Issuu on Google+

Revista

03 Publicação bimestral das Unimeds Chapecó, Extremo Oeste, Joaçaba e Xanxerê - Novembro/Dezembro 2011

Medida

CERTA Vida saudável

Alimentação, exercícios físicos e cirurgia bariátrica aliados no combate à obesidade mórbida


editorial

É tempo de

ser feliz!

Quando um novo ano começa, traz consigo esperanças renovadas de uma vida melhor. Por um breve momento, no Réveillon, o passado fica para trás, as frustrações são esquecidas e tudo parece ser possível. Esse sentimento deve resistir aos meses, servindo de base para enfrentar os percalços da vida, pois eles virão. Manter esse estado de espírito não é tão difícil, basta ter equilíbrio. E a receita do equilíbrio consiste em cuidar do bem estar físico, mental e emocional. Ter corpo, mente e sentimentos sadios é meio caminho andado para conquistar a tão almejada qualidade de vida. A Revista Unimed, que inicia 2012 na terceira publicação, compromete-se a ajudá-lo nesta missão, trazendo muita informação qualificada voltada à promoção da saúde e prevenção de doenças. Nesta

edição, descubra a importância de cuidar dos olhos no Verão, e não apenas da pele. Saiba também como identificar os melhores alimentos a serem consumidos através das informações contidas nos rótulos. A reportagem de capa aborda um problema de saúde pública que está se intensificando no Brasil e no mundo: a obesidade. Confira como evitar, controlar ou até mesmo livrar-se desse mal através de prática cirúrgica. E prepare-se para muita informação e novidade no decorrer de 2012. O objetivo da Unimed é ser muito mais do que o seu plano de saúde. Ela quer ser sua parceira incondicional na busca pela felicidade. Feliz 2012 e boa leitura a todos! Conselho Editorial + Saúde no seu dia a dia

03


sumário / expediente

09 medicina desmitificando a anestesiologia 10 entrevista dra. Maria de Lourdes da Fonseca 12 esporte

judoca Luciana Mazetto

13 prevenção

cuidados com os olhos

14 institucional Cooperativa em foco 18 qualidade de vida rótulos de alimentos

06 | destaque de capa atrás da medida certa

Conselho Editorial

Cooperativas

Adilson Rhoden Danielle Fuchs Eliandra Pereira Schneider Herton Farias Mauricio de Jesus Cevey Patricia Sampaio Ricardo Augusto Gobbi

• Unimed Chapecó Av. Porto Alegre, 132 D – Centro (49) 3361.1800 • Unimed Extremo Oeste Rua Barão do Triunfo, 82l (49) 3631.2200 • Unimed Joaçaba Avenida Xv de Novembro, 125 – Centro (49) 3551.9100 • Unimed Xanxerê Rua Cel. Passos Maia, 312 Sala térrea – Centro – (49) 3433.1788

Produção Edição: Danielle Fuchs Textos: Francielle de Oliveira e assessorias Foto de capa: Banco de Imagens Fotos: Divulgação, Banco de Imagens e assessorias Diagramação:Tiago de Jesus e Rui Rodolfo Stüpp Projeto gráfico: Fabiano Linares Revisão: Sidnei dos Santos Gráfica: Coan

Gerente de Arte: Rui Rodolfo Stüpp Editora-chefe: Danielle Fuchs – Fuchs Editorial Ltda ME. Editor-executivo: Sidnei dos Santos – Palavra Escrita Ltda ME. Gerente Comercial: Eduardo Bellidio Gerente Comercial Geral: Cleomar Debarba Diretor Executivo: Niclas Mund Blumenau (SC) – (47) 3035.5500 www.mundieditora.com.br facebook.com/mundieditora twitter.com/mundieditora

/ Esta é uma publicação das Unimeds Chapecó, Extremo Oeste, Joaçaba e Xanxerê. As Cooperativas participantes são registradas na ANS /

04

+ Saúde no seu dia a dia


interatividade

Qualidade reconhecida “Foi uma longa jornada que fomos construindo aos poucos, superando desafios, obstáculos e, aqui estamos: eu e minha equipe, extremamente gratificados, pois o título como membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica significa o reconhecimento pelo nosso trabalho e dedicação. Uma vitória e estímulo para me aperfeiçoar cada vez mais.” Dr. Ivanor Alba - Cooperado da Unimed Chapecó desde 1992

Espaço interativo Atendimento humano

Centro de Oncologia

Pa ra b e n i z a mos as equipes da Unimed Chapecó pelo atendimento em um momento muito especial de nossas vidas – o nascimento de nossa filha Maria Eduarda. Agradeço especialmente aos colaboradores do Centro Clínico, Hospital, Maternidade, Higienização, Nutrição e a Equipe Médica pela atenção e carinho durante o período em que fiquei internada. É gratificante quando encontramos pessoas que atendem com qualidade e humanização. Obrigada!

“O Centro de Oncologia Unimed é o lugar ideal para que um ser humano se recupere com dignidade.Todos os locais usados por pacientes em tratamento deveriam ser como este”. Rosemari Dalla Libera Acompanhante de cliente da Unimed Chapecó Nascimento “Apresento minha neta Eduarda Maria Mascarello Menezes. Ela nasceu no dia 22 de outubro, pesando 2,8kg e medindo 49,5cm. Eduarda é filha de Fernanda Maria Menezes e Fábio Adriano Mascarello. Acompanhei o nascimento da minha neta e vivenciei um dos melhores momentos da minha vida. Faltam-me palavras para descrever a emoção”.

Tatiane e Eduardo Damo Clientes Unimed

Dr. Celso Marques Menezes Ginecologista e obstetra, cooperado da Unimed Chapecó

Parabéns! “O encontro de secretárias estava maravilhoso. Muito bom mesmo! O seminário com a professora Eliane Wamser foi ótimo e fechado com ‘chave de ouro’ com o show da banda “Os Forasteiros”. Sem dúvida, o melhor até hoje. Parabéns!” Franciele Starck Secretária da Clínica Renal do Extremo Oeste

Equipe Setor C “À Equipe do Setor C do Hospital Unimed, o meu carinho e muito obrigada pelo cuidado e atenção que me dispensaram.Abraços a todos!” Fabiana Funk Cliente Unimed Chapecó

#fale conosco! As Unimeds Chapecó, Extremo Oeste, Joaçaba e Xanxerê disponibilizam vários canais de comunicação aos clientes, como call center, mídias sociais, informativos internos e outros. A partir de agora, você pode interagir com a sua Cooperativa através da Revista Unimed também, pelo email revista_unimed@mundieditora.com.br. Escolha o canal mais adequado, mas não deixe de se comunicar com a Cooperativa. No sistema cooperativista, o sucesso está na união. Fale conosco!

