Page 1


EDIt o r i a l A revista Belleza Total está de cara nova. Mais sofisticada, vem toda repaginada, porém sem abrir mão do excelente conteúdo, que é a nossa marca registrada. O objetivo final é sempre levar informações a todos os nossos leitores. Visando agregar novos conteúdos, a partir desta edição, a revista terá como novidade o editorial de moda para ELAS e para ELES, assinados por quem entende do assunto. A mudança ocorrida na revista deixará o material com uma melhor visualização, porque mostrar a beleza em todos os sentidos continua sendo o nosso objetivo. Para nós, a beleza, além de ser estética, também está na música, na solidariedade, no bem-estar e em todas as coisas que nos traz conhecimento. Com toda esta revolução editorial, nosso convidado de Capa é o comunicador e empreendedor Carlos Massa, que serve de inspiração a todos que desejam transformação. Obrigado, Ratinho. E, como não podia ser diferente, a revista Belleza Total continua receptiva para receber sugestões de pautas, elogios e críticas.

Boa leitura e até a próxima edição.

Cláudio Roberto twitter.com/claudiototal Editor: Revista Belleza Total Diretor: Rede Farmatotal/Mastermais


Revista Belleza Total Ano 3 | nº 12 abril/maio Editor Cláudio Roberto Gonçalves Jornalista Responsável Ana Maria de Jesus - DRTPR 5316 Revisão Maria Helena Ribas Benedet Comercial Kelly Lima Diagramação Ricardo Mota Jurça Capa Fotos: Assessoria de Imprensa. Tiragem 20 mil exemplares Impressão Posigraf Envie sua sugestão ou crítica para o e-mail: redacao@bellezatotal.com.br facebook.com/revistabellezatotal twitter.com/revbellezatotal www.bellezatotal.com.br Telefone para contato: (41) 3383-6168


BELLEZA

Men’s

Léo Tramontin

Folhas

no Chão

Quer saber as cores da moda desse outono? Moleza, meu camarada! Os tons terrosos vão reinar nesta época em que as folhas se jogam no chão. Vale a pena apostar em laranjas, marrons, vermelhos, beges... A melhor parte dessa onda é que são cores clássicas, ou seja, você vai poder usar por uns bons longos anos e ainda fazer bonito. Barras dobradas, sim senhor!

Foi-se o tempo em que dobrar a barra das calças era sinônimo de pular brejo para ir festar na casa dos vizinhos. Agora ela é moda! Para os menos ousados, a dica é dobrar a barra até chegar pertinho do tornozelo. Se quiser uma linha mais moderna, suba ainda mais a barra. Só uma dica, esse truque não vai com a cara de camisas muito dobradas – deixa-a folgada, assim a balança ficará na medida certa.

Game over calças a vácuo ... E não é que começou a decadência do reinado das calças megajustas? Depois de quase uma década monopolizando as passarelas de cabritos e cabritas, ela passa a dar seus últimos suspiros. A boa 10

do momento, para todas as idades, é o formato amplo, bem frouxo mesmo. Além de deixar você mais livre para saracotear, essas calças são superbacanas. Lembre-se! Para harmonizar a composição, se uma peça for larga, a outra pode ser mais alinhada. Tudo vai do bom-senso de cada um. Sem parecer um saco de feijão e muito menos uma garrafa de refrigerante.

Veludão Sucesso na década de 70, o veludo pegou seu possante do tempo e chegou aqui, nas bandas de 2012. Ele já esteve nos corpos daqueles que se amarravam em bigodões e bocas de sino, ficou um bom tempo guardado e agora retornou com tudo, com uma nova repaginada. Para manter a tempe-

ratura do corpo, o veludo é um ótimo amigo. Blazers, calças, camisas e blusas... se forem com esse tecido, está valendo.

Não pode faltar!

Sobretudo caramelo, calça de veludo verde-escuro, tricô, camisa de colarinho branco, polo em cores neutras e casaco com aparência militar da década de 40. Léo Tramontin Promoter e produtor Colunista de moda da revista Mais, portal Ledux e assina a coluna Adom/Moda no blog As Patrícias, no UOL. Editor fashion do site Cinto Sem Nó pela Mundo Livre FM. contato@leotramontin.com.br


11


BELLEZA G i r l ’ s

Patrícia Garbuio Participação especial: Adriane Werner

O u t o n o com

cores de INVERNO

Para as mulheres antenadas com a moda, atenção total para as cores que vão das passarelas para as ruas com a chegada do Outono. Já antecipando o que deve ser a moda Inverno, as cores fortes vão dominar a cena. Destaque para vermelhos fortes, azul-escuro e muitas combinações com dourado. Cores de atitude. Cores que lembram o mais clássico da moda sempre reinante nas estações mais frias do ano.

Ousadia

Se as cores serão clássicas, a ousadia estará nos modelos e estampas. Na moda festa, os vestidos com estampas florais voltam com tudo. Para as mais arrojadas, vale apostar nas estampas de oncinha, mas com a cautela de não poluir em demasia o visual. As estampas de tigrinho, oncinha e zebra devem repetir o sucesso que fizeram no ano passado.

