi um ano difícil. A máquina com a qual eu trabalhava já era antiga, então acabei desenvolvendo duas funções, operador de colhedora e carregadeira. Foi quando surgiu a oportunidade de me tornar coordenador em 2005 e, devido a minha experiência, consegui.

Com a instalação da nova unidade de negócio da NovAmérica em Caarapó/MS foram abertas vagas para supervisor em 2007. Mesmo sem esperanças, concorri, pois além da minha busca pelo aprimoramento, houve várias pessoas que incentivaram o meu desenvolvimento ao longo da minha trajetória. A primeira vaga não consegui, mas a segunda sim. Hoje completo cinco anos como supervisor de operações agrícolas em Caarapó. Tenho formação acadêmica em Administração de Empresas e Mecânica Industrial. Hoje fico feliz em dar a mesma oportunidade que eu tive a outras pessoas. Acompanho de perto, tento identificar e incentivar o potencial de cada um, já que a ascensão se tornou mais rápida atualmente. Antes para ser tratorista levava-se de oito a dez anos, hoje leva-se de dois a três meses.

cheguei a ir toda semana para a empresa em busca de uma oportunidade, nunca desisti

Ao se desenvolver internamente, as oportunidades surgem também de outras empresas. Recebi propostas muito boas, mas é impossível olhar para trás e não lembrar a força que tive para chegar até aqui. Como eu sempre digo, sou NovAmérica fidelizado, o sangue da empresa corre nas minhas veias.

Ângelo Luchini Euzébio Supervisor Operações Agrícolas Unidade de Caarapó/MS 15 anos de NovAmérica

5


VIVEMOS INTEGRADOS À NATUREZA

garantir longevidade

Se queremos prosperar, devemos ter como um de nossos focos a preservação ambiental, um dos pilares da sustentabilidade. Por isso, a NovAmérica entende que respeitar e preservar fauna e flora são atitudes fundamentais para garantir longevidade ao negócio e, assim, promover ações para alcançar esse propósito.

Na lavoura, por exemplo, a aplicação de defensivos agrícolas e demais insumos é monitorada para que não gere poluição. Por meio do Plano de Gerenciamento de Coleta e Destinação das Embalagens de Agrotóxicos, foram estabelecidos procedimentos visando boas práticas para descarte de embalagens vazias de agrotóxicos, a conhecida tríplice lavagem.

Esse procedimento é feito em 100% das embalagens de defensivos agrícolas, e todas elas têm o fundo perfurado, impedindo sua reutilização. Depois, as embalagens são entregues no CIVAP (Consócio Intermunicipal do Vale do Paranapanema), localizado no município de Paraguaçu Paulista, e ao receberem as embalagens é emitido um comprovante de devolução. A partir das embalagens recicladas são produzidas embalagens de óleos lubrificantes, tampas, caixas de papelão e outros produtos que podem ser consumidos pelo mercado.

Mais um exemplo são as queimadas, que estão sendo eliminadas com o advento da colheita mecanizada e são realizadas seguindo o proposto no Protocolo Agroambiental no estado de São Paulo, celebrado entre a Secretaria do Meio Ambiente, a Secretaria da Agricultura e a União das Indústrias de Cana de Açúcar – UNICA. Atualmente, a unidade de Tarumã/SP está com 89% de cana colhida crua (acima do proposto pelo protocolo) e tem 95% de mecanização na colheita. Apesar do protocolo não ter sido firmado no estado do Mato Grosso do Sul, a unidade de Caarapó já tem 100% de sua colheita mecanizada, sendo 59% de cana crua.

Algo de grande valor são a recuperação e a preservação das Áreas de Preservação Permanente. Em 2010 foi concluído o projeto de restauração das matas ciliares com o plantio de mais de 600 mil mudas nativas. Aqui, nada se perde, nada se cria, tudo se transforma. Pensando assim, os resíduos provenientes do processo industrial têm destino nobre. Um deles, a vinhaça, tem como principais características sua riqueza em matéria orgânica e potássio e é importante por promover melhorias nos solos. A torta de filtro, outro resíduo, também é aplicada na lavoura como fertilizante orgânico, porque é rica em fósforo. - Você deixa de usar adubo mineral, que pode contaminar o solo.

