Page 1

nº 77 Novembro de 2015

“Como é que o coração humano pode projetar e realizar acontecimentos tão horríveis, que perturbaram não só a França mas também o mundo inteiro? “Convido-vos a unirem-se à minha oração: confiemos à misericórdia de Deus as vítimas inocentes desta tragédia. Que a Virgem Maria, mãe de misericórdia, suscite nos corações de todos pensamentos de sabedoria e propósitos de paz”.


PALAVRA DO FUNDADOR

Deus, infinita misericórdia Da misericórdia de Deus nunca se conseguirá dizer o suficiente. Qualquer discurso fica aquém da sua grandeza; por vezes pode, até, falseá-la e apequená-la. A liturgia chega a dizer que a omnipotência de Deus tem a sua maior manifestação na misericórdia e no perdão. “Ó Deus” rezamos “que manifestas a grandeza do teu poder sobretudo quando tens piedade de nós e nos perdoas…” Da misericórdia – sabemo-lo todos – falam grande parte das mais conhecidas parábolas: a da dracma perdida; a da ovelha tresmalhada; a do filho pródigo que saiu de casa. Cada uma destas parábolas tem uma conclusão que, se não tivesse sido Jesus a dizê-la, seria considerada heresia ou blasfêmia: “Há maior alegria no céu por um pecador que regressa…”(cf. Lc. 15, 7) Toda a atitude de Jesus é de bondade, de misericórdia, de perdão. Deus sabe esperar; a sua espera é menos misteriosa do que pode, à primeira vista, parecer. Deus espera porque, até ao fim, a dracma poderá ser encontrada; a ovelha poderá ser reencontrada; o filho – sentindo-se sem ninguém e sem nada – poderá decidir voltar à casa do Pai. Digamos a verdade: somos nós que temos, na maior parte das vezes, pressa e queremos, rapidamente, cortar, desenraizar, tirar do caminho; queremos – e nisto, somos imitadores dos apóstolos, preocupados porque regressaram de uma missão infrutífera – que, sobre certas cidades, desça fogo do céu para as reduzir a cinza. Somos nós a querer que a justiça se faça imediatamente; que Deus intervenha logo a expulsar certas pessoas. Deus quer esperar; sabe esperar… Insiste no cultivo das plantas que povoam o seu campo, isto é, o mundo. Insiste com bondade, misericórdia e desvelo infinito. Permanece, todavia, um mistério: um entre os mais impenetráveis mistérios. Chega o momento – pode chegar o momento – em que Deus não insiste mais. Chega, se queremos exprimir melhor, o momento em que o homem recusa definitivamente – isto é, irrevogavelmente – aderir a Deus. Mistério é que Deus não encontra maneira de esperar mais, que não usa um meio capaz de levar, até ao fim, aquela insensata obstinação; aquele momento marcará o fim de toda a tentativa de Deus; o homem conscientemente, livremente, responsavelmente, irrevogavelmente afastar-se-á de Deus. E, por isso, longe da luz, do amor e da alegria… Amigo: acredita – firmemente, tem fé – na bondade de Deus que neste momento insiste contigo e espera que tu, finalmente, te voltes para ele; mas, reflecte ainda sobre outra verdade; tão verdadeira quanto a outra. Chega um momento em que Deus não insiste mais e permite que tu o abandones. Que este momento - peço-te ardentemente - nunca chegue para ti. ( Ascolta, si fá sera, pág. 24-26.) Crescer on-line - Novembro de 2015 - Página nº 2


No amor de Cristo, transformar a vida num oásis de misericórdia Texto reflectido no Encontro de Animadores “A primeira verdade da Igreja é o amor de Cristo. E, deste amor que vai até ao perdão e ao dom de si mesmo”, esta é sem dúvida uma frase sublime…de facto, é do rosto amoroso, e por isso misericordioso de Cristo que tudo parte e nós temos que sentir e viver de verdade esta realidade…quem ama tudo faz, ou pelo menos tudo procura.

