Page 1

nº 69 Janeiro de 2015

Não sejais jovens de museu, mas jovens sapientes A Igreja nestes dias é como Maria, à A matéria mais importante a conhecer na universidade e na vida é «aprender a espera do parto. amar»: Para isto o Evangelho propõe-nos um caminho sereno, tranquilo: usar as linguagem da mente,aoa linguagem do coração e a Notrês seulinguagens. coração Adizia certamente linguagem das mãos. E as três linguagens harmoniosamente. O que pensas, menino que traz no ventre: sentes e realizas. A tua informação desce ao coração, comove-o e realiza-o. E isto harmoniosamente. Pensar o que se senteme e o que se faz, sentir o que Vem, quero ver a tua face porque penso e o que faço, fazer o que penso e o que sinto». (Papa Francisco no disseram que Tu serás grande!" encontro com os jovens, em Manila, 18 de janeiro de 2015) (Papa Francisco, 23 de dezembro de 2013)


ANIMADORES REUNEM-SE NA ALEGRIA No dia 3 de janeiro, o movimento Oásis voltou a receber mais um encontro de animadores. Cerca de 30 pessoas juntaram-se num sábado solarengo para serem interpelados pelo tema: “Deus Chama: responder com alegria à voz de Cristo”. Da parte da manhã, o grupo pôde ouvir o testemunho do Padre Zé Pedro. Desde o seu caminho vocacional até aquela que é a verdadeira alegria de ser Cristão. Um Deus que Chama pressupõe, em primeiro lugar, um cristão que escuta a palavra de Deus, que responde a uma voz de amor e que faz dessa resposta uma vida em alegria. Na verdade, somos ou não somos exemplos vivos da alegria de Deus? No entanto, para responder ao apelo da alegria é necessário que estejamos atentos e alerta. Escutar implica colocar Deus em primeiro lugar e acima de todas as coisas; implica compreender os sinais e responder. Implica uma escolha e uma decisão, que nem sempre são fáceis de tomar. Mas a resposta que Deus exige não é uma resposta fácil, nem uma resposta qualquer: é um Sim com alegria a uma proposta de amor. Escutar a voz de Deus implica também que conheçamos a Sua palavra. Se não tivermos o Evangelho dentro de nós, e não falarmos a palavra de Deus, não podemos comunicar a alegria dessa mesma palavra. A proposta de Deus é uma proposta radical e exigente mas, como o Padre Zé Pedro dizia aos animadores: “o amor de Deus é tão infinito que tem o poder de reacender a beleza originária de cada um de nós.” Na restante manhã o grupo de animadores foi interpelado a alguns momentos de silêncio, onde foi proposto que refletissem sobre algumas questões colocadas pelo Santo Padre: “Onde nasce, na verdade, a alegria? Temos o coração aberto ou entorpecido? Somos vítimas da cultura do provisório ou pelo contrário somos livres? Permanecemos fechados em nós mesmos ou acreditamos no amor de Deus ao próximo? Qual é o sonho de Deus para mim?” Depois de uma partilha de grupo, e de um almoço de convívio, a parte da tarde foi dedicada à organização dos encontros do restante calendário de atividades do movimento. Num ano dedicado à vida consagrada, foi com grande alegria que o encontro de animadores viu o seu núcleo cada vez mais preenchido tanto por novos membros, como por jovens. Cláudia

Crescer on-line - Janeiro de 2015 - Página nº 1


Testemunho 1 Oásis, 9, 10, 11 de Janeiro de 2015 "O que te faz feliz?" Esta foi a "pergunta de partida" para o nosso encontro. Foi-nos proposto que refletissemos, partilhassemos as nossas respostas e as escrevessemos num mural, onde estavam desenhadas as palavras "Servir por Amor". De facto este era o tema do fim de semana. Desta forma, e com a ajuda do Padre Sérgio, percebemos que se nas pequenas coisas do dia a dia colocarmos todo o nosso amor e empenho, seremos certamente mais felizes. Aprendemos que se seguirmos os pontos da espiritualidade Oásis, seremos pessoas mais felizes. Tivemos alguns testemunhos acerca deles, o que foi bom, porque conseguimos perceber como é que o Oásis, de uma forma ou de outra, mudou a vida das pessoas que já por lá passaram e continuam a passar. Desta forma, fomos convidados, a dizer SIM á felicidade. A dizer SIM ao projeto de amor que Ele tem para cada um de nós. A dizer SIM ao serviço por amor. E para terminar, agradeço a todos os que participaram neste retiro, áqueles que estiveram connosco ao longo do fim de semana, e áqueles que embora não estando presentes, pensaram e ajudaram a preparar este fantástico encontro. A todos vós, um muito obrigado! E não esqueçamos: "Com Ele é mais simples!" "Deus criou-nos para nos amarmos e sermos felizes" "Se caminharmos sozinho podemos ir mais depressa, mas se caminharmos com aqueles que amamos do nosso lado, iremos certamente mais longe".

