Issuu on Google+

muito mais que uma revista junho/julho 2009 • Ano I • R$ 7,90

06

muito mais que uma revista

A gente sabe que você gosta de ter opções pra escolher. Por isso temos mais de 80 canais.

black book

6 looks onde o preto reina, quase, absoluto

INFANTIL

FILMES

ENTRETENIMENTO

As melhores séries do momento para curtir em casa

Canais variados para você não cair na rotina

Aqui as crianças aprendem se divertindo

São tantas opções de filmes que você vai se sentir numa locadora

Tudo sobre o mundo das celebridades e as tendências da moda

ASSINE JÁ 3074 8383

Mais de 80 canais

tva.com.br

VARIEDADES

edição 06 • Ano I

SÉRIES

9

771983

426002

06

cinderelas modernas andy warhol irmãos campana glória menezes água da tasmânia


Rádio Mix. Pra quem gosta de música, não de blá, blá, blá.

sil. O melhor mix do Bra

www.mixcuritiba.com.br


moremagazine.com.br • 3


4 • jun / jul 2009


moremagazine.com.br • 5


6 • jun / jul 2009


moremagazine.com.br • 7


Colunistas Daniela Prosdocimo Caldeira Fernanda Viana Dias Luciana Fraguas Mariella Vieira Dias Mauricio Medeiros Ruy Barrozo

Antonio Wolff

: : expediente : :

Publishers César Benítez García Danielle Cruz Melissa Castellano

Colaboradores desta edição Antonio Wolff Cleverson Cassanelli Elen Pedroso Fernanda Ávila Julio K. Mariana Lazzari Michele Müller Patricia Papp Paulo Goes Rodolfo Menegassi Rudy Sarnovski Silvio Aurichio Thiago Straub Tuti Maioli Neto Vicente Frare Projeto, Conteúdo e Desenvolvimento Gráfico Projeto Comunicação – www.projetocomunicacao.com ID-ART – www.id-art.com.br Design Gráfico Tiago Ferrari Karine Scharam Financeiro Claudia Moreira Fortes financeiro@moremagazine.com.br

30 5 looks celebram o poder do preto, mas um resiste branco.

Departamento Comercial César Benítez comercial@moremagazine.com.br Danielle Cruz danicruz@moremagazine.com.br Contato Avenida Iguaçu, 2947, cj. 34. Curitiba (PR) Tel.: 41 3022-3687 e 3082 8632 • • • •

publicidade@moremagazine.com.br comercial@moremagazine.com.br redacao@moremagazine.com.br assinaturas@moremagazine.com.br

A MORE magazine é uma publicação bimestral da Arte e Ponto Editora Ltda. Todos os direitos reservados. O conteúdo dos artigos e matérias publicadas é de responsabilidade de seus autores. Está autorizado a falar em nome da MORE magazine ou a retirar qualquer tipo de material apenas quem tiver em seu poder um documento timbrado, registrado em cartório, assinado pelos diretores da publicação. ISSN 1983-4268 - Tiragem 10.000 exemplares

8 • edição jun / jul abr mai 04 2009 2009 • fev / mar 2009


10 4 Narrativas

48 Bate-Papo

Verão quente em Londres.

14 Perfil Glória Menezes fala de trabalho, vida e

Conheça Wellington Ramalho, o homem forte da TVA no Sul do país.

52

18 Trends

58

Pop

60

Arte

Novos segredos direto das malas da Pulp Ideias e Conteúdo.

22 Sentidos

90

Vida longa às cinderelas modernas.

44

Gourmet A chef Daniela Prosdocimo Caldeira adoça as nossas vidas mais uma vez.

Cresce a família brasileira da Nissan.

26 Sapatos

Andy Warhol no Palais de Paris.

Confira a programação do Museu Oscar Niemeyer para o Ano da França no Brasil.

Três belos vinhos para três deliciosos pratos.

24 Carros

Anticorpos Irmãos Campana ganham exposição na Alemanha.

idade.

92

Antípoda A jornalista Luciana Fráguas estreia coluna e nos conta o que a Austrália tem de bom.

Mix Moda, joias, boa comida, arte e simulacro.

editorial Edição 6, 6 looks, 6 colunistas. Nenhuma superstição. Boa leitura! Melissa Castellano editora-chefe

moremagazine.com.br • 9


m o r e • tendências

4

narrativas 4 narrativas por Maurício Medeiros, de Londres

1. Selinho de verão Nada mais apropriado para o tão esperado verão londrino quanto a nova loja aberta no coração do Soho: a Snog. Bitoca, selinho, beijinho são os sinônimos para este novo negócio que tem como missão exaltar a saúde, a individualidade e as pessoas. O formato final é um delicioso e puro frozen yogurt com uma série de coberturas a escolher e a montar ao seu próprio deleite. E o melhor, sem culpa. A loja do Soho é uma ótima combinação entre design de interior, design gráfico, design de produto, arte, música e moda. As cores vibrantes e a enorme vitrine são altamente convidativas. Destaque para o frozen de chá verde.

10 • jun / jul 2009


2. Espaços inebriantes “Arquitetura alcoólica” é mais uma inovação da dupla Sam Bompas e Harry Parr. Eles são famosos em Londres por produzirem sofisticadas gelatinas inglesas para os mais inesperados eventos, como uma escultura de gelatina que brilha no escuro para o departamento de química de uma universidade, e pela curadoria de vários outros eventos mixando o mundo da culinária e dos drinks com um quê de arquitetura. Explorando as possibilidades inventivas da física, da química e da arquitetura, eles foram além, criaram um cocktail respirável. Os

visitantes do pop-up bar Alcoholic Architecture caminhavam dentro de uma névoa vaporizada de gin tônica, inebriando-se a cada passo e a cada inspirada. O bar foi decorado com limões e canudos gigantes para dar a impressão de se estar imerso em um drink gigante. Quem esperava um efeito inebriante potencializado do cocktail respirável, pode ter ficado um pouco desapontado, mas a experiência e a novidade foram os fatores que capturaram todas as atenções durante seus apenas quatro dias de existência para aqueles que passavam pelas ruas do Soho.

moremagazine.com.br • 11


m o r e • tendências

3. Fazendo diversão séria Um novo projeto do Royal College of Art, em colaboração com a Yamaha, é focado em criar música eletrônica a partir de objetos e tarefas domésticas. “Making Fun Serious” foi apresentado com uma série de outras manifestações visionárias nos campos de arte eletrônica, música, performance e design, no Futuresonic 2009. Na sua 14a. edição, o festival é líder no que concerne à cultura digital e engajou cerca de 50 mil visitantes com 300 artistas e 100 eventos em mais de 20 locações em Manchester.

Os projetos exibidos atribuem aos utensílios e às tarefas domésticas um toque criativo, visto em engenhocas como: “Scanner Tricô”, que traduz os padrões tricotados em música, o “Cromafone”, que transforma amostras de cor em notas musicais e sons, e no “Mobiliário para humanos musicais”, uma cadeira que inclui um joystick, um microfone e alto-falantes para que os usuários manipulem e transformem suas vozes. Tarefas e utensílios domésticos nunca soaram tão bem. A ideia é simples: transformar um ouvinte da música em um intrumentista através de situações mundanas.

Na web: http://www.youtube.com/watch?v=MyRxlSLTdKg http://www.youtube.com/watch?v=63GdhzGpZUk http://www.youtube.com/watch?v=D4KXs-GCoSc http://www.youtube.com/watch?v=9Qs5NSmsWJQ 12 • jun / jul 2009


4. Flagrante

www.flickr.com/people/hwatson78/

www.flickr.com/people/jonspence/

www.flickr.com/people/pshab/

www.flickr.com/people/gnozu/

Já parte do calendário de verão de Londres, a instalação “Salas que Aparecem”, do artista Jeppe Hein, explora as relações entre os visitantes e a obra. Neste caso, a experiência sensorial é completa e quebra a habitual rigidez no comportamento das pessoas, provocando as mais honestas, divertidas e expontâneas reações. Os visitantes são pegos de surpresa e literalmente ficam presos dentro das paredes de água que emergem do chão, formando espaços como se fossem armadilhas. A obra se encontra no descolado complexo cultural Southbank, um dos mais importantes do mundo. Vale a pena curtir a obra, o espaço à beira do rio Tâmisa e a extensa programação que Southbank oferece por todo o verão.

moremagazine.com.br • 13


m o r e • perfil

Ensina-me a viver perfil Glória Menezes faz parte da história da TV brasileira. Aos 74 anos, acumula papéis diversos no teatro, cinema e televisão, além de uma vasta experiência capaz de revelar alguns segredinhos da vida

N

ão é por acaso que a atriz Glória Menezes está estrelando o espetáculo intitulado “Ensina-me a viver”. E a coincidência não está apenas no título da peça, inspirada no filme homônimo da década de 70, mas também no fato de ela mesma ser uma professora em potencial dos segredos da vida. Nascida em Pelotas, no Rio Grande do Sul, e batizada Nilcedes Soares Magalhães, Glória soube trilhar um caminho ímpar e hoje sua história pode ser confundida com a própria história da TV e do teatro brasileiro.

Mas nada aconteceu por acaso para essa guerreira das artes. Ela começou a carreira no final da década de 50, no espetáculo “Um lugar ao sol”, de Dioniso Azevedo, depois de estudar piano e fazer curso de teatro amador. Já em São Paulo, para onde se mudou com o primeiro marido e dois filhos, viu sua vida transformar-se com uma sucessão de participações em grandes espetáculos, na televisão e no cinema.

