Issuu on Google+

MAGAZINE

O BOOM DO BEP!

03

Um dos maiores espet谩culos do ano, o show do Black Eyed Peas em Florian贸polis


2 3

MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 3


Editorial

boom, boom, pow!!! Enfim, aqui estamos nós com a terceira edição da MúsicaSC Magazine! Sim. A MúsicaSC Magazine tornouse bimestral. Por que? Para levarmos até você, caro leitor, matérias ainda mais diversificadas. E provamos isso nessa terceira edição! Olha só o que vem por aí:

MAGAZINE

Você vai conferir as fotos da terceira noite no Matahari, em Indaial! Uma super festa embalada ao som do DJ alemão Tom Novy. Prepare-se que novembro é o mês do Rock por aqui: É o Ilhota Rock Festival - “Rock, cerveja e lingerie” é o slogan! E tem mais novidades por aqui: Estreando a seção “Destaque”, a banda Páginas em Branco preenche nossas

Equipe MusicaSC Magazine Direção: Márcio Pimenta Redação e Arte: Kamilla Montenegro Design Visual: Vilson Martins Filho

páginas com sua história e dicas pra galera. A seção “Arte” traz uma entrevista super bacana com a Lê Alló (da banda Bloody Mary), mostrando seus trabalhos gráficos com os maiores ícones do Rock - um mais legal

Envie matérias, críticas ou sugestões para contato@musicasc.com.br

que o outro! A gente conta também como foi a gravação do DVD ao vivo da banda Aroeira. Showzasso! E mais: Tem a “Coluna do OPA!”, com o Felipe Melo, a nossa “Aposta” da música made in sc, o release do novo EP do Antonio Rossa, dica de filme com o Andy e, pra encerrar, o Léo Telles conta como foi lá no SWU!

.

Confira estas e outras matérias no Portal MúsicaSC: www.musicasc.com.br

O Maior Portal de Entretenimento Musical de Santa Catarina!

Ah! E claro, a cobertura do show mais esperado do ano: Black Eyed Peas, em Floripa! Inesquecível! Boa Leitura!

4 5

04 

06  08  10  18  24 28  34  44  46  48  50 52

EDITORIAL MÚSICA SC NA BALADA COBERTURA FESTIVAL DESTAQUE ARTE SHOW COLUNA DO OPA! APOSTA LANÇAMENTO CINEMA EU FUI

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br

CONTEÚDO Boom, Boom, Pow!!! Novidades e Rapidinhas 3ª noite no Matarahi com Tom Novy A turnê mais esperada do ano! Novembro é Rock! Escrito por... Páginas em Branco Música ilustrada Um show de Samba e Bossa Nova Por Felipe Melo Jogada de sorte da Marujo Cogumelo Antonio Rossa lança novo EP: “Nuvem” That’s the way it is ...no SWU


MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 5


Música SC

FICOU SÓ NO “BLÁ BLÁ”

O show de Lobão que aconteceria na noite de 5 de setembro no Floripa Music Hall foi cancelado. Adivinha por quê? Baixa procura por ingressos! Porém Lobão queria muito se apresentar por aqui (“mesmo que fosse para 50 cabeças”, disse ele). Uma nova data para a apresentação está sendo avaliada. ROSEBUD PRA LUGAR NENHUM

Foi despretenciosamente que Jean Mafra e Felipe Melo produziram o instrumental “Rosebud Pra Lugar Nenhum”: “Neste projeto estivemos mais interessados em uma atmosfera lisérgica e viajante que preocupados em produzir algo ‘para pista’”, revela Mafra. A dupla pretende lançar logo novas versões pra outras faixas. Ouça aqui: http://bit.ly/ cM5aRe

6 7

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br

12ª FENAOSTRA

Um dos maiores nomes da cena hip hop do país, Marcelo D2 foi um dos grandes artistas que agitaram a 12ª edição da FENAOSTRA, em Florianópolis. A festa que aconteceu de 22 a 31 de outubro, também contou com shows de Maria Cecília e Rodolfo, Fábio Jr, Alexandre Pires, Zé Ramalho, Hugo Pena e Gabriel e Inimigos da HP. LENINE E TAMAR

O projeto “Tamar: 30 anos de Histórias pra Contar” apresentou o show do cantor e compositor Lenine na última sexta-feira de setembro. Defensor e apoiador leal do Tamar e das tartarugas marinhas, Lenine levou até a Barra da Lagoa, em Florianópolis. Cerca de 700 pessoas, entre crianças e adultos aplaudiram o artista. A música é utilizada pelo Tamar como mais uma ferramenta para informação e sensibilização ambiental.


TODA SEXTA É SEXTA.SIM

RAPIDINHAS A Sociedade Soul agitou o Vecchio Giorgio, em Floripa, e a Grauº, em Brusque, com a festa SOUL POWER. A banda ainda contou com a participação especial do rapper Bnegão! E pra quem não foi, pode se divertir assistindo o teaser “O Frango e o Dog na SOUL POWER”, que os caras enviaram por tweet: http://bit. ly/aS6KSC

TOP 50 BRASIL 2010

A House Mag lançou a terceira edição da votação do TOP 50 BRASIL - ranking exclusivo para artistas da música eletrônica nacional. Segue mais uma disputa entre os profissionais do meio. A votação para esta edição iniciou dia 8 de outubro e vai até o dia 21 de novembro. Para participar, basta ser cadastrado no Portal www.housemag.com.br e indicar seus artistas favoritos. Vota lá que ainda dá tempo!

Um dos maiores ícones do hip hop nacional agitou a noite no Camorra, em Blumenau. DJ King levou às pistas sua mistura de soul, blues e MPB. E com influências como Pepeu, Thaide & DJ Hum, Miles Davis, Jimi Hendrix, Quincy Jones, Malcolm Mclaren, DJ Ninja, DJ QBert, Public Enemy, Racionais MC’s, Carlos Dafé, Roberto Carlos e Tim Maia, King cria seus beats diferenciados. Só coisa boa! A Nova Confraria, na Lagoa da Conceição (Floripa), vem com tudo! Desde sua reinauguração, só tem recebido grandes nomes para agitar a ilha, como Norman Doray, Layo & Bushwacka, TV Rock, AN21 e Ravin. Trazendo influências da Belle Époque na decoração, a Nova Confraria alia conforto absoluto - inspirado no estilo Hotel Boutique - à alta tecnologia. Com um conceito único, é um super requintado e exclusivo espaço para agitar as noites de sexta e sábado de Florianópolis. Os sete anos de D’Lay foram comemorados da forma que o próprio slogan da casa retrata: com diversão ao extremo. Quatro festas perfeitas, recheadas de grandes atrações na pista e no lounge bar levaram ao club da Alameda Rio Branco milhares de pessoas. Sucesso sempre.

