Page 1

Prefácio As associações locais são um elemento fundamental no desenvolvimento da participação cívica, para muitas centenas de milhares de portugueses, o associativismo constitui a única forma de acesso a atividades desportivas, culturais, recreativas ou de ação social. Transpondo assim para o espaço público os problemas vividos na esfera privada, propiciando a participação coletiva, uma ação organizada em prol do bem comum e da resolução de problemas de ordem social, cultural ou mesmo económica procurando naturalmente, respostas de interesse geral. O Associativismo no concelho de Valpaços constitui-se como um eixo fundamental na política de desenvolvimento, na medida em que, são um pilar decisivo na construção de solidariedades, são a expressão de uma forma de vida em comunidade, que favorece o exercício da democracia e da cidadania. O presente Guia do Associativismo enquadra-se no Eixo de Intervenção 3 – Capacitação da Comunidade e das Instituições, Ação 3.1 - Apoio à auto-organização dos habitantes, desenvolvido pelo projeto Valpaços + ativo e inclusivo no âmbito dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social + (CLDS+), pretende enunciar e descrever o historial e principais atividades do tecido associativo do concelho de Valpaços, e em simultâneo constituir-se como um instrumento de divulgação e sensibilização para o papel essencial das associações existentes.

1


Evolução do Associativismo em Portugal Enquadramento Histórico

O movimento associativo em Portugal teve os seus primórdios no século XIX, começando a surgir as associações populares para responder às dificuldades quotidianas dos trabalhadores oriundos do setor industrial. Com a implementação do Regime Liberal em Portugal no início do século XIX a importância do princípio da associação entrou no horizonte dos propósitos legislativos do Estado, emergindo o conceito de cidadão enquanto indivíduo dotado de direitos e liberdades, entre os quais se foi afirmando o direito e a liberdade de associação. Em 1876, com a publicação do Código Civil, passou a existir um enquadramento jurídico sistematizado e uniforme sobre o assunto. Relativamente às associações e sociedades com fins particulares, sobretudo as constituídas com finalidade económica, gozavam do devido suporte jurídico desde 1833, data da publicação do código comercial. Com a Instauração da República o associativismo ganhou um novo impulso, nomeadamente no apoio aos sindicatos agrícolas enquanto entidades de crédito agrícola. O Estado Novo aproveitou o movimento associativo, para submeter o cidadão a um sistema rígido e de controlo, com a criação de “organizações estatais” de adesão obrigatória. Com a Constituição de 11 de abril de 1933, o “nacionalismo corporativo” levou à construção do “Estado Social e Corporativo” em estreita correspondência com a constituição natural da sociedade, condicionando toda a sociedade portuguesa e juntamente a organização associativa. Exemplo disso são os Grémios da Lavoura, as Casas do Povo e as Casas de Pescadores.

2


Com a revolução do 25 de Abril de 1974, abrem-se novos horizontes ao associativismo, além do estímulo à participação popular, verifica-se um reconhecimento efetivo de liberdades e direitos de cidadania, patente na eliminação na ligação obrigatória a determinadas organizações. Em pleno período revolucionário surgiram diversas associações e movimentos políticos, um resultado direto e imediato da conquista da liberdade de expressão. Contudo, em meio rural apenas foram surgindo algumas iniciativas de caráter humanitário, recreativo, cultural e desportivo, como por exemplo o grupo desportivo, o rancho folclórico ou o grupo de cantares, quase sempre na forma de associações culturais, desportivas e recreativas. As “organizações estatais” do Estado Novo pós-revolução 25 de Abril não transfere para o povo a decisão do rumo a seguir, pois as Casas do Povo vêm os seus fins reformulados, os Grémios de Lavoura são extintos e transformados em Cooperativas Agrícolas. Depois de um longo período de negação dos direitos de expressão e reunião nos quase 50 anos de regime salazarista, é natural que o número de iniciativas não fosse abundante nem diverso. Ao longo do tempo foram emergindo outros tipos de associativismos, como por exemplo, de defesa do património, dos consumidores e dos moradores, do apoio às vítimas o associativismo juvenil e de estudantes ou o centrado no ambiente e ecologia, bem como, as associações de pais e de famílias e ainda pessoas com deficiência. Deste modo, conclui-se que historicamente o Associativismo em Portugal seguiu um longo percurso e nos dias de hoje a criação de associação está cada vez mais acessível a todos. Na década de oitenta do século XX, surgem as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e fundam-se as primeiras organizações focadas nas preocupações de desenvolvimento integrado, rural, local, comunitário, social, entre outros.

3


Criar uma Associaçao

DEFINIÇÃO GERAL Qualquer conjunto de pessoas que se reúna com interesses comuns pode constituir uma associação. Muitas vezes, grupos de moradores, pessoas da mesma profissão, colegas de atividades recreativas e culturais ou amigos com projetos comuns encontram na criação de uma associação, a forma de se fazerem representar publicamente.

PASSOS PARA A CRIAÇÃO DE UMA ASSOCIAÇÃO Normalmente, estas organizações são desenvolvidas sem fins lucrativos e quando os sócios pretendem ter lucro económico optam antes pela criação de uma sociedade. Se deseja avançar com a constituição de uma associação pelo método tradicional, ou seja sem recorrer à iniciativa Associação na Hora (www.associacaonahora.mj.pt), este guia disponibiliza todas as informações.

4


ELABORAR OS ESTATUTOS Os fundadores da associação devem marcar uma reunião informal com o objetivo de definirem os seguintes aspetos:

Objeto Social Devem ser determinados os bens e serviços que a associação vai prestar, bem como todos os seus objetivos. Este é um dos aspetos mais importantes a estabelecer já que a organização não poderá desenvolver atividades que não estejam diretamente relacionadas com o seu objeto social. Neste sentido, o objeto social tende a ser bastante mais amplo que o verdadeiro âmbito da associação, deixando espaço para que futuramente os sócios possam estender a sua atividade sem terem que alterar este ponto no texto dos estatutos.

Nome da Associação Os fundadores devem escolher cerca de cinco nomes para a sua associação, pois pode dar-se o caso de já existirem organizações com a mesma denominação. Atualmente, é possível fazer um teste de confundibilidade no site do Instituto dos Registos e do Notariado (IRN). Através deste serviço online, pode efetuar-se uma pesquisa pelo nome da pessoa coletiva que se pretende criar e fica-se a saber de imediato se já existe alguma entidade com a mesma designação.

5


Escolher a Sede A sede também deve ser um dos elementos a definir, uma vez que tem de estar fixada no texto dos estatutos. Normalmente, a sede refere-se ao local onde funciona a administração principal da associação, mas pode ser escolhida outra morada.

Outros Aspetos Os estatutos podem ainda descrever os direitos e obrigações dos associados, as condições de admissão, saída ou exclusão de novos sócios, tal como as competências dos órgãos da associação, as suas receitas ou os termos de extinção da pessoa coletiva.

Para redigir os estatutos, os fundadores podem recorrer a modelos pré-existentes que devem alterar consoante a sua vontade: Modelo de estatutos para uma associação de pais; Modelo de estatutos para um clube de praticantes de desporto; Modelo de estatutos para uma associação de imigrantes.

Contudo, alertamos que pode ser útil consultar o capítulo das pessoas coletivas do Código Civil e obter apoio jurídico para a sua elaboração.