14 • jun / jul 2009


Ronaldo Aguiar

“A gente não pode desistir nunca. O coração de quem não desiste é sempre jovem.”

moremagazine.com.br • 15


m o r e • perfil

E foi ao lado do seu segundo marido, o também ator Tarcísio Meira, que a atriz começou a desenhar uma importante carreira. Com Tarcísio, ela estrelou na antiga TV Excelsior, a primeira novela diária da TV brasileira, “2.5499 - Ocupado”. Também foi ao lado do ator que ela fez o longa “O Pagador de Promessas”, filme que em 1962 ganhou a Palma de Ouro, em Cannes. Glória e Tarcísio, tiveram um filho, Tarcisinho, também ator. Na rede Globo, para onde a atriz migrou na década de 60 e de onde nunca se afastou, ela fez novelas ícones da televisão nacional, como “Irmãos Coragem” e “Rainha da Sucata”, para citar algumas. Mocinhas, vilãs, empregadas e empresárias já fizeram parte da imensa lista de personagens que Glória interpretou em um tempo que ela classifica como aliado. “Eu nunca me preocupei em envelhecer. Tenho 74 anos muito bem vividos e acho que sempre vão existir personagens que eu possa interpretar”, disse em entrevista exclusiva a MORE magazine. “E, se você não pode ser uma mãe na ficção, isso não quer dizer que você não possa interpretar uma avó”, disse, sobre a possibilidade de existir certa crueldade no processo de envelhecimento dos atores. “Eu nunca quis esconder minha idade e isso é menos um problema para mim”, salienta. O avanço da idade é um dos temas abordados no espetáculo “Ensina-me a viver”. Uma adaptação do filme homônimo de 1971, o espetáculo, dirigido por João Falcão, conta a história de Harold, um garoto obcecado pela morte que vê a sua vida mudar quando conhece Maude, uma idosa de 80 anos apaixonada pela vida. Os dois vivem uma relação improvável, mas nem por isso impossível. A atriz não vê muitas semelhanças entre a sua vida e a história da personagem que interpreta. “Eu tenho um percurso de vida diferente, claro, mas concordo com uma coisa: a gente não pode desistir nunca. O coração de quem não desiste é sempre jovem”, salienta Glória, ensinando alguns dos segredos da vida que só a experiência traz. O espetáculo “Ensina-me a Viver” está em turnê pelo Brasil. Passou por Curitiba e vai fazer curta temporada em Portugal, no segundo semestre.

16 • jun / jul 2009


Marco Antônio Gamboa

Até lá, Glória pretende dedicar-se exclusivamente ao teatro. “A equipe (da peça) é como uma família. Temos uma afinidade muito grande e uma resposta ótima do público. Isso é muito difícil de acontecer hoje em dia”, conta Glória, que foi surpreendida em uma das apresentações por mais de 10 minutos de aplauso em cena aberta. “Isso certamente é um acontecimento para o teatro brasileiro”, diz, antes de levantar-se e correr, literalmente, para o próximo compromisso. Dinamismo é o que não falta para a atriz gaúcha. Ela aprendeu a viver.

moremagazine.com.br • 17


m o r e • tendências

Pulp Trends tendências por Vicente Frare, Fernanda Ávila e Patrícia Papp

Los Angeles

A segunda loja da revista inglesa “Monocle” abriu as suas portas há um mês em Los Angeles. Tyler Brûlé, editor da revista, acredita que, para competir com as novas mídias, a “Monocle” deva ser muito mais do que apenas tinta e papel. Além da edição impressa com cinco tipos diferentes de papel, seu site tem reportagens em vídeo, podcasts com entrevistas e atualidades, uma loja online de produtos selecionados e agora as duas lojas “de verdade”; uma em Londres e a outra em Los Angeles. A intenção é que as pessoas possam ir até a loja para comprar a revista, os produtos anunciados nela e para ter contato com o pessoal que escreve as páginas das edições. (www.monocle.com) 18 • jun / jul 2009


Madri O cineasta espanhol ditou tendência nos anos 80 e continua surpreendendo mesmo com um estilo mais maduro. Os ângulos de suas câmeras, as cores dos cenários e os diálogos entre os personagens, muitas vezes beirando o surreal, fazem com que seus filmes sejam sempre muito aguardados pelos fãs mundo afora. Apresentou em Cannes, ao lado de sua musa Penélope Cruz, “Abrazos Rotos”, que infelizmente só chega ao Brasil no final do ano. Mas para quem está curioso, veja no YouTube um curta que faz parte do filme. Digite: A Vereadora Antropofágica.

Brasil

Roupas de bebê geralmente são feitas nas cores rosa e azul-pastel. O mercado se garante nestes clichês e milhões de bebês se vestem muito parecido. Agora existem também opções para as mães modernas e que querem dar personalidade aos filhos desde cedo. A Baby Cool produz roupas e acessórios com tecidos descolados, estampas de caveiras, bolinhas, estampados psicodélicos que fazem a diferença. É bacana notar que os bebês agora podem ser pop. (www.babycool.com.br)

moremagazine.com.br • 19


m o r e • tendências

Beirute Parece que a moda de fazer ilhas artificiais ao longo da costa não é mais exclusividade de Dubai. Projetos parecidos ao da Palm Island estão sendo desenvolvidos no Catar, em Cingapura, Omã e agora no Líbano. O projeto de criar uma ilha no formato do icônico cedro libanês prevê espaço para marinas, hotéis de luxo e condomínios. Mas com o estado das coisas no Oriente Médio, é de surpreender que o projeto esteja sendo cogitado. Ao contrário de Dubai, o Líbano é uma democracia e diversos grupos se organizaram contra a nova ilha. Segundo Fifi Kallab, presidente da ONG Byblos Ecology, quem comprou um apartamento na Palm Island de Dubai está sofrendo com os mosquitos e com o mau cheiro do lixo que vem se acumulando nas encostas. A ilha mudou as correntes marinhas e a água estagnou ao redor do empreendimento. Será que a moda chegará aqui também?

20 • jun / jul 2009


Vicente Frare

Damasco Um destino que vem entrando na rota dos jet-setters é Damasco, a capital da Síria. A apenas 127 km da cosmopolita e, muitas vezes, hedonista Beirute, Damasco oferece cultura, gastronomia e hotéis de charme focados no turista de alto padrão. O governo local está incentivando empreendedores a investir no turismo como fonte de renda alternativa e também como esforço de relações públicas internacional. Muitos estudantes estrangeiros escolhem Damasco para aprender árabe, por ser uma cidade barata para viver e sem muita influência ocidental. Aproveite enquanto os lindos hotéis em casas tradicionais reformadas como o Al Mamlouka ou Beit Zaman ainda custam pouco. (www.almamlouka.com e www.beit-zaman.com)

moremagazine.com.br • 21


m o r e • vinhos

Feitos um para o outro vinhos

A

arte de harmonizar refeição e vinho leva em consideração as sensações gustativas que a bebida provoca, assim como suas qualidades aromáticas. O consultor de vinhos Flávio Bin, que coordena a equipe de sommeliers da importadora Porto a Porto, relacionou três vinhos sublimes, com ótima relação custo/qualidade. Como todo grande vinho pede uma boa sugestão gastronômica, o especialista registrou aqui alguns endereços em Curitiba para você pôr em prática esta harmonização.

Entrada – Nieto Senetiner Extra Brut Sobre o vinho: “Obra de arte” elaborada pelas Bodegas Nieto Senetiner. Elaborado na região de Mendoza, Argentina, este espumante é feito a partir de uvas Pinot Noir. Destaca aromas florais e frutados com notas de pão tostado. Harmonização ideal: Peixes brancos, salmão defumado e frutos do mar. Sugestão do especialista: Coquile de Vieira ou Carpacio de Salmão do Chalet Suisse.

22 • jun / jul 2009


Prato Principal – Lucarelli Primitivo di Manduria, DOC Sobre o vinho: Vinificado na região de Puglia, este é um soberbo vinho do sul da Itália. Encorpado, complexo e concentrado, apresenta taninos bem macios, destaca aromas de frutas em compota e um leve defumado. Notas de cacau, café e baunilha também podem ser percebidas na degustação. Harmonização ideal: Carne vermelha e pratos de tempero forte. Também é considerado ‘vinho para meditação’. Sugestão do especialista: Filet ao Poivre do Barolo ou a Paleta de Cordeiro da Devon’s.

Sobremesa – Chateau Cantegril Sauternes Sobre o vinho: Assinado pelo mestre Denis Dubourdieu, este vinho tem coloração dourada profunda. Destaca boa acidez e doçura. Vinho rico, macio, de médio corpo, com aromas de frutas tropicais, mel e longa persistência de frutas finas. Harmonização ideal: Creme Brulée Sugestão do especialista: Creme Brulée do L’Epicerie.

moremagazine.com.br • 23


m o r e • motor

Mais um

Nissan brasileiro motor

Testamos o Livina, a primeira minivan bicombustível produzida pela Nissan no Brasil

P

rimeiro veículo com motor bicombustível e primeiro carro de passeio produzido pela Nissan no país, o Livina vai agradar às mulheres pelo generoso espaço interno, posição do motorista elevada e pelo conforto. Aos homens, deve agradar pelo desempenho. Na avaliação final, a minivan tem o tamanho certo para jovens e pequenas famílias.

24 • jun / jul 2009

De acordo com Rubens Trancozo, gerente comercial da concessionária curitibana A. R. Motors, até o fim deste ano devem ser produzidas 12 mil unidades do bicombustível. “A versão básica do Livina está sendo comercializada a partir de R$ 46.960. Acreditamos que, com o sucesso de vendas do monovolume, a A.R. Motors lance, ainda no segundo semestre de 2010, o “irmão maior” do Livina, o Grand Livina”, afirma.


