Page 1

Oskar Schlemmer

Mylène da Silva


Capa: Debra McCall: Recostituição das danças da Bauhaus dos anos 20 Slat Dance


Escola Artística António Arroio 2013/2014

Oskar Schlemmer

Mylène da Silva

nº19

11ºK


Índice

Introdução.................................................................................................. p.7 Biografia.................................................................................................... p.9 Trabalhos no teatro.................................................................................... p.11

Ballet Triádico............................................................................... p11

Trabalhos em litografia............................................................................. p.17 Trabalhos na pintura................................................................................. p.19

Bauhaus Sairtway......................................................................... p.20

Conclusão................................................................................................. p.22 Bibliografia............................................................................................... p23


Introdução A Bauhaus, cujo nome significa literalmente ‘‘casa em construção’’ foi uma escola fundada por Walter Gropius em 1919, em Weimar, surgida da fusão entre a Academia de Arte e a Escola de Artes e Ofícios. Esta escola procurava reformular a formação das artes aplicadas na Alemanha, sob a influência do movimento Arts and Crafts e do funcionalismo e pretendia criar uma linguagem comum e dar resposta à crescente necessidade da produção em série. É neste contexto onde a sociedade e a arte estão fortemennte relacionadas com a máquina, a produção industrial e a tecnologia, que Oskar Schlemmer é rodeado ao tornar-se professor na oficina de teatro da Bauhaus. Schlemmer direcionou os seus estudos e pesquisas para o espaço e a relação deste não só com as pessoas mas também com os objetos, aplicando os seus conhecimentos tanto na pintura como na crição de teatros, que serão expostos neste trabalho.

7


Biografia Oskar Schlemmer nasceu a 4 de Setembro de 1888 em Stuttgart, no sul da Alemanha, filho de Carl Leonhard Schlemmer e Mina Neuhaus, o mais novo de seis filhos. Após a morte dos seus pais viveu com a sua irmã em Göppingen. De 1903 a 1905 foi aprendiz numa oficina de marchetaria, ao mesmo tempo que estudava em Kunstgewerbeschule, escola de artes aplicadas. Mais tarde continuou os seus estudos com os pintores Christian Landenberger e Friedrich von Keller, na Kunstakademie, escola de artes em Stuttgart. Schlemmer viveu em Berlim durante dois anos, onde pintou vários quadros influenciados pelo cubismo, até regressar a Stuttgart, onde estudou como aprendiz de Adolf Hölzel, pioneiro da arte abstrata. Oskar tornou-se amigo de outros estudantes de Hölzel, Otto Meyer-Amden e Johannes Itten, este último tornar-se-ia seu colega na Bauhaus. No início da Primeira Guerra Mundial ofereceu-se como médico voluntário, mas foi recrutado para a infantaria, onde serviu até voltar para Stuttgart em 1916 devido a vários ferimentos. Foi durante este período que começou a ter uma aproximação mais abstrata à pintura, ao dar um tratamento plano e esquemático às suas figuras.

Retratos de Oskar Schlemmer

Schlemmer for eleito representante dos estudantes em 1919, e tentou reformar o sistema académico e resistir ao sucessor de Hölzel, Paul Klee. Ajudou na organização de uma exposição de arte moderna no Kunstverein de Stuttgart, à imagem das exposição da galeria Sturm, em Berlim. Nessa exposição incluiu trabalhos de Klee, Hölzel e dos seus estudantes, e também pinturas e esculturas do próprio Schlemmer, onde propôs uma variante do Construtivismo, que chamou a atenção de vários artistas. Em 1920, Schlemmer e Baumeister exibiram conjuntamente em galerias avant-garde como a galeria Sturm, em Berlim, a galeria Arnold, em Dresden, e no museu Folkwang, em Hagen. Foi após o seu casamento com Helena Tutein, no mesmo ano, que Schlemmer e Klee foram contratados como professores na escola Bauhaus, em Weimar, por Walter Gropius. 9


O projeto do que viria a ser um dos seus trabalhos mais conhecidos, o Triadisches Ballett (Ballet Triádico), começou a ser preparado na Bauhaus. Com a ajuda do seu irmão Carl Schlemmer, um artesão dotado, concebeu 18 máscaras e fatos. O ballet estreou a 30 de Setembro de 1922, com outras apresentações em Donaueschingen, Frankfurt, Berlim e Paris. Durante o seu envolvimento com a Bauhaus projetou e realizou decorações nas paredes das oficinas do edifício de Weimar (as quais foram destruídas pelo vandalismo nazi em 1930). Em 1925 mudou-se para Dessau, ao mesmo tempo que a Bauhaus se transferiu de Weimar para Dessau. Foi em Dessau que desenvolveu a oficina de teatro na escola, e simultâneamente ensinou o curso Der Mensch (O homem), uma união entre desenho ao vivo e bases da ciência e filosofia, com o objetivo de familiarizar os aprendizes com o Homem.

