Issuu on Google+

Fogo no Pavio No incêndio ocorrido no dia 17/09/2012 na Favela do Moinho uma pessoa foi encontrada morta carbonizada.

FAVELA EM CHAMAS: o motivo a gente nunKASSAB!

N 6 meses antes do incêndio no Morro do Piolho, Kassab aprovou um projeto bilionário para a construção de um túnel e de um parque na região da Espraiada. Detalhe: a obra deve passar justamente no lugar onde está a favela incendiada e deixará desabrigadas mais de 40.000 pessoas!

os últimos meses chamou atenção a enorme quantidade de incêndios em favelas de SP. Só este ano, já pegou fogo em 34! A TV e os jornais nos dizem que a causa dos incêndios são as ligações clandestinas de energia. Mas se olharmos mais de perto, vemos que essas favelas ficam localizadas justamente em lugares ultra-valorizados da cidade. Aí fica a suspeita: será mesmo que são incêndios “acidentais”? Os últimos 10 incêndios em favelas (São Miguel, Alba, Buraco Quente, Piolho, Paraisópolis, Vila Prudente, Humaitá, Areão, Presidente Wilson e Moinho) aconteceram em regiões perto de aeroportos, condomínios de luxo e grandes avenidas, como Marginal Pinheiros, Jacu Pêssego, Rodovia Ayrton Senna, Av. Roberto Marinho, etc. Outro ponto comum é que várias favelas incendiadas já eram áreas previstas para

desapropriação por causa de grandes obras da prefeitura. Na Espraiada, por exemplo, Kassab aprovou um projeto de construção de um mega túnel e de um parque, justamente no local onde ficam as favelas incendiadas...Essa é a obra mais cara de Kassab: 3,7 bilhões de reais nos bolsos das grandes construtoras! Parece que esses “acidentes” com fogo facilitam o trabalho da prefeitura e das construtoras para expulsar a população das favelas da região...Enquanto milhares de famílias vivem um enorme sofrimento depois de perderem tudo, alguns empresários e políticos se beneficiam de olho no grande valor desses terrenos. É por isso que não podemos esperar nenhuma solução por parte da prefeitura! O povo das favelas deve se organizar para enfrentar os poderosos e lutar pelo seu direito a uma moradia digna!


Bolsa Aluguel não é a solução!

D

epois de mais um incêndio, a prefeitura oferece o chamado bolsa-aluguel no valor de R$ 300. Dizem também que o auxílio é renovado depois de 6 meses e que as famílias saem direto para apartamentos. Mas não foi isso que aconteceu

em outras favelas que foram incendiadas. No Real Parque em 2010, 400 famílias ficaram desabrigadas e a prefeitura ofereceu a mesma solução. Mas o bolsa aluguel não foi renovado depois de 3 meses e até agora nenhuma casa foi entregue.

A Favela do Moinho pegou fogo 2 vezes em menos de 1 ano! As famílias atingidas pelo primeiro incêndio receberam o bolsa-aluguel, mas reclamam que os pagamentos são irregulares e nunca chegam na data certa! Além disso, moradores relatam que pouco antes do ultimo incêndio estavam sofrendo forte pressão por parte da prefeitura para sair da favela até outubro...Agora, a Guarda Civil Metropolitana está tentando impedir os moradores de voltarem para o local. Coincidência, não?

Com R$ 300 ninguém consegue alugar casa aqui na região. As crianças perdem escola e creche e ficamos mais longe do trabalho. Vai cada um pra um lado e quando der problema, não conseguiremos nos juntar pra cobrar da prefeitura! Essa é a jogada: espalhar o povo pra não sofrer pressão... A prefeitura quer nos tirar daqui, porque essa área é muito valorizada. Pra isso, como NÃO existe processo de reintegração de posse, eles oferecem o bolsa. Depois, vão desmanchar a comunidade e dar lugar pra algum prédio de luxo. Aqueles que aceitam o bolsa estão acreditando numa MENTIRA, pois a prefeitura não vai cumprir sua parte. Não vamos esquecer que o prefeito é o Kassab e que ele governa pros ricos e não pra nós! Ou a prefeitura nos oferece moradia digna, ou permite que a gente construa aqui mesmo! Bolsa aluguel é enganação!


jornal piolho mtst