6


Reunir a Primeira Assembleia-Geral Os fundadores da associação devem convocar uma reunião da Assembleia-Geral com a antecedência mínima de 15 dias. Esta primeira Assembleia não pode tomar decisões sem a presença de metade dos seus membros.

No decorrer da reunião deve proceder-se aos seguintes trabalhos: Aprovação do Projeto de Estatutos O projeto dos estatutos tem de ser aprovado obrigatoriamente em Assembleia-Geral. Os estatutos consideram-se aprovados por maioria simples, ou seja, 50% mais um dos associados fundadores presentes tem de votar a favor. Eleição dos Elementos dos Órgãos Nesta assembleia devem também eleger-se os membros de cada um dos órgãos da associação. As associações são compostas por três órgãos: Assembleia-Geral, Administração, Conselho Fiscal. A Assembleia-Geral é dirigida por uma Mesa, com três elementos eleitos (um presidente, um vogal e um secretário), que tem como funções a destituição dos titulares de todos os órgãos da associação, a aprovação do plano de atividades, dos estatutos e dos balanços e a extinção da associação. A Administração é constituída por três pessoas (um presidente, um secretário e um tesoureiro) e é responsável pela direção e gestão da associação. O Conselho Fiscal, também com um mínimo de três sócios (um presidente, um secretário e um redator), faz essencialmente o controlo das contas da associação.

7


As decisões tomadas na reunião têm de ficar registadas num Livro de Atas. Este documento pode ser constituído por folhas soltas numeradas sequencialmente e rubricadas pelos representantes do órgão a que pertence. Cada um dos órgãos deve ter um Livro de Atas próprio e por cada reunião deve ser elaborada uma ata. O Livro de Atas deve respeitar um termo de abertura e tem de ser apresentado num Serviço de Finanças a fim de ser pago o respetivo imposto de selo.

Saiba que:  Na Assembleia-Geral podem participar todos os sócios, a não ser que os estatutos definam exceções.  A convocação da Assembleia-Geral deve ser feita pela Administração pelo menos uma vez por ano para aprovação dos balanços, embora os estatutos possam estabelecer mais reuniões obrigatórias e mesmo determinar as suas datas. Outras reuniões extraordinárias podem ser convocadas por um grupo de sócios com número igual à quinta parte do total de associados. Porém, os estatutos podem definir um número menor que esse.  

A reunião da Assembleia-Geral deve ser marcada por aviso postal enviado a cada um dos sócios membros do órgão com um mínimo de oito dias de antecedência, indicando o dia, a hora, o local e a ordem dos trabalhos. Todas as decisões são tomadas por maioria absoluta de votos associados presentes, à exceção de deliberações relacionadas com a alteração aos estatutos ou com a dissolução e prorrogação da pessoa coletiva que exigem o voto favorável de três quartos dos sócios presentes na reunião.

8


Pedir o Certificado de Admissibilidade Uma vez redigidos e aprovados os estatutos, os fundadores podem pedir o Certificado de Admissibilidade presencialmente, junto do Registo Nacional de Pessoas Coletivas ou numa das suas delegações a funcionar nas Conservatórias de Registo Comercial (exceto as de Lisboa), através da Internet, no Portal da Empresa ou no site do IRN, ou via correio, a enviar para Apartado 4064, 1501-803 LISBOA.

Para efetuar os pedidos, os fundadores precisam do seguinte material:   

Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão dos requerentes e dos elementos eleitos para os corpos sociais da associação; Ata da Assembleia-Geral que aprovou os estatutos; Estatutos aprovados;

No caso de envio através dos CTT, deve ser preenchido e remetido o Modelo 1 - RNPC. A emissão pode demorar até 15 dias, embora o período normal seja de entre três a cinco dias úteis. Os certificados de admissibilidade têm a validade de três meses para efeitos de celebração de escritura pública.

9


FAZER A ESCRITURA PÚBLICA Tendo cumprido todos os passos anteriores, é já possível fazer a escritura pública. Para isso, os fundadores devem ir até ao Cartório Notarial da área onde se situa a sede da associação.

A documentação a apresentar:

  

 Certificado de Admissibilidade; Documentos de identificação de todos os sócios eleitos para os órgãos; Estatutos aprovados; Ata da Assembleia-Geral que aprovou os estatutos.

De acordo com o artigo 158.º do Código Civil, apenas as associações constituídas por escritura pública gozam de personalidade jurídica. Celebrado o ato, o notário deve comunicar oficiosamente a constituição da Associação ao Governo Civil e ao Ministério Público e enviar os estatutos para publicação em Diário da República.

10


PEDIDO DE CARTÃO DE PESSOA COLETIVA O passo seguinte é requerer o Cartão da Empresa ou o Cartão de Pessoa Coletiva, o novo documento de identificação múltipla das pessoas coletivas e entidades equiparadas que contém o NIPC - Número de Identificação de Pessoa Coletiva (em geral, corresponde ao NIF - Número de Identificação Fiscal) e o NISS - Número de Identificação da Segurança Social. O Cartão da Empresa ou o Cartão de Pessoa Coletiva podem ser solicitados através da Internet, no Portal da Empresa ou no site do IRN; ou presencialmente no RNPC, nas Conservatórias de Registo Comercial ou nas Lojas da Empresa. O novo documento é sempre disponibilizado em suporte eletrónico, sendo visualizável através da introdução de um código de acesso, e também pode ser disponibilizado em suporte físico, a pedido dos interessados. Caso o pedido seja efetuado pela Internet é possível acompanhar o andamento do processo com a consulta do pedido de Cartão da Empresa/ Pessoa Coletiva. Com estes documentos deixou de ser emitido o Cartão Provisório de Identificação de Pessoa Coletiva, uma vez que as alterações legislativas ao regime jurídico do RNPC, ocorridas pelo Decreto-Lei n.º 247-B/2008, de 30 de Dezembro, não contemplam a sua emissão.

Mais Informação: Consulte a secção de Perguntas Frequentes sobre o Cartão da Empresa/ Pessoa Coletiva no Portal da Empresa e no site do IRN.

11


ENTREGAR DECLARAÇÃO DO INÍCIO DA ATIVIDADE Por último, a Associação deve entregar a declaração do início da atividade, presencialmente, na Repartição de Finanças da área onde fica a sede social da entidade, ou através da Internet, no Portal das Finanças, e assim regularizar a sua situação relativamente ao cumprimento das obrigações fiscais.

Após constituírem a associação, os sócios podem começar a preocupar-se com outras questões. Ter um site na Internet que divulgue a organização e atraia novos sócios pode ser um dos passos seguintes. Se pretende avançar com a criação de um domínio de Internet e não sabe o que fazer, consulte o guião Registar um Domínio Internet do Portal da Empresa.

12


ASSOCIAÇÃO NA HORA Através da "Associação na Hora" é possível constituir uma associação num único momento e num só balcão.

