Issuu on Google+

MAR/ABR 2014 N º 60

Saiba tudo sobre a nova marca do Grupo

Confira práticas que fazem diferença para o PPR

Faça um tour pelo Construindo Saber com as crianças

Conheça as novidades e os processos da unidade de sapiranga


Edição 60 Esta é a edição nº 60 do jornal Interativo. De todas as notícias que já passaram por aqui, você saberia escolher qual a sua preferida ou a mais relevante para o seu trabalho? Pois prepare-se para a leitura desta nova edição, que também tem tudo para ficar em sua memória e traz em primeira mão, todas as novidades sobre a Lebôh.

Marcos Matos diretor de finanças (CFO)

Sentimento de dono

S

Confira também algumas informações importantes para o dia a dia de trabalho e dicas de como agir para conseguirmos o PPR. Além disso, o Interativo traz um resumo das principais políticas do departamento de gestão de pessoas, que são diretrizes para ajudar na organização do trabalho.

entimento de dono nada mais é do que cada colaborador se sentir realmente dono da empresa, ter as mesmas ações e intenções que cada um teria na sua própria casa ou com algo que é seu. O Morena Rosa Group deu um passo importante para disseminar e enraizar este sentimento, que é a implantação do PPR (Programa de Participação nos Resultados).

Vamos para Sapiranga? O interativo encurta a distância e mostra as novidades, mudanças e adequações feitas na unidade. A equipe de franchising conta como foi o lançamento da coleção de Inverno 2014 nas lojas próprias e a editoria de “Moda” traz todas as tendências que estão fazendo sucesso na coleção mais quentinha do ano.

Participar juntos dos resultados da empresa é uma forma de ser dono. De qualquer forma, essa conquista está atrelada a uma nova responsabilidade: todo colaborador tem participação importante na busca do resultado global da empresa e só atingiremos esse objetivo coletivo se todo mundo fizer sua parte.

E que tal passar um dia no projeto Escola Construindo Saber? O Interativo acompanhou o dia a dia das crianças e conta tudo o que acontece lá. Aproveite e confira também a “fórmula mágica” para emagrecer com saúde, que fez um colaborador eliminar 22Kg. Veja ainda quem está no “Perfil” e a “Coluna” desta edição, que traz um espaço novo, para compartilharmos receitas. Aproveite e boa leitura!

Fazer a sua parte está diretamente ligado a cumprir as metas de cada área, aumentando as vendas e reduzindo os custos e despesas de forma consciente, evitando o desperdício. Entre tantas ações, podemos costurar uma peça da melhor forma possível, comprar e utilizar a quantidade correta de tecidos e aviamentos, apagar as luzes quando saímos dos ambientes, imprimir frente e verso, trocar uma viagem por um telefonema e treinar/ ajudar um colaborador. As ações são inúmeras e todas importantes para a empresa alcançar o melhor resultado. De qualquer forma, a grande mensagem é que os objetivos do Grupo sejam os mesmos de cada colaborador: desenvolver e produzir roupas bonitas, com qualidade, que encantam nosso cliente e consumidor final, planejando, controlando e utilizando os recursos da melhor forma possível. Vamos juntos buscar esse novo desafio!

Departamento de comunicação O jornal Interativo é uma publicação direcionada aos colaboradores e parceiros do Morena Rosa Group. Tiragem desta edição: 2.100 exemplares. Produção: departamento de comunicação. Sugestões: comunicacao@morenarosagroup. com www.morenarosagroup.com.br www.twitter.com/grupomorenarosa www.facebook.com/morenarosagroup O Morena Rosa Group se preocupa com o meio ambiente e usa papel 100% reciclado neste jornal.


Você já pensou que faltam pouco mais de oito meses para acabar 2014? O tempo passa rápido e este é um ano ainda mais movimentado especialmente para nós brasileiros, que vamos viver Copa do Mundo e eleições. É, já podemos começar o planejamento de Natal, férias e momentos agradáveis com a família.

planejamento, você poderá curtir as festas de final de ano com a família e começar 2015 com mais tranquilidade.

