Page 1

Ano 6 • OUT 09

45

Luísa Barbieri Kreibich e Johanna Wamser, princesinhas da Münchenfest 2009

Germânico

Clube mantém as tradições

Produção ganha mais espaço no mundo fashion

Guilherme Simões de Barros fala sobre o comércio virtual

Odete Campestrini fala sobre o sucesso na decoração

Moda

Nossos direitos

Empreendedorismo


06

NESTA EDIÇÃO

Edemir Garcia

www.tabajaratenisclube.com.br

: : NOSSA REVISTA 08 // Nossa opinião 10 // Moda - Helena Schürmann e Gabriela Paludo 14 // Artesanato - Andrea Buechler Hermann 16 // Empreendedorismo - Odete Campestrini 20 // Gente que faz - Taiana Justino 22 // Nossos direitos - Guilherme Simões de Barros 26 // Meu hobby - Beto Bauer 40 // Nascimentos 46 // Portas abertas 48 // Tabasco

30

Tradição germânica // Münchenfest e desfiles da Oktoberfest reunem sócios do Tabajara na celebração dos costumes dos imigrantes

Münchenfest Kakau Santos

Gostaria de parabenizar a diretoria, em especial as diretoras sociais e toda equipe que trabalhou na organização da Münchenfest. Festa que reuniu a família Tabajara num momento único de alegria e que emocionou a todos. Foi bonito ver a apresentação das danças, escolha da rainha, crianças sentadas no chão, debutantes desfilando entre crianças que brincavam no salão e todos os adultos em pé aplaudindo este momento tão único em que a tradição germânica se fazia presente e a família Tabajara brindava “Ein Prosit”. Parabéns! Yara e Rolf Herwig

Aberto de Tênis

42

Esportes // Organização anuncia a realização do Aberto de Tênis de Santa Catarina 2010 no Tabajara Tênis Clube

Gostaria de parabenizar a diretoria pela magnífica vitória conseguida trazendo novamente para Blumenau tão importante torneio de tênis. Este fato, em meu entender, é o coroamento de um trabalho de equipe, liderado com muita dedicação, abnegação e desprendimento pelo ilustre amigo Otávio Guilherme Margarida. Recebam todos os meus respeitosos e amistosos cumprimentos, com os votos de pleno sucesso. Vamos repetir o show do ano passado. Jorge Luiz Buechler


08

www.tabajaratenisclube.com.br

: : NOSSA OPINIÃO DIRETORIA

Uma honra Dia 13 de outubro de 2009 entrou para a história esportiva do Tabajara e de Blumenau, com o anúncio do clube e da cidade como sede da quinta edição do Aberto de Tênis de Santa Catarina, um dos principais do País. O sucesso da edição de 2008 – a primeira fora da Capital – e a estrutura que o clube oferece foram decisivas para a organização do evento optar pela continuidade do torneio aqui. As duas novas quadras, cobertas, cuja construção já iniciou, serão inauguradas durante o evento. O anúncio veio coroar esse importante ano, quando o Tabajara completa 150 anos de fundação. Data essa que transfere um brilho especial aos eventos, como a Münchenfest e os desfiles da Oktoberfest, estampados na capa e nas páginas da seção de Festas dessa edição. A edição 45 traz também reportagens sobre empreendedorismo, direitos, moda, artesanato e a paixão do empresário Beto Bauer pelas motocicletas. E, na edição de 46, em novembro, teremos uma Tie Break especial, que vai retratar a história e as pessoas que construíram e constroem ano após ano o Tabajara Tênis Clube. Boa leitura

Presidente Otávio Guilherme Margarida Vice Presidente Alberto Stein • Diretor Administrativo Thomas Bueckmann • Secretário Jorge André Ritzmann de Oliveira • Tesoureiro Alcemir Karasinski • Vice-tesoureiro Carlos Roberto Dorigatti • Diretor do Patrimônio Felipe Avelar Ferreira • Vicediretor do Patrimônio Maurício Carlos Kreibich • Diretoras Sociais Cynthia K. Baumgarten Daniela S. Bogo - Rita Schürmann - Lorna Stein • Diretor do Tênis André Germano Bürger • Vicediretor do Tênis Edson Luiz Moser • Diretor de Esportes Clóvis Lenzi • Diretor do Futebol Ricardo Guedes Viotti • Diretor da Sauna Joaquim Teixeira Paulo Filho • Vice-diretor da Sauna Raul Kegel • Diretor do Tiro Carlos Péricas • Diretor da Bocha Valmor Cunha • Diretor do Bolão Traugot Kaestner • Vice-diretor do Bolão Rubens Tadeu Varella • Diretora da Ginástica Rúbia Cunha • Diretor de Marketing Cao Hering • Diretor da Piscina Lúcio Flávio V. Simões • Diretor do Squash Caio Alexandre Wolff • Diretor de Esportes e Ouvidoria Clóvis Lenzi Conselho Deliberativo Após A.G.O 2009

Membros Natos - Egon Alberto Stein - Adolfo Luiz Altenburg Jorge Luiz Buechler - José Roberto A. Santos - Edson Pedro da Silva • Efetivos - Mandato até A.G.O. de 2010 - Theo K. Falce, Bernd F. V. Meyer, Valdir Righetto Filho, Hercílio Baumgarten e Otto Baier • Suplentes - Mandato até A.G.O de 2010 - Valter Ros de Souza, Ronaldo Baumgarten Junior e Carlos Ivan Beduschi • Efetivos - Mandato até A.G.O de 2011 - José Carlos Müller, Walter Luiz Persuhn, Hilário Torresani, Ronaldo Reichow e Dênis Mário Locatelli • Suplentes - Mandato até A.G.O de 2011 - Jean Prayon, Evelásio Paulo Vieira e Roberto Carneiro Bauer • Efetivos - Mandato até A.G.O de 2012 Marcos S. Leyendecker, Sérgio I. Margarida, Jorge Luiz Rodacki, Márcio Milton Mafra e Gualberto José Guedes • Suplentes - Mandato até A.G.O de 2012 Edmundo Wehmuth, Rolf D. Buhr e Renato Medina Pasquali Conselho Fiscal Jaime Luiz Leite (Presidente) EFETIVOS - Giovani Mainhardt e Dario L. Agnoletto - SUPLENTES Marco Aurélio Poffo, Juliano Daniel Scheefer e Fabricio A. Bogo gerente Marcello Rubineck Pereira

presidente Jorge Luiz Buechler vice-presidente Theo K. Falce Secretário José Roberto A. Santos