Conservatória do Registo Civil, Predial e Comercial de Valpaços Palácio da Justiça 5430 - 420 Valpaços Tel.: 278 712 230; Fax: 278 712 239 Correio eletrónico: crcpcom.valpacos@dgrn.mj.pt

O processo de constituição de uma "Associação na Hora" é extremamente simples e pode ser representado da seguinte forma:  Escolher uma denominação/nome da lista de denominações pré-aprovadas ou consultando a lista facultada no balcão de atendimento "Associação na Hora". Estas denominações são constituídas por expressões de fantasia e foram reservadas previamente a favor do Estado.  A denominação escolhida só será reservada no momento em que os associados se dirigirem ao balcão de atendimento e iniciarem a constituição da "Associação na Hora". Por isso, a denominação que pretendem utilizar, apesar de estar incluída na lista disponível neste sítio ou na lista facultada, poderá já não estar disponível no momento em que se dirigirem ao balcão.  À denominação escolhida deverá ser adicionada uma menção indicativa da natureza associativa da entidade: Associação, Núcleo, União, Clube ou Club.  Poderão ainda adicionar à denominação qualquer expressão alusiva aos fins estatutários. Exemplo: "de caçadores".

13


 Não pode ser aditada menção que sugira a atribuição de um estatuto dependente de reconhecimento legal ou administrativo. Exemplo: "utilidade pública".  Pode ainda ser utilizado um certificado de admissibilidade previamente aprovado pelo Registo Nacional de Pessoas Coletivas.  Escolher um dos modelos de estatutos pré-aprovados facultados nos locais de atendimento.  Neste momento, existem quatro modelos. A diferença entre os modelos é que um permite a nomeação simultânea dos órgãos sociais da associação (Mesa da Assembleia Geral, Direção e Conselho Fiscal), e o outro não, o terceiro modelo destina-se apenas aos Centros de Arbitragem e o quarto modelo às instituições particulares de solidariedade social (IPSS).  Iniciar o processo de constituição num balcão "Associação na Hora". A lista de balcões disponíveis pode ser consultada em Contactos.

Elementos necessários No caso de os associados da associação a constituir serem pessoas singulares, apresentar: Documento de identificação (cartão de cidadão, bilhete de identidade, passaporte, carta de condução ou autorização de residência); Cartão de contribuinte. As pessoas singulares estrangeiras que não sejam membros de nenhum órgão social ficam dispensadas da apresentação do número de identificação fiscal.

14


No caso de os associados da associação a constituir serem pessoas coletivas, apresentar: Se se tratar de uma associação ou de outra pessoa coletiva não sujeita a registo comercial: Documentos de identificação e Cartões de Contribuinte dos representantes legais; Cartão de Identificação de Pessoa Coletiva; Estatutos; Ata de deliberação da Assembleia Geral sobre a constituição da associação; Ata de eleição e de tomada de posse dos representantes legais. Se se tratar de uma sociedade comercial: Código de Acesso à Certidão Permanente ou, em alternativa, Certidão da Conservatória do Registo Comercial emitida há menos de um ano; Ata da Assembleia-geral conferindo poderes para a constituição da associação.

Custos O custo da "Associação na Hora" é de €300,00 e de apenas €200,00 se se tratar de uma associação de estudantes. Este valor será pago no momento da constituição, em numerário, cheque ou multibanco.

15


Entrega de Documentação         

De imediato, é entregue: Certidão do ato constitutivo e dos estatutos da associação; Cartão eletrónico de pessoa coletiva disponibilizado de forma automática mediante a atribuição de um código de acesso; Número de segurança social da associação. Recibo comprovativo do pagamento dos encargos devidos. É ainda atribuído automaticamente na constituição da Associação na Hora o registo de Domínio de Internet.PT, gratuito durante o primeiro ano de vida da associação. No momento da constituição da associação, e se os associados optarem por ter contabilidade organizada, podem indicar desde logo o Técnico Oficial de Contas ou escolher um da Bolsa de Técnicos Oficiais de Contas disponibilizada, para efeitos da entrega desmaterializada da Declaração de Início de Atividade. Também podem entregar no serviço de atendimento da Associação na Hora a Declaração de Início de Atividade devidamente preenchida e assinada pelo Técnico Oficial de Contas, caso tenham optado por ter contabilidade organizada. Os associados também podem submeter eletronicamente a sua declaração de início de atividade. Se não o fizerem de imediato, deverão fazê-lo nos 90 dias seguintes após a constituição da associação. O ato constitutivo e os estatutos da associação são publicados gratuitamente no site http://publicacoes.mj.pt

16


ASSOCIAÇÕES DO CONCELHO DE VALPAÇOS 17


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE VALPAÇOS E SANFINS 18


Grupo Desportivo de Valpaços Fundado em 5 de outubro de 1955. O objetivo desta instituição é a atividade desportiva na modalidade de futebol, onde se primam as formações para os jovens do concelho nesta modalidade, para no futuro puderem suportar o escalão sénior do grupo desportivo.

Complexo Desportivo de Valpaços Rua Dr. Joaquim Castro Lopo Contato: 278 710 130

Grupo Desportivo de Valpaços Secção de Veteranos Utilizar o desporto, nomeadamente o futebol de onze como veículo de criação de laços de amizade numa interação constante com os inúmeros atletas, que por todo o país se integram nos seus clubes de origem ou área de residência, capazes de ultrapassar obstáculos face à sua condição física ou idade. Complexo Desportivo de Valpaços Rua Dr. Joaquim Castro Lopo Contato: 278 710 130 veteranosgdv@gmail.com

Valpaços Futsal Clube

Liga de Desporto Amador de Valpaços

Formação; Competição; Desenvolver a Prática do Futsal; Criar; Transformar; Desenvolver; Fomentar - O DESPORTO FUTSAL.

Criada em 2012/2013, aproveitando uma lacuna no desporto em geral, decidiu-se dar espaço a quem gosta de praticar futsal não sendo federado.

Rua Dr. Joaquim Castro Lopo Complexo Desportivo de Valpaços (Ala Norte)

Rua Dr. Joaquim Castro Lopo Complexo Desportivo de Valpaços Contato: 963301141/932835738

19


Clube de Tiro Caça e Pesca de Valpaços A associação tem em vista a prossecução dos interesses dos seus associados. Estabelece mecanismos de solidariedade e compreensão entre caçadores e pescadores pela proteção da natureza. Contribui para aperfeiçoamento técnico, desportivo, cultural e cívico. Incentiva o melhoramento de raças caninas; Cria e fomenta zonas de caça de regime especial. Cria pistas e zonas de pesca condicionadas. Promove, desenvolve e divulga a prática das diversas modalidades desportivas que o Clube representa.

Associação de Caçadores de Valpaços e Freguesia de Sanfins A associação inclui as freguesias de Friões e Santiago de Alhariz. Visam promover a atividade da caça, proteger as espécies e também dar a conhecer aos caçadores pertencentes a esta associação as leis da caça tal como os seus direitos e deveres. Realização de vários eventos como montarias e mini montarias, bem como, o evento conhecido a nível nacional a largada de perdizes.

Rua Inventor Correia 5430-478 Valpaços Contato: 917601092

Av. Dr. Francisco Sá Carneiro 5430 Valpaços Contato:934241965

Valpaços Aventura Bike

Associação Paraquedistas do Alto Tâmega

Promove o desporto, nomeadamente nas vertentes BTT e Ciclismo de Estrada. Realização de provas no concelho de Valpaços e participação nas atividades da região norte.