Para que o PPR vire realidade, não podemos deixar para amanhã. Cuide da empresa como se fosse sua própria casa, busque bater as metas, trabalhar com qualidade e espírito Esse planejamento pode ser ainda mais real colaborativo. “Grandes e pequenas ações para os colaboradores do Morena Rosa Group, podem fazer diferença e gerar o resultado que já que todos possuem chance de receber o PPR tanto esperamos”, diz Marcos Matos, diretor (previsão de pagamento em abril de 2015). de finanças (CFO). Com o 13° salário no bolso mais PPR e bom

Bruno Santos, analista de marketing, adora um cafezinho e teve uma boa ideia: trazer uma caneca de casa e economizar os copos descartáveis que usava por dia. No centro de distribuição, os copos de água descartáveis foram trocados por copos individuais de acrílico, uma iniciativa do gerente Geraldo Guastala. No final do ano, as ideias do Bruno e do Geraldo podem gerar economia de aproximadamente R$ 1500,00.

Eunice Fernandes Pinto, zeladora da central administrativa, fica sempre de olho nas salas vazias e confere se não tem ar condicionado ligado ou luzes acesas. No horário do almoço Nice, como é conhecida pelos colegas, sai para a ronda PPR. “Agora o pessoal já está se acostumando a cuidar mais destes detalhes”, diz.

A equipe do departamento de gestão de pessoas (DGP) também colocou boas ideias em prática. Como cada um dos pontos de luz no teto tem duas lâmpadas, eles resolveram desligar uma delas. “O ambiente continua claro e economizamos energia”, compartilha William Prado Rodrigues, coordenador de departamento pessoal.

Você também tem uma boa ideia? Envie para comunicacao@morenarosagroup.com

3


Informações importantes para o colaborador Salário é coisa séria e é normal ter algumas dúvidas a respeito de descontos, possibilidade de adiantamentos, quanto você pode receber com horas extras, entre outros. Veja abaixo algumas informações importantes que podem ajudar com estas dúvidas. Folha de pagamento e adiantamento salarial • •

Pagamento sempre até o 5º dia útil de cada mês; Adiantamento salarial deverá ser solicitado ao departamento de gestão de pessoas (DGP) até o dia 15 de cada mês. O teto é estipulado em 30% do seu salário nominal.

Se a somatória dos seus proventos ultrapassar este limite no mês, automaticamente perderá o direito ao benefício neste período. Este controle é feito pelo sistema da folha de pagamento. O colaborador que tiver novos filhos deve apresentar cópia da certidão de nascimento e carteirinha de vacinação, para o DGP. Descontos sindicais

INSS Desde janeiro de 2014, são aplicados os seguintes descontos na remuneração do colaborador: Base de INSS

Alíquota para fins de recolhimento ao INSS

Até R$ 1.317,07

8%

De R$ 1.317,08 a R$ 2.195,12

9%

De R$ 2.195,13 a R$ 4.390,24

11%

O valor máximo para desconto de INSS é R$ 482,92. Base de INSS se refere ao salário nominal do colaborador, mais a soma total dos proventos fornecidos a ele, como horas extras, adicional de insalubridade, periculosidade, noturno e outros direitos. Estes valores são deduzidos dos descontos de horas faltas, perda de descanso semanal remunerado e atestados justificados. Alíquota é o percentual fixo que será aplicado sobre a base de cálculo, para determinar o valor do tributo. Vale ressaltar que essa alíquota sofre reajustes informados pela Previdência Social. Salário família •

4

É pago com base no número de filhos com até 14 anos incompletos ou inválidos de qualquer idade. Este benefício é independente de carência, desde que o salário de contribuição (base de INSS) seja inferior ou igual ao limite máximo permitido. De acordo com a Portaria Interministerial MPS/MF nº 19, de 10/01/2014, o valor do salário família será R$ 35 por filho de até 14 anos incompletos ou inválidos de qualquer idade, para quem recebe até R$ 682,50. Para o trabalhador que receber de R$ 682,51 até R$ 1.025,81, o valor do salário família será R$ 24,66 por filho.

Sindicato das costureiras de Cianorte (Cianorte, Jussara, Japurá, Terra Boa, Indianópolis, Tapejara e Cruzeiro do Oeste). Sindicato das costureiras de (Paranavaí e Paraíso do Norte).