Revista de divulgação do Tabajara Tênis Clube, com distribuição gratuita aos associados. Rua Alwin Schrader, 415 – Blumenau SC – Fone (47) 3221 2600 – www.tabanet.com.br / gerente@tabanet.com.br Conselho Editorial / Carlos Hering, Otávio Guilherme Margarida, Cynthia K. Baumgarten, Daniela S. Bogo e Rita Schürmann. Editor Executivo / Sidnei dos Santos 1198JP (MTb/SC) - sidnei@mundieditora.com.br. Editora / Michele Wilke. Editora Assistente / Gisele Scopel. Reportagem / Ana Paula Lauth, Mariana Tordivelli e Kakau Santos (fotografias). Coordenador de Arte / Guilherme Faust Moreira. Revisor / Gervásio Tessaleno Luz 759JP (MTb/SC). Foto de Capa / Edemir Garcia. Gerente Comercial / Eduardo Bellidio - eduardo.bellidio@mundieditora.com.br, (47) 3035-5500. Diretor Executivo / Niclas Mund niclas@mundieditora.com.br.


10

Criando a imagem da moda Kakau Santos

www.tabajaratenisclube.com.br

: : MODA

As produtoras de moda Helena Schürmann e Gabriela Paludo dão continuidade ao trabalho do estilista, despertando o desejo de consumo das coleções Michele Wilke michele@mundieditora.com.br Com a crescente evolução da moda nas últimas décadas, a cada ano surgem novas grifes e a participação de um produtor de moda toma uma importância notável, valorizando a marca em produção de desfiles, eventos, catálogos e material publicitário. Os produtores de moda Helena Schürmann, Gabriela Paludo e Alisson Corrêa, sócios na AHA Estilo, buscam traduzir o conceito e a identidade da marca ao consumidor. Os profissionais ressaltam que um bom produtor de moda tem de entender de tudo um pouco, como cinema, arte, história, política, música, esporte, além de ter muita sede de moda. Tem que ler muito, estar sempre atento a tudo, a cada atitude, a cada movimento. “Precisamos ter uma agenda de prestação de serviços, com contato de bons maquiadores, fotógrafos e cenógrafos. O produtor acaba sendo a figura central que costura o trabalho de todos os profissionais envolvidos na produção e serve de ponte para os que trabalham na equipe”, diz Helena que é responsável pelo stylist, pesquisa de tendências e produção da empresa. Afinal, é o produtor que entende o funcionamento das agências de modelos, faz o casting e providencia transporte e alimentação para todos. “O produtor de moda é o profissional que busca elementos, modelos, roupas e acessórios para a realização de fotografia, filmes, desfiles visando alcançar a proposta do briefing”, analisa Gabriela, responsável pelo planejamento e área comercial, além da produção.


Fotos Kaka u San tos

“Pra mim o Tabajara é referência. A história da minha família está muito ligada ao clube. Hoje é onde eu levo a minha filha Maria Rita para brincar no parquinho e é o lugar onde almoçamos todos os domingos. Eu e meu marido Bruno sempre encontramos os amigos no Die Kneipe”. Gabriela Paludo

“O Tabajara sempre foi uma extensão da escola, já que o meu avô já era sócio quando nasci. Eu e a minha irmã Vanessa fomos as primeiras gêmeas a debutar no clube. Então, o Tabajara está muito ligado a minha história. Recentemente, oferecemos uma palestra sobre moda para as debutantes e produzimos o desfile do dia 19 de agosto”. Helena Schürmann


12

Mudança de curso

Fotos banco de imagens

www.tabajaratenisclube.com.br

: : MODA

Antes de trabalhar com moda, Helena Schürmann dedicava-se a outra profissão. “Eu ainda trabalhava com direito quando iniciei em 2007 o curso de estilismo do Senai no período noturno”. Assim conheceu o produtor Alisson Corrêa, que já atuava como stylist e visual merchindiser. O primeiro cliente da dupla foi a BGO Têxtil, que queria produzir um catálogo de moda. Os dois se juntaram à designer de acessórios Antônia Rodrigues e, assim, nasceu a AHA Estilo, que oferece vários serviços voltados para a moda como styling, produção de catálogos de moda, montagem de stands em feiras, produção de desfiles e visual merchindising envolvendo todo o conceito de uma loja. Mais tarde, com o desligamento de Antônia da sociedade devido à mudança para o Rio de Janeiro, foi a vez da ex-modelo Gabriela Paludo entrar como sócia. “Em junho deste ano iniciei meu trabalho na AHA, ajudando a fazer o reestruturamento da empresa, já que ela está crescendo bastante”. Atualmente, os profissionais possuem clientes em todo o Estado de Santa Catarina em cidades como Blumenau, Gaspar, São João Batista, Jaraguá do Sul, Balneário Camboriú e Criciúma, entre outras. Antes de desenvolver o briefing, os profissionais da AHA conhecem de perto os produtos. “Antes de iniciar um trabalho, primeiramente conhecemos a empresa e a coleção, mas é necessário conhecer também o conceito da campanha, como temas e inspirações para que possamos pesquisar e desenvolver assim o nosso trabalho”, define Helena. O cronograma envolve, também, reuniões com o estilista responsável pela coleção e com o proprietário da marca para definir os elementos do cenário, composição

dos looks, beauty, casting, iluminação e layout. A maioria dos fotógrafos possui estúdio próprio, mas muitas fotos são produzidas em locações externas, selecionadas pela AHA. As primas Gabriela e Helena garantem que o trabalho de produção inicia muito antes do dia marcado para registrar as imagens do catálogo. “No dia das fotos tem que estar tudo pronto. Nós acompanhamos o trabalho para ajudar a vestir os modelos e colocar os acessórios de acordo com o planejamento dos looks que é feito através de um painel de imagens para orientação”, comenta Helena. Ela explica que existe diferença entre a produção de um catálogo e um editorial de moda para revista. No caso do catálogo, existe a pesquisa de referências ao tema e a busca dos elementos que irão complementar a coleção do cliente. Para

produzir um editorial de moda, é necessário selecionar as peças de roupa, sapatos e acessórios em lojas especializadas. “A produção do editorial acaba sendo mais trabalhosa pela questão da gente ter que selecionar as roupas que serão usadas pelos modelos. Quando produzimos um catálogo, trabalhamos em cima da coleção pronta”, fala Gabriela. Além da orientação para a produção de cabelo e maquiagem sobre a referência da campanha, os profissionais também ajudam a escolher os modelos que se identificam melhor com a marca. “O nosso diferencial está principalmente na logística especializada e organização. Dispomos de uma biblioteca com revistas nacionais e importadas, acervo de acessórios e ateliê para criação, além de contar com as parcerias de agências de modelos e lojas de calçados e acessórios, entre outros”, diz Helena. Além disso, os produtores da AHA investem em constantes atualizações através de workshops, palestras e desfiles de moda. “Em fevereiro de 2010, por exemplo, estarei embarcando para a Alemanha para participar de uma feira de tendências em Berlim. A Helena também vai participar de um workshop em São Paulo, no mês de novembro, com palestrantes internacionais”, adianta Gabriela.