Sede: Escola P3 Contato: 964123842

A.P.A.T – Núcleo de Valpaços Pretende ser uma entidade dirigida às atividades diretamente ligadas ao paraquedismo desportivo, e a outras atividades amadoras à sua prática, divulgação e dinamização no Concelho de Valpaços e Região Alto Tâmega. Rua do Estádio da Cruz, nº5 5430-461 Valpaços Contato: 933831625

20


Moto Clube “Os Valpacenses”

Grupo TT Trepa Tudo

O Clube visa dinamizar junto dos seus associados atividades relacionadas com o moto turismo ou outras relativas à utilização de motociclos no âmbito de lazer, sempre desligadas de qualquer contexto político ou religioso.

O GTTTT é uma organização relacionada com as atividades motorizadas de veículos todo o terreno, em vertente desportiva, cultural e social.

Rua Mário Gavaia da Cruz Coutinho, nº19 5430-424 Valpaços Contato:966946078

Rua Eng.º Luís de Castro Saraiva – Ed. Rossio, Ent. A- 3ºDt. 5430 Valpaços Contato: 933687928

Banda Municipal de Valpaços

Clube de Campismo e Caravanismo de Valpaços

O seu objetivo consiste em cultivar a música, organizando, preparando e mantendo em atividade uma banda que secundariamente poderá promover outras manifestações de caráter artístico no sentido de elevar culturalmente os seus associados.

Esta Associação desportiva, turística e cultural tem como fim divulgar, promover e facilitar a prática de todas as modalidades de campismo; concorrer para a obtenção de locais de acampamento e instalação de parques de campismo e casas-abrigo em colaboração com a Federação Portuguesa de Campismo e Caravanismo; promover a realização de acampamentos e outras práticas desportivas de vida ao ar livre.

Rua Passos Manuel, nº8 5430-439 Valpaços

Rua do Taxo Ponte de Vale de Telhas 5430-193 Possacos Contacto: 278759354

21


Núcleo Pangration Mma Valpaços O Núcleo foi criado através da Associação Mirandelense de Artes Orientais e tem por objeto o estudo e difusão de artes orientais: Budismo Zen; Taoísmo; Ikebana; Yoga; Fung-Fu.

Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Valpaços A associação tem como escopo principal a proteção de pessoas e bens, designadamente o socorro a feridos, doentes ou náufragos e a extinção de incêndios, detendo e mantendo em atividade, para efeito, um corpo de bombeiros voluntários, com observância do definido no regime jurídico dos Corpos de Bombeiros e demais legislação aplicável.

Rua do Campo da Cruz – Colégio das Freirinhas 5430-458 Valpaços Contato:937487423

Av. Nª Sr.ª da Saúde 5430-422 Valpaços Contato:278711385

APPACDM de Valpaços

Fraternidade Nuno Álvares

A Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Valpaços promove a integração do cidadão com Deficiência Mental, no respeito pelos princípios de Normalização, Personalização, Individualização e Bem- Estar. Sensibilizar as famílias e sociedade no que respeita ao seu papel e à resolução dos problemas dos Cidadãos com Deficiência Mental. Rua Bartolomeu Dias nº1 e 3 5430-426 Valpaços Contato:278717469/278749174

Escutismo Adulto do C.N.E. Núcleo Padre Manuel Alves – Escutismo Católico

Pretende manter vivo o espírito escutista em todos aqueles que um dia abraçaram o ideal escutista, prestar apoio ao Agrupamento e à Igreja, em todas as atividades solicitadas. Manter vivo o lema: “Uma vez escuteiro – sempre escuteiro”.

Rua Dr. Francisco José de Medeiros – Salão Paroquial 5430-Valpaços

appacdm-valp@sapo.pt / appacdm.valp@sapo.pt / appacdm.cao.vilarandelo@sapo.pt

22


Corpo Nacional de Escutas Escutismo Católico Português - Agrupamento Nº 392

Universidade Sénior Valpaços Rutis

É uma associação de educação não-formal, cuja finalidade é a educação integral de crianças e jovens de ambos os géneros, com base em voluntariado adulto, em conformidade com as finalidades, princípios e métodos concebidos pelo Fundador do Escutismo – Lord Baden-Powell of Gilwell – e vigentes na Organização Mundial do Movimento Escutista, e à luz do Evangelho de Jesus Cristo, segundo a doutrina da Igreja Católica Romana, que professa, assume e difunde.

Visa promover o envelhecimento ativo e a formação ao longo da vida, no sentido de troca de saberes, contribuir para a sua promoção e preservação no seu conteúdo cultural educativa desportiva de ação e solidariedade social, desenvolver práticas de vida saudável.

Rua General Humberto Delgado 5430-474 Valpaços Contato:278719869

Rua do Campo da Cruz – Colégio das Freirinhas 5430-458 Valpaços Contato: 935414469

geral@agr392.cne-escutismo.pt

Associação Rotary Club de Valpaços

Associação Empresarial do Alto Tâmega

O companheirismo como elemento capaz de proporcionar oportunidades de servir; o reconhecimento do mérito de toda ocupação útil e a difusão das normas da ética profissional; a melhoria da comunidade pela conduta exemplar de cada um na vida pública e privada; a aproximação dos profissionais de todo o mundo, visando a consolidação das boas relações, da cooperação e da paz entre as nações.

Fundada em 1887. Apostar na formação profissional e na qualificação dos recursos humanos. Organizar e participar em iniciativas de promoção das atividades empresariais, em parceria com instituições locais.

Contato:961634187

Rua Cidade de Bettembourg, Central de Camionagem, Lj.5 5430-426 Valpaços Contato: 278713322

ema.goncalo@gmail.com 23


Núcleo Associativo Empresarial de Valpaços

Associação dos Viticultores Transmontanos

NAEV

AVITRA

A associação tem por objetivo o apoio ao desenvolvimento integrado do concelho de Valpaços e ainda a representação e defesa dos interesses comuns dos associados, em busca de progresso técnico, económico, cultural e social.

Defesa e representação dos agricultores em geral e do viticultores em especial de Trás-os-Montes, não incluídos na Região Demarcada do Douro.

Rua Cidade de Bettembourg, Central de Camionagem, Lj.1 5430-426 Valpaços Contato:967083737

Av. Eng.º. Luís Castro saraiva Ed. Valparaíso – Bloco sul, 1º Dtº, Lj. 2 5430-Valpaços Contato:278729750 avitra.1@iol.pt

Associação de Produtores e Engarrafadores de

Associação para o Desenvolvimento

Trás-os–Montes - TRANSVINIS

Integrado do Interior Norte - VALEAMBIENTE

Visa incentivar a formação dos operadores da vinha na área técnica e pedagógica; cooperar na divulgação das estruturas formativas; tratar e divulgar as orientações das Entidades Publicas sobre o sector do vinho e da vinha; organizar e disponibilizar sistemas e métodos para divulgação do vinho (…)

Visa representar os seus associados e a atividade que exercem junto das entidades públicas/privadas; implementar ações e serviços especializados de formação que privilegiem o desenvolvimento das produções; elaboração de projetos económicos e financeiros; manter ligação com organizações internacionais relacionadas com agricultura e ambiente (…)

Mercado Municipal. Loja 17 5430-492 Valpaços Contato:937989347

Av. 25 de Abril, Ed. Londres R/C Lj. P 5430-420 Valpaços Contato:278714353/963138211 24


Associação dos Agricultores de Valpaços Visa contribuir para o pleno desenvolvimento da Agricultura e das atividades com ela relacionadas na área geográfica da sua atuação e influência; promover a formação empresarial e profissional dos associados e qualidade dos seus produtos; participar no desenvolvimento de uma agricultura saudável: promover a proteção e produção integrada, assim como a agricultura biológica (…) Rua Cidade de Bettembourg, Ed. Calheias-R/C 5430-426 Valpaços Contato:278729328 aavalpacos@gmail.com

Bons e Valentes Associação Criadores de Gado Promove a sanidade animal de pequenos e grandes ruminantes.