.

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 7

Fotos: Divulgação

Agora toda sexta é sexta.SIM! A banda Tijuquera e a Célula Cultural trazem de volta o projeto, que vai agitar todas as sextas de outubro e novembro da Capital. E na noite deste grande retorno, o cantor, compositor (e surfista!) Teco Padaratz e sua banda apresentaram um grande show! Veja as fotos no Portal: http://bit.ly/cIJiaE

A festa Opion Save the Planet, que aconteceu na Life Club, em Florianópolis, foi um marco entre os festivais eletrônicos. Com temática referente à preservação ambiental, o evento distribuiu milhares de mudas de árvores, além é claro, dos 28 Djs que agitaram a galera!


Na Balada

3ª noite no Matahari com

tom novy

Com apenas duas festas, o Matahari – novo super club de Santa Catarina - provou que veio para ficar. Top deejays e muita gente bonita são os principais ingredientes da balada, que estreou no dia 17 de julho com a presença especial do canadense Adam K. A segunda festa, realizada no dia 21 de agosto, lotou a casa e o público prestigiou em grande número a apresentação de Kurd Maverick. E no dia 18 de setembro, uma festa sensacional com a presença dos DJ’s Guilherme Konnin, Carlos Fuse e a grande atração internacional: O top DJ alemão Tom Novy, que com seus hits e suas novas produções, levou o público ao delírio. As imagens ficaram por conta do VJ Daniel Paz, e as fotos, com Felipe Pitz.

8 9

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 9

Por Guilherme Spengler | Conheça o Matahari, em Indaial: www.matahari.com.br | Veja mais fotos na seção “Fotos Baladas” do Portal Música SC


Cobertura

a turnĂŞ

mais

ano!

esperada do 10 11

MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


A “The E.N.D. World Tour 2010” do quarteto norte-americano The Black Eyed Peas – considerada um dos maiores espetáculos do ano – passou por Florianópolis em uma segunda-feira (1º de novembro), véspera de feriado. O espetáculo começou por volta das 22hs, e levou ao delírio as milhares de pessoas que foram até o Estádio Orlando Scarpelli Fotos: Vilson Martins Filho/MúsicaSC

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 11


Cobertura

INÍCIO

O espetáculo começou por volta das 22hs, e levou ao delírio as milhares de pessoas que foram até o Estádio Orlando Scarpelli. Inclusive, devo ressaltar que os integrantes não pouparam referências brasileiras em suas canções, principalmente (claro) “Floripa! Floripa! Floripa!”. Will.I.am ainda fez questão de declarar seu amor pelo Brasil, escalando como suas cidades preferidas o Rio de Janeiro, Bahia e Florianópolis – nestas duas últimas, ele brincou com o público dizendo estar em dúvida: “Bahia, Carnaval. Florianópolis, mulheres lindas!”, disse ele.

SHOW A PARTE

Cada integrante, Will.I.am, Apl.de.ap, Taboo e Fergie, apresentou um show a parte. Will.I.am também aproveitou a oportunidade para mostar seus dotes como DJ, incluindo no set clássicos de Michael Jackson até “Song 2” (do Blur) e “Smells Like a Teen Spirit”, do Nirvana. Taboo preferiu temas latinos, como o reggaeton; Apl.de.ap permaneceu no hip hop e Fergie apresentou seus hits mais famosos (e trocou de roupa várias vezes) enlouquecendo os fãs.

12 13

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 13


Cobertura

Fergie durante o show em Floripa 14 15

MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


O álbum “The E.N.D.” (que significa “The Energy Never Dies”) foi lançado em junho de 2009. Will.I.am diz que o nome do disco é referente ao que “está acontecendo com o mundo” quanto às transformações tecnológicas. O disco já vendeu 11 milhões de cópias no mundo todo. No dia 30 do mês de novembro, será lançado oficialmente o próximo disco do quarteto, intitulado “The Beginning”. Apl.de.ap diz que este será uma “continuação” de “The E.N.D.” Este disco promete!

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 15


Cobertura

REPERTÓRIO O público curtiu os maiores sucessos do grupo, como “Let’s Get It Stared”, “Rock That Body”, “Meet Me Halfway”, “Alive/Don’t Phunk With My Heart”, “Imma Be”, “My Humps”, “Hey Mama”, “Missing You”, “Bebot/Mare”, “Fergalicious/Glamorous/ Big Girls Don’t Cry”, “Pump It”, “Don’t Lie”, “Shut Up”, “Where’s the love” (em que os integrantes incentivaram o público a juntar as mãos, fazendo um coração), “Boom Boom Pow” e encerrando “I Gotta Feeling” – e esta última, com direito a chuva de papéis coloridos. E como acontece em todos os shows desta turnê, que conta como patrocinador oficial a RIM (dona do Blackberry), em uma das canções, todas as luzes se apagaram e Will pediu ao público que ligassem seus telefones celulares e o erguesse (como se faz com isqueiro nos shows, por exemplo). A cena remeteu a um céu estrelado… Inesquecível!

IMPRENSA Foram autorizados apenas doze fotógrafos e cinco cinegrafistas para fotografar e filmar as três primeiras músicas. Somente foi autorizada a entrada da imprensa antes da entrada da banda no palco, e bem ao final da terceira música, todos foram conduzidos à saída do espaço, destinado à captação de imagens. Tudo foi estabelecido diretamente pela produção da banda.