Reconhecemos que os recursos naturais são finitos e precisam ser preservados, sendo assim é importante estabelecermos critérios de uso racional dos mesmos, pois acreditamos que é possível o equilíbrio entre desenvolvimento econômico e produção agrícola. Mayra Teixeira

COMITÊ INTERNO DE MEIO AMBIENTE Com o propósito de manter o equilíbrio entre meio ambiente e processo produtivo agrícola, as empresas NovAmérica resgataram o Comitê Ambiental criado em 2000 e retomaram suas atividades. Atualmente o comitê é formado por dez colaboradores de diversas áreas, representando as unidades agrícolas de Caarapó/MS e Tarumã/SP. O grupo se encontra três vezes por semestre para discutir as questões ambientais e propor ações em prol da sustentabilidade, gerando valores econômicos, sociais e ambientais.

O QUE BUSCAMOS? PROMOVER AS ADEQUAÇÕES AMBIENTAIS NECESSÁRIAS NAS UNIDADES AGRÍCOLAS. PROPOR AÇÕES COM OS COLABORADORES E A COMUNIDADE COM O INTUITO DE PROMOVER A CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A PRESERVAÇÃO AMBIENTAL. APOIAR A ELABORAÇÃO DE PROJETOS E PROGRAMAS VOLTADOS À PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE. PROPOR PARCERIAS COM INSTITUIÇÕES PÚBLICAS E PRIVADAS PARA A PROMOÇÃO DA CONSCIENTIZAÇÃO DA COMUNIDADE INTERNA E EXTERNA. ACOMPANHAR E PARTICIPAR DA GESTÃO DE PRESERVAÇÃO DE ÁREAS PERMANENTES, BEM COMO DE MANANCIAIS.

7


NA Íntegra ENTREVISTA Garra! Esse é o sinônimo encontrado para definir nossa entrevistada. Uma mulher batalhadora, fugaz e ao mesmo tempo doce e cheia de amor pela família e pelo trabalho que faz.

É CASADA? TEM FILHOS? Sim, sou casada com Claudemir Nogueira de Oliveira, engenheiro mecânico industrial, e tenho dois filhos, Gabriel Gonçalves de Oliveira, com 17 anos, estudante e já iniciando sua parceria na agricultura, e Gustavo Gonçalves de Oliveira, com 11 anos, também estudante e parceirinho na lavoura com a família.

TEM ALGUM IRMÃO? Tenho 5 irmãos, Édem, Laerte, Leila, Leide e Oséias com quem divido parceria dos negócios.

É PARCEIRA DA NOVAMÉRICA HÁ QUANTO TEMPO? Há mais ou menos cinco anos.

DESDE QUANDO VOCÊ ESTÁ À FRENTE DOS NEGÓCIOS DA FAMÍLIA? Nunca me senti “à frente” dos negócios, mas sim ao lado como parceira, amiga, em um trabalho de equipe. Nasci em uma família simples e lutadora de agricultores, de muita garra e com dificuldades para vencer. Todos da família tinham suas obrigações. Os homens trabalhavam na lavoura e as mulheres em casa, nos afazeres domésticos. Meu pai e minha mãe sempre lutaram e ensinaram os filhos.

