Page 60

/escola da noite

Faz-me Companhia TEXTO sara quaresma capitão e joão pedro rato FOTOGRAFIA escola da noite

Escola da noite... fala-nos do teu dia. Diz-nos como te sentes, Escola, ao fim de quase 20 anos a viver de Noite? Sinto que ainda há muitas noites para viver. Os anos passaram e tu ganhaste o teu horário, o teu espaço. Porque te chamas Noite, Escola? Ainda te lembras porque te quiseste chamar assim? Escola da Noite… Nasci por oposição à Escola de Dia, ao ensino do dia. O teu dia é a Noite, não é? Tu respiras melhor à Noite, o teu ritmo é mais certo, tens mais força, o teu amor brilha mais... Confessas? É um paralelismo ao Teatro. Noite enquanto metáfora da criação teatral. É a magia da noite…

1 Beckett - Primeira Jornada 14ª produção © A Escola da Noite, Dezembro 1996

60

ART /

Porque escolheste tu a Noite desta cidade do Mondego? Porquê a cidade de capa negra? A cidade que tantas vezes se veste de negro, de dia... Porque era necessário ficar… porque a cidade precisa(va). E noite desta cidade, achas que ela te merece? Acreditas que ela te ama na mesma medida? É uma preocupação que não posso ter. Quero ser amada pelo que sou – serviço público. Não peço que nos amem mais ou menos; peço que deixem a Companhia fazer serviço público. Qual foi a noite das noites? Qual foi a noite que te sentiste mais Escola, mais teatro, mais arte das artes? Em duas décadas deve ter havido uma noite especial, não digas que foi a primeira… Essa não conta. A noite de estreia de cada um dos espectáculos... e a noite em que me estreei aqui, no Teatro da Cerca de São Bernardo.

Mutante 13  

Chegámos a 2012, com 5 anos de vida, 12 números editados, um blogue e uma página de facebook bastante ativas. Um momento para olhar e analis...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you