E A TOUR CONTINUA A The E.N.D., que iniciou no dia 30 de setembro, já foi vista em 18 cidades da Europa e 35 nos Estados Unidos. Depois de Florianópolis, a turnê encerra em São Paulo, no Estádio do Morumbi, no dia 4 de novembro. E mais: Com a participação especial do DJ David Guetta! Após nove apresentações no Brasil, o show será ainda visto na Argentina (Buenos Aires), Chile (Santiago) e Peru (Lima).

16 17

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


· · · · · · · · · · · · · · · · · · · ·

·

126 pessoas viajando; 19 carretas; Mais de 1500 vôos para a banda e equipe; 109 pontos de sustentação de carga; Mais de 600 metros de corda para as sustentações; 41 toneladas suspensas por 109 motores; 350 refeições por dia; 300 refletores; 260.000 watts da iluminação; Energia suficiente para abastecer 96 casas comuns; Mais de 180 metros de treliças; Quase 25 mil metros de cabos de aço; Palco giratório concebido especialmente para o show; 650 metros quadrados de camarins; Mais de 50 toneladas de equipamentos; Palco tem aproximadamente 16 m X 20 m com 164 decks e 3 km de “rope light”; 4 elevadores que foram usados por Michael Jackson Palco tem 234 pernas, cada uma com rodas para criar um palco que “anda”; 33 bolas de espelho usadas durante o show; 7 partes automáticas que usam sistemas hidráulicos, pneumáticos e elétricos, incluindo um elevador de meio milhão de dólares; Elevadores tipo catapulta que usam ar comprimido e motores elétricos para lançar os performers a 2 metros do chão;

· Elevador do DJ escondido no palco para revelar Will.I.am’s DJ Club; · Este elevador eleva Will a 6 metros no ar e pesa 10 toneladas; · Uma fábrica completa de montagem e marcenaria viaja com a trupe; · 19 programas diferentes de luz realizam mais de 600 movimentos durante o show; · Mais de 2700 metros de cabo usados para guinchos; · 168 peças de video screen; · 13 alimentadores de vídeo individuais; · 8 projetores de video; · 149 caixas acústicas; · Equipamento de som customizado para dar a maior cobertura possível; · 8 lasers; · 680 kg de CO2 são consumidos a cada show; · 300 mil watts de equipamento de som de última geração; · 200 pessoas são necessárias para montar cada show; · 20 figurinos para os Peas (5 por Pessoa); · 20 pares de sapatos para os Peas (5 por Pessoa); · 36 figurinos para os dançarinos (6 por dançarino); · 36 pares de sapatos para os dançarinos (6 por dançarino); · 4 figurinos para os músicos (1 por músico); · 4 pares de sapatos para os músicos (1 por músico).

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 17

Agradecimentos: Giuliana Korzenowski e toda produção do evento | Veja mais fotos inéditas do show em Floripa no Portal Música SC: http://bit.ly/9CWl1s

Veja abaixo alguns números da “The E.N.D. World Tour”:


Festival

novembro é

rock!

Na véspera do show de Paul McCartney em Porto Alegre e do Grande Prêm festivais independentes de Santa Catarina, o Ilhota Rock Festival - “Rock, cerv - acontece no próximo dia 6 de novembro (sábado), atrás da Igreja Matriz d

18 19

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


mio do Brasil de Formula 1, acontece na cidade de Ilhota um dos maiores veja e lingerie.” O festival de Ilhota - que fica localizada entre Itajaí e Gaspar da cidade com início previsto a acontecer às 20hs. Confira mais detalhes

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 19


Festival

BABI JACQUES E OS SICILIANOS

VASSOURA ELÉTRICA

Recife - PE Trajados ao melhor estilo Don Corleone, esses “mafiosos” trazem um som cheio de influências do blues e do rock. À frente do que podemos chamar de família siciliana, a forte vozda irmã caçula, Babi Jaques. Protegendo as costas da irmã menor, um competente power trio (guitarra, baixo e bateria) faz a instrumentação da banda. Formada há apenas um ano, a banda reúne músicos jovens, porém experientes, que já rodaram pela cena pernambucana. O rock e o blues parecem ser as maiores referências do grupo, o quenão impede o passeio por outros grooves e improvisos. A elegância, as letras autorais e a postura do grupo só confirmam que Babi Jaques e Os Sicilianos é a “mais nova máfia do Recife”.

Brasília - DF A banda formada em 1999, traz uma na bagagem o peso da experiência e uma pegada mais forte. Depois de várias gravações de estúdio, publicações nos principais jornais de Brasília, programas de rádio, TV, participações em diversos festivais do Distrito Federal e das reviravoltas na vida de cada integrante, a banda mantém-se forte e com um público ativo. Muito blues e rock’n’roll! Acesse: myspace.com/babijaqueseossicilianos

cultural de um edital de patrocínio. O resultado saiu no mês de março, o qual não obtiveram êxito na proposta. As portas se fecharam a todos e a

Acesse: myspace.com/babijaqueseossicilianos

tudo - inclusive por se tratar de um ano político eleitoral. A data prevista para acontecer de 10 de julho teve que ser abortada.

O Ilhota Rock Festival começou a ser planejado no dia 15 de janeiro deste ano. Os organizadores esperavam serem contemplados com um apoio

20 21

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br

Partiram para uma nova proposta; A procura de apoiadores. E conseguiram.


STUART

PORNÔ DE BOLSO

Blumenau - SC Eles já foram um só, já beberam do folk ao punk e já entraram nas roubadas clássicas do rock. Foram regravados por Wander Wildner a Carbona, concorreram à prêmios e já arrumaram confusão que chega (queimando alguns amplificadores alheios). Sim, eles não demonstram muita admiração por regras. Os próprios integrantes dizem que “tocam mal”, mas que “nem se importam com isso”. E talvez seja por isso mesmo que fazem um som bacana. Com influências que vão desde Pavement até Tom Zé, lançaram recentemente o EP “Honestidade Não Enche a Barriga.” Precisa dizer mais?! Acesse: myspace.com/stuart

O projeto deu tão certo que para esta nova edição o festival já conta com vários apoiadores: Prefeitura de Ilhota, Assessoria da Juventude, Fundação Cultural de Ilhota, Bancobrás Turismo, Estamparia Pintando o Sete, Lang Matrizes Seri-