O charme do couro O Outono de 2012 traz novamente o requinte despojado das peças em couro, que desta vez não 12

estará somente em jaquetas, mas será visto em saias, calças e nos mais diversos acessórios... misturado a tecidos, enfeites, detalhes. Pode abusar.

A ordem é misturar Esqueça o medo de misturar tecidos leves com pesados. Com um pouco de bom-senso, ouse nas combinações de rendas, couros, tricôs. As misturas de texturas são a grande tendência nas estações do frio este ano. Estampas variadas e muitos tecidos florais, combinados com detalhes brilhosos, poderão ser vistos nas ruas a qualquer hora do dia.

Modelitos Para quebrar a sisudez do Outono, a moda traz leveza nas peças joviais, como jaquetas e blazers curtos na altura da cintura. Os vestidos e as saias também vêm bem curtos. E, pra quem gosta, a hora é de ‘montar’ nas botas e calças de montaria, que vêm com tudo na estação! Na moda festa, a sensualidade dos vestidos sereia e rabo de peixe prometem arrancar suspiros. Patrícia Garbuio Promoter e blogueira. belezalternativa.blogspot.com


13


BELLEZA

Actual

A

força da Mulher Ao longo da história, a mulher sempre foi considerada o sexo frágil, e tinha como futuro certo o casamento e os filhos. Porém ser a rainha do lar já não era suficiente e queriam mais, muito mais. O primeiro passo foi conquistar o direito de trabalhar fora, ato este que foi alvo de muito preconceito. Mas elas não se intimidaram e lutaram - e continuam lutando - por um mercado profissional digno e justo.

16


17


BELLEZA

Actual

Em 08 de março de 1857, em Nova Iorque, operárias se reuniram em uma fábrica para reivindicar a diminuição da jornada de trabalho de 14 para 10 horas diárias, melhores condições de trabalho e salários dignos, já que as mulheres ganhavam um terço do salário dos homens para executarem a mesma função. O movimento foi reprimido e as mulheres foram trancadas na fábrica, que foi incendiada. O Dia Internacional da Mulher foi criado em 1910, na Dinamarca, em homenagem às 129 mulheres que morreram queimadas durante a greve na cidade americana. No Brasil, as mulheres também alcançaram muitas conquistas, entre elas, o direito ao voto. O primeiro estado brasileiro a instituir o voto de mulheres foi o Rio Grande do Norte, em 1927. Brasileiras de outros estados também queriam ter esse direito, mas só em 1932 foi alcançado. Em 1946, o voto feminino passa ser obrigatório no Brasil. Atualmente, é comum encontrarmos mulheres no mercado de trabalho e, além das tradicionais profissões de professora, babá, telefonista e empresária, também encontramos o “sexo frágil” em áreas consideradas masculinas como motoristas de táxi, de ônibus, pintoras, químicas, presidente da república, jogadoras de futebol. Seja personalidade ou anônima, o fato é que, após 155 anos, a luta por igualdade ainda continua. Com a conquista do mercado, a jornada não acaba após as oito horas no emprego, o trabalho continua na função de dona de casa, esposa e mãe.


Dilma Vânia Roussef Presidente da República. O Brasil elegeu a sua primeira presidente, cargo tido como exclusivamente masculino, de forma democrática. Em 2010, a mineira Dilma Vânia Roussef, com uma história política respeitável, foi eleita para o cargo mais importante de uma nação com regime presidencial. Em seu primeiro discurso, Dilma fez referência às mulheres quando falou que a igualdade de oportunidade entre homens e mulheres é um princípio essencial da democracia. E frisou que pais e mães de meninas agora podem dizer às suas filhas: “Sim, a mulher pode”.

Marta Vieira da Silva Jogadora de futebol. Considerada a “Pelé de Saia”, Marta já foi eleita cinco vezes a melhor jogadora do mundo, e colocou o nome do Brasil em destaque no futebol feminino. Reprovada pelo irmão por ficar jogando futebol na rua com outros meninos, é referência de talento com a bola nos pés.

Lucimara Vicente de Souza Taxista. Motorista desde 2009, Lucimara divide o táxi com o marido. O número de mulheres taxistas ainda é pequeno devido ao fato de o permissionário do veículo trabalhar durante o dia, deixando a noite para um segundo motorista, que, na maioria das vezes, é homem devido à periculosidade do trabalho noturno. “A vontade e a persistência da mulher em mostrar que é capaz de fazer igual ou melhor do que os homens torna-as especiais. Hoje não há mais áreas masculinas, mas profissionais competentes e isso independe do sexo”.

19


BELLEZA

Actual

Clarice Torresan Gonçalves Pintora. Clarice é uma dessas mulheres que enfrentam jornada tripla. Há 23 anos na profissão de pintora, este não é o seu único ramo profissional. Das 7h às 15h, ela trabalha em uma casa de família, após esse período, a sua profissão é pintora e, quando chega a seu lar, precisa deixar a casa arrumada e o jantar pronto. Atualmente, a pintura virou uma terapia e financeiramente rentável. De acordo com Clarice, ela sofreu, e ainda sofre, preconceitos por trabalhar na área da construção civil. “No começo, eu tinha vergonha. Na verdade, eu tenho até hoje, devido ao preconceito, mas mesmo assim eu faria tudo de novo.”

