Page 1

Revista Municipal | n.ยบ 02 | setembro 2018


Nesta edição Informação referente a março e abril

Somos o município mais transparente do país

04

Capitulações de Santa Fé aconteceram há 526 anos

06

Vila do Bispo recorda que Algarve “ajudou” na Revolução dos Cravos

08

Vila do Bispo promove-se na Bolsa de Turismo de Lisboa

10

Semana Cultural: “Lugares de Globalização”

12

Crianças e jovens debateram maus-tratos na infância

21

Feira do Livro… autores apresentam sugestões de leitura

25

Câmara estende apoios a desportistas

31


EDITORIAL

Todos sabemos que são os Municípios, o setor do Estado (Administração Pública), que melhor trabalham na promoção do seu território, na redução da dívida pública, na modernização administrativa e na construção de obras públicas. Por isso, é difícil para qualquer Município se destacar na sua região, muito mais a nível nacional, quando estamos perante o universo dos 308 Municípios do País. E se considerarmos a dimensão municipal, a tarefa é bem mais complexa. Para os Municípios de baixa densidade, onde os recursos humanos são diminutos e as disponibilidades financeiras reduzidas, a missão é, teoricamente, bem mais difícil. Cientes das dificuldades e conscientes importância deste prémio para mediatização do Município, conseguimos, forma consistente, posicionar o Município Vila do Bispo no 1.º lugar do Índice Transparência Municipal.

da a de de de

Tudo isto é, sem dúvida, o resultado de uma excelente equipa de recursos humanos, que acreditam nas suas capacidades e na importância do Serviço Público. Se juntarmos ao 1.º lugar no Índice de Transparência Municipal outros prémios de âmbito nacional, como a eleição de Município do Ano Portugal 2015, o Prémio Sustentabilidade 2015 – 2016, ou o Melhor Município nos Serviços Online, entre outros, facilmente se poderá constatar que os resultados não são obra do acaso. É o culminar de muito trabalho, dedicação e profissionalismo na implementação de uma gestão municipal rigorosa e transparente.

Como referi no 1.º número da Revista Eletrónica Municipal e-Vila, esta honrosa posição é prestigiante para o Município de Vila do Bispo, no entanto aumenta a nossa responsabilidade perante todos vós. Nesse sentido queremos, e estamos a trabalhar para que isso aconteça, manter a primeira posição dos Municípios mais Transparentes do País. Não é só um objetivo, é, também, uma obrigação.

O presidente da Câmara Municipal Adelino Augusto da Rocha Soares


04

Somos o município mais transparente do País! A Câmara de Vila do Bispo é a “campeã nacional” da transparência, pela forma como comunica com os munícipes e a população em geral! A conclusão é de um trabalho de uma organização não governamental, que todos os anos analisa a comunicação dos 308 municípios portugueses.

V

ila do Bispo ocupa o primeiro lugar no “ranking” da transparência entre os 308 municípios portugueses, de acordo com um estudo da organização não-governamental (ONG) Transparência e Integridade, Associação Cívica (TIAC), que avalia o grau de comunicação entre as autarquias e os seus munícipes. Conhecidas em abril, as avaliações da TIAC, que se referem ao ano de 2017, atribuem à Câmara Municipal de Vila do Bispo um total de 90.66 pontos numa escala de zero a 100, conquistando assim esta autarquia o primeiro lugar entre todos os municípios do país, ex aequo com Alfândega da Fé, no distrito de Bragança. Adelino Soares, presidente da autarquia, sustenta que a posição agora conquistada está em consonância com os objetivos do atual executivo, que assentam no esforço de implementar uma gestão municipal rigorosa e transparente, que possibilite ao munícipe um cada vez maior conhecimento da atividade camarária. E promete que em 2018

a autarquia “vai trabalhar ainda mais para melhorar a pontuação”, que será conhecida no próximo ano. Iniciado em 2013, o Índice de Transparência Municipal (ITM) baseia-se no levantamento da informação de interesse público disponível nos 'sites' dos 308 municípios de Portugal Continental e regiões autónomas. A análise da informação disponibilizada aos cidadãos nos portais das Câmaras Municipais é, de resto, a principal atividade da TIAC, organização não-governamental que tem como missão última combater a corrupção.

