Notícias de Castro Marim #22

Page 1

PUBLICAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DISTRIBUIÇÃO GRATUITA JAN’2018 | N22 "SAÚDE É... PARTILHAR AFETOS" - CASTRO MARIM NA REDE PORTUGUESA DE MUNICÍPIOS SAUDÁVEIS


INDICE

EDITORIAL’03 tomada de posse’05 DESENVOLVIMENTO’07 INVESTIMENTOS’13

Obras Municipais

AÇÃO SOCIAL E SAÚDE’28 EDUCAÇÃO’35 CULTURA E EVENTOS’38 DESPORTO’60 Ficha técnica Revista Municipal da Câmara Municipal de Castro Marim Rua Dr. José Alves Moreira, nº 10 8950-138 Castro Marim Tel. 281 510 740 - Fax 281 510 743 E-mail: gam@cm-castromarim.pt www.cm-castromarim.pt Direção: Francisco Augusto Caimoto Amaral Design e impressão: Rótulos do Sul Tiragem: 6.000 exemplares Periodicidade Semestral Distribuição gratuita Depósito legal: 313047/10 Janeiro 2018

02’

notícias de

Castro Marim

AMBIENTE’67 NATAL’70 Patrimónios de Castro Marim’73 CRÓNICA’74


MENSAGEM DO PRESIDENTE

Palavras necessárias Meus amigos, No ato eleitoral de 1 de outubro de 2017, a maioria dos Atravessamos uma fase importante para todos os castromarinenses manifestou vontade que eu continuasse municípios portugueses, em pleno decurso de um Quadro Comunitário de Apoio. No nosso caso, com a ser o seu presidente. novos projetos mandados executar no anterior mandato, O resultado eleitoral não deu a maioria absoluta à força desde o abastecimento de água a todas as povoações, novas política mais votada e, daí, porque estou preocupado com pavimentações de arruamentos e estradas, duas ciclovias a a governabilidade do município, convidei os vereadores ligar a sede de concelho a Vila Real de St. António e à Praia socialistas para pertencerem ao elenco governativo do Verde, sistema de rega de Odeleite, passadiço intradunar de Manta Rota a Altura, Centro de Atividades Náuticas de município. Recusaram. Odeleite, criação de um polo do Quartel de Bombeiros Posteriormente, convidei-os para nos sentarmos à mesa Voluntários no Azinhal, áreas de autocaravanismo em todas as semanas e procurarmos pontos de entendimento Altura e Castro Marim, requalificação da envolvente da e consensos para trabalharmos em conjunto por este Casa do Sal, etc. concelho e pelas suas gentes. Voltaram a recusar. Temos garantia de financiamento assegurado de obras no Desde aí, os castromarinenses constatam uma constante valor de sete milhões de euros, e aguardamos a aprovação política de afrontamento e obstaculização ao normal de novas candidaturas. Torna-se de extrema importância funcionamento do município e a realização de uma não deixar perder um único euro que possa vir a valorizar política de “terra queimada” e de “quanto pior, melhor”. este concelho. notícias de

Castro Marim

03’


MENSAGEM DO PRESIDENTE

“Como resultado do ato eleitoral de 1 de outubro de 2017, a maioria dos castromarinenses manifestou vontade que eu continuasse a ser o seu presidente.”

Infelizmente, não é isso que tem acontecido e já começamos a perder verbas já garantidas. Espero sinceramente, que o bom senso impere, que os superiores interesses dos castromarinenses se imponham ao “botabaixismo” e que, de mãos dadas, consigamos vencer a batalha do desenvolvimento. Já chega de sermos o único concelho do país que, por exemplo, não tem um quartel dos bombeiros, não tem um parque empresarial, não tem um relvado sintético, não tem uma rede de saneamento básico renovada na sede do concelho, etc.

Chega de guerras políticas constantes, que não levam a lado nenhum. A paz impõese e de “mãos dadas”, com as naturais divergências de pensamento, caminharmos e trabalharmos por Castro Marim mais desenvolvido e com mais qualidade de vida para as suas gentes.

Através das múltiplas iniciativas e ações na área da ação social e saúde, pelo 4º ano consecutivo, fomos galardoados como “Autarquia + Familiarmente Responsável”. Fomos Nunca me cansarei, dando o melhor de mim, com a minha também destacados pela Rede Portuguesa dos Municípios equipa e com a vossa ajuda, de trabalhar por esta terra. Saudáveis, nomeadamente com os programas de combate ao tabagismo, de combate à obesidade, a Unidade Móvel Por Castro Marim. de Saúde, entre outros. Chega de guerras políticas constantes, que não levam a lado nenhum. A paz impõe-se e de “mãos dadas”, com as naturais divergências de pensamento, caminharmos e Francisco Amaral trabalharmos por Castro Marim mais desenvolvido e com mais qualidade de vida para as suas gentes. (Presidente da Câmara Municipal de Castro Marim) 04’

notícias de

Castro Marim


TOMADA DE POSSE

Autarcas eleitos tomaram posse em Castro Marim

seguiu-se a tomada de posse dos 19 deputados municipais, 9 elementos da coligação “Castro Marim + Humano” (PSD/CDS-PP), 7 elementos do Partido Socialista e 3 elementos do movimento independente “Castro Marim Primeiro”. Posteriormente decorreu a eleição da Mesa da Assembleia, constituída da seguinte forma: presidente da Assembleia Municipal - Luís Domingos (PS); 1º Secretário – Maria Salgueiro (PS); 2º Secretário – Carlos Dias (Castro Marim Primeiro). No seu discurso, o presidente reeleito da Assembleia Municipal, José Luís Domingos, realçou a importância de se respeitar a vontade expressa no dia 1 de outubro pelos castromarinenses, que “decidiram não proporcionar uma maioria a qualquer partido”, sublinhando que o órgão a que preside deve funcionar “como parte das soluções e não como parte dos problemas”. Sem

Tomaram posse, no dia 17 de outubro, no auditório da Biblioteca Municipal, os novos Órgãos Municipais de Castro Marim para o mandato 2017/2021. Depois da tomada de posse do novo executivo autárquico, constituído pelo presidente reeleito Francisco Amaral (Castro Marim + Humano) e pelos vereadores Filomena Sintra (Castro Marim + Humano), Célia Brito (PS), Mário Dias (PS) e José Estevens (Castro Marim Primeiro),

notícias de

Castro Marim

05’


TOMADA DE POSSE

obra, continua, estão também a avançar a requalificação da envolvente da Casa do Sal e a zona balnear de Odeleite, ambos com garantia de financiamento. A requalificação da frente de mar do concelho e a requalificação da rua da Alagoa em Altura “serão realidaA encerrar a cerimónia, o Presidente des neste mandato”. da Assembleia Municipal deu a palavra ao reeleito Presidente da Câmara Quase a terminar, o presidente suMunicipal de Castro Marim. Grato blinhou a importância de desenvolpela vontade expressa dos castromari- ver Castro Marim aliado a todo o seu nenses, que voltaram a reelegê-lo para enorme e riquíssimo potencial endócumprir os desígnios deste concelho, geno, referindo-se ao apoio ao emFrancisco Amaral iniciou o seu discur- preendedorismo como basilar na exeso com uma mensagem de esperan- cução desta senda, “a câmara não pode ça para os próximos 4 anos, “de mais nem deve ser um obstáculo ao crescidesafogo social e económico, que nos mento, deve ser sim um parceiro ativo permita, a nós autarquias e ao mun- do investidor sério, gerador de riqueza do empresarial, um desenvolvimento e de emprego”. mais equilibrado e mais acelerado”. Nas áreas em que é mais reconhecido, Para o futuro, Francisco Amaral real- a nível local, mas também nacional, a çou a obra da construção de “condutas saúde e a ação social, destaca o Lar de que levarão água do Sistema de Águas Altura e o Lar de Alzheimer, em Casdo Algarve a 28 povoações. É um de- tro Marim, “tudo faremos para que sesafio deste mandato colocar água potá- jam realidade o mais breve possível”. vel em todas as casas deste concelho. Manter e aprofundar o funcionamenOutro desafio que está em concurso to da Unidade Móvel de Saúde, reade obra, com financiamentos assegu- brir a extensão de saúde de Odeleite rados, são as ciclovias, uma que ligará e promover os programas de combaCastro Marim a Vila Real de St. Antó- te ao tabagismo e à obesidade foram nio e outra que ligará Castro Marim também medidas referenciadas pelo ao cruzamento da Praia Verde”. Para autarca. deixarem de exercer a ação fiscalizadora para a qual são eleitos, José Domingos garante que “aquilo que nos une é muito mais do que o que nos divide ideologicamente”, referindo-se aos castromarinenses.

06’

notícias de

Castro Marim

“a câmara não pode nem deve ser um obstáculo ao crescimento, deve ser sim um parceiro ativo do investidor sério, gerador de riqueza e de emprego” “O resultado eleitoral expressa a vontade do povo. Cabe-nos a nós dar corpo a essa vontade expressa e darmos as mãos e lutar por um Castro Marim mais desenvolvido, mais equilibrado, mais sustentável, com mais qualidade de vida para quem aqui vive. É importante secundarizar as guerrilhas partidárias, que não levam a lado nenhum, senão à satisfação egocêntrica de meia dúzia, a quem, pelos vistos, ao futuro de Castro Marim interessa pouco”, foi assim que Francisco Amaral concluiu o seu discurso, ressalvando que não “vira a cara” à luta, referindo-se a questões adiadas pelos sucessivos governos, como a requalificação da nacional 125, e “estou aqui, com a máxima lealdade, com a máxima lisura, de peito aberto, a lutar como posso e sei por este povo que nos elegeu a todos e me escolheu de novo para seu presidente”.


DESENVOLVIMENTO

Duarte Fernandes Nasce projeto Agropecuário em Odeleite Duarte Fernandes dá a cara por um grupo de jovens empreendedores que acreditaram no potencial da sua terra. Nos últimos anos, Odeleite viu crescer um projeto agropecuário que terá agora reunidas as condições para se maturar, assim como dois projetos de Medronheiro que devem ser concluídos este ano. Duarte Fernandes fala em “investimentos de futuro” e explica-nos o que quer trazer à terra que o viu nascer.

No que consistem exatamente estes projetos na Freguesia de Odeleite e como começou? Os nossos investimentos estão divididos em 2 áreas, a Agropecuária e o Medronheiro e derivados. A paixão que tenho pela terra em que nasci (Corte Pequena), o facto do meu pai e do pai do nosso sócio ficarem desempregados depois dos 50 anos e a minha veia empresarial, foram os fatores decisivos para avançar. A Agropecuária teve como base a atividade do meu avô paterno, que sempre teve gado (cabras algarvias). O meu pai cresceu familiarizado com essa atividade e, adicionalmente, experiência de campo suficiente para lidar com o maneio dos animais. Nos projetos do Medronheiro, queríamos ter algo que fosse rentável a médio/longo prazo. Como tal aproveitámos os terrenos de família e adquirimos mais alguns, para instalar os pomares.

O investimento total estimado, entre capital próprio e fundos comunitários, ronda 1.200.000€. No fundo, acreditamos que estes sejam investimentos de futuro. Começámos, há 4 ou 5 anos, a estudar previamente o que viríamos a desenvolver e prevemos que no primeiro semestre de 2018 esteja concluída a instalação destes projetos. Mas depois vão nascer mais coisas… De quantos hectares de terreno é que estamos a falar? São cerca de 30 hectares de medronheiro e cerca de 80 hectares de pastagem para criação de ovinos, que é o projeto que está mais avançado. Foram criadas as infraestruturas necessárias para a criação dos animais, foram instalados regadios e adquiridas as máquinas e alfaias necessárias para produzir e transformar a maior parte do alimento disponibilizado aos animais. O objetivo é a autossustentabilidade. Neste momento produzimos cerca de

70% do alimento que damos aos animais e, no final deste ano, devemos ir para os 90%. Fazemos silagem, feno silagem, feno, entre outros. Adicionalmente só compramos fora o milho, que não conseguimos fazer ali. Em relação aos pomares de Medronheiro, todos os pomares são ordenados, com regadio e fertirega, dispondo de energia solar. O processo é naturalmente mais lento. Estamos agora na fase final da plantação e devemos levar mais 3 anos até começar a produzir. O notícias de

Castro Marim

07’


DESENVOLVIMENTO

objetivo é transformar toda essa produção e comercializarmos o produto final - desde a fruta fresca, passando pela aguardente e pelas compotas. Para que se perceba, em cada 100kg de medronho contamos comercializar 20kg como fruta fresca, 70kg dão para destilar e o restante serve para compotas. O medronho é um fruto muito sensível e perecível. Como vão conservá-lo ou acelerar o processo para que chegue às mãos dos consumidores? Os nossos planos contemplam arcas frigoríficas, que nos vão permitir armazenar e escoar, em várias vezes, mas quantidades maiores. Há sempre um problema associado a isto… Se houvesse mais produtores perto, ou se conseguíssemos criar uma organização de produtores, era muito mais fácil porque a quantidade faz a força, neste caso. Temos o exemplo de Espanha, em que o associativismo os torna grandes e competitivos, por exemplo nos morangos e nos citrinos. Associam-se e o pequeno produtor acaba por ter a capacidade de um grande porque as cooperativas funcionam

08’

notícias de

Castro Marim

bem. Podemos ter esse problema, no entanto vamos analisar o futuro próximo, pode ser que os produtores já existentes se associem a nós e juntos consigamos criar uma marca de referência. Nesta atividade é fundamental a criação de infraestruturas, maquinaria, captações de água, pavilhões, arcas frigoríficas, pensar no futuro. Isto é um investimento pensado a longo prazo, garantidamente rentável e produtivo, criando obrigatoriamente postos de trabalho.

volver algo produtivo na região, pois só assim, se evitaria a desertificação. Avancei atrás de um sonho, tendo a ideia de que ia ter muito trabalho pela frente. Felizmente, tenho uma família extraordinária, que sempre me apoia, e uns amigos não menos extraordinários, que fizeram do meu sonho o deles e juntos temos levado os projetos a bom porto. O meu pai já está lá a tempo inteiro e o pai do Nuno [sócio] também. Alguém que conheci, um dia, para me motivar, disse-me que nos difíceis terrenos do Douro fazem o melhor vinho do mundo, por isso aqui também íremos conseguir fazer boa carne e bom medronho.

Porque escolheram o interior de Castro Marim para implementar este projeto? Eu nasci e vivi em Corte Pequena até aos 14 anos, os meus pais e os pais do nosso associado também nascidos e criados na Serra. Sendo no campo as nossas raízes e dispondo de algumas condições básicas para avançar como os terrenos de família e também habitações que nos permitem ter no campo a nossa segunda casa. Sempre fui otimista e, apesar de todas as críticas não construtivas que Considerando o território fui ouvindo ao longo do tempo, acre- de Castro Marim, com ditei sempre que era possível desen- cerca de 7.000 habitantes, nomeadamente o interior do concelho, qual considera ser o contributo deste projeto para o desenvolvimento local? Se concretizarmos 70 ou 80% da nossa ideia, criamos infraestruturas, criamos postos de trabalho e atraímos investimento. A alavanca está criada e o apoio da câmara tem sido fundamental, com gente que nos ouve e entende aquilo que queremos fazer, partilhando da opinião de que se nada se fizer, rapidamente, as pessoas vão saindo, porque há falta de trabalho e os jovens não têm capacidade financeira para investir. Nós estamos a ter esta capacidade porque somos um pequeno Grupo empresarial e dispomos de meios, sobretudo técnicos e humanos, que nos permitem ultrapassar a enorme


DESENVOLVIMENTO

carga burocrática que está associada a este tipo de investimentos. Temos pela frente PDR2020, DRAPALG, IFAP, APA, CCDR, CÂMARA MUNICIPAL, FINANÇAS, etc. Alguém sozinho, sem uma boa assessoria, dificilmente consegue ir a bom porto. Realmente Portugal ainda beneficia de bons apoios financeiros para estas áreas e em particular para a nossa Região e sem eles não era possível realizar estes investimentos. Não devemos esquecer que nos propomos alcançar objetivos ambiciosos que devemos cumprir, sob pena de penalizações avultadas. Neste sentido, as associações locais deveriam ganhar proximidade com os jovens, com os pequenos produtores, para que conheçam os fundos comunitários e para os apoiar nesse caminho. É muito importante encorajar as pessoas a recorrer aos fundos e a investir. Algumas pessoas com quem tenho falado demostram receio de recorrer aos fundos comunitários, com medo das penalizações. Essas pessoas devem ser esclarecidas, a região beneficia com mais investimento.

