Page 1

PA R Ó QU I A S Ã O B E N TO M A S S A M Á Junho 2013

Volume 13

Movimento Juvenil São Bento Relata-se que São Bento de Núrsia nasceu a 24 de Março do ano 480, tendo falecido a 21 de Março de 547. Era irmão gémeo da Santa Escolástica, tendo por isso fundado o Mosteiro de Santa Escolástica, em Santo Tirso, que ainda se mantém em pé nos dias de hoje. Por diversas vezes tentou enveredar por uma vida solitária, onde apenas se encontrava com o Senhor, numa vida de oração e sacrifício. Viveu durante 3 anos como

ermita, numa gruta, até que uns pastores o descobriram e divulgaram a sua simplicidade e santidade. Desde essa altura foi visitado constantemente por pessoas que queriam conselhos e direção espiritual. É eleito abade de um mosteiro em Vicovaro (Itália), mas por causa do regime de vida exigente que impunha, os monges tentaram envenenalo, mas é aí que se dá um dos mais conhecidos milagres a ele associado: no momento da bênção do alimento, saiu uma serpente da taça que continha o vinho envenenado, e a taça quebrou-se em mil pedaços. Após este momento, voltou a uma vida de retiro. É o fundador de uma das maiores ordens monásticas existentes, a ordem dos Beneditinos. Fundou cerca de 12 mosteiros, e criou a chamada Regula Monasteriorum, regra base

Rio in Douro Como é do conhecimento geral, as Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ), que se iniciam no dia 23 de julho e vão até dia 28, têm lugar, este ano, no Rio de Janeiro. Devido à disponibilidade económica necessária para a participação neste evento e que muitos não possuem, a Diocese do Porto convida todos os jovens a participar no Rio in Douro! O que é o Rio in Douro? O Rio in Douro pretende ser uma recriação das JMJ: destina-se à comunidade jovem cristã (de salientar que que a “juventude cristã” se refere, na realidade, à juventude de espírito), vai ter muitos momentos de oração inclusive uma vigília na noite de sábado, com ligação em direto aos jovens portugueses que estarão no Brasil -, workshops, catequeses com os bispos do Porto, concertos de música…

a que a vida no Mosteiro devia obedecer. Hoje em dia esta regra é também conhecida por regra de São Bento, tendo-lhe valido as características de monge zelador de uma vida de oração, digna e obediente, própria de quem se entrega ao Senhor. Em 1964, o Papa Paulo VI atribuí o padroado da Europa a São Bento, sendo este também padroeiro da Alemanha. Este ano, no dia 23 de Junho, celebramos na nossa paróquia a festa do nosso padroeiro São Bento, embora a sua festa litúrgica só se celebre a 11 de Julho. Celebremo-lo na enorme e bonita procissão da nossa paróquia, pedindo que interceda por toda a nossa comunidade. André Graça

Onde? No Cabedelo da Foz do douro, em Vila Nova de Gaia. Quando? No fim de semana de 27 e 28 de julho de 2013. O Movimento Juvenil de Massamá irá estar presente e vivenciar todo o espírito de comunhão, a alegria e a animação, a Fé, a partilha e a união com toda a comunidade cristã e com Deus e ainda celebrar o amor d’Aquele que deu a vida por nós. Inês Casimiro


Santos Populares A festa dos santos populares celebra-se nos dias 13, 24 e 29 de junho, em homenagem a três santos, Santo António, São Pedro e São João. Tais festas correspondem a diferentes feriados municipais nas cidades de Lisboa, sendo que, o Santo António é a alegria do povo, no entanto, o São João, é o mais festejado, pois, no Porto as celebrações são feitas de uma forma muito intensa e inigualável, normalmente utiliza-se fogos de artifícios, balões de São João lançados para o ar, entre outras coisas. Santo António nasceu a 15/08/1195, em Lisboa, e morreu no dia 13/06/1231, em Pádua. Santo António é o santo padroeiro da cidade de Lisboa, embora nunca tenha tido nenhuma mulher, nem os seus milagres tenham a ver com casamentos, este santo é conhecido como o santo casamenteiro, sendo o santo a quem os jovens devem pedir ajuda para arranjar namorada (o) e/ou casar. Em Lisboa festeja-se o Santo António desde o século XVI. Nestas festas as

pessoas dançavam, faziam cortejos e procissões. Todos os bairros da cidade participavam nas festas e tentavam ser os mais vistosos, deste modo, nasceram as marchas populares, celebrações que ainda hoje prevalecem. Estas são das mais antigas tradições portuguesas e decorre no dia 12 de junho, pelas ruas e avenidas de Lisboa. A tradição manda que no dia de Santo António, os foliões comam sardinhas assadas, caldo verde, pimento assado e broa, oferecerem-se manjericos e dar-se com martelinhos de plástico e alho-porro nas cabeças dos foliões. É costume as crianças de Lisboa, pedirem nas ruas um tostãozinho para o santo António, porque antigamente as crianças construíam uns altares onde as pessoas deixavam esmolas para o santo. Na véspera do dia de santo António, existe um jogo para encontrar a sua “cara metade” para tal, deve encher um alguidar com água, em seguida escreva em papelinhos o nome daqueles que gostaria, ou pensa que será o seu parceiro Ideia. Depois, enrole-os como se fossem rifas e ponha-os no alguidar, e por fim coloca-os debaixo da cama, No dia seguinte, o papel que estiver mais

aberto revela-lhe o nome do seu companheiro ideal. Em Lisboa, é tradicional haver uma cerimónia de casamentos múltiplos do dia de Santo António, em que chegam a casar-se vários casais ao mesmo tempo. Esta tradição iniciou-se no tempo de Salazar, desvaneceu-se na revolução de 1974, mas reapareceu a uns anos atrás, promovidos especialmente por uma cadeia de televisão. Segundo diz outra lenda, para se arranjar marido ou namorado, basta amarrar uma fita vermelha e outra branca no braço da imagem de Santo António, e fazer-lhe um pedido. Posteriormente, reza-se um Pai-Nosso e uma Avé-Maria, e pendura-se a imagem de cabeça para baixo sob a cama e só deve desvirar (a imagem), quando a pessoa alcançar o pedido. As fogueiras faziam parte da tradição das festas nesse mês, mas caiu em desuso, talvez por fazerem parte de uma antiga tradição pagã de celebrar o solstício de verão. Em Sintra o seu padroeiro São Pedro tem honras de grande Festa Popular, onde não faltam arraiais, música, atividades nas zonas histórias e museus, animações de rua e muita festa. Atilton Silva

“A linguagem é viva, quando falam as obras. Calem-se, portanto, as palavras e falem das obras.” Santo António Paróquia São Bento de Massamá O Movimento Juvenil de Massamá (MJM) é formado por jovens crismados, cheios de alegria e vontade de crescer na fé, no seio da nossa comunidade da Paróquia de São Bento de Massamá. www.facebook.com/movjm

Movimento Juvenil (Junho 2013)  

O Movimento Juvenil de Massamá (MJM) é formado por jovens crismados, cheios de alegria e vontade de crescer na fé, no seio da nossa comunida...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you