O monovolume está disponível nas versões 1.6 e 1.8, ambas com motores de 16V e nos modelos manual e automático. Outro grande destaque do primeiro bicombustível da Nissan é quanto à extensão. O amplo espaço interno, que comporta cinco ocupantes, oferece mais conforto aos passageiros e boa visibilidade ao motorista. O Livina dispõe ainda do maior porta malas da categoria, com 449 litros, e é detentor das maiores dimensões, com 4,10 m de comprimento, 1,69 m de largura, 1,57 m de altura e 2,60 m de entre-eixos. O visual é outro atrativos do carro. Ele apresenta lanternas em recorte triangular e o vidro traz

o formato widescreen, comprido e fino. O carro pode vir acompanhado ainda de faróis de neblina, revestimento do banco em veludo e revestimento do volante em couro. O modelo de entrada já vem com arcondicionado, direção elétrica com ajuste de altura, airbag para o motorista, vidros, travas e retrovisores elétricos, imobilizador do motor e banco traseiro rebatível. Na versão superiord: duplo airbag, freios ABS com EBD, roda de liga leve de 15”, banco traseiro bipartido, faróis de neblina e alarme keyless.

moremagazine.com.br • 25


m o r e • sapatos

Cinderelas modernas sapatos por Tuti Maioli Neto, da Suíça

Red Mâché Shoe, da holandesa Marloes ten Bhömer, dos pés para os museus

a O canadense Mathieu Missiaen, influências das ruas para os pés

26 • jun / jul 2009

Cinderela já não é mais a mesma, pois não perde mais os sapatos, afinal, eles são puro fetiche. As Cinderelas perdem é a cabeça por este objeto do desejo. E muitos designers vêm atiçar o delírio, como, por exemplo, o canadense Mathieu Missiaen com a sua grife Ndeur. Suas influências são fundamentalmente baseadas na cultura pop ou tudo que tem a ver com a moda de rua ou até a fachada de uma antiga pizzaria. Mathieu se define mais como um pintor, mas as suas obras fazem pensar que ele grafita ou tatua sapatos no lugar de muros e corpos.


Donia Vert e Jeton, duas criações do lendeario Robert Clergerie

Ele circulou pela Fashion Week de São Paulo mostrando sua criação de desenhos para camisetas em série limitada para a Fiat. E a holandesa Marloes ten Bhömer também veio para alimentar este fetiche para os pés. Projeta footwear que está para arquitetura e para o design e, na sua linha “Couture Shoes”, usa a técnica couro-mâché, que é uma patente registrada em seu nome. A sua produção vem sendo exposta em galerias e nos museus de Londres, Tóquio, Áustrália e África. Nas paralelas, a americana Ruthie Davis tem criações com fãs no circuito musical, como Rihanna, Beyonce e Lady Gaga. A França se faz presente na arte dos sapatos quando vem o nome de Robert Clergerie, que criou o clássico court shoe vamp, inspirado na figura de Edith Piaf.

Estrelas do pop têm queda pelas criações da norte-amenricana Ruthie Davis, como os três modelos acima

moremagazine.com.br • 27


m o r e • sapatos

Roger Vivier é um outro francês que escreveu histórias na moda. Segundo os críticos, ele era o Fabergé dos sapatos e a sua criação mais famosa foi o salto “stiletto”. Entre os seus clientes, há os nomes de Ava Gardner, Gloria Guiness, Rainha Elizabeth II e The Beatles. Nas telas, Catherine Deneuve usava uma de suas criações no filme de Buñuel, “Belle de Jour”.

Algumas das criações recentes de Roger Vivier, o pai do stiletto. Acima, o poderoso Lemon Incest

28 • jun / jul 2009


anuncio wishes

moremagazine.com.br • 29


m o r e • moda

black book

6 looks perfeitos onde o preto reina, quase, absoluto

editorial Ponnei.com para More Magazine fotografia: Antonio Wolf assistentes de fotografia: Paulo Goes e Rodolfo Menegassi tratamento de imagens: Cleverson Cassanelli produção de moda e styling: Rudy Sarnovski e Julio K. modelo: Carla Salomão (Ford Models) beauty: hair por Sherlock Palmieri, make por Hill Mafra (Vimax Beauty) produção executiva: Danielle Cruz 30 • jun / jul 2009


camisa, calรงa montaria, botas e bolsa maison Saad. brincos Bvlgari para Trapos de Luxo.


spencer e calça de couro Bazaar Fashion, regata canelada Daslú para Bazaar Fashion


jaqueta em couro Versace para Bazaar Fashion, camiseta Dolce&Gabbana, saia Bazaar Fashion, bolsa Saad, cinto Bazaar usado como adereรงo de cabeรงa


vestido em couro e bracelete dourado Bazaar Fashion


jaqueta branca em couro Versace para Bazaar Fashion


jaqueta branca Versace para Bazaar Fashion


parka Saad, luva de couro Cavalera, ankle boots e bracelete de pedras Bazaar Fashion


m o r e • tendências

Moda & artimanhas tendências por Tuti Maioli Neto, da Suíça

Outras leituras A editora alemã Knesebeck coloca no mercado um livro original, “Style and Taste“, que reúne as fotos de Fulvio Bonavia, conhecido pelos seus trabalhos para a BMW, MTV e Disney. Os textos têm a assinatura de Peta Mathias, renomada chef de cuisine na Nova Zelândia. O livro oferece um combinação dos pontos fracos ou fortes das mulheres: joias, bolsas, sapatos e boa comida. Daí Peta e Fulvio trazem nos cenários colar de pérolas feitos com queijo Camembert, um anel de caviar ou até um chapéu de alcachofras. Já a editora Arnoldsche Art Publisher vem com a publicação “Sculpture to Wear” com jóias de Marjorie Schick.

Imagem do livro “Sculpture to Wear”, da Editora Arnoldsche Art Publishers

44 • jun / jul 2009

Na mistura da chef Peta Mathias e do fotógrafo Fulvio Bonavia os pontos fracos/ fortes das mulheres: bolsas, joias e boa comida


Paris Hilton

Paris Hilton: fantasia e simulacro

O seu nome e a sua trajetória são fontes inesgotáveis para a imprensa. Agora o artista nigeriano IKé UDé, também conhecido pelo seu trabalho como editor-chefe na aRUDE magazine, apresenta pela Europa a exposição “Paris Hilton: fantasia e simulacro”. A exposição, com pinturas, fotos e esculturas, é uma espécie de conversa entre o alter-ego do artista, Visconti, e a herdeira controversa. O resultado? Um diálogo visual sobre a cultura pop e a construção do fenômeno Paris Hilton. Vale lembrar que, em 2007, UDé publicou uma edição inteira da aRUDE dedicada a Paris, na qual as páginas seguiam, uma após a outra, em branco. Manchadas em seu imenso vazio apenas por perguntas de ‘fundamental importância’ como, “Com quem ela deve casar?”.

Jean-Charles de Castelbajac: arte e consumo

Triunfo do signo: Jean-Charles de Castelbajac O fashion-designer Jean-Charles de Castelbajac passou uma temporada na Paradise Row Gallery, de Londres, com a exposição “Triumph of the Sign”, com pinturas que revelam seu interesse pela interrelação entre a cultura de consumo e a arte. Castelbajac apresentou uma série de “cópias” de obras de arte, produzidas, claro, por artistas chineses, mescladas com logos de grandes empresas e nomes da moda. Brand obsession, cliché, arte? moremagazine.com.br • 45


m o r e • tendências

Retrospectiva “The model as muse: embodying fashion” é o título da exposição do The Metropolitan Museum of Art, em Nova Iorque, que teve a première conduzida por Marc Jacobs, Kate Moss, Justin Timberlake e Anna Wintour. Segundo o curador , Harold Koda, a mostra faz uma retrospectiva da moda entre os anos 1947 e 1997, através da estética idealizada das modelos. E daí vem Twiggy, famosa pela minissaia de Mary Quant, passando, entre outras, por Linda Evangelista, Kate Moss e Gisele Bündchen.

Linda Evangelista na “Love Collection”, de Dolce e Gabbana , em 1991

46 • jun / jul 2009


A CASA DOS SEUS SONHOS EXISTE. VISITE.

COPA, Arquitetas Daniela Sumida e Simone Carneiro CASA COR PARANA 2008

Bom gosto e inovação: de 05/06 a 13/07, no Asilo São Vicente de Paulo localizado na Rua Barão dos Campos Gerais, 970 – Juvevê – Curitiba – Paraná Este ano traz o tema Sustentabilidade e homenageia Curitiba e 100 anos de Burle Marx. São 53 ambientes assinados pelos maiores arquitetos, decoradores e paisagistas da região. • Bistrot • Café • Brinquedoteca • Sala de Cinema • Lounges • Áreas Residenciais e Corporativas.

V E N H A COM TODA A FA M Í L I A . VO C Ê VA I S E S U R P R E E N D E R .

www.casacor.com.br

Patrocinador Master

Patrocínios Nacionais

Patrocínios Locais

Apoio Nacional

Apoios Locais

Apoio Estrutural Local

Apoios Institucionais

Apoio Institucional Local

Midia Partners


m o r e • bate-papo

O homem forte da

TVA Sul bate-papo

n

por Dado Dantas e Ilse Lambach fotos: Sílvio Aurichio

ascido em Alagoas e formado em Administração de Empresas, Wellington Ramalho faz parte da história da TVA. Na operadora há 18 anos, hoje ele está à frente da TVA na região Sul. Wellington também já atuou nas praças da TVA no Rio de Janeiro e São Paulo. A seguir você acompanha a entrevista dada aos produtores de evento Dado Dantas e Ilse Lambach, com a participação da jornalista Aline Cambuy. 48 • jun / jul 2009


Dado Dantas e Ilse Lambach – Como foi sua caminhada profissional até chegar à TVA? Wellington Ramalho – Aos 14 anos, ainda em Alagoas, comecei a trabalhar como menor auxiliar no Banco do Brasil. Como a agência era pequena, tive a oportunidade de conhecer as outras áreas e atuar em outras funções dentro do banco. Mais tarde, quando fui passar as férias na casa de meu pai em São Paulo, recebi um convite para trabalhar no Banco Fenícia e acabei me instalando na cidade. Cursei Administração de Empresas na Faculdade Sumaré. Em 91, comecei a atuar na TVA em São Paulo. Na época, ainda com o acesso a internet precário, fazia mapeamento de toda a rota dos técnicos, conheci São Paulo de cabo a rabo. Às vezes ficava até à madrugada sobre o mapa da cidade. Dentro da TVA passei por muitas áreas diferentes, entre elas, coordenei o controle de operações, fui supervisor do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), supervisor e gerente de controle de operações, entre outras. Em 2004, assumi a gerencia da TVA Sul. Dado Dantas e Ilse Lambach – No ano passado você se afastou da operação no Sul e passou uma temporada no Rio de Janeiro. O que foi fazer no Rio? Wellington Ramalho – Fui chamado para o desafio de fidelizar clientes e aumentar a participação da TVA no mercado carioca. Trabalhei no Rio durante dez meses e, em janeiro deste ano, reassumi a gerência do Sul.