Célia Valente Mestre em química. A paixão pela química nasceu em um segundo plano. No início, Célia ficou na dúvida entre engenharia ou arquitetura, mas as reviravoltas da vida a levaram para a área de química. Atualmente, dentro dos laboratórios, é grande o número de mulheres e poucos homens, porém os cargos de chefia são majoritariamente masculinos, mas de forma alguma se pode dizer que os homens sejam mais competentes. “Dizer que não sofri preconceitos é mentira. No sistema patriarcal que vivemos, é impossível dizer que o mercado é igualitário, porém o bom desempenho na profissão faz com que a diferença seja cada vez menor”, conclui.

Hariella Poli Mecânica. Se você liga motos e ronco de motores a atividades masculinas, precisa rever seus conceitos. Hariella, mecânica da The One Harley-Davidson de Curitiba, conta que herdou a paixão por motos do pai, que desde pequena a levava para passear. O seu primeiro emprego foi como vendedora em uma loja de motos. Antes de chegar ao setor de mecânica, onde está atualmente, passou pelo setor onde as motos eram lavadas e sempre que tinha um tempo livre, ficava de olho nos serviços dos mecânicos. “Tenho um ótimo relacionamento com meus colegas e, em meio à correria, nos divertimos muito. Funciona assim: faço o que gosto, com prazer, me respeitam e cuidam de mim ao extremo. Parece que sou a namorada da oficina”, diverte-se a mecânica.

Por Ana Maria de Jesus 20


21


BELLEZA

22

Actual


3x 1 Velashape combate flacidez, gordura localizada e celulite Eleito o queridinho entre as mulheres, o velashape é um dos aparelhos mais eficazes para tratamento estético. Considerado um dos mais completos, une tecnologias avançadas que combatem a flacidez, a gordura localizada e a celulite.

procure profissionais qualificados e comprometidos, pois o velashape só pode ser manuseado por um médico dermatologista ou fisioterapeuta.

O tratamento atinge os te-

cidos mais profundos e as camadas superiores da pele, ação que diminui a camada de gordura, o que resulta na redução de medidas. Por Ana Maria de Jesus

De acordo com a fisioterapeuta Deborah Tsuro, da Clínica de Estética Los Angeles, a radiofrequência, o infravermelho e a pressão mecânica agem de forma eficaz e precisa sobre a celulite, enquanto a sucção e o rolamento mecânico ativam a circulação agindo na eliminação de toxinas. “O infravermelho e a radiofrequência agem nas células gordurosas fazendo com que o seu tamanho diminua, além de estimular o colágeno da pele melhorando o seu aspecto”, esclarece. Entre os vários pontos positivos, pode-se destacar que o procedimento é indolor e não invasivo. Mas fique atenta, ao fazer o tratamento 23


Crônica de Chico Anysio

Chico Anysio

Em 1951, eu fiz uma viagem de carro do Rio para Fortaleza com meu primo Miguel, que vivia disto: comprava carros pequenos aqui e os vendia em Fortaleza. Comprava carros grandes lá e os vendia aqui. Começou com um carro daqui pra lá e outro de lá pra cá e chegou a levar, em cada viagem, trinta automóveis. Nesta viagem, eram dois carros: um dirigido por ele (um Prefect, carrinho inglês pequenino e duro de molejo), onde eu viajava, e outro dirigido por um amigo dele (um Austin), onde viajava o Afonsinho, filho do motorista que se chamava Afonso. Uma coisa rara: pai e filho terem o mesmo nome. Em Salgueiro, última cidade de Pernambuco na antiga Rio-Bahia, ainda com chão de terra, eu percebi que a gasolina estava com um quarto apenas, e lhe chamei a atenção, pois daí a alguns quilômetros entraríamos na caatinga onde teríamos 60 quilômetros de nada. Miguel disse que já tinha percebido, mas colocaria gasolina 22 quilômetros à frente no posto da D. Maria. Ele, para isso, tinha uma beleza de argumento:

24

– Só ponho gasolina lá, porque ela, além de encher os tanques, vai nos servir um doce de banana em rodelas, aquele moreninho, como nunca você comeu igual em

O doce de banana toda a sua existência. Espere pra ver. 22 quilômetros à frente surgiu a casa da D. Maria, onde a bomba de gasolina ainda era daquelas vermelhas, redondas, que a pessoa precisava ficar bombeando para a gasolina sair. Miguel deu a ordem de encher os tanques dos carros e nós entramos para comer o famoso e já esperadíssimo doce de banana em rodelas. D. Maria colocou na mesa um prato fundo de doce, com aquelas rodelas grenás, admiráveis. Eu esperei os pratos menores para fazer a divisão e ela trouxe mais três pratos fundos cheios de doce. – D. Maria… – Bom apetite – ela disse, e se retirou. Era um prato fundo para cada um. É claro que ninguém conseguiu comer nem a quinta parte de cada prato porque o doce, apesar de maravilhoso, é enjoativo, de tão doce. Miguel, Afonso e Afonsinho saíram para pagar a gasolina e eu fiquei para pagar o doce porque já havia falado que era por minha conta. – Quanto é, D. Maria? – O doce é seis. Multipliquei 6 por 4 e dei a ela uma nota de vinte e uma de dez