COMO COMEÇOU ESSA TRAJETÓRIA?

adorava ir para a roça com meu pai

Acho que tudo na minha vida começou quando eu tinha meus 3 ou 4 aninhos. Minha mãe dizia que eu acordava e ainda estava escuro, mas eu ia atrás deles lá na mangueira, onde eles estavam todos os dias para tirar o leite. Tinham que entregar uma grande quantidade para o laticínio. Era uma vida muito sofrida para eles, porque trabalhavam muito. Meu pai era enérgico e ba-

Hoje estou com meu irmão dando continuidade ao que aprendemos com nossos pais e acredito que cumpri e cumprirei meu papel como agricultora, como filha, irmã, esposa, mãe e deixando minha sementinha plantada. talhador; minha mãe, pacienciosa e companheira. Eles eram perfeitos um para o outro. Eu fui crescendo e continuava lá bem cedo com eles, montava nos bezerros, apartava as vacas, corria por todo lado, sentia o desespero de minha mãe pelo cuidado comigo, mas como dizem: os anjos sempre protegem as crianças, graças ao bom Deus. Então os anos foram passando e logo tive que dividir os momentos prazerosos vividos na mangueira com o colégio, porque meu pai fazia questão que nós estudássemos. Ele pegava no meu pé com a tabuada, ai de mim se não a soubesse todinha (risos). O tempo foi passando e logo minhas irmãs casaram e - “ainda menina” - fiquei sozinha com meus irmãos. Sabe como é uma menina de 9 anos ficar convivendo no meio de tantos homens, não é?! Bem, foi o suficiente para eu não querer mais bonecas. Eu jogava bola com eles, ia caçar, pescar, aprendi a fazer arapuca e soltei muitos passarinhos. Eu dormia quase todas as noites no quarto de meus irmãos, pois tinha pavor de dormir sozinha, mas o que eu mais adorava fazer era ir para a roça com meu pai para andar de trator, ficar em cima de plantadeira, colheitadeira, ajudar a abrir a sacaria de sementes que ficava em cima do caminhão e andar a cavalo. Ainda meu pai me ensinou a dirigir desde muito cedo e a tirar o leite da vaca, mas confesso que nunca consegui.

CONSIDERA SEU TRABALHO COMO ALGO QUE LHE DÁ PRAZER? POR QUÊ? Dá prazer, dor, cansaço, alegria, tristeza, mas a vida não tem sentido se não fizermos nada, e quando fazemos algo com vontade e amor, alcançamos o sucesso. Então, tudo se torna prazeroso.

COMO CONSEGUE CONCILIAR O NEGÓCIO COM A VIDA FAMILIAR? Ah, não sei, mas não é fácil. Amo demais minha família, acho que isso explica tudo. Sou uma mãe presente na vida dos meus filhos, do meu esposo, da minha mãe, dos meus sobrinhos, etc., e ainda consigo arrumar um tempinho só para mim.

SENTE ALGUMA DIFICULDADE DE ATUAÇÃO NA ÁREA DO AGRONEGÓCIO POR SER MULHER? Depende, nos negócios não, mas os homens que trabalham nessa área são muito fortes, por isso gostaria de ter a metade da força deles.

SENTE OU JÁ SENTIU ALGUM PRECONCEITO POR PARTE DOS HOMENS? Sempre me respeitaram. E, se teve alguém que agiu assim, eu nunca percebi.

TEVE ALGUMA DIFICULDADE NO COMEÇO? QUAIS? Claro, e ainda tenho. Estou aprendendo aos poucos, e com meus erros também. A vida nos mostra coisas boas, mas ruins também, então precisamos estar preparados para o dia de amanhã, temos que ser independentes. E o que aprendi já é suficiente para comandar os negócios da empresa.

TROCARIA ESSE RAMO POR OUTRO? POR QUÊ? Acho que não. Gosto do que faço e quero continuar fazendo ainda melhor. E quem sabe no futuro os meus filhos possam continuar por mim.

NOME

Meu pai e eu conversávamos muito. Eu prestava atenção em tudo o que ele fazia. Lembro-me dos detalhes, de cada gesto, de cada esforço dele, das palavras, das broncas... como era bom. Hoje faço tudo o que ele me ensinou e me lembro com saudade do que ele dizia: “Sem esforço não há vitória”. Ele foi e sempre será um exemplo em minha vida.

