Issuu on Google+

PROCURE A VERDADE

"Não avalies alguém pela sua aparência, nem desprezes ninguém pelo seu aspecto" (Eclo 11,2)

A

Lívia ficou pálida, quando abriu a gaveta e encontrou um recorte de jornal datado de 1936, com a manchete falando coisas inacreditáveis sobre sua bisavó. Não era possível que a santa bisa, como era conhecida, uma senhora religiosa e de muito respeito, pudesse ter sido acusada de atentado gravíssimo ao pudor. A manchete dizia que a bisa Leonor iria responder a processo judicial por se apresentar seminua na praia de São Vicente, no litoral paulista. E, como toda má notícia, esta logo se espalhou pela cidade e começaram os maldosos falatórios. Preocupadíssima, a jovem Lívia tratou de ir atrás de detalhes. Era preciso encontrar uma resposta satisfatória, mas onde? Nenhum dos parentes e amigos da época estava vivo para comentar o fato. Desesperada, decidiu visitar a redação do jornal em busca de arquivos da época. Seu coração disparou quando encontrou o material que deu origem à matéria. Em meio aos escritos estava uma foto que não foi publicada por ter sido considerada escandalosa. Na foto, a bisa vestia um maiô, do tipo utilizado pelos cômicos nadadores, conhecidos entre nós como aqualoucos. Seu maiô era todo estampado com listras horizontais e curto até ao joelho. Eis aí o motivo da condenação. A bisa estava com seus joelhos expostos numa época em que a

Tomé relutou em aceitar que o Mestre estava vivo ...

mulher não podia sequer pensar em expor suas canelas. Estamos no mês da bíblia e esse fato me levou a meditar sobre as dificuldades encontradas para a interpretação bíblica. Se não nos transportarmos para o período histórico do acontecimento, se não nos adequarmos aos hábitos e leis da época, nós teremos uma visão totalmente distorcida do fato, o que nos levará a uma interpretação errônea da bíblia. Fatos como esse vêm acontecendo por ignorância, mas, infelizmente, também por maldade e interesses pessoais e financeiros. Quantos lobos disfarçados de cordeiros andam por aí julgando e condenando, assim como fizeram com a bisa, sem assumir a realidade da época. Muito cuidado com esses mercenários que manipulam a verdade, que fazem da palavra de Deus seu palanque político, que prometem salvação por preços módicos e sem calvário. Não se deixe enganar, diante da dificuldade para interpretar um texto bíblico, procure ajuda em sua paróquia. Não busque respostas em qualquer esquina. Tomé relutou em aceitar que o Mestre estava vivo, duvidou, mas não se afastou de sua comunidade. Esse foi seu grande mérito, pois foi dentro de sua comunidade que encontrou resposta para sua dúvida e coragem para professar a sua fé, através desta exclamação: "Meu Senhor e meu Deus!". JORGE LORENTE

É AUTOR

DO LIVRO: NÃO BASTA

ORAR ••• É PRECISO ACREDITAR! MAIS I FORMAÇÓES:

(11) 4425-6315

064


Procure a Verdade