Rua Cidade de Bettembourg, Central Camionagem Lj. 12 5430-426 Valpaços Contato: 278717303

Associação Regional de Gestão Agrária ARGAVAL Defender e promover a salvaguarda dos interesses comuns dos seus associados; contribuir para o desenvolvimento económicosocial e técnico dos agricultores; criação de um posto de SNIRA para registo de bovinos/caprinos e bovinos; prestação de serviço às seções agroambientais (…) Rua Júlio do Carvalhal – Ed. Sky Line, Lj. 7 5430-418 Valpaços Contato: 278714053/917344588 aatmvalpacos@gmail.com

Associação Agricultores Trás-os-Montes AATM-Delegação de Valpaços Promover aplicação de técnicas PRODI/BIO prestando assistência técnica aos seus associados; realização de formação profissional nas áreas da agricultura; promover comerciantes, produtores.

Ed. Valparaíso – Bloco Norte; Fração V – 1º andar 5430-445 Valpaços Contato: 278711481 aatmvalpacos@gmail.com

25


Centro de Gestão Agrícola de Valpaços Tem como finalidade promover a modernização, a melhoria técnicoeconómico, o aumento do rendimento das explorações agrícolas dos associados, tendo em vista a melhoria das condições de vida do respetivo agregado familiar e da comunidade. Rua Horta da Fonte, nº16 - A 5430-452 Valpaços Contato:278711495/278711524 cga-valpacos@sapo.pt;

Associação de Solidariedade de são Pedro Tem como finalidade promover ação social a pessoas idosas com ou sem alojamento.

Rua dos Namorados, nº12 - A 5430-220 Sanfins Contato:278729766

Amizade-União Cultural e Desportiva de Sanfins Visa reforçar os laços entre os habitantes de Sanfins através de um centro de convívio, festas, caminhadas e outros eventos.

Escola Primária de Sanfins 5430-220 Sanfins Contato: 965686823

Associação Cultural e Recreativa de Vale de Casas A associação promove eventos de cariz desportivo, como caminhadas e encontros de caminheiros a nível nacional; desenvolve eventos de lazer no centro de convívio. Largo Mário Dias Parente 5430-406 Vale de Casas Contato: 933199224

26


Associação Cultural e Recreativa das Lagoas

Associação Cultural e Social de Valverde

A associação tem como objetivo a promoção em projetos de ordem sociocultural, desportiva e recreativa. Pretende estabelecer proximidade entre os habitantes da aldeia, criar momentos de lazer e convívio.

A associação tem como fim a promoção de atividades de índole cultural, social, recreativa e de outros campos abertos à comunidade em colaboração com outras entidades.

Escola Primária das Lagoas 5430-404 Lagoas Contato: 910534305

Rua dos Vales, nº1 5430-493 Valverde Contato: 9918182048 associacaoculturalsocialvalverde@hotmail.com

Associação Cinegética e Desportiva de Valverde A associação tem por finalidade a promoção de atividades de carácter desportivo, cultural e recreativo apresentando para o efeito uma estrutura orgânica dividida no departamento desportivo, cultural, recreativo e desportivo para o exercício da caça e da pesca. Lugar da Lameira 5430-493 Valverde Contato: 919728479/968204077

27


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE ÁGUA REVÉS E CRASTO 28


Associação Cultural e Recreativa de Água Revés

Associação de solidariedade social S. Bartolomeu

Dinamização associativismo jovem; promoção do desporto; cultura e lazer.

Integração social e comunitária; bem-estar global. Atividades de apoio social para pessoas idosas, sem alojamento.

Beco do Pelourinho 5430-011 Água Revés Contato: 278 713 497

Rua da Calçada 5430-011 Água Revés

Associação de Caçadores da Freguesia de Água Revés Promoção associativismo de caçadores, atividades desportivas; exercer gestão cinegética.

Rua da Calçada 5430-011 Água Revés

29


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE ARGERIZ

30


Centro Cultural e Recreativo de Argeriz Divulgação da cultura e desporto, bem como organização de eventos lúdicos e de lazer para a comunidade.

Associação de caçadores da Freguesia de Argeriz Associação que se traduz na caça desportiva; organizar e promover a caça na freguesia.

Rua Nossa Senhora do Pranto 5445-011 Argeriz Contato: 934211202

Rua Nossa Senhora do Pranto 5445-011 Argeriz Contato: 934211202

Junta de Agricultores de Midões

Associação Cultural e Recreativa Amigos de

A associação visa a beneficiação, melhoramentos e gestão do regadio tradicional de Midões.

5445-012 Midões Contato: 934211202

Midões Promove a realização das atividades através de uma política de proximidade com os associados e população em geral, criando interesses comuns e cumplicidade criando laços de associativismo e vivência em comunidade contribuindo para dinamização sociocultural, recreativa e desportista.

Rua da Cruz, nº2 5445-012 Midões Contato: 278717271/962466684

31


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE BOUÇOÃES

32


Associação Cultural, Recreativa, Desportiva e Social Sr. Bom Caminho Freguesia de Bouçoães

Associação Caçadores da Freguesia de

A associação tem a seu encargo um Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário. Organiza excursões de carácter turístico e tem sob a sua responsabilidade uma equipa de Futsal que participa nos Campeonatos de Futsal do distrito de Vila Real e do concelho de Valpaços. Brevemente, a associação abrirá portas a um Centro de Convívio para a população em geral.

A atividade principal desta associação é organizar e proporcionar condições aos seus associados em atividades relacionadas com a caça desportiva.

Bairro das Leiras nº 2 5430-042 Bouçoães Contacto: 936151852

EN 103 5430-044 Lampaça Contacto: 938856708

Associação Cultural, Recreativa e Desportiva

Associação Amigos de Vilartão

de Tortomil A associação mantem um bar em exploração proporcionando aos seus associados um local para conviver na localidade de Tortomil.

Estrada Camarária s/n 5430-046 Tortomil Contacto: 936283617

Bouçoães

Visa organizar e proporcionar condições aos seus associados para realização de excursões turísticas. Preservação dos eventos tradicionais na localidade como o Natal, a Páscoa, o São Martinho, entre outros. Escola Primária s/n 5430-047 Vilartão Contacto: 962965818

33


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE CANAVESES

34


Associação Cultural e Desportiva do Cadouço

Associação de Caça e Pesca de Canaveses

Promover o convívio e restabelecer os laços da população da aldeia.

A atividade principal desta associação é promover a caça e a pesca na zona.

Bairro da serra 5430-051 Cadouço Contacto: 278769120

5430-051 Canaveses

35


ASSOCIAÇÕES DE CARRAZEDO DE MONTENEGRO E CURROS

36


Grupo Desportivo de Carrazedo de Montenegro Pretende promover a interação entre o clube desportivo, a instituição e sociedade envolvente; fomentar a prática desportiva, particularmente o Futsal em toda a comunidade de Carrazedo de Montenegro.