LOIDE GONÇALVES DE OLIVEIRA

Hoje estou com meu irmão dando continuidade ao que aprendemos com nossos pais e acredito que cumpri e cumprirei meu papel como agricultora, filha, irmã, esposa, mãe, deixando minha sementinha plantada. Nossas lembranças de ontem durarão uma vida inteira, por isso aconselho que seja ambicioso, mas não só ambicioso, trabalhe com honestidade, humildade, sinceridade, com garra e confiança, para que possa prosperar.

FORMAÇÃO

IDADE

36 ANOS CURSO SUPERIOR INCOMPLETO PROFISSÃO

AGRICULTORA

9


NOSSA GENTE

começa um novo ano em nossa história Em toda a linha do tempo da NovAmérica sabemos de muitas pessoas que marcaram e construíram suas histórias junto com a da empresa. Entendemos também que muitas outras começaram a recontar suas histórias com as mudanças ocorridas no passar dos anos. Ainda há aquelas que nem sabiam da existência da companhia e começaram a fazer e se sentir parte dela. Seja nos seus 35, 20, 15, 5 anos ou 1 mês de tempo de casa, sabemos que todos acreditam naquilo que fazem.

11


2013 :) 01/01/2013 ANO NOVO Nas antigas culturas, observar os ciclos da natureza era indispensável para a vida. A divisão do tempo no ciclo solar semeia nossa alma de possibilidades e nos permite o recomeço, a criação. Feliz ano novo! :) 12/02/2013 CARNAVAL O carnaval se originou na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C. onde os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e sua produção. Aproveite o momento para rever amigos e sorrir! :) 21/04/2013 TIRADENTES foi tropeiro, minerador, militar, comerciante, dentista e ativista político que atuou no Brasil colonia. O dia de sua execução é, hoje, feriado nacional. Dia que inspira lembrar o que alguem próximo fez de bom para a gente. :) 01/05/2013 TRABALHO O??. A?? :) 30/06/2013 CORPUS CHRISTI O??. A??

janeiro

fevereiro

DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

01 02 03 04 05

o grande homem é aquele que não perdeu a inocência de sua infância

DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

01 02

06 07 08 09 10 11 12 03 04 05 06 07 08 09 13 14 15 16 17 18 19 10 11 12 13 14 15 16

março

abril

DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

01 02

01 02 03 04 05 06

03 04 05 06 07 08 09 07 08 09 10 11 12 13 10 11 12 13 14 15 16 14 15 16 17 18 19 20

20 21 22 23 24 25 26 17 18 19 20 21 22 23

17 18 19 20 21 22 23 21 22 23 24 25 26 27

27 28 29 30 31

24 25 26 27 28 29 30 28 29 30

24 25 26 27 28

ESPAÇO REFLEXÃO 1

maio

junho

DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

o medíocre discute pessoas; o comum discute fatos; o sábio discute ideias

DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

01 02 03 04

01

05 06 07 08 09 10 11 02 03 04 05 06 07 08 12 13 14 15 16 17 18 09 10 11 12 13 14 15

julho

agosto

DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

01 02 03 04 05 06

01 02 03

07 08 09 10 11 12 13 04 05 06 07 08 09 10 14 15 16 17 18 19 20 11 12 13 14 15 16 17

19 20 21 22 23 24 25 16 17 18 19 20 21 22

21 22 23 24 25 26 27 18 19 20 21 22 23 24

26 27 28 29 30 31

28 29 30 31

23 24 25 26 27 28 29

não há que ser forte, há que ser flexível

ESPAÇO ATITUDE 1

DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

01 02 03 04 05 06 07

25 26 27 28 29 30 31

ESPAÇO REFLEXÃO 2

30

setembro

não tente ser bem sucedido, tente antes ser uma pessoa de valor

ESPAÇO REFLEXÃO 3

novembro

outubro

DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

01 02 03 04 05

08 09 10 11 12 13 14 06 07 08 09 10 11 12 15 16 17 18 19 20 21 13 14 15 16 17 18 19

um pouco de perfume sempre fica nas mãos de quem oferece flores

dezembro

DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB

01 02 01 02 03 04 05 06 07

03 04 05 06 07 08 09 08 09 10 11 12 13 14 10 11 12 13 14 15 16 15 16 17 18 19 20 21