&ÉCILLOCALIZA ÎO

!TENDIMENTO(ORAS

 

.OVA5NIDADEENTREASMAIS MODERNASDO0AÓS

 


14

Arte com encantamento Evento no Senac Bistrô reúne mais de 30 artesões Kakau Santos

www.tabajaratenisclube.com.br

: : Artesanato

O “Festival Artesanal no Bistrô” foi criado a partir da necessidade de haver um espaço para mostrar e vender produtos artesanais da região. Com a ideia dos artesãos mais o convite do Restaurante Senac Bistrô Johannastift a parceria se realizou. O evento, que já está na 9ª edição, iniciou como uma Feira de Natal. Devido ao sucesso alcançado também foi realizado na época de Páscoa, e pela segunda vez ocorre no mês de outubro. “Sentimos necessidade em não ficar só nas datas comemorativas, mas oferecer artesanatos do dia a dia”, explica a artesã e organizadora do festival, Andrea Buechler Hermann. O mês de outubro foi escolhido por poder mostrar o artesanato aos turistas que estão na cidade durante a Oktoberfest. Este ano o evento acontece de 13 a 21 de outubro, de terça-feira a sábado. Neste período, o Senac Bistrô serve um café da tarde, das 15h30 às 19h, além do serviço de restaurante, a partir das 18h. Andrea destaca que o Festival Artesanal é visitado por diversas faixas etárias, desde grupos de senhoras que aproveitam para tomar um saboroso café, até amigos que se encontram para um happy hour no Bistrô. “Há tardes que circulam mais de 200 pessoas pela feira”, estima.

“O Tabajara Tênis Clube é onde tudo acontece: boas festas, momentos de lazer, encontro com amigos. O Clube atende todas as gerações, desde as crianças aos mais idosos. Os eventos sociais são excelentes. O Tabajara também é o local onde pratico atividades físicas toda semana”. Andrea Buechler Hermann


Fotos Kakau Santos

Festival reúne artesanato voltado para a decoração natalina

Troca de experiências e novidades

A arte na família

Participam do Festival mais de 30 artesões, não somente de Blumenau, mas de cidades vizinhas: Timbó, Pomerode, Indaial, Presidente Getúlio, Florianópolis e até do Paraná e de Minas Gerais. As artesãs mineiras irão expor moda artesanal na feira. “Cada vez o número de participantes é maior”, comenta. Ela conta que a seleção é realizada pelo ¨garimpo¨ das peças artesanais, que prezam: bom gosto, criatividade e acabamento, não havendo repetição dos segmentos. “É bom que haja variedade, pois cada visitante tem um gosto pessoal e a variedade proporciona uma venda bem homogênea”, diz.

Na família de Andrea a arte sempre foi uma tradição. A mãe, as avós, as tias, as irmãs, todas possuem algum talento envolvendo o artesanato. “As habilidades manuais sempre foram muito motivadas na minha família”, declara.

Andrea argumenta que os artistas procuram sempre trazer novidades. “Há uma grande troca de experiência e ideias, mas cada um tem seu estilo próprio. Somos uma verdadeira família”, observa. Cada artesão apresenta 20 peças e à medida que são vendidas, vão sendo repostas. “Devido

a proximidade do Natal temos um espaço natalino, recheado de novidades encantadoras” cita. O Festival reúne artigos decorativos, porcelana e cerâmica, patchwork, scrapbook, toalhas de mesa, louça e lavabo, jogos americanos, velas, gamelas, biscuit, doces e salgados típicos, caixas revestidas, entre outros. Ainda há um espaço natalino. Também são montadas mesas com sugestões de decoração. Andréa conta que a organização sempre procura inserir um atrativo cultural. Este ano será lançado o DVD da artista plástica Betina Buechler Deeke, que ensina a técnica alemã de pintura “Bauernmalerei”. Para Andréa, o importante é que o artesão está sendo valorizado. Ela assinala que a feira é bastante prestigiada pelo blumenauense. “Nosso objetivo é que as pessoas se encantem com o artesanato”, declara.

• De 13 a 21 de outubro de 2009 – de terça a sábado, das 13h às 22h • Local: Senac Bistrô – esquina da Alameda Rio Branco com a rua 7 de Setembro • Ingresso opcional: 1 quilo de alimento não perecível ou um brinquedo em bom estado

Ela se dedica a confecção de guirlandas, cordões decorativos, centro de mesa, arranjos em geral, sejam natalinos, pascais ou cotidianos. Os artigos de maior sucesso são as guirlandas de rolha. Hoje em dia, Andrea tem o artesanato como um hobby que lhe dá muito prazer. “É um momento relaxante, em que consigo botar para fora minhas ideias”, afirma. As peças são produzidas geralmente no período da noite ou aos finais de semana.

II Festival Artesanal no Bistrô

www.tabajaratenisclube.com.br

15


16

De geração em geração Há 32 anos, Odete Campestrini abria as portas da Vivenda, hoje, uma das maiores lojas da região Kakau Santos

www.tabajaratenisclube.com.br

: : Empreendedorismo

O bom gosto e o feeling em decoração foram os impulsos que há 32 anos fizeram a empresária Odete Campestrini fundar a loja Vivenda Decore. Feliz por atender a segunda geração das famílias, Odete conta que a relação com os clientes é de amizade. “Eles trazem os filhos que vão casar para montar e decorar a casa porque sabem que os produtos da loja vão durar por muito tempo”, comemora. Nessas três décadas, a empresária aprendeu que o cliente é um multiplicador e que para conquistar a fidelidade dele é preciso ser mais do que um mero fornecedor. Um exemplo disso é quando a loja efetua a venda de uma cortina e depois de certo tempo oferece ao cliente a possibilidade de instalá-la novamente após a lavagem. Outra característica dos fiéis clientes da Vivenda Decore é que são conscientes e compram aos poucos. Odete traça com eles planos de aquisição e celebra quando a casa dos compradores fica completa. “É como comprar roupas em uma loja. Não é todo mundo que pode vestir-se dos pés à cabeça em uma compra só”, exemplifica. Pelo tamanho e pela variedade de produtos, a Vivenda Decore faz parte do roteiro turístico graças aos clientes que recebem visitas em algumas épocas do ano e os levam para conhecer a loja que dispõe de três andares.