Quantas pessoas empregam ou esperam empregar? Neste momento empregamos 2 pessoas a tempo inteiro, até 2020 deveremos contar com 5 a 6 colaboradores, igualmente a tempo inteiro. Têm projetos de crescimento para um futuro próximo? Temos já na Terras do Baixo Guadiana um projeto na área do Turismo, que consiste em passeios de MOTO 4 que, caso seja aprovado, é um investimento para 2018. Percebemos que pode ser interessante levar os turistas a conhecer o interior do concelho e proporcionar-lhes algumas experiências, nomeadamente visitarem os animais (temos ovelhas, porcos, galinhas, cabras). Todos os animais que criamos vão ter em breve o carimbo biológico. Podemos convidar o turista a participar na vindima, a apanhar o medronho, a experienciar a gastronomia local, que é fantástica.… Além disso, estamos muito bem localizados, no meio de três barragens: Odeleite, Beliche e Corte Pequena, onde se po-

dem fazer algumas atividades. No verão, temos a ribeira e consegue-se ir dar um mergulho naqueles pegos que ficam com alguma água. Enfim, existe todo um potencial a ser explorado, que, com a moto 4 seria ideal uma vez que nos permite chegar a sítios de acesso mais difícil. A ideia passa também por fazer passeios temáticos, ou seja, fazer passeios por 2 dias montando um acampamento com todas as condições, onde se poderá através do restaurante do grupo ( ), proporcionar deliciosas experiencias gastronómicas. Sabemos que há público para isto, é uma questão de investir e dar a conhecer. Até 2020 queremos criar também uma pequena fábrica (destilaria) para transformar o medronho, sendo fruta fresca, aguardente ou mesmo compotas. E depois, a cereja no topo do bolo, seria conseguir construir um alojamento, tendo disponível umas 15 a 20 camas, eventualmente com uma colónia de férias para crianças. notícias de

Castro Marim

09’


DESENVOLVIMENTO

Novas unidades hoteleiras para Castro Marim O concelho de Castro Marim tem em curso quatro novas unidades hoteleiras, licenciadas ou em fase de licenciamento – duas em Castro Marim, uma em Altura e outra em Odeleite. O desenvolvimento destes projetos prevê um acréscimo de cerca de 500 camas turísticas no concelho, uma necessidade manifesta com o aumento da ocupação hoteleira no sotavento algarvio. 10’

notícias de

Castro Marim


DESENVOLVIMENTO

“A desburocratização dos processos de licenciamento e o estímulo à iniciativa privada têm promovido o aparecimento de novos investimentos.”

“A desburocratização dos processos de licenciamento e o estímulo à iniciativa privada têm promovido o aparecimento de novos investimentos. Recentemente, lançámos um concurso para a construção de um hotel em Castro Marim, uma lacuna há muito sentida na sede de concelho, rodeada por um património histórico, cultural e natural incomparável e que atraí um número de turistas considerável, que depois se vê obrigado a procurar alojamento fora”, declarou o presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral.

Serão três hotéis rurais, um em Odeleite, no Vale das Gatas, com capacidade para 54 camas, e dois em Castro Marim, na Zambujeira, já contratualizado e com 263 camas, e na Maravelha, também já contratualizado e com 105 camas. Em Altura, já em construção, é um apartamento-edifício, de três estrelas, que contempla 12 apartamentos, 3 espaços comerciais e uma loja/receção. O Eco Hotel da Maravelha é um projeto que vai diferenciar enormemente a oferta turística no Algarve, com bungalows em madeira, um projeto único que criará emprego local já no próximo ano.

Além dos novos empreendimentos turísticos, a autarquia de Castro Marim viabilizou também, em 2016, a ampliação do Praia Verde Boutique Hotel, que consistiu na duplicação da capacidade de alojamento do empreendimento, hoje também um polo de atração no concelho e nomeado na categoria Melhor Boutique Hotel, nos Portugal Travel Awards 2015.

De 18 colaboradores, em três anos, o Boutique Hotel passou para 67 efetivos e para 120 nos períodos mais sazonais. Ainda na área do apoio aos empreendimentos turísticos do concelho, tem o município sido um agente facilitador na dinamização Algarvelux-Construções e Empreendimentos SA. Com esta dinâmica hoteleira, o Município de Castro Marim pretende dinamizar a economia local e o combate ao desemprego. notícias de

Castro Marim

11’


DESENVOLVIMENTO

Candidaturas PORTUGAL 2020 Município de Castro Marim PROJETOS APROVADOS (FEEI - Fundos Europeus Estruturais e de Investimento) PROGRAMA

POSEUR

DESIGNAÇÃO DO PROJETO Infraestruturas de abastecimento de Água em Castro Marim: sub sistema central Estrutura de Salvaguarda do Cordão Dunar da Praia de Altura

FORTOURS INTERREG V-A (Cooperação PortugalEspanha) UADITURS II

Ação PARU #ALGARVEMAISDIGITAL - Promoção das TIC na Administração e Serviços Públicos Candidatura Intermunicipal

CRESC ALGARVE 2020

Construção da Praia Fluvial da Albufeira de Odeleite Unidades de saúde móveis de proximidade 2.ª Fase (candidatura submetida pela ARS) Videomapping no Castelo de Castro Marim Festival de Lucia 2017-2019 Valorização do Castelo de CM ABERTURA DA PORTA ESTE Recuperação e Consolidação do Troço da Muralha da Cerca Abaluartada – Malha Urbana de Castro Marim

PADRE POISE

PEPAL - Programa de Estágios Prossionais na Administração Local

POSEUR

Saneamento nas localidades de Junqueira, Rio Seco e Bernarda – concelho de Castro Marim

AÇÕES

Sub-sistema central de adução e distribuição de água - 1.ª fase Sub-sistema central de adução e distribuição de água - 2.ª fase

VALOR APROVADO/ ELEGÍVEL

TAXA DE COMPARTICIPAÇÃO / FEEI (Fundo Europeu Estrutural e de Investimento)

3.521.832,44

85% Fundo de Coesão

Empreitada relativa a estrutura sobrelevada, que se estenderá ao longo da praia de Altura Criação de um arquivo digital (100 Memórias de Castro Marim) Inventário do Património Imaterial Videomapping no Castelo de Castro Marim Exposição permanente sobre instrumentos de torturas medievais Desenvolvimento de conteúdos - Núcleo da Ordem de Cristo (Intervenção no castelo) Adaptação da zona envolvente à Casa do Sal (Projeto) Caminhos de Santiago - O inicio de um grande caminho Criação de Rede de Transportes Baixo Guadiana Festival de Guitarras de amengo (Paco de Lucía) Comunicação (Caminhos Santiago + Rede Transportes + Festival) Passadiço Pedonal: Manta Rota - Altura Requalicação Urbana do Largo das Portas e Rua Dr. José Alves Moreira Reengenharia e desmaterialização - harmonização e normalização multimunicipal, incorporando as seguintes áreas: atendimento multicanal, arquivo digital, gestão de ocorrências, gestão de eventos Aquisição de solução para arquivo digital Plataforma de gestão documental para desmaterialização dos processos; aquisição de formulários das águas e urbanismo Plataformas mobile para gestão de ocorrências - Instâncias municipais Plataformas mobile para gestão de eventos - Webservice de integração com portais municipais Praia Fluvial de Odeleite

716.302,60

75% Fundo de Coesão

137.814,43

75% FEDER

304.119,68

75% FEDER

45.975,01

65% FEDER

148.214,36

80% FEDER

320.189,39

70% FEDER

Aquisição de uma Unidade de Saúde Móvel

100.000,00

80% FEDER

Criação e Exibição do Vídeo Mapping Organização e promoção do Festival de Lucia Abertura da Porta Este do Castelo (Porta do Mar) - projeto + trabalhos arq. + empreitada

75.952,50 148.177,19 410.250,00

70% FEDER 60% FEDER 70% FEDER

Empreitada relativa ao Troço da Muralha da cerca abaluartada - malha urbana

179.829,00

70% FEDER

Projeto de Requalicação (Monte Francisco) - Tributo a Paco de Lucia Ecovia VRSA - Castro Marim (Ciclovia EM 122 ) 7 Estágios propostos (Recursos Humanos, Património Cultural e Turismo, Sociologia, Engenharia do Território, Direito e Gestão)

287.500,00 368.000,00 66.821,16

70% FEDER 70% FEDER 92% FSE

Execução da obra relativa ao saneamento nas 3 localidades.

1.896.432,55

85 % Fundo de Coesão

Centro de Ciência da Cabra de Raça Algarvia - Centro Multiusos do Azinhal Ações de promoção da Flor de Sal e Sal de Castro Marim Mercadinhos - patrimónios de Castro Marim Alargamento e Refuncionalização do Equipamento - Casa do Sal Autocaravanismo Fase 1: Altura (projeto intermunicipal) TOTAL Requalicação da Rua 25 de Abril Requalicação do Largo do Cabeço Espaço Multifuncional Envolvente à Casa do Sal Gestão e animação urbana Museu da Imaginação TOTAL Painéis interpretativos Concepção e impressão de mapas informativos para os painéis Postes para sinalética Execução do sistema de rega da Várzea de Odeleite Suporte de divulgação e promoção da atividade salineira Ciclovia na EM 125-6 Ciclovia na En122 Ecovia do Algarve "Monte Gordo - Urbanização Retur - EN 125" Implementação de um sistema de bicicletas de uso partilhado (bikesharing) em Altura e Castro Marim Requalicação da Rua da Alagoa - 1ª fase Requalicação da Rua da Alagoa - 2ª fase Implementação de percursos acessíveis na vila de Castro Marim e outros algomerados urbanos do concelho Acessibilidade suave à escola de Altura Requalicação da Avenida 24 de Junho em Altura Ligação suave entre os aglomerados urbanos de Altura e Manta Rota

50.000,00 35.000,00 15.000,00 150.000,00 237.165,69 3.105.919,40 59.955,62 140.000,00 725.000,00 50.000,00 180.000,00 1.154.955,62

PROJETOS CANDIDATADOS (a aguardar decisão)

PADRE

CRESC ALGARVE 2020 Plano de Ação PARU

PDR2020

PP+P Patrimónios e produtos + próximos Sistema de Rega da Várzea de Odeleite

MAR2020

Salineiro - Uma Prossão

PAMUS PRIORIDADE A PAMUS PAMUS PRIORIDADE B

12’

notícias de

Castro Marim

70% FEDER

65 % FEDER

66.712,81

50% FEADER

1.717.170,20 71.032,50 650.000,00 516.600,00 440.000,00 150.000,00 307.500,00 430.500,00 98.400,00 24.600,00 1.225.125,00 98.400,00

100% 85% FEAMP

Variável


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Estão a decorrer os trabalhos de reforço do abastecimento de água ao Rio Seco, prevendo-se a sua breve conclusão.

Reforço do Abastecimento de Água a Rio Seco em conclusão Com a materialização deste investimento vão eliminar-se as dificuldades sentidas pela população local. A adução ao Rio Seco era feita através de uma conduta com diâmetro de 50mm, associada a um reservatório de apenas 30m3 e já com cerca de 30 anos, conjunto que se revelava insuficiente face aos consumos da povoação, nomeadamente na época estival.

Este investimento, de 140.000,00 euros, servirá também as habitações existentes ao lado da nova conduta, designadamente na Horta das Dragas. Os trabalhos deverão ser concluídos no espaço de um mês e vão servir cerca de 80 casas, cerca de 150 pessoas.

notícias de

Castro Marim

13’


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Concluída Repavimentação da Zona a Norte de Altura – 1ª Fase

Foi recentemente concluída a repavimentação da Zona a Norte de Altura, designadamente nas localidades de Casa Alta e Bernarda.

Criar melhores condições de mobilidade e assegurar melhores condições de circulação e segurança rodoviária aos automobilistas, são os principais objetivos desta requalificação. O investimento está integrado na política de requalificação urbana deste município, que tem vindo a melhorar as acessibilidades e rede de drenagem de águas residuais pluviais em todo o concelho.

Foi um investimento de cerca de 230 mil euros, que reabilitou caminhos cujos pavimentos, executados há mais de 20 anos, se encontravam muito degradados, oferecendo poucas condições de segurança aos automobilistas. A via que estabelece a ligação entre a EM 125-6 e a ER 125 (cruzando em passagem superior sobre o acesso à Segue-se agora uma 2ª fase em zonas Via do Infante) foi também alargada que não haviam sido consideradas no projeto inicial. em 70cm. 14’

notícias de

Castro Marim


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Pavimentação da Rua da Arrancada em curso

Trata-se de um investimento de cerca de 95.000 euros, que vai finalmente trazer a qualidade há muito solicitada pelos moradores. Além da pavimentação da rua, presentemente em terra batida, vão ser construídas as infraestruturas de águas, esgotos e pluviais que se justifiquem. Complementarmente, estão também a ser reparadas e repavimentadas zonas degradadas do tapete betuminoso, uniformizando a qualidade geral da rede viária no local e complementando algumas intervenções anteriormente realizadas pelo município e por particulares (Urbanização OliReal).

Estão a decorrer as obras de pavimentação da Rua da Arrancada, no Barrocal, povoação pertencente à freguesia de Altura.

Este investimento está integrado na política de requalificação urbana deste município, que tem vindo a melhorar as acessibilidades e rede de drenagem de águas residuais pluviais em todo o concelho.

notícias de

Castro Marim

15’


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Depois do término do período crítico de combate aos fogos, que assolaram tragicamente o nosso país durante este ano, o Regimento de Engenharia Militar nº 1 reiniciou os trabalhos de reabilitação de caminhos e acessos agrícolas no concelho de Castro Marim, fruto de um protocolo estabelecido em 2016 com a autarquia.

16’

notícias de

Castro Marim

200 Quilómetros de caminhos agrícolas reabilitados Até à data, foram já reabilitados cerca de 200km de caminhos e acessos agrícolas nas freguesias de Odeleite e Azinhal, mas este reinício marca também o arranque de processos de abertura de novos caminhos, instruídos durante estes últimos 10 anos. Todo o equipamento e grupo de trabalho necessários à intervenção são da responsabilidade do Regimento de Engenharia Militar nº 1, sediado em Tancos, ao passo que à Câmara Municipal de Castro Marim compete suportar os custos da alimentação, alojamento e compensação dos militares envolvidos, assim como o fornecimento de combustíveis e materiais necessários à execução dos trabalhos e ao funcionamento do equipamento e viaturas militares utilizadas.

“O concelho de Castro Marim tem uma extensa rede viária rural, cuja manutenção e reabilitação implica uma grande disponibilização de recursos humanos e técnicos que a autarquia não podia comportar. Muitos destes caminhos e acessos não eram reabilitados há mais de uma dúzia de anos. Esta parceria com o Exército Português permitiu-nos intervir em algumas das zonas mais críticas e com maior necessidade e permite agora aos nossos munícipes cultivarem os seus terrenos e recolherem e transportarem os seus frutos”, sublinhou o presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral.


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Requalificação do recreio do Centro escolar de Altura A Câmara Municipal de Castro Marim levou a cabo a requalificação do recreio do Centro Escolar de Altura, com vista à melhoria do espaço.

A intervenção consistiu em diversos trabalhos, que resultam numa clara melhoria das condições de segurança, acessibilidade e conforto do parque, designadamente a ampliação da plataforma pavimentada, construção de rampas de acesso ao espaço, criação de uma estrutura de sombreamento maior, melhoria das condições de saída em caso de emergência. O renovado recreio é também um espaço dotado de grande flexibilidade, constituindo uma estrutura que procura integrar diferentes lógicas de fruição, com zonas de estadia e áreas de jogo.

“Embora o Centro Escolar de Altura, inaugurado em 2009, se apresentasse arrojado na arquitetura e equipado com tecnologia de topo, executado segundo pareceres da Direção Regional de Educação, evidenciou desde logo a necessidade de zonas de sombreamento e a eliminação de alguns elementos construídos em betão. O compromisso assumido em 2013 por este executivo, é agora concretizado [julho de 2017], depois de mais um longo calvário processual. Só esperamos agora uma maior alegria dos profissionais daquele estabelecimento e um convívio mais seguro e livre das crianças que por ali passam”, garantiu sobre esta intervenção a vice-presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Filomena Sintra.

notícias de

Castro Marim

17’


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Largo Manuel Gomes – Tributo a Paco de Lucía em obra e com financiamento aprovado

Como tributo ao eterno génio da guitarra, Paco de Lucía, a Câmara Municipal de Castro Marim está a requalificar o Largo Manuel Gomes em Monte Francisco, de onde era natural a sua mãe, Luzia Gomes.