para ela tirar o dinheiro que eu devia: 24 cruzeiros, na minha conta. Ela me devolveu a nota de 20 e disse: – É seis os quatro. Eu cobro mil e quinhentos cada pratinho de doce. E o que sobrou de cada prato nosso, despejou no lixo, sem dó nem piedade. Eu fiquei morto de pena dela e a chamei para uma conversa: – D. Maria, quem passa por aqui é gente que vem de Recife, Fortaleza, Salvador, Rio, São Paulo, gente acostumada a outro tipo de vida. O que a senhora serve de doce é um absurdo e o que cobra, um descalabro. A senhora pode passar a servir a metade do doce que serve e cobrar cinco cruzeiros por prato que, ainda assim, estará dando doce de mais e recebendo dinheiro de menos. Então, foi ela quem ficou com pena de mim. – Meu filho... se você passar de novo por aqui, você não para pra comer o meu doce ? – Claro que paro. – E, enquanto come o doce, não enche o tanque do carro? – Claro que encho. – Pois o doce é chamariz. Meu lucro está na gasolina: eu cobro quinhentos réis a mais no litro e ninguém nem desconfia.


Da esquerda para direita: Alliny, JosĂŠ Carlos, Ana Paula, Ana Maria, ClĂĄudio Roberto e Kelly Lima.

E vent o

26


No dia 10 de dezembro, a rede de farmácias Farmatotal reuniu, na sede do Paraná Clube, franqueados, fornecedores e amigos. O objetivo foi comemorar grandes vitórias conquistadas no ano de 2011 e mostrar o belíssimo horizonte que temos com novos projetos que, com certeza, serão de sucesso. Em 2011, o crescimento da franquia Farmatotal foi evidente e a marca já está consolidada em cinco estados brasileiros: Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A revista Belleza Total foi outro grande destaque, com dois anos de circulação, leva informação a todos os seus leitores. Em 2012, o sucesso está garantido. Além de continuar crescendo por todo o Brasil, a marca lançará novas franquias, como o Descontão, a Cosmética Belleza Total e o Bistrô Delícias da Rua.

José Carlos e Cláudio Roberto: diretores da rede Farmatotal


BELLEZA

28

C o v e r


Irreverência e

espontaneidade

são os segredos do

Sucesso Irreverente, carismático e empreendedor. Esses são apenas alguns adjetivos que definem Carlos Roberto Massa, o Ratinho. O apelido surgiu durante a infância, por ser menor do que os outros meninos. Nascido em Águas de Lindoia, SP, no dia 15 de fevereiro, mudou-se aos quatro anos para o Paraná. O fato de ter vindo ainda pequeno para o estado faz com que muitas pessoas acreditem que ele seja paranaense. Foi no Paraná que começou a carreira pública no rádio e na televisão. “Por ter vindo pequeno para cá, todo o meu processo cultural é de um paranaense”, conta.

As abordagens em lugares públicos para fotos e autógrafos refletem o carinho que o apresentador recebe em todo o Brasil e o reconhecimento pelo seu trabalho. E pode-se dizer que o fato de o apresentador usar uma linguagem que abrange todas as classes sociais é o fator determinante que explica o carinho e o grande índice de audiência de seu programa, carinho este que é retribuído. “Sou uma pessoa muito simples e, de alguma maneira, devo passar isso a eles através do meu programa”, explica.

29


BELLEZA

C o v e r

Durante muito tempo, Ratinho apresentou programas policiais em que os assuntos de segurança, ou melhor, a falta dela, eram abordados. Mesmo com a grande audiência, ele diz não sentir vontade de voltar a esse modelo de programa e que está muito satisfeito com o estilo auditório que apresenta atualmente. Na opinião do apresentador, as pessoas de hoje preferem sorrir e não precisam de mais informações ruins, pois já há muita violência circulando nos meios de comunicação. Segundo Ratinho, o programa de auditório, além de divertir os telespectadores, também proporciona, de certa forma, uma audiência mais qualificada.

Programa do Ratinho O quadro de maior sucesso do programa é o do DNA. Apesar de não ser bem visto pela crítica, é a parte do programa que apresenta uma das maiores audiências. O quadro também atua como ajuda social, pois muitas pessoas que não têm condições financeiras de fazer o teste que comprova a paternidade utilizam o serviço para tirar as dúvidas que assombram seus relacionamentos. Na opinião do apresentador, a grande audiência deve-se ao fato de que tudo que envolve assuntos da vida alheia atiça a curiosidade, pois geralmente são assuntos que criam polêmicas. Outro grande destaque do programa é o Jornal Rational, que conta com a participação especial de Milene Uhiara, bailarina do programa Silvio Santos. Do interior do estado de São Paulo, a bailarina ganhou destaque devido ao seu sotaque carregado aliado ao bom humor e às tiradas rápidas. Na opinião do apresentador, vários foram os motivos para que a presença de Milene crescesse no programa, entre eles está o fato de ser bonita e simpática. Claro que o caipirês foi um grande aliado. Mesmo com tanta experiência e sucesso, Ratinho ainda tem sonhos a serem realizados, entre eles está o de produzir grandes conteúdos para a televisão como séries, sitcoms, novelas e minisséries. 30