+ Saúde no seu dia a dia

05


destaque de capa

Em busca do peso ideal

Atrás de mais saúde e qualidade de vida, obesos contam com a cirurgia bariátrica Com o corre-corre e estresse da vida moderna, cuidar bem da alimentação é um dos maiores desafios do cotidiano das pessoas. Em meio a tantas facilidades para conseguir comida rápida e industrializada, fica difícil manter uma alimentação saudável e recusar as ofertas dos junk foods. O resultado disso é uma população cada vez mais obesa. No Brasil não é diferente, pois a obesidade já está entre os 10 principais problemas de saúde pública do País. Atualmente, a obesidade atinge 600 milhões de pessoas no mundo e 30 milhões somente no Brasil. Estima-se que, em 2015, haverá 2,3 06

+ Saúde no seu dia a dia

bilhões de pessoas com excesso de peso e 700 milhões de obesos no mundo. Na Região Sul, metade da população (56,8% dos homens e 51,6% das mulheres) está com excesso de peso. Santa Catarina ocupa as primeiras posições em três das cinco faixas etárias analisadas pelo IBGE: os meninos de 10 anos; os jovens de 20 a 24 anos; e as idosas a partir de 75 anos.

A nutricionista Noemi Pontin explica que para perder peso é preciso ingerir menos calorias do que se gasta e praticar atividade física, forçando o organismo a queimar gorduras e fortalecer os músculos. “Todos temos condições de perder peso, basta ser persistente e fazer reeducação alimentar”, ressalta.

Os fatores genéticos (40%), ambientais e comportamentais (60%) são os responsáveis pelo desenvolvimento do problema que é fator de risco para 60 doenças crônicas, dentre elas a hipertensão arterial, diabetes tipo 2 e câncer.

A personal trainer Elenise Gallina Rhoden tem observado um crescimento da prática de exercícios físicos, principalmente nas academias de ginástica. Segundo ela, cresce cada dia mais o interesse por novas modalidades.


Projeto Emagrece Brasil Atualmente, o governo, sociedades médicas, civis e instituições privadas estão voltadas a melhorar os hábitos alimentares e de vida da população brasileira. “Uma revolução em prol da saúde e da boa forma”, este é o lema do Projeto Emagrece Brasil. Com o objetivo de conscientizar a população para os riscos da obesidade e buscar uma qualidade de vida melhor para os brasileiros, o programa pretende atingir pessoas de todas as idades, classes sociais e regiões do País. De acordo com o IBGE, se os brasileiros continuarem se alimentando inadequadamente, em 2020, um terço da população será obesa, índice que já é realidade nos Estados Unidos. Atualmente, 30% das crianças entre 5 e 9 anos já apresentam sobrepeso ou obesidade, assim como 20% dos jovens, 48% das mulheres e 50% dos homens. O Projeto Emagrece Brasil tem como principal aliada a informação. Com o uso de revistas, livros, celulares, eventos, redes sociais, mídia digital e o site www.emagrecebrasil.com.br, o combate à obesidade será feito a partir de três frentes principais: educação (ensino sobre o consumo de bons alimentos e importância da atividade física), prática de esportes (estimular a prática de esportes para diminuir a taxa de sedentarismo no País) e prevenção (a importância de se manter um peso adequado e garantir qualidade de vida). O sucesso na reversão deste quadro está na orientação e educação infantil escolar, conscientizando a população para novos hábitos. No entanto, já existem milhares de brasileiros portadores da obesidade mórbida, os quais não são mais beneficiados pelos tratamentos clínico e farmacológico e necessitam de um tratamento seguro e eficaz, como a cirurgia bariátrica, conhecida como cirurgia da obesidade e metabólica.

Cresce obesidade mórbida Segundo o Ministério da Saúde, 10,5 milhões de pessoas são obesas (IMC maior que 30), destas, 3% são portadoras de obesidade mórbida (IMC maior que 40), casos em que a cirurgia bariátrica é recomendada. O número de cirurgias bariátricas realizadas no Brasil vem crescendo nos últimos anos, acompanhando o aumento da obesidade, tendo sido realizados 16 mil procedimentos em 2003 e cerca de 60 mil em 2010, aumento de 275% em sete anos. O País é considerado, hoje, o segundo maior centro mundial em cirurgia bariátrica e metabólica, atrás somente dos Estados Unidos, com médicos e equipes altamente capacitadas, hospitais preparados e uma intensa agenda de pesquisas clínicas. Os critérios para indicação da cirurgia obedecem às determinações do Ministério da Saúde, juntamente com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), baseados no cálculo determinado pelo Índice de Massa Corporal (IMC), que é dado pela divisão do peso pela altura ao quadrado. O cirurgião bariátrico e membro da SBCBM, João Batista Baroncello, explica que, quando o IMC for maior ou igual a 35 quilos por metro quadrado de superfície corporal, acompanhados de comorbidades, como hipertensão arterial, diabetes, dislipidemias, entre outros, terá indicação cirúrgica. Assim como IMC maior ou igual a 40 quilos por metro quadrado de superfície corporal, com ou sem comorbidades, também terá indicação cirúrgica. Mas, tudo isso está ligado diretamente à liberação de profissionais de uma equipe multidisciplinar (nutricionista, psicólogo, psiquiatra, endócrinologista, entre outros). “Como se trata de uma doença que vem crescendo em todas as faixas etárias e gêneros, principalmente na infanto-juvenil, não será surpresa se, em breve, o Ministério da Saúde e a SBCBM baixarem estes valores de IMC para uma faixa maior ou igual a 30 quilos por metro quadrado de superfície corporal acompanhados de comorbidades, pois se trata de um problema de saúde pública que, no momento, está onerando muito os cofres públicos e, principalmente, resolvendo e resgatando a dignidade e a qualidade de vida do paciente”, comenta o cirurgião bariátrico e membro do SBCBM, Ivanor Alba.