“Blumenau é uma cidade diferente e o Tabajara Tênis Clube um exemplo dessa distinção. Sou sócia há mais de 30 anos e considero o clube é um lugar de requinte, de encontro com os amigos e que tem empatia com minha família”. Odete Campestrini


Fotos Kakau Santos

A loja localizada na Rua Itajaí reúne um grande mix de produtos que exaltam o bom gosto, a sofisticação e o conforto em cada canto da casa

Metro por metro Tudo começou com uma pequena loja de 30 metros quadrados no centro de Blumenau que depois mudou para um espaço maior, de 130 metros quadrados. O número de clientes aumentou e há 10 anos a Vivenda Decore está em um ambiente de 5.200 metros quadrados na Rua Itajaí. O crescimento deu-se porque Odete e sua equipe conquistaram a credibilidade da clientela e estão sempre por dentro das tendências de decoração, que estão em constante mudança. Viagens para diversas feiras na Europa fazem parte da pesquisa de mercado que a empresária participa. Ela diz que Frankfurt na Alemanha é um polo de decoração e as principais tendências de móveis saem de Milão, na Itália. “Nos Estados Unidos é onde se encontra variedade. Lá tem de tudo porque eles são muito consumistas. Cabe a mim fazer a adaptação dos itens para o Brasil”, informa.

Segundo Odete, quando o assunto é design a reinvenção acontece todo dia. Do moderno ao clássico, passando pelo étnico e pelo natural, a loja Vivenda Decore procura agradar o gosto de todos os tipos de cliente. O diferencial está nas escolhas das empresas ecologicamente corretas que usam madeira licenciada nos móveis e mostram responsabilidade ambiental. Na Vivenda Decore trabalham 26 funcionários que são supervisionados pela empresária. Ela explica que o trabalho em equipe é fundamental, mas mesmo assim faz questão de ser a primeira a chegar à loja. Sempre na ativa, Odete participa de diversas entidades e gosta de estudar. No ano passado se formou no curso de Design no Instituto Brasileiro de Design, em Balneário Camboriú.


18

www.tabajaratenisclube.com.br

: : O QUE PENSAM OS JOVENS

Do Enem às Olimpíadas Edemir Garcia

Divulgação

Maria Eugênia Schmitt Rauh, 14 anos, é estudante do Colégio Bom Jesus Santo Anto nio e planeja prestar vestibular para Arquitetura.

do er Filho, 16 anos, é aluno Cristiano Schaefer Buerg so eci ind á Por enquanto est Bom Jesus Santo Antonio. ia. nom Eco inistração e entre as faculdades de Adm

Enem adiamdpreojudicados. Alguns alunos se

“Os estudantes fora o, a prova. Acho um absurd prepararam muito para est da ção liza rea a m gastos para pois milhões de reais fora dibilidade do sistema.” cre a lou aba mesma. Isso

no Rio Olimpíadas Olimpíadasde Jan eiro sediar as

“Acho ótimo o Rio a a oportunidade de mudar de 2016. Teremos agora do r stra mo e sil Bra do tem impressão que o mundo a Além disso, será ótimo par que essa Nação é capaz. do liza rea ser a investimento a nossa economia, pois o nte retorno para o País em ele exc um terá certamente médio prazo.”

s nos parque Bebidaso con s sumo de bebidas alcoólica

“A lei que proíbe a boa iniciativa, uma vez em parques e praças é um am soas alcoolizadas degrad que, constantemente, pes , ém Por a. de maneira coletiv esses lugares, sem pensar il.” fác lei não será a fiscalização dessa nova

Enem adiado

“O vazamento das informa ções prejudicou os estudantes, porque a maioria já estava preparada para o teste e, além disso, a nova data vai coincidir com a data de outros vestibulares, ou seja, alguns alunos não poderão mais prestá-la. Essa afet ou a credibilidade do Enem.”

Olimpíadas no Rio

“Fiquei muito feliz com a notícia, porque essa é uma chance de o Brasil mostrar que tem capacidade de sediar um evento de grande port e como as Olimpíadas. Esse era um sonho do Brasil e irá também ajudar na economia do País. Só espero que agora o governo cuide corretamente de todos os preparativos.”

Bebidas nos parques

“A lei que proíbe bebidas alcoólica s em parques e praças é polêmica. Eu concordo que, além de evitar muitos acidentes, ela evita que as pessoas que consomem bebidas alcoólicas pub licamente sejam maus exemplos para a sociedade, incentivando outros a beberem também, o que não é nada saudável. Por outro lado, às vezes, quando se tomam atitudes muito radicais, o efeito pode ser contrári o. Por isso, penso que a educação e a conscientiza ção ainda são o melhor caminho.”


IMÓVEIS DE CHARME | 2OO9

6 grandes motivos para despertar o seu desejo.

Balneário Camboriú

Vermont San Giorgio Don Alvarez Villa Cora Porto Vita Villa Serena

De acordo com o lei nº. 4591/64 informamos que as imagens contidas nesse material possuem apenas carater de sugestão. O apartamento será entregue conforme memorial descritivo. A aquisição das mobilias e peças decorativas serão custeadas pelo proprietário.

Porto Vita Residence | Av. Atlântica, 5230

Alexandria Residence | Av. Brasil esquina Rua 3300

Vermont Residence | Rua 1001, 226

Incorporação M - 21591 - 2º O.R.I. - BC - Villa Serena Residence | Rua 3706

4 7 3 2 6 4 - 0 0 0 8 | e m b r a e d . c o m . b r P l a n t ã o d e v e n d a s : A v e n i d a A t l â n t i c a 5 0 5 0 B a l n e á r i o C a m b o r i ú , S a n t a C a t a r i n a


20

Hamburgueria traz de volta os anos 50 Inspirado na cultura pop norte-americana, estabelecimento serve ícones da década de 1950 Kakau Santos

www.tabajaratenisclube.com.br

: : Gente que faz

“Puro sonho”, é como a empresária Taiana Justino define a Hamburgueria Billy Holly Burgers & Co., da qual é proprietária. O empreendimento foi inaugurado no final do mês de setembro. “Sempre tive vontade de montar um negócio próprio e sabia que seria nesta área de gastronomia que eu tanto gosto”, conta. O atrativo da Hamburgueria é a temática dos anos 50. Os ambientes, inspirados na época, trazem na decoração objetos como: uma jukie box, telefones de 1947 e 1951, posters e quadros do Gordo e o Magro, Elvis Presley, Marilyn Monroe. O nome da Hamburgueria é a mistura de ícones da época, o cantor Buddy Holly e o gênero musical Rockabilly. Para transformar o local numa verdadeira viagem no tempo, Taiana foi a São Paulo, visitou hamburguerias e fez várias pesquisas relacionadas ao tema. O endereço do restaurante, Alameda Rio Branco nº 403, foi escolhido especialmente para trazer de volta o glamour que a rua possuía há anos atrás. “Quando pensei em montar um negócio, a Alameda foi a primeira opção, pois é uma rua muito bonita”, analisa. O restaurante resgata a década também no cardápio que serve: milk shake e banana split. “Quis resgatar um pouco do brilho dos anos 50”, observa. Outro diferencial é que o lanche é servido no prato, como antigamente. “O carro chefe é o hambúrguer estilo americano e o catchup é Heinz, também uma das tradições americanas”, ressalta.