O ITM mede o grau de transparência das câmaras municipais através de uma análise da informação disponibilizada aos cidadãos nas páginas eletrónicas municipais. O ITM é composto por 76 indicadores, agrupados em sete dimensões, designadamente: 1) Informação sobre a Organização, Composição Social e Funcionamento do Município; 2) Planos e Relatórios; 3) Impostos, Taxas, Tarifas, Preços e Regulamentos; 4) Relação com a Sociedade; 5) Contratação Pública; 6) Transparência


05

Económico-Financeira; 7) Transparência na área do Urbanismo. Esta ONG é a representante em Portugal da rede global anticorrupção Transparency International. Neste último “ranking”, a média classificativa dos 308 municípios portugueses é de 51 pontos, "uma descida ligeira face aos 52 pontos atingidos na edição de 2016" informou a associação.

Os dez municípios com melhores classificações obtiveram pontuações acima dos 82 pontos Além de Vila do Bispo e Alfândega da Fé, ocupam os lugares cimeiros os municípios de Vila Nova de Cerveira (em 3.º com um índice de 90,25), Arcos de Valdevez (4.º, com 86,95) - no distrito de Viana do Castelo, Santa Marta de Penaguião (5.º, com 86,54) - no distrito de Vila Real, Sintra (6.º, com 84,89), Oliveira do Hospital (7.º, com 84,07) e Tábua (8.º, com 83,79) - no distrito de Coimbra, Cinfães (9.º, com 83,24) no distrito de Viseu, Leiria (10.º) e Vila de Rei (11.º) - no distrito de Castelo Branco, ambos com 82,83.

No fundo da tabela estão Porto Moniz, na Madeira, com um índice de 10,17, Pedrógão Grande (10,71) - no distrito de Leiria, Moura (13,60) - em Beja, Mora (14,70) - Évora, Figueira de Castelo Rodrigo (21,56) - na Guarda, Serpa (22,11) - em Beja, Almeida (23,35) - na Guarda, Corvo (23,63), Freixo de Espada à Cinta (23,76) em Bragança - e Vila Viçosa (24,86) - no distrito de Évora. Apesar de este ano, ao contrário do ano passado, nenhum município ter atingido a pontuação perfeita, "o resultado é bastante satisfatório, tendo em conta que este ano o Índice foi mais exigente nos critérios que usou para validar cada indicador", considerou, numa nota, o presidente da Transparência e Integridade, João Paulo Batalha. Os resultados completos e a análise detalhada do estudo da TIAC podem ser consultados no site http://poderlocal.transparencia.pt/


06

Vila do Bispo esteve presente em Santa Fé Capitulações de Santa Fé aconteceram há 526 anos

N

o âmbito do acordo de geminação estabelecido com Santa Fé (Espanha), a 17 de abril de 2005, o presidente da Câmara Municipal participou a convite deste município espanhol, nas comemorações das Capitulações de Santa Fé, nos dias 13 e 14 de abril. No dia em que se comemora a assinatura das Capitulações pelos Reis Católicos (em 1492), permitindo a Cristóvão Colombo viabilizar a expedição às Índias, foi igualmente assinado o compromisso de Geminação entre Vila do Bispo e Santa Fé, que tem por base a busca da cooperação e pontos de encontro de interesse bilateral que propiciem a paz, a democracia e o desenvolvimento das populações. Foi em Santa Fé que os reis católicos, Rainha Isabel e o Rei Fernando, chegaram a um acordo com o navegador Cristóvão Colombo, acordo esse que ficou conhecido como as Capitulações de Santa Fé, assinado há 526 anos, pelas quais a Coroa se comprometeu a financiar a expedição marítima, tão ambicionada pelo Almirante, que demandava as Índias, e que levou à descoberta das Américas.