Crescer on-line - Janeiro de 2015 - Página nº 2


Testemunho 2 No dia 9 de Janeiro, muitos de nós partimos com algum receio, afinal era a primeira vez que íamos a um encontro do Oásis. É fácil disponibilizar a manhã de domingo para ir à catequese e à missa, mas seria assim tão fácil dedicar um fim-de-semana a Deus? Longe dos problemas do mundo e das nossas próprias inquietações, estes dias proporcionaram-nos momentos de reflexão e de encontro com Deus. Na verdade, não houve espaço para televisão, internet ou mesmo telemóvel. As palavras-chave eram “serviço por amor”, e o objetivo primordial era fazer nascer em cada um de nós a disponibilidade fundamental para se conformar com o projeto de santidade de Deus. Assim, realizámos atividades relacionadas com a felicidade, refletindo sobre aquilo que nos fazia felizes, e sobre a necessidade de estarmos atentos ao mundo e abertos ao outro, bem como a importância de desenvolvermos as nossas capacidades ao máximo. O Oásis proporcionou-nos diversos momentos e experiências: o convívio e os jogos, que nos permitiram conhecer outras pessoas; os trabalhos de grupo, que fizeram com que desenvolvêssemos as nossas capacidades e comunicássemos com o outro; as refeições, onde valorizámos aquilo que temos na mesa; a vigília, que foi uma oportunidade de encontro com Deus; os testemunhos, que nos ensinaram a aplicar aquilo que aprendemos no Oásis na nossa vida quotidiana; o ato de reconciliação com Deus, que nos deu a oportunidade de começar de novo; e, finalmente, a eucaristia, que foi o culminar do fim-de-semana. Por último, em meu nome e da Paroquia da Areosa, gostaria de agradecer o amor e a dedicação com que fomos recebidos e dar os parabéns a todos aqueles que fazem com que fins-de-semana como este sejam possíveis. Rita Araújo

Crescer on-line - Janeiro de 2015 - Página nº 3


Festa de Natal do Grupo de Casais Oásis “Semente” Mais uma vez se cumpriu a tradição! Mais um ano em que o grupo de Casais Oásis “Semente” celebrou a sua Festa de Natal. Foi no dia 11 de janeiro, Festa litúrgica do Batismo do Senhor. Como habitualmente, em clima de festa, o grupo reuniu-se na casa de um dos casais, com os filhos e o assistente espiritual, para celebrar o Natal. O encontro começou a meio da tarde com a preparação da Eucaristia… preparar o lugar, os cânticos e… o coração. A Eucaristia foi vivida em clima de alegria e de festa com a participação de todos. Na homilia o celebrante fez-nos tomar consciência da declaração de amor que Deus nos faz no nosso batismo, declaração essa que se renova permanentemente. “Tu és o meu filho muito amado” é, pois, a declaração de amor por parte de Deus. Refletimos também que a mesma declaração nos faz irmãos, membros de uma única e grande família. A celebração terminou com o “beijar do menino”, gesto de correspondência e gratidão pelo amor de Deus, revelado em Jesus Cristo. Assim também encerramos “em beleza” o Tempo do Natal. Depois da celebração foi o tempo do convívio, com o jantar e a habitual troca de prendas. Crescer on-line - Janeiro de 2015 - Página nº 4


PALAVRA DO FUNDADOR JESUS PRECISA DE TI Na reconstrução do mundo, hoje, Deus quer ser ajudado pelos homens. Deus podia fazer tudo sozinho… Não foi Ele, por si só, que criou o universo e todas as suas forças?... Não foi Ele que criou o Homem e todos os homens?... O que O impediria, também, de os fazer perecer quando quisesse?... O que O impediria de os fazer cair de joelhos?... Como para a transmissão da vida humana, Deus quis ter necessidade das suas criaturas, assim quer que as suas criaturas, participantes da vida divina, sejam os instrumentos fiéis que transmitam às outras criaturas a vida da alma. Deus quer cooperadores na divinização do mundo. Jesus precisa de ti!... O homem, criado livre – livre para agir – pelo facto de ser criatura, tem a possibilidade de voltar costas ao seu Criador, ao seu Deus, sempre que o queira; e Deus não pode impedi-lo. Frente à sua liberdade e à liberdade de cada homem, em virtude deste dom tremendo que é a liberdade, o próprio Deus limita-se a ser espectador. Por isso, agora, Jesus espera que O ajudes a convencer o mundo; que tu O ajudes a salvar os teus irmãos. Gostaria que pudesses imaginar-te a contemplar o espectáculo de um Paraíso em espera e o de um Inferno em espera…abertos, um e outro, a todos e cuja escolha depende de uma adesão. E, diante deste espectáculo, queria que pudesses sentir a expectativa de uma multidão de almas que esperam uma decisão tua que os ajude a salvar-se. Aquelas almas são livres, como eram livres os samaritanos para acreditar ou não acreditar na palavra da Samaritana, que conheces do Evangelho. Mas, aquelas almas salvar-se-ão ou condenar-se-ão porque elas mesmas se querem salvar ou condenar. Resta, porém, indubitável que o teu encontro com uma ou mais destas almas pode determiná-las a seguir Jesus ou a voltar-lhe as costas. Se lhe voltarem as costas - agora, neste tempo – e assim permanecerem ou se, pelo contrário, O seguirem – aqui, no tempo – reconhecendo-O como o seu Salvador e Redentor, entrarão na eternidade: os primeiros, recusando e odiando a Deus; os segundos, desejando-O e amando-O. E todos, por toda a eternidade. Como aconteceu com a Samaritana, junto ao poço de Sicar, Jesus espera-te para te dizer: “Dá-me de beber…; Eu tenho palavras de vida”. (in Se non hai paura…pg.21-22) Movimento Oásis Centro de Espiritualidade Rua Mirante de Sonhos, 105 4445-511 Ermesinde - tel. 229712935 http://www.movimentooasis.com Contactos : padrearaujo@sapo.pt / oasis@movimentooasis.com

Crescer On-line - janeiro de 2015  

Boletim do Movimento Oásis em Portugal

Advertisement