Com um investimento total de 325.000 euros, a requalificação do Largo Manuel Gomes foi candidatada a financiamento FEDER, enquadrada no Plano de Ação de Desenvolvimento de Recursos Endógenos (PADRE) e aprovada no âmbito do PO CRESC ALGARVE 2020, com um financiamento de 70%. Este tributo a Paco de Lucía nasceu da vontade de ampliar e promover o laço 18’

notícias de

Castro Marim

do “mestre absoluto do flamenco” a Castro Marim, mais especificamente a Monte Francisco, onde viveu a sua mãe, cuja alegria e semblante lusitano sempre o orgulhou e inspirou. A sua ligação às raízes maternas perpetua-se no nome artístico de Francisco Gustavo Sánchez Gomes – Paco de Lucía - e nos álbuns de “Castro Marín” (1981) e “Luzia” (1998).

A requalificação engloba também a já concluída beneficiação dos arruamentos da envolvente (zona nascente). Paralelamente decorreu também a pavimentação dos arruamentos da zona poente da localidade, empreitada avaliada em cerca de 100.000 euros. O Largo Paco de Lucía será um memorial ao guitarrista, que evoca e resgata um pouco da vida e da obra do músico, compositor e intérprete. Está prevista a criação de um espaço pedonal ajardinado, conjugado com peças artísticas, do

pintor Carlos Luz e do escultor Carlos Oliveira, que invocam sensorialmente o artista Paco de Lucía, com alusão ao instrumento que elegeu, a guitarra. No local será ainda instalado um sistema áudio, para disponibilizar aos visitantes o legado musical do génio da guitarra e do flamenco. Com esta vertente de apelo ao nosso lado mais sensorial, este renovado espaço público visa proporcionar, não apenas momentos de lazer, mas um despertar de sentidos. Recorde-se que a Câmara Municipal de Castro Marim tem vindo a trabalhar nesta ligação a Paco de Lucía, com a organização do Festival de Lucía, amadrinhado pela fadista Mariza e que terá em agosto do próximo ano a sua 3ª edição (apoiado pelo PO CRESC ALGARVE 2020, com uma taxa de cofinanciamento de 60% pelo FEDER). Em curso está também a geminação com o município de Algeciras, de Andaluzia, de onde era natural Paco de Lucía e que constituiu também uma das suas grandes fontes de inspiração musical.


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Melhoramento do espaço exterior da Creche e Jardim de Infância de Castro Marim Por razões que se prendiam com a segurança e obras de melhoramento, a Câmara Municipal de Castro Marim encerrou o espaço exterior da Creche e Jardim de Infância de Castro Marim. Por se tratar de equipamentos antigos, com produção já

descontinuada, a sua reparação não foi possível. Na sequência disso, e até à intervenção definitiva, a autarquia de Castro Marim optou por remover os equipamentos existentes, por não se verificarem reunidas as condições de segurança necessárias. notícias de

Castro Marim

19’


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Município de Castro Marim apoiou limpeza da Ribeira da Caroucha O Município de Castro Marim e a Junta de Agricultores da Junqueira celebraram um protocolo de colaboração, que teve por finalidade assegurar a limpeza e a desobstrução da Ribeira da Caroucha, localizada na povoação da Junqueira.

20’

notícias de

Castro Marim

Associação sem fins lucrativos, a Junta de Agricultores da Junqueira tem o objetivo de administrar, explorar e conservar a obra de beneficiação de regadios tradicionais da Ribeira da Caroucha. No âmbito da sua missão, e com o apoio financeiro de 10.000 euros atribuído pela Câmara Municipal de Castro Marim, a Junta de Agricultores procedeu à limpeza e destroçamento de matérias verdes e lenhosas no lei-

to e margens da ribeira, bem como o desenvolver de trabalhos de regularização de fundo e taludes. Com esta iniciativa pretendeu também incentivar a população a estar atenta, procurando manter os cursos de água mais limpos e desimpedidos, promovendo o cuidado na deposição de resíduos sólidos e a remoção seletiva de árvores caídas e infestantes, tais como silvas, que dificultem o escoamento do fluxo de água.


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Reabertura da Piscina Municipal Depois de um período de encerramento para serem efetuadas obras de melhoramento, a Piscina Municipal de Castro Marim reabriu e arrancou em dezembro [2017] com as atividades regulares. Recorde-se que a Piscina Municipal foi encerrada em resultado de uma não conformidade registada nas análises periódicas, mas, dado o reconhe-

cimento de algumas debilidades construtivas e problemas que se prendiam com o uso, cada vez mais frequente, das instalações, a Câmara Municipal de Castro Marim optou por realizar intervenções de vária ordem no equipamento. Foram então realizadas obras nos sistemas de tratamento da água e ar; remodelação do sistema de chuveiros e lava-pés; substituição de madeiras e outros trabalhos de carpintaria; melhoria de pavimentos; pinturas interiores e exteriores; desinfeção total de condutas e arranque da maquinaria.

Para além da utilização escolar (a partir dos 4 anos) e do público em geral (de 2ª a 6ª feira, entre as 10h00 e as 17h00), a Piscina Municipal de Castro Marim oferece diversificadas atividades, que procuram abranger as várias faixas etárias e os interesses dos munícipes: Ao Ritmo dos 60, para pessoas com mais de 55 anos, Escola de Natação, a partir dos 4 anos, Encontros para Bebés, a partir dos 6 meses e até aos 4 anos, e Hidroginástica, destinada a todas as faixas etárias. Pode consultar toda a informação relativa às atividades na Piscina Municipal em www.castromarim.pt. notícias de

Castro Marim

21’


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Candidatura do Sistema de Rega da Várzea de Odeleite O Município de Castro Marim apresentou, no mês de maio, uma candidatura, para obtenção de fundo comunitário, para uma desejada obra, há mais de 20 anos, da responsabilidade da administração central, designadamente para a construção do sistema da rede de rega da Várzea de Odeleite, no âmbito da medida 3.4.1 “Desenvolvimento do regadio eficiente”, do programa PDR2020.

Agricultura, a Cooperativa Agrícola e de Rega de Odeleite, e a DGRADR -Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, assumindose o Município de Castro Marim, por impossibilidade dos demais reunirem condições mínimas para a sua concretização e operacionalização. Desencadearam-se vários contactos e reuniões, de onde resultou uma vontade expressa de todas as partes, e os processos necessários para reunir os elementos instrutórios ínsitos. A área total a beneficiar pelo sistema será aproximadamente de 132 hectares, de acordo com o delimitado pelas entidades competentes, situando-se a jusante da Barragem e desenvolvendo-se ao longo da Ribeira de Odeleite. A construção da rede de rega permitirá dar resposta a um antigo ansejo da população, desde a construção da barragem de Odeleite nos anos 90, e melhorar as condições de produção dos agricultores daquela área, permitindo inclusivamente a diversificação de culturas.

A Barragem de Odeleite, inaugurada em 1997, depois de anos de construção, destinar-se-ia a abastecimento de água para consumo humano, função que sobejamente tem assumido nestas décadas, e para sistemas de rega. Dela depende o Aproveitamento Hidroagrícola do Sotavento Algarvio, que beneficia uma área de cerca de 8.600 22’

notícias de

Castro Marim

hectares de terrenos agrícolas, dos concelhos de Castro Marim, Tavira, Vila Real de Santo António e Olhão, mas paradoxalmente não integra os terrenos a jusante da ribeira. O processo de candidatura iniciou-se em março deste ano, numa estreita parceria entre a Direção Regional de

A candidatura reúne as melhores condições para aprovação. Se merecer Castro Marim, e a sua população, a aprovação de projeto tão importante, ainda que tão frágil, terá ainda de ajustar o projeto de execução, elaborar caderno de encargos e preparar programa de concurso. O financiamento, a ser aprovado, cifrar-se-á numa ajuda pública de 100%, com uma estimativa de investimento na ordem dos 1,7 milhões de euros (1 717 170,20€).


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Melhoramentos da Casa da Música de Castro Marim Espaço de formação por excelência, a Casa da Música de Castro Marim, atualmente cedida como sede da Banda Musical Castromarinense, foi alvo de obras de remodelação e melhoramento pela Câmara Municipal. Os trabalhos incidiram na transformação das duas salas do segundo piso do edifício num único espaço, mais amplo e que servisse as necessidades da Banda Filarmónica, que passará agora a usar esta área para a escola de música. Além da demolição das antigas estruturas, toda a iluminação foi substituída por LED, com menores consumos energéticos. A autarquia de Castro Marim, que desde sempre reconhece a importância da música na educação das crianças e jovens e o seu essencial papel na

oferta cultural do concelho, continua a trabalhar na melhoria deste espaço, tendo já em execução um projeto para solucionar um antigo problema de infiltrações. Subjacente a esta obra está uma das políticas sociais e educativas do município, que investe na formação musical, quer a nível profissional, quer a nível de públicos, valorizando os benefícios da música para os cidadãos e para a oferta cultural do concelho. A título de exemplo, refiram-se iniciativas como a animação de verão em Altura, que leva a palco a cultura musical local, a promoção das atuações espontâneas da Banda Musical Castromarinense nas Praias do concelho e a realização de grandes eventos como o “Palco do Acordeão” ou o “Festival de Lucía”.

“Iniciativas como estas, de valorização do património e dos recursos locais, abrem caminho à sustentabilidade económica, mas são sobretudo um grande estímulo social, reforçando a identidade e a autoestima da comunidade e potenciando assim uma maior e unificada projeção do território”, realça o presidente do Município, Francisco Amaral. notícias de

Castro Marim

23’


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Depois de um empenhado processo de licenciamento do Lar e Centro de Dia de Altura, em que o município de Castro Marim garantiu todo o apoio técnico, a autarquia libertou, no final de setembro de 2017, mais um apoio financeiro de 100.000 euros à Associação de Solidariedade Social Cegonha Branca.

24’

notícias de

Castro Marim

Autarquia apoia construção do Lar de Altura A autarquia voltou assim a assumir o seu compromisso de apoio a concretização deste projeto, depois de ter cedido o terreno para a sua construção (2001), de ter já apoiado financeiramente, em cerca de 100.000 euros, a construção da estrutura do futuro Lar (2008) e de ter celebrado, com a Cegonha Branca, um protocolo de colaboração técnica, que visava a preparação e o lançamento do concurso público para a construção do equipamento.

Parada desde 2008, altura em que foi construída a estrutura, por não serem aprovadas sucessivas candidaturas a financiamentos, a Associação Cegonha Branca decidiu, o ano passado, reativar o projeto, resolução apoiada pela câmara municipal de Castro Marim, por entender que este é um investimento necessário ao concelho, que colmatará algumas lacunas na resposta social atualmente disponível.


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Obras em adjudicação Obras em Fase de Preparação ou Aprovação do Procedimento PréContratual • Resselagem do Pavimento no Caminho Municipal 1132 • Reposição de Pavimentos Resultantes de Abertura de Valas em Vários Locais do Concelho

Obras em Fase de Procedimento PréContratual • Subsistema Central de Adução e Distribuição de Água - 2ª Fase • Centro de Atividades Náuticas na Barragem de Odeleite • Pavilhão Municipal de Castro Marim - Execução de Obras de Reparação e Manutenção no Âmbito de Isolamentos e Impermeabilizações • Repavimentações em Casa Alta, Barrocal e Rua António Aleixo – Altura

Obras contratadas • Caminho de Acesso e Vedação do Reservatório de Água da Junqueira • Consolidação da Estrutura Viária de Altura - Conclusão e Beneficiação da Artéria Norte/Sul - 1.ª Fase • Estação e Conduta Elevatórias de Águas Residuais Domésticas em Bernarda

notícias de

Castro Marim

25’


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

• Repavimentação de Arruamentos em Odeleite • Coletor de Esgotos Zona Sul de Altura • Abastecimento de Água a Cortelha • Abastecimento de Água a Pisa Barro de Baixo, Pisa Barro de Cima, Matos e Soalheiras • Estrutura de Salvaguarda do Cordão Dunar da Praia de Altura (Passadiço - Manta Rota - Altura) • Reforço de Pressões no Barrocal – Altura • Remodelação da Estação Elevatória de Águas Residuais Poente da Quinta do Sobral • Ampliação e Beneficiação do Sistema de Saneamento Básico de Rio Seco e Zona Envolvente • Ampliação e Beneficiação do Sistema de Saneamento Básico da Junqueira e Zona Envolvente

Projetos em elaboração Projetos em elaboração • Arranjo Paisagístico do Cais de Foz de Odeleite • Requalificação da Rua da Alagoa 1.ª Fase - Troço Sul • Ciclovia EN 122 - Troço Castro Marim / VRSA • Ciclovia EM 125-6 - Troço Espargosa / Praia Verde • Requalificação da Área de Serviço de Autocaravanas - Castro Marim • Espaço Multifuncional Envolvente à Casa do Sal 26’

notícias de

Castro Marim

• Requalificação do Castelo de Castro Marim - Reabertura da Porta Este • Ampliação e Remodelação do Edifício da UOGAF – Contabilidade • Repavimentação de Arruamentos no Azinhal • Requalificação do Espaço de Recreio da Creche/Jardim de Infância de Castro Marim

Projetos concluídos • Reabilitação e Ampliação da Escola de Monte Francisco (Capela) • Abastecimento de Água e Drenagem de Águas Residuais aos Apoios de Praia (Retur e Cabeço) • Alteração do Traçado Coletor de Águas Residuais de S. Bartolomeu • Guest House de Odeleite • Área de Serviço de Autocaravanas de Altura • Obras de Urbanização do PP1 de Altura - Rua G • Coletor Pluvial - Bacia B4 para o Ribeiro do Álamo – Altura • Forte de S. Sebastião Requalificação do Largo do Cabeço • Recuperação e Consolidação do Troço de Muralha da Cerca Abaluartada Localizado na Malha Urbana de Castro Marim • Reformulação de Colector na Av. 24 de Junho, em Altura • Sistema de Recloragem Subsistema Norte


INVESTIMENTOS/ OBRAS MUNICIPAIS

Obras Municipais

Requalificação do espaço de deposição de resíduos na Alagoinha, Altura, na Quinta do Sobral e nos acessos à Praia do Cabeço

Reparação da escada de acesso ao Castelo de Castro Marim

Colocação de lava-pés na praia da Altura (integrado na 1ª fase da requalificação da frente mar)

Colocação de wc na praia da Altura (integrado na 1ª fase da requalificação da frente mar)

Requalificação da entrada da Urbanização Quinta do Sobral

Reparação de caminhos rurais em Junqueira, Barrocal, Cerro do Enho, Sítio da Picarça e Pisa Barro de Baixo

Cedência de instalações para a sede da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens

Ampliação do Cemitério de Castro Marim

Substituição de palmeiras infetadas com rhynchophorus ferrugineus e plantação de novas espécies

notícias de

Castro Marim

27’


AÇÃO SOCIAL E SAÚDE

Amadeu Chaves, presidente da Associação Cegonha Branca Criada em 2001, a Associação Cegonha Branca é uma Instituição Particular de Solidariedade Social. Os seus principais objetivos passam pelo apoio às crianças, jovens e idosos, quer na integração, quer na proteção em situações de risco ou carência. Atualmente é a entidade gestora do Centro Infantil de Altura e avança agora com o antigo projeto do Lar e Centro de Dia de Altura. Parado desde 2008, por não serem aprovadas sucessivas candidaturas a financiamentos, a Associação assume agora este investimento, resolução apoiada pela Câmara Municipal de Castro Marim.

de prioridade de intervenção elevada. O isolamento, associado ao aumento da esperança média de vida, o crescimento de formas de organização familiar atípicas, ou mesmo a diminuição verificada nas redes formais ou informais de solidariedade, cria novas formas de dependência que obrigam à criação de novas respostas sociais. É com este enquadramento que é criada a Associação Cegonha Branca com o projeto para a implementação do Lar de Idosos, Centro de Dia e Apoio Domiciliário, na freguesia de Altura. Comecemos pela história da Associação Cegonha Branca, que iniciou o seu percurso há 17 anos. O que desencadeou a constituição desta Associação? Quais os objetivos? 28’

notícias de

Castro Marim

Já à altura, falamos no ano 2000, segundo o Diagnóstico Social do Concelho de Castro Marim, era referido que um dos principais problemas do concelho eram as respostas sociais para idosos, assumindo na escala hierárquica de prioridades um carácter

Sobre a criação do Lar e Centro de Dia, cujo terreno para a sua construção foi doado pela câmara municipal no ano de 2001, o que tem travado o desenvolvimento deste processo?