Florianópolis - SC A banda formada em 2005, agora conta com Domingos Longo, Fernando Franckito e Alan langdon. Gravaram um EP intitulado Kit de Inverno 2009. Agora, estão preparando o novo disco, temporariamente intitulado Ventos Contrários e Tempestades em Jarra d’Água, que a banda promete que será lançado até 2022! Acesse: myspace.com/pornodebolso

gráficas, Eloeth Lingeries e J & J Desejo. PONTOS DE VENDA DE INGRESSOS Ao todo serão oito locais de venda, em três cidades: Ilhota e Blumenau terão três pontos e Gaspar e Itajaí um único ponto cada. Os membros da organização além dos integrantes das

bandas

também

disponibilizaram

dos

ingressos. Veja a relação dos locais:

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 21


Festival

SKROTES

PÁGINAS EM BRANCO

Florianópolis - SC Formada no início de 2009, a proposta é um mergulho nas influências de seus integrantes: Jazz, reggae, dub, rock e suas vertentes, música brasileira e latina, misturadas com elementos eletrônicos, psicodelia e enraizados fortemente no Funk setentista. Um som instrumental pra frente e enérgico, como fica evidente nas apresentações do grupo. Temas de Ramones, Stevie Wonder, Tchaikovsky, Pantera, Black Sabbath, Tom Jobim, Bob Marley e Beatles podem ser conferidos no repertório, juntamente às primeiras composições dos Skrotes, como Arco da Véia e Tchaka!. Recentemente foram escolhidos para a trilha do documentário “Ilha 70″ veiculado no programa SC em Cena, e preparam seu primeiro registro em DVD. Acesse: myspace.com/osskrotes

Ilhota - SC O grupo foi formado, em maio de 2009, com entusiasmo total pelo vocalista e guitarrista, Ricardo, o guitarrista, backing vocal e compositor das letras, Marcelo, o baixista, Eliel e o baterista Felipe. As melodias marcantes e cheias de energia, os temas atuais e os sentimentos verdadeiros, abordados nas canções, fazem com que diversos tipos de público se identifiquem com o conjunto. Depois de muita luta e vários desafios, o sonho se concretizou: a gravação do CD intitulado O Mundo, com faixas próprias. O primeiro single de trabalho Primeiro Lugar é sucesso em várias rádios desse e de outros estados. Com influências em bandas como Incubus, Foo Fighters, Lifehouse e Alterbridge, a Páginas em Branco apresenta, ao vivo, um show com muita força que não passa despercebida por onde toca. Acesse: myspace.com/paginasembranco

Em Ilhota: Prefeitura de Ilhota (47 3343-8800), Bar do Mauro (47 9922-6006) e Loja Fox Sports

Em Gaspar: Loja Xodó Som (47 3332-0830). Em

(47 8831-0178).

Blumenau: Bruneti Discos da XV (47 3322-4127),

22 23

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


APICULTORES CLANDESTINOS

Itajaí - SC Em fevereiro de 2009, os amigos Ruca Souza, Camilo Garcia e Marcelo von Mayem conversavam enquanto tomavam o café da tarde. Da conversa (e do café!) surgiu a banda. Com influências que vão desde Mutantes, Tom Jobim e Vinícius de Moraes, até White Stripes, Muse, Mars Volta, Queens of The Stone Age (e também Zeppelin e Rush), a Café Brasilis tornase uma banda irreverente; eclética. Inclusive, eles mesmos definem seu som como “Cabaret Rock” – graças ao tom dançante e burlesco de suas músicas. A Café Brasilis é uma mistura de música brasileira com folk,rockabilly e punk. Acesse: myspace.com/cafebrasilis

Rio do Sul - SC Começou como um projeto de uma só pessoa e hoje é uma banda que toca por ai feliz da vida! Acesse: myspace.com/apicultoresclandestinos

EDIÇÃO 2011 Em meio a tantos contatos de bandas querendo se apresentar na edição de 2010, a organização do festival se viu no jeito de se virar literalmente nos trinta para garantir a apresentação de todas as que ficaram de fora neste ano. Desta vez, a alternativa encontrada foi a apresentação do Projeto Cultural na tentativa do patrocínio

Bruneti do Shopping Neumarketing (47 33261984) e Be Bop Discos (47 3322-5254). Em Itajaí: Catedral Lanches (47 3344-6589). Para mais informações, acesse o site oficial: ilhotarockfestival.wordpress.com

institucional. O próximo evento deverá evolver toda cidade de Ilhota e demais cidade da região.

.

Até acontecer a edição 2010, já sabemos como será a de 2011.

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 23

Fonte das informações e fotos: Site oficial do evento.

CAFÉ BRASILIS


Destaque

escrito por...

páginasem

branco

O quarteto de pop rock Páginas em Branco, de Balneário Camboriú, têm se destacando no cenário musical. A banda já recebeu o troféu GRC Quality Music 2010 na categoria Banda Revelação, na cidade de São Paulo. Além disso, estreou no TOP 10 da Central Rádio Rock FM (107,1MHz), com a música Primeiro Lugar. Agora leia o release escrito por eles mesmos O COMEÇO A idéia da banda Páginas em Branco veio de Marcelo Corrêa (guitarrista) que veio de outro projeto convidando Eliel Rasser (baixista) , a montar uma banda de músicas próprias. Como Marcelo Corrêa já tinha as músicas compostas, Eliel curtiu muito o trabalho e aceitou. Desde então veio a busca pelo baterista e vocalista. Foram mais de 40 testes até chegar a essa formação. A banda já existe a 2 anos, e 1 ano foi só em estúdio e ensaios montando repertório de shows.

24 25

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br

Marcelo Corrêa e Eliel Rasser moram em Balneário Camboriú (SC). O baterista Luís Felipe mora em Camboriú (SC) e também em Balneário Camboriú. E o vocalista Ricardo Alves mora em Ilhota (SC). A profissão de todos é músico.