+ Saúde no seu dia a dia

07


destaque de capa

Processo exige cuidados com estado físico e emocional Para a realização da cirurgia bariátrica, avalia-se o estado físico e emocional. Tanto o aspecto clínico quanto o nutricional e psicológico passam por preparação. É preciso saber se o paciente está totalmente apto para o procedimento e também para as fases pré e pós-cirúrgica. O aspecto nutricional também é importante, pois está ligado ao excesso de peso e contará muito para o sucesso da cirurgia. A equipe multiprofissional envolvida no processo é composta por médico cirurgião, nutricionista, psicóloga, fisioterapeuta, educador físico, enfermeira, endocrinologista, gastroenterologista, pneumologista, cardiologista, psiquiatra, odontólogo e outros profissionais. Eles acompanharão os pacientes no

pré, durante e pós-operatório. A equipe cirúrgica, durante a vídeo laparoscopia, é composta por dois cirurgiões, um operador de câmera, um instrumentador e um auxiliar. O tratamento pré-operatório visa a trabalhar com os pacientes o desenvolvimento à adoção de hábitos alimentares, comportamentais e de vida saudáveis, sendo realizado por nutricionista e psicólogo, cita o Dr. João. Dr. Ivanor ressalta que o período de tratamento pré-operatório pode variar de acordo com a adesão e evolução de cada paciente, ocorrendo de forma associada à realização das demais avaliações médicas, as quais são essenciais para a realização do procedimento cirúrgico. No serviço do Liven, em Chapecó, esse processo

informações • Dr. Ivanor Alba, cirurgião bariátrico do Centro Integrado de Tratamento à Obesidade (Liven), cooperado da Unimed Chapecó: (49) 3322.0040 • Dr. João Batista Baroncello, cirurgião bariátrico, da Unimed Chapecó: (49) 3322.0040 • Noemi Pontin, nutricionista, da Unimed Joaçaba: (49) 3527.4100 • Elenise Gallina Rhoden, personal trainer, da Unimed Extremo Oeste: (49) 3622.1934

08

+ Saúde no seu dia a dia

ocorre, em média, em 90 dias. Após liberação da equipe multiprofissional, o paciente é submetido ao tratamento cirúrgico através de vídeo laparoscopia, permanecendo internado de 48 a 72 horas. “A dieta de consistência líquida restrita é introduzida 24 horas após a cirurgia bariátrica e metabólica, assim como a fisioterapia cardiorrespiratória e motora. O educador físico passa a acompanhá-los a partir de 30 dias do pós-operatório”, explica. O acompanhamento com a equipe multiprofissional no pós-operatório ocorre de forma mensal, nos primeiros 12 meses, e após três, seis e uma vez ao ano. “O desafio maior é no início, uma vez que o sucesso pleno da cirurgia depende da adoção de hábitos alimentares, comportamentais e de vida saudáves para sempre”, orienta. No pós-operatório nutricional, o consumo de alimentos ricos em vitaminas, minerais, fibras, proteínas e quantidades moderadas de carboidratos e reduzidas de lipídios promovem uma ingestão calórica menor, além de não ocorrer déficits nutricionais, os quais são monitorados. Dessa forma, a inclusão precoce de alguns alimentos é considerada motivo de insucesso do tratamento, cita-se: açúcares e doces, refrigerantes, bebidas alcoólicas, alimentos gordurosos, frituras e fast food. Essas inclusões ocorrem quando os pacientes sentem-se confiantes, achando que podem estar livres do acompanhamento nutricional devido à melhor tolerância alimentar. Essa decisão, unida à frequência no consumo destes alimentos, associados à não-priorização de refeições regulares e de exercício físicos contínuos com acompanhamento profissional, pode arruinar o tratamento. “Dessa forma, a busca pela qualidade de vida e a remissão de doenças associadas à obesidade mórbida são os objetivos do tratamento cirúrgico da obesidade, desde que realizado adequadamente, com acompanhamento de uma equipe multiprofissional qualificada e especializada”, destaca o Dr. Ivanor.


medicina

Anestesia sem medo De todas as especialidades médicas, a que envolve mais mistério é a anestesia. Envolta em falsos conceitos e tabus, o desconhecimento sobre o que se passa quando o paciente é anestesiado é o grande responsável pelo medo. A palavra anestesia deriva do grego e significa ausência de sensações. Trata-se de um estado induzido por medicamentos que torna possível a execução de procedimentos terapêuticos e diagnósticos sem dor. O anestesiologista Edimar Romano explica que as anestesias podem ser divididas em geral e regional. Na geral, a pessoa fica paralisada, pois os neurônios cerebrais, responsáveis por mantê-la acordada, não funcionam e o indivíduo fica inconsciente. Já na regional, os neurônios cerebrais funcionam normalmente e somente a informação do que acontece em uma parte do corpo não chega ao cérebro, fruto do bloqueio que ocorre em alguma parte do siste-

ma de transmissão (nervos). “Neste caso, apenas um ou mais membros e até parte do tronco ficam dormentes”, ressalta. O processo de escolher a anestesia a ser utilizada e a combinação dos diferentes anestésicos depende da cirurgia a ser realizada, da idade do paciente, de quais alergias e patologias o mesmo apresenta e dos respectivos tratamentos.Todas essas informações devem ser apreciadas pelo anestesiologista que, podendo contar com um auxílio especializado, vai avaliar se o paciente encontra-se na melhor condição para submeter-se ao ato anestésico-cirúrgico e poderá estabelecer a melhor técnica para o conforto e segurança do paciente. De acordo com o anestesiologista Humberto Hepp, é imprescindível que o paciente tenha uma consulta com o anestesiologista alguns dias antes da cirurgia, para tirar as dúvidas e conhecer os riscos do ato.

“Cada paciente, dependendo das características, terá uma anestesia diferente e ajustada à condição e ao tipo de cirurgia”, explica. “A família e a saúde são nossos bens maiores, nada mais correto do que escolher um local seguro, como um hospital Acreditado, para realizar o procedimento cirúrgico, mas também uma equipe de profissionais atualizada e reconhecida pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia”, completa.

Carrinhos de anestesia evoluem Um avanço importante da ciências foi o aperfeiçoamento dos aparelhos de anestesia, chamados carrinhos. Eles são utilizados para fazer a respiração artificial do paciente e informar ao anestesiologista dezenas de parâmetros simultaneamente, como a pressão arterial, ritmo do coração, quantidade de oxigênio no sangue, se a respiração está adequada e se o indivíduo está realmente anestesiado. Todas essas informações são interpretadas pelo anestesiologista que, a todo momento, faz ajustes nos medicamentos administrados e parâmetros do carrinho da anestesia.