AÇÃO SOCIAL E SAÚDE

Presidente e vice-presidente da Associação, Amadeu Chaves e Luís Agostinho

Assegurado o terreno por doação do Município de Castro Marim, numa área de cedências para infraestruturas sociais, foi em Outubro de 2007 consignada a obra de construção da “Estrutura e Betão Armado” do Lar e Centro de Dia. Esta fase viria a terminar em Julho de 2008 e nela foram investidos 557.829,00 euros, sendo que o Município de Castro Marim contribuiu com 103.982,40 euros e o restante foi proveniente de capitais próprios. Parado desde 2008, ao não serem aprovadas sucessivas candidaturas a financiamentos comunitários e atendendo ao investimento já efetuado, com construção da estrutura e betão armado , foram reiniciados em 2012 os procedimentos com vista à finalização da obra. Processo moroso, atendendo a que houve que conciliar novas diretrizes

legislativas com uma estrutura já construída. Finalmente e após vários percalços, não a nós imputáveis e sucessivamente ocorridos com este projeto, estamos com a obra adjudicada e iniciada, sendo o prazo previsto para a conclusão da mesma Março de 2019. Quais as perspetivas para esta fase de arranque? Em termos financeiros, para a persecução da fase de construção da obra que agora decorre, dispomos de 100.000,00 euros recentemente atribuídos pelo Município de Castro Marim, a promessa de mais 199.633,20 euros com o desenvolvimento da obra e capitais próprios. Face ao custo previsto, os recursos existentes estão aquém do necessário, pelo que se está a preparar uma can-

didatura a apoio financeiro ao CRESC Algarve 2020- Plano de Dinamização Investimento de Proximidade. Para tal, e nos contactos preliminares, temos sido assessorados pelo Município de Castro Marim. Fale-nos das valências deste Lar e Centro de Dia. O que vai oferecer? Qual será a capacidade máxima de utentes? Conteúdo programático constituído por 26 quartos, em que 6 são individuais, 15 duplos e 5 triplos, com capacidade para 51 utentes residentes (unidade funcional até 60 residentes). Propõe-se o funcionamento simultâneo de Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário. Será complementado com gabinete médico e de enfermagem, sala de monotícias de

Castro Marim

29’


AÇÃO SOCIAL E SAÚDE

vimentação, salas de atividades ocupacionais, salão de estar e bar, sala de refeições, cabeleireiro, piscina interior, vestiários e duches, jardim. Estão previstos entre 25 a 30 postos de trabalho.

Em Agosto de 2004 a gestão do Centro Infantil de Altura foi transferida para a Associação Cegonha Branca, mantendo esta toda a estrutura e compromissos, quer com os funcionários, quer com os utentes.

A Cegonha Branca gere também o Centro Infantil de Altura. Quais as dificuldades com que se depararam quando assumiram a gestão deste espaço? Na sequência da doação, em 2001, pelo Município de Castro Marim, do terreno para a implantação do Lar e Centro de Dia de Altura, por conjuntura processual, nele estava inserido o Centro Infantil de Altura. Esta estrutura era gerida em comodato pela Santa Casa da Misericórdia de Castro Marim.

Atualmente, o Centro Infantil de Altura dá resposta a quantas crianças? E quantos postos de trabalho assegura? O Centro Infantil de Altura está licenciado para 132 crianças, 57 em creche e 75 em pré-escolar. Atualmente tem uma ocupação de 124 crianças e está aberto todo o ano. No estabelecimento prestam serviço 22 funcionárias, 6 educadoras de infância, 12 ajudantes de ação educativa, 3 funcionárias de cozinha e 1 administrativa.

“Finalmente e após vários percalços, não a nós imputáveis e sucessivamente ocorridos com este projeto, estamos com a obra adjudicada e iniciada, sendo o prazo previsto para a conclusão da mesma Março de 2019.”

30’

notícias de

Castro Marim

O que falta fazer? Além do Lar e Centro de Dia de Altura, têm outros projetos em vista para o futuro próximo? A Associação Cegonha Branca, embora com objetivos alargados, propõe-se criar e manter o Centro Infantil de Altura e o Lar e Centro de Dia de Altura. Sendo um facto adquirido a já existência do Centro Infantil, tem sido batalha do órgão diretivo desta associação a construção do Lar de Altura. Quanto a este desígnio, a realidade do país fez-nos constatar que embora existindo a necessidade imperiosa de respostas sociais para idosos, demonstrada no Diagnóstico Social e do empenho desenvolvido pela Associação Cegonha Branca, apoiado pelo Município de Castro Marim, não tenham as enumeras candidaturas apresentadas, merecido o parecer positivo de apoio financeiro.


AÇÃO SOCIAL E SAÚDE

Autarquia apoia melhoria das condições habitacionais A Câmara Municipal de Castro Marim tem vindo a desenvolver e a reforçar políticas sociais que promovem a melhoria da qualidade de vida dos castromarinenses que vivem em situações de carência, pobreza ou exclusão social. Neste âmbito, e entre muitas outras medidas, a autarquia tem apoiado a melhoria das condições habitacionais de munícipes com comprovada carência económica.

Esta medida pode ser concedida através de um apoio financeiro a fundo perdido ou pela realização de pequenas obras de conservação ou beneficiação, diretamente pela Câmara Municipal, nomeadamente trabalhos de construção civil, instalações elétricas e redes prediais de abastecimento de água e águas residuais domésticas. A melhoria das condições habitacionais insere-se num vasto conjunto de medidas sociais e de saúde promovidas pela Câmara Municipal de Castro Marim e que visam melhorar a qualidade de vida e o bem-estar das famílias

desfavorecidas do concelho, tais como o transporte para consultas ao médico, a rede de transportes coletivos “Castro Marim Mais Perto”, o serviço de ajuda domiciliária “Castro Marim Consigo”, os subsídios de incentivo à natalidade, o cartão do idoso e a atribuição de bolsas de estudo. Pode conhecer todas as políticas de ação social do Município de Castro Marim no site da Câmara Municipal – www.cm-castromarim.pt - no menu Município > Ação Social > Programas, ou dirigirse ao serviço de Ação Social, sediado na Rua Dr. José Alves Moreira, em Castro Marim. notícias de

Castro Marim

31’


AÇÃO SOCIAL E SAÚDE

Saúde É… Partilhar Afetos Membro da Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis desde 2016, Castro Marim foi destacado no 20º aniversário deste organismo (novembro de 2017), pelas boas práticas que tem conduzido e implementado em prol da saúde e da qualidade de vida dos seus munícipes. A autarquia de Castro Marim tem vindo a desenvolver mais auxílios e políticas sociais, algumas inovadoras a nível nacional, como o programa municipal de combate à obesidade, já com mais de 150 utentes. Outra das iniciativas de maior sucesso e com enorme melhoria da qualidade de vida dos envolvidos foi o programa de ces-

32’

notícias de

Castro Marim

A Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis, que promove um conjunto de iniciativas para dar a conhecer o trabalho que desenvolve e estreita a cooperação entre os associados, lançou uma publicação onde destaca as iniciativas e programas que se destacam entre 47 municípios parceiros.

Entre um amplo conjunto de iniciativas, medidas e programas implementasão tabágica, que totaliza atualmente dos no território castromarinense, nas cerca de 290 utentes e regista uma mais diversas áreas, foram destacados: taxa de sucesso na ordem dos 85%. O compromisso de continuar a promo- - Programa de Combate à Obesidade ver o bem-estar e qualidade de vida - Programa “Ao Ritmo dos 60…” das famílias, é assumido pelo presi- - Programa de Combate ao Tabagismo dente da Câmara Municipal de Castro - Unidade Móvel de Saúde Marim, Francisco Amaral, como uma - Workshops de Educação Ambiental prioridade. nas Praias


AÇÃO SOCIAL E SAÚDE

Castro Marim recebeu quinto galardão da “Autarquia + Familiarmente Responsável” No passado dia 29 de novembro, o Município de Castro Marim voltou a ser distinguido, pela 5ª vez consecutiva, com o galardão “Autarquia + Familiarmente Responsável”, numa cerimónia que decorreu em Coimbra, no Auditório da Fundação CEFA. Recebeu uma Bandeira com Palma, que assinala a continuidade das iniciativas e medidas sociais aqui desenvolvidas.

A bandeira, entregue pelo secretário de estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, foi recebida pela adjunta do presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Nélia Mateus, juntando-se o Município de Castro Marim a mais 60 municípios portugueses premiados pelas melhores políticas sociais e de apoio às famílias, numa iniciativa promovida pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas.

cional, como o programa municipal de combate à obesidade, já com mais de 150 utentes. Outra das iniciativas de maior sucesso e com enorme melhoria da qualidade de vida dos envolvidos foi o programa de cessão tabágica, que totaliza atualmente cerca de 290 utentes e regista uma taxa de sucesso na ordem dos 85%.

nas mais diversas áreas, destacamos o programa municipal de financiamento ou realização de obras de reabilitação em habitações das famílias mais carenciadas; a isenção do pagamento do projeto de obras e das taxas urbanísticas; a habitação social, destinada aos munícipes que não tenham habitação própria e não possuam bem e/ou rendimento que lhes permita a aquisição de uma, em regime livre ou em regime de arrendamento; a atribuição de bolsas de estudo para estudantes do ensino secundário e superior; os auxílios económicos atribuídos a alunos do ensino básico pertencentes a agregados familiares de fracos rendimentos, para aquisição de material escolar; o transporte escolar gratuito; a pioneira Unidade Móvel de Saúde, com atendimento médico. Atendendo ao flagelo do desemprego, a autarquia pode ainda apoiar as famílias mais carenciadas no pagamento de parte do arrendamento. O Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, em parceira com Instituto da Segurança Social, e acompanha, reconhece e divulga a tomada de medidas facilitadoras da vida às famílias que vivem nas autarquias portuguesas.

Este reconhecimento de “Autarquia + Familiarmente Responsável” é fruto de um esforço conjunto de várias áreas, não só na de apoio direto às famílias, mas também no âmbito do urbanismo, educação e formação, transportes, saúde, cultura, desporto e habitação.

O compromisso de continuar a promover o bem-estar e qualidade de vida das famílias, é assumido pelo presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral, como uma prioridade. A autarquia de Castro Marim tem vindo a desen- Entre um amplo conjunto de iniciativolver mais auxílios e políticas so- vas, medidas e programas implemenciais, algumas inovadoras a nível na- tados no território castromarinense, notícias de

Castro Marim

33’


AÇÃO SOCIAL E SAÚDE

Rastreio às doenças da pele depois da época balnear A Câmara Municipal de Castro Marim promoveu, de 18 a 20 de outubro, um rastreio gratuito de doenças de pele. De caráter gratuito, esta iniciativa, que passou pelas quatro sedes de freguesia do concelho, avaliou cerca de 200 pessoas, dando particular atenção às lesões cancerígenas e précancerígenas. Com a prestimosa e voluntária colaboração da médica dermatologista Dra. Manuela Aguiar e das enfermeiras Cristina Macedo e Ana Paula, o rastreio dermatológico desdobrase em duas ações, a primeira, em meados de maio, debruça-se também sobre os cuidados a ter com a exposição ao sol, numa campanha de sensibilização para a época balnear. Nesta ação, que decorre depois do encerramento da época balnear, foram diagnosticadas algumas doenças de pele, agora medicadas e orientadas. As lesões pré-cancerígenas (queratoses actínicas) detetadas foram tratadas no local com azoto líquido, para evitar sobrecarregar o serviço de dermatologia do Centro Hospitalar do Algarve, para onde são encaminhadas as lesões tumorais encontradas. Esta iniciativa, integrada nas políticas de saúde e ação social do município de Castro Marim, é apoiada pela Administração Regional de Saúde do Algarve e pelo Agrupamento de Centros de Saúde do Sotavento. 34’

notícias de

Castro Marim

200 Pessoas apoiaram prevenção do Cancro da Mama em Caminhada Solidária No âmbito do Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama, realizou-se, no dia 29 de outubro, em Castro Marim, uma Caminhada Solidária, à qual aderiram duas centenas de pessoas. Os contributos angariados com a inscrição dos participantes, 2 euros por pessoa, destinaram-se à Associação Oncológica do Algarve. A iniciativa partiu do Grupo de Amigos da Caminhada de Castro Marim, foi apoiada pela Câmara Municipal e insere-se na “Onda Rosa”, conjunto de atividades dinamizadas a nível nacional, entre 15 e 30 de outubro, com o objetivo de incentivar à prevenção e diagnóstico precoce do cancro da mama. Depois do cancro da pele, também uma preocupação deste município, que promove anualmente dois rastreios (pré e pós balnear), o cancro da mama é o tipo de cancro mais comum entre as mulheres. Em Portugal são anualmente detetados cerca de 4500 novos casos de cancro da mama e cerca de 1500 mulheres morrem com esta doença.

No dia 30 de outubro, na apresentação do livro “Elza, minha luz”, foi entregue, à presidente da Associação Oncológica do Algarve, Maria dos santos Pereira, o cheque, de cerca de 400 euros.


EDUCAÇÃO

Com o intuito de premiar o mérito e reconhecer a excelência dos alunos do concelho, resultado de muitas horas de trabalho e de dedicação ao estudo, a Câmara Municipal de Castro Marim distingue, anualmente, os melhores alunos da Escola EB/2,3 de Castro Marim. No ano letivo 2016/17 foram 17 os premiados e, no último fim-de-semana de julho, visitaram a Cidade Invicta.

Câmara Municipal premiou os melhores alunos da Escola E.B. 2.3 de Castro Marim com viagem ao Porto No Porto, cidade de onde derivou o nome de Portugal, conhecida como a capital do Norte e Património da Unesco desde 1996, o grupo visitou os grandes ícones turísticos, como a Estação de S. Bento, a Rua de St. Catarina, Cais da Ribeira, Fundação Serralves, Torre dos Clérigos, Casa da

Música, Cruzeiro das 6 Pontes, entre outras experiências que puderam vivenciar. Para a Câmara Municipal, esta viagem, além de distinguir os melhores alunos, permite que estes trabalhem e valorizem a sua aquisição de conhecimentos e enriquecimento cultural. notícias de

Castro Marim

35’


EDUCAÇÃO

Município na atribuição de Bolsas de Excelência a estudantes da UAlg O Município de Castro Marim aceitou o repto da Universidade do Algarve na atribuição de Bolsas de Excelência académica a estudantes, residentes no concelho, que tivessem ingressado este ano letivo na faculdade, com média igual ou superior a 15 valores.

A Câmara Municipal de Castro Marim está a trabalhar numa proposta, para outras bolsas de excelência, que abranja estudantes que, por algum motivo, preferência ou inevitabilidade, tiveram que ir para outras Universidades.

As Bolsas de Excelência tiveram o apoio de 42 entidades de diversas áreas, como turismo, banca, saúde, imobiliário, comércio e serviços, além da adesão dos municípios de Castro Marim e Lagoa.

As Bolsas de Excelência pagarão integralmente a propina do 1º ano de licenciatura, ou de mestrado integrado, aos cinco melhores alunos provenientes de Castro Marim. Esta iniciativa visa fixar os melhores estudantes do País nesta região, ajudando a suportar os seus encargos, especialmente quando estes têm de se deslocar para fora das respetivas residências.

Esta iniciativa, cuja edição foi inspirada na obra «vamos Comprar um Poeta», de Afonso Cruz, pretende promover o livro como ferramenta fundamental no desenvolvimento cognitivo e na aquisição de conhecimentos por parte das crianças e jovens, estimulando o desenvolvimento do pensamento crítico e contribuindo de forma inequívoca para cidadãos melhor preparados para os desafios do futuro.

Escolas do Baixo Guadiana participaram em Concurso de Leitura em Castro Marim

36’

notícias de

Castro Marim

Decorreu na Biblioteca Municipal de Castro Marim, no dia 13 de junho, o 3º Concurso de Leitura do Baixo Guadiana, que reuniu cerca de 30 alunos das escolas dos três concelhos - Alcoutim, Castro Marim e Vila Real de Santo António.