AS INFLUÊNCIAS Marcelo Correa - Minhas influências nas composiçoes (como eu já havia feito as antes de formar a banda) vieram de bandas como Alter Bridge, Foo Fighters, Life House. Estilo de música considero Rock. Estilo visual é dificil dizer, mas procuramos sempre manter a tradição com tons


MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 25


Destaque

mais escuros (como preto)! risos A postura no palco é sempre tentando fazer de nosso show um espetáculo, algo impactantede... Fazer a galera bater de frente com várias situações, criando muitos momentos de amor, raiva, emoção... Enfim. Fazer com que “botem” pra fora algo que encomoda lé dentro de cada um! risos

O PRIMEIRO DISCO

O QUE VOCÊS ACHAM DA CENA MUSICAL CATARINENSE HOJE? Bom, a cena catarinense tem uma grande variedade de estilos, e seus valores. Aqui rola de tudo. Não tem como distinguir algum estilo em destaque absoluto. Mas temos uma música regional muita boa, que se destaca por aqui mesmo. No caso da nossa banda, estamos conquistando nosso espaço, e também (claro) um bom espaço fora de Santa Catarina.

A maior parte da produção do disco é de Marcelo Corrêa e Eliel Rasser, pois enquanto faziam testes com bateristas e vocalistas, eles já estavam em estúdio gravando o disco. Logo em seguida veio Luís Felipe com as baterias e, finalizando, Ricardo com as vozes, completando todo o trabalho durante o ano de 2009.

Galera! Gostaríamos de deixar uma mensagem a todos leitores e nossos ouvintes que sempre plantem sementes boas pro futuro ser melhor - quanto ao futuro, me refiro ao que ainda está por vir.

Nas composiçoes do EP “O Mundo’’, Marcelo corrêa tenta levar mensagens que batem de frente com a sua vida como amor, felicidade, saudade, realidade...

Tentem demostrar o máximo de amor a família e ao seu próximo, porque é só essa que parece ser uma simples palavra, e que faz toda a diferença na raça humana.

Nossa Música de trabalho chama-se “Primeiro Lugar’’, e fala que entre tudo o que ele(a) faça, sempre vai por o seu amor em primeiro lugar.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Obrigado a Central Rock e ao MúsicaSC!

.

O próximo show da banda Páginas em Branco será no dia 6 de novembro (sábado) no Ilhota rock Festival 2010. Na edição 2009 a banda já fez sucesso. Então prepare-se!

26 27

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


Acesse: palcomp3.com/paginasembranco MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 27


Arte

MÚSICA

ILUSTRADA

Nada melhor do que combinar as melhores coisas da vida em uma só, não Bloody Mary e estudante de Design de Produto na UFSC, em Florianópolis. Na 28 29

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


A

é?! Foi o que fez a nossa entrevistada Letícia Alló: Ela é baixista da banda as horas vagas, Letícia cria quadros com os maiores ícones da música mundial MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 29


Colecionadores Arte

(...) Alguns ícones da música internacional que conheci através do meu pai (Geraldo Alló) e ouço até hoje são Pink Floyd, Whitesnake e Neil Young O INÍCIO Letícia começou sua carreira artística este ano (2010). Com o final do terceirão e a correria dos estudos, Letícia passou a ter mais tempo livre para trabalhar com o que realmente gosta. Ela estuda Design de Produto na UFSC (em Florianópolis) e comecou a estudar programas de edição e criação, como Corel Draw e Adobe Photoshop. O professor de bateria Rafael Bastos (Escola de Música Rafael Bastos), viu uma de suas criações, propôs uma exposição: “Aceitei na hora!”, ressalta. Com a empolgação da oportunidade surgiram as idéias de criar quadros e colagens personalizadas.

“MUSICARTE” A exposição, nomeada “Musicarte”, está exposta na EMRB desde 18 de agosto. No dia da inauguração a banda Bloody Mary (vocal: Maria José Moura, guitarra: Giovane Tessari, bateria: Leandro Vidal, baixo: Letícia Alló) tocou algumas músicas para abrir o evento.

30 31

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br

A Bloody Mary, que iniciou a aula de prática em conjunto este ano, ainda possui um repertório pequeno porém recheado de rock’n’roll: Kiss, Bon Jovi, Joan Jett, The Donnas, Foo Fighters, entre outros grandes nomes. “Estamos evoluindo e pretendemos aumentar o repertório com o passar dos ensaios”, especifica Letícia.

INFLUÊNCIAS MUSICAIS “Alguns ícones da música internacional que conheci através do meu pai (Geraldo Alló) e ouço até hoje são: Pink Floyd, Whitesnake e Neil Young.” Com o passar do tempo, Letícia fui conhecendo outros artistas, como a banda Blink 182, o Sum 41, Nirvana, Richie Kotzen, e também The Beatles, Kiss, David Bowie e mais uma lista imensa de artistas fantásticos. “Em relação à música brasileira, costumava ouvir Secos e Molhados, Cazuza, Barão Vermelho e Lulu Santos, mas atualmente ouço mais músicas internacionais.”


SOBRE A EXPOSIÇÃO Baseada nas influências de Letícia, o tema dos trabalhos da exposição foi músicos e bandas internacionais. O estilo das obras pode ser classificado como colagem personalizada, algumas feitas manualmente e outras no computador. Confira a seguir algumas delas: Instrumentos The Beatles Corel Draw X3 e Adobe Photoshop “Imagens individualizadas

dos no

instrumentos

foram

photoshop,

depois

selecionadas, todas

foram

transformadas em desenho, através do Corel e por fim

Kiss

Elvis foram selecionadas de uma revista,

“Fotos foram selecionadas, impressas, recortadas,

recortadas, depois organizadas em uma folha A3 Canson e

depois organizadas em uma folha A3 Canson e por fim o

por fim o material foi plastificado.”

material foi plastificado.”

“Imagens

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 31

Siga a banda Bloody Mary no Twitter: @bloody_mary_sc

foram organizadas em forma circular, também no Corel.”


Arte

Agora estou começando a explorar o campo da tipografia, baseado nos trabalhos de Mico Toledo

Yellow Submarine Corel Draw X3 e Adobe Photoshop “Desenhos da animação do filme Yellow Submarine foram selecionados, individualizados no photoshop, depois, usando o Corel, os desenhos foram rastreados, para melhor a qualidade, e por fim organizados.”

