Issuu on Google+

PA R Ó QU I A S Ã O B E N TO M A S S A M Á Janeiro 2013

Volume 8

Movimento Juvenil “Quem não sente a necessidade de um Estrela que o guie no seu caminho sobre a terra?” Beato João Paulo II

Jovens migrantes, portadores de Esperança Cada vez mais nos deparamos com notícias relativas à dificuldade da conquista dos jovens por um lugar no mundo, forçando-nos muitas vezes a emigrar... No entanto, será que podemos fazer com que isso resulte numa crise de Fé? Não deveríamos tornar esta fase complicada numa forma de transmitir os valores da Igreja, de Esperança e União? Tomá-la como um exemplo? No início deste ano, Sua Santidade, o Papa Bento XVI, dirigiu-se a todos os que se encontravam na praça de S. Pedro, no final da oração de Angelus, dizendo que “Quem deixa a própria terra o faz por-

A Procura da Fé O que é a fé? Onde encontrála? Como aprová-la ou comprovála? Quando se é jovem há todo um mar de questões que se multiplicam como ondas e que rebentam muitas vezes sem resposta, e a fé não é excepção. Surge então uma nova questão fundamental: onde encontrar resposta a essas questões? Julgo que a casa do Senhor se adequa perfeitamente à situação em questão, pois é não só um lar de portas sempre abertas independentemente da pessoa, do dia ou do problema em causa como é

que crê num futuro melhor, mas também porque confia em Deus, que guia os passos do homem, como Abraão”, pois o jovem cristão, tal como qualquer outro, tem um papel preponderante na transmissão desta mensagem. É notória a influência que a Igreja (particularmente a Católica) ainda exerce sobre a Humanidade, de tal forma que inicia a sua expansão para as redes sociais que invadiram o século XXI e que diariamente, a um nível global, são utilizadas por milhares de jovens. Desta forma, e por nos encontrarmos a celebrar o ano da Fé, podemos dizer que todos os migrantes são portadores de Esperança e exemplos desses mes-

mos valores para todo o Mundo. Devemos relembrar-nos diariamente que os erros originam aprendizagens necessárias que, caminhando lado-a-lado com a relação do Homem com Cristo, sem nunca questionar o seu Amor ou o seu projeto para nós, resultam no crescimento humano. Mantendo assim o nosso espírito aberto a novas possibilidades e fronteiras, enfrentando todas as adversidades que a vida nos vai colocando. Este é o ano em que cada cristão deve redescobrir a beleza de ter renascido no amor de Deus, orgulhar-se da Sua mensagem e viver pelo Seu exemplo! Ana Rita Gralha

“Que cada cristão redescubra, neste Ano da Fé, a beleza de ter renascido no amor de Deus e viver como seu verdadeiro filho!”

“O mártir cristão não decide da sua própria morte; sofre-a por fidelidade a Jesus Cristo.”

Papa Bento XVI

D. José Policarpo sobre São Vicente, Padroeiro de Lisboa (22 Janeiro)

também um local repleto de respostas, basta observa-lo com atenção e entender o que pretende transmitir. A vida sem fé é uma vida vazia e sem sentido, é uma vida sem esperança e sem força de vontade, é uma caminhada sem caminho feita em solidão. É preciso acreditar na palavra do Senhor e depositar nele a confiança que deposita em cada um de nós, é necessário haver uma entrega livre e

sincera para que tudo faça mais sentido. A fé mostra um caminho a seguir, não mostra todo o percurso, mas ensina a percorre-lo da melhor forma. A fé é uma força enigmática que ajuda a enfrentar tudo aquilo que se possa atravessar na estrada pela qual se segue. Vive este ano da fé de forma intensa e acima de tudo, segue aquilo que o teu coração diz. Hélio Freixo

“A certeza de que a pessoa crente nunca está sozinha. Deus é a rocha segura sobre a qual construir a vida, e o seu amor é sempre fiel.” Papa Bento XVI