A Câmara Municipal de Castro Marim ofereceu aos vencedores desta edição, alunos da Escola de Cacela, cheques-livro nos valores de 75€, 50€ e 25€, respetivamente do 1º ao 3º lugar – Luís Parra, Diogo Lourenço e Rui Cruz. O 3º Concurso de Leitura do Baixo Guadiana foi promovido pela Rede de Bibliotecas Escolares e pela Rede de Bibliotecas do Baixo Guadiana e com os agrupamentos escolares dos 3 concelhos.


EDUCAÇÃO

Autarquia de Castro Marim ofereceu Livros de Fichas a todos os alunos do 1º Ciclo Neste novo ano escolar, o Governo atribuiu, pela primeira vez, os manuais escolares a todos os alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico (1º, 2º, 3º e 4º anos), o que não incluiu os livros de fichas, necessários ao bom funcionamento do ensino em sala. Na sequência desta medida, a Câmara Municipal de Castro Marim, que no ano anterior comprava diretamente

todos os livros do 2º ao 4º ano do 1º ciclo, adquiriu os referidos livros de fichas (Português, Matemática, Estudo do Meio e Inglês) para todos os alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico que residissem no Concelho e que frequentassem estabelecimentos de ensino dentro ou fora do mesmo. No total, foram abrangidos cerca de 200 alunos.

Desenvolvida no âmbito da ação social escolar do Município de Castro Marim, esta medida pretende combater a exclusão social e promover a igualdade de oportunidades no acesso escolar. No âmbito das medidas de ação social escolar do Município de Castro Marim estão também a atribuição de bolsas de estudo aos alunos de agregados familiares mais desfavorecidos residentes no concelho de Castro Marim, matriculados e inscritos em estabelecimentos do ensino Secundário e Superior, o financiamento de refeições a todos os alunos dos escalões A e B do 1º Ciclo, assim como auxílio económico para aquisição de material escolar do 1º ao 3º Ciclo do Ensino Básico. notícias de

Castro Marim

37’


CULTURA E EVENTOS

Tributo ao Moleiro no 4.º Encontro Etnográfico Amendoeiras em Flor em Altura O 4º Encontro Etnográfico Amendoeiras em Flor, que decorreu no dia 29 de julho em Altura, fez este ano uma homenagem à figura do “moleiro”, no âmbito do “Tributo ao Povo”, que tem conduzido a realização de todas as edições. Depois de um desfile etnográfico pelas ruas de Altura, os grupos - Grupo Coral da ADASA (Santo Amador - Moura), Rancho Folclórico de Biscainho (Coruche), Rancho Folclórico “Os Avieiros” do Escaroupim (Salvaterra de Magos) e Grupo Etnográfico “Amendoeiras em Flor” (Altura) – subiram a palco, num evento de casa cheia. A iniciativa foi organizada pelo Grupo Etnográfico “Amendoeiras em Flor”, com a colaboração da Câmara Municipal de Castro Marim, Direção Regional de cultura do Algarve, Junta de Freguesia de Altura e apoio do comércio local.

Mercado de Castro Marim acolheu exposição de Bonecas de Trapo A exposição de bonecas de trapo “Entre Memórias e Retalhos”, coleção particular de Maria Cândida Duro Nunes Justo, foi inaugurada, no dia 14 de junho, no mercado local de Castro Marim.

Foram 56 bonecas de trapo, pelas mãos da artesã, que habilmente cose os panos e junta os retalhos das memórias de outros tempos, mantendo viva uma arte intemporal, intimamente ligada à infância das gerações mais velhas.

Iniciativa da Câmara Municipal de Castro Marim e Empresa Municipal Novbaesuris, “Entre Memórias e Retalhos” esteve patente até meados de agosto. 38’

notícias de

Castro Marim


CULTURA E EVENTOS

Santos Populares no cartaz turístico de Castro Marim

Como manda a tradição, o Município de Castro Marim encheu-se de manjericos e perfumou-se com alecrim. Durante o mês de junho, o concelho de Castro Marim trabalhou afincadamente para o já tradicional Concurso de Mastros, este ano na sua 18ª edição.

sia de Castro Marim e pela Banda Musical Castromarinense.

Foi na véspera do Dia do Município, 23 de junho, no dia do célebre Arraial de São João, que se conheceram os vencedores. Estiveram a concurso 9 mastros, frutos do trabalho de clubes e associações locais. Sagraram-se então vencedores o Clube de Junqueira (1º), a Associação Recreativa, Cultural e Desportiva dos Amigos de Alta Mora (2º) e, num honroso empate na 3ª classificação, a Associação Amendoeiras em Flor e a Associação Social da Freguesia de Odeleite. Outro dos momentos altos do Arraial de São João, que reúne anualmente centenas de castromarinenses e outros tantos convivas, são as marchas populares, protagonizadas pela Junta de Fregue-

O Arraial foi precedido pela abertura da exposição de trabalhos da Universidade do Tempo Livre (UTL), no mercado local de Castro Marim, e pelo desfile “Ateliê Arte & Património”, protagonizado pelas formandas dos vários cursos. O XVIII Concurso de Mastros foi uma organização da Câmara Municipal de Castro Marim e contou com a colaboração das associações e clubes locais: Associação Cultural “Amendoeiras em Flor”, Associação Recreativa e Cultural dos Amigos de Alta Mora, Associação Social da Freguesia de Odeleite, Campesino Recreativo Futebol Clube, Casa do Povo do Azinhal, Associação Recreativa e Cultural do Azinhal, Clube de Junqueira, Grupo Desportivo e Cultural de Rio Seco, “Mito Algarvio” – Associação de Acordeonistas do Algarve e Sociedade Recreativa e Popular /Banda Musical Castromarinense. notícias de

Castro Marim

39’


CULTURA E EVENTOS

Dia do Município homenageou o legado de sal Celebrou-se no dia 24 de junho, o nosso feriado municipal. “Uma Terra com História”, Castro Marim homenageou este ano o seu legado de sal, conhecido como “o melhor sal do mundo”, num dia em que foi também reconhecido o trabalho, esforço e dedicação dos funcionários autárquicos com mais de 25 anos de serviço e o mérito dos alunos do Agrupamento de Escolas de Castro Marim.

40’

notícias de

Castro Marim

Aos 20 melhores alunos de 2016/17 foram entregues diplomas de mérito, em madeira, gravados pela “Tangerina Colorida”, e bonecas de tricô, feitas e personalizadas artesanalmente pela “Tecelã”. Foram ainda premiados, à semelhança de anos anteriores, com uma viagem, desta vez ao Porto. Ao reconhecimento dos melhores alunos, seguiram-se as homenagens aos 28 funcionários com mais de 25 anos de trabalho na Câmara Municipal de Castro Marim e a cinco salineiros,


CULTURA E EVENTOS

considerados aqueles que, num passado recente, revitalizaram a atividade salineira que hoje dignifica o nome de Castro Marim. Depois da sessão solene foi inaugurada a exposição de fotografia “Paisagens Sal a Sul”, na Casa do Sal, um retrato

da paisagem de sal que é Castro Marim, numa combinação entre a fotografia aérea, o retrato e a interpretação literária de Ana Amorim Dias, escritora e também autora de uma das “marcas” da Casa do Sal, a inspiradora frase “Porque a Sul, com todo o Sol, a vida tem muito mais Sal”. O grande objetivo desta exposição foi enobrecer o legado de sal de Castro Marim, que, com a força e o entusiasmo de muitas personalidades, é presente e futuro do desenvolvimento no concelho, motivo de orgulho e distintivo de qualidade que tem levado o nome de Castro Marim além-fronteiras. As comemorações terminaram no Revelim de St. António, com concerto dos “Ala dos Namorados”, que emocionou o público que enchia o auditório deste irrepreensível palco.

notícias de

Castro Marim

41’


CULTURA E EVENTOS

Junta de Freguesia de Altura comemorou 24º aniversário

Ainda jovem, do ponto de vista burocrático, a freguesia de Altura, que antes pertencia à junta de freguesia de Castro Marim, comemorou no dia 11 de junho, o seu 24º aniversário. A cerimónia, que decorreu na sede do Clube Recreativo Alturense, teve casa cheia, numa homenagem também a personalidades e instituições que têm contribuído, com o seu tempo, trabalho e dedicação, para que Altura cresça também à mercê da sua fabulosa praia, nas áreas da cultura, desporto e educação, contribuindo para que este seja não só um dos destinos turísticos mais procurados do Algarve, como também um dos melhores sítios para se viver.

jovens deste território, o jovem pianista Miguel Carvalho, pela entrega e paixão que dedica ao estudo do piano, consolidadas no mediático programa da RTP “Got Talent Portugal” (2016), o acordeonista Hugo Madeira, aluno da escola de acordeão da Associação Mito Algarvio, com apenas 10 anos e vencedor da categoria “National Trophy 10 and under”, inserida no Troféu Mundial de Acordeão, e o Clube Recreativo Alturense, com um percurso destacado na área do despor-

Neste 24º aniversário a junta de freguesia destacou então o notável e reconhecido trabalho do grupo de Dança das “ARUTLA”, já com cerca de 18 anos de existência e que têm levado o nome de Altura a prestigiados palcos regionais, além do seu enorme contributo na formação das crianças e

“É importante valorizar pessoas que deram e dão de si aos outros sem nada querer em troca...”

42’

notícias de

Castro Marim

to, nomeadamente no atletismo, mas também dinamizador de algumas das principais atividades socio-recreativas da freguesia. “É importante valorizar pessoas que deram e dão de si aos outros sem nada querer em troca, pessoas como a Laura Pook [professora e coreografa das Arutla] e como o Sr. Fausto Norberto [presidente do CR Alturense]. Pessoas que só se movem pelo amor à terra, aos seus ideais, pelo serviço aos outros, muitas vezes secundarizando a sua vida pessoal e familiar”, enalteceu na altura o autarca de Castro Marim, acrescentando a boa articulação entre a câmara municipal e a junta de freguesia, no sentido de dar mais qualidade de vida aos alturenses e potenciar o empreendedorismo e a procura turística.


CULTURA E EVENTOS

Castro Marim foi Palco do Acordeão A 12ª edição do Palco do Acordeão em Castro Marim, que aconteceu no passado dia 28 de julho, encheu a Praça 1º de Maio, numa homenagem ao acordeão, considerado elemento sine qua non da cultura e alma algarvias.

A Escola de Acordeão de Castro Marim, referência regional e nacional no ensino deste singular instrumento musical, fez as honras de abertura do “Palco do Acordeão”, com a participação de vários alunos, com destaque para Hugo Madeira, que, em 2016, com apenas 9 anos, conquistou o 1º lugar no Troféu Nacional de Acordeão e o 1º lugar na categoria “Trophy National Category 10 & Under”, inserido no Troféu Mundial de Acordeão. Seguiram-se nomes reconhecidos e consagrados nos palcos do acordeão, como Tino Costa, Iuri Chiforisin, Manuel Matias, Helder Barracosa, José Gabriel, Jaime Gomes, Sérgio Conceição, Valter Romeira, Pedro Constâncio, João Saboia e Vitalino Custódio.

Homenageado foi também o trabalho de João Pereira, professor e mentor da Escola de Acordeão de Castro Marim, e o de Francisco Amaral, presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, que tem promovido e incentivado o acordeão, quer no apoio à Associação Mito Algarvio, sediada no Barrocal, quer priorizando uma dinâmica de iniciativas e eventos com ligação ao instrumento. A 12ª edição do “Palco do Acordeão” em Castro Marim foi uma organização da Associação Mito Algarvio, do Centro de Cultura e Desporto (CCD) da Câmara Municipal e da Câmara Municipal de Castro Marim.

notícias de

Castro Marim

43’


CULTURA E EVENTOS

Festival Internacional do Caracol teve a melhor edição de sempre Esta edição do Festival Internacional do Caracol registou o maior sucesso de sempre. Durante os três dias, de 21 a 23 de julho, milhares de pessoas passaram pelo evento, consolidando a nova data do Festival, que antes acontecia no mês de maio. Respondendo ao que já nos habituou noutras edições, neste Festival estiveram os melhores aromas e sabores do afamado petisco do caracol, trazidos pela mão dos talentosos cozinheiros das associações e clubes aderentes e dos chefs de cozinha de Espanha, França e Marrocos, que fizeram equipa, no balcão internacional, com o chef Abílio Guerreiro, formador da Escola de 44’

notícias de

Castro Marim


CULTURA E EVENTOS

Hotelaria e Turismo do Algarve, num trabalho de fusão de paladares. A internacionalidade do cartaz cultural também marcou esta edição, com espaço para a música portuguesa, francesa, espanhola e marroquina. De Portugal, o grupo popular “Os Vocalistas”, o projeto “Amar Guitarra”, de Pedro Mendes, João Cuña e Luís Fialho, num deslumbrante diálogo entre as suas guitarras em diversos estilos musicais, e “Sangre Ibérico”, banda portuguesa que funde a tradição musical lusa ao flamenco. A destacar ainda o concerto da Banda Musical Castromarinense, a representação de Castro Marim em palco. A França foi representada pela atuação do professor e bailarino Michel Sapateado, também considerado por muitos como o pai do sapateado em Portugal. O grande concerto de sábado foi de Raúl Rodriguez, produtor, compositor, cantor e guitarrista espanhol, filho da reconhecida cantora Martirio. De Marrocos, o som e a dança do grupo Al-Bashirah, com música árabe e oriental, composto também por músicos da Síria, que reúnem as diferentes escolas de música andalusí e as diferentes culturas musicais do mundo árabe.

Grande estímulo ao comércio local e coletividades locais, que se fazem representar nas tasquinhas do evento, o Festival Internacional do Caracol tem o propósito de afirmar Castro Marim como destino dos melhores caracóis do Algarve e potenciar os produtos tradicionais, a cozinha e a cultura mediterrânicas.

notícias de

Castro Marim

45’


CULTURA E EVENTOS

Festas em Honra do Imaculado Coração de Maria fortalecem tradição religiosa de Altura Altura acolheu, no fimde-semana de 30 de junho a 2 de julho, as Festas em Honra do Imaculado Coração de Maria, devoção das gentes dessa freguesia e cuja expressão de fé se traduz na realização da Procissão em honra da padroeira.

46’

notícias de

Castro Marim

Força motriz destas celebrações, a tradição religiosa tem-se consolidado de ano para ano, ganhando cada vez mais força junto da comunidade alturense, mas atraindo também os turistas que escolhem Altura como destino de férias.

A variada animação musical começou com os grupos de dança das Arutla (Altura) e das Super Flash (Caldas da Rainha), que animaram a noite de sexta-feira. O grande concerto de Rita Guerra marcou o sábado e no domingo foi a vez do desfile etnográfico da Associação Cultural Amendoeiras em O artesanato é outro dos pilares des- Flor, da Marcha Popular da Bordeira e tas celebrações. Mais de 50 exposi- dos “Corazón Cubano Band”. tores animaram estas Festas, entre artesãos com demonstrações dos seus As Festas em Honra do Imaculado saberes artesanais e uma enorme va- Coração de Maria foram uma organiriedade de venda de doces e iguarias zação conjunta da Paróquia de Altura, locais e regionais. Junta de Freguesia de Altura, Clube Recreativo Alturense e Câmara Municipal de Castro Marim.


CULTURA E EVENTOS

Azinhal, palco de Folclore há 23 anos O Centro Multiusos do Azinhal acolheu, no dia 15 de julho, a XXIII edição do Festival de Folclore, uma iniciativa que valoriza e promove a riqueza cultural portuguesa há já 23 anos.

Gala de Dança no Revelim de St. António Decorreu no Revelim de St. António, no dia 16 de julho, em Castro Marim, a 5ª Gala de Dança, que reúne anualmente escolas de dança do território do Baixo Guadiana. Numa combinação única de música, luz e movimento, a que já nos vem habituando o evento, esta Gala trouxe a palco vários estilos de dança, desde hip -hop a dança clássica. Com a participação de quatro escolas de dança – Arutla, Splash, Conservatório Regional de Vila Real de St. António e Academia de Ballet Contemporâneo de

Vila Real de St. António -, a Gala envolveu cerca de 200 crianças e jovens do território Baixo Guadiana, acolhidas por um público orgulho deste trabalho desenvolvido na região. Iniciativa da Câmara Municipal de Castro Marim, a Gala de Dança prima por valorizar e reconhecer o admirável trabalho que estas escolas desenvolvem com os jovens do território, para além de promover o gosto pela expressão artística, ao demonstrar os benefícios, físicos e mentais, associados à prática.