“O Tabajara é minha casa, estou sempre no clube. Jogo tênis, frequento a piscina, minhas filhas também fazem diversas atividades no Tabajara. O clube é o lugar onde me divirto e encontro os amigos”. Taiana Justino


Dedicação Integral

Taiana ainda avalia o mercado como próspero. ”Há público para este segmento”, afirma. Além disso, a Billy Holly Burgers & Co sai do tradicional das lanchonetes e bares. “Um dos motivos de abrir um restaurante deste porte foi notar a carência de Blumenau neste sentido. Tenho uma filha adolescente e percebia que faltava um lugar assim”, declara. A Hamburgueria aceita reservas para eventos e no futuro pretende incluir atrações para os clientes. O horário estendido também é um diferencial, o restaurante fica aberto de segunda a sábado das 11h às 23h e aos domingos, das 17h às 23h.

Fotos Kakau Santos

Apesar da vontade de possuir um empreendimento, Taiana é graduada em Matemática. Ela observa que o segredo para administrar um negócio é a dedicação integral. “É preciso ter muita força de vontade e estar presente o tempo todo”, diz.

www.tabajaratenisclube.com.br

21


22

Os cuidados ao comprar pela internet Comércio eletrônico cresce e Brasil é o primeiro do ranking mundial. Conheça os direitos do consumidor Gilberto Viegas

www.tabajaratenisclube.com.br

: : Nossos direitos

“Eu e minha família gostamos muito de ir ao restaurante e às divertidas festas no Die Kneipe, onde sempre encontramos os amigos. Além destas ótimas opções, também frequento a academia, bem equipada e com bons profissionais orientando a prática das atividades físicas”. Guilherme Simões de Barros

Gisele Scopel gisele@mundieditora.com.br A internet surgiu na década de 1960, nos Estados Unidos, com o intuito de manter a comunicação entre as bases militares e os departamentos de pesquisa do governo norte-americano em casos de ataque durante a Guerra Fria. Depois de passar a ser utilizada pelas universidades e cair no domínio público, essa ferramenta abriu um leque infinito de possibilidades, desde entretenimento e pesquisa até um vasto campo de comércio. Em pesquisa realizada recentemente pela consultoria Gouvêa de Souza (GS&MD), em parceria com a Ebeltof – International Retail Experts, 73% dos brasileiros com acesso à rede utilizam ferramentas ou sites para comparar preços pela internet, enquanto a média mundial é de 52%. Foram analisados quatro setores em 11 países, em um total de 5,5 mil entrevistas on-line,

além de um trabalho de campo no Brasil, com 500 entrevistas em São Paulo, Recife e Porto Alegre. Segundo a pesquisa, no Brasil, 92% dos entrevistados afirmaram fazer compras pela internet, enquanto a média global é de 88%. Segundo o advogado especialista em Direito Empresarial e professor de Direito Empresarial no curso de Administração da Furb Guilherme Simões de Barros, o e-commerce, como é conhecida a venda pela internet, acontece de duas formas: direta e indireta. A primeira é caracterizada pela compra e venda de bens intangíveis, que são utilizados em meio digital, como músicas, softwares, e-books e jogos virtuais. A forma indireta acontece quando a compra é de bens palpáveis e o produto chega ao consumidor pelo correio ou transportadora. No início, os mais comuns eram os livros e CDs, hoje o número de artigos vendidos no comércio digital é incalculável.

Atualmente, não existe uma lei expressa que regulamente esse tipo de comércio no Brasil. “Ele é intrumentalizado por um contrato eletrônico, que segue o modelo de contrato tradicional, mas se formaliza de forma diversa, por meios virtuais”, afirma o advogado. A Europa anda a passos largos à frente das determinações que regem o comércio virtual. Os juízes brasileiros, muitas vezes, se pautam pelas Diretivas da Comunidade Europeia e, segundo Barros, muitos sites já estão se adequando a elas. Por não haver um estatuto específico para os contratos eletrônicos brasileiros, o Código de Defesa do Consumidor (CDC) tem sido um grande aliado na solução de impasses entre loja virtual e comprador e, de acordo com o advogado, é perfeitamente aplicável aos contratos eletrônicos. Os contratos feitos na internet podem ser comparados aos contratos realizados a distância, fora do estabelecimento comercial. Conforme consta no artigo 49 do CDC, sobre o prazo de reflexão, “o consumidor pode desistir do contrato no prazo de sete dias a contar da assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou a domicílio”. Essa regra se aplica tanto para vendas por telefone, para o vendedor que bate à porta, pela televisão ou via internet. A devolução pode ser feita sem a necessidade de justificativa do consumidor, porém o comprador deve arcar com os custos do transporte na devolução.


www.tabajaratenisclube.com.br

24

CDs não podem ser devolvidos O advogado Guilherme Simões de Barros informa que CDs não têm a possibilidade de devolução como os demais produtos, pois isso poderia gerar outros problemas. O consumidor que age de má fé poderia gravar as músicas, dizer que não gostou e devolver. Para evitar essa situação, os sites de venda disponibilizam cerca de 30 segundos das faixas do disco escolhido para que não haja dúvida e nem arrependimento após a compra.

Nesse contexto, também cabe a inversão do ônus da prova. Isso significa que quando há uma alegação do consumidor, o fornecedor fica incumbido de provar que o produto não tem problema. Da mesma forma, o Princípio da Conservação dá o direito ao consumidor de discutir e até retirar uma cláusula de um contrato sem que haja uma interrupção do serviço.

