Page 1

4.

5. 6.

Possibilidade de embalagem retangular. Aberta na lateral 7.

Caixa mais baixa que as demais (17cm)

Pilha dupla de biscoitos 8.

Selecionada entre todas as alternativas. Embalagem de 17cm de altura Pilha dupla de biscoitos

62


Ao final da geração de alternativas, foi selecionada a alternativa número 8 por atender da melhor forma os objetivos traçados em relação a funcionalidade da embalagem de biscoito. Tais como: abertura, armazenamento após aberto, transporte e exposição do mesmo. Com o formato definido, foi possível desenvolver a planta da embalagem, que será apresentada posteriormente, para que a partir dela, fosse desenvolvido o layout da parte gráfica. Abaixo, a planta técnica da embalagem selecionada:

63


A seguir, a geração de alternativas do design de superfície para ser aplicado na embalagem selecionada:

1.

2.

3.

4.

4.

5.

64


Ao final da geração de alternativas, pode-se selecionar a alternativa número 5 por atender da melhor forma os objetivos traçados em relação a função estética e por possuir um conceito de criação que melhor se enquadra no produto em questão. Trazendo o conceito de curvas e espirais remetendo ao histórico mais clássico do chocolate.

65


Capítulo 7 | Os Resultados do Projeto Nesta etapa do projeto serão apresentados os resultados finais obtidos através da metodologia utilizada, demonstrando a importância do bom design de embalagens. 7.1. Apresentação do Layout Após a geração e seleção das alternativas estéticas e funcionais da embalagem, pode-se concluir o processo de criação onde os conceitos desenvolvidos para o projeto puderam ser aplicados de forma coerente em relação a pesquisa realizada em outras etapas do projeto.

trans

promoção

GUARDANAPOS ESTAMPADOS

N

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL PORÇÃO 30g (5 Biscoitos)

%VD(*)

Quantidade por porção Valor energético Carboidratos Proteínas

150kcal=630kj

20g

8 7

2,2g

3

Gorduras Totais

7,0g

13

Gorduras Saturadas

3,6g

16

0g

**

Gorduras Trans Fibra Alimentar

0,6g

2

Sódio

83mg

3

he

i o.

* % Valores Diários de referência com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8.400J. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. **VD não estabelecido.

r

ec

PESO LÍQUIDO 160g

Biscoito recheado sabor chocolate

V á di r

eto

ao

ov

Nestlé

i d a d e N est l

é

0Gordg deura

FAZ BEM SABER

Deixe seu lanche mais feliz com os Guardanapos Estampados Nestlé Linha Retrô. A Cultura Retrô está de volta trazendo consigo boas lembranças dos tempos antigos e como a Nestlé não poderia deixar você ficar de fora dessa, criou uma coleção de guardanapos que vai deixar sua hora do lanche muito mais legal. Você não pode perder essa edição limitada de Guardanapos Estampados Retrô da Nestlé.

s pra mpa nar. Esta colecio você

são

INDÚSTRIA BRASILEIRA. FOTO ILUSTRATIVA.

Com a planta técnica definida, foi desenvolvido o layout em cima dela:

Produzido por: J Marino Indústria e Comércio SA. Av. São Vicente de Paulo, 180 - Catanduva - SP CNPJ: 47.066.774/0001-89 Insc. Estadual: 260.005.214.113 para Nestlé Brasil Ltda. Av. Castro Alves, 1260 - Marília - SP - CNPJ MF 60.409.075/0305-74 Marca Registrada. Indústria Brasileira. Ingredientes: farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico, áçucar, gordura vegetal, cacau em pó, amido, sal, corante caramelo, fermentos químicos, bicarbonato de sódio, bicarbonato de amônio e pirofosfato ácido de sódio, emulsificante lecitina de soja, aromatizante e acidulante ácido cítrico. CONTÉM GLÚTEM. Contém traços de leite.

66


O DESIGN DE SUPERFÍCIE Para a criação do design de superfície da embalagem, tomou-se como partido o formato de uma das matérias-primas utilizadas, o chocolate - que em seu estado líquido, durante o processo de produção, configura formas espirais. Além disso, buscou-se ainda retratar o chocolate em sua forma mais clássica, como nas cafeterias das décadas passadas, representando ainda o Art Noveau.

Figura 49 Imagem ilustrando o conceito explorado na estampa da embalagem.