Em palco esteve a exclusividade trazida por cada grupo, através das suas danças, cantares e instrumentos musicais, trajes e adereços, que refletiram algumas particularidades de usos, costumes e tradições do Algarve, do Ribatejo, do Alentejo e do Norte, nas atuações do Rancho Folclórico do Azinhal, do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Almeirim, do Grupo Coral “Os Rurais” (Figueira dos Cavaleiros) e do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Serzedelo (Guimarães). Conhecida pelas rendilheiras da renda a bilros, a aldeia do Azinhal transporta consigo um traço forte do caráter cultural do concelho de Castro Marim, fomentado por esta iniciativa, que promove o folclore, intrinsecamente ligado à nossa história e tradição. O XXIII Festival de Folclore do Azinhal foi organizado pela Casa do Povo e Rancho Folclórico do Azinhal e conta com os apoios do Município de Castro Marim e Junta de Freguesia do Azinhal.

notícias de

Castro Marim

47’


CULTURA E EVENTOS

Noites de Lua cheia trouxeram Estórias de Assombrar à vila raiana As noites de lua cheia do passado verão trouxeram com elas a magia das “estórias de assombrar”, uma iniciativa da empresa municipal Novbaesuris e do Município de Castro Marim, que percorreu as ruas e ruelas da vila de Castro Marim, revelando segredos, mistérios e estranhos acontecimentos, que subsistem até hoje através da tradição oral.

no dia 10 de julho e outra no dia 11 de agosto. Entre histórias de mouros, mourinhos, bruxas e aparições, uma verdadeira viagem pela imaginação popular e cultura local, extremamente ricas em narrativas de mistério, fantástico e oculto.

Esta é uma iniciativa da empresa municipal NovBaesuris e do Município de Castro Marim, que visa valorizar À iniciativa aderiram cerca de 150 e divulgar o rico património imaterial pessoas, divididas em duas ações, uma da vila raiana.

XXI Festival de Bandas Filarmónicas deu ritmo a Castro Marim No passado dia 8 de julho, Castro Marim recebeu o Festival de Bandas Filarmónicas, uma iniciativa da Banda Musical Castromarinense. Em palco estiveram este ano, na 21ª edição do evento, a Sociedade Musical de Instrução e Recreio Aljustrelense, Sociedade Filarmónica Arrentelense e a Banda anfitriã. Com concerto na Praça 1º de Maio, momento alto do Festival, as bandas desfilaram antes pelas ruas de Castro Marim, seguindo-se a já marcante execução de uma marcha conjunta no final da tarde. 48’

notícias de

Castro Marim

O XXI Festival de Bandas visa preservar a tradição secular das filarmónicas em Portugal e, ao mesmo tempo, incentivar o aparecimento de novos músicos.


CULTURA E EVENTOS

Animação deVerão em Altura aliou Turismo e Patrimónios de Castro Marim Durante os meses de julho e agosto, Altura acolheu os “Mercadinhos de Verão”, uma iniciativa da Câmara Municipal de Castro Marim em parceria com a Junta de Freguesia de Altura, que nasceu da vontade de promover o artesanato e impulsionar a comercialização dos produtos locais.

riadas frontes. Lá, podíamos encontrar algumas das formas de artesanato mais representativas do nosso concelho, como a cestaria, a empreita ou a renda de bilros, mas também os sabores da terra, como os figos, o mel, as amêndoas e, claro, o sal e a flor de sal, que levam o nome de Castro Marim além-fronteiras. A realçar ainda a conceção dos stands, que foram pensados e desenhados para o efeito, não só para os Mercadinhos de Verão, mas para os vários eventos do concelho. Funcionam como mercados ambulantes, com uma alusão expressa aos Patrimónios de Castro Marim, imagem uniformizada e patente numa rede de equipamentos municipais, como seja o Mercado Local de Castro Marim (www.castromarimlocalmarket.com) e Centro de Interpretação do Território. Esta iniciativa enquadra-se no PADRE – Plano de Apoio ao Desenvolvimento Produtos Endógenos, cujo cofinanciamento será na ordem dos 70%, pelo CRESC Algarve 2020.

Aliando o turismo aos patrimónios de Castro Marim, os Mercadinhos de Verão são uma das muitas iniciativas do Município em prol da sustentabilidade da cultura e tradição locais. Outro exemplo, complementar aos Mercadinhos, foi a animação musical, que primou pela diferenciação e distinção,

com uma aposta na cultura musical local. Sem custos para os produtores e artesãos, os Mercadinhos constituíram uma oportunidade de negócio e foram uma janela para os Patrimónios de Castro Marim, nas suas mais va-

Quer os Mercadinhos, quer a animação musical, vêm complementar a oferta já existente em Altura, um extenso areal, águas calmas, a excelência dos estabelecimentos de restauração e as unidades hoteleiras qualificadas. O desenvolvimento turístico a que se tem assistido em Altura nos últimos anos deve-se a tudo isto, mas a afirmação deste destino deve-se, sem dúvida, a uma estratégia de crescimento cultural bem delineada, não só na localidade, como no restante território concelhio, realçando-se este ano a consolidação do Festival de Lucía. notícias de

Castro Marim

49’


CULTURA E EVENTOS

Mickael Carreira nas Festas em Honra de Nossa Senhora dos Mártires Durante cinco dias, de 11 a 15 de agosto, Castro Marim esteve em festa. As Festas em Honra de N. Sra. dos Mártires, padroeira da vila raiana, são uma das celebrações mais emblemáticas para a população e acolhem, todos os anos, milhares de visitantes, pela força e beleza do momento religioso e pela excelência do cartaz musical, com “Baby Lores & Luís”, fechado por Mickael Carreira. 50’

notícias de

Castro Marim


CULTURA E EVENTOS

Depois de 18 anos afastadas do coração de Castro Marim, as Festas em Honra de N. Sra. dos Mártires regressaram em 2016 ao seu local original, conferindo-lhe agora uma maior familiaridade e envolvência com a comunidade, mas também uma reaproximação da sua essência, essencialmente religiosa e cujo ponto alto aconteceu com a Procissão em Honra de N. Sra. dos Mártires.

Às celebrações religiosas juntam-se o artesanato, a etnografia, a gastronomia e a animação musical. Pelo palco da Praça 1º de Maio passaram este ano as ARUTLA, “Baby Lores & Luís”, “ALBuhera” e Mickael Carreira. O arranque das comemorações foi este ano diferente, assinalando o Dia grupo de jovens de Castro Marim Internacional da Juventude com uma com a Câmara Municipal, Associação Color Run e Festa da Espuma, numa Rodactiva e o Motoclube “Os Piratas”. iniciativa nascida pela parceria de um O futebol foi outra das tradições recuperadas destas celebrações, este ano com o arranque do torneio anual de futsal “Nelson Solá”, homenagem póstuma do Castromarinense ao antigo jogador. As Festas em Honra de Nossa Senhora dos Mártires têm a organização da Câmara Municipal de Castro Marim e da Paróquia de São Tiago e o apoio das Associações Locais. notícias de

Castro Marim

51’


CULTURA E EVENTOS

Festival de Lucía com mais de 4.000 pessoas O Festival de Lucía transformou a vila de Castro Marim num palco de homenagem ao eterno génio da guitarra e mestre absoluto do flamenco contemporâneo, Paco de Lucía. Com edição zero em 2016, alargou-se este ano a novos espaços da vila e decorreu nos dias 18 e 19 de agosto.

52’

notícias de

Castro Marim


CULTURA E EVENTOS

Tomatito, um dos incontornáveis nomes do flamenco, lotou a primeira noite num concerto memorável no Revelim de St. António, ao qual assistiram cerca de 600 pessoas. Tomatito é um dos mais conceituados músicos de flamenco, tendo atuado ao lado de Paco de Lucia, Elton John e Chick Corea. Participou ainda no filme “O Advogado do Diabo”, ao lado de Al Pacino. Em junho de 2004 editou “Aguadulce”, que obteve o Grammy Latino 2005 de Melhor Álbum Flamenco. Antes do sublime concerto, Tomatito e Michel Camilo fizeram uma serenata de homenagem à mãe de Paco de Lucía, Luzia Gomes, junto à sua casa, em Monte Francisco. Rodea-

do por familiares de Paco de Lucía, tocaram a célebre música “Two Much”, num momento único e emocionante para os que assistiam a esta memória. Mais de 3.000 pessoas passaram, no sábado, pelo Festival de Lucía. A fadista Mariza, madrinha e embaixadora do Festival de Lucía e a nossa voz no mundo, encerrou este Festival com um concerto caloroso e emocionante, consolidando esta iniciativa e defendendo alargadas edições. Interpretado pela pintura e fotografia de Carlos Saura, o Festival de Lucía compreendeu também a exposição “Memória de Paco de Lucía”, na Casa do Sal, dedicada à vida e obra do genial guitarrista, e as enriquecedoras colaborações do jornalista e crítico musical Nuno Galopim, com a masterclass “Eurovisão: O artista e a Promoção da sua Geografia”, e do guitarrista e professor de Educação Musical e de Espetáculo e Multimédia Henrique Vieira, com a masterclass “Guitarras do Mundo”.

A fadista Mariza, madrinha e embaixadora do Festival de Lucía e a nossa voz no mundo, encerrou este Festival com um concerto caloroso e emocionante, consolidando esta iniciativa e defendendo alargadas edições.

Gracia Diaz”, em Altura. A projeção de artistas locais, das mais variadas expressões artísticas, é também uma das forças motrizes deste Festival.

O Festival de Lucía é apoiado pelo PO CRESC ALGARVE 2020, com uma taxa de cofinanciamento de 60% pelo FEDER, durante dois anos. No âmbito do Festival de Lucía, esteve inserido o Enlaçada ainda com o Festival de Lu- Festival de Guitarras, comparticipado cía esteve a atuação da “Academia pelo INTEREGG V A. notícias de

Castro Marim

53’


CULTURA E EVENTOS

XX Edição dos Dias Medievais com sucesso de bilheteira e inovação Os Dias Medievais em Castro Marim registaram nesta, que foi a sua 20ª edição, um sucesso de bilheteira superior aos anos anteriores, promovendo a viabilização financeira do evento, na qual a câmara municipal de Castro Marim tem apostado de há 3 anos a esta parte.

54’

notícias de

Castro Marim


CULTURA E EVENTOS

relação a 2016, um acréscimo de 20% em relação ao ano anterior e de cerca de 100% em relação aos últimos quatro anos. Com um recinto alargado nas últimas edições, que se tem manifestado sobretudo na melhorada circulação de pessoas pelo evento, os Dias Medievais em Castro Marim apostaram este ano em algumas novidades, nomeadamente em grupos internacionais de animação, pela primeira vez a pisar palco em Castro Marim, e no espetáculo de videomapping, que transformou uma fachada do Castelo numa tela gigante onde, numa viagem de luz, design e som, se revelou a história que transformou esta vila raiana. Intitulado “A Luz das Trevas, D. Dinis e o Dragão de Sal”. Esta Estima-se que tenham passado pela iniciativa foi apoiada pelo PO CRESC vila medieval cerca de 100.000 visi- ALGARVE 2020, com uma taxa de cotantes, entre as entradas vendidas, as financiamento de 70% pelo FEDER. entradas gratuitas dos munícipes, dos figurantes e os convites às instituições Quem por cá passou fez uma viagem à e coletividades. No total, registaram- época medieval, numa criativa e cada se mais 50.000 euros de receita em vez mais rigorosa recriação histórica.

No palco principal, o castelo da vila, viveram-se os espetáculos mais emocionantes, como os torneios, os teatros e as recriações, como “Os Três Criados de El Rei D. Dinis”. Meia centena de artesãos representavam, também aqui, os antigos mesteres, como cirieiro, tosador, ourives, canteiro, barbeiro, ferreiro, sapateiro, tanoeiro e peleiro. Destaque ainda para a renovada exposição de Instrumentos de Tortura e Punição, que revelou uma das razões pela qual a Idade Média é considerada como a Idade das Trevas. A exposição é uma ação cofinanciada pelo Interreg V A, a 75% a fundo perdido. Outra das novidades deste XX Edição dos Dias Medievais em Castro Marim trouxe a possibilidade de ser Rei por um dia. “Seja Rei por Um Dia” foi uma nova experiência introduzida na organização do banquete medieval, um dos cunhos dos Dias Medievais em Castro Marim, que reservou a Mesa Real, permitindo aos convivas a grandiosidade e diferenciação trazida a este local. O banquete teve a assinatura do Chef Louis Anjos e da sua equipa. A sublinhar ainda a participação das associações locais, que exploraram os parques de estacionamento e as tasquinhas no castelo e no mercado medieval, com ementas repletas de iguarias da época, angariando importantes fundos para as suas atividades anuais. Os Dias Medievais de Castro Marim são uma organização do Município de Castro Marim, em pareceria com a Empresa Municipal Novbaesuris e Associações Locais, com os apoios institucionais da Região de Turismo do Algarve, Direção Regional de Cultura, Ayuntamiento de Cortegana, Ville de Guérande, centro comercial Tavira Gran-Plaza e Fórum Algarve. notícias de

Castro Marim

55’


CULTURA E EVENTOS

Jornadas Europeias do Património Cultural reuniram 50 participantes em Caminhada pela Natureza Decorreu, no dia 24 de setembro, na Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de St. António, um passeio pela natureza, com o objetivo de assinalar as Jornadas Europeias do Património Cultural. A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal de Castro Marim, reuniu cerca de 50 pessoas num percurso de 6km. 56’

notícias de

Castro Marim

Descobrir ou redescobrir os segredos e os encantos das salinas de Castro Marim, com a colaboração do salineiro Reinaldo Faísca, foi um dos momentos altos deste passeio. Os participantes puderam comparar uma salina industrial, de grandes dimensões, onde o braço do homem foi substituído pelas máquinas, com uma artesanal, de pequenos talhos, onde o sal é recolhido manualmente. A iniciativa contou com a colaboração do fotógrafo Agostinho Gomes, apaixonado pela avifauna da região do Baixo Guadiana, observável na exposição de fotografia sobre Património Natural, patente na sede da Reserva Natural, realizada em parceria com os fotógrafos Hugo A Caminhada pela Natureza foi uma iniciativa da Câmara Municipal de Castro Marim e do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, com a colaboração do Centro de Marcha e Corrida de Vila Real de St. António, do fotógrafo Agostinho Gomes e do salineiro Reinaldo Faísca.


CULTURA E EVENTOS

Encerrada com sucesso a 10ª edição da Feira do Livro em Altura Dois anos depois, a Feira do Livro voltou a animar o verão de Altura. Conjugada com outras iniciativas de caráter cultural, como a animação musical ou os mercadinhos, a Feira do Livro deu palco aos agentes locais, neste caso as livrarias, cada vez com mais dificuldades em concorrer com as grandes editoras e superfícies de venda.