Maringá

Contribuição sindical: sempre no mês de março de cada ano, desconta o valor referente a um dia de salário. Ex.: salário R$ 724 dividido por 30 dias = R$ 24,13. Igual para os dois sindicatos. Reversão salarial: para o sindicato de Cianorte há desconto de 4% no salário nominal, no mês seguinte ao percentual de reajuste salarial do sindicato. Já para o de Maringá, o desconto é de 10% no salário nominal, sendo 4% em maio e 6% em novembro de cada ano. Os percentuais de desconto são definidos pelos sindicatos e podem mudar. Taxa associativa: para o sindicato de Cianorte há desconto de 1% no salário nominal todos os meses, enquanto no de Maringá é 1,5%. Exceto nos meses em que há desconto de reversão salarial e contribuição sindical. A taxa associativa ao sindicato dá direito a alguns benefícios, como melhores preços para médicos, dentistas, laboratórios, psicólogos, outras ações pontuais de saúde e reajustes salariais anuais. Nesta matéria falamos dos sindicatos que representam a maioria dos colaboradores. Sapiranga, São Paulo, Votorantim e demais lojas possuem seus sindicatos. Se quiser saber sobre estes locais, entre em contato com o sindicato da sua região ou o DGP.


Políticas Morena Rosa Group: Diretrizes para organização e crescimento Elas podem parecer burocracia e perda de tempo, mas se bem aplicadas, as políticas (padrões da empresa) contribuem para a organização das nossas atividades, além de facilitar o fluxo de trabalho, dar senso de justiça e colaborar para a igualdade em todos os níveis da empresa. Com as políticas, todos os colaboradores podem ter acesso às informações oficiais, que sanam dúvidas e diminuem ruídos. Com este objetivo, o conselho diretivo do Grupo tem aprovado algumas políticas que já estão em vigor e outras que entrarão nos próximos meses. Abaixo você pode conhecer pontos-chave das principais políticas do departamento de gestão de pessoas. Importante: preencha corretamente todos os campos das solicitações. Recrutamento interno Quem pode participar: todos os colaboradores interessados, com no mínimo seis meses de empresa e que atenda aos pré-requisitos divulgados na vaga. Como proceder: as vagas são disponibilizadas no Portal do Colaborador (carreira) e também nos murais da empresa. O colaborador interessado deve preencher o formulário RH-FOR-0004 - Recrutamento Interno, imprimir, assinar e juntar ao seu currículo. Em seguida, é preciso conversar com o superior imediato, pois será ele quem dará prévia autorização da participação no processo seletivo, assinando o formulário. Os gestores não podem abordar colaboradores de outras áreas por iniciativa própria. Este processo é de responsabilidade do DGP. O colaborador só pode participar do processo seletivo com o apoio e autorização do gestor, que também será responsável por dar o feedback sobre o preenchimento da vaga. Admissão Quem pode solicitar: gestores imediatos, com autorização prévia do gerente, responsável pelo centro de custo da área. Como proceder: para a contratação de novos colaboradores é necessário fazer a abertura de vaga a partir do formulário RH-FOR-0001 - Solicitação de Contratação, informando se o caso é de reposição de colaborador ou aumento de quadro. A solicitação deve ser feita até o dia 20 de cada mês. É preciso respeitar o orçamento e o quadro de pessoas disponível para cada área. Por isso, é fundamental que a solicitação seja analisada com o gerente, que irá assinar o formulário para autorizar a contratação.

Desligamento Quem pode solicitar: gestores imediatos, com autorização prévia do gerente, responsável pelo centro de custo da área. Como proceder: o gestor imediato deverá preencher o formulário RH-FOR-0002 – Solicitação de Desligamento. No preenchimento deverá ser informado qual o motivo do desligamento e se haverá reposição. A data de rescisão não poderá ultrapassar o dia 24 de cada mês, com exceção das rescisões por término do contrato de experiência ou aviso prévio cumprido. Caso haja contratação imediata, já preencher o formulário de Solicitação de Contratação. Preencha com o motivo correto do desligamento, pois esta informação serve como base para análises do DGP. O formulário precisa ser preenchido em caso de desligamento por iniciativa da empresa ou do colaborador.

Estas e outras políticas estão no Portal do Colaborador - arquivos 5


O Outono Inverno 2014 da Joy traz um colorido especial e muita arte, sem perder as palavras de ordem: estilo, versatilidade e conforto. A coleção une o universo do luxo com a arte urbana e traz de forma harmônica, um mix de tecidos e estampas queridinhas de todas as estações: poá, animal print e florais!

Na coleção Outono Inverno 2014 Morena Rosa Shoes, as feras estão soltas! Texturas animais como couro de croco, tilápia e o clássico píton, se unem aos metalizados para deixarem os calçados e acessórios irresistíveis. Para fechar a coleção com chave de ouro, destaque aos detalhes em pelo sintético, animal print, transparência e elásticos.