Ilse Lambach,Wellington Ramalho e Dado Dantas e

Dado Dantas e Ilse Lambach – Você é uma pessoa que acredita na força da operadora e valoriza os assinantes locais. Como desenvolve este trabalho? Wellington Ramalho – A TVA tem um grande foco no relacionamento com o assinante, por isso, prezamos o contato da operadora com o cliente por meio de participações deles em eventos em que a operadora está envolvida, concursos culturais, entre outros. Para viabilizar esse relacionamento, buscamos parcerias que beneficiem nossos assinantes. Um exemplo disso aconteceu recentemente em Curitiba, presenteamos um cliente TVA que temos há 15 anos com uma viagem de uma semana para um hotel em Maceió, por meio da campanha “Deixe sua Carteira em Casa”. Dado Dantas e Ilse Lambach – Desde 2004 a TVA conta com um canal local em Curitiba, o canal 17. Este é um espaço de relacionamento com o cliente, que se firmou como uma das principais fontes de veiculação dos eventos curitibanos. Como esse projeto começou?

moremagazine.com.br • 49


m o r e • bate-papo

Wellington Ramalho – A ideia do canal surgiu de um gerente anterior a mim. Quando cheguei em Curitiba, o canal estava começando e já havia feito uma cobertura do Crystal Fashion. A partir daí, com o apoio da minha equipe de marketing, idealizamos um canal de relacionamento com o assinante. Hoje o canal é um importante meio de comunicação entre a TVA e seu cliente. É neste espaço que veiculamos os eventos de nossos parceiros, os concursos culturais e a cobertura de acontecimentos locais. Desta forma, focamos no que consideramos mais importante, a prestação de serviços. Dado Dantas e Ilse Lambach – Em 2009 o canal passa por uma reestruturação. O que muda? Wellington Ramalho – No ano passado o canal perdeu um pouco seu conceito de relacionamento e é isso que estamos

50 • jun / jul 2009

resgatando por meio de mudanças na programação. Buscamos conteúdos atraentes para os nossos telespectadores. A remodelação do canal inclui uma programação com mais conteúdo, em diferentes áreas, como turismo, esporte, lazer, jornalismo e eventos. Este ano, por exemplo, estreamos o programa esportivo “2 Toques”, em parceria com o Trieste Stadium, que foi criado com o objetivo de levar aos assinantes tudo sobre o esporte no Paraná, inclusive divulgando também esportes não contam com a mesma visibilidade na mídia que outros mais divulgados. Dado Dantas e Ilse Lambach – Há planos para a implantação de um canal local nas outras praças do Sul? Wellington Ramalho – Sim. Em Florianópolis e em Foz do Iguaçu, já estamos trabalhando na implantação deste conceito. Dado Dantas e Ilse Lambach – O que torna possível a viabilização do canal e o sucesso dele durante todos esses anos? Wellington Ramalho – Com certeza as grandes parcerias. O canal 17 existe com o objetivo de atender cada vez melhor aos assinantes da TVA e é viabilizado por parceiros como Shopping Crystal Plaza, Casa Cor Paraná, Trieste Stadium, Espaço Z, entre outros.


moremagazine.com.br • 51


m o r e • design

Anticorpos:

Campanas no Vitra Design Museu design Tuti Maioli Neto, da Alemanha fotos: Fernando Lazlo e Tuti Maioli

Banquete

Panorama A história da exposição “Anticorpos: Os Trabalhos de Fernando e Humberto Campana, 1989-2009” começou quando o curador do Vitra Design Museu, Martin Schwartz-Clauss, encontrou em 2006 os irmãos num workshop na França. A mostra, em exposição até fevereiro de 2010, exibe 20 anos de produção dos designers e coincide com o jubileu do Museu alemão. Além dos móveis, os Campanas expõem também os seus objetos pessoais, como imagens de Nossa Senhora Aparecida e Iemanjá, um rádio comprado na África e outros objetos adquiridos em suas viagens pelo mundo. “Anticorpos” mostra as cadeiras “Favela” e “Vermelha”, ambas produzidas pela firma italiana Edra, bem como os seus projetos de joias e a criação de figurinos para o balé de Marselha, na França. A exposição faz uma viagem pela criação dos Campanas, mostrando um design que vai além das fronteiras, um design que se aproxima da poesia. 52 • jun / jul 2009


Yellow Corallo

Harumaki

moremagazine.com.br • 53


© Edra

m o r e • design

©

Ed

ra

Vermelha

Kaiman Jacaré

54 • jun / jul 2009


Brotas e neorrealismo Os irmãos Campanas, quando estão na estrada, seja em Alagoas ou no Pará, vão registrando, em fotos, os trabalhos de artesanato brasileiro, num processo de documento antropológico. Numa de suas passagens pelo Rio de Janeiro, entraram em contato com o artista, Getúlio Damato, que usa em seus trabalhos materiais encontrados pelas ruas. Damato realizou recentemente em Basel, na Suíça, uma exposição, “Tesouros do chão brasileiro”, realizada na Fundação Brasilea. Fernando e Humberto não pertencem ao protótipo típico de “designeres”. Avessos ao estrelismo, permanecem os meninos do interior, lá de Brotas, em que tinham um quintal com cercas de mandacaru, onde inventavam brinquedos, construíam cidades imaginárias, com materiais recolhidos. À noite, tinham cadeiras cativas no cinema, para ver os filmes italianos do neorrealismo.

Diamantina III

moremagazine.com.br • 55


m o r e • fotografia

As obsessões de Mapplethorpe fotografia

B

ranco no preto, 33 fotografias, um autor: o norte-americano Robert Mapplethorpe. O fotógrafo que dizia não gostar da fotografia por si só, mas, sim, do objeto em foco. Duas de suas obsessões, corpos nus e flores, seguem intercaladas nas paredes da Galeria Fortes Vilaça, em São Paulo.

Divulgação

Repousam lado a lado as curvas da fisiculturista e performer Lisa Lyon, personagem constantemente retratado por Mapplethorpe, e a imagem de um copo de leite. Um torso masculino musculoso clicado de costas, de braços e pernas abertos, se assemelha a uma

56 • jun / jul 2009

complexa orquídea vista de cima. Os pares seguem equilibrados e simétricos. As fotografias, feitas entre 1979 e 1989, se afastam de um apelo sexual explícito, mostrando de forma sutil o que alguns críticos apontam: o fato de que “Mapplethorpe nunca conseguiu definir a diferença entre flores e genitais”. Dito isso, basta. O caminho é a Rua Fradique Coutinho, 1500. Até 20 de junho, de terça a sexta, das 10h às 19h, e sábados, das 10h às 17h.


Um novo olhar sobre a arte

Visite e surpreenda-se. Entrada: R$ 4,00 - Meia: R$ 2,00 Terça a domingo, das 10h às 18h Entrada gratuita no primeiro domingo do mês. www.museuoscarniemeyer.org.br Rua Marechal Hermes, 999 - Centro Cívico - Fone: 3350 4400 - Curitiba

moremagazine.com.br • 57


m o r e • arte

Andy Warhol

pop no Palais de Paris arte por Tuti Maioli Neto

© 2009 Andy Warhol Foundation for the visuals arts inc. / Adagp, Paris, 2009

Brigitte Bardot, 1974, 2 telas

Factory e Yves Saint-Laurent Foi Andy Warhol quem colocou a Pop Art em evidência. Na sua Factory, em Nova Iorque, ele tramava tudo que era possível. Criava filmes, em que era diretor e produtor, às vezes, ator. Recentemente foi lançado um DVD com músicas que rodavam pelos filmes mudos de Warhol, na trilha sonora entram Lou Reed, Edie Sedgwick e Denis Hooper. Era lá também que a banda Velvet Underground, de Reed, fazia seus ensaios em alto volume. Na mostra “Warhol’s Wide World”, no Palais de Paris, até 13 de julho, é possível ter uma ideia da sua produção frenética. Apenas Triple Elvis, 1963

algumas obras fotográficas estão expostas, no entanto, a Fundação Warhol possui em seu arquivo milhares de polaroides. Com as tintas, retratou

58 • jun / jul 2009


quase todas as personalidades do mundo político, cinematográfico e artístico. Yves Saint-Laurent ameaçou queimar os seus retratos, quando soube que Warhol tinha imortalizado em suas telas o seu concorrente Valentino. Dando continuidade à histeria, o retrato de Yves sem os seus famosos óculos, que faria parte da exibição, foi vetado por Pierre Berge, companheiro do estilista falecido em junho do ano passado, pois faria parte da seção “Glamour” e estaria ao lado de outros fashion designers como Giorgio Armani. Em carta ao “Le Monde”, Berge afirmou que era “impensável” mostrar Yves ao lado de quaisquer personalidades do mundinho fashion, “mesmo se algumas delas tivessem talento”. Portraits in drag, 1981

Pop e consumo

Warhol mais do que na moda em 2009

Andy Warhol produzia num processo em série, quase industrial. Hoje suas obras viram impressões em coleções de moda, perfumes ou souvenirs vendidos no Museu Shop do Palais de Paris. As labels Dolce & Gabbana e Jean-Charles de Castelbajac colocaram em suas coleções outono/inverno 2009/2010 obras de Warhol em seus modelos. Pela internet é possível comprar uma peruca oxigenada que dá um look Warhol. Mais pop, impossível.

moremagazine.com.br • 59


m o r e • arte

Museu Oscar Niemeyer comemora ano da França no Brasil arte

“Sem título”, Sam Francis,1978

Coleção Renault A exposição “Coleção de Arte Renault: uma aventura moderna”, que pode ser vista até o dia 9 de agosto, apresenta 96 trabalhos produzidos entre 1965 e 1985 por artistas como Jean Dubuffet, Miró, Victor Vasarely, Robert Rauschenberg, Erró, Jean Tinguely, Alechinsky e Niki de Saint Phalle. As obras selecionadas fazem parte da coleção de arte moderna da montadora francesa, que por duas décadas investiu em artistas de vanguarda para estimular a produção artística.