O que acontece no Baptismo? Renascemos para uma vida nova, ficando unidos a Jesus para Sempre. Papa Bento XVI Baptismo, para muitos é um simples sacramento para outros mais que isso. Baptismo, não só é um sacramento mas também a parte mais importante da vida de um cristão, pois este é o primeiro contacto com Deus. O baptismo é o primeiro de todos os sacramentos e sem ele não é possível receber mais nenhum sacramento, e assim percebemos a sua importância. À semelhança da epifania do Senhor, o baptismo para nós é como se uma porta que se abre ou

uma luz que nos irá guiar ao longo da nossa vida, assim como celebramos o nascimento deveríamos celebrar este sacramento de igual forma, pois este marca o início da vida de ser cristão. Por isso quando a água corre sobre a nossa cabeça purificando, e preparando nos para receber o Senhor, ao acender-se a vela mostrase que Jesus é a luz da nossa vida, aquilo que nos ilumina, e é essa vela que nos acompanha para o resto da nossa vida, a eleição de um padrinho ou madrinha também é muito

importante pois são eles que tem como papel guiar nos ao longo de toda a nossa vida cristã, tudo isto torna-se um momento de grande emoção e alegria pois estamos a tornar-nos filhos de Deus. E disse-lhes Pedro, “Arrependeivos, e cada um de vós seja baptizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo” (Atos 2:38). Ygor Tavares

Peregrinar até Roma Peregrinar até Roma, foi uma descoberta de confiança. Mesmo tendo tido uma viagem cheia de atribulações e peripécias, posso dizer, de coração cheio, que só trouxe coisas boas deste Encontro. Desde uma paróquia cheia de alegria, que acolheu de braços abertos 100 peregrinos de diferentes países, a uma família que gentilmente cedeu o seu tecto para mim, para um peregrino polaco e para 5 croatas pernoitarem. Desde ter tido a oportunidade de ser voluntário e participar no acolhimento de todos os portugueses que se deslocaram a Roma, à oportunidade de partilhar toda esta experiência com outras 4 pessoas, amigas de coração. Desde uma cidade que em cada esquina tem uma história das mais vastas que já vi, ao ensinamento que aprendemos com todos os exemplos de Fé em Cristo que encontramos um pouco por toda a cidade. Desde o espanto que tenho ao ouvir testemunhos vivos de fé de outros cristãos como eu, até à oportunidade

de ter estado e partilhado o mesmo espaço com o Santo Padre Bento XVI, numa oração que jamais esquecerei. Desde um sentimento de pequenez ao presenciar relíquias de nosso Senhor Jesus Cristo, á força que senti em partilhar a mesma oração com outros tantos jovens que sentem Jesus no seu coração e na sua vida. Trago desde encontro, um grande ensinamento. Um português e um holandês, sem perceber a sua linguagem, podem rezar juntos e perceber muito bem o que estão a partilhar. Ser Cristão é ser simples. Pergunto-te… Aceitarias, de ânimo leve, passar uma semana a dormir no chão, por vezes sem colchão, tomar banho de água fria, comer apenas uma refeição quente por dia, dormir 4 ou 5 horas por dia? Se calhar, no nosso dia-a-dia, isso seria um problema…

Muitos dos 40 mil jovens presentes em Roma, estiveram em condições muito simples, mas posso-te dizer que é fantástico sentir esta grande alegria de ser peregrino, em que apenas interessa ao que vamos, e não o como. Ser Cristão não tem cor, não tem nacionalidade, não tem idade… Ser Cristão é confiar, e partir permanentemente à sua descoberta. Que sejamos todos Cristãos, e que consigamos partir à sua descoberta, todos os dias. Sérgio Rodrigues

Paróquia São Bento de Massamá O Movimento Juvenil de Massamá (MJM) é formado por jovens crismados, cheios de alegria e vontade de crescer na fé, no seio da nossa comunidade da Paróquia de São Bento de Massamá. www.facebook.com/movjm

“Durante a vossa estadia em Roma (…) fazeis uma nova experiência de Igreja. Quando regressardes a casa, nos vossos diversos países, convido-vos a descobrir que Deus vos torna co-responsáveis pela sua Igreja, em toda a diversidade de vocações. Esta comunhão, que é o Corpo de Cristo, precisa de vós, e aí todos tendes um lugar. É a partir dos vossos dons, do que há de específico em cada um de vós, que o Espírito Santo constrói e faz viver este mistério de comunhão que é a Igreja, com o objectivo de transmitir a boa nova do Evangelho ao mundo de hoje” Papa Bento XVI, Encontro Taizé em Roma (28/12/2012 - 2/1/2013)


Movimento Juvenil (Janeiro 2013)