Issuu on Google+


“O único problema filosófico verdadeiramente sério é o suicídio“ Albert Camus

“Vivo unicamente porque posso morrer quando quiser” Emil Cioran


LUCAS CAMPOS


LUCAS CAMPOS


LUCAS CAMPOS


LÊNIN NÚCLEO ZONA AUTÔNOMA

Formado por artistas andreenses no ano de 2004, o Coletivo Zona Autônoma, inspirado pelas idéias de Hakim Bey, contidas no livro “TAZ (zona autônoma temporária)”, lançou-se ás ruas da cidade de Santo André, a fim de propagar a arte feita no ABC paulista. Assinam o manifesto os poetas Fabiano Calixto, Hélio Néri, os escritores Jairo Costa e Hildebrando Pafundi, o ator Guilherme Santos e o vocalista da banda Krias de Kafka Mateus Novaes. Em 2004 ainda, o grupo lançou a Revista “Sem Futuro” que teve forte circulação nos meios alternativos da região. No ano de 2008, inicia-se a montagem de Lenin. O espetáculo fez uma pré-temporada no Teatro da Cia. Do Nó e também foi apresentado em colégios e faculdades da região do ABC. Essas apresentações eram marcadas sempre com um bate papo após a sessão em que os temas recorrentes eram sindicalismo, educação para o trabalho e uma reflexão sobre a geração pósindustrial. Em 2009, são convidados a participar do projeto Talita Talissa como intérprete e Marcio Castro na função de diretor, e neste momento o grupo assume a função de coletivo teatral, se redefine com o nome Núcleo Zona Autônoma. A convite do coordenador da Escola Livre de Teatro, Edgar Castro, participamos do semanão da ELT (atividade de início de ano da escola, onde são convidados grupos, palestrantes e pessoas de reconhecida importância no meio teatral para debates, palestras e apresentações de seus trabalhos). Seguiu-se uma temporada aos finais de semana do mês de abril neste mesmo


REVISTA MORTAL