Abandonando o medo A anestesia é uma especialidade médica relativamente recente, há 150 anos ela não existia. Naquele tempo, já existiam doenças pouco conhecidas, não entendidas, mal tratadas ou até sem tratamento. Isso, somado a medicamentos e técnicas primitivas, administrados por pessoas sem conhecimento, resultava em grande número de complicações e mortes. Assim, este temor se manteve até os dias de hoje, mesmo com os avanços na

área. Há cerca de 70 anos, a anestesia se transformou em anestesiologia, uma especialidade médica administrada por um médico com

três anos de especialização que conhece profundamente as características, benefícios e efeitos colaterais de cada anestésico.

informações • Dr. Humberto Hepp, anestesiologista da Unimed Chapecó: (49) 3322.2526 • Dr. Edimar Romano, anestesiologista da Unimed Xanxerê: (49) 9968.6669

+ Saúde no seu dia a dia

09


entrevista

‘Qualidade de vida é equilíbrio’ Dra. Maria de Lourdes da Fonseca: É a avaliação do bem-estar físico, mental e emocional dos seres humanos. A Organização Mundial de Saúde desenvolveu um questionário para avaliar a qualidade de vida das pessoas. A versão em português tem 100 questões, envolvendo os aspectos físico, psicológico, o nível de independência das relações sociais, do meio ambiente e a religiosidade dos indivíduos. Então, o indivíduo que tem uma vida com qualidade inclui, mas não limita, uma boa condição de saúde, pois, além desta, uma gama potencial de condições pode afetar a percepção, comportamento e sentimento, interferindo diretamente na qualidade de vida.

Qualidade de vida é estar em equilíbrio com o bem estar físico, mental e emocional. É ter hábitos saudáveis, cuidados com o corpo, balanço entre a vida pessoal e profissional, tempo para lazer, estar de bem consigo mesmo, com a vida e com as pessoas. De acordo com a ginecologista Maria de Lourdes da Fonseca, para iniciar um ano com mais qualidade de vida, é preciso começar o dia pensando em algo agradável, lembrando que cada dia é uma nova oportunidade para fazer coisas novas, ou fazer de uma nova maneira as coisas antigas. Confira a entrevista concedida pela Dra. Maria de Lourdes da Fonseca à Revista Unimed sobre saúde emocional, física e qualidade de vida. Revista Unimed: O que é qualidade de vida? 10

+ Saúde no seu dia a dia

RU: O que as pessoas deveriam fazer para começar o ano com mais qualidade de vida e boa saúde? Dra. Maria de Lourdes: A resposta para essa pergunta daria um livro de cuidados essenciais para bem viver. O tema é amplo e aborda uma gama variável de aspectos. Em princípio, quem sabe, começar o ano olhando o ‘outro’ e esquecendo um pouco dos problemas pessoais; pensar de uma forma positiva; eliminar a negatividade de nossas vidas e olhar os problemas por um ângulo menos infeliz; iniciar cada dia pensando em algo agradável, lembrando que cada dia é uma nova oportunidade para fazer coisas novas, ou para fazer de uma nova maneira as coisas antigas; ser cauteloso; ajudar o próximo nas dificuldades ou, simplesmente, emprestar-lhe os ouvidos; ser atencioso; cumprir regularmente os compromissos e assumir apenas aqueles que pode cumprir; ter paciência; amar a família e amigos; respeitar as diferenças; colaborar de boa vontade; comprometer-se com a harmonia geral. Tudo isso já seria um bom começo para melhorar a qualidade de vida de qualquer um de nós.

RU: Quando chega o final do ano, as pessoas fazem vários planos para o próximo. Se não conseguem realizá-los, vem a frustração? Como evitar esse sentimento? Dra. Maria de Lourdes: Se nós permitimos que isso aconteça, sem dúvida, assim será. Planos são metas que criamos para serem atingidas, mas podem ser mudadas. Algumas vezes, devem ser mudadas porque estamos em constante mutação. Se os objetivos podem ser alterados, porque o tempo em que essas metas deverão ser atingidas também não pode ser alterado? Por essa razão, e para que tal fato não se torne motivo para frustrações, ao estabelecer alguns parâmetros, precisamos ser flexíveis ou ter um plano B. RU: O que pode ser feito para prevenir o estresse e viver com mais qualidade de vida? Dra. Maria de Lourdes: Estabelecer limites. Somos seres humanos e precisamos delimitar espaços em nossas vidas para as diversas atividades. Como já tivemos a oportunidade de mencionar antes, viver com qualidade de vida implica em atender diversos segmentos da nossa vida. Não teremos qualidade de vida se nossa vida profissional estiver realizada, mas a vida pessoal estiver desgastada ou insatisfatória, e assim por diante. Precisamos evitar criar problemas que tumultuem nosso dia a dia. Talvez, passando a ver o lugar onde moramos e trabalhamos como sendo o lugar mais importante do mundo. Passando a encarar a nossa atividade diária como sendo muito importante, porque é ela que nos permite o sustento próprio e da nossa família. É assim em todos os outros setores de nossa vida. RU: Como a saúde emocional pode impactar na saúde física? Dra. Maria de Lourdes: De uma


Com a ginecologista Maria de Lourdes da Fonseca

forma direta. As emoções influem diretamente na nossa saúde física. No entanto, poucas vezes paramos para analisar as emoções que trazemos na alma e nos perguntamos se essas são saudáveis ou nocivas. Da mesma forma como cuidamos dos excessos de gordura, sal e açúcar do corpo, precisamos verificar se estamos sobrecarregados de raiva, ressentimentos e mágoas. Todas as vezes que percebemos que nossa alimentação está inadequada, antes de adoecermos, a modificamos. Cortamos o excesso de gordura ou açúcar e diminuímos o sal. Com as emoções devemos agir da mesma forma. Toda vez que nos deparamos com sentimentos que nos fazem mal e nos prejudicam, precisamos erradicá-los. Se alimentamos mágoa, por alguém, porque não exercitar a compreensão, tentando colocar-se no lugar de quem nos magoou, buscando entender as razões desta pessoa? Se o nosso problema está no ressentimento ou na vingança, o antídoto melhor é o perdão, que nos faz desvincular da emoção negativa, entendendo o problema de uma maneira mais fácil. Se desejamos a felicidade plena, não podemos esquecer que os mesmos investimentos feitos para a saúde do corpo e do intelecto devem ser feitos para a saúde emocional. RU: As pessoas levam consigo alguns problemas do passado para o resto da vida. É importante esquecê-los para que se possa ter uma vida melhor? Dra. Maria de Lourdes: Com absoluta certeza, sim. De nada adianta remoer dores antigas, pois tal fato só maltrata nosso corpo físico e acaba trazendo ou agravando doenças. O exercício do perdão é talvez o mais difícil, porém o mais gratificante e o que mais recompensas traz ao ser humano. Quem se permite acumular mágoas torna-se infeliz. Sempre há