Vila do Bispo nas comemorações dos 525 anos de “La Arribada de la Carabela Pinta”

O

presidente da Câmara Municipal de Vila do Bispo, participou nas comemorações do 525.º aniversário de “La Arribada de la Carabela Pinta”, que decorreram, de 2 a 4 de março, na cidade galega de Baiona, no norte de Espanha. Tratou-se de um convite endereçado pelo Ayuntamiento de Baiona ao Município de Vila do Bispo, dando continuidade a uma relação de proximidade institucional desenvolvida no âmbito do Acordo de Geminação celebrado no dia 06 de março de 2009. Trata-se da reconstituição da chegada da caravela La Pinta a Baiona, a 01 de março de 1493, com a notícia da descoberta do novo mundo. Uma festa que goza da plena participação e envolvimento de baioneses e dezenas de milhares de visitantes que participam, em cada edição, na recriação de uma aldeia medieval e na representação teatral do grande evento da "chegada da

descoberta", essa gloriosa sexta-feira, 01 de março de 1493. Este Acordo de Geminação tem por base a importância dos vínculos históricos relacionados com a epopeia dos Descobrimentos, levados a cabo pelos povos português e espanhol, assim como a forte amizade e os intensos vínculos culturais galaico-portugueses. Os dois Municípios assumiram o compromisso de, sob o título de “povos irmãos”, fortalecer as suas relações e de cooperar para o desenvolvimento cultural e material dos dois territórios. Além dos importantes atos protocolares que contaram com a presença do presidente da Câmara Adelino Soares, o nosso município esteve presente com um stand no espaço de promoção do Real Mercado Medieval de La Arribada, no qual divulgou um diferenciado pacote de potencialidades turísticas.


08

Vila do Bispo recorda que o Algarve “ajudou” na Revolução dos Cravos O Algarve deu um empurrão à Revolução dos Cravos Uma memória, uma evocação que valeu a pena!

A

partir das 5h30 do dia 25 de abril de 1974, os capitães José Glória Alves e Filipe Ferreira Lopes, após alguns momentos de agitação no quartel de Lagos, deixaram a unidade rumo à zona da Barragem da Bravura, onde os seus homens se encontravam em exercícios. Ali chegados, informaram-nos sobre as intenções do Movimento e sobre a ação a levar a cabo. Seguidamente, tomando a estrada de Portimão, rumaram ao alto da Foia (Monchique), onde silenciaram os transmissores e repetidores da Guarda Nacional Republicana, da Guarda Fiscal, da Legião Portuguesa, da televisão e da rádio. O objetivo – “Bangkok” foi alcançado antes da 8h00, numa manhã descrita como “fria e ventosa”.

Estes e outros episódios ocorridos no Algarve foram relembrados durante a “Evocação do Movimento Militar de 25 de Abril de 1974”, promovida pela Câmara de Vila do Bispo precisamente 44 anos depois, que consistiu numa visita guiada/comentada aos locais onde tiveram lugar as principais movimentações militares. O percurso iniciou-se junto à Porta de Armas do Quartel de Lagos, seguidamente foi visitada a Barragem da Bravura (Odiáxere) e, por fim, o alto da Foia (Monchique). Em seguida, o grupo de participantes almoçou nas Caldas de Monchique. Durante a viagem de regresso a casa, os munícipes foram também informados acerca da forma como o Movimento Militar foi vivido na Câmara Municipal de Vila do Bispo.


Esta, então presidida por Constâncio Dionísio Dias, demonstrou ser a sua vontade “… contribuir para a promoção e progresso do Concelho”. Nessa ocasião, o Município acompanhou atentamente os acontecimentos e enviou telegramas de saudações, apoio e felicitações às Forças Armadas, à Junta de Salvação Nacional e ao General António de Spínola. Os acontecimentos que marcaram a nossa história no algarve foi a operação “Bangkok”, nome de código dado pelo comando do Movimento das Forças Armadas ao objetivo atribuído ao Centro de Instrução de Condução Auto

N.º5, unidade do Exército Português, sedeada em Lagos, no dia 25 de Abril de 1974. Tratou-se da única operação militar levada a cabo no Algarve no âmbito das ações desencadeadas pelo Movimento das Forças Armadas.