Museu Oscar Niemeyer: Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico, Curitiba (PR). Telefone: (41) 3350-4400. 60 • jun / jul 2009


Irmãos Lumière As duas invenções revolucionárias dos irmãos Lumière, o autocromo (a fotografia colorida) e o cinematógrafo (filme) completam a programação do MON para celebrar o ano da França no Brasil. A exposição reúne 70 fotografias coloridas originadas nos autocromos de Luis e Augusto Lumière dialogando com três grandes telas que rodam 17 filmes feitos pelos irmãos, entre 1895 e

Auguste Lumière

1900 – e fazem parte da primeira produção cinematográfica mundial. O curador francês Dominique Paini adicionou à mostra uma pintura, películas para a projeção de filmes e um autocromo original, que ganhou iluminação inteligente. Só acende quando o visitante se aproxima, evitando que danifique o material sensível à luz. Até 13 de setembro.

Luis Lumière

moremagazine.com.br • 61


m o r e • casa

Casa a dois casa Tim Tim A Mantuanni Casa oferece diversas opções de taças. Ideais para a data que celebra o amor, são peças que agregam qualidade e história. Para os casais clássicos, a loja dispõe de artigos de uma das mais antigas cristalerias – a francesa Saint Louis. Os mais contemporâneos encontram taças idealizadas por Gianni Versace. Os românticos, por sua vez, poderão brindar em um par de taças Rosalin (R$ 734,00), da Moser, com base em formato de coração. Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1941, Batel, Curitiba (PR).

Pela manhã A divisão da Le Lis Blanc voltada aos artigos de decoração também oferece opções de presentes para os casais. Os conjuntos de bowls e pires para cereais (R$ 99,50), com estampa e cores diferenciadas, foram projetados especialmente para o Dia dos Namorados. No ParkShopping Barigui.

62 • jun / jul 2009


m o r e • arquitetura

Bem curtas:

arquiteturas e design arquitetura

Bjarne Bergius Hermansen

por Tuti Maioli Neto, da Suíça

Precisão acústica em Copenhague

Koncerthuset, Copenhague A Casa de Concertos em Copenhagen tem a assinatura do arquiteto francês Jean Nouvel. A sua história foi entremeada de escândalos que custou a demissão do seu diretor, pois os custos finais da construção, 230 milhões de euros, superaram 3 vezes o orçamento original. O edifício tem a forma de um cubo com a fachada em fibra de vidro azul. Para o auditório de concertos clássicos, o japonês Yasuhisa Toyota projetou um sistema de som que pesa 75 toneladas e que chega à tão sonhada a precisão acústica.

64 • jun / jul 2009


Richard Johnson Jardins suspensos no Canadá

Suspenso Como se fosse um jardim suspenso da Babilônia, o Sharp Centre for Design de Toronto, no Canadá, é um paralelepípedo que mede 84 metros de comprimento, sutentado por 12 bases metálicas, projetado pelo arquiteto britânico Will Alsop com o escritório canadense Robbie Young+Wright Architects Incorporation.

moremagazine.com.br • 65


m o r e • arquitetura

Julian Flannery

The Public, Londres

Para performances e concertos, em Londres

Prada Transformer, Seul

Prada

Uma estrutura em forma de tetraedro que pode Super transformer coreano ser modificada , dependendo do evento a ser realizado, foi o projeto de Rem Koolhaas e AMO para a Prada em Seul, na Coreia do Sul. Além de eventos de arte e moda, o Prada Transformer vai ser palco de um programa de filmes, “Flesh, Mind and Soul”, a partir de 26 de junho de 2009. Os filmes foram selecionados por Alejandro Gonzáles Iñárritu, o aclamado diretor de “Babel”.

66 • jun / jul 2009

Um espaço versátil dirigido às atividades culturais, performances e concertos, o The Public foi inicialmente projetado por Will Alsop, o mesmo do paralelepípedo suspenso do Canadá, e completado pelo Flannery & de la Pole architects.


m o r e • business

Papel para quebusiness te quero fotos: Milena Miziara e Elen Pedroso

Luciana Muricy Doetzer à frente da Lou Papeterie

H

á um ano a publicitária Luciana Muricy adicionou criatividade a uma receita de um sonho antigo. Abriu a Lou Papeterie, a primeira papelaria de luxo de Curitiba. A loja destaca-se pelos serviços personalizados e pelo atendimento diferenciado. Ali nada é comum. Dos álbuns, agendas, caixas e risque e rabisque produzidos

68 • jun / jul 2009

artesanalmente aos charmosos e tradicionais moleskines, canetas, lapiseiras da Porsche Design – uma delas feita com a mangueira do ar-condicionado da máquina alemã – e outras centenas de peças, todas com design diferenciado e todas garimpadas em viagens pelo mundo feitas por Luciana em companhia do marido, o administrador de empresas, Alex


Doetzer, que a auxilia na composição do mix de produtos da loja. O perfil do consumidor? Pessoas atraídas por ideias diferentes, por produtos exclusivos e super selecionados. Há ainda colecionadores e todas aquelas pessoas encantadas por pequenos prazeres e grandes descobertas. Luciana, que por 18 anos esteve à frente do departamento de marketing da Clinihauer, aposta na diferenciação do mercado, em 2010, planeja a abertura de uma nova loja no ParkShopping Barigui. Sinal de sucesso. A Lou Papeterie fica na Al. Presidente Taunay, 251, Curitiba (PR).

Vaso de plástico feito em Israel, em três tamanhos, de R$ 34,00 a R$ 42,00

Caixa dos Namorados Love in the Box, R$ 169,99 Lancheira Benny, R$58,00

Moleskine, R$ 63,00

Bloco linha Circo, R$44,00

moremagazine.com.br • 69


m o r e • beauty

Beauty beauty por Thiago Straub

Bronzeando com elegância: A Giorgio Armani lançou a Beauty Bronze Mania Collection, que conta com alguns itens muito interessantes, como a Sienna Minerals Palette, que pode ser usada como blush ou bronzeador. Você mistura todas as cores ou se concentra apenas em um ou dois tons para criar novos efeitos. Outro item de que gostei muito foi o Bronze Sparkling Top Coat Mascara; dá um toque dourado aos cílios. Você aplica junto à máscara de cílios normal ou sozinho, mas eu realmente gosto quando é passado apenas nas pontas dos cîlios. E, para fechar com chave de “bronze”, o Body Tints Bronze, que tem textura de gel e é superleve. Uma ótima para quem não gosta de tomar sol, mas quer um pouco de cor nas pernas, nos braços ou no colo. A coleção só é vendida na loja de departamentos Nordstrom (shop.nordstrom.com).

1

3 2 1. Sienna Minerals Palette 2. Bronze Sparkling Top Coat Mascara 3. Body Tints Bronze

Vibrando...

A máscara que vibra da Maybelline

70 • jun / jul 2009

Várias marcas já fizeram, agora chegou a vez da Maybelline lançar a máscara de cílios que vibra! A versão “turbinada” do Define-A-Lash chega às lojas americanas em julho e, em breve, ao Brasil. O aplicador da Define-A-Lash Pulse Perfection Mascara vibra 7 mil vezes por minuto e funciona à base de bateria. De acordo com a empresa, a tal da bateria dura 130 dias.


Olhos de gata!

Lápis da Urban Decay, ótima durabilidade

Todo mundo tem um lápis preferido, não é? Eu gosto muito do lápis de olhos da SAAD, que é ótimo, pois é macio e fácil de esfumar, mas descobri agora o Glyde-On Eye Pencil, da americana Urban Decay. Ele é macio, superfácil de esfumar e, melhor, depois que seca, não borra, tem excelente durabilidade. Além de ter uma infinidade de cores, do preto às cores mais vibrantes. Pode ser comprado na Sephora, ou aqui no Brasil, nas lojas Rivera, em São Paulo.

Jolies... A Smashbox lançou alguns produtos bem interessantes para lábios. São seis cores do Limitless Long Wearing Lip Gloss SPF15, que promete cor e brilho por até seis horas, mais quatro cores do Nude Lip Liner, um lápis macio e de efeito natural para contorno dos lábios e o Reflection High Shine Lip Gloss, um produto formulado para dar brilho molhado e preencher as linhas finas da boca. Ameeeeiiii!!! 1

2 1. Nude Lip Liner 2. Reflection High Shine Lip Gloss 3. Limitless Long Wearing Lip Gloss SPF15

3

moremagazine.com.br • 71


m o r e • objetos

Girlsgirlstoys toys Fluidez Ouro branco e brilhantes predominam na nova coleção da Bergerson. Inspirada na obra da arquiteta iraniana Zaha Hadid, a linha Estrutura é carregada de modernidade e sinuosidade. Na foto ao lado, o anel em ouro branco com ametista lavanda e diamantes. Preço: R$ 8.552,00.

Boys will be be boys boys will boys Just in time À primeira vista talvez você tenha dificuldade em ler as horas no descolado Nooka Zenh bk. Impossível esperar algo diferente de uma peça criada pelo artista e designer nova-iorquino Matthew Waldman, que cultiva uma rara obsessão: criar formas intuitivas para visualizar o tempo. O Nooka Zenh ilustra e fragmenta o tempo em uma série de barras digitais. As horas são divididas nas duas barras superiores, a primeira para o dia e a segunda para a noite. As duas barras seguintes mostram os minutos e os segundos. Para completar, pulseira em couro, acabamento em aço inoxidável e o visor com lentes de cristal mineral e display em LCD. Preço sugerido: 265 dólares mais taxas de importação, direto no site da marca (www.nooka.com).

