Page 1

nº 62 Maio de 2014

“Queridos jovens, não se esqueçam: Vocês são o Campo da Fé! Vocês são os atletas de Cristo! Vocês são os construtores de uma Igreja mais bela e de um mundo melhor. Elevemos o olhar para Nossa Senhora. Ela nos ajuda a seguir Jesus, nos dá o exemplo com o seu “sim” a Deus: «Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua Palavra» (Lc 1,38). Também nós o dizemos a Deus, juntos com Maria: faça-se em mim segundo a Tua palavra”. Papa Francisco aos jovens, Copacabana, 27 julho 2013


PALAVRA DO FUNDADOR “… É preciso ter atenção a não “isolar” Maria quando lhe dedicamos tempo de estudo e a nossa meditação. Isolá-la, “colocá-la à parte” significaria vê-la numa perspectiva que não é a sua, falsificá-la. De Maria, sabemos, somente, o que a Revelação nos disse. A revelação não satisfaz, inteiramente, a nossa curiosidade; limita-se a dizer aquilo que Maria representou no plano da Salvação. Por isso, o Concílio fala de Maria no “mistério”: mistério de Deus, de Cristo, da Igreja. Na Revelação, aparece claro a relação entre Maria e Deus que “olhou para o nada da sua serva” e a sua convicção de ser nada. Nada para si, de si e por si… Tudo para Ele, d’ Ele e poe Ele. A Revelação diz o que Maria é no mistério de Cristo, o papel que Ela teve na redenção da humanidade, num determinado período da história humana ( quando o Filho de Deus encarnou no seio de Maria e foi Cristo). Jesus, primeiramente nos seus braços e depois sob o seu olhar, “crescia em idade, sabedoria e graça”. Por fim, encontramos Maria de pé junto à cruz. Quanto ao mistério da Igreja, isto é, no plano de Deus que continua a realizar-se na Igreja, dizemos que Maria pertence à Igreja, quer porque está unida a Cristo - que é a sua cabeça – quer porque, sendo descendente de Adão, pertence ao género humano que tem necessidade de redenção. Maria é Mãe da Igreja: a Igreja olha para Ela como um modelo exemplar…” ( Così, semplicemente, III Cristianesimo, pág. 97-98)

Crescer on-line - Maio de 2014 - Página nº 2


"Maria, trilho para a Fonte" No passado fim de semana de 4, 5 e 6 de Abril, convergiram na casa do Movimento, mais de 60 jovens do 7º, 8º e 9º ano de catequese, para um encontro que se esperava difícil dado o elevado número de participantes mas também diverso, dada as diferenças de idades e de origens. Contudo, o encontro deixou claro desde o início que iria ser animado e divertido, o que foi constatado por todos ao longo do encontro. De realçar também que o mote do encontro era "Maria, trilho para a Fonte", e foi deveras interessante verificar que a aproximação com Deus foi aumentando progressivamente, como se os jovens, de facto, percorressem um caminho. No fim, era visível a felicidade estampada nos rostos dos jovens e todos deixaram bem clara a vontade de regressar futuramente. J.P. Crescer on-line - Maio de 2014 - Página nº 3


Descer ao fundo do poço A minha primeira experiência no Oásis foi, de certa forma, uma maneira de me conhecer melhor. Fui convidada a descer ao fundo do meu poço e a descobrir de que forma sou única, bem como o que sou capaz de fazer por mim e pelos outros, principalmente. Por outro lado, além de me conhecer a mim mesma, tive a oportunidade de não só conhecer melhor as pessoas que me acompanham na paróquia como também pessoas novas de outros locais, pessoas como eu, com ideias e pontos de vista distintos sobre os mais diferentes aspetos, que pretendiam também elas chegar ao fundo do seu poço para se conhecerem. Foi um fim de semana repleto de jogos e brincadeiras, mas também de reflexão e oração. Apesar de me divertir muito quando estávamos com o grupo todo reunido, fosse a cantar, a jogar ou durante as refeições, foi dos momentos a trabalhar com a minha equipa que mais gostei. No início não conhecia ninguém pois eram todos de Ermesinde, Arrifana e Castelo de Paiva mas, em três dias, foi com eles que criei mais laços e é com eles que tenho mais recordações pois foi com eles que estive na maior parte do tempo. Recomendo totalmente estas atividades porque são dias em que nos exilamos totalmente da nossa rotina para nos conhecermos, conhecer outras pessoas e refletir sobre coisas que se calhar, no nosso dia-a-dia, não temos tanta oportunidade para pensar. Fiquei extremamente maravilhada com tudo o que vivi e aprendi nesse fim de semana; foi uma experiência muito enriquecedora e que espero poder voltar a viver em breve. Maria Campo