10

Promover e divulgar a oferta turística do município

Vila do Bispo na Bolsa de Turismo de Lisboa

V

ila do Bispo esteve na BTL, Bolsa de Turismo de Lisboa, entre 28 de fevereiro e 04 de março, onde mostrou as suas potencialidades naturais e patrimoniais, assim como as culturais e gastronómicas.

Com o objetivo de promover e divulgar a sua oferta turística, o município de Vila do Bispo apresentou várias comunicações na área concebida para o efeito daquele certame.

História, Cultura, Património e Experiências em Vila do Bispo, “Vila do Bispo - uma Finisterra no Centro do Mundo” e As Terras do Infante e a Divulgação do Património dos Descobrimentos (Aljezur, Lagos e Vila do Bispo) foram as temáticas apresentadas. Destaque para a apresentação do projeto “Vila do Bispo GO - Museu da Paisagem” e da entrevista à atual campeã mundial de bodyboard, Joana Schenker, “À Conversa com uma Campeã – Joana Schenker, de Sagres para o Mundo”.


11


12

Semana Cultural “Lugares de Globalização” No âmbito da Semana Cultural “Lugares de Globalização”, decorreu em março, a iniciativa “Vila do Bispo: Idade Média, Renascimento e Barroco – Uma Viagem pelos Descobrimentos na Igreja Matriz de Vila do Bispo”

T

ratou-se de uma visita guiada a seis peças de arte sacra da coleção daquele templo religioso, organizada de forma cronológica e acompanhando o percurso da expansão portuguesa. A viagem começou pelo relicário de São Vicente e pela evocação da passagem da expedição a Ceuta pelo Cabo de São Vicente, em 1415. Seguiu-se a análise de uma naveta de metal amarelo, que terá sido utilizada no encontro entre o Infante D. Henrique e o seu sobrinho, o rei D. Afonso V, em Sagres, em 1458, durante a expedição a Alcácer-Ceguer (Marrocos). Os participantes foram depois convidados a analisar duas pinturas do Século XVI, com as representações de S. Pedro e S. Paulo. Seguidamente, na sacristia da Igreja, o percurso rumou ao Oriente, através da

análise de duas peças artísticas indoportuguesas e, finalmente, as atenções detiveram-se na talha dourada e na azulejaria da igreja, evocando-se a importância da arte barroca portuguesa no Brasil, mais concretamente em Minas Gerais (Ouro Preto, Congonhas do Campo e São João d’el Rei) e na cidade de Salvador da Baía. Nesta iniciativa municipal ligada aos “Lugares de Globalização”, merece registo o facto dos 21 participantes serem de origens tão diversas como da Alemanha, dos Estados Unidos da América, da Espanha, da Polónia e de Portugal.

Vila do Bispo recebeu espetáculo DIÁSPORA Seis dias depois, o Centro Cultural de Vila do Bispo acolheu o espetáculo DIÁSPORA.


13

Um espetáculo que se descreve como Viagem ao Mundo por diferentes culturas, com início em Portugal e passagem por África, Ásia, América e por último pelo Continente Desconhecido, numa redescoberta da sua origem. Uma viagem na memória do Mundo, de diáspora de um povo Navegador, cruzando raízes do passado, presente e futuro, que resulta na Lusofonia que nasce do cruzamento de culturas. Da Companhia de Dança Amalgama, esta iniciativa inseriu-se na Semana Cultural Lugares de Globalização, projeto que resulta de uma parceria constituída pela Vicentina – Associação para o Desenvolvimento do Algarve, os Municípios de Aljezur, Lagos, Monchique, Silves e Vila do Bispo, a Região de Turismo do Algarve e a Associação LAC – Laboratório de Atividades Criativas.


“Lugares de Globalização”

ARTE URBANA Outra das iniciativas foi a inauguração do mural de arte urbana, da autoria de Ângela Ferreira (Kruella d’Enfer), na fachada poente do Centro de Interpretação. Guiados pela artista, os participantes tiveram oportunidade de ficar a conhecer todos os pormenores da composição pictórica.