Any Time All (esq. acima) Corel Draw X3 “Agora estou começando a explorar o campo da tipografia, baseado nos trabalhos tipográfico do designer brasileiro Mico Toledo. Fiz alguns posters com trechos de letras de músicas”

Cianobox (esq.) Corel Draw X3 “Essa imagem foi feita em homenagem aos meus amigos da banda Cianobox.”

32 33

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


Hello, Goodbye Corel Draw X3

.

Conheça mais trabalhos da Letícia Alló no allodiasign.blogspot.com e no Flickr (leallo)

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 33


Show

um show de e

34 35

Samba

bossa nova

MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


“Compositores da Era do Rádio ao MP3” reuni

A banda Aroeira, com apoio da Prefeitura de Florianópolis, da FUNCULTURAL, do Governo do Estado e, claro, do Portal MúsicaSC apresentou o show “Compositores da Era do Rádio ao MP3”

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 35

Acesse o site oficial da banda Aroeira: http://www.aroeira.com.br | Veja a cobertura completa no Portal MúsicaSC

canções de grandes nomes da música catarinense


Show

A banda Aroeira surgiu da idéia de resgatar, valorizar e revigorar o Samba e a Bossa Nova, possibilitando a difusão cultural musical destes segmentos. Foi formada em 2001 e desde então vêm se concretizando no cenário musical de Santa Catarina. O grupo é composto por músicos renomados da Ilha de Florianópolis: Leleco Lemos, Marcelinho Vieira, Marco Wagner, Jorge Lacerda, Anelyse Wagner, Janaina Wagner e Estela Santos.

36 37

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 37


Show

Motivados pelo vasto material de pesquisa acerca dos compositores catarinenses, propuseram a viabilização, junto ao Governo do Estado e da Lei de Incentivo a Cultura (FUNCULTURAL), a disponibilidade para executar o projeto Compositores da Era do Rádio ao MP3, com o objetivo de contemplar a valorização do samba e da bossa da época do rádio. A banda Aroeira conta com qualidades individuais nos instrumentos de base e nas percussões, bem como o nipe de metais. As vozes, o trio feminino com harmonias bem elaboradas juntamente com Leleco Lemos (cantor do extinto e tão conhecido pelo Grupo Engenho), apresentam sua música de extrema qualidade.

38 39

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 39


Show

O grupo apresentou o projeto “Compositores da Era do Rádio do MP3” na última quarta-feira (03 de novembro), no Teatro do Centro de Eventos da UFSC, na Capital. O teatro lotou, e contou inclusive com a presença de alguns compositores homenageados pela banda Aroeira. Posteriormente, o grupo seguiu para o Benvenuto, na Capital, para comemoração. O show foi registrado pela Pimenta do Reino Produções, e em breve será lançado em DVD.

40 41

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 41


Show

As composições vão de nomes como o Poeta Zininho, Luiz Henrique Rosa, Nelson Wagner, Jorge Coelho, Dão Bastos, Elias Marujo, Claudio Caldas e Carlos Niehues, até artistas mais atuais como Luiz Meira, Jeisson Dias, Jean Mafra e Nelson Viana – estes, vencedores da edição 2010 do Festival da Música e Integração Catarinense. Foi um prazer para nós do MúsicaSC este grande espetáculo!

.

42 43

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 43


Coluna do OPA!

OPA!

www.opamusic.com.br

SINGLE DO MÊS

Groove, maracatu e eletro pop

Samambaia Sound Club Sim/Não myspace.com/ samambaiasoundclub Se o primeiro disco homônimo da Samambaia Sound Club refletia com magreza a aura dos empolgados shows da banda, em Sim/Não têmse certeza que a banda está ali, ao vivo tocando bem alto como nos tempos de quinteto com Marco Antônio “Jaguarito” e Jean Mafra cheio de

Califaliza Só o Começo http://www.myspace.com/califaliza

Sob influência do que há de bom em termos de punk rock e metal nas décadas de 80 e 90, a Califaliza apresenta Só o Começo. Com produção de Daniel Zolten, o resultado é um bom hardcore, orgânico e sem exageros, com pegada, refrão grudento e explosivo, dando espaço nas estrofes ao baixo tipicamente californiano. O quarteto garante que o single é realmente só o começo, pois trabalham em 6 faixas que devem virar um EP a ser lançado em outubro. Aguardem!

rebolados. O disco de 12 faixas transita em todas as infuências da banda que misturam num caldão grosso regado a rock com groove, maracatu e eletro pop (influência de Isaac Varzim), com destaque para a participação de Julie Philippe em Antes do Verão (M.A.Jaguarito/F.Brüggemann), o álbum ainda trás convidados como André F.M., Felipe Melo, Ricardo Alves, Ronny Neufeuld e os inusitados remixes de Mais Vinho Pra Mim por Isaac Varzim e Lúcia por Fred Chernobyl (Comunidade Ninjitsu). Completando o timaço de peso, o disco foi masterizado no Rio de Janeiro por Carlos Trilha. Sim/Não é também um momento de mudanças na formação da banda que já promete um novo material, onde Thiago Gomes assume os vocais e Gustavo “Rato” a segunda guitarra.

44 45

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


Felipe Melo Produtor Musical

“Psicodelia dançante”

VIDEOCLIPE MÊS

Helvéticos As coisas que você faz myspace.com/helveticosrock Evoluindo

em

relação

aos trabalhos anteriores, o trio trás algo mais coerente, centrado em suas influências como Supergrass, Kinks e os fabfour claro, mas com letras mais maduras, sem mais a necessidade de ser lúdico a cada refrão. Seguindo bastante cru e vintage, mas com algum princípio de psicodelia e um balanço bem dançante em suas 4 canções, os Helvéticos apresentam Juca solidão, As coisas que você faz, Riffs de Plástico e Se ela for. A última, Se ela for, o ponto alto do disco, é um rock de amor, sofrido, de uma decepção noturna talvez. Sem dúvida, o disco mais sério e consistente do trio bombinhense.