Família Ratinho trabalha muito e gosta do que faz, mas sabe que na vida é preciso ter prioridades e é por isso que a família sempre está em primeiro lugar. Casado com Solange e pai três filhos: Carlos Roberto Massa Júnior e os gêmeos Rafael e Gabriel, o apresentador diz que o que lhe dá mais prazer é estar ao lado da mulher, filhos e netas. Raros são os finais de semana que não passam juntos. Sobre a escolha que o seu filho Ratinho Jr. fez de entrar para a política, Ratinho diz que, se dependesse dele, o filho apenas cuidaria das empresas da família, uma vez que é formado em administração e marketing, inclusive com cursos no exterior. “Um dos argumentos usados por ele foi de que se deixássemos a política somente para as pessoas do mal não conseguiremos melhorar o nosso país. E quanto mais pessoas honestas e comprometidas com o povo estiverem no Congresso Nacional, melhor para o povo”, conta. Por ser uma pessoa conhecida e querida, o apresentador sabe que, de alguma forma, acaba transferindo votos. “Na primeira eleição, eu acredito que tive um papel importante na campanha, mas nas duas últimas eleições, o trabalho e o reconhecimento do povo em relação ao meu filho foi mérito dele”.

os seus funcionários, como ele mesmo explica, é diferente. “No geral, a minha relação com todos os funcionários é muito mais amigável do que de patrão ou chefe”, conta. Bem-humorado, conta que a única diferença entre o Ratinho e o Carlos Massa é a conta bancária. “No mais, sou a mesma pessoa de sempre” .

Medo Mesmo com tanto sucesso pessoal e profissional e uma vida financeira estável, o apresentador ainda tem alguns medos, e uma

das coisas que mais o assusta é perder a saúde e os amigos. E, claro, o medo de assombração.

Crítica Questionado se a opinião da crítica o deixa incomodado, Ratinho diz que, hoje em dia, não. “O Brasil inteiro me conhece, quem gosta de mim gosta e, quem não gosta, não gosta”. O apresentador diz que, com tanto tempo na mídia, aprendeu a ser bastante neutro em relação ao posicionamento dos críticos e que essa situação faz parte da carreira. Por Ana Maria de Jesus

O apresentador aprova o trabalho do Ratinho Jr. e conta que ele foi o deputado federal que mais apresentou projetos para o estado do Paraná na última legislatura. E avisa: “Caso ele seja candidato a prefeito de Curitiba, com certeza serei o seu eleitor e cabo eleitoral”.

Empresário O relacionamento que o empresário Carlos Roberto Massa tem com 31


Márcio Santos

Roteiro adaptado

Livros cujas histórias deram origem a grandes sucessos do cinema.

MILLENIUM – OS HOMENS QUE NÃO AMAVAM AS MULHERES

A INVENÇÃO DE HUGO CABRET

EXTREMAMENTE ALTO E INCRIVELMENTE PERTO

O primeiro livro da série Millenium, do escritor sueco Stieg Larsson, falecido em 2004, conta a história do jornalista Mikael Blomkvist, contratado para investigar o desaparecimento, ocorrido há 40 anos, da sobrinha de um poderoso empresário. Para ajudar nessa empreitada, ele conta com a ajuda da hacker Lisbeth Salander, uma jovem tão inteligente quanto problemática. Após uma versão sueca de 2009, foi refilmado em 2011 pelo diretor David Fincher (A Rede Social, Se7en).

O livro deu origem ao filme de mesmo nome dirigido pelo cineasta Martin Scorsese. Escrito e ilustrado por Brian Selznick, conta a história do jovem órfão Hugo Cabret, que vive escondido no interior de uma estação de trem em Paris, nos anos 30, cuidando do funcionamento de todos os relógios do local. Uma história encantadora capaz de emocionar tanto jovens como adultos, numa obra curiosa na qual as ilustrações complementam, de forma genial, o texto escrito.

Escrito por Jonathan Safran Foer, o livro serviu como base para o filme Tão Forte e Tão Perto, do diretor Stephen Daldry. Na obra, conhecemos o jovem Oskar Schell, cujo pai faleceu nos atentados do 11 de setembro em Nova Iorque. Um livro que fala sobre perdas, solidão e superação, com uma linguagem extremamente criativa, na qual o texto misturase a fotos, gráficos, diagramas, desenhos, mapas e todas as representações possíveis da mente inquieta de Oskar.

