Page 1

nº 85 Junho de 2016

«Cada um de nós é aquela ovelha tresmalhada, a moeda perdida; cada um de nós é aquele filho que esbanjou a própria liberdade, seguindo ídolos falsos, miragens de felicidade, e perdeu tudo. Mas Deus não Se esquece de nós, o Pai nunca nos abandona. É um pai paciente, espera-nos sempre! Respeita a nossa liberdade, mas permanece sempre fiel. E, quando voltamos para Ele, acolhe-nos como filhos na sua casa, porque nunca, nem sequer por um momento, deixa de esperar por nós com amor. E o seu coração fica em festa por cada filho que volta para Ele. Fica em festa, porque Deus é alegria. Vive esta alegria, cada vez que um de nós, pecadores, vai ter com Ele e pede o seu perdão». (Da mensagem do Papa Francisco para a XXXI Jornada Mundial da Juventude 2016)


PARÓQUIA DE SANTA MARIA DE LAMAS Um grupo de crianças da Paróquia de Santa Maria de Lamas, que se preparam para a Profissão de Fé, e as catequistas fizeram um Retiro, no Movimento Oásis, em Ermesinde, nos dias 14 e 15 de maio. Foi uma experiência que permitiu o contacto com outros grupos de outras paróquias da Diocese do Porto. Durante o retiro, houve momentos de escuta da Palavra de Deus e foram realizadas várias atividades e dinâmicas sempre em interação uns com os outros. Um momento alto deste Retiro foi a Vigília, no sábado à noite, na Capela. Num ambiente de serenidade e de paz pudemos acolher a Palavra e encontrarmo-nos com Jesus. No domingo de manhã, através dos workshops, foi tempo de refletirmos sobre o sentido da Eucaristia na nossa vida e, assim, preparamos melhor o momento de Ação de Graças que foi vivido à tarde com os pais e familiares das crianças. Esta foi uma experiência que nos marcou por todos os momentos que vivemos, por isso, sentimos que queremos repetir no próximo ano. Agradecemos a todos os que prepararam este Retiro para nós e queremos dirigir um agradecimento muito especial à Ana Maria, à Antónia e à Idalina pelo carinho que nos dedicaram. Deixo alguns testemunhos das nossas crianças que participaram neste Retiro: “Neste Retiro conseguimos falar com Jesus com o olhar, com o coração e com o silêncio. Fizemos muitas orações, jogos e muitas atividades em grupo. Fizemos muitos amigos e conseguimos falar mais com Jesus. Foi uma ótima experiência” (Juliana Cardoso). “Eu adorei o Movimento Oásis. Tem muito boas condições e os quartos são muito bonitos. Neste Retiro fiz uma experiência única e espetacular. Aprendi muito sobre Jesus através de jogos e atividades fantásticas (Gabriela Sá). “Neste Retiro diverti-me muito com os meus colegas e com outros que conheci neste encontro. Fizemos um peddy paper, uma caça ao tesouro e participámos numa Vigília de oração. Descansei do corre-corre da vida atual e descobri um Deus que olha para mim de uma forma diferente...” (Vasco Manata). “Fiquei encantada com as condições que nos foram oferecidas, bem como a simpatia das pessoas que nos receberam e que estiveram connosco nos dois dias. Percebi que afinal posso conhecer Jesus não só na minha catequese como também noutros encontros onde várias pessoas se juntam com o mesmo objetivo. Neste retiro tive oportunidade de encontrar outras crianças, que como eu, também se encontravam em preparação para a Profissão de Fé. Além dos momentos de oração também nos foi possível divertir com os vários jogos que foram apresentados onde as crianças e os adultos podiam participar “(Joana Mota). Maria da Conceição Pinho Couto