Projetos para o Ballet Triádico

Escadaria da Bauhaus - 1932

As aulas de teatro e as danças criadas por Schlemmer na Bauhaus causaram controvérsia dentro da própria escola, entre os estudantes, que fizeram com que, em 1929, o coreógrafo aceitasse um cargo na Staatliche Akademie, em Berlim. Durante este período, Schlemmer completou um mural de nove pinturas para o museu Folkwang, em Essen. Em 1930 criou os cenários para as óperas Solovey e Bayka de Stravinsky, e Die glückliche Hand, de Schoenberg. Quando, em 1932, a Bauhaus de Dessau encerrou pelos nazis, Schlemmer pintou Bauhaustreppe (escadaria da Bauhaus). Schlemmer foi afastado do seu cargo na Akademie em Breslau e na Vereinigte Staatsschulen für Kunst und Kunstgewerbe como professor. Durante algum tempo procurou refúgio na Suíça e, em 1937 começou a viver em Badenweiler, na fronteira da Alemanha coma Suíça, onde recomeçou a pintar. Foi proibido de vender as suas pinturas pouco depois de tomar conhecimento de que tinham sido incluidos cinco quadros seus na exposição Entartete Kunst, montada pelos nazis. Os seus últimos quadros foram pintados em Wuppertal, uma série de 18 pinturas de janela, que mostravam a vida quotidiano dos seus vizinhos através das janelas das suas casas. Oskar Schlemmet faleceu devido a um ataque cardíaco em Baden -Baden, a 13 de Abril de 1943. 10

2 quadros da série de pinturas de janela


Trabalho no teatro Oskar Schlemmer começou a dar aulas na Bauhaus em 1920, como professor na oficina de pintura a fresco e de escultura. Foi três anos mais tarde, em 1923, que se transferiu como mestre da forma para a oficina de teatro. Na altura em que Schlemmer se tornou mestre da forma, a Bauhaus atravessava a fase funcionalista, dando um grande ênfase ao projeto para produção em série, ao design funcional e ao construtivismo russo. O ambiente vivido na escola veio a ser refletido nas produções de ballet de Oskar Schlemmer.

Todos os figurinos usados no Ballet Triádico

Ballet Triádico Este ballet avant-garde explora em três partes, através de uma bailarina e dois bailarinos, o impacto da tecnologia e do design no próprio corpo humano e a transformação e distorção que nele ocorre. Explorando o espaço e o corpo humano, Schlemmer consegue transformar e distorcer o corpo, numa harmonia geométrica com movimentos mecânicos e abstratos. O ballet estreou a 30 de Setembro de 1922, em Stuttgart, com várias reproduções em Donaueschingen, Frankfurt, Berlim e Paris.

11

Reconstituição da 1ª cena do Ballet Triádrco


A concepção do Ballet Triádico construiu-se através dos estudos sobre a arquitetura do movimento e a sua influência no espaço (palco), onde as formas geométricas dos figurinos se relacionam com um espaço abstrato, com o ritmo do movimento e a música. A relação do espaço foi estudada aprofundadamente por Schlemmer, que não só procurava a harmonia entre os corpos e objetos, mas também com o próprio palco. O palco foi dividido em três: palco sonoro, palco de actuação e palco visual. Estes diferentes palcos deveriam ser combinados matematicamente, de maneira equilibrada.