No mural “Lugares da Globalização” a artista apresenta uma criação de elementos baseados numa narrativa datada, e associa também uma interpretação num contexto contemporâneo que sugere a ideia de globalização, de partilhas culturais e de trocas de relevância intemporal.

Fortaleza de Sagres foi tela de vídeo Para encerrar a semana cultural “Lugares de Globalização”, organizada pela associação “Vicentina”, em parceria com vários organismos, entre os quais a Câmara de Vila do Bispo, as históricas muralhas da Fortaleza de Sagres serviram de tela para um espetáculo de “videomapping”, ao longo do qual os inúmeros assistentes puderam admirar uma composição que relatou a história desta finisterra desde a pré-história, ao culto Vicentino, ao Infante D. Henrique e aos Descobrimentos Portugueses, terminando nos nossos dias com as imagens de visitantes encantados perante a grandeza das paisagens. Importa referir que, no âmbito desta semana cultural, só a programação da responsabilidade do Município abrangeu diretamente 283 pessoas em visitas guiadas, comunicações e ações de informação nas escolas do concelho, que decorreram entre 17 e 24 de março.


15

Militares caídos ao serviço da Pátria homenageados em Budens

D

ecorreu no dia 09 de abril mais um “Dia do Combatente”, efeméride que recorda os soldados mortos ao serviço de Portugal em situação de guerra. No dia em que perfazem 100 anos sobre a Batalha de La Lys (09 de abril de 1918), a Câmara Municipal de Vila do Bispo homenageou os militares do concelho que faleceram na Flandres, em Angola e na Guiné, numa cerimónia de homenagem no

Cemitério da freguesia de Budens, onde se encontram sepultados alguns deles. Foram, igualmente, lembrados os dois aviadores ingleses da “Royal Air Force”, falecidos na Praia do Tonel, em 1943, e que se encontram sepultados no cemitério da Vila de Sagres. Estiveram presentes cerca de quatro dezenas de pessoas, que viveram de forma sentida toda a cerimónia, entre os quais alguns autarcas, militares, familiares e amigos dos homenageados, excombatentes, cidadãos anónimos e um elemento do Núcleo do Algarve da Associação de Especialistas da Força Aérea. A homenagem, organizada pela Câmara Municipal de Vila do Bispo, contou com os apoios da Associação de ExCombatentes do concelho, da Junta de Freguesia e da paróquia de Budens.


16

A Voz e a Vez da Experiência

Passeio sénior na Capital cheira bem, cheira a Lisboa

T

eve lugar a 18 de abril o primeiro passeio sénior de 2018. O destino foi a cidade de Lisboa e os locais visitados foram as Ruínas e o Museu Arqueológico do Carmo, situado no Largo do Carmo, sítio emblemático da nossa História recente, enquanto palco principal do Movimento Militar de 25 de Abril de 1974. A visita começou pelas ruínas da antiga igreja medieval, destruída pelo terramoto de 01 de novembro de 1755. Depois, até à hora do almoço, os nossos munícipes tiveram a oportunidade de ficar a conhecer o museu e algumas das suas peças mais importantes, como a estátua de São João Nepomuceno, a arca tumular da Rainha Maria Ana de Áustria (ambas do Século

XVIII), duas múmias peruanas (Século XVI), painéis de azulejos e o túmulo do Rei D. Fernando (Século XIV), além de muitas outras peças. Em seguida, os 30 participantes aproveitaram para almoçar, conviver e passear pela zona do Largo de Camões, Chiado, Rua do Carmo, Praça do Rossio, Praça da Figueira, Largo de Martim Moniz, Praça dos Restauradores, Largo da Misericórdia e Jardim/Miradouro de São Pedro de Alcântara. Tratou-se de mais uma iniciativa organizada pela da Câmara Municipal, integrada no programa anual de animação sénior.