Quando a compra é feita fora da cidade onde está o consumidor, ele tem o privilégio de foro, o que permite que a discussão do problema aconteça onde ele mora. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) busca atender aos anseios do consumidor que, se subentende, é a parte mais fraca na relação de consumo. Anteriormente, os contratos eram invioláveis; hoje, permitem maior flexibilidade e visam à boa fé e verdadeira intenção das partes envolvidas. Assim, o Estado pode interferir na relação, discutindo judicialmente as cláusulas, seja porque é onerosa demais ou abusiva de alguma forma.

Apesar de proteger quem compra, o Código de Defesa do Consumidor (CDC) não tem a intenção de prejudicar nenhuma das partes, mas que ambas saiam satisfeitas com o negócio. Como nos meios virtuais nenhum dos dois sabe quem está na outra ponta dessa transação, os cuidados devem ser redobrados. O advogado Guilherme Simões de Barros observa que é preciso ter a certeza de que se está protegido ao fazer a compra. Sites de grandes marcas já reconhecidas e estabelecimentos com boa reputação têm maior garantia. Desconfie quando a oferta é muito ten-

Medidas de segurança

tadora, quase impossível. Documentar a transação com a impressão dos dados do contrato como valores, prazo de entrega e descrição do produto é uma segurança. Na tentativa de reduzir os danos, está disponível a Certificação Digital, ainda utilizada por uma minoria. Ela funciona como uma identidade digital, um cartão com chip que é colocado na máquina e dá a certeza de quem está do outro lado, evitando fraudes. Outras tecnologias, como controles biométricos de íris e digital também são mecanismos que impedem as pessoas de se passarem por terceiros. O que vem sendo bastante questionada é a capacidade civil das partes envolvidas. Conforme a legislação, somente maiores de 18 anos podem fazer a transação via internet. Contudo, jovens abaixo dessa idade utilizam os dados dos pais para fazer a compra. Muitas vezes, há o consentimento dos responsáveis, o que não gera problema.

Gilberto Viegas

Promessa não-cumprida Em casos em que o produto não funciona como prometido, o comprador pode devolvê-lo, desde que dentro do prazo estipulado no artigo 49 do CDC (sete dias), mesmo após o uso. Se o produto apresentar defeito e o cliente ainda querer ficar com o bem, a loja tem o prazo máximo de 30 dias para solucionar, seja reparando o problema ou substituindo o equipamento. Passado esse período, fica a critério do consumidor a forma de ressarcimento, que pode ser a troca por um aparelho novo igual, restituição imediata e atualizada do valor ou abatimento proporcional do preço, quando até funciona, mas não conforme o prometido em propaganda. “Há que se ressaltar as distinções dessa compra. Se a pessoa faz a pesquisa no site e decide comprar direto na loja, que tem endereço fixo, não há contração eletrônica. Por outro lado, se o comprador tiver um contato prévio com o produto em uma loja física, mas optar por adquiri-lo através da internet ou outros meios virtuais, tem-se a figura do comércio eletrônico”, finaliza Barros.

Barros: contratos são flexíveis e visam à boa fé das partes envolvidas


26

Estilo liberdade Paixão de Beto Bauer pela motocicleta vem desde os 8 anos e hoje é mais que um hobby Divulgação

www.tabajaratenisclube.com.br

: : Meu hobby

“O Tabajara sempre fez parte da história da minha família. Hoje meus filhos participam do Projeto S21, mas lembro que na minha época também passávamos o dia inteiro no clube, brincando, jogando futebol, nadando. Hoje meu círculo de amizades é no clube. Adoramos conviver no Tabajara, também devido ao grande trabalho realizado pelo presidente, Otávio Guilherme Margarida”. Beto Bauer

Ana Paula Lauth anapaula@mundieditora.com.br

algum tempo faz viagens, inclusive por outros países.

Para Beto Bauer, o motociclismo é mais que um hobby, é um estilo de vida. Também uma forma de livrar o estresse do dia-a-dia e de confraternizar com amigos. “É ótimo para relaxar, sair da rotina. Estar em cima de uma moto é uma sensação maravilhosa”, descreve.

Beto conta o passeio inesquecível de 15 dias que fez pelo interior da Austrália com os amigos. “Alugamos as motos na Austrália e fomos de Melbourne a Sidney”, relata. Beto destaca que nestas viagens a velocidade não é o mais importante. “Andamos de 200 a 500 quilômetros por dia, quando se viaja em um grupo maior as paradas também se tornam mais longas”, comenta.

A paixão por motocicletas vem desde muito cedo. Beto conta que aos 8 anos já dirigia uma Garelli, que é um modelo de minimoto. Depois começou participar de trilhas com motos pequenas e já há

Ele já fez diversas vezes o percurso da América do Sul. Beto costuma via-

jar com um grupo de amigos, mas ele comenta que há um ano comprou uma moto mais confortável para viajar com a esposa, Andrea. “Agora ela costuma ser minha companheira”, cita. Beto possui uma Harley Davidson -Electra Glide Ultra Classic. Além de manter o bom relacionamento com o grupo de amigos, as viagens servem também para descobertas gastronômicas. “Buscamos descobrir novos restaurantes nos locais que visitamos. Vamos muito à Gramado por este motivo”, conta. A próxima viagem programada é para Foz do Iguaçu, no final do ano.


28

: : Meu hobby www.tabajaratenisclube.com.br

Fotos d ivulgaç ão

O grupo

de moto

ciclistas

passa po

r uma bo

iada no

Uma cultura diferente

Mato Gr

osso do

Sul

Beto participa do PHD-BR. Trata-se de uma turma de motociclistas blumenauenses, com uma paixão comum e o privilégio de possuir e pilotar uma Harley Davidson. Eles têm o site: www.phd-sc.com.br. “Através do site organizamos passeios, viagens, encontros”, destaca. Além desse, Beto participa de outros grupos com os mesmos interesses. “Você conhece gente de todos os lugares”, assinala. Segundo Beto, há uma cultura diferente entre “andar de moto” e “andar de Harley”. “Harley Davidson é um estilo de vida. O misticismo que a envolve é único”, aponta. Ele recomenda cuidado, principalmente para quem está iniciando na modalidade e uso do capacete. “Moto exige limites e quem faz o limite é você mesmo. É preciso respeito, cuidado e atenção”, alerta. Beto observa que a atenção deve ser redobrada quando se anda na chuva. “Andar de moto quando chove pode ser perigoso, mas nem por isso é preciso deixar de sair. Nossa moto é de passeio, não de velocidade”, reforça. Os cuidados com a moto, Beto confia ao mecânico “Calinho”, especialista em Harley Davidson. Ele comenta a dedicação do mecânico quando acompanhou um grupo em uma viagem ao Chile. “Um dos nossos amigos caiu e quebrou a moto e Calinho passou a noite inteira consertando. Às vezes, quando temos um problema na estrada ele vem nos socorrer”, conta.

so durante Pausa para descan so do Sul Gros viagem ao Mato

As belas p do Rio d aisagens e Janeir o

a entre Parada na fronteir i ua ug Ur e il as Br


30

www.tabajaratenisclube.com.br

:: Festas

Münchenfest é pura tradição no clube. A edição deste ano ocorreu no dia 25 de setembro e teve a participação da Banda Cavalinho, do casal Vovô e Vovó Chopão e de um grupo folclórico da Furb. Maria Eugênia Schmitt Rauh foi eleita rainha

da festa, com as princesas Alexia Bonatti Buhatem e Karen Audi Delaney. O trio foi escolhido entre as debutantes 2009. Teve também a eleição das princesinhas Johanna Wamser e Luísa Barbieri Kreibich.