AMAR é verdadeiramente uma arte… QUEM AMA é um verdadeiro artista…

AMAR é definitivamente das melhores e maiores obras de arte que ao alcance da humanidade e das pessoas se encontra, ao alcance de QUEM AMA, do verdadeiro artista. ●

Como é bom sentir o suave perfume do PERDÃO;

Como é bom sentir o peso da DISPONIBILIDADE e da ENTREGA;

Como é bom sentir o gozo do ACOLHIMENTO;

Como é bom sentir a força da de uma MÃO ESTENDIDA;

Como é bom sentir o aconchego de um ABRAÇO;

Como é bom sentir o bater de um CORAÇÃO QUE SE DEIXA TOCAR;

Como é bom sentir a doçura de uma PALAVRA que mesmo repreendendo FAZ CRESCER;

Como é bom sentir a verdade de um SORRISO;

Como é bom sentir a proximidade fruto da MISERICÓRDIA;

(…);

(continua na página seguinte)

Crescer on-line - Novembro de 2015 - Página nº 3


Tudo isto é próprio de quem ama…de quem como verdadeiro artista olha o outro como aquele onde o efeito da sua arte se expressa… Gosto muito de dizer que CRISTO é de verdade uma PESSOA FASCINANTE…e que tantos fascinou, fascina e fascinará…a proposta que nos deixou é definitivamente uma proposta muito concreta, mas que acredito e tenho plena certeza que se encontra perfeitamente ao nosso alcance…Cristo nunca nos proporia nada que não soubesse de antemão que não seriamos capazes de o fazer, embora acredito que consciente da exigência da proposta Ele sempre esteve…Bolas, não é fácil praticar um amor universal, mas é possível; não é fácil fazer da vida, da nossa vida, uma vida dada e partilhada, mas é possível; não é fácil encarar a missão como desprender-se das coisas, mas é possível; não é fácil perdoar quem nos magoa profundamente, mas é possível;…e tudo nasce da capacidade de AMAR verdadeiramente, com um amor oblativo, com um amor de coração…Porque muitos pensamos que é possível fazer muitas coisas e de facto é…mas precisamos de pensar muito, de deixarmos ecoar dentro de nós as palavras de S. Paulo, “Se não tiver amor nada sou” e eu acrescento, que se não tivermos amor nada fazemos…porque antes de pregar, de rezar, de testemunhar, devemos ter amor, devemos ser amor…Sem amor não possuímos Deus e não O poderemos dar logicamente aos outros.

Se desejamos fazer da nossa vida um OÁSIS de MISERICÓRDIA, tudo em nós tem de ser expressão de um AMOR à semelhança do AMOR DE CRISTO. Ser OÁSIS de MISERICÓRDIA é gerar vida, é ser para os outros fonte de vida, é criar laços (porque a misericórdia cativa), é entabular relações…ser causa de entusiasmo, de ânimo, de vontade de encarar o mundo e todas as vicissitudes…é nunca parar estando sempre com vontade de avançar…

É ser ARAUTO DA VIDA de Cristo;

É ser PROFETA DO AMOR de Cristo;

É ser BRISA DO SOPRO de Cristo;

É ser BARRO NAS MÃOS de Cristo;

E sendo de Cristo é-se do MUNDO…neste mundo que é o lugar da misericórdia…o lugar da vida verdadeira...e diante da sua secura, sejamos OÁSIS que dão mas que ajudam a procurar e a descobrir... OÁSIS que fazem crescer, mesmo que tudo pareça árido, permanece a esperança da vida…e pela vida tudo vale a pena… (Pe Paulo)

Crescer on-line - Novembro de 2015 - Página nº 4


REUNIÃO DE CASAIS No dia 29/11/20015 reuniu de novo o grupo de casais “Semente”. Desta vez para reflectir sobre os desafios da família cristã de hoje. Desafios do casal com ou sem filhos, abertos à família alargada e à sociedade. Esteve connosco o Casal Carlos e Olivia, que pertencem a um outro movimento de Igreja chamado Equipas de Nossa Senhora, que nos ajudou a chegar mais longe nesta temática, partilhando vida e experiência, numa tarde calma junto à lareira. Ser família cristã hoje, num tempo apressado e em constante mudança não é fácil, mas como somos homens e mulheres de esperança, confiamos a vida ao Deus Amor, continuando a viver serenamente neste tempo de Advento, abrindo o coração à Misericordia, sendo misericordiosos com os nossos e com o mundo à nossa volta. Luz Reis

Crescer on-line - Novembro de 2015 - Página nº 5


OS NOSSOS GRUPOS “Grupo Oásis”