Nesta edição a Feira do Livro contou com três sessões de autógrafos muito particulares. Pedro Chagas Freitas, um dos escritores mais conhecidos da atualidade portuguesa e um dos nomes sonantes da escrita criativa, veio falar sobre algumas das suas obras, que viajam pelas entranhas da emoção humana, da saudade ao desejo, da dor ao amor, explorando os sonhos que nos movem na vida, como “Prometo Falhar” e “Prometo Perder”. No campo da fantasia, a Feira do Livro acolheu a apresentação de “A Pomba Lina”, a única pomba capaz de sonhar! A história é da autoria de Fátima Valentim e ilustrada por Nuno Rufino e fala-nos sobre a amizade. Simbolicamente, dezenas de balões de hélio, acompanhados

por mensagens personalizadas, transportaram nessa noite o sonho de cada um, para além desta linha que é a vida. Luís Ferreira, com os seus livros “O Peregrino” e “Entre o Silêncio das Pedras” fez-nos acreditar nas segundas oportunidades! Romances realistas, narrados com a sensibilidade e emotividade que caracterizam o autor, inspira o leitor à busca de si mesmo, à autodescoberta, ao longo do conhecido “Caminho de Santiago”. A Feira do Livro foi uma organização da Câmara Municipal de Castro Marim e garantiu também a entrada de novos livros para o nosso fundo documental, disponível na Biblioteca Municipal de Castro Marim.

notícias de

Castro Marim

57’


CULTURA E EVENTOS

Exposição de Tortura e Punição| Igreja e Paiol do Castelo de Castro Marim

A exposição de Instrumentos de Tortura e Punição, renovada e inaugurada na vigésima edição dos Dias Medievais em Castro Marim, é agora visitável durante todo o ano. Dividida entre o Paiol e a Igreja, no Castelo de Castro Marim, pode ser visitada entre as 9h00 e as 17h00, de outubro a março, e entre as 9h00 e as 19h00, de abril a setembro. Ao longo da exposição poderá encontrar várias réplicas utilizadas na punição dos condenados e que nos transmitem um pouco dos horrores cometidos no período negro da inquisição. 58’

notícias de

Castro Marim

“Elza, minha luz”, uma arma de luta contra o cancro da mama

de Castro Marim, numa homenagem que recordou com emoção “uma história de vida, de uma jovem mãe, de Castro Marim, terra pequena, onde os corações se tocam quando o desfecho é a sua precoce partida”, referiu a vice “Quero que outras mulheres não pas- -presidente do Município. sem pelo que estou a passar, conto contigo?”, foi este o pedido que motivou a “O que mais me motivou, ao longo obra apresentada, no dia 30 de outu- destes quatro anos em que escrevi o bro, na Biblioteca Municipal de Castro livro, foi poder ligar o nome da Elza à Marim. “Elza, minha luz”, escrito pela luta contra o cancro da mama”, realçou sua amiga e jornalista Almerinda Rosa a autora neste que foi também o Dia e pela também jornalista Edite Esteves, Nacional da Prevenção do Cancro da traz-nos a história desta jovem mulher, Mama. natural de São Bartolomeu do Sul, Castro Marim, vítima de cancro de mama A receita angariada nesta iniciativa foi entregue à Associação Oncológica do aos 39 anos. Algarve, para apoiar o trabalho meritóA apresentação contou com a presença rio que esta associação presta à região do presidente da Câmara Municipal de e também em homenagem à memória Castro Marim, Francisco Amaral, da do seu fundador Dr. Santos Pereira, vice-presidente Filomena Sintra, da au- que faleceu este ano. “Foi um homem tora, Almerinda Rosa, e da presidente raro, que só era feliz a fazer os outros da Associação Oncológica do Algarve felizes, com a sua humildade, simpli(AOA), Maria dos Santos Pereira, para cidade e até ingenuidade, mas com onde reverteu a totalidade do valor dos uma grande determinação, coragem e alma”, declarou o médico e autarca direitos de autor da venda do livro. de Castro Marim, Francisco Amaral, Passaram-se seis anos desde a mor- recordando a luta que encetaram pela te de Elza, seis dolorosos anos, senti- criação da Unidade de Radioterapia do dos ontem no auditório da Biblioteca Algarve, fundada em 1994. A mensagem é de força e de prevenção, para que histórias como a de Elza tenham finais mais felizes. Uma luta injusta, mas um testemunho de coragem e de altruísmo, onde se destaca a mulher que, no atroz sofrimento trazido pela certeza do final, quer que outras mulheres não passem pelo mesmo, “Elza, minha luz”.


CULTURA E EVENTOS

“A Pomba Lina” fez sonhar Castro Marim

De autoria de Fátima Valentim, com ilustrações de Nuno Rufino, o livro “A Pomba Lina” foi apresentado na Biblioteca Municipal de Castro Marim, no dia 22 de novembro, para um auditório repleto e emocionado. É uma história feita de sonho e de acreditar. Destinado aos pequenos leitores, o livro “A Pomba Lina” apresenta-nos a única pomba do mundo capaz de sonhar! E com ela uma história de amizade entre a pomba, uma menina e um camaleão. Na apresentação, conduzida pela jornalista Susana de Sousa, estiveram a autora, Fátima Valentim, o ilustrador, Nuno Rufino, a vice-presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Filomena Sintra, o Prof. Pereira de Campos, a Prof.ª Adelaide Rosa e a educadora Susana Camesele.

Parcerias que dão frutos | Algharb. Come @Castro Marim O Mercado de Altura e o Mercado de Castro Marim foram, nos dias 11 e 25 de novembro, respetivamente, os palcos escolhidos para a apresentação da iniciativa “Sentir o Património”, do projeto AlGharb.Come, promovido pela Associação Juvenil Backup. A dieta mediterrânica, o fado e o flamenco juntaram-se à mesma mesa, numa simbiose de patrimónios que, são, no fundo, a “alma algarvia”. Com uma dinâmica de sucesso, que passa pelo envolvimento de vários parceiros e colaboradores e pelo encontro de ideias diferentes, o projeto AlGharb.

Inspirado em Vila Real de St. António, mas não só “A Pomba Lina é uma história da nossa história, Baixo Guadiana, que nos ensina a amar o lugar, de uma forma simples e frutuosa. É uma história contada por uma ‘menina’, que fala com as mãos, com as palavras, mas com um magnetismo especial no olhar, que brilha e nos prende, não fosse ela educadora de infância”, afirmou Filomena Sintra, referindo-se à autora Fátima Valentim. Às palavras da autora junta-se a ilustração de Nuno Rufino, “um ilustrador exímio, pacato no discurso, deslumbrante na cor e na tela”, realçou ainda a vice-presidente. A apresentação foi intercalada por momentos musicais de Bruno Correia, maestro da Banda Musical Castromarinense, no saxofone, e Rita Aires no piano, coreografados por Maria Ana Rita, aluna do Agrupamento de Escolas de Castro Marim.

Come visa desenvolvimento turístico do Baixo Guadiana, inspirado nas raízes culturais do território e de Andaluzia. Numa resposta aos desafios do turismo desta região transfronteiriça, o projeto AlGharb.Come apresentou, em colaboração com empresas e entidades da região, showcookings, mas usou também ingredientes não gastronómicos. À “mesa algarvia” juntaram-se a cultura, com fado, o património, representado na escolha do mercado, espaço público de referência quando se procura autenticidade local, e a comunidade local, o ingrediente topo deste evento. O Município de Castro Marim assumiu-se parceiro desta associação de jovens pela temática e pertinência do projeto para Castro Marim, no âmbito da sua política cultural, mas também porque é um impulso à ação da juventude.

AlGharb.Come é um projeto financiado pelo programa Cultural 365Algarve e é promovido pela Associação Juvenil BACKUP, tendo como principais parceiros a Câmara Municipal de Castro Marim e Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, a Associação ODIANA, Associação de Fado do Algarve e Associação INloco. Destaca-se ainda o patrocínio da DOCAPESCA e da Sociedade Pescas Pelágicas de VRSA. notícias de

Castro Marim

59’


DESPORTO

Castro Marim no topo do futsal algarvio Há quatro anos, a União Desportiva Castromarinense agarrou o futsal e hoje, nos seus diferentes escalões, está no topo do futsal algarvio, ao mesmo nível de equipas como a de Tavira, Olhão, Faro, Albufeira e Portimão, que se têm destacado nesta modalidade.

“O que é um facto é que passados estes anos, o futsal é uma realidade, com resultados excelentes, temos mais de 120 crianças e jovens a praticar a desporto, o que me satisfaz muito. Estamos a falar de saúde, de formação dos jovens e para mim é enriquecedor constatar que valeu a pena esta aposta”.

A U.D. Castromarinense conta atualmente com cerca de 100 atletas, do sexo masculino e feminino, a praticar a modalidade, nos escalões de Benjamins, Infantis, Iniciados, Juvenis, Juniores, Juniores e Seniores. Em Benjamins, na época passada sagraram-se campeões distritais. Nesta temporada a equipa conta com novos jogadores, que estão numa fase de adaptação. Em Juniores Femininos alcançaram, o ano passado, o 2º lugar da fase regular e foi derrotada na final do Playoff de apuramento de campeão, lugar que garantiu a participação na Taça Nacional de Futsal, onde defrontaram o Sporting, Avintenses e GTEAM de Guimarães, um cartão-de-visita do concelho de Castro Marim a nível nacional. Nesta temporada continuam com a mesma qualidade, entrega e dedicação, com um 1º lugar na fase regular e a disputar o Playoff de apuramento de campeão distrital.

Francisco Amaral, presidente da autarquia castromarinense

Juniores Femininos 60’

notícias de

Castro Marim

Infantis

Juniores


DESPORTO

Iniciados

Benjamins

Juvenis

Em Infantis, a formação é constituída, na maior parte, com jogadores que transitaram do escalão inferior (Benjamins) que se sagraram campeões distritais Nesta temporada, estão na luta pelo título, no topo da classificação, a disputar o campeonato com o GEJUPCE de Portimão.

ções do SL Fuzeta e do Portimonense, claramente as equipas mais fortes da competição. Finalmente, falta referir a equipa do escalão principal do clube, Seniores Femininos, mais uma vez a disputar o Playoff de apuramento de campeão Nos quartos-de-final, eliminaram a formação de Loulé, o Campinense, em dois jogos com duas vitórias, estão presentes nas meias-finais com o Portimonense, Machados, de São Brás de Alportel e 4 ao Cubo, de Olhão. A formação de Castro Marim ficou no 3º lugar na fase regular da competição.

No escalão de Iniciados, a equipa procura a melhor classificação possível num campeonato difícil, onde tem sido clara a supremacia da equipa dos Sonâmbulos de Tavira. Em Juvenis, liderança isolada num excelente campeonato, uma equipa que tem demonstrado ser mais forte perante a concorrência das duas formações do A modalidade de Futsal foi uma aposta concelho de Portimão: Portimonense clara da Câmara Municipal de Castro e Pedra Mourinha. Marim, um repto de Francisco Amaral, presidente da autarquia, ao clube, Os Juniores estão em luta acesa no que hoje é já um projeto consolidado topo da classificação com as forma- e de sucesso regional e nacional.

Seniores Femininos

“O Castromarinense aceitou o pedido do Sr. Presidente, Dr. Francisco Amaral e lançou-se no futsal. Em 2014 começamos com uma equipa de iniciados e hoje já contamos com seis escalões de formação e uma de seniores femininos. Tem sido uma aposta muito positiva, com cerca de 120 crianças e jovens, a praticar desporto em Castro Marim, situação que me deixa particularmente feliz, porque afastamos os jovens de caminhos negativos. Encheme de orgulho, que o Castromarinense graças aos atletas, aos técnicos e direção que tem, é respeitado em todo o Algarve ” António Pereira, presidente da U.D. Castromarinense

notícias de

Castro Marim

61’


DESPORTO

XXIV Grande Prémio “Memorial Adílio Gomes” Realizou-se, no passado dia 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, o 24º Grande Prémio “Memorial Adílio Gomes”, Milha Urbana, prova por escalões, inserida nas comemorações do 44º aniversário do Clube Recreativo Alturense.

Na categoria de Seniores masculinos, o vencedor da prova foi Roberto Reigado, do C.D. Areias de S. João, repetindo o 1º lugar alcançado em 2016. Seguiu-se Carlos Papacinza (Beja Atlético Clube) e, no último lugar do pódio, Ruben Ribeiros (Padel Clube VRSA). Em Veteranos I, o lugar mais alto do pódio foi para Manuel Rodrigues (S. Clube Lagoense), seguido de Miguel Horta (Grupo Desportivo Pic Nic) e de Ricardo Conceição (Onda Sólida).

Na vertente feminina, em seniores, a grande vencedora foi Andreia Puga (Onde Sólida), seguida de Vanísea Méra (Peregrino Algarvio Team) e da atleta espanhola Ramona Ferreras (Ass. Desportiva e Cultural de Tunes). Na categoria de Veteranos I, a atleta do Clube Recreativo Alturense, Diane Valentim, foi a grande vencedora, na 2ª posição ficou Irene Raposo (Ass. Desportiva e Cultural de Tunes). Por equipas, o grande vencedor da XXIV edição do “Grande prémio Memorial Adílio Gomes” foi o Clube Recreativo Alturense, com 137 pontos, seguido da ACAD Bela Vista, com 132 pontos, fechando o pódio o Clube Oriental do Pechão, com 121 pontos. O XXIV Grande Prémio “Memorial Adílio Gomes” teve o apoio da Câmara Municipal de Castro Marim, da Junta de Freguesia de Altura e de empresas do concelho.

62’

notícias de

Castro Marim


DESPORTO

Férias Ativas @ Verão 2017 As Férias Ativas em Castro Marim contemplam atualmente um conjunto de atividades lúdico-recreativas que entusiasmam as crianças e jovens participantes e dão aos pais e encarregados de educação a tranquilidade de saber que os seus educandos têm tempo de qualidade e cheio de aprendizagem durante este período de interrupção escolar. Neste verão cerca de 250 crianças e jovens desfrutam gratuitamente desta, que é a 9ª edição das Férias Ativas de Verão em Castro Marim. Com primazia para os estudantes e residentes no concelho, o programa das Férias Ativas foi também alargado, desde o ano ante-

rior, a crianças e jovens de fora do concelho, mediante a existência de vagas e pagamento. Divididos em grupos etários, as crianças puderam desfrutar de ricas e diferenciadas atividades - canoagem, idas à praia e às piscinas de Vila Real de St. António, atividades lúdico-recreativas na Biblioteca Municipal de Castro Marim, yoga do riso, artes marciais, aulas de informática, golfe no Quinta do Vale Golf e Castro Marim Golf, aulas de dança, brincadeira “Sobre Rodas” (com trotinetes, patins e skates), oficinas de ambiente e pintura, workshops de cozinha saudável, aulas de ‘perícias e manipulações’ (ginástica de solo), BTT e jogos de raquetes, entre muitas outras. Empenho, inovação e dinamismo, são os ingredientes desta iniciativa de sucesso, promovida pela Câmara Municipal de Castro Marim e serviços prestados pela Empresa Municipal Novbaesuris. notícias de

Castro Marim

63’


DESPORTO

16ª Prova de Mar em Altura Os Leões do Sul Futebol Clube acolheram, no dia 13 de agosto, na Praia da Alagoa/Altura, a 16ª Prova de Natação de Mar “Vila de Castro Marim”, no âmbito do 25º Circuito de Natação de Mar do Algarve”. Cerca de 250 participantes nadaram com a água a 22 graus e um mar de gente na praia.

A competição possuiu duas vertentes: os atletas federados no circuito de Águas Abertas (prova oficial), que percorrem uma distância de 1300 metros de mar, enquanto os atletas não federados participam na prova popular de divulgação da modalidade, numa distância de 800 metros.

o pódio com o Portinado, em 2º, e o Louletano Desportos Clube, em 3º. Cerca de 250 nadadores, entre federados e populares, em representação de 43 clubes, portugueses e estrangeiros, entre os quais muitos espanhóis, cortaram a meta nas duas distâncias da prova: 1500 metros e 800 metros.

A prova organizada pelos Leões do Sul, com supervisão da Analgarve, foi dominada este ano por clubes algarvios. O Futebol Clube de Ferreiras foi o 1º classificado, partilhando

Tiago Carvalho Campos, do Clube de Natação de Rio Maior, venceu a prova principal. A prata foi para Mário André Bonança, do Sporting Clube de Portugal, e o bronze para

64’

notícias de

Castro Marim

Diogo Santos Cardoso, do Colégio de Monte Maior (ADRCIMM). Na prova principal, género feminino, venceu Alexandra Couto Frazão, da Fundação Beatriz Santos. Em 2º lugar ficou Mariana Amaral Mendes, da ADRCIMM, e, em 3º, Vera Paiva Vilaça, que nadou em nome individual. Na distância de 800 metros, designada prova de divulgação, brilhou Manuel Maria Ferraz, que nadou em nome individual. Francisco Lopes Afonso, também individual, levou a prata e José Miguel Rodeia, em representação do CNFA, o bronze. O Portinado dominou no setor feminino da divulgação, colocando no pódio três atletas: Inês Sofia Alves, Margarida Sebastião Mendes e Ana Sofia Filipe. A prova “Vila de Castro Marim”, da responsabilidade do grupo desportivo, recreativo e cultural Leões do Sul Futebol Clube, de S. Bartolomeu do Sul, conta, há 16 anos consecutivos, com o apoio do município de Castro Marim, Junta de Freguesia de Altura e diversas entidades públicas, entre as quais a Capitania do porto de VRSA, e privadas das região.


DESPORTO

Põe-te em Forma deixa Castro Marim + Saudável É um programa promovido pela Câmara Municipal de Castro Marim e promete uma vida mais saudável aos castromarinenses. O “Põe-te em Forma” reúne cerca de 100 praticantes, que, duas vezes por semana, se reúnem no Pavilhão Municipal de Castro Marim ou na Escola EB1 de Altura, para praticar atividade física.

A iniciativa é desenvolvida no âmbito de uma política de promoção da atividade física gratuita, assente no princípio de que a prática de exercício físico regular traz grandes benefícios à saúde física e mental dos munícipes, melhorando significativamente a sua saúde e qualidade de vida.