Rua Santa Bárbara, nº77 5445-167 Carrazedo de Montenegro Contato: 926388512

Centro Cultural e Rancho Folclórico de Carrazedo de Montenegro Manter a tradição no que diz respeito aos Ranchos Folclóricos, divulgar e manter a nossa cultura e identidade; ajudar nos diversos aspetos o desporto dos jovens no concelho onde se inserem. Rua do Pereiro, nº10 5445-153 Carrazedo de Montenegro Contato: 937521649

Corpo Nacional de Escutas Escutismo Católico Português – Agrupamento nº 839

É uma associação de educação não-formal, cuja finalidade é a educação integral de crianças e jovens de ambos os géneros, com base em voluntariado adulto, em conformidade com as finalidades, princípios e métodos concebidos pelo Fundador do Escutismo – Lord Baden-Powell of Gilwell – e vigentes na Organização Mundial do Movimento Escutista, e à luz do Evangelho de Jesus Cristo, segundo a doutrina da Igreja Católica Romana, que professa, assume e difunde.

Largo da Praça,nº17 5545-156 Carrazedo de Montenegro Contato: 933321437 geral@arg839.cne-escutismo.pt

Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Carrazedo de Montenegro A A.H.B.V.C.M., é pessoa Coletiva de Utilidade Publica Administrativa, com personalidade jurídica e sem fins lucrativos, foi fundada em 27 de Maio de 1931, cujo objetivo principal e a proteção de vidas e bens, ou seja PROTEÇÂO CIVIL. Av. Dos Bombeiros s/n 5445-151 Carrazedo de Montenegro Contato: 278781210

37


Clube de Caçadores de Carrazedo de

Conselho Diretivo de Baldios da Freguesia de

Montenegro

Curros

Pretende promover a atividade da caça, proteger as espécies e dar a conhecer aos seus associados os seus direitos e deveres.

Gestão e Administração dos terrenos comunitários e da floresta da Freguesia de Curros.

Av. Bombeiros Voluntários, nº65 5445-151 Carrazedo de Montenegro Contato: 919777308

Rua do Outeiro nº13 5545-032 Curros Contato: 259539034

Associação Regional da Agricultura das Terras

Associação Escolinha de Futsal

de Montenegro - ARATM

Johnson Januário

Tem como objetivo a defesa e desenvolvimento dos interesses agrícolas comuns dos seus associados.

Visa a divulgação e promoção da prática de futsal, gosto pelo desporto, bem como a ocupação dos tempos livres das crianças num outro espaço, que não a escola ou a casa dos pais.

Rua do Parque nº1 5445-110 Carrazedo de Montenegro Contato: 278781370 aratmontenegro@net.movis.pt

Rua do parque, pavilhão nº 2 5445-110 Carrazedo de Montenegro Contato: 963732256

38


Centro Cultural e Recreativo de Argemil É uma associação destinada à promoção e exercício de atividades de carácter cultural e recreativo para a população de Argemil.

Rua do Centro Cultural 5445-101 Argemil Contato: 933825154

Comissão de Festas de Nossa Senhora dos Milagres Tem como finalidade a organização e realização das festas em honra de Nossa Senhora dos Milagres.

Rua Central nº10 5445-104 Cubo Contato: 935451545

Associação Desportiva e Recreativa da Silva

Associação Cultural e Recreativa da Avarenta

Criada com a finalidade de promover diversas modalidades desportivas com intuito de ocupar os tempos livres da juventude, bem como das pessoas idosas. Despertar a curiosidade e os benefícios do desporto, convívio entre atletas, amigos e simpatizantes.

A associação tem por objetivo a promoção de atividades desportivas, culturais e recreativas.

Rua do Prado, nº10 5445-109 Silva Contato: 922285010

Lugar de Avarenta 5445-102 Avarenta Contato: 938111948

39


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE ERVÕES

40


Grupo Desportivo de Sá

Associação Alto da Escola

Criada em 1983. Promoção cultural, desportiva e recreativa dos seus associados.

Criada em 2009. A associação visa a promoção cultural e recreativa dos seus associados.

Rua do Alecrim, nº12 5430-075 Ervões Contato: 278749225

Estrada Municipal,nº16 5430-007 Valongo

Assembleia de Compartes dos Baldios de Sá e Vilardouro Criada em 2011. A Associação visa a administração dos baldios da comunidade.

Rua da Escola, nº2A 5430-075 Sá Contato: 278749225

41


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE FORNOS DO PINHAL 42


Associação de Caçadores e Pescadores de

Associação Socioeducativa e Recreativa

Termo de Fornos do Pinhal

EU+TU=MUITOS

Promoção de atividades desportivas respetivas à caça e pesca. Visam harmonizar os interesses dos caçadores com os proprietários agricultores produtores florestais e outros cidadãos interessados na conservação da fauna.

A associação possui três projetos, o BIG STAR, a AGUARELA e o ECOCLUBE SABORES DA NOSSA TERRA. Visa fomentar e promover atividade educativa e recreativa; promover relações entre os seus/suas sócios/as, assim como com o público em geral; promover o voluntariado como prática de uma cidadania responsável e plena; promover ações de cooperação, educação e formação para o desenvolvimento local (…)

Rua Eng.º Tavares 5430-100 Fornos do Pinhal Contato:962805064

Rua do Queirogal, nº19 5430-100 Fornos do Pinhal Contato: 964811466

43


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE FRIÕES

44


Comissão de Melhoramentos da Freguesia de

Associação Cultural, Recreativa e Desportiva

Friões

de Quintela

A associação foi criada em 1983. Usufrui de um espaço de convívio para a população da freguesia, onde se pretende promover a cultura, desporto e lazer. Comemoração das épocas festivas, dando assim continuidade à tradição da região.

A associação tem como finalidade promover, realizar e apoiar, eventos culturais, recreativos e desportivos para os seus associados, respeitando deste modo a sigla e os seus estatutos.

Av. Eng.º. Francisco Tavares, nº12 5430-122 Ferrugende Contato: 937496004

Av. General Humberto Delgado, nº49 5430-127 Quintela Contato: 935542021/927353120 acrdquintela@gmail.com

Associação Recreativa e Cultural de Celeirós

Associação Cultural de Vilaranda e Ladário

Criada com a finalidade de promover eventos tradicionais, culturais e desportivos com o intuito de reforçar os laços entre a população da freguesia, criando deste modo momentos de convívio e lazer.

A associação tem por objetivo a promoção de atividades culturais e recreativas. Existência de um Centro de Convívio onde desenvolvem as diversas atividades nomeadamente a organização e realização das festas do mês de agosto.

Largo da Escola 5430-121 Celeirós Contato: 969354444

Rua de Santa Bárbara,nº40 5430-129 Vilaranda Contato: 967900863

45


Tardes Favoritas - Associação Cultural e Desportiva de Mosteiró de Cima Tem como fim participar no desenvolvimento integrado da comunidade; realizar ações na vertente cultural, desportiva, recreativa, ambiental, social visando o desenvolvimento harmonioso dos associados e comunidade; desenvolver projetos e iniciativas de formação e comunicação e outros; ter em conta e privilegiar os mais desfavorecidos, do ponto de vista económico, social e cultural. Rua da Escola, nº11 5430-125 Mosteiró de Cima Contato:939297806

46


FIÃES VALPAÇOS

ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE LEBUÇÃO, FIÃES E NOZELOS 47


Associação Recreativa, Cultural e de Melhoramentos de Lebução A associação tem como objetivo principal o desenvolvimento da cultura, da prática do desporto, da beneficência e de melhoramentos da freguesia de Lebução. Anexado tem os Gaiteiros de Lebução que promovem a tradição musical e cultural. Rua Eng.º Francisco Batista Tavares, nº67 5430-167 Lebução Contato:933284303

Associação Caçadores do Muro A associação tem como objetivo a defesa e promoção dos interesses relacionados com a caça, o seu exercício e a proteção das espécies cinegéticas e a gestão da atividade cinegética.