6


O Outono Inverno 2014 da Maria.Valentina está iluminado! Na cartela de cores os tons sóbrios, já tradicionais da fria estação, se contrastam com tons vibrantes como verde lima, pink, amarelo e azul profundo. Na modelagem, a alfaiataria sofisticada em tecidos nobres merece destaque. Os acessórios completam o visual elegante da mulher Maria.Valentina!

Inspirada na fusão de culturas e toda liberdade cultuada entre os jovens, a coleção Outono Inverno 2014 da Zinco traz elementos de tribos indígenas, hippies e ciganos em tecidos nobres e texturas elaboradas. A modelagem flare é destaque em vestidos e saias longas, com fendas estratégicas e dividem o posto de “pontos fortes” da coleção, com estampas maxi florais e o comprimento midi.

7


O processo

Por ser fast fashion, a Lebôh tem um ciclo menor de produção e novidades constantes para os clientes. Enquanto o cronograma convencional de produção gira em torno de 10 meses, as peças da Lebôh saem do papel e chegam às lojas em dois ou três. “A peça será elaborada, provada e aprovada, já temos o tecido em estoque, então fazemos a aposta de quantidade, grade de tamanho e na sequência liberamos a produção”, explica Alex do Prado, que foi promovido a coordenador de produção da marca. Serão cinco coleções por ano (três de Verão e duas de Inverno), com média de 110 peças em cada, sendo a maioria malha e em torno de 17% jeans. A liberação da expedição também será rápida, em até 48 horas depois do pedido. “Aproximadamente 80% da produção já estará pronta no centro de distribuição, o que vai acelerar o processo de envio para o cliente”, diz Alex.

Tudo o que você quer (e vai) s

Começar uma nova marca do zero foi uma de Morena Rosa Group. Com quatro marcas já posi da Lebôh é acima de tudo, uma forma de quebrar p “A Lebôh nos permite testar e mudar para acert Grupo, que já são conhecidas pelo público e diretor de mercado, que conduz o projeto

A Lebôh é inaugurada no mercado c primeira marca fast fashion do representantes para venda”, con o público feminino e será um já oferece para o consum A venda conceito totalmente dife Para que a redução do um segmento novo cronograma seja possível, a Lebôh diversificação nos n está testando novos conceitos e principalmente o diminuindo processos, baseando-se no que há Grupo”, co de atual no mercado da moda. “Quebramos alguns Delfino, coo paradigmas, tiramos ações como produção de look book, estilo da catálogos impressos, campanhas publicitárias e estamos Rosa. investindo no online. A principal forma de divulgação da marca será através das redes sociais”, conta Lucas. Uma equipe de 34 representantes está sendo formada, com alguns que já fazem parte do Grupo, mas a maioria está estreando na empresa. Outra novidade é que para a venda, os representantes não terão mostruário, já que assim que as peças pilotos forem aprovadas, será feita a liberação para a produção em grande escala. Para mostrar aos lojistas toda a coleção, os representantes contarão com a ajuda da tecnologia. “Vamos fotografar as peças, em diferentes ângulos, para que o lojista conheça todas as opções da coleção através de um sistema online”, explica Alex. Além disso, os representantes saberão em tempo real, a disponibilidade da peça, grade de tamanho e cores.

8


A equipe

A criação da nova marca, também favoreceu o desenvolvimento profissional, já que da equipe formada por seis colaboradores, cinco foram remanejados internamente, ganhando nova oportunidade no Grupo. “Claro que tinha vontade de crescer dentro da empresa, mas não passava pela minha cabeça que surgiria uma nova marca e com isso uma nova oportunidade de mostrar meu trabalho. Aceitei o convite animada para este desafio”, diz Aline de Souza, encarregada de modelagem da Lebôh. Além da equipe que trabalha diretamente com a Lebôh, todos os colaboradores do Morena Rosa Group já participam indiretamente ou participarão dos processos da marca. “A equipe de serviços terceirizados e facções vai nos ajudar com os terceiros, a gerente de unidades vai nos auxiliar na produção, entre outros. Estamos todos motivados e unidos, como um só time em busca da vitória”, diz Alex.

saber sobre a nova marca

ecisão desafiadora, mas não incomum para o icionadas e reconhecidas no mercado, a criação paradigmas, inovar e também modificar processos. tar. Isso seria impossível com as outras marcas do não nos permitem erros”, diz Lucas Franzato, da nova marca.