72 • jun / jul 2009


Espaço La Table - o mais novo e exclusivo espaço de eventos da cidade

A La Table Gastronomie inaugurou um espaço multifuncional para a realização de festas e eventos corporativos exclusivos, para até 300 pessoas, com o padrão e a gastronomia artesanal da chef Daniela Prosdócimo Caldeira. Av. N. Sra. Aparecida, 742 (cont. da Av. Batel) - Seminário (41) 3274 - 0875 - www.latablegastronomie.com.br


m o r e • arte

Ponte aérea:

Brasil-Europa-Califórnia arte por Tuti Maioli Neto, da Suíça

Paris: Fondation Cartier A artista plástica carioca Beatriz Milhazes expõe na Fondation Cartier, em Paris, até o final de junho. Seus passos começaram na Escola de Artes Visuais no Parque Lage. O seu trabalho remete ao Modernismo e Tropicalismo,

“Dancing” produzido em 2007 por Beatriz Milhazes

74 • jun / jul 2009

formando um caleidoscópio entre arquitetura, estilo barroco, carnaval e música. Milhazes é uma das raras artistas de sua geração que tem obras na coleção do Museu de Arte Moderna em New York, Guggenheim e no Metropolitan.


Alemanha A editora alemã Taschen lançou o livro “Living in Bahia” e o paulista Tuca Reinés foi quem clicou, entre outras, as casas de Caetano Veloso, Franz Krajcberg e João Calazans. Pela editora Daab, Reinés prepara um novo livro: “Creative Brazil”, com lançamento previsto para julho de 2009 e que traz à tona um panorama da arquitetura, design, fotografia, moda, arte e publicidade feitos no Brasil.

moremagazine.com.br • 75


m o r e • arte

Sérgio Rodrigues

Mesa “Oscar”, de Sérgio Rodrigues, reeditada pela alemã ClassiCon

Cortesia de Roberts & Tilton, Culver City, Califórnia

O designer carioca Sérgio Rodrigues, atualmente com 82 anos, é um ícone na história do design brasileiro. Foi ele quem fundou as indústrias Oca, nos anos 50, produzindo móveis em couro, eucalipto e jacarandá. As suas peças decoram o Consulado Brasileiro em Roma e o Palácio dos Arcos em Lisboa, além disso, seu trabalho faz parte do acervo Museu de Arte Moderna de Nova Iorque. A Galeria Pierre Vergé et Associés, em Bruxelas, abriu espaço para uma exposição, e uma firma alemã, ClassiCon, vem reeeditando as sua peças clássicas.

Kehinde Wiley

Um dos retratos do artista norte-americano Kehinde Wiley feito em tempoada brasileira

76 • jun / jul 2009

O artista americano Kehinde Wiley apresenta em seu projeto “The World Stage: Brazil” obras em telas feitas em sua temporada no Rio de Janeiro. A mostra foi exibida recentemente na Galeria Robert & Tilton, na Califórnia, e o catálogo foi publicado com a colaboração do Museu de Arte Moderna do Rio.


SURPREENDA!

DA R U M P R E S E N T E N U N C A F O I T Ã O B E L O.

DIA DOS NAMORADOS

moremagazine.com.br • 77

Modelos: Verônica Zardo (Ford) e Paulo Oneda (DM) / Foto: Antônio Wolff / Hair: Viktor I e Kaio Andrecovicz / Make-up: Thiago Straub / Produção: Daniella Crispim


m o r e • curtas

Curtas curtas Terceira geração na produção de vinhos, a italiana Piera Martellozzo esteve presente no Bistrô Vindouro apresentando a produção de sua vinícula para a alta gastronomia e a sua busca por uvas esquecidas na Itália, como a Reposto e Muller Turgau. Para acompanhar, o chef de cuisine da casa, Alain Uzan, preparou uma deliciosa degustação de ostras.

Júlio César Souza

Vinho

Brinde no Vindouro: o chef de cuisine Ulain Uzan, o sócio Eliseu Fernandes, a produtora italiana Piera Martellozzo e a sócia Silvana Fetter

PBC

Vítor Roberto Chiochetta, diretor de Gestão e Produção do Sebrae/PR, Rodrigo Rocha Loures, presidente da FIEP, Ardisson Akel, presidente da Faciap e do Sindivest, Adilson Filipaki, vice-coordenador do Conselho Setorial da Indústria do Vestuário, e o produtor Paulo Martins, no almoço de lançamento do PBC

78 • jun / jul 2009

A terceira edição do Paraná Business Collection, realizado pelo Sebrae/PR e pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná, ocorreu no final de maio e reuniu desfiles, show-room de negócios e programação paralela com palestras, mesa-redonda e oficina de criação. Coordenado pela jornalista Nereide Michel e pelo produtor Paulo Martins, o evento apresentou as novidades para o Verão 2010 de importantes grifes e estilistas paranaenses, entre eles Jeferson Kulig, Fábio Bartz, Lafort e Lúcia Figueiredo.


Entre os melhores A cartunista curitibana Pryscila Vieira está próxima de ganhar o “Oscar” dos quadrinhos e do humor gráfico brasileiro. Seu trabalho com a personagem Amely foi indicado entre as melhores tiras nacionais ao Troféu HQMIX. O resultado sai dia 7 de agosto, no Sesc Pompeia, em São Paulo. Enquanto isso, o trabalho de Pryscila pode ser visto em uma exposição no Centro de Criatividades de Curitiba e no site www.amely.com.br.

De casa nova As empresárias Andrea Cordeiro Juvenal e Cynthia Ferroni Miró inauguraram mais uma Passion Cama Mesa Banho. Além do corner na Baazzar Fashion, a marca agora conta com uma loja na Rua Desembargador Costa Carvalho, 333, próximo à Pracinha do Batel. Tudo para quem gosta de artigos de cama, mesa e banho da mais alta qualidade. As proprietárias da Passion, Cynthia Ferroni Miró e Andrea Cordeiro Juvenal

moremagazine.com.br • 79


m o r e • por aí

DIAS/CULT Workshop Missoni Império familiar fashion e maison celebrada no mundo todo, a italiana Missoni, através da Estorick, de Londres, será contemplada, de 1º de julho até 20 de setembro, com a exibição: “Missoni, Daring to be Different”. Fundada no fim dos anos 1940 por Ottavio Missoni, a casa consolidou-se com a fabricação de trajes esportivos de jersey para o time de atletas italianos das Olimpíadas de 1948. Em Londres, Ottavio conheceu a esposa, a italiana Rosita Jelmini, neta de um fabricante de roupas femininas do norte da Itália. A partir de seu casamento, a dupla deu início à confecção de suas malhas, caracterizadas pelo uso de ziguezagues e listras em tons e cores de disposições audaciosas, a grande identidade da marca.

Giuseppe Pino

por Fernanda Viana Dias

Ottavio and Rosita Missoni em foto de1989

Além de focar em suas célebres peças, a exibição percorre os bastidores, como a evolução da maison, os processos técnicos, suas influências artísticas pinçadas da coleção de arte moderna italiana da família e também de artistas, como Sonia Delaunay, citada como uma das fontes de inspiração de Rosita. Onde? 39a Canonbury Square/ London, N1 2AN (www.estorickcollection.com)

80 • jun / jul 2009

O zigue-zague, característica do casal Missoni, aqui na coleção primavera/verão de 1968


Estreia: Cantoras do Rádio Estreia em CWB, no dia 11 de junho, no Cine Arteplex do Shopping Crystal (e em todo o Brasil), o documentário “Cantoras do Rádio” produzido pela Arte LuX Produções, de Laura Dalcanale e dirigido por Gil Baroni. No mês de abril de 2005, no Rio de Janeiro, quatro cantoras da era de ouro do rádio – Carmélia Alves, Carminha Mascarenhas, Ellen de Lima e Violeta Cavalcante – subiram ao palco do teatro Rival para homenagear dez grandes divas das décadas de 50 e 60 da Rádio Nacional: Carmen Miranda, Aurora Miranda, Aracy de Almeida, Dalva de Oliveira, Dircinha e Linda Batista, Dolores Duran, Elizeth Cardoso, Isaura Garcia e Nora Ney.

Mais do que um registro, “Cantoras do Rádio” é o relato inspirador e de amor à música dessas quatro mulheres que, com garra e determinação, ainda hoje lutam incansavelmente pela sobrevivência e pela preservação da história da música popular brasileira, bem como pelo importante resgate de um passado glorioso e não tão distante de nós. (www.cantorasdoradio.com)

moremagazine.com.br • 81


m o r e • por ai

Spielberg & Martin Luther King, um sonho Steven Spielberg planeja filmar a biografia de

intelectual, o que inclui também o famoso

Martin Luther King agora que a DreamWorks

discurso “Eu Tenho um Sonho/I Have a Dream”.

obteve os direitos sobre sua história. De acordo com as últimas notícias e os sites de cinema, a filmagem da saga vivida por esse grande nome da luta pelos direitos civis foi uma ambiciosa e longa jornada para Spielberg. Assegurar os direitos de tal projeto tornou-se tarefa árdua, uma vez que King detinha ainda em vida todos os direitos reservados sobre seus discursos, livros e trabalhos conceituados.

Spielberg afirmou: “Nossa esperança é que o poder criativo do filme e o impacto acerca da vida do Sr. King possam combinar ao presente a história de um poder inegável do qual nós todos só devemos nos orgulhar.” King foi uma das mais importantes figuras a emergir na cena política americana durante os anos sessenta e foi um grande ativista dos direitos humanos. Ele tornou-se a pessoa mais jovem a receber o prêmio Nobel da Paz por seu trabalho visando o

o primeiro filme autorizado pelo legado de

fim da segregação e da discriminação social racial.

propriedade de King e também concede aos seus

Martin Luther King foi assassinado aos 39 anos,

produtores o direito de uso de sua propriedade

em 1968, em Memphis, USA.

reprodução

O projeto da DreamWorks ficará marcado como

82 • jun / jul 2009


Até 15 de julho de 2009 estão abertas as inscrições para o segundo concurso nacional de fotografia para amadores e profissionais do Centro Europeu, o “Euro Click 2009”. Neste ano o tema será “Profissionais da Noite”. Em 2007 o vencedor da categoria profissional foi Pedro Nossol, sob o mote “Gastronomia”. Ao fim da disputa os três primeiros colocados têm suas fotografias expostas e ainda há uma premiação.