Av. José Tavares nº1 5430-167 Lebução Contato:933292690

48


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE POSSACOS

49


Comissão de Festas Nª Srª dos Aflitos A associação tem como objetivo principal a organização das festas em honra da Nossa Senhora das Neves, dia 5 de Agosto.

Rua da Escola, S/N 5430-191 Possacos Contato:933221524

50


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE RIO TORTO

51


Associação Cultural, Recreativa E Social, De Caça E Pesca Da Freguesia De Rio Torto

Associação de Solidariedade Social Coração Imaculado de Maria da Freguesia de Rio Torto

Intervenção no âmbito da Segurança Social, desenvolvendo ações de proteção aos cidadãos na velhice e invalidez e em todas as situações de falta ou diminuição de meios de subsistência ou de incapacidade para o trabalho, apoios à criança e jovens, à família e à integração social, comunitária, intervindo no âmbito do desporto cultural e recreativo, desenvolvendo várias atividades desportivas, bem como atividades culturais e recreativas, nomeadamente, peças de teatro, recolha e apresentação de usos, costumes e tradições culturais e recreativas das gentes da região e regiões envolventes, entre outras ações culturais e recreativas. Defender o desenvolvimento de atividades venatórias e piscícolas, promovendo o fomento, o ordenamento e a exploração de caça e da pesca, desenvolvendo o exercício de atividades conexas, preservando o meio ambiente, designadamente, das espécies cinegética e a piscicultura.

Visa prestar apoio domiciliário às pessoas idosas da freguesia e às pessoas em situação de dependência que não consigam realizar as suas atividades da vida diária, proporcionando-lhes conforto e qualidade de vida.

Edifício Ex. Casa do Povo 5430-201 Rio Torto Contato: 91432130

Rua do Eirol, nº1 5430-201 Rio Torto Contatos: 278717102

52


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE SANTA MARIA DE ÉMERES 53


Associação Cultural e Desportiva de Santa Maria de Émeres

Associação de Solidariedade Social e

A associação tem como finalidade promover e desenvolver a educação cultural e desportiva, realizando programas e atividades de caracter cultural, educativo, social e desportivo;

Visa a promoção da Solidariedade Social, o desenvolvimento e melhoramento do bem-estar das populações.

Largo do Toural, nº19 5430-052 Santa Mª de Émeres Contacto: 278 781506

Melhoramentos de Santa Maria de Émeres

Largo do Toural, nº19 5430-052 Santa Mª de Émeres Contacto: 918761965

54


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE SANTA VALHA

55


Rancho Folclórico de Santa Valha

Grupo de Cantares Memórias de Santa Valha

A associação tem por fim ou objeto a divulgação dos usos e costumes Etnográficos da Região Valpacense.

O Grupo tem por objeto a recolha de letras de canções antigas que tem cantadas essencialmente durante a execução de trabalhos agrícolas e nas lidas caseiras, desenvolvidas nesta região, e dá-las a conhecer ao público em geral através da atuação do Grupo de Cantares.

Edifício da Junta Avenida Principal 5445-233 Santa Valha Contato: 278 759 219

Edifício da Junta Avenida Principal 5445-233 Santa Valha Contato: 278 759 219

Clube Tiro Caça e Pesca Vale do Rabaçal

Associação Cultural, Recreativa e

O Clube tem por objeto a prática da caça e da pesca em geral de forma planeada e controlada e, nesse âmbito, a gestão e administração de zonas de caça nas suas formas legais e ainda o fomento das espécies cinegéticas e piscícolas, bem como o exercício de outras modalidades desportivas, consentâneas com o tiro com armas de caça, zelando e cuidando, simultaneamente, pela preservação e equilíbrio das espécies vivas da natureza e do meio ambiente.

Edifício da Junta Avenida Principal 5445-233 Santa Valha Contato: 278 759 219

Melhoramentos de Santa Valha A associação tem por objetivo a prática de futebol, voleibol, andebol, ciclismo, musical, teatro e folclore.

Edifício da Junta Avenida Principal 5445-233 Santa Valha Contato: 278 759 219

56


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE SANTIAGO DA RIBEIRA DE ALHARIZ

57


Centro Recreativo o Cantinho dos Idosos Consiste em promover o desporto nas diversas modalidades nomeadamente no futebol e atletismo, a cultura através da leitura, da música, do teatro, de exposições e da informática. Apoio à terceira idade e infância.

Rua da Escola, nº4 5445-065 Cancelo Contato: 967111100

58


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE SÃO JOÃO DE CORVEIRA 59


Associação Cultural de Rio Bom O seu objeto consiste na promoção cultural, cívica, social e física dos seus associados, através de cursos de formação, encontros, convívios, livros e outras publicações ou iniciativas que valorizem os estados físicos e psíquicos dos associados.

Rua da Igreja, nº17 5445-083 Rio Bom Contato: 934155191

Associação Cultural e Recreativa do Largo da Junqueira Fortalecer os laços entre a população da freguesia e comunidade emigrada através do convívio e troca de experiências. Realização das Romarias do mês de agosto.

Bairro do Eiró 5445-081 Junqueira Contato: 278 789069/ 963364425

Associação Amigos do Sobrado A associação visa a prestação de serviços à comunidade tendo em vista a integração social e comunitária dos seus associados, promover e participar em eventos desportivos, recriar hábitos e costumes tradicionais, promovendo o estudo, investigação e difusão da cultura e do desporto e promover ações na comunidade tendentes à prevenção social e ambiental. Largo do Capelo 5445-085 Sobrado Contato: 936863252

60


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE SERAPICOS

61


Centro Social e Cultural de Serapicos

Associação Desportiva e Cultural de Corveira

O centro tem como atividade principal fornecer apoio domiciliário à comunidade.

A associação assenta essencialmente no desporto: desporto na comunidade e apoio ao desporto jovem.

Largo da Igreja s/n 5445-095 Serapicos Contato: 918877707

Rua Principal, nº11 5445-092 Corveira Contato: 915676898

62


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE SONIM E BARREIROS 63


Associação Casa do Povo de Sonim O seu objeto consiste no desenvolvimento de atividades de caráter social, cultural, desportivo, recreativo ou outras com a colaboração do Estado, Autarquia e INATEL.

Av. Sr. do Bonfim 5430-272 Sonim Contato: 935955542/934141168

Associação de Caçadores e Pescadores de Sonim-Fiães A associação visa a promoção do convívio através da organização de eventos cinegéticos. Gestão da zona de caça municipal e fomentar e zelar pelo cumprimento de normas legais sobre a caça. Av. Sr. do Bonfim 5430-272 Sonim Contato: 939711388

Associação Cultural e Recreativa de São Vicente de Barreiros O objetivo primordial da associação visa o convívio entre a população e promoção da cultura.