Fotos Edemir Garcia

Outubro é o mês para celebrar as tradições germânicas de Blumenau e, como ocorre anualmente, o Tabajara dá a partida para a Oktoberfest com a realização da Münchenfest, o auge dos costumes alemães

Crianças, Vovô e Vovó Chopão, rainha e princesas da Oktoberfest estiveram na festa

Camila e Luigi com os pais Joice e Rodrigo

Bruno von Hertwig e Paula D. Rosa

Ralf Grasel, Andreas, Isadora e Isabel


www.tabajaratenisclube.com.br

31

Otávio Margarida, Laura, Giovana e Bettina

Nicolas, Patricia, Alessandro Dorow e Fernanda

Nelio Abreu Neto e Julia com Indi e Bruno Barbieri

Gabriela, Maria Rita e Bruno Mendes

Apresentação do grupo de dança da Furb

Davi Abreu e a mascote Tuca

Ronaldo Baumgarten Neto com a irmã Bruna e o amigo Anderson


32

Fotos Edemir Garcia

www.tabajaratenisclube.com.br

:: Festas

Salão recebeu decoração especial

Tereza K. Kauder com a filha Karoline K.

Daniel Hahn, Maria Clara e Maria Fernanda

Alexia Buhatem (princesa), Maria Eugenia Rauh (rainha) e Karin Delaney (princesa)

Carlos Alberto Stein, Karoline e Marlise

Lucio Simões e Cinthia

As tradições herdadas dos imigrantes são mantidas pelas crianças


34

Fotos Edemir Garcia

www.tabajaratenisclube.com.br

:: Festas

Acrobacias durante apresentação de dança típica

A banda Cavalinho levou irreverência à festa

As debutantes 2009 em trajes típicos

Rainha e princesas da Oktoberfest 2009 com Vovó e Vovô Chopão

Alwin Rauh Neto e a filha Maria Eugenia

Alexandre Buhatem e a filha Alexia

Karen Delaney dançando com Otto Baier


AlAmedA Rio BRAnco, 286-A Blumenau • SC • (47) 3322 0733


36

www.tabajaratenisclube.com.br

:: Festas

Celebração na Rua XV Sócios do Tabajara ajudaram, como em todos os anos, a dar mais brilho aos desfiles oficiais da Oktoberfest. O grupo levou bom gosto, alegria e muita organização para a Rua XV de Novembro. Crianças, jovens e adultos devidamente trajados mostraram a blu-

menauenses e visitantes um pouco da cultura herdada dos colonizadores que chegaram na região há 159 nove anos. Nove anos depois era fundado o Blumenauer Schützengesellschaft Verein, hoje o sesquicentenário Tabajara Tênis Clube.

Sócios do clube partidiparam de todos os desfiles oficiais da festa, inclusive com carro alegórico. Esta Oktoberfest teve um sabor especial, pois ocorreu um mês antes de o TTC completar 150 anos de fundação e amor às tradições. Fotos Edemir Garcia

A tradição traduzida nos trajes impecáveis marcou a participação nos desfiles

As bandeiras do Tabajara tremularam pela Rua XV

Tatiana Bittencourt e a filha Valentina


Fotos Edemir Garcia

Grupos de amigos muito animados percorreram a Rua XV de Novembro durante os desfiles oficiais da Oktoberfest 2009

www.tabajaratenisclube.com.br

37


38

Fotos Edemir Garcia

www.tabajaratenisclube.com.br

:: Festas

Debutantes 2009 Na edição 44 da revista Tie Break os nomes de duas das 15 debutantes foram publicados com a grafia incorreta. Marina Sganzerla e a Shirene Thianá Buzzi fizeram parte do grupo de jovens que debutou na 52ª edição de um dos bailes de debutantes mais tradicionais do Estado, realizado pelo Tabajara Tênis Clube no dia 29 de agosto.

O carro alegórico levou crianças e foi seguido por sócios tipicamente trajados

Marina Sganzerla

Shirene Thianá Buzzi


40

Crianças plantam árvores no clube Entre os dias 19 e 23 de setembro, o Tabajara Comemorou a Semana da Árvore. As crianças do Projeto S21 plantaram mudas de árvores frutíferas em homenagem à data, além de outras atividades.

Divulgação

www.tabajaratenisclube.com.br

:: Portas abertas

Livro dos 150 anos e Infantil serão lançados em 2010 A diretoria decidiu lançar oficialmente o livro em comemoração aos 150 anos no início de 2010. A ideia é registrar no livro todos os eventos que ocorreram no ano de comemoração do sesquicentenário de fundação do clube. A decisão foi bem recebida entre todos

os diretores, já que teremos um livro completo, contando verdadeiramente o que aconteceu nos 150 anos, inclusive com as comemorações ocorridas durante todo o ano de 2009. Ainda não foi definida a data do lançamento, mas, provavelmente, ocorrerá em abril

de 2010. Nesta mesma data, a Diretoria irá realizar as homenagens às pessoas importantes da história do clube e a exposição dos artistas sócios, que estão finalizando suas obras de arte em homenagem à passagem de ano tão significante para o Tabajara.

Solidariedade à mesa Blumenau recebe os melhores chefs do Brasil em um jantar beneficente em prol da cidade que sofreu com as tragédias do ano passado. O Les Amis Gourmet tem como objetivo comemorar o ano da França no Brasil e ajudar uma entidade blumenauense. Os chefs Emmanuel Bassoleil, Roland

Villard, Dominique Guerin, Fabrice Lenud, Laurent Suaudeau e João Leme cozinharão delicias sob a coordenação de Suzana Wascheck. O jantar acontece no dia 5 de novembro, às 20h30min, no Tabajara Tênis Clube e conta com a iniciativa da Furb e do Tabajara. Informações pelo telefone 3221-2600, na Secretaria do clube.


