__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 17

aumentar a eficácia da fitase, através do aumento da disponibilidade de substrato, incluindo fitato, aprisionado no complexo da matriz alimentar (Ravindran de 1999 et al.; Juanpere et al, 2005; Cowieson et al, 2006; Olukosi et al, 2007, 2008), sendo o uso das combinações (blends) uma estratégia nutricional essencial para melhorar o desempenho produtivo e redução do custo de ração conforme os dados abaixo. ligar-se a proteínas e aminoácidos, amido, enzimas digestivas (pepsina, tripsina e α-amilase), minerais, assim como evita efeitos deletérios na mucosa intestinal e o aumento da viscosidade da digesta (Dusel et al., 1998; Bedford, 2000; Meng et al., 2005). Quando analisamos o aumento do custo das fontes inorgânicas de fósforo e farinhas de origem animal no cenário atual, o uso da fitase traz uma redução na utilização desses ingredientes e permite a redução no custo por tonelada de ração de até R$173, quando comparado com rações sem enzimas e com uso de fosfato, conforme gráfico 1. Olhando pelo prisma da nutrição, a energia, proteína e fósforo apresentam o maior impacto nos custos de formulação, respectivamente. O custo de unidade de energia saltou de R$0,45/Kcal de energia da dieta para R$0,92/Kcal nos últimos 6 meses. O custo do ponto de proteína aumentou 30% enquanto o fósforo 55%, o que torna a utilização das enzimas fundamental para redução de custos, uma vez que melhora a digestibilidade destes e outros composto da dieta. A enzima xilanase atua rompendo as paredes celulares da fibra para liberar os xilo-oligômeros (GIACOMETTI, 2002). A degradação das paredes celulares dos cereais permite maximização da ação enzimática endógena do animal sobre a degradação do amido, do lipídio e da proteína, aumentando

As enzimas exógenas são os aditivos que são utilizados nas rações para suplementar as enzimas endógenas produzidas em baixa quantidades ou não produzidas pelas aves

1950

1900

1938

1850

1813

1800 1750 1700

Com fosfato

1771

1757

1751

Com Farinha de Enzae Phos 300 Enzae Phos Enzae Phos carne FTU 300FTU + Enzae 300FTU + Enzae Carbo Fusion

Gráfico 2 – Comparação do custo de formulação das principais fontes de fósforo e associações de enzimas. Custo milho: R$1400; Farelo de soja R$2100; Fosfato monobicálcico R$3700; Farinha de carne 3690. Enzae Phos: Fitase termoestável Enzae Carbo: Xilanalse e B-glucanase; Enzae Fusion: Xilanalse e B-glucanase e protease FTU= Unidades de atividade da fitase

A adição de enzimas exógenas rações demonstrado xas, reduzde os poedeiras, efeitos dos tem fatores antisua digestibilidade e reduzindo os às melhorias na digestibilidade, melhor donutricionais valor nutricional dos osalimentos, maior e tornam nutrientes efeitos antinutricionais dos polissacaflexibilidade na formulação de dietas, dos efeitos para antinutricionais, redução rídeos não amiláceos (Collins, et al. redução mais disponíveis o animal, além dos custos e menor impacto ambiental. Entretanto, há variações nos resultados que 2005). A xilanase junto com a B- Glude reduzirem a viscosidade intestinal. podem estar relacionados com a forma de aplicação, as concentrações ou as canase, favorece a inclusão de subproEm dietas a base de milho e soja, a combinações enzimáticas para os diferentes alimentos. Dessa forma, deve-se buscar a dutos como o sorgo, milheto, farelo de combinação carboidrases e proteases combinação ideal de enzimas para os diferentes alimentos e cada vez mais, entender o arroz e DDGS, que apresentam a dipodem aumentar a eficácia da fitase, modo de ação, possibilidades de uso, composição bromatológica dos ingredientes e gestibilidade relativamente baixa e através do aumento da disponibilidacontribuição das enzimas para garantir a maior eficiência e rentabilidade da produção de de substrato, incluindo fitato, apripossuem fatores antinutricionais. de poedeiras em cenários de altos custo das matérias-primas. sionado no complexo da matriz aliAs proteínas dietéticas não são utilizadas completamente pelas aves, mentar (Ravindran de 1999 et al.; Juanpere et al, 2005; Cowieson et al, com isso a inclusão de proteases exógenas na dieta pode melhorar o valor 2006; Olukosi et al, 2007, 2008), sendo o uso das combinações (blends) nutricional através da hidrólise de uma estratégia nutricional essencial certos tipos de proteínas que resistem para melhorar o desempenho produao processo digestivo através da complementação das enzimas digestivas tivo e redução do custo de ração conforme os dados do gráfio 2. das próprias aves. Isto pode ser explicado porque com a inclusão de enziA adição de enzimas exógenas às mas exógenas reduz a síntese das enrações de poedeiras, tem demonstradógenas e em consequência disso, o do melhorias na digestibilidade, melhor do valor nutricional dos alimenorganismo tem a disposição maior tos, maior flexibilidade na formulação quantidade de aminoácidos para a de dietas, redução dos efeitos antinusíntese proteica. Além disto, permite a tricionais, redução dos custos e menor redução dos excessos de aminoácidos, impacto ambiental. Entretanto, há aproximando as dietas do perfil ideal variações nos resultados que podem de aminoácidos, e evitando que estas estar relacionados com a forma de proteínas indigeridas sejam substrato aplicação, as concentrações ou as para bactérias patogênicas e excretadas para o meio ambiente. combinações enzimáticas para os diferentes alimentos. Dessa forma, deOutra importante ação das proteases é a redução dos inibidores de tripve-se buscar a combinação ideal de sina, lectinas e outros fatores antinuenzimas para os diferentes alimentos tricionais (TORRES et al., 2003). Estas e cada vez mais, entender o modo de substâncias proporcionam decrésciação, possibilidades de uso, composimos da digestibilidade da proteína e ção bromatológica dos ingredientes e da gordura e reduzem a absorção de contribuição das enzimas para garantir a maior eficiência e rentabilidade nutrientes, principalmente de aminoácidos sulfurados. Estas enzimas atuda produção de poedeiras em cenários am degradando as proteínas complede altos custo das matérias-primas. Revista do Ovo

17

Profile for Mundo Agro Editora

Revista do OvoSite - Edição 61