22 23 24 25 26 27 28 20 21 22 23 24 25 26

17 18 19 20 21 22 23 22 23 24 25 26 27 28

29 30

24 25 26 27 28 29 30 29 30 31

27 28 29 30 31

ESPAÇO ATITUDE 2

provérbios


JUNTE-SE A NÓS VOCÊ TAMBÉM Falar é completamente fácil, quando se têm palavras em mente que expressem sua opinião. Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer... Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias. Difícil é encontrar e refletir sobre os seus erros... Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ela deseja ouvir. Difícil é ser amigo para todas horas e dizer sempre a verdade quando for preciso... Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre esta. Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer. Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo lhe deixa irritado. Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece... Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar. Difícil é mentir para o nosso coração... Fácil é ver o que queremos enxergar. Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto... Fácil é abraçar, apertar a mão. Difícil é sentir a energia que é transmitida... Fácil é querer ser amado. Difícil é amar completamente só... Fácil é querer ser o que quiser. Difícil é ter certeza do que realmente és... Fácil é ditar regras. Difícil é seguí-las... Fácil é sonhar todas as noites. Difícil é lutar por um sonho... Fragmentos de Fácil e Difícil Carlos Drummond de Andrade

Este calendário propõe transformações FIXE-O EM UM LUGAR ONDE VOCÊ POSSA ACOMPANHÁ-LAS

Essas pessoas que estão aqui e todas as outras que ainda não tiveram a chance de estar no nosso jornal são seres humanos capazes de se reinventar, porém sem perder a sua autenticidade nem a sua essência. Não seria possível colocarmos todos os 2 mil rostos nesta edição, por isso criamos este cantinho simbólico como uma forma de dizermos o quanto cada colaborador da empresa é importante nesta trajetória de 65 anos de NovAmérica e nos mais 65 que estão por vir.


João Eduardo Lima Trabalhador Rural Unidade de Caarapó/MS 8 meses de NovAmérica

tendo vontade, a gente consegue tudo nessa vida

NÃO SOU SIMPLESMENTE UM CANTOR, SOU UM CANTOR DE DEUS Sempre gostei de cantar, mas isso se tornou maior depois que recebi o chamado de Deus. Acredito que Ele tenha se manifestado por meio de uma amiga, que me chamou para cantar na igreja pela primeira vez, há 15 anos, e nunca mais parei. Hoje me apresento em Caarapó/MS na Matriz e na Igreja Santa Marta, mas foi em Boa Vista/ MS que me consagrei como cantor gospel, onde gravei dois CDs com 13 músicas em cada um. Embora não tenha nenhum misticismo quanto ao número 13, esse número me remete a Nossa Senhora de Fátima, de quem sou devoto, pois é a data em que ela fez sua primeira aparição. No meu segundo álbum, “Jesus Te Chama”, quase todas as músicas são de minha autoria. Além do apoio de amigos, contei com a contribuição do Poder Público de Bela Vista e atingi a marca de quase 1.000 CDs vendidos, disponibilizados em três postos de venda na cidade.

Antes de música gospel, cheguei a me apresentar em bares cantando sertanejo e MPB, mas parei devido ao meu chamado e também ao trabalho. Gosto muito da Daniela Mercury e da Ana Carolina, mas meu cantor preferido mesmo é o Daniel, com quem sonho poder gravar uma das minhas músicas. Embora minha família sempre me apoiasse, eles sempre falaram para eu seguir o ritmo sertanejo, porque são músicas mais fáceis de vender. Realmente são. O público é infinitamente maior, mas eu amo o que eu faço e acredito que Deus esteja contente comigo.