Pedro Nossol

Bem na Foto: Euro Click 2009

Mais informações, acesse: www.centroeuropeu.com.br

PESPONTO:.:.: Deu o que falar a primeira festa Adidas House Party em CWB. Pessoas bonitas, modernas, descoladas. Exatamente o que a gente precisa. Confira alguns clicks:

moremagazine.com.br • 83


m o r e • social

fotos: David Peixoto

Cachecol Cachecol é praticamente um caracol. Eu sou suuuper friorenta, vivo com frio no pescoço e não sobrevivo no inverno sem cachecol. Essa foi minha última aquisição na Accessorize. Curto misturar listras com xadrez.

Botinha do Peter Pan Ankle boots parecem botinhas do Peter Pan. Quer aprender a usar? Dá para combinar com jeans skinny ou com vestidinho solto. É bem anos 90 quando junta camiseta + jaqueta + calça + bolsinha a tiracolo. Na foto, modelito da NewOrder.

84 • jun / jul 2009


Luan Voigt Direto da Blue House, estúdio do David Peixoto, a diretora de cena Luan Voigt em clima “eu-curtofotografia”. No inverno não dispensa um bom vinho. Salto alto, nem pensar. Personalidade forte? Sim, é signo de escorpião e suas respostas são diretas.

A(LELE)SSANDRA Os olhos azuis enooormes, herança paterna, chamam a atenção quando a gente encontra a produtora Alessandra Rottschaefer. Parecem duas bolas de gude! É daquele tipo de gente que teve coragem de mudar. Formada em publicidade, trabalhou em agência, mas não era bem isso. Se jogou para a produção, área que ainda não tinha conhecimento aprofundado, mas foi atrás. Teve coragem, vontade imensa e buscou oportunidades. Deu certo! Um chocolate quente vai bem nesse friozinho e se diz preguiçosa assumida nessa época do ano. Prefere cinema ou teatro? Gosta dos dois. Sozinha ou acompanhada, sempre que pode, vai. Não é boba nem nada, se pudesse morar em outra cidade escolheria Viareggio, no litoral italiano, cidade natal do avô. Éééé Lele, eu concordo, também acho uma ótima opção. Se irrita com gente que prefere achar um culpado do que encontrar a solução do problema. Pula no James.

moremagazine.com.br • 85


m o r e • social

As bandas imaginárias do Vadeco Vadeco, quem canta seus males espanta? “Sempre. A música é usada pra isso em rituais religiosos em todas as culturas. Os mantras, os hinos, tudo é música para ‘espantar’ os maus pensamentos, no dia a dia podemos fazer a mesma coisa com rock, reggae ou pop, é só cantar aquilo que te faz bem.” Assim começa o meu bate-bola, via e-mail, com o produtor multifacetado Vadeco. Ele é multi. No momento cursa “Multimídia Digital” e deve se formar no próximo ano. Pisciano do dia 2 de março, é pai do Francisco e casadão com a Tacyanne Correia. Em casa o romance vai bem, obrigada! Não se lembra muito bem quando, com que idade, percebeu que o seu “babado” era a música porque ela sempre esteve lá! Ainda criança ele e os irmãos acompanhavam o pai em rodas de samba. Trocava fácil a pelada de rua pelo violão ou para mexer no “3 em 1” do pai. Aos 6 anos começou o violão e não parou mais. Tocava no colégio em dia das mães, da professora, montava bandas imaginárias, fazia músicas, e até cantou no coral da igreja. Aos 14 anos montou a primeira banda e tocou na formatura da 8a. série com as freiras do colégio, diz que entrou na banda delas! Fala sério! “Arranha” no violão, voz, teclado, baixo, programação de bateria... Faz um pouco de tudo, assim se diverte! Tudoao-mesmo-tempo-agora. A banda “Vadeco e os Astronautas” já tem oito anos de vida, montada com o irmão Vina Lacerda, graaande 86 • jun / jul 2009

Vadeco e o filhote Francisco: completos

percussionista. No começo era só pandeiro, violão, voz e sintetizador. De lá pra cá muita coisa aconteceu, a banda evoluiu e o último show foi com 12 músicos no palco, incluindo uma pequena orquestra de câmara formada por violino, viola, cello, bombardino e clarinete, com arranjos feitos especialmente para o show.


Com a chegada do Francisco, passou a enxergar e ouvir a vida de uma maneira diferente. Ter um filho fez com que entrasse num mundo inimaginável, responsável por alguém infinitamente, uma relação de afeto e continuidade que nunca tinha sentido. Está completo! Trabalhar com música significa ser guerreiro. A música, como toda forma de arte, requer muita dedicação e jogo de cintura. Em Curitiba, a ideia de ter um produtor musical trabalhando com uma banda ainda é muito nova, mas as bandas e os estúdios já estão sentindo a necessidade deste profissional para contribuir nos resultados dos trabalhos, é basicamente ter alguém de fora te ajudando. E a Astrolábio? “A empresa existe há cinco anos, mas a nova estruturação faz apenas 10 meses. A Astrolábio é um espaço de criação, produção e formação que atua nas áreas de musica e áudio. Fazem eventos, como o “Festival de Música Étnica de Curitiba”, cursos de produção musical, game áudio e home estúdio. Também prestamos serviços de sonorização, trilha sonora e sonoplastia, para mídias audiovisuais, cinema, vídeo, web, teatro, you name it. A proposta é tentar trabalhar com o som e a música de uma maneira dinâmica e criativa, nossa rotina é diferente a cada dia, isso nos deixa felizes pois temos um novo desafio todos os dias.” Conquistas? “O que tenho conquistado está muito mais relacionado com valores familiares, como respeito, humildade e honestidade, do

que com ousadia. Minha ousadia talvez esteja na coragem de demonstrar esses valores”. O curitibano é careta para a música? ”Não, muito pelo contrário. O nosso problema é a responsabilidade pelo desenvolvimento do mercado interno da música. Não existe cumplicidade entre os veículos de informação, músicos e público, mas não acredito que isso seja caretice, acho que isso é inocência, a Bahia, o Rio de Janeiro e Minas são exemplos de cumplicidade, todo mundo se divulga e se consome e o mercado deles é um exemplo de inteligência ou ‘malandragem’. É lógico que se um jornalista fala bem (ou mal) de um grupo, o grupo falará bem ou mal do jornalista; o público se interessa pelo confronto, cria-se algo. Acho que esse é o ponto. Curitiba precisa perceber que somos nós que fazemos nosso mercado, não os jornalistas ou as televisões de fora.” Tá falado! Top 5 do Vadeco: 1- Discipline – Nine Inch Nails 2- Nantes – Beirut 3- Volver a comenzar – Café Tacuba 4- Gum – Cornelius 5- O céu é muito – Lenine Pra fechar, algum truque pra levantar da cama quando está com preguiça? ”Sim, levanto e saio correndo, na verdade não dá pra pensar muito. Tem que levantar e correr pro chuveiro!” moremagazine.com.br • 87


m o r e • social

Ruy Barrozo

rb@ruybarrozo.com.br ruy barrozo

A atriz Guilhermina Guinle esteve em CWB para realizar um trabalho para a Globosat, oportunidade em que entregou seus cabelos ao profissional Auro Otoni, do Torriton Taunay.

M.F.

Veridiana Fragoso e Dariene Quintas de Mello, comandando com muito sucesso a Veri&Dari Pâtisserie – Chocolaterie. Anotem bem este nome, que dará muito a que falar.

Geninho e Clemilda Thomé estão eufóricos com o sucesso da inauguração da nova fábrica da Neodent, cujo projeto leva a assinatura do competente arquiteto Jayme Bernardo, contando ainda com mobiliário da Cequipel.

88 • jun / jul 2009


M.F.

Namaster

Namaster

Os noivos Ernesto e Andréa, filhos de Ernesto Vilella Neto e Rosana Veiga Guimarães e José Antônio da Fontoura e Jacira das Graças Lima Fontoura, se casaram no dia 16 de maio, durante cerimônia religiosa na Igreja Senhor Bom Jesus do Cabral, seguido de recepção no Castelo do Batel.

O casal José Antônio e Jacyra das Graças (Lima) da Fontoura, pais da noiva, entre os noivos Ernesto e Andréa, fotografados durante a recepção do casamento realizada no Castelo do Batel.

A artista plástica Jacyra Mauad Abujamra lançou seu livro durante movimentadíssima exposição retrospectiva de seus trabalhos, realizada nos salões do Hotel Mabu – Praça Santos Andrade. À noite, que foi um sucesso de público e de crítica, contou com a presença da atriz Clarice Abujamra, sobrinha da anfitriã, que fez uma emocionante homenagem a Jacyra. moremagazine.com.br • 89


m o r e • gourmet

Prazer de comergourmet bem por Daniela Prosdocimo Caldeira

Torta de chocolate com crocante Para o Crocante 90 g de nozes torradas e grosseiramente picadas 115 g de nozes pecãn torradas e grosseiramente picadas

Em um recipiente, misture as duas nozes e o açúcar. Adicione a manteiga derretida e pressione a mistura no fundo de uma forma de fundo removível e refrigere por 30 minutos. Mousse 580 g de chocolate meio amargo

½ xícara de açúcar mascavo

170 g de manteiga amolecida

115 g de manteiga derretida

¾ de xícara de açúcar 6 ovos grandes ¼ de xícara de nata fresca Derreta o chocolate em banho-maria. Enquanto o chocolate derrete, bata a manteiga e o açúcar em uma batedeira até que esteja bem cremoso e aerado. Adicione dois ovos de cada vez, batendo bem após cada adição. Aumente a velocidade e bata por 2 minutos até que aumente um pouco de volume. Adicione o chocolate derretido em velocidade baixa e bata até estar totalmente incorporado. Acrescente a nata. Coloque o recheio sobre a massa de nozes e refrigere por 6 horas. Para desenformar, passar uma faca em volta e depois abrir a forma. Cortar as fatias passando a faca em água quente.