Fmeia4 Beleza http://www.rocksc.com.br/search/label/Fmeia4

Embora já lançado há alguns meses, e pouco divulgado, o clipe de Beleza chama a atenção, pela música, mas também pela ousada atriz Clara Obst caminhando nua pela rua em Floripa. Com notável influência do clipe Baby, Baby, Baby (Make The Girl Dance), não se pode menosprezar a produção, dada a qualidade do video e sincronia dos acontecimentos, somado ao fato que o clipe se dá sem cortes. Sobre a canção, um bom balanço Pop Rock sem rotulos. Ouçam e assistam!

Você já conhece o OPA! Music? Se ainda não, então leia a matéria completa sobre a festa na 2ª edição da MúsicaSC Magazine: http://bit.ly/ckldOL

Dúvidas ou sugestões, envie e-mail para contato.opamusic@gmail.com

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 45


Aposta

jogada de sorte

da

A banda Marujo Cogumelo lançou no início deste mês algumas faixas do primeiro EP da banda, intitulado Jardim das Américas Banda formada em 2007, com Kassio Canan na voz, Lucas Dal Magro na bateria, Lucas Martarello na guitarra, Vinícius Lovatel nas teclas e Vinícius Rama no contra-baixo. Marujo Cogumelo traz seu som guerreiro com aquela pegada Vintage, tem como influências as grandes bandas de rock das décadas de 50, 60 e 70. O grupo exibe boas performances no palco, com energia e entrosamento, faz transbordar um som tão energético quanto pegajoso. No começo do ano de 2009 lançou o primeiro EP, a música Boa

46 47

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br

Viagem foi escolhida para um videoclipe que foi disponibilizado na internet e alcançou de cara, o primeiro lugar no Top 10 do Na Pilha, da TVCOM. Em julho de 2010, a Marujo Cogumelo navegou rumo a Curitiba-PR para gravar seu primeiro CD, Jardim das Américas, o álbum contém 13 faixas – 47 minutos de rock recheado de ótimas influências. Aumente o volume e confira no Myspace o single Jogada de Sorte - www.myspace.com/ marujocogumelo - e da-lhê rock!

.

Leia a matéria completa no Portal MúsicaSC: http://bit.ly/c11qYA | Assista o videoclipe da música “Boa Viagem” na TV MúsicaSC: http://bit.ly/bGxe0v

marujo cogumelo


MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 47


antonio rossa

Juliano Maliverni Professor e Músico

lança novo ep:

“nuvem” Não há, principalmente em Florianópolis, uma linha

gravado em Santa Catarina. Mas há outros méritos, a

clara que divida os dois universos da música, o mundinho

começar pelo enfoque na canção. Você pode perder

que a faz e o mundão que a consome. Figura fácil da

as contas de quantas bandas e artistas locais estão

cena musical da ilha, Antonio Rossa ficou conhecido

preocupados demais com o visual, a performance, o

por seu trabalho no meio de campo: produtor cultural,

conceito, a imagem, o “tocar pra caralho” e deixam a

Rossa popularizou-se por seus trabalhos sobre a música

canção em segundo plano. Isso tudo é importante, claro.

e os músicos: videoclipe, blog, coberturas, análises,

Mas tem algo que não pode ser esquecido. O que era,

fotografias.

mesmo?

Em “Nuvem”, Rossa crava a bandeira no território

“Roubaram minha cena”, diz a pobre da canção.

musical como… Músico. E o faz em grande estilo:

Mas não aqui, não espere isso do Rossa. Entretanto,

amparado pelos músicos de ponta da Sociedade Soul em

há também algumas ousadias e outras cores. Certas

uma gravação de qualidade acima-de-qualquer-suspeita

sacadas das letras destoam do piloto-automático

que mostra o poder de fogo do estúdio The Magic

que costuma levar os boeings do pop local. Alguns

Place e do anfitrião Renato Pimentel. Está ali também o

instrumentos parecem deliciosamente fora-de-lugar

guitarrista de um dos destaques pop de Santa Catarina,

no ambiente das canções. Clavinete em uma canção

Jiva Lin, dos Maltines. Em algum momento, voltando do

country? E o vocal feminino – da cantora Bruna Gargioni

estúdio em direção a sua casa, Rossa deve ter pensado

– que lembra aquelas meninas que aprenderam a cantar

que um time de acompanhamento desse calibre pode

na igreja? De onde saiu essa menina? Surpresa! Ficou

– tende a – ofuscar o acompanhado. Era bobagem.

bom.

Essa trupe tem competência de sobra e sabe jogar pelo time. O foco fica todo nas canções, que caminham por veredas de folk, country, rock popular.

“Nuvem” foi feliz em unir a experiência e competência dos músicos de apoio com a espontaneidade e o entusiasmo do cantor. Conservou aquele jeito de

Em Santa Catarina, esses caminhos não são novos.

primeiro trabalho, dentro do que há de bom e de ruim

Duas das bolachas mais famosas e bem-logradas

em uma estreia: soa mais como um ponto de partida do

produzidas no estado bebem de fontes parecidas –

que como um ponto de chegada, mais como travessão

“Expresso Rural” e “Não contavam com os Pistoleiros”.

do que como ponto final. Pede mais. Que o Rossa

Em “Nuvem”, esses caminhos parecem bem mais

não demore outros quinze anos compondo e atuando

contemporâneos. Se não houvesse outros méritos, o

somente no meio-de-campo para lançar o próximo!

mini-disco poderia ser referenciado como o primeiro disco de levada folk/alt-country/rock realmente bem

48 49

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br

.

Veja o Perfil de Antonio Rossa e o release sobre o single “As Ruas” no Portal MúsicaSC: http://bit.ly/9jfZ3b | Assista “A Química de um Possível Amor”: http://bit.ly/9pCKBv

Lançamento


O PORTAL MÚSICA SC LANÇA A CAMPANHA

OUÇA MÚSICA DAQUI Na Rádio do Portal MúsicaSC você escuta o que há de melhor da música de Santa Catarina. Mande seu MP3 para contato@musicasc.com.br e cadastre-se no Portal!

