Page 158

Essa afirmação identitária é fundamental, pois vai na contra mão do que se tentou e ainda hoje se tenta impor aos moradores das favelas do Rio de Janeiro: uma identidade, como vimos ao longo do presente estudo, marcada pelas referências negativas, pejorativas e, muitas vezes, preconceituosas. Ao narrar suas memórias, os moradores da Nova Holanda exercem uma ação fundamental, pois com isso expressam e afirmam a diversidade e a riqueza da cultura local. Isso contribui para construir um discurso inteiramente novo sobre as favelas e seus moradores. Não há dúvida de que a cidade tem que ser plural, embora una. Por isso, ficamos com a frase do Seu Genival, um senhor de 81 anos de idade que ainda mora na Nova Holanda: “Se tem outro canto melhor que a Nova Holanda, até agora nunca vi”.

156

memória e identidade dos moradores de nova holanda

Profile for Mórula Editorial

Memória e Identidade dos Moradores de Nova Holanda  

O livro “Memória e Identidade dos Moradores de Nova Holanda” faz parte de um projeto mais amplo e ambicioso: apresentar a história e memória...

Memória e Identidade dos Moradores de Nova Holanda  

O livro “Memória e Identidade dos Moradores de Nova Holanda” faz parte de um projeto mais amplo e ambicioso: apresentar a história e memória...

Profile for morula
Advertisement