Page 4

1 2

   

CAPA

Estudo revela importância socioeconômica das hortaliças no país Do campo ao varejo, as hortaliças movimentam bilhões e são responsáveis por alto índice de empregabilidade de mão de obra Responsável por um PIB de mais de 6 bilhões de dólares e geradora de mais de 2 milhões de empregos, a Cadeia Produtiva de Hortaliças no Brasil se mostra altamente rentável e de grande importância para a economia do país. Dados que foram apontados em um estudo inédito publicado pela Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas (ABCSEM) em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), divulgado no último dia 7 de dezembro, na sede da CNA, em Brasília (DF). A publicação “Mapeamento e Quantificação da Cadeia Produtiva das Hortaliças” reúne os principais dados e informações sobre o panorama geral da produção, custos, tecnologia e consumo de hortaliças no Brasil, tendo como ano base 2016. Publicado em formato de arquivo digital (pdf), o estudo já está disponível na internet para acesso e consulta de todos os interessados e é voltado especialmente para produtores, agroindústrias, fornecedores de insumos, pesquisadores e demais profissionais ligados à área. De acordo com o presidente da ABCSEM,

Steven Udsen, a entidade que congrega mais de 98% do setor sementeiro do país sempre foi pioneira no levantamento de pesquisas e dados sobre o setor hortícola. “Agora, em conjunto com a CNA, desenvolvemos um material ainda mais atualizado e completo sobre a realidade deste setor, que é tão importante para a economia do país e que certamente contribuirá para o crescimento da horticultura nacional, bem como para a elaboração de novas política públicas relacionadas ao setor”, enfatizou durante o lançamento. Marcelo Pacotte, secretário executivo da ABCSEM, acrescentou ainda que “o estudo é resultado de um trabalho intenso e dedicado realizado pelos profissionais das entidades envolvidas, que contribuirá para ampliar a divulgação e valorização da produção brasileira de hortaliças, favorecendo ainda mais a profissionalização e organização de todo o setor”, afirmou. Principais tendências e desafios Durante

a

apresentação

do

estudo,

o

Revista da ABCSEM  

Ed. 12 - IV Trimestre de 2017

Revista da ABCSEM  

Ed. 12 - IV Trimestre de 2017

Advertisement