Em várias apresentações tive a oportunidade de ouvir pessoas dizendo que a minha música mudou a vida delas. Mãe contando que o filho estava entrando em depressão ou que o marido era alcoólatra e a minha música os curou. Isso compensa tudo, não tem dinheiro que pague.

OLHAR PARA FRENTE João Eduardo Lima atualmente é trabalhador rural na unidade de Caarapó. Ele diz sentir orgulho do trabalho que realiza. Seu sonho é ser motorista de caminhão canavieiro, e já vem trilhando o caminho para chegar lá. No próximo ano planeja obter a CNH na categoria D. “Sinto-me feliz em trabalhar na NovAmérica. Foi muito bom e está sendo muito bom. Tendo vontade, a gente consegue tudo nesta vida”, afirmou com lágrimas nos olhos.

17


SOLO FÉRTIL PARA CRESCER ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS Depois de casada e com uma filha, achei que não conseguiria voltar a estudar, mas com o auxílio da empresa ficou mais fácil. O meu objetivo é crescer profissionalmente e adquirir o máximo de experiência possível. Eu acho que a atitude da empresa ajuda muitos colaboradores que precisam e têm vontade de estudar. Os estudos são essenciais para as oportunidades que o mercado de trabalho oferece. A NovAmérica está me dando uma grande oportunidade.

Talita Franzol Rodrigues Tavares Secretária Unidade de Tarumã/SP 1 ano e 2 mês de NovAmérica

INGLÊS Comecei a fazer o curso para me aprimorar, e sempre nos deparamos com textos em inglês em muitos manuais de equipamentos ou peças. Com o curso tenho conseguido ler os materiais com mais facilidade e rapidez. Acho muito importante esse incentivo da empresa de querer ajudar seus colaboradores, pois assim ajudamos a empresa a crescer também.

Leidiane Maschio Ramos Analista de Controle de Manutenção Unidade de Caarapó/MS 1 ano e 7 meses de NovAmérica

GESTÃO AGRÍCOLA NO SETOR DA BIOENERGIA O mercado é muito competitivo, e temos que buscar conhecimento diariamente. Com a expansão prevista para Caarapó nos próximos anos, tenho a oportunidade de crescimento se continuar me aprimorando, e quero aproveitar isso. A bolsa de estudos é um grande incentivo, e é um sinal de que a empresa confia na gente.

Thiago Silva de Souza Engenheiro Agrônomo Jr. Unidade de Caarapó/MS 1 ano e 9 meses de NovAmérica

BOLSA DE ESTUDOS Pensando em proporcionar maior capacitação e especialização técnica de seus colaboradores, a NovAmérica dá continuidade ao programa Bolsa de Estudos. Trata-se de um incentivo concedido pela empresa para aqueles que buscam aprimorar o conhecimento.

O programa é voltado para cursos pós-graduação, graduação, técnicos e de língua estrangeira. O valor concedido varia de acordo com as avaliações de desempenho do colaborador.

INSCRIÇÕES As inscrições são realizadas anualmente no mês de janeiro nas unidades agrícolas Tarumã/SP e Caarapó/MS.

19


Na área de colhedoras, temos dois representantes: João Stecinsk e Fernando Ribeiro Martins. Eles acoplaram em um modelo de colhedora esse tipo de ponteira mostrada na foto para auxiliar no processo de colheita da cana, mais especificamente no recolhimento da cana.

RIATIVOS

PENSANDO FORA DA CAIXA

PONTEIRA DE RECOLHIMENTO

Todos os dias as áreas de manutenção mecânica enfrentam grandes desafios, porém eles se desdobram e conseguem ter grandes ideias para reduzir o tempo de realização das atividades, o custo dos equipamentos e os acidentes. Todas as novidades são desenvolvidas com materiais reutilizados e disponíveis nas oficinas.

Dependendo da marca da colhedora, a ponteira já vem acoplada, por isso eles inovaram nos modelos que não possuíam esse objeto. João Stecinsk Secretária Unidade de Tarumã/SP 1 ano e 2 mês de NovAmérica

Basta um novo olhar que tudo se transforma. O colaborador João Breganholi representa a área de manutenção de tratores e nos mostrou algumas das inovações realizadas pela equipe.

