Page 14

que produz a rebeldia e o bom humor que gera o compromisso com os demais. Joaquín dedicou grande parte de sua vida à leitura, construindo uma biblioteca com milhares de obras, das mais diversas línguas e origens. Era muito grande sua admiração pela América Latina, em especial pelo Brasil. Joaquín era fã incondicional das obras de Mário de Andrade, como Macunaíma, e de autores como Darcy Ribeiro, Machado de Assis e Guimarães Rosa. Também gostava muito de ouvir a música brasileira, desde Adoniram Barbosa a Caetano Veloso, passando por Chico César e Zeca Baleiro, de quem citou versos em suas obras. Outra paixão sua era a motocicleta. Gostava de sentir o perigo de andar em duas rodas, de sentir a adrenalina das curvas, de experimentar o vento, o frio e o calor. Escreveu um livro de uma de suas tantas viagens, ainda inédito, com o título “Rutas Interiores, un viaje en moto por la Península Ibérica”. Algumas de suas principais obras estão traduzidas para o português: O Nome do Riso, Teoria Crítica dos Direitos Humanos e A Reinvenção dos Direitos Humanos. Esperamos que os artigos publicados nessa revista, construídos a partir da teoria crítica dos direitos humanos de Joaquín Herrera Flores, instiguem o leitor a buscar suas obras e, assim, encontrar outros argumentos para ampliar as condições objetivas de construção de um mundo com mais igualdade.

Rev. MPT RS, Porto Alegre, n. 2, p. 11-13, 2010 .

Revista MPT_Flori.indd 13

13

4/6/2011 3:15:09 PM

Revista do MPT-RS nº 2  

Revista do Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul editada sob responsabilidade dos procuradores do Trabalho lotados no Estado.

Revista do MPT-RS nº 2  

Revista do Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul editada sob responsabilidade dos procuradores do Trabalho lotados no Estado.

Advertisement