algo de ruim a ser recordado: uma palavra infeliz, uma indelicadeza ou falta de atenção. No entanto, a mesma pessoa que cometeu alguma falta para conosco, quem sabe, muitas vezes já nos auxiliou em situações diversas. E nós mesmos, quantas vezes, sem perceber, magoamos, ferimos ou agredimos nossos semelhantes? Não vale a pena! A capacidade de perdoar nos liberta do passado e nos candidata a experiências novas e mais felizes e ainda nos poupa o organismo de sofrimentos decorrentes de situações mal resolvidas.

“A capacidade de perdoar nos liberta do passado e nos candidata a experiências novas e mais felizes”

RU: As mulheres cuidam da casa, dos filhos e ainda trabalham fora. Muitas vezes, elas acabam não tendo tempo para si. Qual o conselho para que essas mulheres tenham qualidade de vida? Dra. Maria de Lourdes: Que busquem dentro das suas atividades rotineiras a realização pessoal, a satisfação do dever cumprido como ser humano. Em primeiro lugar, como mulheres, mães, esposas, filhas, amigas, enfim, que não encarem como sacrifício as atividades que, de alguma forma, escolheram para sua vivência diária e que encarem esse momento de vida como único.

consultório a respeito da qualidade de vida das mulheres? Dra. Maria de Lourdes: Durante os anos em que atuo como ginecologista, venho acompanhando o crescimento da mulher na sociedade e a participação ativa na evolução do mundo. Esse processo tem acontecido em uma velocidade espantosa, como, aliás, em todos os sentidos desde o final do século passado até os dias atuais. A mulher abandonou uma situação quase passiva, salvo raras exceções, e saiu para o mercado de trabalho. Mas manteve as obrigações no âmbito do lar, acumulando funções dentro e fora do ambiente doméstico, inúmeras vezes, sem o auxílio do parceiro. Isso acarretou uma sobrecarga e uma aparente diminuição da qualidade de vida, se considerarmos a redução do tempo dedicado ao lazer. Na realidade, não é o que parece ter acontecido, a independência financeira, a realização profissional, o crescente reconhecimento da própria sociedade da capacidade de ‘sobrevivência’ das mulheres no mundo competitivo, antes reservado aos homens, parece ter proporcionado às mulheres uma melhora significativa na qualidade de vida, o que reforça a assertiva inicial dessa entrevista de que a qualidade de vida é o resultado de uma força de equilíbrio de vários fatores.

RU: Durante o tempo em que exerce a atividade de Ginecologista, o que pode perceber no + Saúde no seu dia a dia

11


esporte

Talento do Oeste A judoca Luciana Mazetto, que mora em Treze Tílias, viaja 35 quilômetros três vezes por semana para treinar em Joaçaba. Ela começou no atletismo e, como a equipe acabou, foi convidada para participar dos treinos de judô. “Comecei no judô com 17 anos, talvez um pouco tarde para iniciar neste esporte, mas, com muita dedicação e vontade, sempre seguindo as orientações do treinador, consegui bons resultados”, ressalta a atleta, integrante da Associação Meio Oeste de Judô (Amoj), que tem o apoio da Unimed Joaçaba. Em 15 anos de judô, Luciana já teve várias conquistas, mas as mais recentes foram: Jogos Abertos de Santa Catarina 2010, no qual ganhou duas medalhas de ouro, sendo uma no pesado (mais de 78 quilos) e uma no absoluto; bi-campeonato nos Jogos Universitários Brasileiros 2010; 1º lugar no Troféu Santa Catarina de Judô 2011; 1º lugar no Campeonato Sul-brasileiro 2011; 1º lugar nos Jogos Universitários Estaduais 2011, entre outros. Foram muitos campeonatos regionais, estaduais, nacionais e, até mesmo a oportunidade de representar o Brasil no Grand Slam e Copa do Mundo, em julho de 2009. “Fui convocada uma vez e a experiência foi muito boa, pois tive a oportunidade de treinar e competir com atletas de vários países e também de outros clubes brasileiros”, destaca. O último campeonato que participou foi o Panamericano Gran Master de Judô, no final de setembro, em Porto Alegre (RS). A judoca conquistou o 1º lugar na categoria meio-pesado, de 70 a 78 quilos, e no absoluto, além do 3º lugar por equipe. Para quem pensa em seguir na vida esportiva, Luciana aconselha: “nunca desista dos seus sonhos, pois eles farão você chegar no lugar mais alto do pódio e, com muita dedicação, esforço e treinamento, conseguirá alcançar todos os seus objetivos”. 12

+ Saúde no seu dia a dia

Luciana Mazetto treina há 15 anos

Unimed Joaçaba aposta no esporte Desde fevereiro de 2008, a Unimed Joaçaba patrocina a Amoj, que foi criada em 2007, reunindo atletas que já faziam parte de uma equipe que representava Joaçaba em diversas competições de nível regional, estadual, nacional e até internacional. Em 2010, a equipe feminina da Amoj conquistou o nono título do Jasc, o sexto consecutivo, sendo a maior campeã da competição. Dentre as inúmeras medalhas e conquistas já alcançadas por atletas da associação, destacam-se ainda três títulos nos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, dois nos Jogos Abertos Brasileiros, 10 medalhas de ouro e outras medalhas de prata e bronze em campeonatos brasileiros, além de uma medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos Junior. Paralelo ao treinamento dos atletas de rendimento, a Amoj também mantém uma escolinha de judô voltada para crianças e adolescentes. Isso porque a Unimed Joaçaba aposta no esporte como ferramenta de inclusão social e apoia projetos que dão oportunidades de lazer e educação, principalmente para estudantes de escolas públicas de famílias de baixa renda. Além da Amoj, a singular contribui para a manutenção das atividades da Associação Joaçabense de Voleibol (Ajov), que atendem, juntas, mais 700 pequenos atletas de quatro municípios do Meio-Oeste Catarinense.