Estudos sobre o palco e a relação do espaço com o bailarino

‘’Cabaret mecanizado, excentricidade metafísica, corda bamba spiritual, varieté irónica... A receita que o teatro da Bauhaus segue é muito simples: cada um deve ser o mais livre de preconceitos possível... cada um deve ser simples, mas não puritâno... cada um deve começar com as bases... com o espaço... cada um deve começar com o seu estado físico, com o facto da sua própria vida, deixando o pôr-se em pé e andar, saindo a saltitar e a dançar para muito mais tarde.’’ in Oskar Schlemmer: The Baltimore museum of art (traduzido)

12


Os fatos dos bailarinos transformam os seus corpos em formas geométricas, dando a ilusão de serem marionetes ou brinquedos. Não são apenas roupas, mas quase esculturas que envolvem os bailarinos, que contribuem para o movimento à medida que dançam. Oskar Schlemmer constrói os figurinos como formas arquitetónicas, interessando-se pelo movimento criado não só pelo corpo, mas pelas formas geométricas e pelas superfícies dos fatos. Os figurinos foram criados com arame, material alcochoado e pinturas metalizadas, que lhes confere o aspecto tecnológico e mecânico. Ao longo das três partes do ballet triádico são executadas doze danças estilizadas, com dezoito figurinos diferentes, utilizando as formas básicas (circulo, triângulo, quadrado) e as cores primárias (amarelo, vermelho, azul), mas de acordo com o tema de cada cena, que desenvolve o tema desde o divertimento até à seriedade: O 1º espaço amarelo e alegre.

O 2º espaço, cerimonioso e mais tradicional.

O 3º espaço etéreo, como um ambiente de sonho.

13


14

Projetos e figurinos para o Ballet Triรกdico


15


Bailarino da Slate Dance

‘’O quotidiano tornou-se tão mecanizado devido às máquinas e à tecnologia que os nossos sentidos não conseguem ignorar, que estamos intensamente ligados à ideia do homem como máquina e do corpo como um mecanismo. Assim sendo é sensato e necessário que a arte de uma nova era utilizea tecnologia e os materiais acabados de descobrir com o objetivo de fazer uma arte útil relativamente à forma e como veículo para uma substância espiritual, abstrata, metafísica e por fim, de natureza religiosa’’. in Oskar Schlemmer: The Baltimore museum of art (traduzido)

Figurinos de Pantomime Treppenwitz - 1927

Reconstituições das danças de Oskar Schlemmer: Ballet Triádico - http://www.youtube.com/watch?v=87jErmplUpA Slat Dance - http://www.youtube.com/watch?v=cjOXj0AVRk8 Danças da Bauhaus - http://www.youtube.com/watch?v=UKfNkrmZtSg http://www.youtube.com/watch?v=Ad0bUvTuXv8 16


Trabalho em litografia

Spiel mit Kรถpfen (Jogo com Cabeรงas) - 1923 Portfolio com seis litografias e uma capa.

Novos Grรกficos Europeus - 1922 1ยบ Portfolio: Mestres da Escola Bauhaus, Weimar

17


Poster para Große Brücken Revue - 1926

Poster para o Neuer Kunstsalon, Stuttgart - 1913

Cartaz do Ballet Triádico

Postal para a Exposição da Bauhaus - 1923

18


Trabalho na pintura

Bailarino - 1923

Römisches - 1925

Como pintor, Schlemmer preocupou-se com a investigação do espaço, forma e cor, preocupação também nos seus teatros, mas de forma experimental e de pesquisa do espaço bidimensional da tela, através de um tratamento de volume e profundidade das figuras e do espaço.

Gruppe am Gelander - 1931

19

À frente do espelho - 1931

Szene auf der Treppe


20


A pintura Bauhaus Stairway foi feita em 1932, três anos após depois de deixar de dar aulas na escola, quando foi encerrada pelos nazis em Dessau, é uma cena de despedida, um último olhar de Schlemmer sobre a escola, um adeus. A pintura retrata um dia normal da escola, com vários estudantes de costas, a subir as escadas em direção às janelas, e apenas um a descer a escadaria. O quadro tem uma estrutura, corpos simplifcados e uma palete predominantemente de cores primários, que capta o espírito vibrante da escola de design. Ao mesmo tempo a figura em bicos de pés, no cimo das escadas, reflete o papel do próprio pintor como coreógrafo e cenógrafo de peças na oficina de teatro da Bauhaus.

As pinturas que produziu depois de sair da Bauhaus, enquanto estava em Breslau revelaram-se mais dinâmicas e expansivas, como por exemplo em Interior com um grupo de doze e Grupo de catorze num cenário arquitetónico imaginário. Schlemmer foi perseguido pelos nazis, que consideraram a sua arte degenerada.