O Jardim de São Pedro de Alcântara e as Ruínas do Carmo foram alguns dos lugares emblemáticos por onde passou a comitiva sénior de Vila do Bispo

Atelier de culinária da Páscoa No âmbito das “Atividades para Idosos 2018”, 25 pessoas participaram, no dia 05 de abril, na padaria “Palasul”, em Vila do Bispo, na confeção dos tradicionais folares da Páscoa. Tratou-se de mais uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal, com o objetivo de promover o convívio entre a população sénior do concelho.

Atelier de culinária promove convívio entre “séniores”


18

Crianças assistem ao restauro de mosaicos romanos da Boca do Rio

N

o âmbito da disciplina Património Local - módulo Arqueologia, das Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC’s), oferecida pelo Município de Vila do Bispo às crianças do 1.º ciclo das escolas do concelho, a semana de 12 a 16 de março foi dedicada ao tema “Restauro de Mosaicos Romanos da Boca do Rio”. Para o efeito, foram promovidas saídas de campo guiadas à praia da Boca do Rio, em Budens, contexto de onde foi trasladado, em 2010, um pavimento de mosaicos tesselados de época romana que se encontrava em risco

de destruição e consequente perda pelos graduais e irrefreáveis avanços do mar.

Além do contacto e da interpretação das envolventes paisagens naturais e culturais, as crianças tiveram a oportunidade de visitar uma escavação arqueológica desenvolvida por uma equipa de jovens pesquisadores alemães, sedeados na Universidade de Marburg e sob a direção do Professor Felix Teichner. Esta campanha enquadra-se num projeto de investigação inaugurado em 2017, numa


Projeto Plurianual parceria entre o Município de Vila do Bispo e a Universidade do Algarve, sob a coordenação científica do Professor João Pedro Bernardes.

O projeto decorre ao longo dos meses de março e de setembro, visando um melhor entendimento do espólio arqueológico que se traduz, ao momento, como a mais significativa villa romana conhecida na costa algarvia.

Especializado na produção de preparados piscícolas, este complexo industrial e habitacional documenta uma longa e contínua ocupação humana, entre o século I e o século V d.C.


20


21

Crianças e jovens debateram maus-tratos na infância

D

ecorreu durante o mês de abril o “Mês da Prevenção dos MausTratos na Infância”, que envolveu a comunidade escolar do concelho.

Tratou-se de uma ação desenvolvida pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Vila do Bispo em parceria com a Câmara Municipal com o objetivo de sensibilizar a comunidade para a prevenção dos maus tratos a que muitas crianças e jovens são sujeitos. Entre as atividades desenvolvidas, estiveram a

Dinâmica “A Família dos Afetos” e Zumba, o Seminário/sessão de sensibilização “Prevenção dos maus-tratos na Infância e juventude”, o Workshop “Violência Escolar? Não é Comigo…” e uma exposição de trabalhos das crianças do pré-escolar com os temas: “A Família”, “Os Direitos das Crianças” e “A História do Laço Azul”. Pode acompanhar toda a atividade da CPCJ de Vila do Bispo através do Facebook https://www.facebook.com/cpcjviladobispo/


22

27.ª Gala Internacional de acordeão... a festa da música na Raposeira

S

eis acordeonistas de renome nacional e internacional participaram na 27.ª Gala Internacional de Acordeão no Pavilhão Multiusos da Raposeira que decorreu a 08 de abril. O espetáculo contou com a presença dos três campeões do mundo, Mario Amario (Itália), Luís Mira (Portugal) e Jérémy Lafon (França) e também dos acordeonistas Rodrigo Maurício, Jorge Alves e Francisco Sabóia. O evento tradicional, promovido pela Câmara Municipal de Vila do Bispo, apresentou os maiores nomes do mundo na arte de tocar acordeão, um dos instrumentos mais característicos e tradicionais da cultura musical algarvia, o acordeão.


23


24


Feira do Livro Autores apresentam sugestões de leitura

O

Centro Cultural de Vila do Bispo acolheu entre 17 e 25 de março, mais uma edição da Feira do Livro.