Era uma vez… Os anos passam e hoje quando dou início à escrita deste texto percebo que muitos anos passaram desde que um grupo de adolescentes, como tantos outros, deu início a uma caminhada que se transformou numa caminhada de vida “Oásis”. Não consigo precisar o dia nem mesmo o ano em que aconteceu mas sei que a mim me parece ontem! E foi assim, começamos por nos encontrarmos nos fim de semana organizados pelo Movimento mas a necessidade de descoberta e conhecimento da Espiritualidade do Movimento Oásis foi crescendo e sentimos que era importante encontrarmo-nos com mais frequência para juntos crescermos. Durante alguns anos reuníamo-nos quinzenalmente em Sobrado, em casa de um dos elementos do grupo com a orientação da Antónia e da Rosita. Entretanto os nossos caminhos separaram-se e cada um fez um percurso diferente, principalmente com a ida para a universidade. Quando tudo estabilizou e voltamos ao nosso reduto, a Antónia, o pilar deste grupo, lançou-nos o desafio e, assim, com a orientação e colaboração do Pe. Adélio, retomamos os nossos encontros. Não somos os mesmos… houve quem seguisse outros caminhos mas também que se juntou ao grupo e assim fomos crescendo e aqueles miúdos são hoje um pequeno grupo de amigos que querem parar para refletir, para crescer cada vez mais na espiritualidade do Movimento Oásis. Assim e desde há 9 anos, reunimos mensalmente em Ermesinde onde somos sempre recebidos com o abraço caloroso e com o chá e bolachas da Ana e da Linda. Em Julho deste ano foi-nos lançado um desafio, propuseram-nos uma tarde de paragem para reflexão e partilha. Encontramo-nos em Vila Cova de Carros, na casa paroquial e fizemos a leitura da parábola do Bom Samaritano que serviu de base a análise de 2 paradigmas, a identidade e a alteridade e foram-nos colocadas questões para análise e reflexão individual. Seguiu-se um lanche partilhado para ganharmos força para o momento seguinte, uma caminhada exigente onde subimos um monte e sentados num grande penedo cantamos e fizemos um momento de oração. Depois de descermos, celebramos a Eucaristia na igreja paroquial. No final da tarde o sentimento que reinava era de boa disposição e felicidade por termos tido a oportunidade de reforçar a nossa união espiritual. Maria João

Crescer on-line - Novembro de 2015 - Página nº 6


Participantes no Curso "Igreja: testemunho e anúncio da misericórdia e do perdão" 13 a 15 de novembro de 2015

Crescer on-line - Novembro de 2015 - Página nº 7


PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016 LEMA: No amor de Cristo, transformar a vida num oásis de misericórdia

CURSOS: 13-15 NOVEMBRO: Igreja: testemunho e anúncio da misericórdia e do perdão (a partir dos 18 anos) 05-06 DEZEMBRO: Cristo, rosto da misericórdia do Pai (adultos) 17-19 DEZEMBRO: Reconciliação e Eucaristia: Deus feito perdão, compaixão, ternura e dom (a partir dos 15 anos – preparação do Crisma) 08-10 JANEIRO: Obras de misericórdia: lugar do “serviço por amor” (a partir dos 15 anos) 22-24 JANEIRO: Com Jesus, um coração aberto aos outros (a partir dos 13 anos) 05-07 FEVEREIRO: Movimento Oásis: um ritmo de misericórdia (a partir dos 13 anos) 18-20 MARÇO: Misericordiosos como o Pai: reconciliação, testemunho do amor (a partir dos 15 anos) 08-10 ABRIL: Felizes os misericordiosos: a alegria do coração transfigurado (a partir dos 13 anos) 07-08 MAIO: Com Jesus, um coração aberto aos outros (pequenos amigos) 28-29 MAIO: Com Jesus, um coração aberto aos outros (pequenos amigos) 03-05 JUNHO: Maria, mãe de misericórdia (a partir dos 13 anos) 17-19 JUNHO: Vocação: abandonar-se à misericórdia de Deus (a partir dos 15 anos) ANIMADORES: 16 de Janeiro - No amor de Cristo, transformar a vida num oásis de misericórdia 10 JUNHO - Um SIM que transforma a vida – o Sacerdócio em festa 21-26 AGOSTO: ACAMPAMENTO Movimento Oásis Centro de Espiritualidade Rua Mirante de Sonhos, 105 4445-511 Ermesinde - tel. 229712935 http://www.movimentooasis.com Contactos : padrearaujo@sapo.pt / oasis@movimentooasis.com Crescer on-line - Julho de 2015 - Página nº 2

Crescer On-line - novembro de 2015  

Boletim do Movimento Oásis em Portugal

Advertisement