Grupo de catorze num cenário arquitetónico imaginário

Interior com um grupo de doze

‘’Na arte, especialmente na pintura, estamos a presenciar a procura das raízes e fontes de toda a criatividade; isto provém do desgaste trazido pelo requinte excessivo. Artistas modernos anseiam por recuperar o original, os impulsos primordiais; por um lado eles acordam para o inconsciente, os elementos não analisáveis nas formas artísticas... dos Africanos, mendigos, crianças e insanos; por outro lado eles descobriram o extremo oposto na nova matemática da relatividade. Ambos os modos de consciência – o sentido do homem como máquina, e a introspecção nos poços mais profundos da criatividade – são sintomas de um só desejo. Um desejo de síntese domina a arte de hoje em dia e apela à arquitetura para unir os opostos campos de trabalho. (...) Se a arte de hoje em dia é inseparável da máquina, tecnologia e organização, se estas aspiram à precisão e rejeitam tudo o que é vago e sonhador, isto implica uma repudiação de caos instintiva e uma vontade de encontrar uma forma apropriada para a nossa era.’’ in Oskar Schlemmer: The Baltimore museum of art (traduzido)

21


Conclusão Oskar Schlemmer foi um homem inserido no seu tempo, altura em que se confronta uma tentativa de retorno ao artesanato, o homem com a produção industrial, a máquina. Schlemmer fez parte desse confronto não só como mestre da forma na Bauhaus, mas ao estudar o corpo humano e o espaço, acabando por os conseguir modelar à sua própria vontade. Estes estudo foram aplicados nos seus trabalhos, o mais famoso, o Ballet Triádico, para o qual foi coreógrafo, cenógrafo e figurinista. Schlemmer concebeu os figurinos do ballet tendo em conta a distorção do corpo dos bailarinos, que quase se transformam em bonecos ou marionetas concebidos com formas geométricas, cores primárias e materiais industriais. Todos os elementos do ballet, desde os figurinos, à concepção do espaço e do palco, até aos movimentos dos bailarinos representa uma grande transformação no ballet que, segundo Schlemmer, era necessária. O seu interesse nas formas geométricas e no espaço também se tornaram evidentes na pintura, sendo a sua obra mais conhecida a Escadaria da Bauhaus, que não só transmite os ideiais da estrutura geométrica de Schlemmer, mas transmite especialmente um ‘‘adeus’’ à Bauhaus de Dessau. Oskar Schlemmer conseguiu quebrar barreiras, especialmente nos seus ballets avantgarde, onde as suas ideias de que o próprio teatro são uma transformação do homem em algo quase abstrato, mas ao mesmo tempo tecnológico e mecânico, se difundiram. Schlemmer utilizou o teatro como uma forma de retratar as ideologias, e o que se passava no seu tempo através do homem, a matéria central do seu interesse.

22


Bibliografia Sites: http://www.moma.org/collection/artist.php?artist_id=5219 http://www.nomads.usp.br/pesquisas/cultura_digital/arte_programmata/monografias/Monografia_BauhausImagemEspaco.pdf http://johnpaulstonard.files.wordpress.com/2012/12/schlemmer-part-one.pdf http://monicadmurgia.com/tag/oskar-schlemmer/ http://www.artrepublic.com/biographies/215-oskar-schlemmer.html http://www.tipografos.net/bauhaus/oskar-schlemmer.html http://friedrichstrasse.blogspot.pt/2011/08/oskar-schlemmer-1888-1943.html http://crookedtimber.org/2011/02/04/schlemmer/ http://twilightstarsong.blogspot.pt/2011/09/arty-farty-friday-oskar-schlemmer-virgo.html http://depts.washington.edu/uwdance/cdc/archive/repertoire.php?t=chor&id=53 http://thinkingform.com/2013/09/04/thinking-oskar-schlemmer-09-04-1888/ http://www.allposters.ca/-st/Oskar-Schlemmer-posters_c28063_.htm http://peoplearedancing.wordpress.com/2013/06/10/oskar-schlemmer-the-triadic-ballet/ http://weimarart.blogspot.pt/2010/08/oskar-schlemmer.html Sites consultados atĂŠ 16/03/2014 Livros: Oskar Schlemmer: The Baltimore Museum of Art. 1986.

23

Oskar Schlemmer  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you