Page 1

Rápidas

Política Agência Brasil

ƒƒMP recorre da absolvição de assassino de Wilson Bueno

O promotor Luiz Carlos Hallvass Filho recorreu da decisão do Tribunal do Júri que absolveu o assassino confesso do escritor Wilson Bueno em maio de 2010. O garoto de programa Cleverson Petreceli Schmitt, de 24 anos, foi absolvido por quatro votos a três, em um julgamento que durou mais de dez horas. Informações da CBN Curitiba. Hallvass Filho recorreu da decisão porque houve contradição no resultado do julgamento já que os jurados reconheceram a autoria do crime mas acabaram absolvendo o réu. “Os jurados ao decidirem o caso reconheceram que o réu é homicida. Ficou contraditória a decisão e é esse é motivo do recurso ao Ministério Público”, disse o promotor. Cleverson Schmitt pode ser solto a qualquer momento.

ƒƒGleisi Hoffmann afasta André Vargas da campanha petista

Já está decidido: os deputados petistas André Vargas, Angelo Vanhoni e Zeca Dirceu não fazem mais parte do comando da campanha de Gleisi Hoffmann (PT) ao Governo do Paraná. Vargas entrou em combustão por suas ligações com o doleiro Alberto Yousseff, Vanhoni atritou com a UNE devido ao PNE e Zeca Dirceu, além de filho de mensaleiro, tem problemas na justiça eleitoral e vive às turras com a bancada paranaense em Brasília. No lugar dos três, foram escalados Zeno Minuzzo e Glaudio Renato da Silva - homens de confiança de Paulo Bernardo (Comunicações), marido de Gleisi.

ƒƒGustavo Fruet se irrita e não vai inaugurar viaduto estaiado

O prefeito Gustavo Fruet (PDT) ficou irritado em não poder inaugurar o viaduto estaiado, obra do seu antecessor Luciano Ducci (PSB), no sábado, 29, aniversário de Curitiba e vai liberar o tráfego sem qualquer tipo de cerimônia. O viaduto terá o trânsito liberado até o próximo sábado, 5. A liberação depende apenas de um último teste da tensão dos cabos que sustentam a estrutura. O tráfego na Avenida das Torres, que passa por baixo do viaduto, deve ser normalizado ainda durante a próxima semana. As obras do Viaduto Estaiado começaram em 2012, na esquina da Avenida das Torres com a Rua Coronel Francisco H. dos Santos, entre os bairros Guabirotuba e Jardim das Américas. O viaduto terá um vão livre de 134 metros, suspenso por 11 cabos em um sentido e 10 no outro. A Avenida das Torres é a principal via de acesso entre Curitiba e o Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais.

ƒƒFrase do dia

“E os estádios estão quase todos prontos. Só falta construir um país em volta!” - de Zé Simão, com humor e lucidez, na sua coluna na Folha de S. Paulo, sobre a atual conjuntura em que vive o país.

Dilma diz que motivação eleitoral não pode parar o País Antonio Cruz/Agência Brasil

»» Berzoini substituiu Ideli, que assume o comando da pasta de direitos humanos no lugar da ex-ministra Maria do Rosário, que deixa o governo para disputar as eleições de outubro Ao dar posse na terça-feira (1º) aos novos ministros da Secretaria de Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, e da Secretaria de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, a presidente Dilma Rousseff disse que “motivações meramente eleitorais” não podem impedir o andamento de projetos importantes no Congresso. Berzoini substitui Ideli, que assume o comando da pasta de direitos humanos no lugar da ex-ministra Maria do Rosário, que deixa o governo para disputar as eleições de outubro. “Com Berzoini à frente da Secretaria de Relações Institucionais, continuaremos atuando em profícua parceria com o Congresso. Tenho certeza de que nossos aliados saberão agir para impedir que motivações meramente eleitorais acabem por atropelar a clareza e esconder a verdade na busca de respostas e soluções para os grandes problemas nacionais”, disse a presidente. Ideli deixa a pasta, responsável pela articulação política entre o Palácio do Planalto e o Congresso, em meio à crise com o PMDB (partido mais importante da base de apoio ao governo) e à ameaça de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Petrobras. Segundo Dilma, Berzoini “entende como poucos” a importância da negociação com o

Cerimônia de posse dos novos ministros da Secretaria de Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, e da Secretaria de Direitos Humanos, Ideli Salvatti

Parlamento e saberá atuar na articulação política neste momento. “Egresso das lutas e das negociações sindicais, com larga experiência parlamentar e ministerial, Berzoini compreende perfeitamente as características do nosso presidencialismo, marcada pela coalizão entre correntes distintas, mas que sabem se unir quando o interesse maior do nosso povo está em questão”, avaliou. “Tenho certeza sobretudo de que, aquilo que o nosso povo quer, o governo e o Congresso unidos saberão fazer. O povo quer ter seus direitos atendidos e mais oportunidades oferecidas por serviços públicos de qualidade. Esse é o compromisso básico de nosso governo e, tenho certeza, do nosso Congresso Nacional [também]”, acrescentou Dilma. Apesar da recente crise com o PMDB, a presidenta fez questão de listar uma série de projetos de interesse do governo aprovados pelo governo na gestão de Ideli, como a Lei de Acesso à Informação, a criação da Comissão Nacional da Verdade, a destinação dos royalties do petróleo para educação e o Marco Civil da Internet.

Dilma agradeceu à ex-ministra Maria do Rosário pela condução de “temas sensíveis e decisivos para a construção de uma sociedade mais igual e democrática” durante os 39 meses em que esteve no governo e desejou sorte nas urnas. À nova ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Dilma pediu continuidade em programas como o de prevenção e combate à exploração sexual de crianças e adolescentes e o Viver sem Limites, de apoio a pessoas com deficiência. Ideli terá como desafio, segundo Dilma, a implantação do sistema nacional de combate a tortura, a repressão ao trabalho escravo e a garantia de direitos humanos à população em situação de rua. “Espero que o diálogo com todos os movimentos da área de direitos humanos persista intensa e proveitosamente, porque é ouvindo demandas e debatendo as ações e políticas que continuaremos fortalecendo nossa capacidade de garantir a todos os brasileiros e brasileiras, sem exceção, seus direitos básicos de cidadania”, pediu a presidente.

Expediente O jornal A GAZETA REGIÃO METROPOLITANA é uma publicação da GPC - Grupo Paraná Comunicação  www.grupoparanacomunicacao.com.br Rua Gustavo Rattman, 72, Bacacheri - 82520-630 - Fone: 4106.0378 / 3363.0971 - E-mail: agazetaregiaometropolitana@yahoo.com.br - Horário de Atendimento: segunda a sexta, das 10h30 às 13h00 e das 15h00 às 19h00.  Diretor: João Aloysio Correa Ramos  Diretor Administrativo: Denis Santos Ramos  Departamento Comercial: Werno Koch  Departamento de Jornalismo: Vanessa Souza (DRT 4034/16/74)  Departamento de Arte: Wilson Talisin de Souza  Circulação: Pinhais, Piraquara, Araucária, Colombo, Curitiba, São José dos Pinhais e Quatro Barras  Impressão: Folha de Londrina  Tiragem: 10.000 exemplares distribuídos gratuitamente O jornal A Gazeta Região Metropolitana não se responsabiliza por conceitos e ideias expressas em matérias assinadas ou pagas.

2

A Gazeta Região Metropolitana <> 03 a 09/04/2014

www.grupoparanacomunicacao.com.br

Ed50metropolitano02  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you