A coleção

Focada nas mulheres antenadas, urbanas e agitadas, que demonstram atitude ao se vestir, a com um grande diferencial: “Somos a marca investe em peças cheias de estilo, inspiradas o interior, que tem equipe de no que há de mais novo no universo da moda. “Como nta Lucas. A nova marca atenderá a produção é rápida, podemos ver as principais tendências complemento ao que o Grupo e já aplicá-las na próxima coleção”, diz Priscilla Simões, midor. “A Lebôh tem um estilista da Lebôh. erente do que temos hoje, a ser testado. É essa Prova disso, é que em março a estilista esteve em Paris na França negócios que mostra e as tendências vistas lá já estarão na primeira coleção, que o crescimento do será apresentada no final de junho, na primeira convenção onta Bruno da marca. Para quem está com curiosidade sobre o que a ordenador de Lebôh vai apresentar, a estilista revela: “A marca tem a Morena uma pegada jovem, segue um street style bem moderno. Vi muitas peças metálicas, candy colors e o new nave, que mantém o fundo azul marinho, mas aparece com bolinhas brancas, detalhes em amarelo entre outras variações”.

9


A unidade de Sapiranga (RS) faz parte do Grupo desde agosto de 2011, quando a Morena Rosa criou a linha Shoes. A fábrica atende toda a produção da marca, crescente a cada coleção. Neste ano, a equipe de operações iniciou um trabalho de aproximação da unidade com as demais do Grupo. “Queremos conhecer melhor a rotina de Sapiranga, para pensarmos em novos formatos que melhoram e aperfeiçoam os processos”, diz Claudio Nessralla, diretor de operações e DGP.

área em Cianorte, reorganizando a estrutura de operações, de forma a criar mais sinergia e eficiência entre as equipes. “Descentralizamos o fluxo de trabalho que era concentrado na própria unidade e aproximamos as áreas por aptidões e funções”, explica Paula Lino, coordenadora de processos, que está interinamente responsável pela unidade de Sapiranga.

A criação e desenvolvimento da primeira peça são semelhantes à roupa. O processo também começa com a equipe de estilo, que faz pesquisas de tendências e materiais para a nova coleção, apresentadas durante o line plan (planejamento da coleção). “Antes, todas as referências eram desenvolvidas para depois serem aprovadas. Agora, durante o processo, temos três reuniões formais chamadas de line plan, line review e edição, para alinhar as equipes envolvidas, economizar tempo e garantir assertividade”, explica Tatiana Pinheiro, gerente executiva.

A reunião de edição serve para verificar as modificações feitas, se ficou como foi pensado e para aprovar ou reprovar os modelos. “Não há mais tempo para correções porque nesta fase estamos no limite do cronograma para a produção, mas como a equipe trabalhou alinhada durante o desenvolvimento, as chances de erros são bem menores”, diz Tatiana. Com a coleção definida e o início das vendas, começa a produção em grande escala.

Todo fluxo produtivo foi revisto, ajustado e adaptado para garantir a qualidade e funcionalidade do processo. “Ganhamos em Como primeira ação para esta aproximação, agilidade, no controle dos números, redução desde fevereiro um novo organograma foi de custos e principalmente na melhoria dos apresentado, em que os encarregados e serviços oferecidos aos nossos clientes”, diz líderes dos setores de Sapiranga passaram a Claudio. se reportar diretamente aos gerentes de cada

Durante o planejamento são apresentas as ideias criativas e analíticas, ou seja, as pesquisas e propostas para a coleção sobre materiais, como aplicar, o que desenvolver, que são confrontadas com pesquisas e dados sobre histórico de vendas e tendências de consumo. Também são definidos os materiais, cartelas de cores e estilos a serem seguidos. Na sequência, são desenvolvidos os desenhos e os protótipos, para serem apresentados na segunda reunião, a line review. “É uma prévia, um adiantamento da prova. Todos os protótipos são vistos e analisados. Nessa fase podemos modificar detalhes, eliminar ou até acrescentar modelos”, explica José Fernando Soares, encarregado de modelagem. 10

Os processos em Sapiranga estão cada vez mais padronizados com o que acontece em todo o Morena Rosa Group e por isso, alguns departamentos são bem semelhantes aos das matrizes em Cianorte. O compras é responsável pela aquisição dos materiais em todas as etapas, que são conferidos quando chegam ao almoxarifado. Com a nova estrutura e unificação de departamentos complementares, a equipe do almoxarifado, PCP e controladoria industrial ficam no mesmo espaço, para facilitar e acelerar o processo.