AS CORES É inegável que o tipo de material usado na embalagem, sua combinação de cores e seu design, muitas vezes nos impulsional a preferir uma marca a outra. E como sabe-se, nada disso é por acaso. A cor da embalagem é um grande atrativo e um importantíssimo elemento de venda. Além disso, existe uma expectativa do consumidor em relação a embalagem, e a cor é o primeiro contato do consumidor com o produto, antes mesmo dele ler as informações. Portanto, deve haver uma correspondência entre o que se vê e o que está contido na embalagem. Então, a cor é um elemento fundamental na hora de projetar embalagens, pois ela é essencial para a fixação de qualquer produto no mercado frente a seu público. Na embalagem projetada, foi aplicado primeiramente o marrom, pois de acordo com a análise de similares, os produtos são mais facilmente identificados pela cor. E como trata-se de um biscoito de chocolate, essa cor precisa existir na

67


embalagem para que o consumidor possa facilmente identificar o sabor do produto e não compre a embalagem errada por falta dessa informação. E em contraste ao marrom, foi aplicado o azul turquesa por se tratar de uma variação de cor muito usada nas embalagens de biscoito de chocolate - o azul, e por ser uma tendência de cor da atualidade, dessa forma comunicando ao consumidor o quanto a embalagem está atualizada. E por fim, foi utilizado um tom de vermelho para dar destaque a algumas informações, fazendo ligação com a marca vemelha da Nestlé e como forma de contrastar com as demais cores chamando atenção a essas informações. Sendo assim, pode-se observar a paleta de cores definida para a embalagem a seguir:

Cores inspiradas em embalagens cuja estética busca explorar o estilo retrô/clássico das embalagens antigas.

Figura 50 Inspiração de embalagens cuja estética busca explorar o estilo retrô.

68


AS IMAGENS É preciso ilustrar a embalagem com o produto que se pretende vender, dessa forma, o consumidor pode identificar mais facilmente o que ele estå comprando. Por isso, foi utilizada na frente da embalagem a imagem do biscoito tortinha de chocolate de uma forma bem atrativa, em conjunto a barra de chocolate - evidenciando o sabor - e ao splash de chocolate derretido - despertando o appetite appeal (explorando o apetite). A seguir, o conjunto de imagens utilizado na embalagem:

69


A FERRAMENTA DE MARKETING Como ferramenta de marketing foi criada uma edição limitada do produto onde cada embalagem vem com dois guardanapos estampados. As estampas aplicadas foram todas as geradas na geração de alternativas, usando a mesma paleta de cores utilizada na embalagem. São 6 modelos diferentes de guardanapos para que o consumidor possa ter uma surpresa toda vez que comprar o produto novamente, com a expectativa de saber qual estampa virá. Esse objeto foi escolhido como brinde promocional por ser bastante útil na hora do lanche, levando em consideração que biscoito é um lanche rápido e que pode ser feito na rua, em casa, no trabalho, na faculdade ou até mesmo no caminho para algum lugar, tornando portanto, o produto fácil de ser consumido em qualquer lugar. Tanto por causa da embalagem de fácil utilização, com a possibilidade de abrir e fechar sem que o biscoito seja perdido, quanto por trazer consigo um complemento facilitador do momento de lanchar. A seguir, os guardanapos criados para a edição limitada:

70


A TIPOGRAFIA No estudo de campo pode-se observar que a maioria dos concorrentes utilizam letras inspiradas em tipografia manual. Na embalagem desenvolvida neste projeto, foi utilizado o mesmo estilo de tipografia para expressar a ideia de um produto feito com o cuidado de um produto caseiro. Como se cada pacote de biscoito fosse preparado especialmente para cada consumidor. A tipografia principal utilizada foi a Androgyne, com essa aparência de fonte manuscrita.

Além desse tipo, como tipografia secundária, foi utilizada a fonte Hamburguer Heaven, utilizada nos detalhes, como selo da promoção e no selo 0% gordura trans. Esse tipo foi utilizada por expressar uma ideia mais retrô.

0Gogrdduera

promoção

GUARDANAPOS ESTAMPADOS

trans

Nestlé

E por fim, foi utilizada também a fonte Pill Gothic 300mg para os textos legais. Por ser uma fonte mais limpa e de fácil leitura, boa para ser utilizada em grandes volumes de texto, em uma escala pequena. INFORMAÇÃO NUTRICIONAL PORÇÃO 30g (5 Biscoitos)

%VD(*)

Quantidade por porção Valor energético Carboidratos

150kcal=630kj

8

20g

7

Proteínas

2,2g

3

Gorduras Totais

7,0g

13

Gorduras Saturadas

3,6g

16

Gorduras Trans

0g

**

Fibra Alimentar

0,6g

2

Sódio

83mg

3

A Cultura Retrô está de volta trazendo consigo boas lembranças dos tempos antigos e como a Nestlé não poderia deixar você ficar de fora dessa, criou uma coleção de guardanapos que vai deixar sua hora do lanche muito mais legal. Você não pode perder essa edição limitada de Guardanapos Estampados Retrô da Nestlé.