prevenção

Cuidados com os olhos no Verão O Verão começou oficialmente no dia 22 de dezembro e com ele a temporada de praia, piscina, calor e sol. Neste período do ano, é comum o uso de filtros solares para proteger a pele das radiações ultravioletas. Entretanto, as pessoas esquecem que a região ocular também exige cuidados, e redobrados. Além de sensíveis à claridade excessiva, os olhos também estão sujeitos aos males provocados pelos raios UVA e UVB. Para a oftalmologista Fernanda Scremin, o uso de óculos solares ou de lentes de óculos de grau com filtro é uma medida essencial. A exposição desprotegida ao sol leva a um aumento na incidência de algumas doenças, como lesões externas do olho, pterígio, neoplasias da conjuntiva, e aumenta o risco de doenças internas do globo ocular, como catarata, degeneração da retina e tumores internos no olho, além da conjuntivite viral. De acordo com o oftalmologista Élcio Luiz Bonamigo, a conjuntivite viral surge com mais intensidade no Verão e é uma doença que pode ser evitada, porém nem todos se previnem. “As escolas não permitem que o aluno com conjuntivite viral frequente as aulas. Mas, infelizmente, observa-se que a contaminação entre familiares e amigos é muito grande. Eu sempre falo que minhas secretárias e eu jamais nos contaminamos com conjuntivite viral e quase todos os dias ocorre contato direto com pacientes afetados”, ressalta. O tratamento da conjuntivite viral é sintomático, através do uso de colírios lubrificantes e antiinflamatórios orais. Dr. Élcio explica que, na primeira semana, não é preciso e nem se deve usar antibióticos ou corticóides que podem piorar o estado do paciente.

Na segunda semana, aparecendo os infiltrados corneanos (visão embaçada), o médico poderá prescrever, sob controle, colírio corticóide. No exame oftalmológico, o examinador precisa ficar próximo e tocar o paciente. Porém, a conjuntivite somente se transmite quando a pessoa leva a mão aos olhos após tocar em um objeto ou alguém contaminado. “O problema é que os pacientes afetados por conjuntivite coçam os olhos e, inadvertidamente, cumprimentam as pessoas logo depois, depositando os vírus nas mãos do outro”, destaca.

Óculos de sol Com a popularização dos óculos escuros, que atualmente podem ser adquiridos em camelôs, é importante redobrar o cuidado no momento da compra. Para a Dra. Fernanda, os óculos de procedência desconhecida devem ser evitados. “Tais lentes apresentam filtro insuficiente contra os raios nocivos do sol. Assim, trazem duplo prejuízo aos olhos, pois promovem uma dilatação da pupila e não bloqueiam a luz nociva. Outro ponto negativo é a baixa qualidade óptica de tais lentes, que levam a um maior cansaço dos olhos, além de

tontura”, destaca. Dr. Élcio explica que os óculos de sol de baixa qualidade não têm proteção contra os raios ultravioleta e, por serem escuros, não deixam a luminosidade passar. “O perigo é que se a luminosidade não passa, a pupila se dilata, facilitando a entrada de raios ultravioleta, que são nocivos e deveriam ser bloqueados, como acontece em óculos de boa qualidade. Por esse motivo, usar óculos de sol de baixa qualidade é pior do que não usar nenhum”, afirma.

informações • Élcio Luiz Bonamigo, oftalmologista da Unimed de Joaçaba: (49) 3522.0717 • Fernanda Scremim, oftalmologista da Unimed Extremo Oeste: (49) 3622.1576

+ Saúde no seu dia a dia

13


institucional

Expressão Corpo e Arte Xanxerê – O grupo de dança Expressão Corpo e Arte realizou o 2º Espetáculo de Danças, dia 8 de dezembro, no Anfiteatro da Unoesc, onde apresentou todas as coreografias premiadas durante o ano. A noite de muita emoção, criatividade e brilho contou com a participação de diversos grupos de destaque da região e com o patrocínio da Unimed Xanxerê. A Companhia de Dança Expressão Corpo e Arte existe há seis anos. Atualmente, 100 alunos bailarinos, entre 5 e 75 anos, fazem parte do grupo que oferece aulas de jazz, dança contemporânea, urbana e livre e, em 2012, pretende incluir aulas de flamenco, balé clássico e dança moderna. No total, a Cia. de Dança já conquistou mais de 200 premiações em festivais regionais, interestaduais, sul-brasileiros e, o maior de todos, há três anos, no Festival de Dança de Joinville. Em 2008, foi destaque com o prêmio do melhor coreógrafo do Oeste no Festival Escolar de Dança Mario de Andrade e Melhor Grupo do Oeste no mesmo festival.

Bailarinos da companhia

Unimed Extremo Oeste realiza encontro de Secretárias 2011 Extremo Oeste – Foi realizada, no dia 29 de outubro, a 8ª edição do Encontro de Secretárias, de cooperados e de rede credenciada. O evento, que foi um sucesso total, contou com a participação da facilitadora Eliane Wamser, que abordou a comunicação pessoal e interpessoal como processo de interação e a organização do espaço e ambiente de trabalho. O encontro foi encerrado com um delicioso happy hour com a Banda “Os Forasteiros”, onde as participantes se divertiram. E o melhor de tudo é que no ano que vem tem mais.

Evento foi um sucesso e teve participação maciça

SAC 24h Joaçaba – O SAC 24h da Unimed Joaçaba, canal de comunicação criado para estreitar o relacionamento com os usuários, oferece informações e orienta sobre o plano, coberturas, status dos pedidos de autorizações, médicos credenciados e muito mais. O serviço também recebe sugestões e reclamações. Basta ligar gratuitamente para o número 0800 645 0335. O SAC atende sete dias por semana, inclusive feriados. Para seu conforto, a Unimed Joaçaba recomenda que, ao ligar, tenha sempre em mãos o cartão Unimed e, caso não seja o titular, tenha o nome completo e a data de nascimento do beneficiário. 14

+ Saúde no seu dia a dia

Confraternização Extremo Oeste – Aconteceu no dia 26 de novembro a confraternização dos médicos cooperados e familiares da Unimed Extremo Oeste. A festa contou com a presença de cerca de 100 pessoas que se reuniram na sede da Cooperativa.