FLUXO

Pesquisa de estilo

DE TRABALHO

COmpra para protótipo

Line Plan

De

desenho da peças


“Uma função depende da outra. Essa aproximação física ajuda nos procedimentos e também no relacionamento entre os colaboradores”, conta Lilian de Souza, coordenadora da controladoria industrial e responsável pelos departamentos de ficha técnica, cronoanálise, custo e consumo (encaixe) de Sapiranga, que também dividem a mesma sala. “O fluxo ficou mais ágil, eliminamos as dúvidas já na hora do processo. A informação clara na ficha, o cálculo de tempo e o encaixe corretos, são fundamentais para o custo, otimizando o trabalho”, diz Luiz Felipe Ribeiro, cronoanalista e pré-custo. No departamento de corte, máquinas automáticas deixam as partes do calçado prontas para o setor de chanfração, que as prepara para a próxima etapa. É na costura que são colocados os enfeites, fivelas ou outros materiais que complementam o modelo. No final deste processo há uma revisão da qualidade antes de seguir para o departamento de distribuição, onde é feita a separação de todos os componentes do calçado como: cabedal (parte de cima), sola, palmilha e as etiquetas de identificação que vão embaixo da sola. Em seguida, as partes são levadas para a esteira de montagem, o setor mais diferente quando comparado com o processo de produção das roupas. Diversos colaboradores ficam na lateral das esteiras, onde cada um tem uma função na montagem. Após percorrer toda a esteira, o calçado sai pronto para a última conferência. Depois, são colocados nas caixas e seguem para o centro de distribuição, que desde setembro funciona em Sapiranga, com estoque para 40 mil pares. Para que todas essas mudanças fossem viáveis, um fator foi fundamental: aproximar os quase mil quilômetros que separam Cianorte de Sapiranga. “Foi estruturado um calendário para que toda semana, pelo menos um colaborador do time de operações ou DGP esteja em Sapiranga, para unir as equipes e ver questões como qualidade, planejamento integrado, controladoria industrial entre outras”, diz Paula. Além disso, desde o começo do ano a colaboradora Priscila Pereira mudou-se para Sapiranga e trabalha como business partner (BP), uma extensão do DGP na unidade do Rio Grande do Sul. “Funciona como uma ponte de contato para estreitar relações e criar uma troca de cultura, conhecimentos e informações. Afinal, somos todos um único Grupo”, diz Priscila.

esenvolvimento

as

Planejamento e apostas

Line Review

produção de protótipos

Edição

Produção e venda do mostruário

Compras para Mostruário

Produção da Coleção

Compras para Coleção

Faturamento e expedição

11


Equipe de franchising busca mais eficiência para o lançamento das coleções

Para os colaboradores do Morena Rosa Group, o inverno 2014 começou em maio do ano passado com a equipe de estilo e em novembro com a produção. Porém, a temporada mais fria do ano iniciou em 20 de março com o outono e os lançamentos das tendências de moda para os consumidores. As lojas próprias da Morena Rosa fizeram os lançamentos de inverno na primeira quinzena de março e segundo o diretor de novos negócios, Paulo Serrano, o resultado foi muito positivo. “Passamos o desafio para a equipe, de fazer os clientes perceberem a marca de forma criativa, agradável e com baixo custo. Estou muito feliz com o resultado”, diz. A equipe de franchising conseguiu reduzir 80% das despesas, em relação ao ano passado, para o lançamento nas lojas. “Este é o resultado de um trabalho integrado, com planejamento, novas ideias e parcerias”, conta Larissa Soares, trade marketing, que buscou e conseguiu apoio da Esmalteria Nacional e docerias das cidades onde ficam as lojas. Estas

12

parcerias ajudaram a surpreender os clientes, que viveram um momento diferente das outras lojas, que também fazem eventos para lançar coleções. Além de reduzir o custo para os lançamentos, as lojas próprias do Grupo registraram crescimento de 12% nas vendas em comparação com o mesmo período do ano passado. “O planejamento de execução das campanhas é um trabalho que está começando e que buscamos melhorar ainda mais”, diz Paulo. Para isso, foi desenvolvida na central administrativa, uma loja mockup, ambiente para testes que será usado pela equipe de visual merchandising. “Os testes reais vão permitir mais assertividade na maneira de expor os produtos no interior da loja, visando comunicar melhor a imagem da marca no ponto de venda e encantar nossos clientes”, diz Renata Freire, visual merchandiser. Com essa estrutura física, a equipe poderá montar o cenário com o mostruário e assim que a loja começar a receber as peças, já terá a vitrine pronta para a exposição.