90 • jun / jul 2009


A essência da

água

saúde

Faz bem pra...

No decorrer dos anos, nossos ossos passam por transformações que os enfraquecem e, normalmente, notamos isso quando chegamos a uma idade avançada. A Água Mineral Timbu contém cálcio em sua composição, o que contribui para a formação e manutenção da massa óssea, reduzindo o desgaste e melhorando assim sua qualidade de vida. Experimente o prazer de sentir-se bem. Água Mineral Timbu. Faz bem pra vida.

91 • abr / mai 2009

moremagazine.com.br • 91

w w w.aguatimbu.com.br


m o r e • tendência

Antípodas tendência por Luciana Fraguas, da Austrália

John Brack John Brack (1920-1999), pintor nascido e criado em Melbourne e uma das principais expressões artísticas da arte moderna australiana, acaba de ganhar sua primeira grande retrospectiva em mais de 20 anos. Suas obras apresentam uma mistura de ironia, humor com sofisticado uso de metáforas acompanhadas de um profundo conhecimento artístico. Ao contrário de seus contemporâneos, Brack não focou seu trabalho nos mitos e lendas ou famosas paisagens e sertões australianos (tema constante da arte antípode), e sim nos temas urbanos. Imagens das ruas e lugares a sua volta, de sua esposa e crianças, pessoas solitárias ou perdidas no meio de uma multidão, no trabalho e se divertindo em bares são uma constante em suas obras. Brack também pintou muitas obras sobre a nudez humana. Seus últimos trabalhos, já na década de 80, foram focados nas complexidades e nos relacionamentos humanos e seu papel num mundo de diferenças religiosas, políticas 92 • jun / jul 2009

© Helen Brack

”Eu pinto o que me interessa, e o que mais me interessa são as pessoas, a condição humana. Em grande parte o que me move é o desejo de entender e, se possível, de iluminar...”, John Brack

“La Traviata”, litografia em cores, 1981

e sociais. Segundo a crítica Sasha Grishin, no curso de sua longa carreira, Brack se moveu de uma visão específica e particular para uma visão mais generalizada e universal, mas sua preocupação central permaneceu na pessoa, no ser humano e na tragédia de sua existência.


O melhor emprego do mundo Campanha publicitária de repercussão mundial, “o melhor emprego do mundo” (ou seria a melhor campanha publicitária do mundo?) atraiu a atenção de 34 mil candidatos dos quatro cantos do planeta quando o governo de Queensland, na Austrália, iniciou a procura por um zelador para viver por 6 meses em uma de suas ilhas paradisíacas, a Hamilton Island, na Grande Barreira de Corais (The Great Barrier Reef). Os candidados interessados enviaram um vídeo de 60 segundos explicando o porquê eram os mais indicados para o trabalho. Ben Southal (um britânico – para desgosto dos australianos) foi o escolhido. Ben vai viver numa residência de luxo – a Blue Pearl Villa – com vista para a barreira de corais e as ilhas Whitsunday. Parte do trabalho de Ben é tirar fotos, manter um blog sobre a ilha, alimentar os peixes e explorar as ilhas que compõem a Grande Barreira de Corais. O trabalho também exige mergulhos nas áreas dos corais para checar se sua fantástica beleza natural continua intacta. O salário também não é ruim: todas as despesas pagas e um pacote de R$ 240 mil. Nada mau para passar seis meses numa ilha paradisíaca. moremagazine.com.br • 93


Chove chuva Água de chuva engarrafada, especialmente se for água de chuva da Tasmânia, foi apontada pelos especialistas do website trendwatching como a grande tendência de consumo para este ano. O produto, que vem numa embalagem impecável, está vendendo “como água” em Nova Iorque por R$51 (US$25) a garrafa, ou online por R$129 (US$ 63) por um estrado com 12 garrafas. As principais marcas da Tasmânia são a Cloud Juice, vinda de King Island, considerada a ilha com o ar mais puro do mundo. O fundador Duncan Mcfie pesquisou muito para chegar à “combinação perfeita de teto, tanque e calha” para capturar a água em seu estado mais puro. Há também a Tasmanian Rain que captura as chuvas empurradas pelos ventos e vindas da Antártica e a Cape Grim, Cape Grim é uma região da Tasmânia onde chove 187 dias por ano e é tão frio que até os animais fugiram de lá, o continente mais próximo da região é a América do Sul a 16 mil quilômetros de distância. Segundo os fundadores da marca, as chuvas que chegam em Cape Grim viajam apenas pelo mar, sem passar por nenhum continente, e chegam a Tasmânia em seu estado mais puro. Os australianos adoram uma água engarrafada (não necessariamente de chuva, pois é muito cara). Na Austrália um litro de água engarrafada custa AU$1.80 (R$2,80) no supermercado, mais caro que petróleo. Globalmente o pessoal aqui gasta mais com água do que com Ipods, tickets de cinema ou tênis. Eu continuo bebendo, como todos os australianos, água da pia mesmo, que já é pura o bastante…

94 • jun / jul 2009


The best of Kylie Kylie Minogue, o produto exportação australiano mais conhecido do mundo, depois de AC/DC, inicia sua primeira turnê pelas terras do Tio Sam. Apesar de ser conhecidíssima na Europa e Australásia, a pequena notável não emplacou como gostaria nos Estados Unidos e inicia uma miniturnê neste outono por seis cidades. Assim que anunciou a turnê, teve que adicionar mais um show em Nova Iorque, que, como o primeiro, teve sua venda de ingressos esgotada em tempo recorde. Em entrevista a Associated Press, Kylie disse que os fãs americanos vão ter um pouco do melhor de todas as turnês que ela já fez. “Tenho certeza

de que as pessoas que virão ao meu show já conhecem o meu trabalho, não há nada como estar no mesmo lugar junto com seus fãs”. O por que ela não alcançou nos Estados Unidos o sucesso alcançado em outras partes do mundo? “Eu não tenho aqui (nos EUA) a mesma audiência que tenho em outros lugares do mundo. Também acho que tenho que estar aqui e fazer várias turnês para realmente divulgar minha música. Mas eu gosto muito daqui, onde acho que sou, de alguma maneira, uma ‘anomalia’, então vamos ver o que acontece.”

moremagazine.com.br • 95


m o r e • perfil

Personal shopper finalo texto e fotos: Michelle Muller

Q

uando a jornalista e consultora em moda Ana Clara Garmendia levou ao ParkShopping Barigui, em Curitiba, a ideia de oferecer aos consumidores um serviço de personal shopper, ela sabia que apostava em um projeto cuja aceitação do público era imprevisível. E foi, mesmo, uma surpresa: não apenas preencheu todos os horários disponíveis nas três semanas de maio que esteve no novo espaço Fashion Corner, do shopping, como precisou compor uma lista de espera pelo serviço com cerca de 150 nomes. Quem não conseguiu um horário marcado

96 • jun / jul 2009


com a consultora, que reside em Paris e passa alguns meses do ano em Curitiba, deve ser chamado em uma próxima edição do projeto, possivelmente no final do ano. “Os brasileiros podem não ter as mesmas referências de moda que tem o francês, pois nossos códigos visuais de elegância ainda são poucos. Mas há aqui um crescente interesse pelo assunto. As pessoas querem entender de moda, estão fugindo daquele conceito banal de ‘modinha’ e buscando elegância. Prova disso foi a grande procura pelo personal shopper”, comentou Ana Clara. Sua tarefa não foi apenas vestir os curitibanos de acordo com as tendências da moda e, sim, mostrar para cada pessoa o que a deixa mais bonita, aquilo que valoriza seu corpo e estilo. “Uma das grandes dificuldades das pessoas é a sobreposição de peças. Elas têm muito medo das misturas, acham que não se combinam certas estampas. Mas digo que tudo é permitido, desde que não fuja do compromisso com a estética”, ensina. O bom resultado da iniciativa irá resultar em uma consultoria de moda on-line, que poderá em breve ser feita por meio do site do shopping. Outras dicas também podem ser encontradas no blog da Ana Clara, www.anaclara.com.br, atualizado diariamente de Curitiba ou de Paris. A consultora atribui aos quase 40 mil acessos por mês parte da boa receptividade do público às suas iniciativas. Ana Clara também é colunista de moda, presta consultoria em empresas com pesquisa de tendências e faz palestras em universidades e outras entidades ligadas à moda.

moremagazine.com.br • 97


m o r e • brasil

Bernie DeChant/divulgação

Brasil, além Brasilquer

O fotógrafo norte-americano Bernie DeChant expõe em Curitiba seus olhares sobre a multiculturalidade brasileira, no Museu Oscar Niemeyer, até 8 de novembro

98 • jun / jul 2009


Rádio Mix. Pra quem gosta de música, não de blá, blá, blá.

sil. O melhor mix do Bra

www.mixcuritiba.com.br


muito mais que uma revista junho/julho 2009 • Ano I • R$ 7,90

06

muito mais que uma revista

A gente sabe que você gosta de ter opções pra escolher. Por isso temos mais de 80 canais.

black book

6 looks onde o preto reina, quase, absoluto

INFANTIL

FILMES

ENTRETENIMENTO

As melhores séries do momento para curtir em casa

Canais variados para você não cair na rotina

Aqui as crianças aprendem se divertindo

São tantas opções de filmes que você vai se sentir numa locadora

Tudo sobre o mundo das celebridades e as tendências da moda

ASSINE JÁ 3074 8383

Mais de 80 canais

tva.com.br

VARIEDADES

edição 06 • Ano I

SÉRIES

9

771983

426002

06

cinderelas modernas andy warhol irmãos campana glória menezes água da tasmânia


MORE magazine #6