APLICADOR PNEUMÁTICO DE COLA

Essa ferramenta que, como ele diz, parece uma metralhadora é chamada de aplicador pneumático de cola e auxilia na aplicação de cola nos equipamentos porque tem mais pressão e é possível dosar a quantidade de cola a ser aplicada no local. Utilizaram um pistão que estava sem uso na oficina e construirão a parte superior com outros materiais disponíveis. Antes dessa criação, os colaboradores usavam um modelo de aplicador oferecido no mercado, mas a pressão no tubo de cola era baixa e isso não ajudava muito na realização do trabalho.

João Breganholi Secretária Unidade de Tarumã/SP 1 ano e 2 mês de NovAmérica

BOMBA DE ÓLEO HIDRÁULICA Essa bomba de óleo hidráulica tem a facilidade de fazer a sucção do óleo e assim auxilia os mecânicos no momento de abastecer as máquinas. Essa ferramenta é excelente para lugares mais altos. Os materiais reutilizados foram uma bomba hidráulica de trator e um filtro de carregadeira. A parte elétrica também foi feita com material que estava sem uso. “Agora não precisamos subir no equipamento, e isso evita acidentes, além de reduzir o tempo da atividade, pois antes fazíamos isso manualmente”, comentou o mecânico, Paulo Alberto Batistela.

basta um novo olhar que tudo se transforma

Odair Aparecido Bergamaschi Secretária Unidade de Tarumã/SP 1 ano e 2 mês de NovAmérica

Fernando Ribeiro Martins Secretária Unidade de Tarumã/SP 1 ano e 2 mês de NovAmérica

DISPOSITIVO ELÉTRICO PARA ENCAPAR MANGUEIRAS Na área de hidráulica, os colaboradores Odair Aparecido Bergamaschi e Benedito A. M. de Oliveira criaram um dispositivo elétrico para encapar mangueiras. O objeto tem muito estilo. Eles utilizaram um motor de limpador de para-brisas de colhedora, um controle de velocidade e duas lanternas para dar certo charme ao equipamento. “Antes o trabalho era feito manualmente, gastava muito tempo dependendo do tamanho da mangueira”, disseram.

Benedito A. M. de Oliveira Secretária Unidade de Tarumã/SP 1 ano e 2 mês de NovAmérica

21


EM BUSCA DO

DESENVOLVIMENTO De uma família típica mineira formada por mãe, pai e sete filhos, a enfermeira Helena Millani cresceu no município de Capetinga cercada por valores baseados na honestidade, na ética, no trabalho duro e, principalmente, no conhecimento alcançado por meio dos estudos. Embora seus pais tenham estudado apenas até o quarto ano primário, o que mais eles priorizavam era o ensino dos filhos. “Uma das minhas lembranças mais antigas é do meu pai nos presenteando com livros, e ele mesmo era quem lia quando ainda éramos pequenos”, contou Helena. Ela sempre se lembra do conselho deles: “vocês têm que estudar, a modernidade vai chegar, as máquinas já estão aí e vocês precisam estar preparados para as mudanças. Estudando jamais faltará emprego. Hoje percebo o quanto isso foi importante, pois além de visionários, eles foram, sem dúvida, grandes pais.” Segundo a enfermeira, naquela época também não existiam cursinhos preparatórios, então isso era mais um incentivo para que ela e os irmãos levassem os estudos a sério, para que lá na frente conseguissem ingressar na universidade. E foi o que aconteceu, todos os sete filhos do senhor João Bernardes Filho e da senhora Luzia Cândida Faleiros Bernardes se formaram em universidades estaduais ou federais. A partir daí não pararam mais. Quase todos os irmãos de Helena têm mais de um curso de graduação e inúmeras especializações. “Eu fui a única a estudar fora do estado de Minas Gerais e me formei em Enfermagem pela USP (Universidade do Estado de São Paulo) de Ribeirão Preto.” Ainda conta que, “mesmo depois de entrarmos na faculdade tínhamos que ser disciplinados. Aliado aos estudos em período integral, pois não havia cursos noturnos, tínhamos que dividir o tempo com o trabalho nas horas vagas para nos manter financeiramente”.