os Entre amig semrc e o com ial

A galera d r as para reforça pre se reúne to bom momen m U s. e d a iz am u li o ta le n to c p a ra p ro v a r gas, com um le o c s o d o nári que o seu setor, o churrasco. E s Aproveite o r? e z fa e d a gost te. ntos e desfru e m o m s n o b

Moda

inclusiva Ano pa ssado, a assisten ficha téc te ni estudan ca Caroline Ver de one te na UEM do 4º ano de M z, ,d o b a l h o s esenvolveu um da obre m t raoda inc para cr lusiva ianças. Ag prepara para apr o r a , e l a s e esentar e para p o TCC articipa r e m nove de um c mbro on a m b o s s curso em São P au obre o m e s m o t e lo, ma.

Panqueca delícia

Massa: 2 xícaras de farinha de trigo 3 xícaras de leite 2 ovos ½ xícara de óleo 1 colher (sopa) de fermento em pó Sal a gosto Modo de preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador, unte uma panela antiaderente e coloque pequenas porções da massa, deixando dourar dos dois lados. O recheio pode ser variado, com molho de sua preferência, como carne moída, frango, frios entre outros. Se preferir, depois de montar as panqueca, coloque queijo ralado e leve ao fogo para gratinar.

r sárioano e v i n de a ais um F e s t a em para m q u a n d o

ag or A pass fi c a m e l h migos. As a a d e v i d ramos com a Patussi o tin comem adoras Cris ram festa r ha colabo Guion gan quipe de sa ae e Laris s abraços d to e mui ho. trabal

A receita na Coluna do jornal é uma sugestão da encarregada de Japurá, Tatiana Cristina de Souza.

Faça parte desta coluna, envie suas fotos e receita para comunicacao@morenarosagroup.com

Sorteio

Em abril a Maria.Valentina comemora 16 anos e preparou um presente especial para dividir essa conquista com você. Envie seu nome e departamento para comunicacao@morenarosagroup.com ou ligue para 5130 / 5132. O sorteio será dia 30/04. Participe!

13


Em 2014, o projeto escola Construindo Saber atende 90 alunos, de dois a seis anos em período integral. O Interativo deste mês te convida para passar um dia com as crianças na escola.

14

As crianças chegam ao Construindo Saber entre 7h e 8h, trazidos pelos papais, mamães ou transportes escolares. Alguns com soninho, outros já bem animados, os alunos são encaminhados para a sala de aula, onde guardam o material.

Às 8h, os alunos das seis turmas da escola (maternal, nível I e nível II), tomam lanche juntos no refeitório. Ao todo são quatro lanches durante o dia, às 8h, às 10h, às 14h e às 16h, quando é servido um mais reforçado.

Durante a manhã, os alunos fazem atividades da apostila do sistema Maxi, com exercícios próprios para cada idade, sempre com trabalho de coordenação motora. Os pequenininhos do maternal têm exercícios mais lúdicos, que os prepararam para o próximo nível. No nível I, os alunos iniciam o traçado de letras, números e os desenhos já ganham formas. No nível II, começa a alfabetização.

A estrutura do Construindo Saber é composta por salas de aulas e sanitários adaptados ao tamanho das crianças, quadra de esportes, refeitório, biblioteca e uma casa de boneca em tamanho real, onde as crianças se divertem sendo os personagens de suas criativas histórias.

O almoço é servido às 11h30 para todos os alunos, no refeitório. O cardápio é balanceado e nutritivo.

Logo após o almoço bate aquele soninho e as crianças tiram um cochilo de uma hora. Depois é o momento de tomar banho, trocar de uniforme e fazer mais atividades.

Toda quinta-feira os alunos do nível II têm oficinas de inglês e dobradura. Além disso, a cada quinze dias todos os alunos participam das of icinas de: culinária, mídia, matemática, artes visuais, jogos pedagógicos e contação de história.

Depois de um dia agitado e repleto de atividades, os alunos vão embora a partir das 17h45. É chegar em casa, curtir o momento com a família, descansar e se preparar para o novo dia no Construindo Saber.