SINTA. CURTA. OUÇA. ACESSE WWW.MUSICASC.COM.BR

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 49


Cinema

That’s The Way It Is Hello Folks!!! Desta vez vou falar sobre um filme que acho essencial para a videoteca de qualquer amante de boa música. Espero que curtam

Em 1969, Elvis Presley havia fechado um contrato

certeza é o testemunho do grande talento de Elvis e o

para shows com o International Hotel em Las Vegas

que ele fez de melhor na sua última década: encantar

(este que mais tarde viria a se chamar Hilton Hotel). Mas

multidões. Sucesso de vendas, o filme garantiu ao Rei

foi em 1970 que um de seus melhores momentos viria

mais um disco de ouro mostrando ter sido bem aclamado

a se concretizar nesse luxuoso hotel. Este período, que

pela crítica da época. Mesmo assim, acredito que ainda

em minha opinião é um dos mais importantes momentos

foi pouco reconhecido, idem nos dias de hoje, perante o

da história do Rock’n’Roll, está registrado no DVD: “Elvis

reconhecimento da crítica.

-That’s the Way It Is (MGM)”. Citação consolidada pela Rolling Stone em 2003 O filme mostra um Elvis animado, longe dos contratos

sobre o filme:

cinematográficos — que o mantiveram fora dos palcos

“Na época do seu lançamento, o álbum de Elvis

durante 8 anos —, brincalhão, muito bem humorado

Presley de 1970 That’s The Way It Is foi recebido

e completamente empolgado com seu retorno triunfal

simplesmente como o mais recente numa série de

após o show frustrado na mesma cidade em 1969.

retornos do Rei. O disco é uma estranha mistura de faixas ao vivo com trabalhos de estúdio, interligados

Os shows de Elvis na época eram de difícil acesso,

por um grande show em Vegas; também é magnífico.

levando em consideração que Elvis nunca tocou fora do

Tirando sua inspiração do movimento Kris Kristofferson

EUA em toda sua carreira. A ideia era mostrar um Elvis

de cantores-compositores que se estabelecia em

diferente, diferente da sua imagem de rebelde, portanto

Nashville no começo dos anos setenta, That’s The Way

era importante o registro deste momento na carreira de

It is é a mais madura coleção de canções de Presley.

um Elvis maduro, já com mais de 30 anos e com sua estaca fincada no sucesso mundial desde a década de 60.

Diferente da sua estratégia padrão, Parker permitiu que Elvis gravasse sucessos recentes de outros artistas. Não importa quem fez o original, Presley é um cantor

Com canções originais e covers impecáveis, That’s

superior”.

The Way It Is traz 17 músicas no palco, e mais ensaios,

.

bastidores e brincadeiras ressaltando o bom humor de

Vale a pena conferir, beibê!!!

Elvis e sua simplicidade como pessoa e músico. Com

Até a próxima!!!

50 51

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br

Andy... também é colaborador da Revista Visão. Esta matéria também foi publicada na Edição nº 55 | Mais info: http://www.revistavisao.com.br

Andy... Músico e Cartunista flickr.com/photos/andycartoons


MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 51


Eu fui

...no swu

Preciso começar dizendo que seu interlocutor nessa cobertura aqui se enquadra na grande maioria que achou os preços abusivos, o transporte bizonho e a falta de logística estratosférica, mas tem memórias muito mais positivas pra preencher os próximos dois-mil-etantos caracteres

Léo Telles Motta Repórter e Redator @leodisse

Com quatro palcos diferentes, sendo dois deles

Heineken, nuvens de poeira, frio, gente bonita,

absolutamente gigantes e outros dois menores, umas

estrutura de som megalomaníaca, cobertura em tempo

boas cinco a oito atrações por dia em cada, o SWU

real nos setores de moda, sustentabilidade e música

mostrou uma das mais absurdas estruturas já vistas

rolando nas mais diversas mídias. Gente desconhecida

nessa recente safra de festivais no Brasil. Palco Água,

trocando idéias nas infindáveis filas, revivals épicos

Palco Ar, tenda Heineken Greenspace, Palco OiNovoSom,

esperados ansiosamente pelos fãs, sorrisos e uma

Área Premium, stands de anunciantes, estação de

mensagem – ainda que pura fachada – bastante positiva

reciclagem, instalações de lixo e o Fórum Global de

em constante repetição. Isso resume boa parte do

Sustentabilidade integravam a área de 233km² montada

SWU.

na fazenda Maeda, em Itu, interior de SP. Eu era só uma das 164.000 pessoas que passaram A escalação do festival foi bastante eclética –

pelo festival e que, não tendo o dom da onipresença,

Cavalera Conspiracy, Joss Stone e Alain Johannes num

perdeu muito do que tinha programado assistir. Sem

mesmo festival, taí um mérito que se deve reconhecer

credenciais, quase sem conhecidos e relativamente

– e até inesperada; creio que muitos, assim como eu,

sem rumo – leia-se “estadia e transporte” – ficou difícil

não esperavam nomes como Mars Volta e Macaco Bong

manter o itinerário; mas mesmo que pudesse, não

cotados pra agitar esse público enorme. E as grandes

mudaria nada. Foi perfeito.

atrações não se resumiam aos palcos principais; nos periféricos tivemos MixHell, Otto, Cidadão Instigado,

E se alguém mordeu a isca da sustentabilidade, agiu

MSTRKRFT, Superguidis, The Twelves, a catarinense

como recomendado pelo portal SWU – falar é fácil, seu

Enfuga, CSS, Apples in Stereo, BNegão, entre tantos

Fischer – e precisou de um evento pouco sustentável

outros. Essa variedade e competência dos (músicos)

pra implantar essas idéias em sua vida, velada seja a

envolvidos marcou o contraponto para se aturar os

questão: é lucro e o planeta agradece. Começa contigo,

pontos fracos do festival. Essa variedade e competência,

meu amigo.

ainda melhor, faziam-nos esquecer do resto para focar na arte que era jogada na nossa cara a todo minuto, por mais de 50h de música.

52 53

MúsicaSC Magazine www.musicasc.com.br

.

Léo é Repórter/Redator do Válvula Rock, Assessor de Comunicação da Trupe Casa de Orates, e publicitário “nas horas vagas”. Conheça: @valvularock e @casadeorates


MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br 53


54

MĂşsicaSC Magazine www.musicasc.com.br


Música SC Magazine #03 Outubro/Novembro