533 páginas Autor: Brian Selznick Preço Sugerido: R$ 29,90

360 páginas Autor: Jonathan Safran Foer Preço Sugerido: R$ 37,00

528 páginas Autor: Stieg Larsson Preço Sugerido: R$ 24,00 32


BELLEZA W o r l d

Litoral Norte

Alagoas

de Diferente por

natureza

34


“Além das inúmeras atrações, Maragogi é um excelente lugar para esportes náuticos, como mergulho, pesca submarina, iatismo, entre outros.” A natureza foi bastante generosa com o estado de Alagoas, que abriga, em seus 230 quilômetros de costa, nada menos que 17 lagoas, dezenas de praias e rios, destacando-se o São Francisco, com quase 200 quilômetros de extensão. No entanto, é no litoral norte do estado, também conhecido por Costa dos Corais, que se encontra o que há de mais paradisíaco e encantador em termos de praias e natureza exuberante. É nessa região que estão as conhecidas piscinas naturais de Maragogi, além de 11 novas praias, praticamente intocadas, prontas para serem descobertas pelos turistas. De vila de pescadores, em poucos anos, a cidade de Maragogi consagrou-se como o segundo polo turístico de Alagoas. Atualmente, a cidade faz parte de um roteiro alternativo que leva o turista a conhecer outras faces do estado e foge daquela habitual programação que engloba apenas as praias do Gunga, da Barra de São Miguel e do Francês. Parada obrigatória para quem visita o Nordeste, Maragogi foi eleita como uma das quatro praias mais procuradas pelos turistas europeus. A cidade oferece inúmeras atrações, principalmente aos adeptos de esportes náuticos, como mergulho,

pesca submarina e iatismo. Ali também é ponto de partida para as dezenas de pequenas praias que circundam a região. O litoral norte de Alagoas é formado por praias de águas mansas e extremamente transparentes, transformando cada banho em uma verdadeira sessão de relaxamento. A principal atração da praia de Maragogi são as galés – piscinas naturais encontradas a 15 quilômetros da costa com, no máximo, um metro de profundidade. Elas são formadas por uma série de recifes e corais que proporcionam um visual deslumbrante na maré baixa. Diariamente saem dos hotéis e resorts embarcações com destino às galés.

Sombra e água fresca Considerado um dos melhores custo-benefício do Nordeste e a novidade do litoral de Alagoas, o Grand Oca Maragogi Beach & Leisure Resort está instalado na melhor região de praia, totalmente ao estilo pé na areia. O Resort é perfeito para o descanso de famílias, programas de lua de mel e convenções. Possui 180 unidades habitacionais, divididas em apartamentos, bangalôs e suítes, decorados em estilo rústico com piscinas integradas que atingem quase meio quilômetro de extensão. 35


BELLEZA

Nutri

Água de coco A água de coco traz inúmeros benefícios para o corpo e é muito consumida no Brasil, principalmente nas regiões mais quentes. Esse isotônico natural é um excelente aliado para hidratar o corpo e deixar a pele mais macia, os cabelos com mais brilho e as unhas fortalecidas. Além de ser eficaz no combate à azia e enjoos, comuns principalmente entre mulheres grávidas.

36


Além de saborosa, o produto é capaz de repor a água e os minerais perdidos através do suor nos dias muito quentes. Apesar de muito consumido durante o verão, o líquido também faz parte do dia a dia de muitas pessoas durante a estação mais fria do ano. Mas é preciso ficar atento, pois o consumo exagerado pode trazer prejuízo à saúde, pois pode sobrecarregar o funcionamento dos rins e a gordura contida nesse líquido pode soltar o intestino, principalmente nas crianças. De acordo com a nutricionista Beatriz Pagnaneli, da New Soccer Brasil, a água de coco não deve substituir a água potável. “A nossa necessidade de hidratação prevê água pura e não diluída com outros eletrólitos, como é o caso da água de coco”, esclarece. Mesmo com tantos nutrientes que beneficiam a saúde, não são todas as pessoas que podem consumir esse produto. Pessoas com problemas renais não devem ingerir sem a orientação de um nutricionista ou do médico que as acompanham no tratamento. Por Ana Maria de Jesus

37


BELLEZA

38

Actual


Melhor IDADE Dados do IBGE de 2000 apontam que há, no Brasil, mais de 14,5 milhões de idosos, o que o coloca como um dos países com uma das maiores populações de idosos do mundo. Esse crescimento deve ser comemorado porque reflete o aumento da qualidade de vida no País. Investimentos em infraestrutura, por parte do governo, e atitudes de respeito, por parte de toda a sociedade, devem andar juntos para que as pessoas na melhor idade, como são chamados os que têm mais de 60 anos, possam sentir-se incluídas em uma sociedade justa e humana.

39


BELLEZA

Actual

Para a geriatra e psicanalista, Soraya Hissa de Carvalho, a estrutura sociocultural do País não acompanha o crescimento da faixa etária acima dos 60 anos de idade, que já representa 8,6% da população brasileira. “Até pouco tempo, o Brasil era uma nação de jovens. Agora, caminhamos para nos tornarmos o sexto país do mundo em número de idosos. Mas ainda é grande a desinformação e as particularidades do envelhecimento em nosso contexto social”, alerta a médica. Com o aumento significativo de idosos, também aumentaram os atritos familiares pela falta de habilidade dos mais jovens para lidar com a terceira idade, principalmente com aqueles que têm problemas de saúde ou mental. “No entanto, não são poucas as pessoas que envelhecem e chegam aos 80 anos em plena atividade sem passar pelo processo de caduquice física e intelectual que tanto nos assusta”, explica a psicanalista.