Helena se formou na década de 80 e deu início às especializações, sendo oito no total. Começou a trabalhar na NovAmérica em 1998 e, desde então, já concluiu dois cursos de língua estrangeira, inglês e espanhol, um MBA voltado para a área de agronegócios, um mestrado, está concluindo o doutorado e pretende, posteriormente, fazer um pós-doutorado.

Começou a trabalhar na NovAmérica em 1998 e, desde então, já concluiu dois cursos de língua estrangeira, inglês e espanhol, um MBA voltado para a área de agronegócios, um mestrado, está concluindo o doutorado e pretende, posteriormente, fazer um pósdoutorado

COMPARTILHANDO PALAVRAS

“Tenho muito a agradecer à NovAmérica, por ter entendido e valorizado a minha necessidade de ter entendido e aprimoramento. Tenho sede de conhecimento e busco valorizado a minha sempre honrar os ensinamennecessidade de tos e valores dos meus pais. Busco incentivar todas as pesaprimoramento soas à minha volta, no meu ambiente de trabalho e também os meus alunos, pois leciono há 20 anos.”

PARA ALÉM DA PORTA

A enfermeira Helena Millani está para lançar o livro “Para além da porta”, pela editora Equilíbrio de Piracicaba/SP. Com base em sua experiência profissional, ela apresenta um estudo de caso dos familiares de dependentes químicos e afirma não visar lucros com a obra, revertendo-os para casas de recuperação.

VOCA BULÁ RIO

Helena Millani

A tradução para o português significa “tempestade cerebral” e ajuda as pessoas a descobrirem soluções criativas e inovadoras para as questões da empresa. Nas reuniões, os participantes devem encorajar ideias bizarras e nunca criticar as sugestões dos demais.

BACKGROUND Experiência, vivência ou conhecimento tanto profissional como pessoal.

FLUXOGRAMA É uma representação gráfica de um determinado processo ou fluxo de trabalho, demonstrando o percurso ou caminho percorrido por certo elemento por meio dos vários departamentos da organização. Objetivo: simplificar o trabalho, permitindo a compreensão das ações desenvolvidas em cada departamento ou área da empresa.

CANA PLANTA A cana-de-açúcar depois do plantio, passando pelo período de desenvolvimento até chegar ao primeiro corte é chamada de cana planta.

Andréia Dai Enfermeira Saúde do Trabalho Unidade de Tarumã 14 anos de NovAmérica

BRAINSTORMING

Secretária Administrativo Unidade Caarapó/MS 1 ano e 10 meses de NovAmérica

Cleir Inácio Matheus Pereira Júniora Supervisor do Planejamento e Desenvolvimento Agronômico Planejamento e Desenvolvimento Unidade Caarapó/MS 1 ano e 8 meses de NovAmérica

23


só por eu ter tomado essa iniciativa já foi uma vitória

dependemos um do outro

pela satisfação expressada em seus olhos

nos surpreendemos quando vemos que NOSSAS PRÓXIMAS somos capazes

PÁGINAS AINDA ESTÃO EM BRANCO compartilhe com a gente suas histórias, dicas e demais conteúdos que tenham valor para você

percebi que todos podem ser ouvidos

fortalecer e treinar a equipe com situações reais

é acreditando no que se faz que conseguiremos evoluir

Jornal NA Íntegra

pessoas vencendo seus limites por estarem focadas em um objetivo

Envie um e-mail para comunicacao@novamerica.com.br ou procure a Área de Comunicação.

Edição N4  

Jornal NAÍntegra Edição N4

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you