Unimed Joaçaba inaugura laboratório

O laboratório tem capacidade para atender até 70 clientes por dia

Joaçaba – A Unimed Joaçaba conta agora com um moderno laboratório de Análises Clínicas, localizado na Av. XV de Novembro, centro, anexo à sede da Cooperativa. A inauguração aconteceu em 28 de novembro, com a presença de médicos cooperados. Com a proposta de oferecer o serviço de análises laboratoriais de qualidade aos clientes Unimed e também à comunidade, o Laboratório nasce com um diferencial. Além de disponibilizar o resultado dos exames pela internet, será o primeiro da região a oferecer a coleta de sangue a vácuo, técnica considerada mais segura que o método tradicional. O local tem ainda uma sala de coleta com ambientação lúdica para atendimento pediátrico. A unidade funcionará de segunda a sexta, das 7h às 19h, e aos sábados das 7h às 12h.

Médico publica livro Chapecó – O ortopedista Marcos André Sonagli, cooperado da Unimed Chapecó desde 2010, participou da publicação de um livro sobre cirurgia de coluna para a Academia Americana de Ortopedia – AAOS (American Academy of Orthopeadic Surgeons). A publicação foi lançada nos Estados Unidos, durante o Congresso da Sociedade Americana de Cirurgia de Coluna. O livro é referência mundial em traumatismo da coluna vertebral. O anseio do cooperado é oferecer para Chapecó e região a mesma qualidade de atendimento e técnicas cirúrgicas realizadas nos maiores centros.

Convenção Nacional Joaçaba – A diretoria da Unimed Joaçaba participou, entre os dias 25 e 28 de outubro, da 41ª Convenção Nacional Unimed. O evento, realizado em Fortaleza (CE), com o tema ‘Governança Corporativa – Transformando o Modelo’, reuniu cerca de 2 mil participantes. Os assuntos abordados por médicos cooperados, dirigentes, autoridades e personalidades são de alto impacto na saúde, como coberturas obrigatórias no rol de procedimentos, prontuário eletrônico, investimentos no setor e gestão sustentável. De acordo com o presidente da Unimed Joaçaba, Dr. Luiz Antônio Deczka, a participação no maior evento do Sistema Unimed é uma oportunidade de debater temas importantes ligados à saúde no Brasil e fortalecer o cooperativismo médico.

Feliz Natal! Xanxerê – Este foi um ano de alegrias, tristezas e realizações. Mas o mais importante é refletir sobre acontecimentos, a jornada do dia a dia, e concluir que tivemos um saldo de crescimento e aprendizado. A vocês que nos acompanharam durante todo este ano, o nosso profundo agradecimento. Desejamos um Feliz Natal de muita paz, saúde e amor em seus corações e um Ano Novo repleto de conquistas e realizações. São os votos de toda equipe da Unimed Xanxerê.

Curso para Gestantes Chapecó – Uma noite descontraída, com troca de experiências sobre as alterações que a gestação provoca no âmbito familiar e as expectativas para a chegada do bebê. Assim pode ser caracterizada a abertura da quarta edição do Curso para Gestantes, que reuniu 49 casais, de 21 a 24 de novembro, no auditório da Unimed Chapecó. A ação é do Programa de Medicina Preventiva (Univida).

+ Saúde no seu dia a dia

15


institucional

Projeto Saúde na Terceira Idade

Programação envolveu caminhadas e bate-papo

Comemoração do Dia do Médico

Chapecó – Os idosos do Centro de Convivência do Idoso Aurino Mantovani (CCI) tiveram uma tarde divertida, no mês de novembro, durante um piquenique no Parque das Palmeiras, em Chapecó. A atividade, que teve por objetivo proporcionar uma tarde de lazer ao ar livre, foi organizada pela equipe multiprofissional da Unimed Chapecó, envolvida no Projeto ‘Saúde na Terceira Idade’. A programação envolveu caminhadas, bate-papo e lanche especial para a tarde de lazer. Atualmente, 15 idosos são internos e uma senhora passa o dia na instituição, retornando à noite para a casa da família. Com o objetivo de promover saúde, bem-estar e qualidade de vida aos idosos residentes no CCI, localizado no bairro Saic, em Chapecó, a Unimed Chapecó desenvolve, pelo terceiro ano consecutivo, o projeto ‘Saúde na Terceira Idade’. A cooperativa subsidia consultas nas áreas de ginecologia, urologia e cardiologia, além de proporcionar exames de laboratório e imagem aos idosos da instituição.

Worshop dos hospitais Extremo Oeste – Sempre comprometida com a transparência e clareza das informações prestadas, a Unimed Extremo Oeste realizou, no dia 18 de novembro, o 1º Workshop dos Hospitais da Rede Credenciada Direta. O objetivo do workshop, que será realizado anualmente, é disseminar entre todos os atores os aspectos envolvidos no atendimento hospitalar, desde autorização, padronização da tabela de materiais e medicamentos e normas de auditoria médica e de enfermagem. Foram apresentados também os canais de comunicação disponíveis para sanar dúvidas e criado um mailing list para troca de informações e orientações. O evento teve a presença de 26 pessoas envolvidas no faturamento, acompanhamento de contas e enfermagem dos hospitais e esclareceu as dúvidas e divergências em todo o processo.

Diretoria Executiva da Unimed Xanxerê

Xanxerê – O Dia do Médico é comemorado em 18 de outubro e, para não deixar passar a data em branco, os médicos credenciados da Unimed Xanxerê estiveram reunidos para uma confraternização. Cerca de 70 profissionais de diferentes áreas de atuação estiveram acompanhados de familiares para essa confraternização. A Unimed Xanxerê entregou uma lembrança para homenagear estes profissionais pelos serviços prestados à comunidade, para a qual dedicam boa parte do dia, através dos atendimentos feitos à população. 16

+ Saúde no seu dia a dia

Hust completa 65 anos Joaçaba – No dia 21 de outubro, o Hospital Universitário Santa Terezinha (Hust), que é prestador de serviço da Unimed Joaçaba, completou 65 anos de fundação. Para comemorar a data, a direção e parte do grupo de funcionários do Hust receberam autoridades e representantes de instituições parceiras para uma exposição a respeito da história do hospital e para uma visita às instalações. Incorporado pela Fundação Universidade do Oeste de Santa Catarina (Funoesc), em 2005, o hospital é referência na região Meio-Oeste do Estado em diversas especialidades e está sendo ampliado. Com a conclusão das obras, o Hust terá quase o dobro da área construída atual, que é de 6,2 mil metros quadrados.