Programação de final de ano 5 de novembro

Jantar Les Amis Gourmet Toda a verba arrecada será revertida ao Programa Municipal Abrigo Nossa Casa. 20h30h, no Salão Principal Convites: R$ 200,00, na Secretaria do Clube

7 de novembro

Abertura da Piscina 9h - Exames médicos piscina 11h30min - Almoço no Bar da Piscina Música - Daniel Monteiro 17h - Jogo de tênis exibição (a confirmar) - Fernando Meligeni x Márcio Carlsson

8 de novembro

Sonatas de Mozart - quarta e última apresentações Pianista Andrés Heller Local - Teatro Carlos Gomes - 20h Convites gratuitos para sócios na Secretaria do Clube

14 de novembro

Aniversário do Clube - 150 anos 10h - Culto Ecumênico Local - Jardim em frente à Sede 22h - Baile de Gala Salão Principal Atração - Big Jazz Band (São Paulo) Die Kneipe 23h às 2h: Banda Elektra 2h às 3h30min: DJ San Schwartz 3h30min às 6h: DJ Maycon Schramm Convites e reservas de mesas na Secretaria do Clube a partir de 5 de novembro Valor: sócios - R$ 150,00 (c/ mesa) - R$ 70,00 (s/ mesa) não-sócios: R$ 250,00 (c/ mesa) - R$ 120,00 (s/ mesa)

4 de dezembro

Show de Lulu Santos DJ Henrique Fernandes Local: Salão Principal – 22h30min Convites na secretaria do Clube a partir de 23 de Novembro

31 de dezembro

Reveillon Local - Salão Principal – 21h Volare’s Band Convites na secretaria a partir de 7 de dezembro


42

Fotos Kakau Santos

www.tabajaratenisclube.com.br

: : Esportes

Aberto de Tênis 2010 será no TTC Duas quadras cobertas estão projetadas para serem inauguradas durante a quinta edição do torneio Everton Siemann Especial/Mundi Editora Blumenau vai se firmando no cenário nacional do tênis. Depois do sucesso do 4º Aberto de Tênis de Santa Catarina, disputado nas quadras do Tabajara Tênis Clube em meados de maio deste ano, no dia 13 de agosto, a cidade foi confirmada pela organização do torneio para realizar a próxima edição da competição, em 2010. Os motivos, unânimes entre as autoridades: a infraestrutura e a organização do clube para sediar o evento. De acordo com Ennio Moreira, um dos organizadores do torneio, o clube blumenauenese conta com uma das melhores estruturas do sul do País. “A estrutura oferecida pelo clube, o envolvimento da cidade, do público, enfim, tudo nos fez querer voltar para Blumenau, comentou o organizador.

Otávio Margarida fala durante o anúncio da sede do torneio. Presenças do secretário Gilmar Knaesel e organizadores

A confirmação do clube como sede do torneio em 2010 atende um pedido feito pelo presidente do Tabajara, Otávio Guilherme Margarida, que durante a cerimônia de entrega dos troféus aos finalistas desse ano já fazia “lob” a favor do clube. “A escolha consolida Blumenau e o Tabajara como sede definitiva do torneio. Para isso, estamos trabalhando na reestruturação do clube para oferecer instalações ainda melhores para o evento em 2010”, disse o presidente. De acordo com Otávio Margarida, o clube pretende investir R$ 600 mil na construção de duas quadras cobertas. A intenção é inaugurá-las durante o torneio do próximo ano. “Dessa forma, o torneio não terá mais problemas com a chuva, como aconteceu algumas vezes nesse ano”. O secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Gilmar Kanesel, outra li-

derança envolvida na organização, disse que espera que Blumenau repita o sucesso de 2009. “O Aberto de Santa Catarina está se firmando como o maior evento de tênis do Brasil”, afirmou. “O evento fica em Blumenau pela competência que a cidade mostrou para recebê-lo”, resumiu. O torneio O Aberto de Tênis de Santa Catarina figura como um dos quatro maiores torneios da modalidade no País. Da série challenger, o torneio distribui pontos no ranking mundial da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), além de premiação em dinheiro. Para 2010, a expectativa da organização é aumentar a premiação de US$ 35 mil para US$ 75 mil, além de mais pontos no ranking. “Dessa forma, conseguiremos atrair tenistas com melhor desempenho no ranking”, disse Otávio Margarida. O torneio deve ser disputado no final de abril, para não coincidir com a Texfair do Brasil, como ocorreu este ano. A confirmação, porém, depende da ATP, que deve se pronunciar sobre a data até o final do ano.

Terreno já foi terraplanado para a construção das quadras cobertas

Em 2009, o torneio integrou a programação em homenagem aos 180 anos da imigração alemã e aos 150 anos do Tabajara. O evento reuniu jogadores de 14 países e teve como campeão o gaúcho Marcelo Demoliner, que deve defender o título no próximo ano. Quem também deve jogar o torneio em 2010 é o gaúcho Marcos Daniel, número dois do ranking nacional.


44

7º Festival de Canastra Feminina No dia 29 de setembro, no salão principal da sede, foi disputado o sétimo encontro de canastra em dupla deste ano. Além das disputas, as participantes puderam assistir a um desfile de sapatos e bolsas. Agradecimento especial para as associadas Lisete e Lislane Jacobsen.

1º lugar: Marise Garcia/Letícia Hering 2º lugar: Marisa Trindade/Anamaria Weickert 3º lugar: Gladyz Werner/Cristina Dorigatti

Divulgação

www.tabajaratenisclube.com.br

: : Esportes


A Cristina Kids juntou a alegria de ser criança com o desejo de estar na moda e criou um ambiente único e especial. Venha conhecer... Aberto de Segunda a Sextas-feiras das 9:00 às 19:30h e Sábados das 9:00 às 19:00h.

Baby - Kids - Teens Alameda Rio Branco, 980 - Jardim Blumenau - Blumenau - ( 47 ) 33262666 e-mail: cristinakids@cristina.com.br


46

Divulgação

www.tabajaratenisclube.com.br

: : NASCIMENTOS

22 de maio

Valentina Cordeiro Grossenbacher, filha de Katiuscia Cordeiro Grossenbacher e Paulo Grossenbacher


www.tabajaratenisclube.com.br

48


Tie Break - Ed. 45  

Revista do Tabajara Tênis Clube, de Blumenau. Produzida pela Mundi Editora, Blumenau / SC.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you