O evento visa promover o livro e, simultaneamente, criar hábitos de leitura junto da comunidade local. Em simultâneo decorreram sessões de apresentação de livros, com participações de vários escritores. Raul Minh’alma (autor de “Todos os Dias são para Sempre” e “Larga quem não te agarra”), Matilde Silva – (“A Bordo dos Descobrimentos”) , Rui Melancia (“A Poesia e a Vida”), Cristina Taquelim (“Histórias que não lembram ao diabo!”), Mário Caetano (“InspiraTE” e “Abre”) e José Pacheco (“Roteiro de Portugal através da Gravura Oitocentista”) apresentaram algumas das suas obras literárias.


26


27

tradição ainda é o que era…

Festa do “Partir do Folar”

A

Câmara de Vila do Bispo promoveu no dia 02 de abril, mais uma edição do “Partir do Folar”, no Pinhal da Samouqueira, em Vila do Bispo. No convívio, os participantes degustaram os mega folares oferecidos pela autarquia.

A tradição, recorda o costume ancestral de, depois da Quaresma e na segunda-feira de Páscoa e para acabar com o período da austeridade imposto pela tradição cristã, as famílias deslocarem-se ao Pinhal da Samouqueira, logo pela manhã, para a “Festa dos Folares”. Na merenda composta por várias iguarias, entre as quais os mexilhões que eram assados na chapa, as pessoas levavam o tradicional folar para comer e repartir com outras famílias. O piquenique que ao longo de décadas manteve os valores da partilha e da confraternização, era animado pelo acordeão, cantigas e jogos tradicionais. Este ano, a animação musical esteve a cargo de Humberto Silva.


28

Desporto motorizado de estrada foi um sucesso!

Carlos Fernandes vence Rali de Vila do Bispo 2018

C

arlos Fernandes, ao volante de um Mitsubishi EVO VI, venceu o Rali de Vila do Bispo, prova do Campeonato Sul de Ralis 2018.

Fernando Peres, ao comando do seu Mitsubishi EVO XV, classificou-se no 2.º lugar e Carlos Martins (Mitsubishi EvoX) conquistou o 3.º lugar. Integrada no Campeonato Sul de Ralis e Trofeu Kumho 2018, a prova decorreu nos dias 14 e 15 de abril no município de Vila do Bispo. No primeiro dia, os pilotos tiveram pela frente

a Super Especial noturna que decorreu, num circuito desenhado dentro da Vila, entre o Campo de Futebol Municipal 1.º de Maio, a rotunda “Homem do Mar”, a rua Ribeira do Poço e a rotunda “Celeiro do Algarve”. Já no segundo e derradeiro dia, os pilotos disputaram dois troços em terra batida, onde percorreram as classificativas de Eólicas (PecEólicas) e Pedralva (Pec–Pedralva). Organizada pelo Clube Automóvel do Sul, esta prova desportiva que constitui um excelente veículo de promoção turística do concelho conta com o apoio da Câmara Municipal de Vila do Bispo.


29

Carlos Fernandes e o copiloto Valter Cardoso na hora da consagração


Câmara estende apoios a desportistas

A

Câmara Municipal de Vila do Bispo assinou contratos de patrocínio com os atletas João Lourenço (motocross) e Carlos Clímaco (windsurf). A autarquia financia os atletas num montante de sete mil e quinhentos euros e dois mil euros, respetivamente. Também o atleta de triatlo Fernando Damas vai ser apoiado pela Câmara de Vila do Bispo nas provas desportivas em que vai participar ao longo do ano de 2018, com uma verba de cinco mil euros.

31


FICHA TÉCNICA Diretor Adelino Augusto da Rocha Soares

Presidente da Câmara Municipal Coordenação Gabinete de Comunicação Periodicidade Mensal Propriedade

Câmara Municipal de Vila do Bispo Paços do Concelho 8650 - 407 Vila do Bispo Telef: 282 630 600 Site: www.cm-viladobispo.pt email: geral@cm-viladobispo.pt


33


Revista Municipal | n.ยบ 02 | setembro 2018


e-Vila n.º 2  

Revista Municipal | setembro 2018

e-Vila n.º 2  

Revista Municipal | setembro 2018

Advertisement