71


7.2. Visualização do Mock-up Depois de concluída, foi impresso um mock-up da embalagem para que pudessem ser analisadas questões como encaixes, cores, sustentabilidade da caixa. A seguir, imagens do mock-up:

72


Conclusão A crescente busca por novas técnicas e metodologias, deve ser uma constante para o crescimento profissional do designer. O mercado moderno vem absorvendo cada vez mais rápido os produtos e os consumidores estão cada vez mais com sede de novidades. E para que o designer possa responder de forma eficiente a esse mercado, é imprescindível a busca de novas ferramentas que possam fazer a diferença. A interação entre o design de superfície e o design de embalagens se mostrou bastante eficaz como resultado deste projeto. Estas duas metodologias juntas permitiram que a nova embalagem de biscoito tortinha de chocolate fosse concluída com êxito, correspondendo a todos os objetivos traçados no início do projeto. Porém, vale salientar a importância das adaptações realizadas na metodologia original. Como a adequação das 5 fases propostas por Mestriner (2002), que, por causa das condições reais de tempo deste projeto, tiveram que ser reduzidas. Não haveria a possibilidade de cumprir todas fases, pois o projeto não seria inserido no mercado até a conclusão da pesquisa. Por isso, a quinta fase - a implantação do projeto - foi reduzida até a parte de finalização da arte. Mas essa adaptação não prejudicou o resultado da embalagem. Vale salientar que, apesar da metodologia de Mestriner ser muito boa e ter funcionado em vários outros projetos, ela é ainda um pouco longa. Pois nos escritórios de design do mercado as demandas de trabalho são tão grandes, que é praticamente impossível seguir tantas fases. Este é um fator dificultante no projeto. Por isso, aconselha-se fazer previamente um cronograma com as fases possíveis de serem seguidas dentro do tempo existente para a execução. Mas ainda assim, os resultados obtidos com a aplicação desta metodologia adaptada apontam sua eficiência como ferramenta de pesquisa. No entanto, fica claro que esta é só uma metodologia que pode ser adaptada para outros projetos de design.

73


Referências 1] AMBROSE, Gavin; HARRIS, Paul. Design Básico: grids. Porto Alegre: Bookman, 2009a. 2] AMBROSE, Gavin; HARRIS, Paul. Design Básico: cores. Porto Alegre: Bookman, 2009b. 3] CAVALCANTI, Pedro; CHAGAS, Carmo. História da embalagem no Brasil. São Paulo: Grifo Projetos Históricos e Editoriais, 2005. 4] DONDIS, Donis A. Sintaxe da Linguagem Visual. São Paulo: Matins Fonte, 1997. 5] FUENTES, Rodolfo. A prática do design gráfico. Uma metodologia. São Paulo: Edições Rosari, 2009. 6] MARCONI, Maria de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do Trabalho Científico. São Paulo: Editora Atlas, 2009. 7] MESTRINER, Fábio. Design de Embalagem - Curso Básico. 2a Edição. São Paulo: Pearson Makron Books, 2002. 8] MESTRINER, Fábio. Design de Embalagem – Curso Avançado. 2a Edição. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005. 9] MESTRINER, Fábio. Gestão estratégica de embalagem. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007. 10] MESTRINER, Fábio. A beleza na embalagem é valor, não futilidade. São Paulo, 28-07-10a. Disponível em: http://sodrerepresentacao.wordpress.com/2010/07/28/beleza-naembalagem-e-valor-nao-futilidade/ Acesso em: 16 de agosto de 2010.

74


11] MESTRINER, Fábio. Beleza é fundamental e embalagem é tudo! São Paulo, 28-07-10b. Disponível em: http://sodrerepresentacao.wordpress.com/2010/07/28/48/ Acesso em: 16 de agosto de 2010. 12] NEGRÃO, Celso. Design de Embalagem: do marketing a produção. São Paulo: 2008, Novatec Editora. 13] PELLEGRINO, Luciana. Consumidor deposita sentimentos e expectativas em embalagens. São Paulo, 24 de abril de 2007. Disponível em: http://www.administradores.com.br/informese/informativo/consumidor-deposita-sentimentos-e-expectativas-em -embalagens/10404/ Acesso em: 07 de setembro de 2010. 14] RUBIM, Renata. Desenhando a Superfície. São Paulo: Edições Rosari, 2004. 15] RUTCHSHILLING, Evelise Anicet. Design de Superfície. Porto Alegre: UFRGS Editora, 2008. 16] SOARES, Felipe Rodrigues. Estampando o olhar. Projeto de estampas para comunidade de Ponta de Pedras. Recife, 2009.

75


PG Parte 4  

Parte 4 do PG.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you