Crescer on-line - Junho de 2016 - Página nº 1


Testemunho Nos dias 3, 4 e 5 de Junho, um grupo de jovens e adolescentes de vários pontos da nossa diocese disseram “SIM” à proposta desafiante que o Oásis nos fez. Com o tema “Maria, mãe de Misericórdia” fomos á descoberta de uma realidade desconhecida no alto do monte! No início, todos pensamos que Maria já estava mais que conhecida por todos nós pois o mês de Maio é por excelência o mês de Maria, e todos tínhamos vivido em oração junto de Maria, em cada uma das nossas paróquias. Afinal, ainda havia muito a aprender sobre a “Cheia de Graça”! Fomos desafiados a formar grupos de trabalhos para estudar algumas passagens da vida de Maria, e o resultado foi fantástico. Desde músicas com letras renovadas, mimicas e danças contemplativas, os nossos jovens foram capazes de transportar a vida de Maria para os dias de hoje! Maria foi exemplo de atenção aos outros em serviço por amor, foi capaz de dizer “sim” quando tudo e todos conspiravam contra ela, e levar até ao fim incondicionalmente a responsabilidade de ser mãe Jesus, o salvador de todos nós! Por ventura também ela não saberia que o seu filho andaria sobre as águas, daria vista aos cegos e vida aos mortos, salvaria os nossos filhos e libertar-nos-ia de todo o mal… mas sempre foi fiel ao seu “sim”, mesmo depois de sofrer a perda mais dolorosa que uma mãe pode sofrer: ver o seu filho morrer pregado numa cruz!!! No sábado à noite foi o ponto mais alto do encontro, Ele veio ter connosco e respondeu às nossas inquietudes, deixando uma mensagem; “Maria é exemplo de misericórdia, fazei como ela sempre fez, e sereis felizes”. Não poderíamos ir embora sem agradecer a hospitalidade das pessoas daquela casa, que sempre nos acolhem com muito carinho, num lanche de confraternização e repleto de coisas boas!!! Obrigado Movimento Oásis. Paulo e Andreia

Crescer on-line - Junho de 2016 - Página nº 2


A minha experiência no Oásis Quando, no carro, à ida para o Oásis, disse que seria a minha primeira vez, soltaram-se risos. Na verdade, a primeira vez, em qualquer situação, tem um cariz especial, segundo o que dizem. Talvez pelo facto de nunca a termos vivenciado e, por isso, um dia mais tarde vamos relembrá-la e senti-la de uma forma diferente. Diria que a minha ida ao Oásis não foi especial por ser a primeira. Arrisco-me a dizer que, caso haja próximas, serão tão especiais como esta e se não forem tão especiais, serão intensas. Se existe explicação para isso? Julgo que sim. A verdade é que Deus está connosco na primeira, na segunda, na terceira…Deus está sempre disposto a receber-nos, basta querermos, basta querermos senti-lo e, sobretudo, vivê-lo, não apenas naqueles dois dias que vivenciamos o retiro, mas em cada dia das nossas vidas. Por vezes, em apenas uns segundos das nossas vidas, as coisas podem mudar e evoluir, quanto mais em dois dias das nossas vidas em que o nosso pensamento está voltado diretamente para o encontro de Deus? A minha experiência neste centro ocorreu entre os dias 14 e 15 de junho e não podia ter sido melhor por diversas razões, desde o ambiente que me rodeava até à minha experiência individual, experiência essa que espero recordar sempre. Entrei no centro com visão um pouco distorcida em relação àquilo que iria acontecer. Achava que iríamos passar a maior parte do nosso tempo em oração e por isso iriam ser dois dias muito monótonos, mas enganei-me redondamente. Não só passei o tempo em oração, tempo esse muito especial para mim, como também fiz imensas atividades como a realização de trabalhos de grupo que mais tarde levaram à reflexão de pontos interessantes através de algumas pessoas que resolveram partilhar os seus testemunhos da forma mais sincera possível e, por isso, muito bonita. Conheci pessoas novas, cantei muito, joguei muito e, por consequência, diverti-me muito também. Não posso deixar de dizer que tal aconteceu porque as atividades estavam muito bem organizadas e os animadores, catequistas e párocos tiveram um papel fundamental para o dinamismo e aproveitamento dos dois dias que lá estive. Às vezes, tenho dificuldade em expressar aquilo que sinto ou aquilo que acho em relação a algo, não por falta de vocabulário, mas porque acho que por muito que tente não irei conseguir, simplesmente porque só quem sente é quem sabe. Nos dois dias tive “pontos altos” e nesses momentos sentia-me assim, como se não conseguisse expressar o que achava ou sentia. (Continua na página 4) Crescer on-line - Junho de 2016 - Página nº 3


(Continuação da página 3) Relembro um momento ocorrido no meu segundo dia, quando estava à espera da minha vez para me confessar e tive a oportunidade de falar com uma senhora do centro. Fiz-lhe algumas perguntas em relação à sua vida no mesmo e obtive respostas muito interessantes. Nesse momento percebi que a vida dessa senhora resumia-se a nós, jovens que vão ao encontro de Deus, encontrarmos Deus e descobrir o projeto que tem para nos oferecer era a sua causa maior, era o que a movia e era também o que a alegrava. Este momento deixou-me sem saber o que dizer pois a sua vida e as demais que lá vivem são exemplos de entrega a Deus tão bonitos, principalmente porque lhes trazem a felicidade que certamente muitas pessoas que têm muito mais e muito menos ao mesmo tempo não conseguem encontrar. O Oásis é, de facto, um centro de espiritualidade que não vive de aparências pois procura retratar, através de diversas formas, em vários momentos do nosso dia, que somos mais felizes seguindo Deus na mais íntima simplicidade, seja no cântico de uma simples canção em grupo e a alegria que isso nos proporciona, na entreajuda das tarefas domésticas, na partilha da história de cada um, na oração ou na diversão dos diversos jogos que fizemos. Será sempre nas pequenas grandes coisas da vida que habita Deus e onde somos verdadeiramente felizes. Liliana Ribeiro