Cuidados

Vale lembrar que os jovens e adultos de hoje serão os idosos de amanhã. Soraya alerta para o comportamento dos brasileiros, pois a qualidade de vida após os 60 é determinada pelas atividades que desenvolveu, de como se alimentou e se comportou. É possível gozar de uma vida saudável em todas as etapas da vida, e envelhecer precisa ser encarado como uma conquista e não um castigo. “A lista de recomendações é enorme, mas qualidade de vida com exercícios físicos, alimentação equilibrada, autoestima, equilíbrio emocional, sono reparador e prevenção são os grandes pilares da saúde também na terceira idade”, finaliza a médica. Por Ana Maria de Jesus 40


BELLEZA

Actual

De acordo com o estudo da fundação francesa Scelles, que luta contra a exploração sexual, há, no mundo, mais de 40 milhões de pessoas que se prostituem. Desse total, cerca de 75% das mulheres têm entre 13 e 25 anos de idade. O estudo ainda relata que 90% das profissionais do sexo estão ligadas a cafetões. A América Latina e os países ricos registram, respectivamente, 10% e 10,8% do tráfico de pessoas para atividades ligadas ao sexo, segundo o Relatório Mundial sobre Exportação Sexual – “A prostituição no coração do crime organizado”, publicado em um livro. Quase a metade das vítimas de redes de tráfico humano são crianças e jovens com menos de 18 anos.


43


BELLEZA

Actual

Para a acompanhante *Sara, o principal motivo que atrai a maioria das profissionais do sexo está relacionado à questão do dinheiro. Ela relata que as meninas que conhece e que prestam serviços sexuais, moram com os pais, estudam e têm outro emprego como fachada para, digamos, justificar o dinheiro que recebem, já que a família não sabe que trabalham como acompanhantes. O mercado da prostituição é grande, mas vale lembrar que só existe pela lei da “oferta e da procura”. E Sara revela: “A grande maioria de clientes são homens casados”. Segundo o relato, muitos nem vão atrás de sexo, mas de alguém para conversar. “Eu já fiz programas em que ficaram apenas em desabafos e beijos na boca”, revela. Há quatro meses na profissão, Sara estuda Engenharia Civil e, segundo ela, as mensalidades atrasadas e o orçamento apertado foram fatores determinantes que a levaram para esse caminho. O primeiro contato foi por meio de uma amiga, que a convidou e apontou o bom retorno financeiro como ponto positivo. “Posso dizer que, no meu caso, a questão financeira foi determinante. Hoje, eu ganho mais do que um engenheiro e esse dinheiro me possibilita ter a mensalidade da faculdade em dia, roupas de marca e joias, coisas que não conseguiria como assalariada”, explica. *Fernanda e *Nicole, assim como Sara, também são acompanhantes destinadas às classes A e B. Fernanda está há um ano e diz que as meninas não podem ter essa profissão como a sua única fonte de renda. “Eu encaro a profissão de acompanhante como um freela, pois tenho outro emprego. O dinheiro que eu ganho aqui é uma poupança, porque eu não sei como será o futuro”, conta. Nicole trabalha há apenas 40 dias e disse estar bastante satisfeita. Entrou na profissão por curiosidade e diz não ter vontade de sair. “A profissão de acompanhante está me proporcionando oportunidades que eu não teria acesso, além de tirar uma grana legal”, revela. Ela diz que as mulheres não devem


encarar a relação de seus maridos com as profissionais como traição, pois, na verdade, estão apenas contratando um serviço. “É como estar com vontade de comer chocolates, você vai até o mercado, compra e pronto. Sem contar que as prostitutas se cuidam muito mais para não pegar e não passar nenhuma doença transmissível”, minimiza a acompanhante. Na opinião de Nicole, as mulheres não correm qualquer risco de serem trocadas, como pode acontecer com as amantes. “Nenhuma menina que trabalha na prostituição está aqui para encontrar o homem da sua vida. Todas sabem que isso é conto de fadas”, complementa. Sara, Fernanda e Nicole dizem que, no local em que trabalham, têm total liberdade de recusar programas e que não são obrigadas a nada que não queiram, mas que isso raramente acontece. “Estou na profissão visando sempre à questão financeira, então não posso ficar analisando se a pessoa é alta, magra, gorda ou feia. Então, vejo as pessoas como clientes que possibilitarão retorno financeiro alto”, conta Sara.

Glamour

Não se pode ver a profissão como algo glamoroso. No caso de Sara, Fernanda e Nicole, que prestam serviços para clientes VIP’s, apesar de receberem convites para viagens e passeios de barco, com direito a compras, mesmo assim duas delas, a Sara e a Fernanda, pretendem fazer uma boa poupança e sair da profissão. *Gabriela, que deixou o interior do Paraná, ainda menina, há três anos, não vê glamour nenhum, 45


BELLEZA

Actual

pelo contrário, sabe que todas as noites, quando vai para as ruas em busca de clientes, está exposta a todo tipo de violência.

