Page 46

subúrbio é uma representação que sintetiza um discurso ideológico sobre o lugar dos pobres na cidade. Para ele, tal conceito significa o tipo de cidadania reservada para a maioria de sua população, já que há o predomínio da ideia de um espaço subordinado e sem história, sem criação, sem cultura, carente de valores estéticos em seus homens e em sua natureza, além de à margem da participação política e cultural. No máximo, concede-se ao subúrbio o lugar da reprodução. A partir dessa leitura, pode-se constatar que o padrão de segregação que se reproduz através do conceito carioca de subúrbio reifica o subúrbio enquanto ideologia. Repete-se um dos fundamentos das ideologias: a negação e/ou omissão do processo histórico. É a naturalização do real e sua redução ao presente, quando o passado existe apenas para ratificá-lo (FERNANDES apud FERREIRA, 2009, p. 7). Essa compreensão de subúrbio de Fernandes (1995) pode ser extensiva à favela, já que, segundo Silva e Barbosa (2005) e Silva (2009), nos respectivos livros “Favela: alegria e dor na cidade” e “O que é favela afinal?”, apesar da enorme pluralidade da favela no que diz respeito a espaço, condições sociais e condições ambientais, dentre outros aspectos, persiste no imaginário da cidade uma visão homogênea caracterizada pela negatividade. Segundo esses autores, historicamente o eixo paradigmático da representação das favelas é a ausência. A favela é apreendida como um “espaço destituído de infraestrutura urbana, miserável, sem ordem, sem lei, sem regras e sem moral” (SILVA; BARBOSA, 2005, p. 24). Lícia Valladares (2000), no artigo “A gênese da favela carioca”, reconhece nesse fenômeno a construção de uma dualidade que marcará a relação entre a cidade e a favela. Nela, a última “[...]é vista como território máximo da precariedade tanto física quanto social, que se opõe ao restante da cidade, à sua ordem e à sua população” (VALLADARES, 2000, p. 21). Examinar o processo histórico de formação desta relação nos permitirá, portanto, compreender o processo de inserção da Nova Holanda na cidade.

44

memória e identidade dos moradores de nova holanda

Profile for Mórula Editorial

Memória e Identidade dos Moradores de Nova Holanda  

O livro “Memória e Identidade dos Moradores de Nova Holanda” faz parte de um projeto mais amplo e ambicioso: apresentar a história e memória...

Memória e Identidade dos Moradores de Nova Holanda  

O livro “Memória e Identidade dos Moradores de Nova Holanda” faz parte de um projeto mais amplo e ambicioso: apresentar a história e memória...

Profile for morula
Advertisement