Servir como animador Fui convidado pela animadora do meu grupo «Oásis» a colaborar num curso como animador, no fim-de-semana de 10 e 11 de Maio no movimento Oásis. Disse sim e fui. Era a minha primeira vez como animador, inicialmente estava um pouco nervoso porque não sabia muito bem o que tinha de fazer e como eram os miúdos, estava um pouco inseguro. Ao longo do dia de sábado, fui conseguindo transmitir o que queria e comecei a ganhar a confiança deles. Todos acolheram bem, e assim pude ajudá-los fazendo com que também eles se sentissem bem e realizassem com êxito as várias atividades propostas. Foi uma experiencia que gostei muito e que em breve se tiver a oportunidade gostaria de repetir. José Moreira.

Crescer on-line - Maio de 2014 - Página nº 4


Reunião de Casais Domingo, 18 de Maio, o grupo de casais Semente "regressou a casa", isto é, à casa de Ermesinde, após uma série de encontros que foram tendo lugar ao longo do ano pastoral em lugares de culto islâmico, judaico e em igreja cristã não católica - metodista - (conforme relatos que aqui foram sendo feitos)... As saudades notaram-se, numa vontade de conversa e encontro fraterno, que passou também pela celebração, em festa, do aniversário natalício do "nosso" Padre Araújo, ocorrido durante a semana. Um agradecimento muito especial à Ana e à Linda por todo o cuidado posto neste nosso reencontro... Foi mesmo um voltar a casa... Quanto ao tema, ecumenismo e diálogo inter-religioso, fomos ajudados pelo Padre Domingos Oliveira, Presidente da Comissão Diocesana para o Ecumenismo.. Em jeito de síntese, provocados pelo encontro com outras experiências de fé, cristãs e não cristãs, um desafio: viver a diversidade nas expressões da fé, permanecendo fiéis ao desejo de Cristo em relação à unidade dos seus discípulos, impõe-nosareformulaçãodaprovocanteperguntadePaulo (1Cor, 1,13) - Estará Cristo dividido? A reflexão deste ano permitiu-nos, pela partilha de experiências autênticas de fé vivida, receber e valorizar os dons de outros, inclusivamente no interior das divisões entre cristãos, animando-nos a trabalhar pelo respeito e, quanto às demais igrejas cristãs, pela unidade. I.P. Crescer on-line - Maio de 2014 - Página nº 5


A ESCOLHA DE FÁTIMA: UM MISTÉRIO DE AMOR, DE INOCÊNCIA, DE SANTIDADE Faz-nos bem vir a Fátima. Recorda-nos, entre outras coisas, que quando Deus opera escolhe gente simples, lugares simples, linguagem simples. Assim fez no início da Redenção: quando elegeu Maria Santíssima, São José, os Pastores… Assim fez ao eleger a pobre casa de Nazaré, a manjedoura de Belém… o caminho do desterro. Assim fez dialogando de forma muito clara e objetiva através do Anjo da Anunciação. Assim quer que sejamos simples também nós! Aqui em Fátima, escolheu três crianças muito inocentes: Lúcia, Jacinta e Francisco. Escolheu uma azinheira num descampado. Escolheu a linguagem simples de Maria, do Anjo e do próprio Jesus. Quanto necessitamos ainda da mensagem de Fátima! Necessitamos que os nossos jovens escutem a voz do inocente Francisco, que queria cada vez mais amar a Jesus, enxugarlhe as suas lágrimas. Necessitamos que a gente adulta pense e aja como a pequena Jacinta, esse anjo do Céu, que na sua infância, agiu com a seriedade de quem entende que a salvação da alma, das nossas almas, é o assunto principal a que nos devemos dedicar. Necessitamos que todos, em todas as partes do mundo, consagrem – cada um segundo a sua vocação específica como fez a Irmã Lúcia –, toda a sua vida a encarnar e a propagar a mensagem de Cristo, mensagem de amor e de reconciliação, e os apelos de Maria Santíssima em Fátima. São muito atuais os apelos de Maria. E o mundo, em perigo de perdição, não encontrará paz e graça se não se esforçar por colocar em prática o que a Virgem Maria pediu em Fátima. D. Fouad Twal (Patriarca Latino de Jerusalém) Fátima, 13 maio 2014 Movimento Oásis Centro de Espiritualidade Rua Mirante de Sonhos, 105 4445-511 Ermesinde - tel. 229712935 http://www.movimentooasis.com Contactos : padrearaujo@sapo.pt / oasis@movimentooasis.com

Crescer On-line - maio de 2014  

Boletim do Movimento Oásis em Portugal

Advertisement