Discriminação

Apesar de ser uma das mais antigas profissões do mundo, a discriminação da família e da sociedade é grande. A situação é muito mais complicada no caso dos travestis, gays e transexuais. A travesti *Michelle diz que, quando a família percebe que o rapaz não tem “postura de homem”, o intima a deixar o ambiente familiar. “Muitos não querem cair na prostituição, mas, ao serem expulsos de casa, precisam encontrar uma forma de pagar o seu sustento e a sua moradia. E, no Brasil, as únicas profissões, para

46

nós, é a prostituição ou em salões de beleza”, relata. A forma de prostituição também é diferente. Os locais de trabalho de travestis, transexuais e michês são em pontos estratégicos de ruas e avenidas. “Acabamos ficando mais expostos ao perigo, principalmente a pessoas homofóbicas, mas também tenho clientes fixos e de alto padrão financeiro que preferem me encontrar em ruas com pouca iluminação para não se exporem”, conta.

*Os nomes foram trocados para preservar a imagem dos entrevistados.

Por Ana Maria de Jesus


BELLEZA HW oe raklotuht

A primeira visita ao ginecologista Durante a adolescência, é comum surgirem dúvidas entre os pais em determinar qual é a idade certa de levar a filha ao ginecologista. A visita a esse profissional é importante para que a fase da adolescência seja tranquila e saudável. Vale lembrar que as consultas não devem estar restritas apenas para mulheres que já tiveram relação sexual ou querem iniciar a vida sexual. Virgens podem e devem fazer acompanhamentos ginecológicos.


49


BELLEZA H e a l t h

De acordo com Carlos Dale, ginecologista da Casa de Saúde São José, a primeira visita deve ser realizada se a adolescente sentir algum desconforto, dor ou queixa e isso independe da idade. Caso nenhuma reclamação apareça, a recomendação é que as datas das menstruações sejam anotadas para que seja analisado se o ciclo hormonal está regular ou não. “Quando a menina começar a se interessar pelos meninos, é o período mais adequado para o primeiro contato, para que possa ser orientada quanto à prevenção da gravidez não desejada e também sobre as doenças sexualmente transmissíveis”, explica o ginecologista. O diálogo dos pais com as adolescentes é muito importante para que os fantasmas de uma visita ao ginecologista sejam afastados. Na primeira consulta, geralmente a conversa gira em torno de assuntos como anatomia, fisiologia, prevenção de gravidez e infecções. A procura de um acompanhamento ginecológico como rotina ainda é pequena, mas tem crescido. É preciso derrubar o mito de que a visita ao profissional está obrigatoriamente relacionada com uma vida sexual ativa.

DICAS

O primeiro contato com o ginecologista deve ser principalmente para conhecimento mútuo. O objetivo é que a adolescente veja no profissional um amigo e não um repressor. Se, após a conversa, a paciente não quiser ser examinada, não se pode forçar. Em um próximo contato, o profissional faz o exame ou solicita-se algum exame complementar (ultrassonografia) até a paciente sentir-se confiante com o médico. Por Ana Maria de Jesus


A HORA DO BANHO AINDA MAIS DIVERTIDA COM A BIOTROPIC.

Linha BEBÊ NATUREZA • Colônia – 120 ml • Loção Hidratante – 230ml • Sabonete líquido – 230ml • Condicionador – 230ml • Shampoo – 230ml

Kit BABY SUAVE POOH • Shampoo – 240ml • Sabonete Líquido – 240ml

Kit BARBIE FASHION TEENS Pink Fresh • Sabonete Líquido 60ml • Body Splash 60ml • Hidratante 60ml

Kit CARROS 2 • Shampoo – 300ml • Shampoo 2 em 1 – 300ml

Kit BABY SUAVE BACKYARDIGANS • Shampoo – 200ml • Condicionador – 200ml

Kit BABY SUAVE POOH • Shampoo – 240ml • Condicionador – 240ml

Kit BARBIE FASHION TEENS Fragrâncias • Body Splash Pink Sweet 60ml • Body Splash Pink Love 60ml • Body Splash Pink Fresh 60ml

Kit HOT WHEELS Vitaminado Vermelho • Shampoo – 300ml • Condicionador – 300ml

www.viamundydistribuidora.com.br

Kit BARBIE BOLSA Framboesa • Shampoo – 220ml • Condicionador – 220ml

Kit BARBIE FASHION TEENS Pink Love • Sabonete Líquido 60ml • Body Splash 60ml • Hidratante 60ml

Kit HOT WHEELS Sport Azul • Shampoo – 300ml • Condicionador – 300ml

www.biotropic.com.br

Kit BARBIE BOLSA Suave • Shampoo – 220ml • Condicionador – 220ml

Kit BARBIE FASHION TEENS Pink Sweet • Sabonete Líquido 60ml • Body Splash 60ml • Hidratante 60ml

Kit SPIDER – MAN • Shampoo – 250ml • Condicionador – 250ml

Kit SPIDER – MAN • Shampoo 2 em 1 – 250ml • Sabonete Líquido – 250ml

51


revista-bellezatotal-12  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you