Expo São Miguel 2011 Extremo Oeste – A Unimed Extremo Oeste Catarinense esteve presente na Expo São Miguel 2011, que foi realizada de 11 a 15 de novembro. O objetivo foi apresentar, de maneira institucional, os objetivos da Unimed. O estande da Unimed buscou difundir serviços, projetos sociais e ressaltar a importância de hábitos de vida saudáveis. Na ocasião, aproveitaram para divulgar o serviço de Contact Center (0800 749 0148), ferramenta importante de interação e fornecimento de informações, agilizando o atendimento. Foi mostrado também o projeto Cidadania e Flora, que completa 10 anos, inclusive com distribuição de mudas. Para entretenimento dos visitantes, a Unimed disponibilizou o game XBox Kinect, o que fez com que filas se formassem. Os visitantes também puderam preencher um pequeno questionário sobre hábitos de vida, concorrendo a uma incrementada bicicleta. O ganhador foi Valmor L. de Paula.

Estande da Unimed, onde uma bicicleta foi sorteada

8º Encontro do Comitê SBC/SC

Encerra Esporte Comunitário

Chapecó – Chapecó sediou o 8º Encontro do Comitê Catarinense da Sociedade Brasileira de Coluna. O evento contou com traumatologistas e ortopedistas especialistas em coluna de todo o Estado. Foram dois dias de palestras e debates, ministrados por profissionais de renome, tendo como tema coluna lombar degenerativa.

Extremo Oeste – Aconteceu no dia 3 de dezembro, no Clube Nado Livre, em Maravilha, o encerramento anual do Projeto Esporte Comunitário das turmas das cidades de Maravilha e São Miguel do Oeste.A festa mais esperada do ano pelas 100 crianças que participam do projeto teve muitas surpresas e contou com vários monitores voluntários que garantiram a diversão da criançada.

Chapecó é 3ª do País no relacionamento com o cliente

Alessandra Andrade e Cátia Fachinetto com o troféu de terceiro lugar

Há quatro anos, a Central Nacional Unimed criou o Prêmio Nacional Unimed de Relacionamento com o Cliente. A iniciativa da operadora tem o objetivo de reconhecer as melhores práticas de atendimento das centrais de atendimento das cooperativas Unimed, além de compartilhar com as demais as experiências mais expressivas e, portanto, mais bem-sucedidas. Em 2010, a Unimed Chapecó ficou em primeiro lugar entre as Unimed de medio porte, mantendo-se no ranking, em 2011, na terceira posição em nível nacional. Parabéns às colaboradoras responsáveis pelo relacionamento com o cliente, Alessandra Andrade e Cátia Fachinetto. + Saúde no seu dia a dia

17


qualidade de vida

Decifre o rótulo dos alimentos Informação nutricional obrigatória:

A leitura dos rótulos dos alimentos na hora das compras é condição obrigatória para quem se preocupa com a saúde e qualidade de vida. Mas não basta ler, é preciso entender a tabela e, assim, fazer a melhor escolha. Hoje, além da data de validade, do preço, da lista de ingredientes e do valor calórico, também podem ser encontrados alguns termos que têm muito a dizer sobre os benefícios de cada produto. No Brasil, a rotulagem é obrigatória em todo o território nacional e controlada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Todos os rótulos devem conter o valor energético (calorias), carboidratos, proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas, gordura trans, fibra alimentar, cálcio, ferro e sódio. Entretanto, alguns produtos estão dispensados da legislação, como águas minerais, especiarias, café e outros. De acordo com a nutricionista do Grupo Peso Saudável, de Chapecó, Celia Elenara Missio, os rótulos são elementos essenciais na relação entre produtos e consumidores. Daí, a importância das informações serem claras e poderem ser utilizadas para orientar a escolha adequada de alimentos. 18

+ Saúde no seu dia a dia

Porção: é a quantidade média do alimento que deve ser usualmente consumida; %VD: Percentual de Valores Diários é um número de percentual que indica o quanto o produto apresenta de energia e nutrientes em relação a uma dieta de 2 mil calorias; Medida caseira: indica a medida normalmente utilizada pelo consumidor para medir alimentos. Exemplos: xícara e colheres de sopa; Valor energético: energia produzida pelo corpo ao ingerir o alimento. Provém dos carboidratos, proteínas e gorduras. Expresso em Kcal e kJ. 1 Kcal equivale a 4,2 KJ; Carboidratos: nutriente energético. Principal fonte de energia para o cérebro. São encontrados em maior quantidade em massas, arroz, açúcar, mel, pães, farinhas e tubérculos; Proteínas: nutriente usado na construção e manutenção dos tecidos. É encontrado nas carnes, ovos, leites e derivados, e nas leguminosas (feijão, soja e ervilha); Gorduras totais: soma das gorduras do alimento.Ajudam na absorção das vitaminas A, D, E e K; Gorduras saturadas: prejudiciais à saúde. O consumo deve ser moderado. Em excesso pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares. Estão presentes em alimentos de origem animal; Gorduras trans: gordura formada em processo de hidrogenação industrial. O excesso contribui para o aumento do colesterol total e LDL e redução do HDL. Esta gordura é encontrada em grandes quantidades em alimentos industrializados como as margarinas, cremes vegetais, biscoitos, sorvetes, salgadinhos prontos e produtos de panificação; Fibra alimentar: encontradaa em maior quantidade nos alimentos de origem vegetal, não digerida pelo organismo.Atua no controle do peso e do colesterol, no funcionamento intestinal, controle de diabetes e contribui para a sensação de saciedade; Sódio: mineral que participa da regulação dos batimentos cardíacos e volume sanguíneo. Em excesso pode causar hipertensão arterial. Esse mineral é encontrado em maior quantidade nos alimentos industrializados.

informações • Nutricionista Celia Elenara Missio, da Univida - Medicina Preventiva – da Unimed Chapecó: (49) 3361.1812


Ca b e l e i re i ro L i v ra r i a Ci n e m a R e s tau ra nte

Qualidade de vida é mais do que ter uma boa saúde, é estar bem com você. Conheça a Rede que Faz Bem, um programa de vantagens em que o cliente Unimed tem direito a descontos e benefícios em diversos estabelecimentos. Basta apresentar seu cartão Unimed nas empresas conveniadas.

As Unimeds participantes são registradas na ANS.

Spa

Para mais informações e lista de conveniados, acesse: www.redequefazbem.com.br

Aca d e m i a

qual

Co l o q idad ue mais e em sua vida

M a n i cu re

ou pelo seu celular: m.redequefazbem.com.br



Unimeds do Oeste - Ed. 03