Rua Cimo da Vinha, nº2 5430-031 Barreiros Contato: 918323666/935603603

64


TINHELA VALPAÇOS

ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE TINHELA E ALVARELHOS 65


Grupo Cultural e Recreativo de Lama de Ouricense O grupo resume-se a um centro de convívio de acesso a toda a população promovendo a cultura e realização de eventos tradicionais da região. Rua da Portela, nº2 5430-022 Lamas de Ouriço Contato: 962451938

66


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DOS VALES

67


Associação de Caçadores de Santa Comba – Vales e Zebras A associação tem por objetivos: colaborar e incentivas a proteção, conservação, fomento e exploração racional da caça, a nível local, regional e nacional; contribuir para maior aperfeiçoamento técnico, cultural e cívico dos caçadores; harmonizar os interesses dos caçadores com os dos agricultores e populações; contribuir para o bem-estar da população em geral explorando e elevando o seu nível cultural, social e económico. Rua da Escola, nº3 5430-302 Zebras Contato: 914352403

68


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE VASSAL

69


Sport Clube de Vassal

Associação Desportiva, Recreativa e

Fundado em 1977. O seu objeto é de cariz desportivo para a população crianças e jovens da região.

A associação visa a promoção de eventos de cariz cultural, desportivo e recreativo.

Rua D. Mª Messias de Carvalho 5430-603 Vassal

Cultural de Monsalvarga

Rua da Escola 5430-602 Monsalvarga

70


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE VEIGA DE LILA

71


Lobos Solitários – Clube TT de Veiga de Lila

Clube de Caça e Pesca

A associação visa promover o motociclismo nas suas variadas vertentes, nomeadamente turística, desportiva, recreativa, cultural e de lazer, pretendem igualmente defender e valorizar o património da freguesia e do concelho. O Clube gera convívios entre motociclistas sócios do clube visando engrandecer o divertimento, lazer e bem-estar do motociclista e de toda a comunidade envolvente.

Apoio aos caçadores de todo o concelho, em termos legislativos e nomeadamente à criação e gestão de zonas de caça, bem como a dinamização e consumo dos produtos locais.

Av. Eng.º Francisco Tavares, nº7 5430-620 Veiga de Lila Contato: 918447252

S/ sede 5430-620 Veiga de Lila Contato: 967191254

72


ASSOCIAÇÕES DA FREGUESIA DE VILARANDELO

73


Grupo Coral Alcininha O grupo musical pretende manter a tradição musical a nível nacional e local. Pretende trazer a cultura ao público e levar através da música o nome de Vilarandelo por todo o país e fora do país.

Rua Prof. Amélia Castelo 5430-659 Vilarandelo Contato: 969586835

Futsal Casa do Povo de Vilarandelo O Clube visa dar a oportunidade de formação e prática da modalidade aos jovens da vila, dando assim seguimento à tradição da boa prática e competitividade enraizada há muitos anos em Vilarandelo. Rua Prof. Ribeirinha, nº4 5430-658 Vilarandelo Contato: 278740010/968189621

Associação Clube Caça e Pesca de Vilarandelo ACCPV fundada em 2001 constitui uma zona de caça municipal. Realiza eventos como montarias, largadas de perdizes…, tem em vista fomento da região proporcionando aos comerciantes, artesãos e outros a divulgação e comercialização dos seus produtos. Rua Prof. Amélia Castelo, 226 5430-659 Vilarandelo Contato: 935810545

Rancho Folclórico e Etnográfico da Casa do Povo de Vilarandelo Promover, divulgar e preservar as tradições transmontanas, nomeadamente no que respeita ao Concelho de Valpaços e concelhos vizinhos. Rua Prof. Ribeirinha, nº4 5430-658 Vilarandelo Contato: 969990777/914403817

74


Comissão de Carnaval "Os Malteses de Vilarandelo" Organizar, promover, preservar e divulgar o Carnaval de Vilarandelo. O Carnaval de Vilarandelo é de caris muito popular, feito pelas gentes da terra. Sendo já uma tradição com décadas de existência da freguesia.

Clube Automóvel de Vilarandelo O Clube tem como principal objetivo a organização de provas desportivas de automóveis.

Rua Prof. Ribeirinha, nº4 5430-658 Vilarandelo Contato: 964877019/914403817

Rua Prof. Amélia Castelo, nº129 5430-659 Vilarandelo clube.auto.vilarandelo@gmail.com

Usprigozus – Club Todo o Terreno de

Banda Musical de Vilarandelo

Vilarandelo Organização de eventos de Todo o Terreno Turístico; animação turística; organização de competições de motociclismo e automobilismo.

Fundada no séc. XIX tem como principal objetivo a prestação de um serviço cultural e educativo a toda a comunidade envolvente. Pretende facultar o conhecimento musical, por intermédio de professores com formação específica em Música, a todos os interessados.

Rua das Escolas 5430-659 Vilarandelo Contato: 910414117

Rua Prof. José Ribeirinha Machado, nº4 5430-658 Vilarandelo Contato: 963117822

75


Associações do Concelho de Valpaços Associação Musical e Dança Folclore

10 2

2 2

5

7

Associação de Tiro, Caça e Pesca

16

Associação Desportiva

7

12

Associação Cultural, Recreativa, Desportiva e Social Associação Turística e Desportiva

6

Associação de Solidariedade Social Associação Humanitária Associação de Educação não-formal

35

Associação Agrícola Associação Empresarial Associação Vinícola

Gráfico n.º1 - Distribuição das Associações por Áreas de Atividade do Concelho de Valpaços  

   

Através da observação do gráfico, verifica-se o total de 104 Associações distribuídas pelo Concelho de Valpaços. A maioria das associações exerce a atividade de Associação Cultural, Recreativa, Desportiva e Social no Concelho de Valpaços (35%). Contudo, observa-se que se mantém a necessidade de espaços de convívio para colmatar a ausência de infraestruturas nas freguesias do concelho, com vista a reforçar laços entre os habitantes através de um espaço com capacidade de contribuir para momentos de lazer e convívio, essencialmente à franja da população mais idosa. As Associações de Tiro, Caça e Pesca estão com realce em segundo plano (16 Associações) reforçam os recursos naturais da nossa região. Com menos destaque, apenas com duas associações surgem as Associações Vinícolas, as Associações Empresariais e Associações Humanitárias onde se incluem os Bombeiros Voluntários de Valpaços e de Carrazedo de Montenegro. Deve referir-se que em duas Freguesias do Concelho de Valpaços não existem Associações. Admite-se a existência de uma margem de erro neste levantamento, uma vez que os dados apresentados se baseiam nas informações recolhidas através das fontes de pesquisa identificadas. 76


Bibliografia 

Coelho, Luís Alberto - Tese Doutoramento “ASSOCIATIVISMO E DESENVOLVIMENTO SOCIAL”

Outras Fontes de Pesquisa        

Câmara Municipal de Valpaços Juntas de Freguesia do Concelho de Valpaços Associações do Concelho de Valpaços Cartório Notarial de Valpaços Conservatória do Registo Civil de Valpaços www.portaldocidadao.pt www.associacaonahora.mp.pt www.irn.mj.pt

77

Guia do Associativismo do Concelho de Valpaços  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you