Crescer on-line - Junho de 2016 - Página nº 4


Oásis Uma experiência, uma caminhada. Nossa vida vai passando, dia a dia vamos crescendo! No Oásis a nossa vida ganha outra forma, a experiência é enriquecedora e fica no coração para toda a vida. Uma semente germinada nos nossos corações... Um caminho que cruzamos, um encontro de saberes! No Oásis existe magia e muito amor para dar e receber. Obrigado por existirem. Obrigado por nos receberem, Obrigado catequistas por estarem ao nosso lado! Mãe Oásis Pediram-me para testemunhar, enquanto mãe sobre a experiência do Movimento Oásis. Confesso que fiquei apreensiva: “Ora o que é que vou eu escrever sobre o Movimento?”. Podia falar do sentimento que foi deixar para trás o meu Carlitos, numa casa que desde logo me transmitiu muita paz, mas deixou também um vazio imenso. O meu filho tinha dado o seu SIM…estava a crescer e já ia de mala de viagem para dormir fora de casa. Estes foram os primeiros sentimentos. Ao longo dos dois dias o vazio foi deixando de ter sentido, afinal o Carlos estava com a sua outra família, o Carlos estava com Deus, e certamente estava feliz. Estes foram dias que transformaram a nossa família. O nosso rebento estava a crescer, por muito que nos doa, o nosso filho transformou-se com a ajuda de Deus e de um grupo de animadores, que o fizeram perceber que de facto o essencial é muitas vezes invisível aos olhos. Estar em retiro, ou estar retirado da família, dos meios de comunicação e das brincadeiras, e estar mais juntinho de Jesus, mostraram o quanto é importante muitas vezes parar e pensar o que de facto é importante. E para mim o SIM foi importante, “sim mãe tive saudades mas quero voltar”. Foi perceber, sim mãe amo muito a nossa família e senti falta de tudo, mas também quero estrar na vigília e conhecer melhor Jesus….Este foi o essencial que ficou para mim enquanto Mãe Oásis. Obrigada por tudo, beijinhos. Leonor

Crescer on-line - Junho de 2016 - Página nº 5


Nenhum livro do mundo nos fala mais da vida do que a Bíblia Deus quer que tenhamos a vida, a alegria da vida, como uma planta em pleno vigor; e que tenhamos uma vida superabundante, rica de rebentos e, depois, de flores e de frutos. Não somos estéreis. Sentimo-nos respirar e exultar no grande jogo da criação. Estamos destinados a ser a planta do amor de Deus, isto é, a mais amada e cuidada; Ele é o dono de tudo o que nos rodeia. Assim, a nossa vida tem sentido: não estamos neste mundo por um capricho absurdo do acaso, mas fomos aqui colocados, neste preciso e determinado lugar, para que fizéssemos coisas maravilhosas. O nosso problema será, então, colocarmo-nos em harmonia com a criação; compreender o nosso papel na criação e recordar que Deus nos plantou em ordem aos nossos rebentos e aos nossos frutos. É importante que o homem moderno, libertado do seu orgulho, se detenha nesta visão: “Não foste tu – diz Jesus no Evangelho de São João – que me escolheste; fui Eu que te escolhi e te destinei a ir e a dar fruto, e fruto que permaneça”. (João 15, 16) (Pe Rotondi in, Ascolta , si fa sera)

Acampamento de Verão OÁSIS Data: 21 a 26 de Agosto 2016 Idade: dos 15 aos 17 anos Tema: Fontes para o mundo Participa! Contamos contigo!

Movimento Oásis Centro de Espiritualidade Rua Mirante de Sonhos, 105 4445-511 Ermesinde - tel. 229712935 http://www.movimentooasis.com Contactos : padrearaujo@sapo.pt / oasis@movimentooasis.com Crescer on-line - Julho de 2015 - Página nº 2

Crescer On-line - junho de 2016  

Boletim do Movimento Oásis em Portugal

Advertisement