A variedade e atualidade dos treinos também atraem muitos praticantes, desde os treinos de fitness aos treinos em circuito ou de força. É de destacar também a alargada faixa etária que as aulas abrangem, permitindo um convívio entre gerações que, normalmente, não se proporciona neste contexto.

Aulas em Castro Marim Pavilhão Municipal José Guilhermino Anacleto 2ª feira - 18.00h / 19.00h 6ª feira - 18.00h / 19.00h

Aulas em Altura

Escola EB1 de Altura 3ª feira - 18.00h / 19.00h 5ª feira - 18.00h / 19.00h

notícias de

Castro Marim

65’


DESPORTO

160 Participantes na Prova de Resistência Noturna de BTT A 5ª edição da Prova de Resistência Noturna de BTT “Por terras de Salmarim” de Castro Marim, organizada pela Associação Rodactiva no passado dia 15 de julho, reuniu cerca de 160 participantes. Foram mais 30 atletas do que no ano passado, numa consolidação deste evento desportivo, prova de resistência e espírito de equipa para os amantes da modalidade. O traçado da prova passou pelos principais marcos do património histórico edificado da vila de Castro Marim – Colina do Revelim de Santo António e Forte de São Sebastião, além da bela paisagem da Reserva Natural do Sapal.

180 Participantes no «5º Trail Urbano – Entre Muralhas»

A 5ª edição da Prova de Resistência Noturna de BTT da Rodactiva contou com os apoios da Câmara Municipal, da Junta de Freguesia de Castro Marim e de empresas da região do Baixo Guadiana.

A Associação RODACTIVA promoveu, no passado dia 17 de dezembro, a 5ª edição do «Trail Urbano – Entre Muralhas», integrado no Circuito de Trail do Algarve 2017 (CTAlg 2017) e que reuniu 180 participantes.

A prova desenrolou-se, uma vez mais, no perímetro urbano de Castro Marim, percorrendo a zona histórica da vila (Forte de S. Sebastião, Castelo, Revelim de Santo António e Igreja Matriz) em dois percursos, um de 15Kms e outro de 25Kms, com diferentes tipos de piso. Na entrega de Troféus, aos três primeiros lugares de cada categoria, estiveram presentes a vice-presidente da Camara Municipal de Castro Marim, Filomena Sintra, e, em representação da Junta de Freguesia de Castro Marim, o presidente Vítor Esteves. O «5º Trail Urbano – Entre Muralhas» contou com o apoio da Câmara Municipal de Castro Marim, da Junta de Freguesia e de empresas da região.

66’

notícias de

Castro Marim


AMBIENTE

As praias de Castro Marim – Alagoa/Altura, Praia Verde e Cabeço – conquistaram este ano, novamente, os três galardões de qualidade atribuídos a zonas balneares – Bandeira Azul, Bandeira Praia Acessível e Qualidade de Ouro.

Todas as nossas Praias foram galardoadas com Bandeira Azul, Praia Acessível e Qualidade de Ouro A conquista destes galardões é resultado de um trabalho rigoroso e exigente da Unidade Orgânica de Administração Urbanística, Ambiente e Serviços Urbanos, que se objetiva em promover a informação e educação ambiental, a qualidade da água, a gestão ambiental, a acessibilidade e a segurança e serviços das praias – postos de socorro e sinalização/ informação. De referir que o galardão da Ban-

deira Azul voltou a ser hasteado nas praias de Castro Marim em 2014, este ano pelo 4º ano consecutivo, depois de 10 anos sem a atribuição desta distinção. “São marcas distintivas, que reconhecem a excelência e o mérito turístico das nossas praias e que não devem ser relegadas”, sublinha o presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral, acrescentando que a estas valências se juntam “outras iniciativas

de âmbito desportivo e cultural que nos tornam mais competitivos, como a atuação informal da Banda Musical Castromarinense, que tem animado os finais de tarde nos nossos areais, workshops ambientais para as crianças, animação desportiva e ainda a colocação de desfibrilhadores automáticos externos para atuar no caso de paragens cardíacas, que, embora não seja divulgado, são muito mais frequentes que o afogamento”. notícias de

Castro Marim

67’


AMBIENTE

“Reciclar o olhar” “Reciclar o olhar e o património valorizar” foi uma ação de sensibilização inserida no programa de educação ambiental da Bandeira Azul 2017, cujo tema, “O teu Planeta é a tua terra”, é também o mote para esta ação baseada na recuperação e pintura artística de vidrões antigos e de armários da EDP, através de arte urbana (Grafiti). Esta ação integrou um vasto leque de atividades desenvolvidas no programa Férias Ativas de Verão 2017, cujo principal objetivo foi a recuperação, melhoramento da imagem e estética de equipamentos urbanos, aliada à divulgação do património cultural e ambiental do Município, promovendo a adoção de comportamentos de proteção e valorização da nossa TERRA.

68’

notícias de

Castro Marim

Praias de Castro Marim animadas por Workshops Ambientais Com o objetivo de promover uma maior consciência ecológica junto da comunidade, em particular junto da faixa etária infantil e juvenil, a Câmara Municipal de Castro Marim desenvolveu nas praias do concelho, durante os meses de julho e agosto, workshops de educação ambiental.

Com esta iniciativa, cujo sucesso tem sido confirmado pelo entusiasmo dos participantes edição após edição, a Câmara Municipal pretende tornar as praias do concelho num espaço privilegiado não só de lazer, mas também de aprendizagem, através de atividades lúdico-pedagógicas que despertem crianças e jovens para uma conduta de proCom o mote “O teu planeta é a tua teção e preservação do meio ambiente. terra”, os workshops decorreram nos meses de julho e agosto, integrando ações diversificadas, como jogos sobre reciclagem, sendo o principal objetivo alertar as crianças para a problemática da produção de resíduos, problema este que pode ser minimizado através da reciclagem e do reaproveitamento de materiais.


AMBIENTE

Praias de Castro Marim equipadas para situações de emergência médica Há dois anos, numa iniciativa pioneira no país, a Câmara Municipal de Castro Marim procedeu à instalação de desfibrilhadores automáticos externos (DAE) nas três praias do concelho - Alagoa/Altura, Praia Verde e Praia do Cabeço. Neste verão, de 2017, além dos DAE, foram também entregues macas (planos duros) aos nadadores-salvadores responsáveis pelas diferentes concessões, que permitem a imobilização e contenção das vítimas durante o transporte.

Durante a época balnear, à excelência das praias de Castro Marim, juntamse estas mais-valias, que permitem aos nadadores-salvadores uma atuação pronta e adequada a situações de emergência médica, para a qual tiveram também a devida formação técnica. De referir que a utilização do

DAE é o único tratamento eficaz na paragem cardíaca em casos de fibrilação ventricular, causa da maior parte dos episódios de morte súbita. A utilização dos dispositivos, em ambiente extra-hospitalar, por pessoal não médico, melhora significativamente a sobrevida do paciente.

O presidente da autarquia e também médico, Francisco Amaral, garante que “a morte por paragem cardíaca nas praias é muito mais frequente do que por afogamento, para onde tem sido canalizada a atenção deste país ao longo dos anos”.

notícias de

Castro Marim

69’


NATAL

Natal em Castro Marim

O Presépio de Sal, na Casa do Sal de Castro Marim, foi um dos grandes ícones deste Natal. Foram usadas seis toneladas de sal, o dobro do ano anterior, para um espaço com cerca de 80m2 e foi necessário cerca de um mês de trabalho para reunir esculturalmente as cerca de 3800 peças que o compuseram. A iniciativa foi da Junta de Freguesia de Castro Marim e contou com os apoios da Câmara Municipal e empresa municipal Novbaesuris. 70’

notícias de

Castro Marim

O município de Castro Marim presenteou as crianças do pré-escolar e 1º ciclo do Agrupamento de Escolas com um Teatro de Natal.“Onde está o Pai Natal?”, foi assistido por cerca de 500 crianças.


NATAL

“A Incrível História do Sr. Solitário” é um livro sobre o amor e foi este ano oferecido às crianças do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas. Da autoria de Elias Gato, o Sr. Solitário vem mostrar-nos a importância do amor partilhado, uma história que aquece corações de miúdos e graúdos.

Nos dias 16 e 17 de dezembro mais de 50 figurantes trajados à época, artesãos e produtores do concelho transformaram Odeleite num PresépioVivo, atraindo centenas de visitantes. Esta foi uma iniciativa da Associação Social da Freguesia de Odeleite em colaboração com os artesãos e produtores do concelho e o apoio da Junta de Freguesia de Odeleite e da Câmara Municipal de Castro Marim.

notícias de

Castro Marim

71’


NATAL

A Banda Musical Castromarinense em Concerto de Natal na Igreja Matriz de Castro Marim. Sob a direção do maestro Bruno Correia, e com casa cheia, foram executadas algumas das mais belas e características melodias de Natal.

72’

notícias de

Castro Marim

No dia 17 de dezembro, um convívio de Natal, promovido pela autarquia de Castro Marim, reuniu 600 seniores do concelho. Com esta iniciativa, a autarquia quis homenagear e ofertar os idosos de Castro Marim, que muito têm contribuído para a construção de um concelho mais evoluído e solidário.


PATRIMÓNIOS DE CASTRO MARIM

notícias de

Castro Marim

73’


CRÓNICA

Quando se fala em Unidade Móvel de Saúde A UMS, com uma equipa constituída por motorista, médico e enfermeiro, surge exatamente para colmatar falhas do sistema e dar apoio às populações mais desfavorecidas, através da consulta de proximidade.

A articulação com o Centro de Saúde faz-se através da referenciação dos doentes ao Médico de Família, sempre que se verifica alguma das duas últimas situações referidas e há necessidade de exames complementares de diagnóstico. A referenciação ao Serviço de Urgência, ocorre quando a situação clínica o exige e, à semelhança do que acontece com o encaminhamento para o Médico de Família, o doente é sempre acompanhada por uma carta discriminativa da situação, em que consta o motivo da referenciação e a hipótese de diagnóstico. Para se perceber melhor as atividades da UMS, importa elencar as patologias crónicas mais prevalentes dos utentes inscritos na UMS e acompanhadas pela equipe de saúde:

Arterial, o colesterol elevado, a obesidade e a Diabetes, patologias estas mais prevalentes nos idosos, percebemos que se estes munícipes não forem alvo de uma atuação, com controlo rigoroso dos fatores de risco, a probabilidade de terem um evento fatal ou não fatal, aumenta consideravelmente. É neste sentido que a UMS tem um papel fundamental, através de uma abordagem concertada que passa por várias ações, nomeadamente o reforço do ensinamento de medidas higieno-dietéticas adequadas, a sensibilização para a diminuição de ingestão de sal, a atividade física, a toma correta da medicação, a gestão da medicação, a prescrição de medicamentos quando necessário. Transmitir o máximo conhecimento aos doentes sobre as suas patologias, para que percebam como devem lidar com elas, é uma das muitas ações levadas a cabo. Envolver os doentes e a família (quando presente) na gestão da doença, é um passo muito importante para a melhor compreensão e gestão da mesma.

Hipertensão Arterial - 437 Diabetes - 149 Dislipidémia (colesterol elevado) 285 Obesidade - 117 Não se querendo substituir ao Centro Fibrilhação Auricular - 89 de Saúde, mas em articulação com o Osteoartrose - 228 mesmo, é um complemento de gran- Alterações cognitivas - 117 Dando como exemplo a hipertensão de utilidade e valor para a população arterial, quando fazíamos a pergundescrita, contribuindo para melhorar As doenças do aparelho circulatório/ ta aos nossos utentes: “porque é que a qualidade de vida destes munícipes. cardiovascular representam a prin- acha que deve tomar medicamentos O protocolo estabelecido com a Ad- cipal causa de morte em Portugal. para baixar a TA e a manter controministração Regional de Saúde do Al- Sendo o Acidente Vascular Cerebral, lada?”, a maioria dos doentes não sagarve, demonstra bem a importância mais conhecido pelos doentes como bia responder! E quando explicamos atribuída a este projeto. “trombose”, a primeira causa de mor- que ao baixar a TA, estamos reduzir te em Portugal, em que a Hiperten- o risco de ter uma “trombose” ou um A UMS tem como missão melhorar são Arterial é um fator de risco maior enfarte, nota-se uma maior adesão e a acessibilidade duma população dis- para este evento, o controle rigoroso motivação para o cumprimento da tepersa, maioritariamente idosa, com da mesma é fundamental. A Diabetes, rapêutica e das medidas higieno-diemobilidade reduzida, através de cui- à semelhança da Hipertensão Arterial, téticas. Este trabalho requer tempo e dados de saúde de proximidade. tem como principal complicação a continuidade para dar resultados. doença cardiovascular e é a principal Tem como objetivos a promoção da responsável pela cegueira. Podemos dizer que a grande maiosaúde, a prevenção da doença, o conria dos doentes acompanhados pela trole das doenças crónicas e a deteção Se juntarmos à idade, fator de risco equipa de saúde têm um bom conde novas patologias ou agravamento não modificável, vários fatores de ris- trolo das patologias atrás referendas pré-existentes. co modificáveis, como a Hipertensão ciadas, que poderá, entre outros 74’

notícias de

Castro Marim


CRÓNICA

fatores, estar relacionado com estas ações informativas. Quanto maior conhecimento o doente tiver da sua doença, melhor pode tratar dela. A deteção de irregularidades na toma da medicação, nomeadamente a toma simultânea de medicamentos iguais de laboratórios diferentes, decorrente da iliteracia desta população, requereu um trabalho árduo e moroso, de verificação e vigilância constante da medicação, de negociação com a farmácia para que fosse fornecido, sempre que possível, o medicamento igual ao anterior ,ou seja, do mesmo laboratório, já que os doentes conhecem a medicação pela cor das embalagens ou dos comprimidos. Este trabalho deu frutos, sendo atualmente pouco frequen- pequenos arranjos que possam favote encontrarmos situações deste tipo. recer as condições de habitabilidade evitando o risco de quedas. A atuação da equipa de médico e enfermeiro da UMS tem também gran- A vacinação antigripal levada a cabo na de enfoque na prevenção das quedas. UMS, vacinou, em 2016, 345 utentes, Os doentes idosos têm diminuição da num universo de 559 utentes, com força através da perda da massa mus- idade superior a 65 anos . 17 recusacular e dos problemas osteoarticula- ram a vacinação. Muitos dos utentes res. Acresce que a diminuição da acui- tinham grandes limitações decorrentes dade visual, a toma de medicamentos da mobilidade reduzida. A percentaque diminuem o equilíbrio, entre ou- gem de vacinas aplicadas na UMS foi tros fatores, contribuem para a ocor- de 51, 4%, sendo as restantes aplicadas rência de quedas com as consequente no Centro de Saúde de Castro Marim, fraturas, com elevada morbilidade e sendo que 3% recusaram vacinação. mortalidade, representando elevados encargos para o serviço nacional E porque a pessoa humana é um todo de Saúde e consequentemente para o e não podemos dissociar a saúde de erário público. As indicações forneci- outras condições nomeadamente as das aos utentes e aos eventuais cuida- de habitabilidade, a UMS não se esgodores, no sentido de evitar as quedas, ta nas intervenções a nível da saúde, são uma das grandes preocupações mobilizando e rentabilizando os recurda equipa, sendo feita uma avaliação sos existentes na comunidade (como das condições de habitabilidade, no no exemplo referido atrás) de modo sentido da intervenção em possíveis a melhorar a qualidade de vida destes elementos que condicionem quedas, munícipes. como tapetas, má iluminação, etc. e mobilizando os recursos existentes na Foram descritas resumidamente, algucomunidade, para colocação de corri- mas das ações desenvolvidas na UMS. mãos, alisamento do chão ou outros Não seria possível falar de cada pato-

logia e da forma como lidamos e ensinamos os doentes a lidar com elas, porque tal descrição seria exaustiva e também excessiva. Em conclusão, as ações desenvolvidas na UMS, revestem-se de extrema importância para a população abrangida, a nível de prevenção da doença e promoção da saúde, de controlo de doenças crónicas e de ações de sensibilização individuais e em grupo. Há também a considerar a quebra do isolamento social e da solidão, que funciona como uma lufada de ar fresco nestas pessoas. Diria que a UMS encurta distâncias e desigualdades, oferecendo oportunidade de acesso à saúde e aos recursos existentes na comunidade, a uma população idosa e dispersa geograficamente, em isolamento habitacional e social, sendo uma maisvalia inquestionável para os doentes da denominada serra. Isa Frazoa Especialista em Medicina Geral e Familiar notícias de

Castro Marim

75’