Todo mundo já ouviu em algum momento, que não existe milagre para emagrecer e ter uma vida saudável. Para conseguir o corpo dos sonhos ou perder apenas uns quilinhos que incomodam, o jeito é praticar exercícios físicos e ter bons hábitos alimentares. Diversos colaboradores, com ajuda dos projetos do Instituto Morena Rosa, são exemplos de que força de vontade somada a atitudes saudáveis podem mudar, e muito, o corpo e a saúde. “Nós incentivamos os colaboradores a participarem dos projetos, mas são as atitudes deles que fazem a diferença”, ressalta Lucas dos Santos, educador físico da empresa. E para provar que a união faz a força, o casal de colaboradores de Indianópolis, Doani Pereira e Leandro da Silva, resolveram emagrecer juntos. “Foi mais fácil fazer em família. Um apoia o outro e nos ajudamos a fazer comidas mais leves”, diz Leandro, que emagreceu 11kg. Doani, que eliminou 12,3kg, conta que seguiram

o cardápio passado pela nutricionista e fizeram caminhada. “Nunca achei que fosse conseguir, o suporte do Instituto foi fundamental”, diz. O colaborador Fabricio Nogueira, auxiliar do almoxarifado de aviamentos, também mudou seus hábitos em prol da saúde. “Eu já fui atleta, mas cheguei a uma fase que tinha dificuldade até para amarrar o cadarço do tênis. Foi quando resolvi dar um basta”, conta Fabricio, que perdeu 22kg. Para emagrecer, ele fez exercícios em casa, acompanhando vídeos e dicas da internet, e trocou o carro pela bicicleta. Além disso, participou do projeto Personal Fitness do IMR, com avaliação física e orientações. O colaborador continua com a mesma rotina para manter o peso e agora está animado com o início do Clube da Corrida, novo projeto do Instituto. “Me inscrevi assim que soube do Clube e já estou participando”, diz.

Fabricio

Leandro Doani

E você, o que vai fazer pela sua saúde? Emagrecer saudavelmente não tem segredo. É praticar exercícios e controlar alimentação. Pode não parecer simples, mas fica bem mais fácil quando não estamos sozinhos e o IMR está à disposição para ajudar os colaboradores. * Matéria sugerida pelo colaborador Fabricio Nogueira.

15


O QUE MAIS GOSTA NA EMPRESA É “Quando vim só para conhecer a empresa, três aspectos já me chamaram atenção. O primeiro é o acolhimento, fui muito bem recebida por todos. Segundo, a organização da empresa, os setores, as definições de tarefas e terceiro, que eu fui contratada para a função que realmente gosto, que é cuidar das pessoas.” UM POUCO DE HISTÓRIA “Nasci em Indianópolis, mas já morei em várias outras cidades. Antes de vir para Cianorte, eu estava em Maringá. Durante minha carreira trabalhei com financeiro e recursos humanos, mas há dois anos estou focada na área de RH, que é minha verdadeira paixão.”

FAMÍLIA “Meus pais moram em São Paulo, o namorado em Maringá e agora estou em Cianorte.”

TIME

“Grêmio. Acho bonita a camisa deles (risos)”.

HOBBY

“Gosto muito de ler e aproveitar os momentos livres para conhecer coisas novas e sair com os amigos.”

O QUE MAIS GOSTA NA EMPRESA É “Sem querer fazer média, mas é a melhor empresa que já trabalhei, tanto que estou aqui faz muito tempo [18 anos]. Respeita a gente, nunca atrasou nada, sempre cumpre tudo certinho.”

UM POUCO DE HISTÓRIA

“Quando entrei na empresa, era um barracão na Avenida Paraíba [próximo ao atual centro administrativo] e éramos em aproximadamente 60 pessoas. Todo mundo ficava junto, no mesmo lugar. Fui mudando meu trabalho com o crescimento do Grupo, mas sempre fui passador e adoro meu trabalho.”

FAMÍLIA

“Moro com um irmão, em Cianorte.”

TIME

“Flamenguista roxo.”

HOBBY

“Vou à igreja a cada 15 dias, cuido da minha casa e gosto de tomar uma gelada de vez em quando também.”

O QUE MAIS GOSTA NA EMPRESA É “Do jeito das pessoas, da forma que me receberam e recebem todos que chegam aqui, do comprometimento com as empresa, com todas as ações e também do espírito alegre e colaborativo dos setores.”

UM POUCO DE HISTÓRIA

“Nasci em Santa Catarina e me mudei diversas vezes dentro do próprio estado em busca de estudar e depois trabalhar. Me formei em química industrial e me especializei em planejamento integrado. Trabalhei em grandes empresas e estava em São Paulo antes de vir para cá.”

FAMÍLIA

“Sou casado e tenho uma filha de três anos, a Luiza.”

TIME

“São Paulo.”

HOBBY

“Viajar e comer churrasco.”


Interativo 60