Page 1

UM SONHO DE PAZ Felizes os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Felizes os puros de coração, porque verão a Deus. Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. Felizes os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus (Mt 5, 7-10)

U

maantiga lenda oriental fala da experiência vivida por um pobre agricultor que, apesar de seus problemas de saúde e de sua pouca escolaridade, tinha um bom coração e grande preocupação para com os menos favorecidos. Assim como tantos outros judeus, ele também aguardava a vinda do Messias. Certa noite, ele sonhou que retomava de sua roça, quando se deparou com um grupo de homens descansando sob a árvore localizada em frente à sua casa. Ao vê-Io, um jovem, de barba por fazer, que aparentava ser o líder do grupo, chamou-o e disse: "Estamos famintos. O senhor tem um pouco de água e comida para nós?". Prontamente ele respondeu que sim e convidou-os para entrar. Com as poucas reservas de

Certa noite, ele sonhou que retomava de sua roça ...

sua despensa, sua esposa preparou uma dei iciosa refeição. Após saciar a fome e a sede de seus hóspedes, o bondoso senhor convidou-os para pernoitarem em sua humilde casa. No entanto, sob a alegação de que deveriam estar em outra aldeia logo cedinho, o simpático líder do grupo desculpou-se e recusou o convite. Na despedida, o jovem forasteiro beijou-lhe a face, agradeceu a acolhida e, com o olhar penetrante, desejou-lhe saúde e paz. Enquanto observava seus novos amigos se distanciando, o senhor acordou de seu lindo sonho. Depois desse dia, o agricultor começou a notar mudanças em sua vida. O seu corpo já não doía mais, a sua visão melhorou e, por consequência, substituiu sua impaciência pelo diálogo. Graças a tudo isso, sua família vivia agora mais unida e havia mais sorrisos em seu lar. As colheitas melhoraram, tornando sua vida mais farta e menos sofrida. Tempos depois, esse agricultor deparouse com uma grande multidão alvoroçada e crucificando três homens. E qual não foi sua surpresa ao ver que o condenado do meio tinha as mesmas características do jovem andarilho com quem sonhara. Procurou saber quem era ele e soube também o motivo de sua condenação. Aquele jovem tinha feito milagres extraordinários e, por pregar amor, justiça e paz, por fazer o bem, fez também muitos inimigos. Lembrando de seu sonho, concluiu que em sua casa aquele jovem também fizera um grande milagre ao restituir-lhe a saúde e colocar dentro de seu lar o amor e a tão esperada paz. JORGE LORENTE

É AUTOR DO LIVRO: NÃO BASTA ORAR •.• É Pll"n<:o Anu:D1TAR! MAIS INFORMAÇ

008

Um Sonho de Paz  

Família, Vida e Missão

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you